Adoração no Antigo Testamento

Adoração no Antigo TestamentoTexto: Êxodo 25:9
Introdução: Quando pensamos em adoração, costumamos compará-la com os cultos das noites de domingo. Esse não é o único momento em que podemos adorar, mas é quando o povo de Deus se reúne para adoração corporativa. Este tipo de adoração não começou com a igreja local, começou quando Deus instruiu Moisés sobre como construir o Tabernáculo.
A adoração do Antigo Testamento estava cheia de sombras e tipos de Cristo e da nossa verdadeira adoração hoje.
Esta noite, quero olhar para uma série de coisas, quanto ao culto do Antigo Testamento e ver o que eles têm a ver com a nossa adoração hoje. Primeiro, vamos olhar para o Tabernáculo e, em seguida, para as várias ofertas que eram oferecidas. A adoração no Tabernáculo foi projetada para mostrar o pecador como ele poderia se aproximar de um Deus Santo.
[post_ad]

I. O Tabernáculo.

A. O Altar do Holocausto.
1. Este lembrava os adoradores de seu pecado e da necessidade de um sacrifício.
2. Este era o primeiro item visto quando se entrava no tabernáculo.
3. Ele nos lembra de nosso sacrifício... João Batista apresentou Jesus como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
B. A Pia de Bronze.
1. Esta mantinha a água para a limpeza.
2. Ela representa a necessidade do pecador pela limpeza espiritual.
3. "não em virtude de obras de justiça que nós houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou mediante o lavar da regeneração e renovação pelo Espírito Santo". Tito 3:5
4. Essa limpeza continua depois de sermos salvos através da confissão e do perdão dos nossos pecados, segundo 1 João 1:9.
C. A Mesa dos Pães da Proposição.
1. O pão era para sustentar os sacerdotes.
2. O pão representa o poder sustentador de Jesus Cristo na vida do crente.
3. "Eu sou o pão da vida: aquele que vem a mim não terá fome...” João 6:35ª
4. Assim como o pão físico sustenta a vida física... assim também a nossa vida espiritual é sustentada pelo pão da vida, Jesus Cristo!
D. O Candelabro de Ouro.
1. Mantinha a única luz disponível no local de culto, o lugar santo.
2. Jesus disse em João 8:12 "Eu sou a luz do mundo: quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida"
3. Não pode haver nenhum culto a Ele sem a luz d'Ele! Isso era verdade, então e é certamente verdade hoje.
E. O Altar do Incenso.
1. Este era um lugar de comunhão e oração, o incenso deveria queimar continuamente.
2. Somos instruídos a "orar sem cessar". 1 Tessalonicenses 5:17
3. Davi disse: "Suba a minha oração diante de ti como incenso...” Salmo 141:2ª
4. A oração nos leva à comunhão mais próxima possível com o Pai no céu.
F. A Arca da Aliança.
1. Este é o lugar onde Deus se encontrava com o homem.
2. O sumo sacerdote ia uma vez por ano e apresentava o sangue do sacrifício como expiação pelo pecado.
3. Cristo é o nosso propiciatório.
4. A única maneira de um Deus Santo encontrar e comungar com o homem pecador foi através do sangue!

II. As cinco ofertas do Antigo Testamento.

A. A oferta queimada. Levítico 1:1-17
1. Esta representa a consagração total.
2. O adorador voluntariamente oferecia esta oferta e todo o animal que ele sacrificasse era consumido no altar.
3. Tudo pertence a Deus, e devemos estar dispostos a dar tudo a ele.
4. Paulo se refere a isso como um "sacrifício vivo”.
B. A oferta de alimentos. Levítico 2:1-16
1. Esta oferta era oferecida a Deus em gratidão por suas bênçãos sobre nós.
2. Este deveria ser das primícias.
3. Esta oferta ilustra a importância de retribuir a Deus com um coração de gratidão pela vida que Ele nos deu.
C. A oferta de Sacrifício Pacífico. Levítico 3:1-17
1. Esta deveria ser colocada sobre as cinzas do holocausto.
2. Ela repousava sobre o trabalho do sacrifício feito anteriormente.
3. Podemos ter paz com Deus somente porque Jesus voluntariamente se entregou a Deus na cruz.
D. A oferta pelo pecado. Levítico 4:1 - 5:13
1. Este era para o pecado que foi cometido na ignorância.
2. Era para cobrir o pecado não intencional.
3. Quando nos aproximamos de Deus, precisamos ser lembrados de que na melhor das hipóteses nós ainda somos pecadores diante de Deus.
4. E que a nossa única base para a aproximação com ele é através do sacrifício de Jesus Cristo.
E. A oferta pela culpa. Levítico 5:14 - 6:7
1. Esta oferta era para pecados específicos que foram cometidos intencionalmente.
2. A diferença entre esta e a oferta pelo pecado é que essa exigia a restituição.
3. Não se pode, com razão, adorar se você abriga pecado em sua vida, ou mesmo pecado confessado que não foi feito corretamente.

Conclusão: O Antigo Testamento mostra o povo de Deus adorando a Deus por um reconhecimento de seu pecado, uma confiança em Sua graça, e uma apreciação por Sua bondade. Isso retrata como a nossa adoração deve ser hoje!

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

MAIS EBOOKS E CURSOS

Um comentário:

  1. A paz do Senhor li acompanhei e conferi junto a bíblia,totalmente paltado e coerente com as escrituras sagradas de claro entendimento. Está ai um estudo digno de fé. Que o Senhor abensoe o ministério do Pastor Aldenir Araújo. Atenciosamente presbítero Ernesto Siqueira

    ResponderExcluir

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!