O preço de uma verdadeira adoração

O preço de uma verdadeira adoraçãoTexto: Gêneses 22:1-12.

Introdução: A Propaganda das casas Bahia: “Quer pagar quanto?”

Oferecemos aos adoradores uma forma de adoração que não  custa nada. Basta somente você cantar, levantar as mãos e levitar e você será envolvido num espirito de adorador. Mas o preço de uma verdadeira adoração é outro.
Abraão, grande adorador nos ensina que...
[post_ad]
A verdadeira adoração custa:

I. A obediência do adorador.

A. A verdadeira adoração custa ao adorador a obediência: 1. A um grande pedido. V. 2. “Acrescentou Deus: Toma teu filho, teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá; oferece-o ali em holocausto, sobre um dos montes, que eu te mostrarei.”
2. A uma grande obediência. V. 3. “Levantou-se, pois, Abraão de madrugada e, tendo preparado o seu jumento, tomou consigo dois dos seus servos e a Isaque, seu filho; rachou lenha para o holocausto e foi para o lugar que Deus lhe havia indicado.”
3. A uma grande adoração. V. 4. “Ao terceiro dia, erguendo Abraão os olhos, viu o lugar de longe”
Uma obediência irrestrita sem questionamento. Isso era adoração para Abraão. Conhecer a voz de Deus em todas as situações e obedecê-la, era a adoração de Abraão.

A verdadeira adoração custa:

II. A renuncia do adorador.

  1. O adorador e a oferta. V. 2. “Acrescentou Deus: Toma teu filho, teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá; oferece-o ali em holocausto, sobre um dos montes, que eu te mostrarei.” – v. 6 “Tomou Abraão a lenha do holocausto e a colocou sobre Isaque, seu filho; ele, porém, levava nas mãos o fogo e o cutelo. Assim, caminhavam ambos juntos.”
    1. “Yachid: uma única pessoa, uma vida preciosa.”
  2. A oferta e a adoração. V. 6. “Tomou Abraão a lenha do holocausto e a colocou sobre Isaque, seu filho; ele, porém, levava nas mãos o fogo e o cutelo. Assim, caminhavam ambos juntos.”
    1. “A oferta e adoração andam sempre juntas, baseadas na renuncia.”
  3. A renuncia da entrega. V. 9-10. “Chegaram ao lugar que Deus lhe havia designado; ali edificou Abraão um altar, sobre ele dispôs a lenha, amarrou Isaque, seu filho, e o deitou no altar, em cima da lenha; e, estendendo a mão, tomou o cutelo para imolar o filho.”
    1. “A adoração tem tudo a ver com sacrifícios.” Somente algo que nos custe um grande valor e é oferecido a Deus em obediência pode tornar nossa adoração agradável ao Senhor.
A verdadeira adoração, custa ainda:

III. A fé incondicional do adorador.

  1. Para crer:
    1. Na grandeza de sua oferta. V. 9. “Chegaram ao lugar que Deus lhe havia designado; ali edificou Abraão um altar, sobre ele dispôs a lenha, amarrou Isaque, seu filho, e o deitou no altar, em cima da lenha.”
      1. “Deus não lhe pediria nada que não lhe custasse um alto preço.”
    2. Na aceitação de sua oferta. V. 10. E, estendendo a mão, tomou o cutelo para imolar o filho.”
      1. “Se Deus requer, Deus também está aceitando.”
    1. No retorno de sua obediência.
      1. “Em função de sua obediência e renuncia, Deus supriu o altar do holocausto.”
Conclusão: Quando se levanta um altar de adoração, é necessário que se coloque nele algo de concreto que nos custe um preço, pequeno, grande ou muito valioso. O altar de adoração requer que algo sempre esteja queimando. Somente a fumaça não chegará ao coração de Deus.

Pr. Viumar Souza

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

O preço de uma verdadeira adoração Reviewed by Aldenir Araujo on segunda-feira, setembro 06, 2010 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.