Preocupação ou Fé?

Preocupação ou Fé?
Texto: Salmos 37:1-2,7-9; Mateus 6:25-34
Introdução: O medo impede o progresso, não importa qual categoria!
Deus tem um programa de vida abundante para seus filhos ..., contudo não é livre de problemas! Ele nos dá os passos que devemos dar quando enfrentar a vida, estes estão contidos em Sua Palavra, alguns desses passos são encontrados na ordem no Salmo 37, escrito por Davi através do Espírito.
 
Esses passos devem ser dados na ordem que Deus nos dá nesta passagem. Alguns saltam rapidamente para o Salmo 37:4 antes de ler e obedecer ao Salmo 37:1-3, você não pode fazer isso! Tudo o que Deus fez tem uma ordem, o mesmo acontece com o Seu plano para a nossa felicidade e vida abundante. Ao dar os passos fora de ordem, pode deixar você com uma felicidade confusa na melhor das hipóteses!
 
A lista dos livros mais vendidos sempre tem muitos livros sobre como encontrar "felicidade" e "vida em abundância", inclusive sobre o "sucesso", mas a chave é encontrada no maior best-seller de todos: A Bíblia, a Palavra de Deus.
 
A Palavra de Deus nos ensina a encontrar a felicidade de Deus e a vida abundante ... passo a passo! Começa por não se preocupar, e viver na fé!

I. Preocupação. Salmo 37:1-2; Mateus 6:25-32

A. Provisões básicas. Salmo 37:1; Mateus 6:25-32
1. Segurança! Salmo 37:1
a. A necessidade de se sentir seguro está em todos nós!
b. Poderíamos temer o que está acontecendo em nossa sociedade:
1) Taxa de criminalidade
2) Assassinatos
3) Estupro
4) Terrorismo
5) O colapso económico e social
c. A preocupação leva a pessoa a ter inveja da prosperidade dos ímpios e seus caminhos! Salmo 37:1b
1) O ímpio que prosperar, porém, são como a "erva que murcha rapidamente" ... aqui hoje, amanhã se foram!
2) No entanto, nós somos "como as árvores plantadas junto as águas" Salmo 1:3 - somos sólidos e sempre dando frutos!
a) Uma árvore plantada junto as águas podem suportar secas ao contrário da erva no campo aberto ... suas raízes estão perto da água, por isso são muito mais propensas a sobreviver a um período de seca!
b) Sua vida é muito mais estável, porque eles estão sempre conectados a uma fonte de vida.
d. Nossa segurança não é apenas uma força policial e etc. É Deus quem cuida de nós!
2. Comida e Bebida. Mateus 6:25-26
a. Deus fez nossos corpos ... Ele pode prover para eles facilmente!
b. O corpo é mais importante do que a comida, se Deus prove para o mais importante, Ele certamente pode e irá prover ao menor!
3. Roupa e abrigo! Mateus 6:28
a. Deus também prove essas necessidades!
b. Mais uma vez os itens menores: Deus provê para o mais importante, bem como, o nosso corpo.
B. Tornando-se paranoico! Mateus 6:26-32
1. Nós entramos em pânico demais!
a. Algo não vai apenas acontecer, no nosso tempo!
b. A preocupação resulta... e resulta em mais preocupação!
2. Sinais de preocupação!
a. A deterioração física
b. Difícil percepção da realidade: a preocupação bloqueia tudo!
c. Auto piedade
d. Ira, ou briguento
e. Preguiça
f. Fadiga mental
g. Insônia
h. Declínio espiritual
i. Depressão
j. Confusão ... incapacidade de tomar decisões!
k. Mudança nos hábitos de higiene pessoal, reduz!
l. Retira se das pessoas e a vida! (Suicídio em casos extremos)
3. Problema com a preocupação. Mateus 6:27 - A preocupação nem sempre é baseada em fatos reais, e pode nos impedir de grandes realizações.
a. A preocupação só lida com o problema, não com a solução!
b. A preocupação é como uma porta trancada, não pode abrir soluções!
c. A preocupação se alimenta de si mesma também ... leva a mais preocupação!
d. A preocupação destrói a fé ... é a antítese dela!
e. Aqui está um dos problemas básicos da filosofia secular e da psicologia secular ... elas lhe ajudam a ver o problema e talvez até mesmo a causa deles, mas não pode encontrar soluções que sejam duradouras, sem princípios de Deus; as que eles descobriram que realmente funciona já estão escritas na Palavra de Deus!
f. Não podemos adicionar tempo a nossa vida por se preocupar (Mateus 6:27) ... na verdade somos informados pela ciência que nós realmente perdemos tempo por se preocupar!
C. Esteja planejando. Mateus 6:26,28
1. "aves do céu ..." Mateus 6:26
a. O versículo não está dizendo que as aves são preguiçosas e não precisam fazer nada!
b. Ele está dizendo que Deus fornece as matérias-primas para as necessidades das aves, para que possam trabalhar duro construindo ninhos, cuidando dos filhotes, colhem sementes, insetos, etc.
c. Em outras palavras, eles são chamados a planejar e trabalhar duro, mas eles confiam em Deus para os materiais!
d. Toda a vida deles demonstra planos para o futuro e trabalho duro em direção a esses planos ... eles colhem palha para construir um ninho para um dia criar seus filhotes no futuro!
e. Eles reúnem bichinhos e insetos para alimentar os filhotes na esperança de que a próxima geração será capaz de seguir em frente, etc.
f. Durante todo o tempo que eles fazem isso, eles são pacíficos e felizes; eles confiam em Deus para as matérias-primas básicas para realizar o que Deus os chamou para fazer em suas vidas!
2. "lírios do campo ..." Mateus 6:28
a. A mesma coisa aqui ... toda a vida dos lírios vida é voltada para o futuro, para produzir uma flor ou um fruto!
b. Eles trabalham para este fim, e eles não se preocupam com adubo, luz do sol, chuva, ervas daninhas, etc.
c. Eles vão fielmente trabalhando em direção a um futuro sabendo que Deus proverá as matérias-primas para eles! Eles não se preocupam com isso. Já viu um lírio preocupado?
d. Parece que eles não estão fazendo nada; eles são pacíficos enquanto eles crescem e fazem a vontade de Deus ... eles estão em paz, enquanto trabalham!
3. Este é o desejo de Deus ... atividade e planejamento, trabalho em paz!
a. Deus não está nos chamando para ir devagar ou parar a ação!
b. É um chamado para parar de se preocupar e confiar nele para as matérias-primas para fazer seja o que for que Ele nos chamou para fazer e para ser!
c. Então, mantenha o planejamento, trabalhando, faça grandes aventuras para Deus ... Só não se preocupe!

II. Fé! Mateus 6:33-34

A. Prioridade básica! Mateus 6:33ª
1. Deus deve ser prioridade ou a preocupação vai dominar a sua vida!
a. Nenhum agricultor espera uma colheita antes de plantar as sementes!
b. Somente quando Deus é prioridade podemos ver uma colheita de bênçãos e as matérias-primas dadas!
c. Se Ele é a prioridade não podemos nos preocupar!
2. Este era o conceito de "primeiros frutos" do Antigo Testamento
a. Quando Deus era prioridade em Israel, eles nunca tiveram falta das matérias-primas.
b. Inclusive o reino de Deus deve ser o primeiro de acordo com o versículo aqui!
c. A razão pela qual não nos preocupamos quando Ele é prioridade é porque, no início, começamos com Deus ... Ele fornece as matérias-primas, é impossível colocá-Lo em primeiro lugar e, em seguida, faltar alguma coisa!
B. Melhor programa! Mateus 6:33
1. "Buscai"
a. Observe a atividade desta ordem!
b. É preciso esforço para estar em paz!
c. Quando Deus é colocado em primeiro lugar, é uma prova de nossa fé! Assim, conduz a paz e as nossas necessidades satisfeitas!
d. O melhor programa para não se preocupar é mostrar realmente que Deus é primeiro em sua vida; fazemos isso por nosso estilo de vida e as nossas prioridades!
e. Em outras palavras, você não pode dizer que ele é o primeiro e não demostrar pela maneira como você vive! (Tiago disse isso muito bem!)
2. Fé e Obras andam juntas!
a. Não, a fim de ser salvo ...!
b. MAS: se você é salvo tem obras!
c. Como a sua vida é ordenada?
d. Quais são as suas prioridades?
e. A preocupação é uma luz vermelha piscando ... advertindo que está perdendo a fé!
3. O melhor programa para não se preocupar é simplesmente colocar Deus em primeiro lugar em nossas vidas!
4. Os pagãos (gentios) correm atrás do básico, porque? ... porque eles não conhecem as provisões amorosas de Deus, mas nós conhecemos!
a. É natural que eles se preocupem
b. Não é natural que nós nos preocupemos!
C. Estando tranquilo! Mateus 6:34
1. Saber que Deus cuida perfeitamente das pequenas coisas que não são tão importantes para Deus como somos; nos dá fé!
a. Os pássaros e os lírios nunca são abandonados!
b. Nós certamente não vamos ser!
2. Aprenda a viver cada dia de cada vez, não tente viver o amanhã, hoje! Você não pode maneira alguma!
a. Nós só precisamos de fé diária, quando o amanhã chegar, Deus vai te ajudar com isso.
b. Você precisa lidar com hoje na fé.
c. A cada dia que passa com a fidelidade de Deus, a nossa fé se torna mais forte.
d. Quando a fé cresce, a preocupação para! (Ou pelo menos desacelera!)
e. Quando a preocupação morre, a paz chega!
3. É neste contexto, e nota que Mateus 7:7 é compreendido! "Pedí, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei e abrir-se-vos-á" Muitos tiram deste contexto!
 
Conclusão: O dom da vida abundante de Deus não é algum clique instantâneo! Ela vem através dos passos que ele nos deu em Sua Palavra, cada um dado em ordem. O primeiro passo começa com a fé, não se preocupar! Estes passos seguidos em ordem resultam em vida abundante, felicidade duradoura e paz.
 
Pr. Aldenir Araújo

Compromisso ou reclamar?

Compromisso ou reclamar?
Texto: Salmos 37:5-6, 34-40
Introdução: "Compromisso" é uma palavra usada indiscriminadamente hoje pela maioria das pessoas. Nossa sociedade zomba da maioria das formas de compromisso; pelo menos as formas que Deus considera sagradas:
a. Compromisso do casamento - um homem com uma mulher para toda a vida.
b. Compromisso do trabalho - Êxodo 20:9 "Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra"
c. Compromisso de amizades - compromisso profundo.
d. Compromisso com Deus - O relacionamento mais importante!
A única forma de compromisso realmente respeitada hoje por nossa sociedade é um profundo compromisso consigo mesmo ... não admira que esta geração passada foi rotulada de geração do "eu" e a atual geração está focada na aceitação de tudo.
 
No reino de Deus e em Seu vocabulário "compromisso" é uma característica importante! É coisa séria para Deus, e isso é muito grave para o povo de Deus!
 
As Escrituras nos ensinam que Deus deseja que nos comprometemos e também os nossos caminhos a ele ... o nosso maior sucesso e alegria vem somente através de um grande compromisso com Ele! Ele também nos ensina que "compromisso" como Deus define é diferente da maneira como o mundo define-o!

I. Entrega o teu caminho. Salmo 37:5

A. Voltando para o Senhor. Salmo 37:5ª
1. Antes de entregar o meu caminho, eu devo me comprometer!
a. Isto é o que chamamos de ser "salvo".
b. Salvo do quê? Nós somos salvos do pecado e nós mesmos!
2. No entanto, apenas nos comprometer não é suficiente por si só, temos de também entregar nossos caminhos para Deus!
a. A salvação é um começo, não um fim!
b. A igreja precisa reconhecer isso e responder corretamente! Demasiadas vezes todo o trabalho da igreja é apenas para levar as pessoas a salvação..., mas Jesus disse que devemos "fazer discípulos!" Não se trata apenas de um evento singular em um altar e, depois, colocar outro entalhe em nosso cinto e nos orgulhar de levar as pessoas a "salvação".
c. Quem eram os discípulos? Eles eram pessoas comprometidas com um mestre! Eles seguiram este mestre e entregaram suas vidas e seus caminhos a Ele!
3. Também significa comprometer a Deus todos os meus caminhos, e não apenas os que eu sinto que não posso controlar!
a. Compromisso não é sobre o que eu espero receber ...
b. Compromisso é o que Cristo espera que nós façamos!
4. Entregar seus caminhos para Deus também não significa inatividade ... isso não significa que você deve sentar e esperar que Deus faça tudo, significa que é para descansar da preocupação e, em seguida, também estar ativamente envolvido em "efetuar a vossa salvação com temor e tremor" Filipenses 2:12
5. Entregar ao Senhor os meus caminhos significa que estou sujeito a Sua vontade, então não reclamar quando Ele fizer mudanças nas nossas vidas ... certo?
a. Eventos negativos ou positivos ... confiar em Deus significa crer nEle!
b. Todo mundo gosta da vontade de Deus quando estamos sendo abençoados, mas naqueles momentos em que há pouca ou nenhuma bênção, talvez até mesmo dor que achamos difícil de comprometer com o Senhor os nossos caminhos!
6. Este é um aspecto contínuo de compromisso; uma volta diariamente ao Senhor comprometendo os meus caminhos!
B. Confiando no Senhor. Salmo 37:5b
1. Os dois elementos andam juntos: "compromisso" e "confiança".
a. O que você confia, você se compromete!
b. O que você se compromete, você confia!
2. Neste contexto, devemos não só comprometer o nosso caminho ao Senhor, mas também temos de confiar na Sua própria natureza ... Ele é Deus!
a. Outras coisas podem falhar..., mas Deus nunca falha!
b. Ele pode ser confiável porque Ele é fiel, sempre!
3. O convite aqui é para "confiar nele" ... em quem Ele é, e não apenas o que Ele faz!
a. Este é o nível mais profundo de confiança; na própria natureza do próprio Deus que devemos confiar! Isto é o que Ele é!
b. Não apenas uma relação de confiança acerca das coisas em nossas vidas ..., mas a nossa própria vida à Sua natureza!
c. A confiança de que Deus realmente é quem Ele diz que é e que Ele fará tudo o que Ele diz que vai fazer!
d. Confiança e compromisso andam de mãos dadas!
e. Devemos ir além da dedicação ... para ser absolutamente comprometido.
4. Compromisso é diferente de dedicação ...
a. O que Deus está procurando não é apenas dedicação, mas compromisso real!
b. Somente compromisso pode realmente mudar o mundo!
C. Provado do Senhor. Salmo 37:5c-6
1. O que Ele fará? "Ele vai fazer a sua recompensa justa brilhar como a aurora!"
a. Uma vez que nós mostramos nosso compromisso e confiança n'Ele, Deus permite que o mundo veja a justiça do crente quando esse compromisso e confiança são tentados!
b. Deus não só vai provar a si mesmo, mas Ele também irá provar o Seu povo!
c. Quando outros olharem para nossas vidas, nosso compromisso e confiança, eles virão para entender o poder do Deus Todo-Poderoso por meio de Seus servos.
2. No final, Deus vai mostrar a justiça de nossa causa em viver para Ele, o mundo pode rir agora, mas vamos mostrar ao mundo um dia que estávamos certos em viver para Deus!
a. Não se deixe seduzir pelo "sucesso" aparente deste mundo e seus caminhos, no final, eles não compensam ou duram!
b. Uma das maiores mentiras de Satanás é fazer você achar que está perdendo na vida quando você serve e obedece a Deus ... essa foi a mentira exata que ele usou no princípio! "Deus sabe que se você comer você vai ser como deus, conhecendo o bem e o mal"
c. Você não está perdendo, você está garantindo a vida!
d. Seu compromisso vai resistir ao teste do tempo, se ele for real!

II. Controle a sua vontade. Salmo 37:34-40

A. Oportuna - Não tarde demais! Salmo 37:34
1. "Espera no Senhor" ... como? "guardando o meu caminho"
a. Assim, esperar nós somos ativos não passivos! Devemos guardar seus caminhos enquanto esperamos!
b. Esperar não significa sentar-se quieto; significa permanecer fiel enquanto espera!
2. O senso de tempo de Deus é tão diferente do nosso!
a. Seu senso de tempo é desde a eternidade!
b. O nosso é a partir do temporal!
c. Deus nunca esteve atrasado - mas claramente do ponto de vista do mundo, e até mesmo do ponto de vista lógico, muitas vezes parece dessa maneira, mas no final, Deus vem! Exemplos:
a) Ele chegou atrasado quando Jonas foi lançado do barco para morrer? - Aqueles que o lançaram acreditavam que era tarde demais para Deus salvá-lo.
b) Ele chegou atrasado quando Lázaro estava doente? ... Ele deliberadamente ficou longe até que Lázaro tinha morrido ... só então ele foi, mesmo dias depois que Lázaro estava morto e enterrado! Mas Ele não estava atrasado no seu tempo, somente no tempo de Marta! (João 11)
c) Os judeus achavam que Ele estava atrasado quando o exército de faraó lhes tinha encurralado entre o Mar Vermelho e os soldados ..., mas Ele não estava atrasado!
d) Abraão e Sara pensaram que Deus estava atrasado em dar-lhes um filho..., mas quando ela estava com quase 90 e Abraão com quase 100 aconteceu!
3. O que você acha que Deus tem se atrasado em fazer para você recentemente? Será que os exemplos citados podem lhe dar alguma esperança agora?
4. Se você entregou seu caminho ao Senhor e está confiando nele ... Ele não se atrasar! CONFIA NELE! Seu senso de tempo é melhor que o nosso!
5. Gálatas 4:4 "Na plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho...", apesar de milhares de anos de história do Antigo Testamento haver passado, Deus tinha um tempo certo para a vinda do Messias e Ele não estava no momento tarde demais!
B. Graças ao Senhor! Salmo 37:35-40
1. Deus tem um futuro para nós que estamos comprometidos com Ele! Salmo 37:37
2. Em momentos de angústia Deus estará lá! Salmo 37:39
3. A libertação virá! Salmo 37:40
4. Estas são promessas para aqueles que estão comprometidos, mas a palavra secreta é "compromisso!"
5. Nos beneficiamos tão completamente quando nós confiamos em Deus tão completamente!
6. Não podemos perder quando nos entregamos e confiamos!
7. Tudo o que temos a perder é o nosso egoísmo e pecado ... o que é uma mudança de uma vida comprometida confiante!
8. Então, o que está impedindo você de um compromisso total com Deus?
9. Por que não confiar nele?
10. O verdadeiro segredo para uma vida abundante é: "um profundo compromisso completo a cada dia com o Senhor!"
 
Conclusão: Os que estão realmente comprometidos com Deus e confiam nele são aqueles cujas vidas são preenchidas com a maior alegria e satisfação que Deus pode dar!
Nós podemos sentar e reclamar da vida ou estar comprometido com Deus e realmente viver! O que você vai fazer? A eternidade revelará a sabedoria de ser comprometido, mesmo quando a vida nos lança bolas de ferro agora, nunca subestime os propósitos de Deus, mesmo em tempos de luta, ou quando você vê os aparentes sucessos injustos. Deus tem a palavra final, sempre!
 
Pr. Aldenir Araújo

"Confiando ou Cansado?"

"Confiando ou Cansado?"
Texto: Salmos 37:3,10-17; Mateus 22:34-40
Introdução: Uma das qualidades essenciais da vida em todas as esferas é CONFIANÇA! Sem ela, nós não podíamos funcionar e nem estar em paz.
 
Acordos e contratos são feitos na confiança, até certo ponto ... os itens que compramos nas lojas são comprados porque nós confiamos neles; a importância desta realidade não é ignorada em qualquer empresa que leva a sério o seu produto. Os bancos que colocamos o nosso dinheiro exige uma certa confiança da nossa parte nesse banco e nosso sistema de governo. Nós até mesmo os chamamos de "empresas de confiança!" Todos os relacionamentos saudáveis ​​são construídos na confiança! Para ser um cristão, este mesmo ingrediente é necessário ... Confiança em Deus!
 
A confiança é sinônimo de fé ... isso significa confiança absoluta no objeto da mesma, neste caso Deus!
 
A tendência do governo é nos embasar com títulos importantes, do berço ao túmulo, fornecendo todos os tipos de seguros - de saúde, de velhice, de educação, de desemprego e assim por diante. Além disso, nós fazemos seguros contra incêndio, acidente, invalidez e velhice. Estas garantias não estão erradas, mas elas podem muito facilmente tornar-se um obstáculo grave para a nossa total confiança em Deus. Sem dúvida, se as nossas dívidas estão pagas e nossa geladeira está cheia, se temos dinheiro no banco, temos uma tendência a nos sentir seguros e sentir menos nossa necessidade de Deus. Aqui reside o perigo. Minha maior necessidade é a de sentir e conhecer a minha necessidade de Deus a cada momento.
 
As Escrituras nos ensinam que o segundo passo para a vida abundante em Cristo é "confiar em Deus", e com este um compromisso absoluto com Deus e Seu reino!

I. Confiando em Deus. Salmo 37:3a, 10-17

A. Olhando para Cristo. Salmo 37:3a
1. Aquilo que nós mais confiamos, é a primeira coisa para onde nos voltamos!
a. No momento de crise, para onde você vai primeiro?
b. O povo de Deus deve voltar-se para Deus em primeiro lugar!
2. A confiança também não exige!
a. Quando você se volta para Deus ... você deixa ele saber o que você quer que Ele faça sobre isso? ... ou,
b. Você confia nele o suficiente para aceitar o que Ele vai fazer sobre a situação mesmo que isso seja muito diferente do que você quer?
3. Teste de Confiança:
a. Reações: A seguir estão algumas reações que refletem uma falta de confiança real:
1) Autocompaixão... a longo prazo.
2) Confusão ... a longo prazo.
3) Tentativas frenéticas para resolver a situação de qualquer maneira possível!
4) Comunhão quebrada com Deus e o homem ... a longo prazo.
b. As reações iniciais para os problemas podem ser as respostas às vezes, isso não é errado, apenas quando continuam sendo as respostas de longo prazo, reflete a falta de confiança em Deus.
B. Senhorio de Cristo. Salmo 37:13,17
1. Deus está no controle!
a. Dos ímpios!
b. Do mundo!
c. Do adorador!
2. Nada na nossa vida é sem o conhecimento de Deus e a aprovação de Deus!
a. Ele não é apenas um espectador da nossa vida.
b. Ele está ativamente e pessoalmente consciente e ativo em nossas vidas!
3. Nós precisamos apresentar as nossas vidas ao Seu senhorio.
a. Os bons tempos,
b. Os tempos ruins também ... mesmo aqueles momentos de sofrimento!
c. Jesus sofreu ... e na vontade de Deus! (E ele foi perfeito!)
4. O sofrimento e as provações não significam apenas aceitação passiva da nossa parte, só sentar e confiar em Deus, significa ir para Deus e viver ativamente a Sua vontade!
a. Por exemplo: você realmente não pode dizer que Ele é o Senhor de sua vida e não fazer a Sua vontade!
b. Um exemplo: Se alguém não é um mordomo de seu próprio dinheiro, ele não tem realmente submetido suas finanças ao Senhorio de Deus!
c. Um exemplo: Cristo não é o Senhor, se você odiar alguém ... você ainda não se submeteu ao amor de Deus.
5. É por isso que a próxima frase no Salmo 37:3 depois de dizer-nos a "confiar no Senhor" é "fazer o bem!"
a. O que é o bem?
b. Resposta: os princípios de Deus e Sua Palavra!
c. Não é uma sugestão aqui, é uma ordem!

II. Tratando de fazer o bem. Salmo 37:3b, Mateus 22:34-40

A. A preguiça condenada. Salmo 37:3b
1. Não diz - "creia no bem", mas diz, "faze o bem".
a. Deus não está apenas procurando ouvir um "Amém!"
b. Ele está procurando por ação!
2. "Fazer o bem" está ligado à confiança!
a. Exemplo: Não basta você olhar para a cadeira e confiar nela, você sentou-se nela e provou sua confiança nela pela ação de sentar-se nela!
b. Aqui está o que Tiago está dizendo: "A fé (confiança) e obras andam juntas" Certamente não é para ser salvo, mas porque somos salvos!
c. Você não só confiava na sua namorada, você se casou com ela! Culminou em ação comprometida!
d. Ação é resultado de confiança!
3. Se nós confiamos em Deus faremos o "bem" ... confiança e bem andam de mãos dadas!
a. Deus quer mais do que bancos!
b. Ele quer bancos cheios!
4. É biblicamente impossível confiar em Deus e ser preguiçoso!
a. Confiar em Deus não significa sentar-se e deixar Deus fazer tudo se podemos fazer alguma coisa!
b. Confiar em Deus significa se levantar e fazer o que podemos, e Deus fará o que nós não podemos!
B. Vivendo o mandamento. Mateus 22:34-40
1. Aqui está como nós fazemos o bem ... vivendo o amor!
a. A lei se cumpre no amor.
b. Já viu amor que era passivo?
2. Quando eu me enamorei com a Cristina não foi passivo!
a. Eu dei-lhe flores!
b. Enviei-lhe cartões, cartas de amor!
c. Beijei-a e abracei-a!
d. Dei-lhe alguns discos de vinil! (Bem, foi há mais de 20 anos atrás, não havia ainda o "cd"!)
e. Eu não podia fazer o suficiente para mostrar a ela meu amor!
3. João 3:16 ... "quando Deus amou o mundo ... Ele deu!"
a. Ele não podia ficar parado!
b. Ele tornou-se ativo em nos mostrar o Seu amor!
4. Este é o impulso para fazer o bem ... o amor de Deus, nenhum substituto vai funcionar!
5. Confiança e amor andam juntos.
a. Como o pão e a manteiga
b. Como o arroz e o feijão (o meu favorito!)

III. Totalmente fundamentado. Salmo 37: 3c, 10-11,16

A. Aprendendo o Compromisso. Salmo 37:3c, 10
1. "habitar na terra ..." Salmo 37:3c
a. A ideia é que você será capaz de permanecer!
b. Compromisso é essa ideia também, você permanecer em um relacionamento com Deus e Seu reino!
c. O compromisso flui do amor, que flui da confiança.
2. Compromisso é uma palavra-chave no vocabulário cristão.
a. Deus está "comprometido" com você; precisamos estar “comprometidos” com Ele.
b. A Igreja está comprometida com você, não tenha medo de estar comprometido com ela ... não faz muito sentido um cristão estar descompromissado com uma igreja local ... que é o corpo de Cristo!
c. Sua esposa está comprometida com você, não tenha medo de se comprometer com ela!
d. Onde o compromisso flui, há um grande amor e alegria!
3. Nada nesta passagem em como ter uma vida abundante é sobre a aquisição de coisas deste mundo. No entanto, existem alguns "cristãos" hoje que ensinam que a prova do amor e as bênçãos de Deus é a prosperidade material! Besteira!
4. Ter uma "vida abundante" com Cristo não é abundante sobre "coisas" ... trata-se de Sua vida ser abundante em nós; e nossa caminhada em uma relação de confiança absoluta com Ele!
a. O compromisso é uma necessidade!
b. Deus nos chama para o compromisso em todas as áreas da nossa vida ... e isso começa com um compromisso com Cristo primeiro! Para "confiar nEle" ... para "ama-lo” vai junto!
B. Vivendo contente! Salmo 37:3c, 11, 16
1. "Desfrutar" Salmo 37:3c
a. Confiança, amor e compromisso conduz a alegria! E, isso é vida abundante!
b. "Pasto Seguro" ... Deus cuida de nós!
2. "Desfrutar" Salmo 37:11. Aqui está outra vez! Nós herdamos a terra e desfrutamos dela ... uma repetição do Salmo 37:3c.
a. Contentamento é derivado de confiança, amor e compromisso!
b. "paz" Salmo 37:11 segue alegria ... é o resultado de confiança!
3. O contentamento não é algo que vem na aquisição de bens deste mundo, mas na aquisição de justiça através de Cristo! Salmo 37:16
a. Justiça ... relacionamento correto!
b. Isto é encontrado quando nós confiamos em Deus!
 
Conclusão: Deus tem um plano para a vida abundante ... começa por não se preocupar e é preenchido por confiar no Senhor. A confiança envolve três coisas: a fidelidade em fazer o bem, o amor absoluto e ser totalmente comprometido!
 
Pr. Aldenir Araújo

Deleite e Desejo

Deleite e Desejo
Texto: Salmos 37:1-26; Mateus 6:33; 7:7
 
Introdução: Você sabia que Deus quer conceder-lhe os desejos do seu coração? Você também sabia que Deus quer primeiro moldar os desejos do seu coração?
 
É sobre a primeira pergunta a ênfase de muitas pregações populares é hoje, enquanto muitos pregadores ignoram largamente a segunda pergunta! No entanto, Deus quer primeiro moldar nossos desejos e depois concedê-los. Caso contrário, Ele seria um pai tolo simplesmente satisfazendo os caprichos de filhos que não sabem o que realmente deve desejar.
 
Os resultados da primeira questão é; um Evangelho pervertido prometendo aos crentes enorme riqueza e uma vida livre de problemas ou provações, parte dessa pregação que promete fama, fortuna, popularidade, bons tempos e todo o resto de uma vida de facilidades parece atraente, especialmente em nossa cultura, porém este não é o ensino bíblico.[post_ad]Esta teologia enquanto popular e aparentemente desejada está "centrada no homem" e não "centrada em Deus", que é a prova final de toda boa teologia! Ela coloca o receber antes do dar, e é perigoso para a Igreja e o Evangelho! Se a igreja de Jesus não acordar e falar, isso vai perverter o Evangelho e a missão da igreja ... e criar uma igreja fraca que não pode enfrentar as provações!
Quem ama a Deus com todos o seu coração, não teme nem a morte, nem o tormento, nem o juízo, nem o inferno, porque o amor perfeito abre uma segura e certa a Deus.
 
A Bíblia nos ensina que Deus concede os desejos dos nossos corações ... quando eles foram moldados por um relacionamento real com Jesus Cristo!

I. "Deleita-te no senhor" Salmo 37:1-26

A. A fonte do deleite. Salmo 37:1-4
1. Nosso deleite ou prazer começa em um relacionamento com o Senhor!
2. O deleite pode resultar de duas fontes:
a. Um evento: Exemplo: um dia de folga, um bônus em dinheiro, uma bicicleta nova, etc.
b. Um relacionamento: Exemplo: casamento, amizade profunda, pertencer a Cristo!
3. O deleite ou prazer de um evento é de curta duração... enquanto um relacionamento pode trazer deleite a longo prazo.
a. Há cristãos que existem e servem a Deus com base no primeiro tipo de deleite, o material do evento. Eles continuam buscando a Deus para dar-lhes algo, fazer algo, corrigir alguma coisa, etc. para a sua felicidade continua.
b. Mas, o prazer deles não está na relação deles com Cristo, mas no que Cristo faz por eles ... isto gera um tipo de vida cristã alegre flutuante para cima e para baixo, conforme as circunstâncias da vida!
c. Deus quer o nosso deleite ou prazer seja nEle! Não em eventos, mas somente nEle! Ele anseia que o nosso deleite seja baseado em nosso relacionamento com Ele e não apenas no que Ele faz em nossas vidas como eventos!
d. Até que nós nos movemos para este último plano, a nossa caminhada cristã será bastante esporádica!
4. O cristão que baseia o seu deleite em eventos estarão sempre buscando algum tipo de experiência para mantê-los no ambiente de alegria
5. O cristão que baseia o seu deleite em um relacionamento com Cristo será constante em sua alegria!
6. Assim, o próprio Cristo que é a fonte do nosso deleite! Isso está expresso na primeira declaração do versículo 4: "Agrada-te do Senhor e Ele concederá ..."
B. O segredo do deleite. Salmo 37:7-17
1. O deleite não é apenas uma emoção!
a. É um estado de bem-estar!
b. Ele é baseado em fatos, não em fantasia!
c. Os fatos do amor de Cristo e Seu poder de ressurreição em nós e nossa vida eterna nele!
d. Portanto, é muito maior do que apenas a alta emocional que normalmente associamos com alegria; ela vai além de um sentimento, a uma poderosa paz!
2. O mundo não conhece este segredo ... está escondido deles, a única maneira que eles podem tornar-se consciente; é através dos cristãos que mostram a alegria em qualquer circunstância da vida em que se encontram e ainda vivem pela fé! Ou, quando eles encontram por si mesmos em um relacionamento com Jesus Cristo e, em seguida, eles unem-se a ele!
3. O segredo do deleitar-se no Senhor, então, é encontrado em quem nós somos, não no que temos ... alguns cristãos ainda precisam aprender isso!
a. Como povo de Deus, podemos sempre estar alegres, e não uma alegria apenas do tipo emocional, mas a sensação de bem-estar que vem em saber que "todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam o Senhor"
b. Uma vez que o nosso deleite é fundado em quem somos e não apenas no que temos; torna-se em um prazer ou deleite inabalável! (Leia Romanos 8:28-39)
c. Uma vez que se baseia numa relação real, ele não pode ser destruído e não flutua para cima e para baixo com as circunstâncias da vida.
4. Faça a si mesmo estas perguntas:
a. Você é feliz com Deus quando os tempos difíceis chegam?
b. Você é feliz com Deus quando Ele responde suas orações de uma forma diferente do que você pediu?
c. Você é fiel ao Senhor e Sua igreja somente quando as coisas estão indo bem em sua vida?
5. Suas respostas podem ajudá-lo a ver se o seu prazer ou deleite é fundado em eventos ou em Cristo! O segredo para a verdadeira alegria é encontrado somente em um relacionamento com Cristo!
C. Passos para o deleite. Salmo 37:1-3,18-26
1. "Não te indignes" Salmo 37:1-2, 18-26
a. Não te indignes em? ... Eventos! Salmo 37:1
b. Não te indignes no que?... Os homens maus! Salmo 37:1-2
2. "Confia no Senhor e faze o bem!" Salmo 37:3
a. Note que isto não tem condições nele!
b. Não diz, "fazer o bem SE ..."
1) Se você sentir!
2) Se as coisas estão indo bem!
3) Se você tiver tempo!
4) Se você estiver na igreja ou é domingo!
c. Não há condições associadas porque isto sai da mesma coisa que estávamos falando antes, um relacionamento com Cristo ... que é sempre bom!
d. Nós fazemos o bem não porque recebemos coisas boas, mas porque recebemos Deus!
3. Confiar em Deus (Salmo 37:3) liberta-nos para fazer o bem; nós não vamos estar frenéticos sobre nós mesmos o tempo todo ... nós estamos confiando em Deus para as nossas vidas.
4. Estes são os passos necessários para "deleitar-se" no Senhor!

II. "Desejos do teu coração" Salmo 37:4, Mateus 6:33; 7:7

A. Moldado por Jesus. Mateus 6:33
1. Não pela carne!
a. O ponto aqui é permitir que Jesus e Seus valores do reino molde nossos desejos!
b. Este verso (Salmo 37:4) não é uma passagem para chamar o nosso gênio da garrafa chamado "Jesus" para nos conceder qualquer desejo do nosso coração como alguns estão ensinando hoje!
c. Este versículo começou com "alegria no Senhor" e depois "Os desejos do teu coração"
d. Se começarmos com Jesus, os nossos desejos não serão carnais na natureza, porque Jesus nos dá uma nova natureza e um novo coração para os Seus desejos, não os nossos!
e. Seus desejos vão assumir um novo conjunto de valores em Cristo; eles vão ser bons e piedosos!
f. E o Senhor vai honrá-los!
1) Deseje um casamento bonito.
2) Deseje a salvação de um amigo.
3) Desejo um lugar de culto para o povo de Deus.
4) Deseje a felicidade e a salvação de nossos filhos.
5) Deseje coisas boas e piedosas!
2. O segredo desta passagem em Salmos é encontrado em Mateus 6:33!
3. Talvez seja por isso que a igreja tem visto tão poucos milagres nestes dias, ela perdeu a arte de desejar as coisas certas, Deus vai responder os desejos do nosso coração quando soubermos desejar as coisas certas, e a Igreja ver os resultados dos milagres que ocorrem dentro dela.
a. Paulo desejou chegar à próxima cidade para pregar.
b. Paulo desejava ver seus amigos.
c. Paulo desejava conhecer a sublime ciência de Jesus Cristo, para conhecer o poder da ressurreição de Cristo.
d. Paulo desejava ministrar aos outros ... perceba que não encontramos muitos dos desejos de Paulo na Bíblia registrado como "um novo carro com ar condicionado, uma casa na praia, uma grande conta bancária," não que essas coisas são erradas ou que Deus não vai realiza-las, mas precisamos aprender a arte de desejar as "MELHORES COISAS" em primeiro lugar.
B. Selecionado por Jesus. Mateus 6:33; 7:7
1. Quanto mais andamos com Jesus mais o nosso coração se torna como o coração de Jesus ... de modo que depois de um tempo Seus desejos tornam-se nossos desejos!
a. Observe nesta passagem (Mateus 7:7), Onde Jesus diz que se pedirmos em seu nome será dado ... o contexto é que devemos pedir "coisas boas". Mateus 7:11
b. O contexto não é que nós estamos pedindo literalmente por "nada".
2. Isto acontece em casamentos saudáveis e outros relacionamentos saudáveis.
a. Após mais de 19 anos de casamento com minha esposa Cristina, os desejos dela e os meus desejos são mais os mesmos do que nunca!
b. Este é o resultado dos dois se tornarem um em casamento.
c. Isso é verdade em nossa relação com Jesus também; Jesus orou em João 17 para que possamos nos tornar um, e para que possamos ser um com Ele também!
3. Enquanto este processo continua, nossos desejos se tornarão selecionados pelo próprio Cristo, como Ele coloca esses desejos em nossos corações, é isso o que Ele quer que nós tenhamos!
a. Quando seu coração é para Cristo, ele também será para os valores e desejos de Cristo.
b. Este é o processo de tornar-se mais e mais a imagem de Cristo.
C. Selado por Jesus. Mateus 7:7
1. Os desejos que são piedosos podemos pedir com confiança, e nós os recebemos, porque eles são a vontade de Deus! (Leia 1 João 5:14-15)
2. Cristo sela Seus desejos dentro de nós por isso pedimos o que devemos e nem sempre o que queremos!
3. O crescimento espiritual é evidente por saber o que pedir, Jesus sela em nossos corações o Seu coração e nos ajuda a saber que quanto mais tempo nós caminhamos com Ele, vamos sentir sua pulsação e conhecer a Sua mente à medida que caminhamos com Jesus.
 
Conclusão: "Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração" SIM! Mas, o segredo para receber é encontrado primeiro em "deleitar-se no Senhor!" Muitos cristãos querem começar com a parte deste versículo, "desejo de seus corações", e saltam a primeira parte! Eles querem reverter o verso, deleitar-se no Senhor, se o Senhor primeiro lhes conceder os desejos de seus corações ..., mas o Espírito Santo não os escreveu nessa ordem! Temos de começar por deleitar-se no Senhor e Seus desejos se tornará o nosso, e, assim, Ele vai responder a eles - e eles vão ser maravilhosos!
 
Pr. Aldenir Araújo

Confiar em Deus ou no Homem

Confiar em Deus ou no Homem
Texto: Jeremias 17:1-8
Estudar a palavra de Deus sempre é a melhor e mais prazerosa coisa que podemos fazer. Toda a palavra de Deus é útil e tem muito a nos ensinar (2 Timóteo 3:16-17), mas é comum alguns de nós interessamos por uma passagem ou um tema especifico, isso não é ruim, mas não deve ser algo que nos leve a não estudar toda a Bíblia.
 
Esta passagem aqui em Jeremias nos ensina muito sobre o pecado, suas consequências e muito mais que iremos aprender juntos. Vou dividir o nosso estudo, versículo por versículo, e assim podermos entendê-los melhor.
 
1.  O pecado de Judá está escrito com um ponteiro de ferro e com diamante pontiagudo, gravado na tábua do seu coração e nas pontas dos seus altares.
O povo de Judá mesmo tendo os profetas por muitas vezes falado da parte de Deus, e como não bastasse tinham uma história repleta de verdadeiros “milagres” da parte de Deus. Uma nação que tinham o cuidado de Deus, mas mesmo assim era uma nação pecadora. Jeremias diz que esse pecado estava escrito com um ponteiro de ferro, não era superficial, mas profundo e difícil de ser apagado.[post_ad]Além disso, esse pecado estava em total conhecimento de todos, não era algo encoberto não, todos tinham pleno conhecimento, e esse pecado era um dos causadores da falta de adoração ao Deus eterno.
 
Reflexão: Muitas vezes quando lemos passagens na bíblia que relata acontecimentos assim, onde Deus como o pai amoroso que é da tudo para seus filhos, mas mesmo assim eles não dão valor, é comum ficarmos perplexos com tamanho desprezo.
 
Em nossa sociedade quando um filho rebela contra seus pais achamos muitas vezes um absurdo, mas, no entanto, somos muitas vezes pegos agindo da mesma forma com Deus. A nação de Judá tinha tudo, como, puderam fazer aquilo? Da mesma forma hoje temos muito mais que eles e agimos como eles. Um exemplo disso vê-se em João 3:1-17, Jesus veio obedecendo a Deus numa missão de dar uma oportunidade de reconciliação do homem caído com Deus, e para isso morreu em nosso lugar, pois merecíamos a morte (Romanos 6:23), mas mesmo assim sabendo que temos a vitória de graça (Efésios 2:1-10) sem esforço algum, mesmo assim não queremos receber esse presente divino (João 1:11-12).
 
Que possamos refletir o que estamos fazendo com tudo aquilo que Deus fez por nós: vamos dar valor ou desprezar.

2. Seus filhos se lembram dos seus altares e dos seus postes-ídolos junto ás árvores frondosas, sobre os altos outeiros.
Este versículo pode se dizer que é uma consequência natural da nação, igreja ou família que não tem um relacionamento sadio com seu salvador. Vimos no primeiro versículo que Judá não estava mantendo um relacionamento sadio com Deus por causa do seu pecado, aí vem o verso dois e diz que seus filhos estavam voltando seus olhos à idolatria e adorando qualquer coisa menos ao verdadeiro Deus.

Reflexão: Mas se formos olhar é bem isso que sempre acontece. Como aquela nação pecou todos e todos adiante foram no mesmo caminho, assim é hoje em nossos dias. Principalmente os pais por ter uma ação significativa na criação dos filhos e por muitas vezes ser por eles imitados, tem que rever bem quais sementes estão plantando na vida de seus filhos. Ensina o filho o caminho que deve andar quando for velho não se desviará dele, este é um conselho que pode ajudar qualquer pai ou líder a criar verdadeiros servos de Deus no futuro.
 
Em Adão gerou a morte e a morte passou a todos, pois todos pecaram, e destituídos estão da gloria de Deus. Mas Deus enviou Jesus para nos dar vida sendo ainda pecadores. Aleluia. (Romanos 5:12/3:23/João3:16/RM 5:6-8)
 
3. Ó monte do campo, os teus bens e todos os teus tesouros darei por presa, como também os teus altos por causa do pecado, em todos os teus territórios!
Este versículo continua o verso dois quando mostra também a consequência do pecado que após nos enganar, começa uma destruição na vida do pecador.
 
Reflexão: O pecado é como uma balança, que traz num prato ele mesmo e no outro a destruição, quanto mais pesado o pecado mais auto a destruição subira. No verso quatro falarei melhor e com mais entendimento deste assunto.
O que pratica a obediência prosperará sem ver, mas o desobediente destruíra a si mesmo sem que veja.

4. Assim, por ti mesmo te privarás da tua herança que te dei, e far-te-ei servir os teus inimigos, na terra que não conheces; porque o fogo que acendeste na minha ira arderá para sempre.
Este versículo declara bem a situação de Judá nessa época, onde tinham abandonado seu Deus e passado a confiar em homens, Exemplo (Isaias 31). Muitas vezes quando passamos por uma situação difícil na nossa vida colocamos a culpa em Deus, nas pessoas em nossa volta, enfim, em tudo, menos enxergamos que às vezes o culpado é nós mesmos. Judá estava prestes a ser entregue aos Babilônicos, nesse contexto vem Jeremias como boca de Deus e diz: vocês vão ser entregues, escravizados não porque Deus é mal, mas vocês mesmos estão escolhendo isso.

Reflexão: As nossas ações, pensamentos, tudo tem uma influência na nossa vida. Não podemos fazer as escolhas erradas e esperar que dê frutos de alegria. Judá fez o que era errado, e veio à consequência, assim ainda é hoje, por isso é sábio fazermos as escolhas certas.

Quando der errado hoje, não ponha a culpa em Deus, é só ele te mostrando que a escolha de ontem não era a correta.

5. Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço e aparta o seu coração de Senhor!
Maldito o homem que confia no homem- essa é uma frase que frequentemente ouvimos até mesmo na casa dos incrédulos, mas no contexto do versículo, Judá ao saber das profecias de Jeremias, o rei faz aliança com o Egito, que no final não ajudou em nada. Não adiantou nada Judá confiar no homem, assim somos nós. O confiar aqui não é aquele confiar no sentido de amizade, respeito, confiança que muitas vezes temos pelos nossos amigos, pais etc.
 
Mas trata-se de confiar no sentido de depositar sua confiança, sua fé, esperar nele. Frequentemente vemos pessoas confiar tão cegamente nos outros que quando são decepcionadas perdem o rumo, a razão de viver, perde tudo, por quê? Por que confiou totalmente, entregou tudo nas mãos de quem pode falhar, e todos que assim procedem são malditos, sabe por quê?
A. Com isso ele mostra que por si só conseguirá e que não precisa de Deus. (Faz da carne mortal o seu braço).
B. Com essa atitude seu coração fica cada vez mais longe de Deus. (Aparta seu coração do Senhor).
 
Reflexão: Desde que o homem pecou a maldade e a deslealdade com a sua própria espécie só tem aumentado. Ninguém mais se importa com os outros e confiar nem se fala, não dá mais. Mas em meio a essa triste realidade tem alguém que é digno de toda confiança a todo tempo, seu nome Jesus, nesse você pode confiar de olhos fechados.
Confiar só em Deus.
 
6. Porque será como o arbusto solitário no deserto e não verá quando vier o bem; antes, morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável.
Este versículo é muito esclarecedor, pois todo o texto falando do pecado e suas consequências na vida de uma pessoa, mesmo usando essa linguagem figurativa traz luz as reais condições daqueles que “navegam” no pecado.
 
Dá para ver aqui a plena situação dos que são enganados pelo pecado, uma separação é bem esclarecedora:
 
A. Sua Aparência: Uma das primeiras características que podemos nitidamente enxergar naqueles que vivem no pecado é sua aparência, que diga se de passagem é bem diferente daquele que vive em santidade com Deus. Jeremias descreve aqui estas pessoas comparando-as com arbustos solitários no deserto. Copara a algo que por si mesmo não a ação alguma, uma arvore não pode escolher sair andando ou se quer balançar por se mesma, assim infelizmente são aqueles que vivem no pecado, se locomovem vão e vem, mas na maioria das vezes o que os estimula a ação tem origem malignas e egoístas. Outro ponto é que a vida que vivem não é uma VIDA, pois é “solitária”. Solitária em relação não só a companhia, mas amor, respeito, compreensão, enfim a tudo.
 
B. Sua Percepção: Além de ter uma aparência diferente sua percepção e visão das coisas são bem diferentes. Jeremias diz que essas pessoas por estarem atoladas no pecado não veem quando as “bênçãos” vêm.
 
C. Sua morada: Ante a toda essa falta de percepção das coisas boas que poderiam proporciona-los bênçãos, diz que morará no lugar seco do deserto, não é somente no deserto, mas no lugar seco do tal, ou seja, no “pior do pior do deserto”, assim são todos os pecadores, mesmo bilionários, tendo a melhor casa podem não ver, mas ainda está no seco do deserto. No lugar salgado e inabitável, assim é descrito a morada dos pecadores.
 
Reflexão: A vida daqueles que não tem Jesus realmente não é nada fácil, pois sem o amor e o perdão de Deus em suas vidas só lhes restam o resto. Mas ainda bem que o amor de Deus está hoje disponível a todos a aqueles que creem, assim sendo não se deve perder mais tempo vá a Jesus.
 
Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus. (Efésios 2:8)

7. Bendito o homem que confia no Senhor e cuja esperança é o Senhor.
Este versículo é totalmente oposto ao versículo cinco, onde nos mostra que bendito é todo aquele que confia, espera e tem a confiança em Deus. A verdade total é que a pessoa que confia em Deus ela é feliz. Nós devemos confiar em Deus em todo momento, nas dificuldades e nos momentos bons.
 
Reflexão: Confiar em Deus tem que ser vista com a mesma intensidade e necessidade de nos alimentar, pois como a pessoa que não alimenta vai enfraquecer tendo por fim a morte, assim são aqueles que não confiam no Senhor, vão viver a sofrer e por fim o inferno.
 
É meu Deus, a minha rocha, nele [confiar] ei; é o meu escudo, e a força da minha salvação, o meu alto retiro, e o meu refúgio. O meu Salvador; da violência tu me livras. (2 Samuel 22.3)

8. Porque é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto.
Aqui estão descritos os benefícios e aparência daqueles que andam confiantes em Deus, dividirei em tópicos:
A. “...é como a árvore plantada junto às águas” sem dúvidas esta é a realidade de todo aquele que anda com a confiança em Deus, me refiro onde se estabelecem. O que o profeta quis referir aqui é que aqueles que confiam no único Deus estão confiando, andando e vivendo no melhor lugar.  Na nossa realidade de hoje no Brasil as árvores vivem e florescem independente de espécie bem em quase todo lugar, mas na realidade de Jeremias eram bem diferentes, as árvores do deserto do terreno seco (V 6) eram bem diferentes, por isso é que ele conhecendo tudo isso descreve com autoridade que aqueles que no Senhor confiam estão no melhor lugar, estão no “paraíso” por assim dizer. Por isso se queres estar bem longe das sequidões e destruição, fixe suas raízes junto às águas que é Jesus.
B. “...que estende as suas raízes para o ribeiro” o que me chama a atenção aqui que Jeremias não só disse que está plantada, como completa dizendo que a arvore estende suas raízes as águas. Como a planta que continuamente lançam suas raízes, assim devi ser eu e você, para que possamos viver uma vida confiante no Senhor devemos aprofundar nossas raízes no relacionamento com Deus.
C. “...e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga” é comum vermos pessoas que frequentemente vivem sofrendo, passando maus apuros na vida, este versículo da palavra de Deus nos diz que aqueles que continuamente confiam no Senhor passaram por adversidades, mas passaram firmes sem sofrer perda alguma, passaram em vitória. (Isaias 26.3 Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti). Sabe por que você acaba se machucando e sofrendo perdas e muitas áreas de sua vida? Basicamente porque não se entregou 100 % a Deus. E quando precisa, confia mais em você; em métodos diabólicos ensinados em algumas igrejas, quando deveria confiar em Deus. (Salmo 37.5 Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará).
D. “...nem deixa de dar fruto.” Aqui está uma consequência que tenho a certeza que todos almejam. Passar pelos problemas em vitória é bom? Pois bem o versículo diz ainda que além das vitórias, aqueles que no Senhor confiam, tudo que passam não os impedem de dar frutos. A uma escolha a fazer? Você quer continuar confiando em você e em homens e ser o arbusto do verso 6; ou confiar em Deus e ser a árvore do verso 8?
 
Reflexão: Tudo que acontece conosco é resultado das nossas escolhas, por isso pense bem nelas.
Paulo confiava em Deus, leia essas passagens:
2 Coríntios 11.22-28 São hebreus? Também eu; são israelitas? Também eu; são descendência de Abraão? Também eu; são ministros de Cristo? Falo como fora de mim, eu ainda mais; em trabalhos muito mais; em prisões muito mais; em açoites sem medida; em perigo de morte muitas vezes; dos judeus cinco vezes recebi quarenta açoites menos um. Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo; em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha raça, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre falsos irmãos; em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejuns muitas vezes, em frio e nudez.  Além dessas coisas exteriores, há o que diariamente pesa sobre mim, o cuidado de todas as igrejas.
 
2 Timóteo 4.16-18 Na minha primeira defesa ninguém me assistiu, antes todos me desampararam. Que isto não lhes seja imputado.  Mas o Senhor esteve ao meu lado e me fortaleceu, para que por mim fosse cumprida a pregação, e a ouvissem todos os gentios; e fiquei livre da boca do leão, E o Senhor me livrará de toda má obra, e me levará salvo para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém.

O que vai escolher fazer? Este estudo resumido que acabaste de ler lhe mostrou claramente que situação espera a cada escolha, que você possa escolher confiar em Deus.

Amém Gloria a Deus Aleluia.

Autor: Josimar Gomes da Silva | josimargosilva@gmail.com

Como ter uma montanha em seu coração

Como ter uma montanha em seu coração
Texto: Números 13:25-33; 14:6-10; Josué 14:6-15
Tópico: O topo da montanha
Tema: Como viver na montanha, enquanto no vale.
Introdução:
1. Eu acredito que Deus quer que seu povo viva no topo da montanha.
2. Esta é a conhecida história dos filhos de Israel quando eles estavam localizados em Cades Barneia. Moisés enviou 12 espias para fazer um levantamento de Canaã e ele voltaram com o relatório. Dez dos espiões deram um relatório negativo e dois deles deram um relatório positivo. Os nomes dos dois homens que deram o relatório positivo foram Josué e Calebe.
3. Há muitas igrejas e cristãos hoje que estão vivendo no versículo 33. Eles estão vivendo no deserto superado por seus problemas, em vez de desfrutar dos benefícios de Canaã.
4. Eles vivem vidas frustradas porque suas vontades não são rendidas a vontade de Deus. No entanto, Calebe era um contraste com o resto do seu povo. Ele andou na vitória e viveu no topo da montanha. Ao longo da totalidade da sua vida, Calebe viveu no topo da montanha em seu coração.
5. Mesmo durante os 40 anos de peregrinação no deserto, Calebe viveu no topo da montanha, enquanto o resto do povo vivia no deserto.[post_ad]6. O que faz com que um cristão viva na vitória e outro na derrota, um cristão viva na montanha e outro no deserto, um viva no Espírito e outro viva na carne?
 
Como Calebe viveu na montanha durante toda a sua vida? Existem três etapas para viver no topo da montanha durante nossas vidas.

I. Nós devemos examinar nossos desafios. (Números 13:22)

Nosso desafio é quádruplo quando nós nos movemos em terreno desconhecido.
A. Nosso desafio é forte em orgulho (v. 22)
1. Aimã - O que eu sou
2. Sesai - Quem eu sou
3. Talmai - O que posso fazer
4. Eles eram fortes em orgulho. Eles desafiavam qualquer um que fosse ao território deles. Eles disseram que seria melhor olhar para o que eu sou, quem eu sou e o que eu posso fazer.
B. Nosso desafio é forte na posição (v. 28)
1. Eles tinham cidades muradas para protegê-los. Essas cidades eram construídas sobre as montanhas. Eles estavam no alto. Eles tinham uma posição vantajosa. Eles estavam no controle.
C. Nosso desafio é forte na população (v. 32)
1. Eles devoram a terra. Eram tantos deles, que a terra não podia contê-los.
D. Nosso desafio é forte em proporção (v. 32)
1. Eram quase 3 metros de altura. Golias era um descendente dessas pessoas. Os filhos de Anaque eram uma raça inteira de gigantes. O povo hebreu era de estatura média.

II. Devemos estimular nossa coragem (14:6-10)

O texto diz: como pão, os podemos devorar" A NVI diz: "porque nós os devoraremos como se fossem pão".
 
O que fez Calebe e Josué diferente do resto do povo? O que torna uma igreja diferente de outra igreja?
 
A. Precisamos ver da perspectiva de Deus
 
O problema número um que as pessoas têm em suas vidas é ver as coisas da perspectiva de Deus. Como você olha para os problemas?
 
Eles tinham um complexo gafanhoto. Eles tinham uma mentalidade de gafanhoto. Em vez de dizer: "Olha o quanto Deus é maior do que os gigantes" Eles disseram: "Olha quão pequenos somos comparados com os gigantes”.
 
Eles pensavam pequeno. Quem pensa pequeno geralmente faz grandes alardes. Quem pensa pequeno faz um grande barulho por que não podemos possuir Canaã.
 
Assim, muitos cristãos têm um complexo de gafanhoto. Eles querem viver no topo da montanha e viver em vitória. No entanto, eles se acham tão pequeno em seus corações. Tudo o que veem são os gigantes na terra. Eles veem os gigantes da:
· Dúvida
· Desencorajamento
· Dívida
· Depressão
· Maus tempos econômicos
· Problemas Familiares
 
Quando começamos a pensar como gafanhotos, começamos a agir como gafanhotos. Eventualmente, nós nos tornamos gafanhotos. Você vai na direção de seu pensamento mais dominante.
 
O complexo gafanhoto retarda a obra de Deus, dificulta o trabalho de Deus, e para a obra de Deus.
Se você tem complexo de gafanhoto, então tudo parece um gigante. Tudo para um gafanhoto parece impossível. No entanto, do ponto de vista de Deus, tudo muda.
 
Efésios 2:6 - “e nos ressuscitou juntamente com ele, e com ele nos fez sentar nas regiões celestes em Cristo Jesus”
 
Assim, nós estamos olhando para os nossos problemas; de cima em Cristo Jesus. Temos de vê-los a partir de uma perspectiva divina, ou seja, de cima, em vez da perspectiva de gafanhoto, de baixo.
 
Você sabia que todas as pessoas que disseram que não podiam conquistar Canaã morreram no deserto. Apenas Josué e Calebe entraram em Canaã.
 
B. Devemos ver através do propósito de Deus (14:9)

Os gigantes eram alimento para os israelitas. Eles eram pão ou comida para eles. Eles eram a comida que iriam consumir para fazê-los crescer mais forte.
 
Deus nos envia problemas não é para nos desencorajar, mas para nos desenvolver. Problemas e dificuldades tornar-se alimento para o nosso desenvolvimento. Assim como os alimentos nos aumenta, o mesmo acontece com os problemas. Nós não gostamos de problemas, mas é assim que desenvolvemos e crescemos.
 
C. Devemos de ver através das promessas de Deus (14:8-9)

Calebe tinha promessas de Deus. Ele estava reivindicando as promessas de Deus. Há mais de 9.000 promessas na Bíblia para o cristão.

III. Devemos garantir a nossa conquista (Josué 14:6-15)

Calebe disse que depois de 45 anos estava pronto e disposto a possuir a terra. Como poderia Calebe subir e reivindicar a montanha de Deus? Como poderia ele ainda ter a força e a direção de Deus?

A. Devemos ter uma fé inalterada (vv. 11-12)

Há duas maneiras de possuir algo. Você pode possuir algo em seu coração ou em suas mãos. A maioria de nós quer algo em nossas mãos, mas não o possuímos em nosso coração.
 
Mesmo que Calebe não tinha a montanha em suas mãos no deserto, ele tinha uma montanha em seu coração. Você tem uma montanha em seu coração? Você vive na vitória, enquanto no deserto?
 
Se você quer viver no deserto, onde o cacto e os escorpiões estão, é problema seu. Eu quero viver onde as águias estão, onde o ar é fresco e limpo. Eu quero viver onde os rios e os córregos são puro e fresco.
 
Enquanto estamos no deserto, nunca devemos perder de vista a montanha em nosso coração. Quando você perde a montanha em seu coração, então você acabará por fracassar na vida.
 
Você tem uma montanha em seu coração? Eu tenho. Há uma montanha no meu coração.
O que você sonha em seu coração, eventualmente, vai acabar na sua mão.
 
B. Devemos ter uma consagração sem reservas (Josué 14: 8)

Calebe era totalmente dedicado a fazer a vontade de Deus. Você não pode viver na montanha com um pé no vale e um pé na montanha. Você não pode ter seu coração dividido diante de Deus. Você não pode ter um pé na Igreja e um pé no mundo. Você não pode viver no Espírito Santo e um pé na carne.
 
C. Nós temos que ter uma força eterna (Josué 14:11)

Calebe estava tão forte aos 85 anos como quando ele estava com 45. Ele tinha uma motivação eterna por Deus. Precisamos disso em nossas vidas. Quanto mais velhos ficamos maior a tendência de perder nossos sonhos e determinação.
 
Conclusão:

1. Você tem uma montanha em seu coração? Você vai permitir que alguém pegue a sua montanha?
2. Se você deseja viver no topo da montanha, enquanto seus pés estão no deserto, então você deve examinar seus desafios, estimular a sua coragem e garantir a sua conquista.
 
Pr. Aldenir Araújo

Os Altos Louvores a Deus

Os Altos Louvores a Deus
Texto: Salmo 149:1-6

Introdução: O Louvor tem a ver com a proclamação da glória a da bondade de Deus.

Divisão do tema:

I. A Quem Devemos Louvar Verdadeiramente?
   1. Somente a Deus. Êxodo 34.14
   2. Louvar o Nome do Senhor. Salmo 113.1-3
   3. Louvar o Poder de Deus. Salmo 121.13

II. Quando Devemos Louvar a Deus?
   1. Em todo tempo. Salmo 34.1
   2. Durante a minha vida. Salmo 146.1-2
   3. Sete vezes no dia. Salmo 119.164
   4. Os mortos não louvam ao Senhor. Salmo 115.17[post_ad]5. Falsa adoração.  Isaías 29.13

III. Por que Motivo Deveríamos Louvar a Deus?
   1. Porque é uma Ordem Divina. Salmo 67.3-5
   2. Porque Deus habita nos louvores. Salmo 22.3
   3. Pela cura de uma enfermidade. Salmo 147.1,3
   4. Pela provisão de alimento. Salmo 147.8-9
   5. Pela vitória de uma batalha. Êxodo 15.1-2,20-21
   6. Pela libertação de um inimigo. 1Samuel 14.23; 31.4
 
Conclusão: Vi como que um mar de vidro, mesclado de fogo e os vencedores da besta, da sua imagem e do número do seu nome, que se achavam em pé no mar de vidro, tendo harpas de Deus; e entoavam o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do Cordeiro, dizendo: Grandes e admiráveis são as tuas obras, Senhor Deus, Todo Poderoso! Justos e verdadeiro são os teus caminhos o' Rei das Nações! (Apocalipse 15:2-3)
 
Autor: Presbítero Valdecy Moreira | valdecymoreirasouza@yahoo.com.br

Uma Grande Fé – Mulher Cananéia

Uma Grande Fé – Mulher Cananéia
Texto: Mateus 15:28
Introdução: Você já assistiu aqueles comerciais na TV de equipamento de fitness? Especialmente os daqueles aparelhos de levantamento de peso. Eles sempre mostram um homem que tem muitos músculos e 0% de gordura corporal! Eu sei que eles fazem isso, a fim de convencer o público de que a compra do aparelho irá produzir aquele tipo de resultado no comprador. O único problema é que é preciso mais do que comprar o aparelho ... você tem que usá-lo! E usá-lo muito!
O texto desta noite é relativo a uma mulher Cananéia que Jesus elogiou por ter "grande fé"! Mas, o problema com ter "grande fé" é que muitas vezes ela é testada e martelada na bigorna da dificuldade. Nota: 1 Pedro 1:7 "para que a prova da vossa fé, mais preciosa do que o ouro que perece, embora provado pelo fogo, redunde para louvor, glória e honra na revelação de Jesus Cristo" "O Senhor prova o justo e o ímpio...". (Salmo 11:5)[post_ad]A fé desta mulher sobreviveu a cinco exigentes testes de fé. Nossa deve ser provada e testada para se tornar uma "grande fé".

I. Uma grande fé resiste ao teste do problema.

"minha filha está horrivelmente endemoninhada…"
A. A bênção é frequentemente carregada nas asas da adversidade.
1. Assim aconteceu com essa mulher.
2. Ela era uma Cananéia - um membro remanescente da magnífica e antiga civilização fenícia - uma pagã que se envolveu na religião estéril e sem vida de Astarte.
3. Sua filha, que provavelmente se envolveu com o ocultismo, tornou-se uma vítima de possessão demoníaca.
4. Sua possessão e gritos periódicos e comportamento convulsivo aterrorizava a mãe.
5. Ela tinha visto isso antes e sabia que sua filha precisava de ajuda.
6. Desencantada por sua religião impotente, a mulher Cananéia percorreu um longo caminho ao encontro de Jesus, que estava nas regiões de Tiro.
B. Que tipo de adversidade você está enfrentando?
1. Seu problema pode ser uma doença, uma dificuldade financeira, ou uma crise relacional.
2. Uma prova é geralmente considerada um inimigo, mas se ela nos leva face a face com Jesus, o problema pode ser o nosso amigo.
3. Os problemas podem nos levar a nos libertar de nossos ídolos, renunciar a nossa autossuficiência e implorar pela misericórdia de Deus.
4. Mas o problema também pode tentar-nos jogar em um colapso emocional, ceder à depressão, e dar um mergulho no mar da sensualidade.
5. No entanto, a fé da mulher Cananéia a levou a renunciar sua religião sem esperança e chegar a Jesus.

II. Uma grande fé resiste ao teste da oração sem resposta.

"Mas ele não lhe respondeu palavra"
A. Quando esta mulher desesperada peticionou Cristo, Ele ficou em silêncio - absolutamente silencioso.
1. Nem uma palavra de encorajamento saiu através de seus lábios.
2. Você já bateu à porta do Céu, e parecia que ninguém estava em casa?
3. Não há nada mais angustiante do que orar e sentir como se estivesse falando com o teto.
4. O silêncio do céu nos prova
5. É durante tempos de silêncio que a nossa fé está sendo provada no "laboratório da vida" para refinar sua qualidade.
B. Nós certamente não estamos sozinhos!
1. Abraão suportou 17 anos de silêncio antes de Isaque nascer.
2. Moisés suportou 40 anos de silêncio no deserto seco, quente, estéril na terra do Sinai antes de Deus chama-lo na sarça ardente.
3. A oração urgente de Maria sobre a doença de seu irmão chegou a Jesus, nosso Senhor e ele esperou dois dias inteiros antes de embarcar em sua jornada para Betânia. Lázaro morreu.
4. Por que a demora do Salvador? Talvez um Lázaro ressuscitado poderia trazer mais glória a Deus do que um irmão curado.
C. A Bíblia nos diz que "o seu caminho é perfeito" (Salmos 18:30)
1. Seus aparentes atrasos não são sem propósito.
2. Seus atrasos causam estragos em nossas emoções, muitas vezes esmaga as nossas esperanças, mas eles provam a nossa fé e confiança.
3. Uma "grande fé" resiste ao silêncio de Céu e espera pacientemente por Ele

III. Uma grande fé resiste ao teste da indiferença.

"Despede-a, porque vem clamando atrás de nós"
A. Você gostaria de ir a esses homens para receber aconselhamento?
1. Os discípulos, viram essa mulher como um incômodo.
2. Sua necessidade irritou-os.
3. Seu choro e petições tirou eles do sério, frustrou seus objetivos, e interrompeu a programação deles.
4. Eles viam-na como um problema que eles não tinham vontade de lidar com ele.
B. Não só o silêncio do Céu nos prova, mas o mesmo acontece com a indiferença dos outros.
1. Alguns dos melhores e piores conselhos que você vai receber será a partir de outros.
2. Só porque o conselho vem de um cristão não significa que ele é de Cristo!
3. Os discípulos não entenderam Jesus, nem tinham a perspectiva do Céu.
4. Às vezes, a maioria dos cristãos veem os "problemas das pessoas"
a. Como um aborrecimento em vez de uma oportunidade de servir.
b. Como uma fonte de irritação ao invés de uma oportunidade para glorificar a Deus.
c. Às vezes, a maioria da igreja realmente não quer crescer ou chegar as pessoas em dificuldades.
d. A maioria dos membros não admite isso, mas no fundo eles não querem mais pessoas, mais mudança, ou mais crescimento.
e. É triste dizer, mas a atitude mais frequentemente é, "Despede-a"
C. Se você tem uma necessidade não desanime; continue buscando a Jesus.
1. Ele conhece sua necessidade.
2. Ele entende a sua dor.
3. Ele se importa.
4. Você pode estar à procura de uma muleta sobre a qual se apoiar, mas Jesus é a "Rocha eterna", na qual você pode descansar.

IV. Uma grande fé resiste ao teste da humildade.

A. Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.
1. A resposta de Jesus ao pedido desta mulher, humilhou-a.
2. Em certo sentido, Ele colocou-a em seu lugar. "Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel"
3. Esta era a última coisa que essa mulher queria ouvir, mas ela não desanimou.
4. Ela clamou, "Então veio ela e, adorando-o, disse: Senhor, socorre-me".
B. Jesus continua a testar sua fé.
1. "Ele, porém, respondeu: Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos"
2. Jesus corrigiu esta mulher uma segunda vez.
a. Ele insistiu que a bênção de Israel pertencia aos judeus e não aos gentios.
b. Além disso, ele humilhou essa mulher chamando-a de "cachorrinho".
c. Se o Senhor tivesse dito isso na sociedade de hoje Ele teria sido chamado de "racista" e um "machista"!
3. Ela se recusa a desistir.
a. "Ao que ela disse: Sim, Senhor, mas até os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos".
b. Ela não apenas recebeu a repreensão, como ela honrou ao responder: "Sim, Senhor".
c. "Não" e "Senhor" não pertencem a mesma frase, não é?
d. Isso agradou ao Senhor; Ele elogiou sua fé e concedeu seu pedido.
 
Conclusão: Esta mulher Cananéia tinha uma "grande fé", porque ela suportou os testes enviados do Céu a ela. Ela não entrou em colapso, parou, desistiu, ou desmaiou por causa das dificuldades. Ela perseverou até que o Senhor lhe concedeu o pedido.
Você está passando por uma prova de humildade?
 
Talvez você tenha perdido um emprego, fracassou no negócio, ou está passando por uma provação. Como essa mulher cananeia, se vista com a humildade. Se o céu está em silêncio, ou se suas orações parecem não ser respondidas, talvez você está sendo provado. Há sempre a possibilidade de um "sim" onde Ele não pronunciou um "não".
 
Talvez você está em um período de refinamento. Não desista! A paciência a sua obra perfeita. Quando Deus terminar com você, então muitos irão dizer que você tem uma "grande fé".
 
Seja qual for sua necessidade, esta noite, encorajo-vos a vir a Jesus. Você precisa de salvação? Venha a Ele. Você precisa orar por membros de sua família? Venha a Ele. Você precisa de direção? Venha a Ele.

Pr. Aldenir Araújo

Quem Está Cuidando Da Lâmpada?

Quem Está Cuidando Da Lâmpada?
Texto: 1 Samuel 2:12-3:3
Introdução: Na leitura do texto, vemos algumas coisas. Em primeiro lugar, lemos sobre os filhos de Eli; Hofni e Finéias e como eles eram ímpios. No segundo texto, lemos como a lâmpada de Deus se apagou no templo. Eu quero falar sobre esta lâmpada por alguns instantes. Se você já estudou o tabernáculo você sabe que é o lugar onde a Arca da Aliança estava.
 
O tabernáculo tinha 13,5 metros de comprimento e 4,5 metros de largura e altura e era fabricado de diferentes tipos de peles e tecidos; cada um deles representam alguma coisa. O tabernáculo tinha um pátio interior e um pátio exterior e estava cercado por uma cerca de tecido branco. Havia cinco peças de mobiliário no tabernáculo. O altar de bronze, a pia, o candelabro, a mesa dos pães da proposição, e o altar de ouro do incenso.[post_ad]O candelabro ou castiçal é a lâmpada que eu estou falando. Este candelabro não era como os candelabros de hoje. Este candelabro não segurava velas de cera. Este candelabro tinha sete ramos feitos de ouro puro que representava a Divindade de Jesus Cristo. No final de cada ramo ficava um recipiente cheio com azeite e um pavio.
 
Esse pavio era aceso durante a noite e queimava toda a noite e era extinguido ao nascer do sol. Na leitura do nosso texto vemos que Samuel está deitado e a lâmpada ainda não havia se apagado. Eu quero pregar esta noite sobre o tema "Quem está cuidando da lâmpada"

I. Em primeiro lugar, ninguém estava trabalhando para manter a lâmpada

A. Eli tinha se tornado velho e sua visão era ruim
1. Visão física deficiente
2. Visão espiritual deficiente
B. Por costumes, modos e direito; os filhos de Eli, Hofni e Finéias deveriam estar no templo cuidando da lâmpada no entanto eles estavam cuidando de outras coisas e nem eles nem Eli estavam preocupados com isso (Levítico 8 Moisés consagra Arão e seus filhos Nadabe e Abiú)

II. Ninguém estava preocupado com a lâmpada

A. (I Samuel 2:22) Encontramos Hofni e Finéias no templo. No entanto, não estavam lá para cuidar da lâmpada. Eles estavam se deitando com as mulheres que ministravam à porta da tenda da congregação
B. Eles estavam se deitando com prostitutas do templo
C. Eles não estavam preocupados com a lâmpada ou a Arca da Aliança, nem Eli ou qualquer outra pessoa
D. Mas, nesse mesmo versículo vemos um homem de Deus ir a Eli e profetizar que os seus dois filhos morreriam em um dia. E ele também disse a Eli em 2:35 "E eu suscitarei para mim um sacerdote fiel, que fará segundo o que está no meu coração e na minha mente. Edificar-lhe-ei uma casa duradoura, e ele andará sempre diante de meu ungido"
E. Esse sacerdote fiel foi Zadoque que era levita, e ele levou a arca de Deus para Davi e acabou por ser nomeado sumo sacerdote e serviu Davi
F. (Salmos 132:17) “Ali farei brotar a força de Davi; preparei uma lâmpada para o meu ungido”.

III. Ninguém aparou o pavio da lâmpada

A. Para dar luz, o pavio deve ser aparado
B. O fogo queima o pavio e o transforma em cinzas
C. As cinzas não absorvem mais o azeite
D. O pavio representa a nossa vida
E. Se não tivermos cuidado, não vamos aparar nossas vidas e vamos tentar ser uma luz para um mundo perdido usando um pavio queimado
F. Um pavio queimado não vai brilhar, ele não vai queimar; tudo o que vai fazer é fumaça

IV. Ninguém estava lá para encher novamente a lâmpada com o azeite

A. O azeite representa o "Espírito Santo"
B. A razão porque a lâmpada se apagou é porque ela ficou sem azeite
C. A razão porque as pessoas abandonam a igreja é porque eles não voltam para uma recarga
D. Eu sei que você recebeu o Espírito Santo quando você foi salvo, mas se você não mantém um relacionamento constante com Deus, você não vai permanecer
E. É íntimo, pessoal, profissional
F. Se você não vir à igreja, você não vai ficar cheio e seu pavio não vai ser aparado e você vai sair
G. Você pode dizer bem pregador eu não tenho que ir à igreja todos os cultos e eu vou ficar bem ... você é um pavio fumegando

Se Deus falou com Pilatos, Ele pode falar com você também

Texto: Mateus 27:11-45
Introdução: Há uma história sobre um homem que estava preocupado porque ele percebeu que sua esposa estava perdendo a audição. Então, ele decidiu testá-la um dia, enquanto ela estava sentada, fazendo algum trabalho. O homem foi atrás dela e de duas distâncias diferente ele disse "Você pode me ouvir?" Não houve resposta em nenhuma das vezes, então ele determinou que sua audição estava realmente ruim. Ele finalmente chegou ao alcance da voz e mais uma vez gritou: "Você pode me ouvir?" Sua esposa, um tanto quanto irritada disse: "Sim João, pela terceira vez, eu posso ouvi-lo"!
O problema não estava na audição de sua esposa, mas na audição dele!
 
Hoje, muitas pessoas estão preocupadas porque parece que Deus não está mais falando com elas. No entanto, Deus nunca parou de falar. O problema muitas vezes é que nós ou não estamos ouvindo ou não estamos conseguindo identificar a voz de Deus.[post_ad]Deus ainda fala a nós de diferentes maneiras.
 
Deus falou a Pilatos, em muitos aspectos, mas ele recusou-se a ouvir ou abrir seu coração para o Senhor. Deixe-me compartilhar 5 maneiras que eu acredito que Deus falou com Pilatos, e Ele ainda nos fala de maneira semelhante.

1. Deus falou a Pilatos através de sua esposa. Mateus 27:19

Sua esposa teve um sonho perturbador e ela mandou um recado a ele dizendo: "não tenho nada a ver com esse homem inocente." Ela também mencionou que ela tinha "sofreu muito" por causa do sonho, mas Pilatos não deu ouvidos.
 
Ainda hoje, Deus nos fala muitas vezes através de nossos cônjuges, que são os mais próximos de nós. Mas, será que nós estamos ouvindo? Ou somos orgulhosos demais para acatar a orientação dada por nosso cônjuge? Muitas são as vezes que tive de aceitar humildemente que minha esposa parecia ter uma orientação mais clara sobre determinados assuntos importantes do que eu!

2. Deus falou a Pilatos através de um sonho. Mateus 27:19

Este pensamento foi parcialmente mencionado no ponto 1, porque foi a esposa de Pilatos que teve o sonho. Mas o sonho foi finalmente comunicado a Pilatos.
 
Deus falou muitas vezes em sonhos e visões nas escrituras a homens como José, Jacó e Salomão. A história do Natal também está repleta de sonhos e visões. Ele ainda está falando hoje da mesma forma.
Pilatos não quis ouvir. E quanto a nós?
 
Ilustração - O famoso 'Chamado macedônio' veio ao apóstolo Paulo no capitulo 16 de Atos, numa visão noturna (sonho). Como resultado, muitas cidades ouviram o Evangelho, porque Paulo foi obediente ao chamado visionário!

3. Deus falou a Pilatos por meio da criação. Mateus 27:45

No dia da crucificação repleto de eventos, houve trevas sobre toda a terra (Marcos 15:33). O véu do templo se rasgou em dois, a terra tremeu e as rochas tremera (Mateus 27:51). Os céus fecharam seus olhos e a terra começou a gemer. No entanto, Pilatos se recusou a ouvir.
 
Deus ainda fala a nós, muitas vezes através de Sua criação majestosa. Confira 1 Reis 18:43-44 e 2 Samuel 5: 22-25. Vamos lembrar também que os sábios foram levados para o Senhor Jesus na história do Natal através de uma parte de sua criação, uma estrela.
A Bíblia está cheia de relatos que mostra que a criação honra e fala por Deus, porque Ele é o único Criador (Salmo 19:1). Nós estamos ouvindo? Pilatos não ouviu.
 
Ilustração - Diz-se que Carl Boberg, um sueco, estava uma vez em um trabalho pastoral, quando foi interrompido por um trovão e uma tempestade. Depois da chuva, quando notou a beleza da criação de Deus ao seu redor, ele aparentemente escreveu seus pensamentos em um poema que mais tarde foi traduzido da língua sueca original para o alemão e russo e, em seguida, para o Inglês pelo missionário Stuart Hine, que acrescentou algumas letras de sua autoria. A música foi adicionada e a canção se tornou um dos maiores hinos de todos os tempos, especialmente depois que Beverly Shea começou a cantá-la nas cruzadas realizadas por Billy Graham. Algumas das palavras são como se segue,
 
Senhor meu Deus, Quando eu maravilhado,
Fico a pensar nas obras de Tuas mãos
O céu azul de estrelas pontilhado,
O seu poder mostrando a criação.

Então minh'alma canta a Ti, Senhor.
Quão Grande és Tu.
Então minh' alma canta a Ti, Senhor.
Quão Grande és Tu.

Quando a vagar nas matas e florestas
O passaredo alegre ouço a cantar
Cruzando os montes, vales e florestas
O Teu poder mostrando a criação.

4. Deus falou a Pilatos através do centurião. Marcos 15:44-45

Quando José de Arimatéia foi a Pilatos e pediu o corpo de Jesus, Pilatos ficou surpreso que Jesus já estava morto. Ele, portanto, convocou o centurião e perguntou se Jesus já estava morto. O centurião confirmou.
 
Este centurião era o mesmo homem que em Marcos 15:39, fez a exclamação, "certamente este homem era o Filho de Deus!" Quando viu a maneira em que Jesus morreu. Com toda a probabilidade, deve ter comunicado seus pensamentos a Pilatos.
Da mesma forma, Deus nos fala hoje através do testemunho e inspiração de pessoas que tenham experimentado ou visto o seu poder em suas vidas. Mas, nós estamos ouvindo? Pilatos não ouviu.
 
Ilustração: Lembro-me de uma ocasião em que eu estava lutando contra o que parecia ser uma enorme crise na minha vida. Em nosso culto, domingo à noite, um irmão que era uma pessoa muito tímida e quieta, falou uma palavra profética que era exatamente a situação que eu estava. Assim que eu recebi a garantia de Deus através das palavras deste irmão, Deus começou a trabalhar e tudo mudou dentro um par de semanas!

5. Deus falou a Pilatos através de Jesus. Mateus 27:11

As palavras de Jesus, Sua serenidade, Sua autoridade, falou a Pilatos. Observe João 18:36-37, 19:11 e 1 Timóteo 6:13.
Mateus 27:14 diz que Pilatos ficou muito admirado. Pilatos também estava convencido de que Jesus era inocente (Mateus 27:18 e 24, Lucas 23 4). Na verdade, ele estava tão convencido que ele fez uma inscrição em três idiomas que testemunhavam que Jesus era de fato o rei dos judeus (João 19:19-20). No entanto, ele não deu atenção as palavras de Jesus.
 
Ainda hoje, a maneira mais certa de Deus falar conosco é através de Seu Filho, a Palavra de Deus (Hebreus 1: 1-2). A Palavra é revelada através das Sagradas Escrituras e qualquer outra revelação que recebemos deve estar sempre em harmonia com a Palavra de Deus.
 
Quando foi a última vez que a Palavra de Deus falou com você?
 
Conclusão: Nos 5 pontos anteriores, vemos as diferentes formas em que o Senhor falou a Pilatos. Ele ainda pode falar conosco de maneira similar hoje. Vamos abrir nossos corações e ouvidos para que possamos ouvir a sua voz quando Ele fala.
 
Fala Senhor que o teu servo ouve!
 
Pr. Aldenir Araújo

E-mail Newsletter

Assine para receber Esboços de Sermões e Estudos Biblicos direto em seu email.

© 2015 O Pregador Powered by Blogger
Subir