Trazendo De Volta A Glória De Deus

Trazendo De Volta A Glória De Deus
Texto: 1 Samuel 4:1-11; 2 Samuel 6
Tópico: Trazer de volta a glória de Deus
Tema: Como revelar a glória de Deus para as pessoas hoje.
Introdução: Quando foi o dia mais emocionante de sua vida? Quando você reflete sobre sua vida, qual dia se destaca de todos os outros dias?
 
Que dia foi o dia mais emocionante na vida de Davi? Você acredita que o maior dia para Davi foi quando ele derrotou o leão ou o urso? Essas foram grandes dias, mas não o maior dia. Você acha que o dia mais emocionante para Davi foi quando ele derrotou Golias? Essa foi uma marca importante na vida de Davi, mas não foi o maior dia da vida de Davi. Você acha que o dia mais feliz para Davi foi quando ele foi ungido rei de Israel? Este foi sem dúvida um dia significativo para Davi, mas novamente não foi o maior dia na vida de Davi. Eu acredito que o maior dia para Davi foi quando a glória de Deus voltou para Israel.
 
Não há dúvida de que o maior e mais emocionante dia na vida de Davi foi quando a santa presença de Deus, voltou para Jerusalém. O dia mais marcante foi quando o avivamento chegou a Jerusalém em particular, e Israel em geral.
 
Você deseja realmente experimentar a presença vivificante de Deus? Você deseja que Deus revele a Sua glória na Igreja e em nossas cidades e em nosso país? Você vai praticar os princípios para a presença poderosa de Deus se revelar no seu ministério e em sua vida? Você vai perder este próximo reavivamento e despertamento espiritual ou você irá escolher desempenhar um papel vital no mesmo?
 
Existem cinco princípios distintos em relação a este avivamento que devemos apreender e aplicar à nossa vida, a fim de trazer de volta a glória de Deus à Igreja e a nação. Primeiro,

I. Não Devemos Manipular Esse Poder Vivificante (I Samuel 4:1-5, 10-11)

É nosso privilégio e responsabilidade trazer este mundo envolto em correntes douradas do evangelho e colocá-lo nos pés do nosso rei. Qualquer coisa menos do que isso é alta traição na corte do céu diante do rei do céu. Nós temos uma oportunidade incrível no Brasil.
A arca da aliança era um tesouro de bênção. As dimensões da Arca eram de cerca de 1,23 metro de comprimento por 74 cm de altura por 74 cm de largura. A Arca era feita de madeira e revestida com ouro puro. No topo da Arca estava uma laje sólida de ouro chamada de propiciatório. Fora do propiciatório estavam dois querubins com suas asas esticadas. Entre as asas dos querubins habitava a glória de Deus. No Santo dos Santos, Deus se revelaria entre os Querubins enquanto o propiciatório era aspergido com o sangue do cordeiro pascal. Esta era uma visão sagrada.
 
A Arca da Aliança os tirou da esterilidade, levou-os a bênção, e conduzia-os na batalha. A Arca tinha o poder divino e a energia. Ela nivelava montanhas, assolava cidades e feria de morte o inimigo. A Arca conduzia os israelitas de vitória em vitória.
 
Nossa passagem retrata os israelitas na batalha contra os filisteus. Os israelitas estavam perdendo a batalha. Eles já haviam perdido 4.000 homens. Os israelitas tornaram-se autossuficientes. Alguém teve uma ideia; buscar a Arca de Deus e traze-la para o campo de batalha. Depois de pensar eles decidiram trazer Deus para seus planos de batalha. Eles só queriam Deus quando seus planos tinham falhado.
 
A Arca foi conduzida por dois homens imorais que se diziam homens de Deus. Seus nomes eram Hofni e Finéias. Estes dois homens estavam vivendo em adultério. Estes dois homens tiveram a ousadia absoluta para trazer esse objeto sagrado para a batalha, que pode salvá-los.
Estamos em uma batalha hoje. Precisamos nos desiludir da ideia de que Deus nos abençoará apesar de nossa desobediência. Se nós trazermos Deus para o cenário enquanto estamos desobedecendo a Ele, Ele vai projetar o nosso fracasso. Deus é mais glorificado na derrota de seu povo carnal, do que em suas vitórias. Deus está interessado em não cobrir o pecado, mas expor o pecado.
 
A partir de então, a batalha seguiu o caminho dos filisteus. Os israelitas perderam 30.000 soldados de infantaria. Icabode foi o resultado final da desobediência. A esposa de Finéias, antes de morrer, disse: "Deus nos abandonou!" A glória se foi.
 
Estamos colocando Deus em primeiro lugar em nossas vidas ou "buscamos" Deus, quando tudo o mais falhou em nossas vidas? Será que vamos colocar em nossa mente que Deus será o primeiro em nossas vidas, independentemente do que acontecer? O que tem que acontecer, para colocarmos Deus em primeiro lugar em nossas vidas?
 
Neste avivamento devemos nos certificar de que nós não podemos manipular o poder de Deus. Deus nos usará; não vamos usar Ele. Ele deve estar primeiro lugar em todos os nossos planos de batalha. Não devemos abusar do poder de Deus. Em segundo lugar,

II. Não Devemos Tentar Dominar Esse Poder Vivificante (I Samuel 4:11; 5:1-4)

Na Palavra de Deus, depois de os filisteus conseguirem o que queriam, eles não quiseram o que conseguiram. Quando levaram a arca de Deus ao seu lado, eles foram atormentados com ratos, doenças e outras coisas. Então, alguém olhou para dentro da Arca e 50.000 foram mortos. Quando eles tentaram capturar Deus de outra pessoa, todos os tipos de problemas vieram em seus caminhos.
 
Deus não pode ser capturado. Nós não podemos usar Deus de outra pessoa ou a espiritualidade de outra pessoa. Nós não podemos usar a vida de oração de outra pessoa para obter a vitória. Nós não podemos usar o conhecimento bíblico sobre Deus de outra pessoa. Nós não podemos usar a unção do Espírito Santo de outra pessoa. Não podemos capturar o poder de outra pessoa. Nós não podemos ter o avivamento de outra pessoa. Temos de fazer a nossa mente para o nosso próprio avivamento pessoal e corporativo.
 
Nos Brasil, temos a religião de segunda mão. Nós assistimos outras pessoas adorando na televisão e outros pregando. No entanto, a mensagem entra nos nossos ouvidos e sai sem alcançar nossos corações. Tentamos fabricar o avivamento de outra pessoa em nossa própria vida ou na igreja. Isto é experiências de segunda mão. Neste avivamento, devemos pedir a Deus para cada um de nossas igrejas um avivamento divinamente projetado para caber em cada congregação. Sim, haverá princípios em operação semelhante dados por Deus. No entanto, os aspectos práticos serão adaptados individualmente para atender a personalidade de cada igreja local. Se você tentar capturar Deus de outra pessoa, você está pedindo para ter problemas. Em terceiro lugar,

III. Não Devemos Tentar Manipular Esse Poder Vivificante (2 Samuel 6:1-5)

A Arca acabou chegando na casa de Abinadabe. Ficou lá por 20 anos. Em seguida, Davi queria levar a Arca para Jerusalém. Davi queria a presença de Deus em sua vida e sua nação. Uma geração inteira foi criada em Israel sem um vislumbre da glória de Deus. Eles viram fotos da Arca da Aliança em livros de texto, mas não era a coisa real. Eles ouviram falar sobre os avivamentos do passado, mas não o experimentaram em suas vidas. Esta é a mesma condição na cultura Brasileira.
 
O seguinte episódio se transformou em um fracasso vergonhoso. A história terminou tragicamente. Davi tentou transportar a Arca de uma maneira, que era contrária às Escrituras (Êxodo 25:13-15). Os coatitas, um grupo da tribo de Levi eram os sacerdotes que deviam transportar a Arca, utilizando as varas que foram projetadas para percorrer os anéis. A Arca deveria ser carregada nos ombros dos sacerdotes.
 
No entanto, Davi colocou a arca em um carro novo. Onde é que Davi aprendeu isso? Ele aprendeu com os filisteus (1 Samuel 6:7). Os filisteus tinham devolvido a arca para os israelitas em um carro novo. No entanto, os filisteus não sabiam fazer melhor. Davi deveria ter obedecido à Palavra de Deus. Davi tinha homens maravilhosos (30.000), bom método (carro novo), boa música, grande motivação, mas era a maneira errada de fazê-lo.
 
Há grande perigo em trazer a filosofia dos filisteus para nossas igrejas e nossos ministérios. É perigoso tentar manipular o poder de Deus.
 
Oramos para que a glória de Deus seja revelada, mas vamos tentar administrar da maneira que Deus faz e quando Deus o faz. Você sabia que Deus tem métodos sagrados? A seguir estão alguns exemplos de métodos que são sagrados que não podem ser alterados na Igreja: Dízimo; a igreja local; oração; evangelismo pessoal; Estudo da Bíblia; adoração coletiva; pregação; o Batismo no Espírito Santo; e muito mais.
 
Neste avivamento, devemos estar dispostos a permitir que Deus nos dê os métodos para a edificação da igreja local. A maioria destes métodos estão na Bíblia. Eles são imutáveis. Deus não pede a nossa opinião. Existem métodos sagrados para experimentar o avivamento na Igreja e um despertar em nossa nação. Em quarto lugar,

IV. Não Devemos Minimizar Esse Poder Vivificante (2 Samuel 6:6-7)

A medida que a história continua, o carro está percorrendo o seu caminho para Jerusalém. Tudo está bem até que o carro chegou em um lugar difícil na estrada. Como você responde a Deus quando você encontra um ponto difícil na estrada? Você ainda honra a Deus?
 
Uzá pôs as mãos profanas em uma coisa sagrada. Ele banalizou Deus. Em Números 4:15, Deus tinha dado uma advertência solene. Ele disse: "Se tocar em qualquer coisa sagrada, morrerás"
Você é um camicase espiritual? Você está banalizando a santidade de Deus? Se nós colocarmos as mãos profanas em coisas santas, iremos ministrar morte ao invés de vida.
 
A Escritura indica que Davi ficou chateado com Deus pela morte de Uzá. No entanto, Davi sabia como a Arca deveria ser transportada. Davi se recusa a continuar levando a Arca. Ele vê a casa de Obede-Edom. A arca é levada para a casa de Obede-Edom.
 
Obede-Edom tem de decidir o que vai fazer com a Arca. Ele tem permissão para abrigar a Arca, porque ele é um levita. Ele tem que decidir onde vai colocar a Arca. Eles carregam a Arca para a casa de Obede-Edom.
 
A Bíblia diz que Deus abençoou Obede-Edom e tudo que diz respeito à sua casa, porque Deus estava em sua casa. A mãe e o pai estavam se entendendo melhor. A família estava feliz. O dinheiro estava rendendo mais. As crianças estavam se entendendo bem uma com a outro e com seus pais. O avivamento chegou a casa de Obede Edom. O avivamento chegou em sua casa? Você deseja para que possa ser conhecido no seu bairro que Deus está visitando e abençoando a sua casa? Neste avivamento Deus quer trazer milagres para casamentos e mudar a própria natureza de nossas vidas. Quinto,

V. Não Devemos Usar Indevidamente Este Poder Vivificante (2 Samuel 6:14-22)

O dia em que Davi ouve sobre o avivamento na casa de Obede-Edom. Então, Davi sabe que é hora de Jerusalém e Israel experimentar a glória de Deus. Davi leva o seu povo ao reavivamento. Imagine a cena. A Arca é levada da casa de Obede-Edom para Jerusalém. Esta é a frente da procissão de 30.000 homens. Ele não está vestindo sua roupa real ou coroa, mas só uma estola sacerdotal de linho. Davi estava ilustrando para seu povo que na presença do Rei dos reis, somos todos servos. Não há grandes ou pequenos no verdadeiro avivamento.
 
Todo mundo disfrutou deste novo reavivamento em Jerusalém, exceto uma pessoa. Essa pessoa era a esposa de Davi, Mical. Mical estava tentando sistematizar e formalizar Deus. A raiz do problema era que ela estava cheia de orgulho espiritual. Mical estava chateada porque Davi estava feliz com a adoração a Deus.
 
Enquanto Mical estava em cima em sua torre de marfim, as pessoas simples estavam em abaixo. Mical desprezou Davi no seu coração. Sua dignidade não lhe permitiu desfrutar do maior dia de Israel. Mical não sabia a diferença entre dignidade e justiça. E você?
 
Conclusão: Você vai perder este avivamento ou você vai mergulhar fundo na presença vivificante de Deus? Você vai permitir que as coisas que você não entende esteja entre você e a presença vivificante de Deus? Você vai apreender e aplicar os princípios que trazem de volta a glória de Deus para a Igreja e para a nação? Neste avivamento nós queremos ser abençoados ou quebrados pelos princípios de Deus. É tempo de nós nos certificarmos de que nós não podemos manipular, dominar, manipular, minimizar ou usar indevidamente esse poder vivificante de Deus. A escolha é nossa.
 
Pr. Aldenir Araújo

Avivamento: Mais do que a História de um Grande Peixe

Avivamento: Mais do que a História de um Grande Peixe
Princípios de Preparação Para o Avivamento
Texto: Jonas 1: 1-6, 17; 4:11
Introdução: Será que vamos escolher fazer a diferença ou optar por simplesmente ignorar a queda livre moral ao nosso redor? O que tem que acontecer para que haja um despertar espiritual sem precedentes? Assim como Deus preparou um grande peixe para despertar Jonas, Deus está preparando uma circunstância global, maior do que todos nós juntos. Ele despertará aqueles que estão dormindo para os perigos iminentes dos juízos de Deus. No livro de Jonas, avivamento é mais do que uma história de um grande peixe. Trata-se do maior avivamento espiritual na história. No dia da inauguração, quase um milhão de pessoas dedicaram suas vidas a Deus. É um retrato do que Deus pode realizar através de seus servos que optaram por preparar-se para se tornarem agentes do avivamento.
 
Nesta mensagem vamos rever uma história muito conhecida e aplicar vários princípios práticos, mas profundos para nos preparar para o maior avivamento da história. O primeiro princípio de preparação é que devemos:

I. Conferir Nossa Bússola (1:1-2)

Deus chama pessoas para determinados lugares particulares para fins particulares. No caso de Jonas, encontramos Deus chamando-o a Nínive para pregar contra o pecado. Mas quando Deus chamou Jonas, ele respondeu: "Eis-me aqui... Envia outro. Eu estou no meu caminho para Társis!" Deus disse: "Vá!", E Jonas disse: "Não!" Alguma vez você já disse "não" à vontade de Deus? É importante estar indo na direção certa. O que é mais importante, um relógio ou uma bússola? Que aproveita uma pessoa para estar no momento em que ela está indo na direção errada? Se desejamos ir na direção certa, nós precisamos de:
 
A. Uma bússola pessoal (vv. 1-2a)
Deus havia levantado outros ministérios proféticos, mas não os havia chamado para ir a Nínive. Mesmo que Amós, Habacuque, e Obadias eram contemporâneos capazes, Deus não os comissionou para ir a Nínive. A vontade de Deus era para Jonas. Deus chama cada um de nós ao nosso Nínive. Deus colocou cada um de nós em nossa própria igreja e comunidade para serem agentes de despertar espiritual. Deus está dizendo: "Vá para Nínive”. Onde você está indo? Existem apenas duas estradas nesta vida: um caminho leva a Társis, enquanto o outro caminho a Nínive. Um leva ao avivamento enquanto que o outro leva a ruína. Se estamos determinados a avançar na direção certa, não só precisamos de uma bússola pessoal, mas precisamos de:
 
B. Uma bússola apontada (v. 2b)
Era como se Deus pegasse um mapa e circulasse Nínive e dado a Jonas. Deus foi específico com Jonas. Nínive era uma cidade da antiguidade. Ninrode fundou-a pouco depois da confusão de línguas na Torre de Babel. Era uma das cidades mais antigas do mundo antigo. Você conhece os costumes e tradições da sua Nínive e seu povo?
 
Nínive também era uma cidade grandiosa no que hoje é o Iraque moderno. Suas ruas eram de 20 milhas de comprimento. Suas paredes eram de cem pés de altura. Foi a capital da Assíria. Quase um milhão de pessoas viviam em e em torno desta megalópole.
 
Nínive era uma cidade de grande iniquidade. Jonas sabia sobre sua crueldade e brutalidade. Seu povo era conhecido por sua selvageria. Eles queimavam filhos vivos e torturavam adultos esfolando-os e os deixando morrer sob o sol escaldante.
 
Leia também: Sete razões para buscar um avivamento pessoal
 
Nós, também, vivemos em um mundo cruel e brutal. As coisas que usávamos para nos fazer rir agora nos faz chorar. Os efeitos terríveis do pecado têm cauterizada a consciência da nossa cultura. Nós já não governar de acordo com o que é certo e errado, mas de acordo com o que funciona e o que dá dinheiro. Nossa crença é a ganância e o nosso deus é ouro. As coisas que antes nos surpreendiam agora nos diverte. As coisas que nos envergonhava agora nos entretém. Nossa cultura vendeu sua alma ao materialismo, encheu quase todos os setores com o liberalismo e tem como tema "se você se sente bem, então faça". Se nós queremos ir na direção certa, nós também devemos ter:
 
C. Uma bússola com proposito (v. 2-c)
Deus chamou Jonas para pregar contra Nínive por causa de seus pecados. Certamente Deus está chamando mais pessoas para pregar contra os pecados da nossa cultura hoje. O cruzeiro do vigésimo primeiro século para Társis é lotado com aqueles que desejam viver em uma boa nação sem serem bons! Temos substituído a ganancia e o glamour pela santidade e piedade. Deus tem uma bússola apontada e com proposito pessoal para cada um de nós.
 
Em que direção você está indo? Você está indo para Nínive ou Társis? Se desejamos continuar a se mover na direção certa para a nossa Nínive, então temos de verificar a nossa bússola encontrada na Palavra de Deus. O segundo princípio da preparação para o maior despertar espiritual na história é que devemos:

II. Considerar Nossas Consequências (1: 3-6, 15, 17)

Jonas não considerou as consequências de desobedecer a vontade de Deus. A desobediência é sempre para baixo, não para cima. Ninguém cai para cima. Sempre caímos para baixo. Observe a digressão descendente de Deus. Quando alguém desliza para longe de Deus, ele vai:
 
A. Descendente na decisão (v. 3-a)
Algumas das palavras mais tristes na Bíblia são: "Mas Jonas se levantou para fugir para Társis..." Você poderia pensar que Jonas foi o homem mais humilde e desafiado de sua época. Ele teve a oportunidade dada por Deus para pregar a toda uma cidade e experimentar um despertar espiritual.
 
Jonas estava em uma encruzilhada em sua peregrinação com Deus; então ele fez uma escolha para baixo. Talvez alguns de nós estão de pé na esquina da "tentação" e "desejo" prestes a tomar a decisão errada no caminho para a morte. Outros podem estar contemplando deixar a vontade de Deus para a família, casamento, negócio, igreja ou futuro. Uma vez tomada uma decisão para baixo, então a pessoa vai:
 
B. Descendente na direção (v. 3b-f)
As decisões determinam a direção e o destino. A Escritura diz que Jonas descendo a Jope, olhou para um navio indo para Társis, comprou uma passagem e entrou no navio. Quando alguém toma um caminho para longe do Senhor, é premeditado.
 
Leia também: As marcas do verdadeiro avivamento
 
É muito perigoso justificar a desobediência só porque as coisas parecem cair no lugar. Jonas achou um navio que, sem dúvida, estava operando no tempo favorável. O clima, ventos e ondas estavam muito provavelmente favorável. Jonas contou o seu dinheiro e após o bilheteiro dizer o preço da tarifa para Társis ele descobriu que tinha o suficiente para a viagem.
 
Algumas pessoas pensam que só porque estão em um navio e o tempo está favorável, então deve ser a vontade permissiva de Deus. Se Deus te chama para Nínive e você vai para Társis, há uma tempestade e mais cedo ou mais tarde você vai ser lançado ao mar. É incrível como as pessoas justificam o seu pecado aos seus próprios olhos.
 
A verdade é que quando nós queremos desobedecer a vontade de Deus, haverá um navio para nos levar na direção oposta e ele vai estar em execução no momento. Satanás se assegura de ter sempre um transporte esperando para tirar a pessoa da presença amorosa de Deus. A Escritura diz por duas vezes que Jonas estava "fugindo da presença do Senhor" (vv. 3a, 3-F). Você sabia que você não pode fugir da presença de Deus? Se você tentar fugir de Deus, então você acabará por fugir para Deus. Deus não tem que ir a algum lugar para chegar a algum lugar. Ele já está lá. Ele está em toda parte ao mesmo tempo. Quando uma pessoa vai para baixo em suas decisões e direção, ele vai:
 
C. Descendente no discernimento (vv. 4-6)
Quando a tempestade veio, a tripulação ficou frenética e orou a seus falsos deuses. No entanto, Jonas estava dormindo no meio da tempestade. Isso geralmente acontece com os homens e mulheres que deixam Deus. Enquanto os outros estavam lutando por suas vidas, Jonas estava dormindo no meio da tempestade. Jonas deveria estar à frente daquela reunião de oração. A falta de oração é uma das principais características das pessoas que passaram a dormir espiritualmente e perderam o seu discernimento do juízo iminente de Deus.
 
Por que precisamos de um despertar espiritual hoje? Porque as pessoas estão dormindo e perderam a consciência da presença impressionante de Deus. Há um grande número de cristãos dormindo no meio da tempestade hoje. Assim muitos de nós parecem estar à vontade, enquanto o navio está afundando. Nossa sociedade está navegando em uma tempestade terrível, enquanto a maioria das pessoas nem percebe a gravidade da tempestade que se aproxima.
 
É interessante que nós realmente não sabemos quando estamos dormindo. Quando estamos dormindo pensamos e sonhamos com as coisas que não podíamos fazer ou nunca iriamos fazer enquanto acordados. Quando estamos dormindo podemos realmente achar que estamos acordados até que verdadeiramente acordamos.
 
Quando estamos em um sono profundo, não gostamos do som do despertador. Queremos continuar confortável. Você já usou o botão de soneca no seu despertador? O botão de soneca nos permite dormir um pouco mais. Assim, muitas pessoas vivem suas vidas com o botão de soneca pressionado. Eles preferem dormir mais do que discernir os problemas de sua vida pessoal, família, empresa e nação. Por muitos anos Deus está soando o alarme e as pessoas vêm pressionando o botão de soneca e voltando a dormir. Se não acordarmos e nos levantarmos, vamos perder nossa cultura de forma permanente.
 
No meio da tempestade Deus estava dizendo: "Acorda Jonas! Acorda Jonas!" No entanto, Jonas nem sequer ouvir a tempestade ou a voz de Deus. Ele estava dormindo, inconsciente dos perigos à sua volta. Aqueles marinheiros pouco ortodoxos eram mais conscientes de sua desgraça iminente do que Jonas. A medida que a história continua, as decisões de Jonas, direção e discernimento o levou a ir:
 
D. Descendente em trevas (v. 17)
Já imaginou as condições fedorentas, escuras e desesperadas de viver três dias dentro da barriga de um peixe? Há constante movimento. Um peixe vai para cima e para baixo e para trás e para frente. Jonas deve ter se sentido um miserável. O peixe levou-o até o fundo do oceano. Quando Jonas foi lançado ao mar, o peixe estava lá dentro do cronograma. Deus colocou Jonas em um "colchão de espuma de gordura" e sacudiu todo o sono dele! Deus preparou o peixe especialmente para Jonas.
 
É incrível o quão longe algumas pessoas escolhem cair antes de acordar para a presença e o plano de Deus. No capítulo dois, Jonas finalmente acordou e orou de dentro da barriga do peixe. Ele tinha se tornado espiritualmente despertado para a presença de Deus. Ele pediu uma segunda chance para fazer a vontade de Deus. Se não fosse a segunda, terceira, quarta ou centésima chance de fazer a vontade de Deus, muitos nunca tornariam a Nínive.
 
Você já reparou que tudo no Livro de Jonas obedeceu a Deus, exceto Jonas? Pense nisso. As ondas, tempestade, peixes, videira e o bicho, todos obedeceram a Deus. Levou mais tempo para Jonas se arrepender diante de Deus do que toda a cidade de Nínive. É interessante notar que, no capítulo três, quando Jonas mudou de ideia, o povo de Nínive mudou de ideia, e Deus mudou de ideia e não enviou o seu juízo.
 
Quanto tempo passará antes de obedecer à vontade de Deus? O terceiro princípio de preparação para o maior despertar espiritual na história é que devemos:

III. Contar Nossos Custos (1:3e, 4:11)

Jonas pago a tarifa antes de ele embarcar no navio para Társis. Todos pagam a sua própria tarifa quando fogem do Senhor. O resto da história nos mostra que a viagem foi mais cara do que Jonas sempre sonhou. Você já considerou o custo de não buscar o reavivamento em sua igreja e cidade?
 
Nós ou vamos pagar o preço baixo agora para um despertar espiritual ou o preço inflacionário para um despertar espiritual mais tarde. Muitos cristãos acreditam que uma hora mais conveniente virá para nos buscarmos a face de Deus em favor de nossas famílias, igreja, vizinhança e cidade. No entanto, quanto mais tempo demorar a se tornarem agentes de avivamento, maior o preço será para nós. Nunca será mais fácil ir a Nínive que hoje, agora.
Deus mantém a alimentação dos peixes até que seu povo lhe obedeça. Qual será o tamanho das circunstâncias que Deus tem que usar antes de irmos para a nossa Nínive e crer nele para o maior despertar espiritual na história? Verdadeiramente, o avivamento é mais do que uma história de um grande peixe. Trata-se de Deus amando os salvos e os perdidos demais para permitir que a nossa cultura siga seu próprio caminho sem um despertar espiritual.
 
Quem vai pagar o preço mais alto se não houver um despertar espiritual em nossa geração? Será nossos filhos. Deus perguntou a Jonas: "E eu não deveria ter compaixão de Nínive, a grande cidade em que existem mais de 120 mil pessoas que não sabem a diferença entre a sua mão direita e esquerda, assim como muitos animais?" Jonas tinha perdido sua perspectiva relativa à importância do avivamento. Ele estava reclamando sobre as coisas erradas. Quando o despertar espiritual veio a Nínive, ele estava fora da cidade. Ele deveria estar dentro da cidade ajudando as pessoas em sua oração e arrependimento diante de Deus.
 
Em uma ocasião, eu estava fazendo um passeio no cemitério e observando sepulturas ponderando sobre as prioridades mais importantes na vida. Enquanto eu lia tanto o nascimento como a data da morte nas lápides, comecei a refletir sobre os milhões de crianças que nascem a cada ano. Eles são nascidos em uma cultura sem Cristo com pouca esperança da vida eterna. Se não tivermos um despertar espiritual em todo o mundo, os nossos filhos vão sofrer mais nos próximos anos. Eles vão amadurecer em uma cultura que tem se esquecido muito dos caminhos do Senhor. Se não estamos dispostos a ir a Nínive por nós mesmos, então devemos ir para o bem dos nossos filhos.
 
Conclusão: Parece que a maioria das pessoas no século XXI ouvem uma frequência diferente da de Deus. Em vez de ter os seus corações em sintonia com o Espírito Santo, eles têm as frequências da carne, o mundo e o diabo penetrando seus corações, mentes e almas. Os sons do mundo os atrai para um sono profundo e espiritual até que eles não tenham conhecimento do perigo iminente e desgraça ao redor deles. O que tem que acontecer para que a geração do século XXI mude a sintonia e ouça a voz de Deus? Eu acredito que Deus está preparando circunstâncias grandes o suficiente para, eventualmente, acordar milhões de pessoas à presença de Deus.
 
Em última análise, o despertar espiritual não depende da outra pessoa, mas é uma questão individual. Todo o nosso mundo, nosso país, cidade, igreja e família pode dizer "não" para o avivamento, mas individualmente, podemos dizer "sim" para a presença revigorante de Deus. Se você pretende se tornar um agente do maior despertamento espiritual na história, então você deve verificar sua bússola, considerar as suas consequências, e contar o seu custo. Será que Deus está preparando um peixe para você?
 
Pr. Aldenir Araújo

Sermão Dia Dos Pais - Tipos de Pais na Bíblia

Sermão Dia Dos Pais - Tipos de Pais na Bíblia
Introdução
A. Há uma grande necessidade em nossos dias de pais que cumpram com suas tarefas dadas por Deus.
1. Uma das razões porque a Igreja é tão fraca como é muitos lugares, é porque os pais não estão cumprindo suas funções espirituais
2. Uma das razões porque muitos dos jovens dos nossos dias estão envolvidos em drogas, sexo pré-marital, atividades ilícitas e uma série de outras coisas pecaminosas é porque os pais não estão cumprindo suas responsabilidades
B. É tempo de nós como pais percebermos a enorme responsabilidade que temos na formação da vida espiritual de nossos filhos
1. É o momento de os pais fazerem mais por seus filhos que apenas jogar bola ou praticar qualquer outra atividade com eles.
2. É tempo de os pais agirem como gigantes espirituais na família
C. Em nosso sermão de hoje vamos discutir:
1. O tipo de pais que não precisamos
2. O tipo de pais desesperadamente necessários hoje

I. O tipo de pais que não precisamos

1. Nós não precisamos de pais hoje que armam suas tendas até Sodoma como fez Ló.
a. Quando chegou o momento da separação de Abraão e Ló, Ló fez claramente uma escolha indicando seu materialismo
b. Gênesis 13:10-13
c. Sodoma não era um lugar ideal para criar uma família
d. 2 Pedro 2:7-8
e. Se o justo Ló era atormentado dia a dia por causa da maldade que o rodeava, pensa no efeito que isso teria sobre sua família
f. Gênesis 19 parece indicar que alguns dos filhos de Ló escolheram ficar para trás - e não sair com Ló.
g. Com demasiada frequência, os pais tomam muitas das decisões da vida com o materialismo como um fator dominante
2. Nós não precisamos de pais hoje que não disciplinam seus filhos como fez o velho Eli.
a. 1 Samuel 2:12, 17, 24 ... a razão que eles eram tão maus - Eli "não os repreendeu" (1 Samuel 3:13)
b. A nossa época é permissiva
1) Muitos meninos e meninas crescem e nunca viram o papai estabelecendo uma linha de limite para suas ações
2) Eles nunca ouviram papai dizer não às suas exigências
3) Eles nunca sentiram o peso por trás da disciplina punitiva
c. Pais que são demasiados permissivos são os maiores inimigos de uma criança
1) Provérbios 29:15, 17
2) Os pais devem disciplinar seus filhos
3. Nós não precisamos de pais de hoje que praticam roubos, enganos e desonestidades como fez Acã nos dias de Josué.
a. Israel acabara de cruzar o rio Jordão e foram feitos os planos para conquistar Jericó ... Deus disse - Josué 6:2
1) O Senhor deixou claro que todos os despojos pertenciam a Ele ... Josué 6:17-19
2) Depois que Israel derrotou Jericó, eles prosseguiram para conquistar Ai, mas Ai derrotou Israel - Josué pergunta a Deus por quê? ... Josué 7: 11 - havia pecado no acampamento
3) Alguém tinha tomado aquilo que pertencia a Deus e toda a congregação estava sofrendo as consequências
4) Acã era o culpado ... Josué 7:20-21
5) Josué 7:25-26
b. A prática da desonestidade marcha desenfreadamente pela terra hoje
1) Como pode pais que praticam a desonestidade ser bons pais?
4. Nós não precisamos de pais hoje, como Jeroboão foi para Nadabe
a. Jeroboão foi o primeiro dos 19 reis do reino do Norte, e teve a oportunidade de definir um tom justo para seu governo e para seus sucessores, quem seria seu filho Nadabe - mas ao invés disso ele optou por caminhar por sua própria teimosia pecaminosa
b. Observe 1 Reis 15:25-26
c. Nadabe não tinha um pai justo para o ensinar
5. Nós não precisamos de pais hoje que criam os filhos com o discurso de Asdode
a. Tal foi o caso nos dias de Neemias
1) Neemias 13:23-24
2) A raiz do problema foi que os homens judeus fizeram a escolha errada com relação as mulheres, e isso estava afetando a pureza de suas falas
b. Fazendo aplicação espiritual para isso - nós estamos removendo ainda mais do nosso falar a linguagem da sã doutrina
1) Muitos dos nossos jovens não chamam as coisas da Bíblia por nomes bíblicos e não estão fazendo as coisas da Bíblia de uma maneira bíblica
2) Os pais são muitas vezes os culpados

II. O tipo de pais desesperadamente necessários hoje

1. Precisamos de pais hoje que seguem o exemplo de Enoque
a. Genesis 5: 21-24
b. Hebreus 11:5
c. Judas 14-15
d. Estes versos mostram Enoque como um pai que andava com Deus, um homem de grande fé e um homem que não tinha medo de falar contra o discurso e conduta dos ímpios
e. Somos nós, pais que deixam este tipo de exemplo para os nossos filhos?
2. Precisamos de pais hoje que seguem o exemplo de Noé
a. Hebreus 11:6
b. Pedro o chamou de "pregador da justiça" (2 Pedro 2:5)
c. Gênesis 6:8-9
d. Noé era um grande pai:
1) Preocupado com a salvação de seus filhos
2) Ele ensinou-lhes (pregador da justiça)
3) Ele andou com Deus deixando para os seus filhos um grande exemplo a seguir
3. Precisamos de pais hoje que seguem o exemplo de Abraão
a. Gênesis 18:19
b. Ele "Instruiu o menino no caminho em que deve andar" (Provérbios 22:6)
c. Efésios 6: 4
d. Se Abraão tivesse falhado como pai, certamente ele não teria o título de "pai de todos os que creem" (Romanos 4:11)
4. Precisamos de pais hoje que seguem o exemplo de Josué
a. Josué confiava em Deus quando outros não (espia.... Terra prometida) ... que grande exemplo para deixar para seus filhos!
b. Josué 24:15
1) Josué não se importava com o que outros pais estavam fazendo - ele e sua família estavam indo servir ao Senhor
2) Você já determinou que você e sua família servirá ao Senhor?
5. Precisamos pai hoje que seguem o exemplo de Zacarias, o pai de João Batista
a. Lucas 1:5-6
b. Estes são grandes elogios para um homem
1) Ele adquiriu essas qualidades antes de se tornar um pai
2) Ele escolheu uma mulher com as mesmas qualidades
3) A piedosa preparação para a paternidade é imperativa
4) Os homens precisam se destacar na observação dos mandamentos bíblicos se desejam ter sucesso como pais.
 
Conclusão
A. Hoje é Dia dos Pais, um dia que nos lembramos e honramos os nossos pais - um dia que nós dizemos obrigado Papai!
B. Mas vamos também usar este dia para avaliar a nossa paternidade.
1. Será que estamos sendo o tipo de pais exemplo espiritual para os nossos filhos?
2. Estamos sendo o tipo de pais agradáveis ​​a Deus?
C. Pais, vamos trabalhar mais em nossas obrigações como pai de nossos filhos.
 
Pr. Aldenir Araújo

Sermão Sobre Discipulado - Sinais Divinos

Sermão Sobre Discipulado - Sinais Divinos
Introdução
A. Em nossos esforços para levar as pessoas a Cristo ...
1. Nós entendemos a importância da Palavra de Deus - Romanos 10:17
2. O evangelho é o poder de Deus para a salvação - Romanos 1:16
B. No entanto, isso ajuda a complementar a Palavra com uma demonstração de certas qualidades em que ...
1. As pessoas podem ver a verdade do evangelho em ação
2. As pessoas estão mais propensas a crer em Jesus Cristo
C. Quando demonstrado pelos cristãos em uma igreja local, estes “sinais” podem servir para ...
1. Levar o descrente conhecer que:
a. Há um Deus que ele ou ela ama
b. Quem enviou Jesus como uma manifestação desse amor
2. Levar o verdadeiro buscador conhecer:
a. Aqueles que são verdadeiros discípulos de Cristo
b. Quem, portanto, pode levar-lhe a Cristo
D. Há pelo menos quatro desses "Sinais Divinos", o primeiro deles é ...

I. O Sinal da Unidade

1. O valor da unidade dos crentes
a. João 17:20-23
b. Ela mostra que Deus enviou Cristo
c. Ela mostra que Deus amou o mundo
2. Portanto, a unidade é um sinal para o mundo
a. João 3:16 - Que Deus ama o mundo
b. Efésios 2: 13-16 - Que Deus enviou Cristo, que produz a unidade testemunhada pelo mundo
3. Assim, a importância da unidade
a. Levou Paulo a condenar a divisão e aqueles que a promovem
1) 1 Coríntios 1:10
2) Romanos 16:17-18
b. A importância da unidade levou Paulo a ensinar atitudes essenciais para preservar a unidade
1) Efésios 4:1-3
2) Filipenses 2:2-4
4. Devemos ter certeza de que não fazemos nada para destruir o "sinal" da unidade; em vez disso, vamos trabalhar no sentido de reforçar a sua eficácia. Outro “sinal" que aponta o indivíduo na direção certa é ...

II. O Sinal do Amor

1. O valor do amor um pelo outro
a. João 13:34 - Isso mostra que temos sido amados por Cristo, cujo amor procuramos imitar
b. João 13:35 - Isso mostra que somos verdadeiramente Seus discípulos
2. Assim, o amor é um sinal para o mundo
a. João 15: 12-13 - Que Cristo amou os Seus discípulos
b. Efésios 5: 1-2 - Que aqueles que imitam Seu amor são Seus verdadeiros discípulos
3. Assim, a importância do amor
a. 1 Tessalonicenses 4:9-10 – Levou Paulo a incentivar as igrejas a crescer em amor
b. Colossenses 3:14 – Levou Paulo a considerar o amor como o "vínculo da perfeição"
1) Aqui vemos que o amor e a unidade caminham juntos
2) Através do nosso amor um pelo outro, estamos mais propensos a preservar a nossa unidade em Cristo
4. Unidade e amor também andam de mãos dadas como "Sinais Divinos"
a. O primeiro permite que as pessoas saibam que Deus as ama; e o segundo mostra as pessoas quem são os seguidores de Cristo.
b. Agora, um terceiro "sinal" é...

III. O Sinal da Esperança

1. O valor da Esperança
a. 1 Pedro 3:15 - Ele pode levar as pessoas a nos fazer perguntas
b. 1 Pedro 3:15 - Ele pode fornecer-nos a oportunidade de compartilhar a razão da nossa esperança
2. Assim, a esperança é um sinal para o mundo
a. Presumindo que a nossa esperança é algo:
1) Perceptível, levando as pessoas a perguntar: "Por quê?"
2) Com base na razão, isto é, evidências para a nossa fé
b. Especialmente quando a nossa esperança é:
1) Romanos 5: 1-2 - Acompanhada de paz e alegria
2) Romanos 5: 3-4 - Firme mesmo na tribulação
3) Romanos 5: 5 - Com base no amor de Deus
4) 1 Pedro 1:3-4 – é assegurada pela ressurreição de Jesus
3. Assim, a importância da esperança
a. 1 Pedro 1:13 – Levou Pedro a ordenar os cristãos colocar a esperança inteiramente na graça porvir
b. 1 Pedro 3:15 - Levou Pedro a ordenar os cristãos a estarem sempre prontos para explicar a sua esperança
4. Portanto, a unidade o amor e a esperança são como "Sinais Divinos", vamos agora considerar um último "sinal" ...

IV. O Sinal das Boas Obras

1. O valor das boas obras
a. Mateus 5:16 - Elas podem levar os homens a glorificar nosso Pai no céu
b. 1 Pedro 2:12 - Elas podem levar os homens a glorificar a Deus no dia da visitação
2. Assim, as boas obras são um sinal para o Mundo
a. Orientando as pessoas a considerar a motivação por trás dessas obras
b. 1 Pedro 3: 1-2 – abrindo as pessoas à mensagem do evangelho que inspira essas obras
3. Assim, a importância das boas obras
a. Tito 3:1 – Levou Paulo a ordenar que devemos estar prontos para toda boa obra
b. Tito 3:8, 14 - Levou Paulo a ordenar que devemos ter o cuidado de manter as boas obras
 
Conclusão
A. Com tais "Sinais Divinos", podemos ver como as pessoas podem ser guiadas a Cristo
1. Nossa unidade pode convencer as pessoas do amor de Deus para com elas ao enviar Cristo
2. Nosso amor pode encaminhá-los para os verdadeiros discípulos de Cristo
3. Nossa esperança pode levá-los a fazer perguntas quanto à razão da nossa fé
4. Nossas boas obras podem incentivá-los a glorificar a Deus através da sua própria obediência ao evangelho
B. Isto não tira o poder do evangelho para salvar almas ...
1. Mas o Senhor destinou a Sua igreja para ser como uma cidade edificada sobre um monte
2. Mediante a demonstração de certas qualidades como um grupo poderíamos atrair as pessoas para Ele
C. Sem estes "Sinais Divinos", nós tornaríamos muito mais difícil para as almas que estão à procura de encontrar o seu Salvador e Seu evangelho!
D. Estamos fazendo a nossa parte como igreja local para mostrar unidade, amor, esperança e boas obras?
 
Pr. Aldenir Araújo

Deixemos Todo o Embaraço

Deixemos Todo o Embaraço
Texto: Hebreus 12:1-13
Introdução: Se você já assistiu os Jogos Olímpicos na TV você provavelmente já ficou espantado com os feitos que o corpo humano é capaz de fazer! Me surpreende como algumas dessas pessoas passaram toda a infância se preparando para um único evento que em alguns casos dura poucos segundos! A quantidade de treinamento e sacrifício é enorme, todos por um único objetivo - uma medalha de ouro e o amplo reconhecimento do mundo de que você é o melhor naquele esporte em particular que todos os seres humanos na terra!
 
Uma vez que estamos nos esforçando em direção a uma recompensa mais eterna, e um reconhecimento mais importante que é o de Deus, será que estamos tão dispostos a fazer os sacrifícios apropriados e praticar as disciplinas necessárias? Este é o ponto de Paulo nesta passagem (ou quem escreveu o livro de Hebreus, outro possível candidato é Barnabé). O escritor tem em mente o mesmo tipo de disciplina que nós testemunhamos a cada 2 anos nos Jogos Olímpicos, eles existiam assim na era apostólica.
 
Temos um prêmio mais importante do que mero ouro, e um reconhecimento mais importante do que apenas deste mundo a considerar, estamos levando a sério a nossa caminhada com Deus?
 
A Bíblia nos ensina que devemos estar preparados para examinar e disciplinar nossas vidas de forma adequada, se quisermos ser um discípulo de Cristo. A salvação não é apenas uma experiência momentânea em um altar, é um estilo de vida também.

I. Autodisciplina. Hebreus 12:1-3

A. Fervente. Hebreus 12:1
1. Exemplos: Este é o significado da palavra para "testemunhas" utilizada aqui.
a. Eles não são espectadores de nós, em vez disso, eles são exemplos colocados diante de nós - estamos olhando para eles enquanto eles nos animam!
b. Isto pretende ser um incentivo - seus exemplos são testemunhos para nós que podemos e devemos ser fervorosos e fiéis.
c. Estamos literalmente cercados por estes exemplos: Antigo Testamento e Novo Testamento, bem como exemplos contemporâneos de fé.
d. É como se o escritor tivesse em mente aqui os campeões mencionados no capítulo 11 (o capítulo da fé), e como nos Jogos Olímpicos eles estão de pé diante de nós com suas medalhas (ou coroas) e eles estão estimulando-nos a ter o sonho de ganhar também, incentivando-nos assim a lutar por seus exemplos.
2. Excessos: O exemplo que dão para nós é para nos encorajar a "jogar fora tudo que impede"
a. A ideia aqui é incentivar-nos, uma vez que desejamos ganhar a corrida, devemos nos livrar dessas coisas que vão nos atrasar ou impedir-nos de competir a sério!
b. A palavra para "deixemos todo" no original grego implica em o excesso de massa corporal! Também pode se referir às roupas pesadas; quem veste deve "deixar todo embaraço", enquanto se prepara para fazer a corrida.
c. Todo mundo sabe o que uma bagagem extra pode fazer a um corredor em uma corrida! Nenhum corredor sério jamais considera a possibilidade de transportar bagagem extra quando estão competindo para ganhar.
d. Esta é a essência da "autodisciplina" ... é a nossa responsabilidade diante de Deus, deixar de lado as coisas que se tornam bagagem extra grave, aquelas coisas que pode nos atrasar, ou desviar-nos.
e. A autodisciplina é necessária até mesmo para começar!
3. Embaraço: O "pecado que tão de perto nos rodeia" aqui é o pecado da falta de disciplina, ou quaisquer pecados que nos impedem de correr ou nos puxa para baixo!
a. Como facilmente o pecado atinge nossas vidas!
b. Sem disciplina não pode haver sucesso em uma corrida!
c. É impossível ser um campeão mundial sem disciplina e treino!
d. A vida cristã não acontece por acaso, ela vem como o fruto da autodisciplina, juntamente com as graças de Deus.
e. Muitas das vezes, nós esperamos por algo espiritual acontecer com nossas vidas, devemos estar preparando sempre para as coisas espirituais que terá lugar em nossas vidas. Um corredor não espera que a linha de chegada chegue até ele, ele vai até ela!
B. Foco. Hebreus 12:2-3
1. "Fitando os olhos em Jesus ..."
a. Aqui é onde o nosso foco deve estar!
b. Bons corredores nunca olham ao redor deles enquanto eles estão correndo, isto distrai e faz com que percam seu próprio ritmo!
1) Muitas vezes os cristãos fazem isso hoje, tomamos decisões de abandonar esta ou aquela igreja, ou este ou aquele ministério baseado em alguém que estamos olhando, isso está errado!
2) Devemos estar olhando para Cristo, Ele é o "autor" (ponto de partida) e "consumador" (linha de chegada) de nossa fé, e não outras pessoas!
3) As pessoas podem ser exemplos, (negativos ou positivos), mas não o nosso foco!
2. Muitas vezes o corredor mantém um único foco em algo na linha de chegada para manter seu caminho em linha reta, certifique-se de fixar os olhos na fonte certa (Cristo) ou você pode correr em linha torta!
3. Ao contrário dos Jogos Olímpicos, onde correm para ser o vencedor em primeiro lugar, a corrida em termos espirituais não é tentar ser o primeiro, mas ser fiel e terminar bem!
4. Jesus torna-se o exemplo perfeito para nós seguirmos ... Ele seguiu a carreira com alegria, mesmo que incluiu dor e sofrimento por causa do objetivo ... nossa salvação.
5. É incrível quanto trabalho os atletas fazem por uma única medalha, muitas vezes aquele que ganhou por apenas alguns minutos de performance, mas levou uma vida de autodisciplina para chegar ali!
6. Devemos considerar as recompensas que superam os sacrifícios para que não fiquemos cansados e perdemos o coração!
a. Com toda a honestidade, haverá momentos em que você vai sentir vontade de desistir, vai ser difícil viver uma vida de fé em um mundo que a ridiculariza!
b. Às vezes é difícil fazer todo o trabalho duro e disciplina quando você não vê nenhum resultado imediato, assim como os atletas olímpicos - temos que continuar lutando contra a dor e as perdas com a ideia de que no futuro a recompensa virá.
c. Muitos corredores continuam competindo com ligamentos rotos e lesões, e uma grande quantidade de dor, mas sabendo que a recompensa vai valer a pena no final.
d. Parte da competição é a dor e se desistirmos cada vez que doer nunca vamos terminar a corrida!
1) Muitos têm feito isto como crentes, alguém fere seus sentimentos e eles desistem!
2) Eles não sabiam que ia exigir tanto sacrifício, então eles desistem.
3) Se você quiser a recompensa, você tem de continuar!
4) Quando fica difícil somente pense naqueles que tem sofrido dor ainda maior do que a sua dor e ainda continuam.
7. Mantenha-se focado e fiel!

II. A Disciplina do Salvador. Hebreus 12:4-11

A. Fracassos. Hebreus 12:4-10
1. Um bom treinador irá utilizar as falhas e a dor para ensinar um atleta.
2. Deus as vezes, traz a disciplina em nossas vidas quando deixamos de usar a autodisciplina!
a. Ninguém gosta de pregar sobre este assunto, não é uma ideia agradável! Há poucos "améns" quando isto é abordado!
b. No entanto, mesmo quando Deus traz a disciplina em nossas vidas, nunca é castigo, é a redenção em foco!
3. O ponto de disciplina é o amor, um amor que se preocupa demais para permitir que alguém aprenda padrões autodestrutivos.
a. É por isso que os pais disciplinam seus filhos, para impedi-los de desenvolver características e qualidades que, finalmente, será destrutivo para uma vida saudável e feliz.
b. Embora seja difícil vê-los quando você está no lado de ser disciplinado, o fruto da disciplina adequada aparece mais tarde.
4. Ao invés de ficar triste com Deus quando Ele permite a disciplina em nossas vidas; nós devemos ser gratos, porque Deus está usando isso para nos ensinar a ser autodisciplinados e corrigir os nossos padrões nocivos.
a. Com este conhecimento, devemos, então, receber essa disciplina em vez de fugir dela!
b. Muitos cristãos não conseguem aprender e, portanto, estão condenados a continuar repetindo os mesmos erros uma e outra vez!
c. Muitas vezes nós tentamos ficar o mais longe possível da punição ao invés de nos aproximarmos dela para que possamos aprender com ela e seguir em frente.
d. No entanto, aproximar-se é seguir mais rápido com menos dores, afastar-se dela é aumentar a dor e minimizar o aprendizado.
5. Se podemos aceitar a disciplina de nosso pai terreno como um ato de amor, e respeitá-lo por cuidar o suficiente para desafiar-nos quando estamos errados, quanto mais devemos aceitar a disciplina de nosso Pai Celestial que é sempre perfeito e de perfeito amor?
B. Frutífero. Hebreus 12:11
1. O propósito desta disciplina é o fruto que vai se revelar em nossas vidas!
2. Como toda criança pode testemunhar, nenhuma punição no momento parece agradável quando ela acontece, mas, mais tarde em nossas vidas vai gerar grandes frutos!
3. A disciplina de Deus, desta forma é sempre redentora!
a. Realmente dói nele mais do que dói em nós!
b. Seu filho Jesus morreu na cruz para cobrir as nossas falhas!
c. Ao levar o nosso castigo, Ele tornou possível a nossa salvação!
4. Deus sempre nos disciplina com isso em mente, nos levar a uma vida frutífera e não uma vida infrutífera!
a. A colheita é justiça e paz!
b. A disciplina é parte da nossa formação!
c. Podemos evitar Sua disciplina, se praticarmos a autodisciplina correta em muitos casos.
5. Esta mesma ideia é encontrada nos Evangelhos em que Jesus fala sobre "a poda dos ramos", a fim de torná-los mais frutífero. A passagem em João 15:4-6 que diz que "nós somos os ramos, Ele é a videira" é doloroso, mas produtivo.

III. A Sociedade e a Disciplina. Hebreus 12:12-13

A. Fraco. Hebreus 12:12
1. O escritor retorna novamente a imagem de um atleta treinando e incentiva os ouvintes a "fortalecer seus braços enfraquecidos e joelhos fracos"
a. Em outras palavras, para lidar com os pontos fracos em nossas vidas!
b. Não fazer isso irá nos levará a tropeçar na corrida e o resultado será lesões graves.
c. Isso também pode levar outros a tropeçar enquanto estão correndo perto de nós!
2. A parte do fundamento aqui é incentivar o exemplo deles em face de uma sociedade que certamente estará observando e que poderia facilmente tropeçar naqueles que caem!
a. Temos assistido a isso nos últimos anos com evangelistas e pastores bem conhecidos que têm caído através das fraquezas e pecados!
b. Outros têm tropeçado em seus exemplos, e assim tirado alguns da corrida!
3. O mundo está observando, nós temos que correr forte para que os outros correm bem também.
4. Isso não é apenas a responsabilidade dos cristãos bem conhecidos o de correr bem para o benefício da sociedade, todos nós devemos correr bem para a sociedade ver que o nosso cristianismo é real! É um chamado a todos nós para assumir a responsabilidade!
5. Não podemos permitir que o mundo veja "fracos" cristãos, precisamos ser fortes, a autenticidade do Evangelho está em jogo!
B. Fiéis. Hebreus 12:13
1. Este verso final rebita o pensamento no versículo 12 sobre o nosso exemplo na sociedade e na Igreja:
a. Devemos fazer "fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que é manco não se desvie, antes seja curado".
b. A palavra para "manco" aqui significa literalmente, "Aqueles que vacilam para frente e para trás", uma referência para aqueles que são incertos e não são comprometidos.
c. Nosso caminho deve ser nivelado para que a nossa corrida seja sem obstáculos no qual poderíamos tropeçar - isso só faria com que aqueles que são incertos ou não comprometidos ignorassem o caminho que estamos tomando!
2. Nós carregamos a responsabilidade de manter um caminho direito para os nossos pés e para a sociedade!
a. O Evangelho é bastante simples e puro, devemos ter cuidado para não o sobrecarregar ou impor extremos profundos ou torná-lo tão complicado que ninguém poderia compreendê-lo!
b. Não devemos seguir a multidão, devemos conduzir; manter o nosso próprio caminho claro!
3. A disciplina de Deus ou a autodisciplina é projetada para ajudar a tornar o nosso caminho direito para que possamos conduzir a sociedade em direção à cruz de Cristo.
4. Estamos em uma corrida! Como você está correndo?
 
Conclusão: A busca da maturidade espiritual requer esforço e atenção em nossas vidas. É possível ser salvo e não crescer, temos de como todos os bons atletas aprender a ser responsáveis pelo nosso próprio crescimento no Senhor. Nenhum atleta é bem-sucedido sem disciplina e foco, e nenhum crente terá sucesso sem isso também. Como você está correndo?
 
Pr. Aldenir Araújo

Corramos com Perseverança

Corramos com Perseverança
Texto: Hebreus 12:1b
Introdução: Eu sempre fico impressionado com os atletas durante as olimpíadas e jogos pan-americanos. Eu fico impressionado com a forma como aperfeiçoaram seus corpos para chegar ao limite da resistência humana para definir novos recordes mundiais e para serem os melhores do mundo em seus esportes particulares.
 
Como chegaram lá? Eu as vezes me exercito um pouco, corro um pouco aqui e um pouco ali, mas não há nenhuma chance de eu poder correr em uma corrida com esses rapazes e moças. Eles chegaram lá por causa do treinamento constante e persistente. Eles aprenderam a perseverar através da dor, das dificuldades, através de longas horas de treinamento, para só então eles poderem até mesmo começar a pensar em concorrer para a maior honra entre os esforços atléticos. Se você quer ser o melhor, você deve perseverar!
O trabalho de um treinador é fazer com que os atletas façam o que eles não querem fazer, a fim de alcançar o que sempre quiseram ser.
É precisamente este conceito que o autor de Hebreus tem em mente nesse versículo de introdução ao capítulo 12. Na verdade, é provável que o escritor tivesse em mente os Jogos Olímpicos, que eram uma realidade naqueles dias. O versículo começa falando de uma grande multidão de testemunhas, como em um evento olímpico, e o treinamento disciplina que um atleta olímpico teria de suportar para atingir o seu objetivo. Ele é específico em seu uso da analogia aqui para aqueles que correram corridas.
 
Como em nossos dias dos Jogos Olímpicos, as corridas eram estabelecidas e o percurso decidido pelo comitê olímpico, tudo que o corredor tinha que fazer era correr a corrida determinada de forma mais rápida e melhor do que qualquer outro corredor para ganhar o ouro. O escritor de Hebreus compara isso a corrida que Deus estabeleceu para cada um de nós, e nos incentiva a corrê-la com perseverança.
 
A Bíblia nos ensina que Deus estabeleceu um caminho e uma corrida para cada um de Seus seguidores. Para conseguir o que Ele tem em mente para nossas vidas temos de correr com perseverança, mesmo quando fica difícil na vida.

I. Perseverança. Hebreus 12:1b

A. Disciplina! Hebreus 12:1b
1. O escritor de Hebreus usa o termo “correr uma corrida”, indicando claramente que a vida, às vezes, pode ser difícil e desafiadora - todas as corridas eram nos jogos olímpicos.
a. Nunca houve uma corrida "fácil" na competição mundial!
b. Viver a vida de fé, é difícil às vezes!
c. Como qualquer corredor olímpico, há dias em que você simplesmente tem que superar a dor para permanecer no jogo.
d. Sim, pode ser difícil de ser cristão, mas também vai valer a pena a coroa no final.
2. O contexto do capítulo 11 incluiu uma longa lista de nomes de servos de Deus que foram livres das dificuldades, e alguns que não foram, mas ainda assim tinham fé. Este é o desafio de viver pela fé, às vezes temos que ter a disciplina para crer e confiar em Deus quando as coisas não funcionam como gostaríamos. E, nesses tempos difíceis, temos de ter a disciplina para que quando isso acontecer, possamos continuar a avançar em nossa caminhada com Deus, confiando no prêmio final.
a. O atleta que competia; por vezes tinha experiências dolorosas e contratempos durante a corrida, mas a única coisa que ele tinha em mente quando essas coisas aconteciam era a linha de chegada!
b. Como povo de Deus, vamos às vezes encontrar reveses, experiências dolorosas que, de outra forma nos tiraria da corrida, mas o verdadeiro atleta não para, ele persevera através da dor com a linha de chegada em mente, e o prêmio final.
c. A única maneira de fazer isso é simplesmente perseverar, seguir adiante.
d. Observe que é precisamente isso o que o escritor em Hebreus 12:1b diz, "...corramos com perseverança a carreira que nos está proposta"
e. Para fazer isso requer uma disciplina obstinada, mas positiva.
3. Os corredores entendem que há um lugar durante uma corrida longa, quando você tem que avançar através da dor para pegar um segundo fôlego. Há um lugar durante a corrida onde você simplesmente quer parar, seu corpo grita de dor e diz: "Já chega!" É neste ponto que toda a disciplina de preparação e perseverança na formação tem que ser aplicada a fim de terminar e vencer a corrida!
a. Ironicamente, quando o corredor bate nesse "muro" de dor e não para, o corpo começa em outro modo e eles pegam o que é conhecido como o "segundo fôlego".
b. Quando seu corpo percebe que todos os seus gritos não vão parar sua corrida, ele se reorganiza queimando outros tipos de energia, a fim de dar-lhe o empurrão final.
c. Às vezes, isso inclui a liberação de hormônios no cérebro chamados endorfinas, que na verdade dão ao corredor uma sensação de exuberância e uma sensação de bem-estar – essa á a maneira natural do corpo controlar a dor, eles são narcóticos naturais que ajudam a diminuir a dor.
d. Há paralelos espirituais semelhantes a isto, às vezes em nossa corrida na vida nós enfrentamos lugares difíceis, é então quando todas as disciplinas espirituais em nossas vidas são colocadas em pratica e nos ajudam a encontrar a paz de Deus, mesmo quando as circunstâncias ditam o contrário.
e. Há uma "paz que excede todo o entendimento" - nossas endorfinas espirituais que nos permitem avançar através dos tempos dolorosos. (Filipense 4:7)
B. Determinação! Hebreus 12:1b
1. Quando tudo diz, "pare" a nossa perseverança diz, "continue avançando!"
a. Há momentos em que você gostaria de desisti!
b. A dor é sempre a maneira natural de nos fazer parar alguma coisa.
1) Mas um verdadeiro atleta sabe que a dor tem que ser avaliada e se é apenas a dor da corrida e não alguma peça quebrada, você tem que simplesmente utilizar a determinação e perseverança para avançar através da dor rumo a vitória.
2) Devemos aprender isso como povo de Deus também!
3) O escritor está indicando que Deus tem uma corrida para cada um de nós, a fim de alcançar a linha de chegada, teremos as vezes que superar a dor e confiar na força de Deus para nos levar a linha de chegada onde o prêmio nos aguarda.
2. Os atletas de classe mundial são pessoas determinadas. Crentes de classe mundial, também são!
3. Que Deus nos ajude como Seu povo a mostrar ao mundo que não somos desistentes, que vamos suportar a corrida com perseverança e mostrar aos outros o que o poder da fé pode fazer!
4. Este mundo faz tudo o que pode para viver de maneira fácil, e nossos corpos hoje contam a história de uma vida que é tão sedentária que nossos corpos não poderiam aguentar uma pequena prova de dor.
5. Infelizmente isso é verdade em muitas de nossas igrejas, basta apenas um pouco de dor e muitos crentes estão prontos para desistir, já não sentem que podem confiar em Deus que tem decepcionado suas expectativas.
6. O problema pode ser as falsas expectativas! Nenhum corredor de classe mundial neste planeta presume que sua corrida vai ser livre de dificuldades ou dor!
a. Mas eles não estão focados na dor ou dificuldades!
b. Eles estão focados no prêmio!
c. E se uma medalha de ouro na terra, ou uma coroa de flores como era no primeiro século era o suficiente para fazê-los suportar através de intermináveis ​​horas de dor e luta, quanto mais para nós que sabemos que na linha de chegada nos espera a coroa da vida para a eternidade com Deus!
d. Esta vida não é apenas sobre a obtenção de mais coisas, mais dinheiro, mais facilidade, é sobre a corrida que Deus traçou para nós e não desistir, perseverando até o fim!
1) Isto é o que o escritor de Hebreus está tentando transmitir.
2) Se os corredores terrestres se disciplinam e suportam sua corrida para conquistar uma coroa de flores simples, ou até mesmo uma medalha de ouro hoje - quanto mais devemos perseverar para a coroa da vida?
3) Precisamos de crentes hoje que simplesmente não param!
4) Precisamos de crentes hoje que perseveram através das provas de dor e contratempos, para continuar correndo e correndo bem até o fim.

II. Caminho. Hebreus 12:1b

A. Propósito! Hebreus 12:1b
1. Deus traçou uma corrida para cada um de nós, todos nós temos um destino a cumprir. Observe sua declaração: “…Corramos com perseverança a carreira que nos está proposta" (ênfase minha)
2. Não estamos apenas tropeçando pela vida sem nenhum caminho a seguir. Deus tem para cada um de nós uma corrida para correr, um caminho a seguir, um destino a cumprir.
a. Estamos aqui com um propósito nesta vida!
b. Devemos descobrir o caminho que Ele criou para nós cumprir, e então, devemos prosseguir com todo nosso coração.
3. Nós podemos desviar do caminho se não formos obedientes a Ele que definiu esse caminho para nós!
a. Um corredor ouve seu treinador - o treinador sabe a melhor rota, e o ritmo adequado para o corredor. Se por algum motivo o corredor optar por não obedecer ao seu treinador ele assume uma possível derrota em sua corrida.
b. Deus nos deu o caminho - está em Sua Palavra. A obediência à Palavra de Deus é a melhor maneira de garantir que se mantenha no caminho da justiça, que é o caminho que nos leva à linha de chegada.
4. Jesus declarou que Ele mesmo é o caminho. Jesus disse: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim" (João 14:6)
a. O único caminho que Deus ordenou para os homens seguir é o próprio Jesus!
b. Todos os outros caminhos levam para longe da linha de chegada, onde aguarda o prêmio.
c. Tragicamente, haverá muitos que irão correr sua própria corrida durante toda a vida e não conseguem chegar à linha de chegada correta.
d. É trágico quando um corredor sai do caminho correto e é desclassificado da corrida - qualquer outra corrida, exceto a que Deus tem preparado para todos nós vai levar ao fracasso.
5. É verdadeiramente triste quando os corredores que correram tão bem a corrida, descobriram no fim que tinham tomado um rumo errado em algum lugar e por isso foram desqualificados e impedidos de se tornar um vencedor. Não importa se eles terminaram em primeiro, se eles tomaram um rumo errado, ainda assim seriam desclassificados por não permanecer no rumo correto!
B. Destino. Hebreus 12:1b
1. Todo objetivo de correr com perseverança é ganhar!
2. Sim, há, na verdade, um destino para vivermos nossas vidas, não é apenas ter um bom tempo durante esta vida, apesar de que não é errado em si.
3. Há um objetivo real para viver e viver corretamente. A pessoa que se recusa a acreditar em Deus ou na eternidade simplesmente não tem outro destino na vida do que agradar a si mesmo.
a. Assim, não deve surpreender-nos que os objetivos daqueles que não conhecem a Cristo são egocêntricos, ou simplesmente são voltados para encontrar a felicidade em vez de encontrar a santidade.
b. No entanto, no final de suas vidas não haverá nenhum objetivo de ter vivido se eles não perceberam que esta vida é tudo preparação para a próxima.
c. Alguém disse uma vez, "se você não quer Deus em sua vida aqui, não espere tê-Lo em sua vida lá!"
4. O que você está vivendo?
a. Na verdade, as disciplinas em sua vida vão contar essa história!
b. O que você se esforça em última análise, é o que você acredita.
c. Um corredor pode realmente acreditar que está vencendo a corrida, enquanto ele está correndo, mas tragicamente pode descobrir no final que ele perdeu; porque ele correu a corrida errado ou correu no caminho errado!
5. Nestes casos, a tristeza é profunda, porque eles correram com determinação, eles foram disciplinados, eles atravessaram as dificuldades, mas apenas no final descobriram que foram desqualificados por não participar da corrida certa!
6. Mas que alegria quando descobrimos no final que toda a dor que enfrentamos, todas as disciplinas durante a vida, todo o treinamento que suportamos, compensou no final e a coroa da vida é dada a nós!
a. Uma coroa que nunca vai murchar como nas velhas coroas de flores dadas durante os Jogos Olímpicos na antiguidade, ou mesmo as medalhas de ouro dadas hoje. Chegará um dia em que o ouro vai significar nada.
b. Tudo vai valer a pena um dia, só precisamos permanecer no caminho, avançar com os tempos de dor, confiar nas disciplinas de exercícios espirituais, e confiar no caminho (Jesus), que tem garantido que a corrida será vencida!
c. O destino é a eternidade com Deus, e alegria para sempre.
 
Conclusão: Será que vai valer a pena todos os exercícios espirituais no final da vida, vai valer a pena enfrentar todos os eventos dolorosos da vida, o desânimo das lutas, as dificuldades do trabalho duro para permanecer no caminho da justiça? É melhor acreditar que vai valer a pena tudo isso! Cristo traçou uma corrida para cada um de nós, e quando corremos com perseverança vamos descobrir no final da corrida a coroa da vitória, a coroa da vida, e a alegria para sempre com o próprio Deus.
 
Pr. Aldenir Araújo

Sermão Sobre a Urgência do Evangelismo - Este é um Dia de Boas Novas

Sermão Sobre a Urgência do Evangelismo - Este é um Dia de Boas Novas
Texto: 2 Reis 7:1-20
Introdução
A. Jesus é o nosso exemplo perfeito
1. 1 Pedro 2:21-22
2. Filipenses 2:5
B. Jesus tinham uma grande preocupação pelos perdidos
1. Lucas 19:10
2. Jesus chorou sobre a cidade no pecado (Lucas 19:41)
3. Existem muitos exemplos da preocupação do nosso Senhor pelas almas perdidas:
a. Nicodemos (João 3)
b. A mulher samaritana (João 4)
4. Cristo morreu para que pudéssemos viver ... Romanos 5:6-9
5. Mateus 28:18-20
C. Nós, assim como nosso Senhor, precisamos ter uma profunda preocupação pelas almas perdidas
1. "Aquele que ganha almas é sábio" (Provérbios 11:30)
2. Daniel 12:3

A. Este é um Dia de Boas Novas

1. No período do "Reino Dividido", Israel encontrava-se em uma condição muito enfraquecida estando exposto a ataques de outras nações
a. Lemos sobre um desses ataques em 2 Reis 6:24-29
b. Este cerco foi orquestrado por Ben-Hadade, rei da Síria
c. Nós vemos a terrível fome que isso trouxe
2. Entre aqueles que sofreram com esse ataque estava quatro leprosos
a. Eles discutiram a situação
1) 2 Reis 7:3-4
2) Em desespero, eles decidiram render-se aos sírios
b. Para surpresa deles, encontraram o acampamento sírio abandonado ... 2 Reis 7:5-7
c. A princípio, eles ostentaram em suas novas riquezas encontradas
1) 2 Reis 7:8
2) Eles comeram - eles beberam e esconderam tesouros
d. Mas depois de refletir, eles sabiam que precisavam dizer aos outros o que tinham encontrado, e assim fizeram... 2 Reis 7: 9-11
3. Há uma lição muito valiosa que podemos aprender com estes quatro leprosos, especialmente quando eles disseram, "Este é um dia de boas novas (ou boas notícias)"
4. Jesus percebeu isso, e é por isso que Ele é o nosso exemplo perfeito. Jesus...
a. Percebeu que havia uma fome
b. Ensinou sobre as consequências de permanecer em silêncio
c. Sabe; por que ficar em silêncio

B. Há Uma Fome

1. Há uma fome da palavra de Deus em nossos dias
a. Amós 8:11
b. Como a maioria das pessoas não estudam a Bíblia como eles deveriam
c. Deus tem nos proporcionado leite e carne (Hebreus 5:12)
d. Esta fome espiritual é auto induzida, quando deixamos de estudar (2 Timóteo 2:15)
2. Jesus disse ... João 4:31-34
a. Jó 23:12
b. Jesus percebeu, e nós também devemos perceber que, se não estudarmos, ensinarmos e obedecermos a palavra de Deus - então estaremos em uma grande fome
3. Este é um dia de boas novas - não tem porque permanecer com fome
a. Estamos fazendo a nossa parte?
b. Lembre-se de Oséias 4:6?
c. Será que estamos ajudando na destruição de outros - estamos promovendo a fome?
4. Jesus veio buscar e salvar o que estava perdido (Lucas 17:10)
a. O Messias veio para dar água viva ... João 4:13-14
b. O Filho de Deus veio para dar pão ... João 6: 48-51
5. Sabendo que temos o alimento para saciar a fome espiritual do nosso dia – quão desprezíveis somos nós, se nós não compartilhamos o "pão da vida?"
a. Estamos promovendo a fome espiritual?
b. Ou, será que estamos alimentando as massas com o "pão da vida?"

C. Consequências de permanecer em silêncio sobre o dia das Boas Novas de Deus

1. Nós não cumpriremos a Grande Comissão
a. Jesus queria que seus discípulos observassem tudo o que Ele havia ordenado
b. Mateus 28:18-20
c. Incluído na ordem a seus discípulos, e a nós, ele disse: "Ide e fazei discípulos ..."
d. Permanecer em silêncio não foi o que Jesus ordenou!
2. Quando permanecemos em silêncio sobre as boas novas falhamos como povo de Deus
a. Como pessoas privilegiadas de Deus, devemos proclamar os louvores de Deus ... 1 Pedro 2:9-10
b. Especialmente no que diz respeito a:
1) Como Deus "vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz"
2) Como nós "vós que não tínheis alcançado misericórdia, e agora a tendes alcançado"
c. Como pode "povo de Deus" fazer isso permanecendo em silêncio?
3. Nós responderemos a Deus por falhar em nossa missão
a. Ezequiel foi advertido a respeito de suas responsabilidades ... Ezequiel 3:16-21
b. Hoje a igreja é "vigia" de Deus para o mundo
1) Devemos levar o Evangelho a todo o mundo (Marcos 16:15)
2) Aqueles que se recusam a ouvir morrerão em seus próprios pecados, mas vamos ser responsabilizados se não fizermos a nossa parte avisando-os
4. Apesar das consequências de se permanecer em silêncio, muitos cristãos não contam aos outros sobre as boas novas de Jesus.
a. Por que isso acontece?
b. Aqui estão algumas possibilidades:

D. Por que muitos permanecem em silêncio

1. Para alguns, pode ser que eles mesmos estão morrendo de fome espiritualmente
a. Eles experimentaram a alegria da salvação no passado, mas por negligência deixaram de crescer, e esqueceram as bênçãos da salvação
b. 2 Pedro 1: 8-9
c. Aqueles que estão desfrutando da bênção da salvação querem contar aos outros
1) Assim como Davi, no Salmo 32:1-11
2) E como Filipe fez quando ele encontrou Jesus ... João 1:43-46
d. Você não tem nenhuma boa nova que vale a pena compartilhar?
2. Para alguns, pode ser por medo ou desânimo
a. Se o medo que nos impede, lembre-se:
1) Mas, quanto aos medrosos... a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre... (Apocalipse 21:8)
2) Deus não quer que tenhamos medo - 2 Timóteo 1:7-8
3) A ousadia vem através da oração:
a) Atos 4:29, 31
b) Efésios 6: 19-20
b. Se o desânimo nos mantém em silêncio, então lembre-se:
1) O princípio da semeadura e colheita - Gálatas 6:9
2) O exemplo de nosso Senhor, Jesus - Hebreus 12:1-3
c. O medo e o desânimo, tão problemático quanto poderiam ser, pode ser superado com fé e perseverança
 
Conclusão
A. Jesus é nosso exemplo perfeito em espalhar as boas novas - vamos seguir Seu exemplo?
B. Será que vamos compartilhar as boas novas com um mundo faminto espiritualmente?
 
Pr. Aldenir Araújo

Crescer Espiritualmente é uma Escolha

Crescer Espiritualmente é uma Escolha
Texto: Tito 3: 5-8
Introdução: O crente em Jesus é salvo, redimido e renovado e ao ser batizado o crente passou por uma "lavagem da regeneração e renovação pelo Espírito Santo e, em seguida, deve continuar a "andar em novidade de vida" (Romanos 6:4).
 
Assim como uma pessoa para crescer precisa de uma vida física saudável, assim o cristão precisa para crescer uma vida espiritual saudável, mas, infelizmente, nem todos os cristãos crescem muito espiritualmente.
 
Inúmeros são cristãos há anos, mas têm pouca mudança ou melhoria para mostrar e muitas vezes são menos úteis ao Senhor do que quando no início se tornaram cristãos.
 
Deixar de crescer espiritualmente é como se tornar como uma piscina de água estagnada. Se a pessoa não fazer essa escolha de crescer espiritualmente e focar nela, não haverá crescimento espiritual.

I. O Crescimento Espiritual é Ordenado por Deus

A. A Grande Comissão ordena os crentes a crescer. (Mateus 28:18-20)
1. Jesus ordenou aos Seus apóstolos para fazer mais discípulos:
a. Batizando-os
b. Ensinando-os a guardar todas as coisas que Ele ordenou.
2. Discípulos devem ser alunos obedientes, em constante crescimento uma vez que aprenderam com o Senhor.
B. Crescer espiritualmente é claramente delineado nas cartas de Pedro e outros.
1. Pedro termina sua segunda carta com uma ordem para crescer. (2 Pedro 3:18)
a. Os cristãos devem crescer na graça.
b. Os cristãos devem crescer no conhecimento do Senhor Jesus Cristo.
2. Pedro termina sua segunda carta descrevendo como os cristãos devem crescer. (2 Pedro 1:5-8)
a. Ao adicionar a sua fé a virtude, o conhecimento, domínio próprio e etc.
b. Abundante em tais graças, produzindo frutos que indica crescimento.
3. Cristãos que não crescem são severamente repreendidos. (Hebreus 5:12-6:1)

II. O Crescimento Espiritual Exige Um Esforço Constante

A. O crescimento espiritual é diferente de crescer fisicamente.
1. As pessoas crescem fisicamente (a menos que haja algum distúrbio corporais graves) automaticamente.
2. Nenhum esforço é exercido para crescer fisicamente e a maturidade acontece se alguém quer isso ou não.
a. Envelhecer não significa que você também está crescendo espiritualmente.
B. O crescimento espiritual requer um esforço concentrado.
1. Jesus disse que inclusive requer trabalho - (João 6:27)
2. Paulo disse que isso exige um trabalho, constantemente avançando - (Filipenses 2:12; 3:13-14)
3. Pedro disse que requer diligência - (2 Pedro 1:5, 10)
4. Exercícios regulares beneficia o crescimento espiritual, bem como o crescimento físico.
5. O crescimento espiritual não é fácil e é preciso trabalhar para isso, todos os dias.

III. Deus Ajuda o Cristão a Crescer Espiritualmente

A. Nenhum cristão está sozinho em seu esforço para crescer espiritualmente.
1. Enquanto o cristão está ocupado "trabalhando sua salvação", Deus está trabalhando nesse cristão. (Filipenses 2:12-13)
2. Assim como Deus ajuda uma pessoa a se tornar um crente em Seu Filho, Jesus, Ele continua trabalhando no crente. (Tito 3:5)
3. Deus quer completar o trabalho no crente que Ele começou quando o crente foi salvo. (Filipenses 1:6)
B. O cristão recebe força de Deus em seus esforços para crescer espiritualmente.
1. Deus fortalece o crente pelo Espírito Santo na vida desse crente - (Efésios 3:16)
2. Deus capacita o crente com o poder inacreditável dentro do crente - (Efésios 3:20)
3. Deus fornece a proteção para o crente estar forte no poder de Deus. (Efésios 6:10-11)
4. Simplesmente não há desculpa para o cristão não crescer espiritual para Deus, Ele mesmo fortalece o crente. (Filipenses 4:13)
5. Com Deus como ajudante do crente, não há limite para o crescimento espiritual

IV. O Crescimento Espiritual é Abençoado Por Deus

A. As bênçãos do crescimento espiritual começam na vida do crente, aqui e agora.
1. À medida que crescemos na graça - (2 Pedro 3:18)
a. Experimentamos as bênçãos da graça, na qual permanecemos.
b. Paz com Deus e alegria na esperança. (Romanos 5:1-2)
2. À medida que crescemos no conhecimento de Jesus Cristo - (2 Pedro 3:18)
a. Há a experiência de bênçãos acrescentando a virtude, o conhecimento, domínio próprio e etc.
b. Há uma vida vitoriosa, na qual a pessoa não tropeça e cai. (2 Pedro 1:10)
3. Jesus falou da "vida abundante" em crescer espiritualmente, o crente experimenta essa promessa de vida.
B. As bênçãos do crescimento espiritual continuam na vida por vir.
1. Os crentes irão experimentar uma "entrada abundante" no reino eterno de Deus. (2 Pedro 1:11)
2. As obras do crente também estará lá. (Apocalipse 14:13)
3. Nenhum trabalho do crente será em vão. (1 Coríntios 15:58)
 
Conclusão:
1. Nem todos o crescimento é bom: alguns corações crescem sem brilho, alguns crescem frio, alguns cansados de fazer o bem, alguns crescem corruptos, alguns crescem cada vez pior, como células cancerosas.
2. O crescimento espiritual é: ordenados por Deus, exige um esforço constante, é assistido por Deus e é abençoado por Deus.
3. Que tipo de crescimento está ocorrendo em sua vida espiritual?
4. "Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo e leve" Mateus 11:28-30
 
Pr. Aldenir Araújo

Lar: A Primeira Sala de Aula de Uma Criança

Lar: A Primeira Sala de Aula de Uma Criança
Texto: Deuteronômio 6:1-9 - 5:1-21
Introdução: Tiros em uma escola! Como é trágico isso. O que está acontecendo com nossos jovens e adolescentes hoje?
 
Adolescentes estão tendo bebês, usando drogas, se embriagando, roubando, dando tiros, matando; o que eles pensam que estão fazendo ou será que pensam?
 
Na maioria destes casos, os adolescentes e jovens não podem ser totalmente responsabilizados tanto quanto seus pais. Por alguma razão os pais não querem aceitar a responsabilidade de cuidar dos filhos que trouxeram ao mundo. O adolescente quer sair de casa assim que puder e a casa é mais um lugar para ir quando não há nenhum outro lugar para ir.
 
Quantos destes jovens problemáticos têm impressões dolorosas de ser uma criança em sua casa?
 
Os pais não podem esperar seus filhos agirem de forma diferente de como eles veem seus pais agir e viver. As crianças têm a caraterística de ser tal como os seus pais. Leia também:  Eu quero que meus filhos saibam...
 
Deus confiou os pais com uma responsabilidade mais solene e um privilégio mais precioso. Criar um filho para Deus; e Deus já deu aos pais tudo que eles precisam para criar os seus filhos de uma maneira que trará honra ao seus pais e especialmente a Deus.
 
Leia Deuteronômio 6:1-9

I. O lar é a primeira sala de aula que uma criança tem

- Como é a sua sala de aula?
- Existe alguma coisa que não deveria estar lá?
- Que tipo de sala de aula que os pais querem para seus filhos?
- Os pais, devem tornar o lar uma sala de aula onde as crianças possam aprender o que Deus quer que elas aprendam. Leia também: Treinando nossos filhos

II. O primeiro curso a ser ensinado no lar são os mandamentos de Deus

- Há 10 capítulos do curso Deus quer que os pais ensinem aos seus filhos.
- Deuteronômio 5:1-21
- Deuteronômio 6:7

III. Os pais devem ser os primeiros professores de seus filhos

- Instrutores/professores não podem ensinar o que não sabem. Pai, você conhece os mandamentos de Deus?
- Pais, vocês devem não apenas ensinar os mandamentos a seus filhos, mas também devem viver o que vocês ensinam. Vocês, pais obedecem aos mandamentos de Deus?
- Pelo seu exemplo de pai, que tipo de professor é você?

IV. O laboratório (experimentos) de vida de seus filhos é a vida

- O que as crianças aprendem no lar vai ser praticado por eles no mundo exterior.
- A vida fora do lar é difícil, dura, sedutora, perigosa e cheia de curiosidades.
- Lembre-se da pequena placa que estava pendurado em uma parede, "Não tem lugar melhor que um lar?"
 
Conclusão:
1. Os filhos pertencem a Deus e Ele lhes dá aos pais para criar para ele.
2. É uma tremenda responsabilidade e desafio criar uma criança na maneira em que Deus quer.
3. O lar é o lugar que Deus quer que as crianças aprendam Seus caminhos, e que vai preparar as crianças para o mundo em que eles vão um dia viver como adultos e pais.
4. É mandamento de Deus que os pais ensinem seus filhos sobre Deus e Seus caminhos, não outra pessoa na escola dominical.
5. As primeiras coisas que Deus quer os pais a ensinem aos filhos são os Seus mandamentos.
6. Pais, os seus filhos vão conhecer os mandamentos de Deus quando eles estiverem prontos para sair para o mundo?
7. Pais, quão capacitado você está em ser um professor através do exemplo para os seus filhos sobre os mandamentos de Deus?
8. As crianças se tornam o que aprendem no lar.
 
Pr. Aldenir Araújo

Preocupação ou Fé?

Preocupação ou Fé?
Texto: Salmos 37:1-2,7-9; Mateus 6:25-34
Introdução: O medo impede o progresso, não importa qual categoria!
Deus tem um programa de vida abundante para seus filhos ..., contudo não é livre de problemas! Ele nos dá os passos que devemos dar quando enfrentar a vida, estes estão contidos em Sua Palavra, alguns desses passos são encontrados na ordem no Salmo 37, escrito por Davi através do Espírito.
 
Esses passos devem ser dados na ordem que Deus nos dá nesta passagem. Alguns saltam rapidamente para o Salmo 37:4 antes de ler e obedecer ao Salmo 37:1-3, você não pode fazer isso! Tudo o que Deus fez tem uma ordem, o mesmo acontece com o Seu plano para a nossa felicidade e vida abundante. Ao dar os passos fora de ordem, pode deixar você com uma felicidade confusa na melhor das hipóteses!
 
A lista dos livros mais vendidos sempre tem muitos livros sobre como encontrar "felicidade" e "vida em abundância", inclusive sobre o "sucesso", mas a chave é encontrada no maior best-seller de todos: A Bíblia, a Palavra de Deus.
 
A Palavra de Deus nos ensina a encontrar a felicidade de Deus e a vida abundante ... passo a passo! Começa por não se preocupar, e viver na fé!

I. Preocupação. Salmo 37:1-2; Mateus 6:25-32

A. Provisões básicas. Salmo 37:1; Mateus 6:25-32
1. Segurança! Salmo 37:1
a. A necessidade de se sentir seguro está em todos nós!
b. Poderíamos temer o que está acontecendo em nossa sociedade:
1) Taxa de criminalidade
2) Assassinatos
3) Estupro
4) Terrorismo
5) O colapso económico e social
c. A preocupação leva a pessoa a ter inveja da prosperidade dos ímpios e seus caminhos! Salmo 37:1b
1) O ímpio que prosperar, porém, são como a "erva que murcha rapidamente" ... aqui hoje, amanhã se foram!
2) No entanto, nós somos "como as árvores plantadas junto as águas" Salmo 1:3 - somos sólidos e sempre dando frutos!
a) Uma árvore plantada junto as águas podem suportar secas ao contrário da erva no campo aberto ... suas raízes estão perto da água, por isso são muito mais propensas a sobreviver a um período de seca!
b) Sua vida é muito mais estável, porque eles estão sempre conectados a uma fonte de vida.
d. Nossa segurança não é apenas uma força policial e etc. É Deus quem cuida de nós!
2. Comida e Bebida. Mateus 6:25-26
a. Deus fez nossos corpos ... Ele pode prover para eles facilmente!
b. O corpo é mais importante do que a comida, se Deus prove para o mais importante, Ele certamente pode e irá prover ao menor!
3. Roupa e abrigo! Mateus 6:28
a. Deus também prove essas necessidades!
b. Mais uma vez os itens menores: Deus provê para o mais importante, bem como, o nosso corpo.
B. Tornando-se paranoico! Mateus 6:26-32
1. Nós entramos em pânico demais!
a. Algo não vai apenas acontecer, no nosso tempo!
b. A preocupação resulta... e resulta em mais preocupação!
2. Sinais de preocupação!
a. A deterioração física
b. Difícil percepção da realidade: a preocupação bloqueia tudo!
c. Auto piedade
d. Ira, ou briguento
e. Preguiça
f. Fadiga mental
g. Insônia
h. Declínio espiritual
i. Depressão
j. Confusão ... incapacidade de tomar decisões!
k. Mudança nos hábitos de higiene pessoal, reduz!
l. Retira se das pessoas e a vida! (Suicídio em casos extremos)
3. Problema com a preocupação. Mateus 6:27 - A preocupação nem sempre é baseada em fatos reais, e pode nos impedir de grandes realizações.
a. A preocupação só lida com o problema, não com a solução!
b. A preocupação é como uma porta trancada, não pode abrir soluções!
c. A preocupação se alimenta de si mesma também ... leva a mais preocupação!
d. A preocupação destrói a fé ... é a antítese dela!
e. Aqui está um dos problemas básicos da filosofia secular e da psicologia secular ... elas lhe ajudam a ver o problema e talvez até mesmo a causa deles, mas não pode encontrar soluções que sejam duradouras, sem princípios de Deus; as que eles descobriram que realmente funciona já estão escritas na Palavra de Deus!
f. Não podemos adicionar tempo a nossa vida por se preocupar (Mateus 6:27) ... na verdade somos informados pela ciência que nós realmente perdemos tempo por se preocupar!
C. Esteja planejando. Mateus 6:26,28
1. "aves do céu ..." Mateus 6:26
a. O versículo não está dizendo que as aves são preguiçosas e não precisam fazer nada!
b. Ele está dizendo que Deus fornece as matérias-primas para as necessidades das aves, para que possam trabalhar duro construindo ninhos, cuidando dos filhotes, colhem sementes, insetos, etc.
c. Em outras palavras, eles são chamados a planejar e trabalhar duro, mas eles confiam em Deus para os materiais!
d. Toda a vida deles demonstra planos para o futuro e trabalho duro em direção a esses planos ... eles colhem palha para construir um ninho para um dia criar seus filhotes no futuro!
e. Eles reúnem bichinhos e insetos para alimentar os filhotes na esperança de que a próxima geração será capaz de seguir em frente, etc.
f. Durante todo o tempo que eles fazem isso, eles são pacíficos e felizes; eles confiam em Deus para as matérias-primas básicas para realizar o que Deus os chamou para fazer em suas vidas!
2. "lírios do campo ..." Mateus 6:28
a. A mesma coisa aqui ... toda a vida dos lírios vida é voltada para o futuro, para produzir uma flor ou um fruto!
b. Eles trabalham para este fim, e eles não se preocupam com adubo, luz do sol, chuva, ervas daninhas, etc.
c. Eles vão fielmente trabalhando em direção a um futuro sabendo que Deus proverá as matérias-primas para eles! Eles não se preocupam com isso. Já viu um lírio preocupado?
d. Parece que eles não estão fazendo nada; eles são pacíficos enquanto eles crescem e fazem a vontade de Deus ... eles estão em paz, enquanto trabalham!
3. Este é o desejo de Deus ... atividade e planejamento, trabalho em paz!
a. Deus não está nos chamando para ir devagar ou parar a ação!
b. É um chamado para parar de se preocupar e confiar nele para as matérias-primas para fazer seja o que for que Ele nos chamou para fazer e para ser!
c. Então, mantenha o planejamento, trabalhando, faça grandes aventuras para Deus ... Só não se preocupe!

II. Fé! Mateus 6:33-34

A. Prioridade básica! Mateus 6:33ª
1. Deus deve ser prioridade ou a preocupação vai dominar a sua vida!
a. Nenhum agricultor espera uma colheita antes de plantar as sementes!
b. Somente quando Deus é prioridade podemos ver uma colheita de bênçãos e as matérias-primas dadas!
c. Se Ele é a prioridade não podemos nos preocupar!
2. Este era o conceito de "primeiros frutos" do Antigo Testamento
a. Quando Deus era prioridade em Israel, eles nunca tiveram falta das matérias-primas.
b. Inclusive o reino de Deus deve ser o primeiro de acordo com o versículo aqui!
c. A razão pela qual não nos preocupamos quando Ele é prioridade é porque, no início, começamos com Deus ... Ele fornece as matérias-primas, é impossível colocá-Lo em primeiro lugar e, em seguida, faltar alguma coisa!
B. Melhor programa! Mateus 6:33
1. "Buscai"
a. Observe a atividade desta ordem!
b. É preciso esforço para estar em paz!
c. Quando Deus é colocado em primeiro lugar, é uma prova de nossa fé! Assim, conduz a paz e as nossas necessidades satisfeitas!
d. O melhor programa para não se preocupar é mostrar realmente que Deus é primeiro em sua vida; fazemos isso por nosso estilo de vida e as nossas prioridades!
e. Em outras palavras, você não pode dizer que ele é o primeiro e não demostrar pela maneira como você vive! (Tiago disse isso muito bem!)
2. Fé e Obras andam juntas!
a. Não, a fim de ser salvo ...!
b. MAS: se você é salvo tem obras!
c. Como a sua vida é ordenada?
d. Quais são as suas prioridades?
e. A preocupação é uma luz vermelha piscando ... advertindo que está perdendo a fé!
3. O melhor programa para não se preocupar é simplesmente colocar Deus em primeiro lugar em nossas vidas!
4. Os pagãos (gentios) correm atrás do básico, porque? ... porque eles não conhecem as provisões amorosas de Deus, mas nós conhecemos!
a. É natural que eles se preocupem
b. Não é natural que nós nos preocupemos!
C. Estando tranquilo! Mateus 6:34
1. Saber que Deus cuida perfeitamente das pequenas coisas que não são tão importantes para Deus como somos; nos dá fé!
a. Os pássaros e os lírios nunca são abandonados!
b. Nós certamente não vamos ser!
2. Aprenda a viver cada dia de cada vez, não tente viver o amanhã, hoje! Você não pode maneira alguma!
a. Nós só precisamos de fé diária, quando o amanhã chegar, Deus vai te ajudar com isso.
b. Você precisa lidar com hoje na fé.
c. A cada dia que passa com a fidelidade de Deus, a nossa fé se torna mais forte.
d. Quando a fé cresce, a preocupação para! (Ou pelo menos desacelera!)
e. Quando a preocupação morre, a paz chega!
3. É neste contexto, e nota que Mateus 7:7 é compreendido! "Pedí, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei e abrir-se-vos-á" Muitos tiram deste contexto!
 
Conclusão: O dom da vida abundante de Deus não é algum clique instantâneo! Ela vem através dos passos que ele nos deu em Sua Palavra, cada um dado em ordem. O primeiro passo começa com a fé, não se preocupar! Estes passos seguidos em ordem resultam em vida abundante, felicidade duradoura e paz.
 
Pr. Aldenir Araújo

E-mail Newsletter

Assine para receber Esboços de Sermões e Estudos Biblicos direto em seu email.

© 2015 O Pregador Powered by Blogger
Subir