A fragrância da adoração

A fragrância da adoraçãoTexto: Lucas 7:36-50

Introdução:
“A oração se concentra no problema”
“O louvor se concentra na provisão”
“A adoração se concentra no PROVEDOR”

O que é a adoração?

“A adoração é a atitude correta diante da presença de Deus.”

Cremos que a presença de Deus está aqui? O grau que cremos, determinará a profundidade da nossa adoração.
[post_ad]
Em Lucas 7:36-50 vemos a historia de uma mulher anônima e esquecida, onde contemplamos um dos mais formosos quadros de uma adoração verdadeira, aos pés do Mestre.

Sua adoração não girou em torno de um estilo particular de música, ou uma interpretação artística de nenhuma classe! Ela só adorou a Jesus, e nem sequer falou uma palavra. Esta mulher foi desqualificada pela sociedade da sua época, ao ponto de não poder entrar em uma casa “decente”, pois era uma mulher pecadora, sem duvida ela literalmente arriscou sua vida para vir aos pés de Jesus com seu presente de amor. Estamos dispostos a arriscar tudo, a fim de ir aos seus pés?

O coração de adoração está aos pés de Jesus.

Conheçamos os protagonistas desta historia:

I. O fariseu.

Simão era seu nome. Ele convidou Jesus a comer na sua casa, mas parece que sua motivação verdadeira era ficar bem com os demais, pois queria envergonhar Cristo enfrente do seu grupo de amigos. Não tratou Jesus com dignidade, amor, respeito nem hospitalidade.
1. Seu preconceito
a. Contra os pecadores, contra as mulheres, tinha muita hipocrisia
b. Como nos sentimos quando um mendigo vem para adorar conosco? Que tal se uma prostituta viesse a nossos cultos da igreja e começasse a louvar e adorar a Deus com todo seu coração? Teríamos preconceito ou os aceitaríamos sem pensar?
2. Seu orgulho
a. Em sua posição
b. Em seu titulo
3. Sua rejeição
a. Sua rejeição lhe custaria esta oportunidade única de salvação. Suas pressuposições indicam que ele não teve nem ideia de quem era Jesus. Graças a Deus que nós sim o conhecemos realmente, pois ele mesmo se revelou a nós.
b. Jesus chama uma mulher que era considerada sem valor algum.

II. A mulher pecadora

1. Sua Dor - Uma vida de pecado e abuso
a. A vida para uma prostituta do primeiro século não era fácil. A prostituição era o produto final de uma vida de injustiça. Talvez fosse estéril e por isso nenhum homem quis casar-se com ela.
2. Sua aflição - Escravidão e opressão; não tinha nenhuma esperança, nenhuma saída
a. As mulheres em geral foram tratadas como objetos nesta cultura. A prostituta era tratada como o mais baixo do baixo, era a escoria da sociedade, o lixo. Não era uma posição invejável.
3. Sua postura - Sobre seus joelhos, aos pés do Senhor, totalmente quebrantada diante dele, suas lágrimas caindo sobre os pés de Jesus. O unguento da unção era para a cabeça do convidado de honra, mas ela estava aos seus pés. Tudo o que ela sabia era que devia agradecer ao seu Salvador.
a. Ela literalmente arriscou sua vida para estar ali naquele momento. E se ele não a aceitasse? E se não pudesse chegar diante da Sua Presença, ficando no meio do caminho? Com certeza teria sido apedrejada.
4. Sua oferta - Um presente que era normalmente dado a reis e senhores - Este era um presente para o convidado honrado em um banquete; perfume de Nardo; era caríssimo, era formoso, era aromático. Quem sabe isso era una herança da sua família, quem sabe era seu bem mais caro e apreciado.
 
Isso estava representando tudo o que lhe foi deixado em sua vida, - suas esperanças e seus sonhos. Quem sabe o estava guardando para uma ocasião especial.

Isso era mesmo a fragrância da adoração.

A adoração é “odor fragrância que chega a presença de Deus”.

Durante o dia mais importante do calendário Judeu Yom Kippur, o Dia da Expiação, o sumo sacerdote levava perfume, queimando incenso ao lugar Santíssimo, e então entrava na presença de Deus.

O odor a fragrância da adoração representada neste texto. Ela trouxe algo CARO, algo precioso. Era raro e formoso.

O que fazia uma prostituta do primeiro século com algo tão caro, tão raro, e tão precioso?

Arriscou tudo, entregou tudo, pois derramou seu perfume SOBRE O ALTAR, nos pés de Jesus.

O perfume era caro, de grande valor, era raro e precioso, mas não se podia comparar com o que o Senhor faria por ela, ao perdoar todos seus pecados. Ele derramou seu sangue na cruz do Calvário. E você, já foi lavado no Sangue do Cordeiro? VOCÊ DEVE SER um adorador! Jesus nos deu tudo - A mesma riqueza do Céu

Conclusão: Seus pecados foram perdoados “Sua fé a salvou” Ela se foi em paz.
Deus quer estar perto de você HOJE quando você ADORA a seus pés.
João 4: 23 “Mas a hora vem, e a hora é agora, em que os verdadeiros adoradores adorarão ao Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura aqueles que assim o adore”.

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

A fragrância da adoração Reviewed by Aldenir Araujo on domingo, agosto 04, 2013 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.