A Parábola do Trigo e o Joio

A Parábola do Trigo e o Joio
Texto: Mateus 13:24-30; 36-43

Introdução

A. Um dos assuntos mais acalorados e debatidos entre os homens é: Como o mundo vai acabar? Por explosão atômica, por superpopulação ou por uma grande guerra interplanetária? Os homens do mundo continuarão a discutir esse assunto, mas os cristãos receberam a resposta nas Sagradas Escrituras, especialmente nesta parábola do trigo e o joio.

B. Nosso Senhor propôs essas parábolas em Mateus 13 para descrever a época em que vivemos, que explica os mistérios sobre o reino dos céus. Esta era presente começou no primeiro advento de Cristo e continua até o segundo advento de Cristo. Este período já durou mais de vinte séculos. Com a ausência do Rei e Seu reino terreno em suspenso, o reino agora assume características espirituais. O reino está operando nos corações de todos os verdadeiros crentes e será uma realidade em algum momento no futuro.

C. A parábola do semeador, a primeira parábola, foi projetada para nos ensinar sobre as diferentes respostas à mensagem do reino ou do evangelho quando ele é pregado. A segunda parábola é destinada a cada um de nós sobre as falsificações do verdadeiro Cristianismo no mundo e qual será o resultado final para esses Cristãos falsos ou falsificados.

I. A Parábola do Trigo e o Joio. V. 24-30

A. Versículo 24: Nosso Senhor diz que o reino dos céus “é semelhante ao homem que semeou boa semente no seu campo”. As palavras “é semelhante” devem ser traduzidas “tornou-se semelhante” (aoristo passivo). O reino de nosso Senhor assumiu uma nova forma de novas características enquanto o Rei e Seu reino físico estão ausentes desta terra. Muitos dos princípios do reino estão operando embora o Rei esteja ausente.

B. Antes de começarmos a interpretação, devemos fazer as devidas identificações: (1) O Semeador é o Senhor; (2) O campo é o mundo; (3) Os filhos do reino são o trigo; (4) Os filhos do maligno são o joio; (5) O inimigo é o diabo; (6) A colheita é a consumação da era; (7) Os anjos são os ceifeiros; (8) O celeiro é a manifestação futura do reino.

II. A Interpretação da Parábola. V. 36-43

A. Versículo 36: O Senhor falou esta parábola para as multidões, mas Ele não a interpretou para as multidões porque Ele falou em parábolas para esconder a verdade dos corações incrédulos. No entanto, Cristo também falou em parábolas para revelar a verdade aos verdadeiros crentes; isto é, aqueles que são receptivos à verdade. Nosso Senhor deu a interpretação desta parábola aos Seus discípulos em segredo porque é a verdade que somente aqueles que são verdadeiramente nascidos de novo podem entender. O Senhor revela essa verdade a seus discípulos para que aprendam sobre coisas que estão escondidas há séculos (Mateus 13:34-35).

NOTA: Se esta parábola é um mistério para você ou se você está entediado com o conteúdo dela, você pode muito bem cair na categoria de um incrédulo porque você não tem capacidade espiritual real para entender a verdade espiritual (I Coríntios 2:14).

Mateus 13:34-35: “Todas estas coisas falou Jesus às multidões por parábolas, e sem parábolas nada lhes falava; para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta: Abrirei em parábolas a minha boca; publicarei coisas ocultas desde a fundação do mundo”

B. Versículo 37: O semeador é Cristo, que frequentemente se refere a Si mesmo como “O Filho do homem” para se identificar com o homem. Cristo semeia a “boa semente” que é interpretada para nós como “filhos do reino” (13:38). A semeadura aqui não é a palavra do reino como era na parábola do semeador; não é a semeadura de ideias, nem as palavras do evangelho, nem é a palavra das escrituras. A semeadura é gente; envolve verdadeiros crentes em Cristo. Há uma ligação entre a Parábola do Semeador e essa parábola, pois apenas o quarto solo representava uma pessoa verdadeiramente salva, pois aquela pessoa abriu seu coração honestamente e aceitou a Cristo como seu Senhor, Salvador e Rei e deu lugar ao Espírito Santo produzindo boas obras para provar e demonstrar que ele é um verdadeiro crente. O Senhor Jesus como cabeça soberana sobre o reino leva esses verdadeiros crentes e os espalha por todo o mundo. O próprio Cristo está colocando cada filho de Seu reino neste mundo com um propósito. O Senhor de Seus filhos colocou soberanamente cada cristão neste mundo por desígnio e plano.

NOTA: Onde quer que você esteja, como um filho do Rei, você foi colocado lá pelo Senhor Jesus. Ele o semeou e o colocou onde você está. Como um crente, você deve se reunir com a Igreja para receber instruções na Palavra, observar a mesa do Senhor, orar e ter comunhão, mas então você deve ir para o lugar em que Cristo o colocou no mundo e ser uma testemunha a ele, servindo a seu Senhor em fidelidade e obediência. Quando Cristo estiver pronto para semeá-lo em outro lugar do mundo, Ele o fará, mas até então o seu trabalho e o meu trabalho é servir ao Senhor onde Ele nos colocou.

C. Versículo 38:

1. Cristo identifica claramente o campo como "o mundo". O campo não é algo que ocorre dentro da igreja visível, mas é o mundo em geral. O trigo e o joio crescem no mundo.

2. A boa semente, que são os filhos do reino no sentido de que são verdadeiros crentes em Jesus Cristo e reconhecem o Reinado de Cristo sobre suas vidas e são súditos leais de Seu reino até que Ele retorne em Seu segundo advento.

NOTA: O trigo então representa a igreja verdadeira e invisível que está no mundo.

3. O joio são os filhos do diabo; aqueles que rejeitam a Cristo, o Rei e Seu reino e seguem Satanás e Seu reino das trevas.

NOTA: O “joio” é uma planta que hoje chamamos de “darnel”. É uma planta venenosa que se parece muito com o trigo. Na verdade, quando começa a crescer nem mesmo um especialista consegue distingui-lo do trigo. Mas à medida que cresce, começa a mudar. Quando finalmente chega a hora da colheita, até mesmo uma criança pode dizer a diferença entre trigo e joio.

NOTA: Joio são crentes falsos, falsificações, falsificações da coisa real. Eles representam a igreja falsa e professa no mundo.

D. Versículo 39a:

1. O inimigo que semeia o joio no mundo é o diabo. O diabo está semeando falsos crentes neste mundo e os posicionando estrategicamente para promover seu reino das trevas. O grego diz que Satanás “ultrapassa”; isto é, ele semeia muito mais falsificações do que Cristo semeia os cristãos genuínos (Mateus 7:14).

NOTA: Satanás chega em um momento em que os homens dormem (13:25). Porque o não-cristão não se importa com as coisas espirituais e está constantemente adormecido pelos artifícios sutis de Satanás, Satanás tem a mão livre para semear seus obreiros onde quiser neste mundo. Por pura malícia e ódio a Cristo, Satanás semeia seu próprio reino do mal no mundo.

NOTA: O joio é uma falsificação do cristianismo. Satanás é o grande enganador e que melhor maneira de enganar as massas do que estabelecer uma igreja falsa e professa ao lado da igreja verdadeira e possuidora. No início, as falsificações do joio são indistinguíveis dos crentes genuínos do trigo. Mas com o crescimento e o tempo, as falsificações marcam suas cores e provam ser rejeitadoras grosseiras da verdade (Mateus 13:26). A Bíblia nos diz que podemos conhecer os incrédulos por seus frutos (Mateus 7:15-20).

NOTA: O joio, então, são crentes professos e grupos que afirmam ser cristãos, mas não são. Eles são falsos crentes que dão a aparência de verdadeiros crentes. São liberais, modernistas, não liberais, neo-ortodoxos, existencialistas e outros que afirmam ser verdadeiros cristãos e representam verdadeiras igrejas, mas são falsos porque negam o verdadeiro cristianismo bíblico e histórico. O joio também incluiria os cultistas como os mórmons, as Testemunhas de Jeová, a Ciência Cristã, os unitaristas e assim por diante. Externamente, esses grupos se parecem e agem de várias maneiras como verdadeiras igrejas cristãs, mas quando você entra no interior, encontra o veneno do falso ensino em toda parte. A verdadeira igreja foi advertida sobre os falsos mestres (Atos 20:29-30).

NOTA: Esses falsos cristãos, disfarçados de religiosos, parecem ser religiosos e justos. No entanto, eles são falsificados. Cristo está semeando verdadeiros crentes neste mundo ao espalhar homens comprometidos com a verdade a fim de produzir mais homens como Ele mesmo. No entanto, Satanás também está espalhando homens cometidos com a mentira para produzir homens como ele.

Mateus 7:14: “...porque estreita é a porta, e apertado o caminho que conduz à vida, e poucos são os que a encontram”

Mateus 7:15-20: “Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda árvore boa produz bons frutos; porém a árvore má produz frutos maus. Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má dar frutos bons. Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis”

Atos 20:29-30: “Eu sei que depois da minha partida entrarão no meio de vós lobos cruéis que não pouparão rebanho, e que dentre vós mesmos se levantarão homens, falando coisas perversas para atrair os discípulos após si”

ILUSTRAÇÃO: Esses falsos cristãos são falsificações da coisa real. Eles geralmente são pessoas muito legais. Seria muito simples se as pessoas más apenas parecessem más. Se os hipócritas rosnassem e resmungassem um pouco, isso ajudaria muito. Mas eles sempre parecem tão agradáveis. Eles sempre falam tão docemente. Eles são pessoas tão boas e é por isso que é tão difícil detectar que eles estão dando falsos ensinamentos.

2. Esta parábola implica que os servos da casa de Cristo ficaram perturbados com o sinal do joio no campo (13:27). Eles ficaram surpresos com o grande número de joio entre o trigo.

NOTA: Em nossos dias, nós, como povo de Deus, estamos totalmente maravilhados com o afastamento do verdadeiro Cristianismo bíblico e histórico. Os hereges reinam livremente em quase todas as igrejas e ninguém levanta uma sobrancelha sequer.

NOTA: A reação normal dos servos era arrancar esses falsos crentes e igrejas e se livrar das falsificações (13:28). É normal que os cristãos queiram lutar, atacar e caluniar todos os inimigos da verdade. Mas nosso Senhor diz para deixá-los crescer lado a lado com a verdadeira igreja (13:28). As razões pelas quais eles devem ser deixados em paz são (1) você não pode mudar os apóstatas; (2) eles serão julgados por Cristo; (3) arrancar o joio (falsos crentes) significaria também arrancar o trigo verdadeiro. Isso significaria perseguição à verdadeira igreja, o que impediria sua eficácia para o mundo.

NOTA: A história da igreja está repleta de incidentes de caça aos hereges, pois enquanto os hereges eram queimados na fogueira, condenados à morte ou socialmente perseguidos, também o eram os verdadeiros cristãos.

NOTA: É verdade que a perseguição sempre purifica a igreja, mas também traz morte, separação de famílias cristãs, perda de posses, angústia e tristeza para a verdadeira igreja.

NOTA: Cristo diz que os cristãos devem deixar a igreja falsa e professa em paz e que os verdadeiros cristãos devem se separar da apostasia (Romanos 16:17-18; II Coríntios 6:14-18). Os verdadeiros cristãos devem se separar e evitar falsas organizações e falsos mestres como a praga. Devemos expor o falso ensino e enfrentá-lo positivamente com a verdade, mas nunca podemos expulsar o falso ensino dos apóstatas porque Satanás tem seus pregadores e suas igrejas.

NOTA: Embora seja verdade que nenhuma igreja local pode estar livre de incrédulos, é tarefa de cada igreja local manter uma igreja local o mais pura possível. Os verdadeiros crentes devem se separar da falsa igreja e se unir em verdadeiras igrejas locais para ser uma testemunha eficaz para o mundo.

Romanos 16:17-18: “Rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles. Porque os tais não servem a Cristo nosso Senhor, mas ao seu ventre; e com palavras suaves e lisonjas enganam os corações dos inocentes”

II Coríntios 6:14-18: “Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? ou que comunhão tem a luz com as trevas? Que harmonia há entre Cristo e Belial? ou que parte tem o crente com o incrédulo? E que consenso tem o santuário de Deus com ídolos? Pois nós somos santuário de Deus vivo, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Pelo que, saí vós do meio deles e separai-vos, diz o Senhor; e não toqueis coisa imunda, e eu vos receberei; e eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso”.

ILUSTRAÇÃO: Nunca devemos julgar uma igreja local por seu rótulo denominacional. Só porque é Batista, Assembleia de Deus, Presbiteriana, Luterana, Metodista, Deus é Amor ou Independente não significa que seja uma igreja sã. Cada igreja individual deve ser testada por aquilo que ensina. Existem verdadeiras igrejas e verdadeiros ministros em cada denominação, mas em algumas denominações eles são difíceis de encontrar.

E. Versículo 39b: Nosso Senhor nos diz que haverá uma grande colheita no fim do mundo, literalmente isso deve ser traduzido como "o fim dos tempos" e esta era atual termina no segundo advento de Cristo, e então Ele julgará este mundo (13:30). Aqueles que se reunirão na colheita serão anjos.

F. Versículo 40: Cristo cuidará da falsa igreja em Seu próprio tempo e por Sua própria mão onipotente de julgamento. A verdadeira igreja não tem que levantar o braço da carne para subjugar a falsa igreja. Cristo fará isso como Juiz no segundo advento.

G. Versículos 41-42:

1. A falsa igreja será retirada do reino de Cristo e julgada. Isso não significa que a falsa igreja já esteve no verdadeiro reino espiritual de Cristo, mas eles alegaram que estavam no reino de Cristo. Eles eram realmente “praticantes de iniquidade” e “ofenderam” a Cristo com seu escândalo de pecado. No julgamento, eles serão mostrados como falsos, irreais, amantes do pecado, filhos das trevas, odiadores de Cristo, rejeitadores da Bíblia. O olho onisciente de Cristo os julgará por completo e os condenará para sempre, e Cristo os excluirá de Seu reino.

2. Esses falsos crentes serão lançados em uma fornalha de fogo que é um símbolo de punição eterna. O inferno será a separação total de Deus e um lugar de tormento eterno, pois haverá lamento e ranger de dentes. O inferno será um lugar horrível para se residir, pois será um lugar de tormento constante.

ILUSTRAÇÃO: Muitas vezes ouço as pessoas zombarem do inferno dizendo: “Bem, se eu for para o inferno, estarei lá com todos os meus amigos. Vamos brincar juntos, beber juntos, jogar juntos. Teremos um grande momento em nossos pecados!” Oh, não, meu amigo, você não terá tempo para o prazer no inferno, pois você estará sofrendo sempre as dores eternas do castigo do inferno.

3. Os versículos 41-42 nos dão a resposta à pergunta: Como o mundo vai acabar? Este presente século mau terminará em juízo no segundo advento de Cristo. O Cristo soberano julgará este mundo por Sua natureza santa, e Ele não deixará pedra sobre pedra ou negligenciará qualquer pecado do homem!

H. Versículo 43: Após o julgamento, “então” os “justos” ou “filhos do reino” brilharão no reino de seu Deus. Os verdadeiros crentes em Cristo irão para o reino de Cristo e os rejeitadores de Cristo serão excluídos. O segundo advento de Cristo trará a reunião dos eleitos de Cristo no reino (Mateus 24:31).

NOTA: Que dia maravilhoso será para os verdadeiros crentes em todas as épocas. Cada um será conduzido ao reino de Cristo por um anjo. Haverá trombetas soando; haverá grande alegria, muitos gritos de entusiasmo e elogios constantes. Que dia será este! Maranata! Ora vem Senhor Jesus !!

Mateus 24:31: “ele enviará os seus anjos com grande clangor de trombeta, os quais lhe ajuntarão os escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus”

Conclusão

A. Observe como esta parábola termina: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!”. A mensagem da parábola é bastante clara. Afirma que existem apenas dois tipos de pessoas neste mundo - crentes e descrentes. Aqueles que realmente creem em Cristo são salvos e entrarão no reino de Cristo. Aqueles que não creem estão perdidos e serão julgados e expulsos do reino de Cristo e punidos por toda a eternidade.

B. Você é salvo ou perdido? Você é filho do diabo ou filho do rei? Você é um verdadeiro cristão ou um falso cristão? Você está no reino de Cristo ou no reino de Satanás? Só você pode responder a essas perguntas. No entanto, sou constrangido a avisá-lo de que, se você não tiver Cristo como Salvador e Senhor, você perecerá no julgamento certo que virá.

C. No entanto, se você tem Cristo como seu Senhor, Salvador e Rei, você não perecerá, mas brilhará como o sol por toda a eternidade no reino de Cristo. João 3:16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”

Postar um comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem
Gostou Desse Esboço? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.