A Parábola do Semeador - A Genuína Conversão

A Parábola do Semeador - A Genuína Conversão
Texto: Mateus 13:3-8; 18-23

Introdução

A. A Parábola do Semeador em Mateus 13 trata de quatro respostas diferentes à palavra do reino ou evangelho de Cristo. Três em cada quatro dessas respostas são falsas e apenas uma é genuína.

NOTA: Esta parábola nos faz enfrentar as realidades da fé cristã. Isso nos faz pesquisar nossas almas para ver se temos a "coisa real". Faz com que olhemos para nosso interior para ver se há algum fruto espiritual em nossas vidas para provar e demonstrar que temos uma verdadeira fé salvadora. É uma experiência dolorosa olhar para dentro, pois quando o fazemos vemos o pecado, a farsa e a hipocrisia de nossos próprios corações. No entanto, ao sondarmos o interior com mais frequência, encontraremos alguns frutos e obras que não podem ser explicados de outra forma senão que foram realizados pelo Espírito Santo. Realmente não pode haver ganhos sem dores!

B. A Parábola do Semeador trata do assunto da salvação e não da santificação. A ênfase nesta parábola é como saber se alguém tem uma fé verdadeira, viva, vital e salvadora. Três em cada quatro desses solos ou corações não são cristãos verdadeiros. Somente o solo bom é verdadeiramente salvo porque este coração produz boas obras para sustentar a profissão de fé em Cristo.

NOTA: Tornou-se popular em nossos dias interpretar os ouvintes do solo pedregoso e os ouvintes do solo espinhoso como cristãos carnais e o quarto solo, o solo bom, como um cristão que reconhece o senhorio de Cristo e está cheio do Espírito. No entanto, somos definitivamente informados de que o ouvinte a beira do caminho não é salvo (Lucas 8:12). Lucas também diz que os ouvintes do solo pedregoso estão perdidos (Lucas 8:13). No entanto, em nenhum dos relatos do Evangelho é claramente afirmado que os ouvintes do solo espinhoso estão perdidos, mas a implicação é que os ouvintes do solo espinhoso não produziram nenhum fruto espiritual real e duradouro das obras. Portanto, porque uma pessoa não pode ser salva sem a evidência de boas obras, é lógico concluir que os ouvintes do terreno pedregoso também não são salvos. O contexto dos três relatos do Evangelho e a doutrina da perseverança dos santos não permitem uma interpretação cristã carnal desta parábola.

NOTA: Há um ensino bíblico sobre os cristãos carnais e a perda das recompensas eternas para os cristãos rebeldes enquanto estão nesta terra. No entanto, temo que muitas pessoas, que professam ser cristãs e estão profundamente no pecado, muitas vezes racionalizam sua condição pecaminosa, dizendo: "Bem, eu sei que estou fazendo errado, mas estou salvo, e embora continue em meu pecado, eu vai apenas perder algumas recompensas no céu”. Esse tipo de pensamento é um mal-entendido sobre a salvação e uma perversão da doutrina da segurança eterna. A Bíblia diz que pessoas sexualmente imorais, gananciosos, idólatras, assassinos, feiticeiros, mentirosos, fornicadores, adúlteros, efeminados, homossexuais, bêbados, ladrões e vigaristas não terão parte com Cristo e Seu reino (I Coríntios 6:9-10; Efésios 5:5-6; I Coríntios 6:11). Esta parábola trata de cristãos professos que não mudaram os padrões de hábitos após sua suposta conversão a Cristo. Não são algumas recompensas que estão em jogo, mas o destino de sua alma!

Lucas 8:12: “Os que estão à beira do caminho são os que ouvem; mas logo vem o Diabo e tira-lhe do coração a palavra, para que não suceda que, crendo, sejam salvos”

Lucas 8:13: “Os que estão sobre a pedra são os que, ouvindo a palavra, a recebem com alegria; mas estes não têm raiz, apenas creem por algum tempo, mas na hora da provação se desviam”

I Coríntios 6:9-10: “Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus”

Efésios 5:5-6: “Porque bem sabeis isto: que nenhum devasso, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus. Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência”

I Coríntios 6:11: “E tais fostes alguns de vós; mas fostes lavados, mas fostes santificados, mas fostes justificados em nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus”

I. O Ouvinte à Beira do Caminho. V. 19

A. O ouvinte à beira do caminho é uma pessoa que ouve a palavra do reino, mas rejeita imediatamente a mensagem de Cristo. A semente do evangelho cai sobre um coração endurecido e o Diabo vem e arranca de seu coração a verdade de Cristo e Seu reino.

B. O ouvinte à beira do caminho é uma pessoa fora dos limites da cristandade. Ele provavelmente é alguém que está fora da igreja visível e organizada. A semente do evangelho cai em solo endurecido e ele está fora do lugar onde o evangelho pode criar raízes. O ouvinte à beira do caminho é uma pessoa secular com pouca ou nenhuma formação “eclesiástica”. Quando ele ouve o evangelho, ele fica muito presunçoso e satisfeito consigo mesmo em sua vida secular. Ele estava em rejeição antes de ouvir o evangelho e ele é ainda mais um rejeitador depois de ouvir a verdade de Cristo.

C. O ouvinte à beira do caminho é vítima do Diabo. Por causa de seu coração endurecido, ele rejeita a verdade de Cristo e Seu reino e se alinha com o Diabo e seu reino das trevas.

II. O Ouvinte do Solo Pedregoso. V. 20-21

A. O ouvinte do solo pedregoso é uma pessoa que ouve a mensagem de Cristo e parece aceitá-la. Há uma grande alegria e entusiasmo no início e toda a ideia do Cristianismo parece intrigante e emocionante. No entanto, depois de um curto período de tempo, tribulações e perseguições vêm a este crente professante por causa da Palavra. O mundo odeia o evangelho e todos aqueles que aderem a ele, então um cristão professante começa a sentir o aguilhão da perseguição e a solidão da rejeição e ele desiste da fé cristã.

B. O ouvinte do solo pedregoso está dentro dos limites da cristandade, mas certamente é uma pessoa perdida. Ele tem apenas uma experiência religiosa e emocional, mas nenhuma realidade de Cristo porque a Palavra de Deus nunca criou raízes. O ouvinte do solo pedregoso não está disposto a pagar o preço do discipulado e se colocar sob o senhorio de Cristo.

NOTA: Ele foi vítima da carne porque sua fé era da carne e não do Espírito. Foi uma fé gerada pelo homem em vez de gerada pelo Espírito Santo.

III. O Ouvinte do Solo Espinhoso. V. 22

A. O ouvinte do solo espinhoso é uma pessoa que parece aceitar a mensagem de Cristo e Seu reino e até mesmo exteriormente mostra algumas boas obras. No entanto, essas obras não são o resultado da verdadeira fé salvadora realizada pelo Espírito Santo, mas são obras religiosas puras. Com o passar do tempo, o ouvinte do solo espinhoso se deixa levar pelas preocupações deste mundo, e pelo engano das riquezas e pelas concupiscências do prazer. Essas atrações mundanas sutilmente o atingem e sufocam qualquer realidade de Cristo.

B. O ouvinte do solo espinhoso está dentro dos limites da igreja organizada e ele é vítima do mundo. Ele é um cristão professo e um membro da igreja em boas condições. Mas quando as iscas do mundo vêm, ele cede a elas em vez de ao senhorio de Cristo. Seu coração nunca esteve realmente em submissão ao Rei, Jesus Cristo.

Ilustração: Suponha que na próxima semana eu caia nas ansiedades deste mundo, caia cativo do engano das riquezas e comece a preencher meus desejos básicos com todos os tipos de prazer imoral. Começo a voltar aos velhos padrões de vida e a viver como todos os pagãos e mundanos. Você não poderia dizer que uma vez fui salvo e depois perdido, pois isso é impossível. Nem você poderia dizer que eu era apenas um cristão carnal, pois meu estilo de vida seria o de um homem não salvo. Vocês teriam que concluir honestamente que não havia frutos para sustentar minha profissão de fé. Você só poderia concluir que minha vida não estava dando evidência da verdadeira fé salvadora, e você teria todo o direito de questionar seriamente se eu era realmente salvo.

IV. O Ouvinte do Solo Bom. V. 23

A. O ouvinte do solo bom é uma pessoa que ouve a mensagem de Cristo e Seu reino e genuinamente aceita a verdade com convicção e realidade interiores. Ele produz frutos ou boas obras para provar e demonstrar a realidade de uma verdadeira fé salvadora.

B. A palavra do reino cai em solo bom. Solo rico, regado e arado. Quando o evangelho cai sobre esse tipo de coração, ele cria raízes e produz frutos. Ele “ouve” o evangelho e o “entende”. Ele não apenas possui os fatos intelectuais, mas também obtém o significado espiritual do evangelho. Por que o bom ouvinte do solo ouve e compreende? Lucas diz que recebe a Palavra com um coração “bom” e “reto” (Lucas 8:15). Ele tem um coração que não está fechado para a verdade de Cristo. Ele está aberto e honesto diante de Deus e concorda com a mensagem do reino de que precisa de Cristo como seu Rei e Salvador. Ele sabe que é pecador e separado de Deus. Ele percebe que está perdido e sob condenação. Ele também sabe que será julgado por toda a eternidade, a menos que Deus faça uma obra da graça em seu coração para trazê-lo ao reino de Cristo. O ouvinte do solo bom não luta contra Cristo, mas concorda com Ele e humildemente submete sua vontade a Cristo como Rei. Marcos em seu Evangelho diz que “aceita” a mensagem do reino (Marcos 4:20). Ele se rende ao Rei e ao Seu reino.

C. Porque o ouvinte do solo bom ouve, entende e aceita quando os três outros solos rejeitam? Porque a semente cai em solo bom, preparado e arado. O Espírito Santo tem lavrado o solo do coração para torná-lo receptivo ao evangelho. O Espírito Santo está convencendo do pecado, cortejando o coração e atraindo a Cristo. O Espírito Santo está preparando o coração para tornar aquela pessoa pronta para receber o evangelho. O Espírito Santo deve preparar a pessoa para crer, mas isso não tira a responsabilidade do homem de crer. Uma pessoa não é salva até que ouça, compreenda e aceite pela fé o evangelho de Cristo. Um homem não é salvo até que ele creia em Cristo.

NOTA: Em nosso testemunho, não devemos ficar impacientes com pessoas que parecem endurecidas ou indiferentes à verdade. Devemos orar e esperar o Espírito Santo arar seus corações para torná-los receptivos ao evangelho de Cristo. Sabemos que nada, absolutamente nada é impossível para Deus!

D. O ouvinte do solo bom “guarda” ou “retém” a Palavra (Lucas 8:15). Ele se apega à Palavra de Deus e se apega a ela com todas as suas forças. Ele vê e entende que as palavras do evangelho vêm de Deus e que somente o evangelho contém a resposta para a vida eterna. Sua fé não está fundamentada em seu intelecto, ou em uma experiência emocional ou na tradição da igreja, mas na infalível, imutável e santa Palavra de Deus.

NOTA: Os eleitos de Deus são conhecidos por seu desejo de receber e cumprir a Palavra de Deus (I Tessalonicenses 1:4-6). Os verdadeiros cristãos amam a Palavra do reino ou a Palavra de Deus, e ela se torna sua única autoridade para a vida.

E. O ouvinte de solo bom “dá frutos”, o que indica que sua profissão de fé em Cristo é real e a Palavra criou raízes. Frutas obviamente se referem a boas obras (Tiago 2:26; Efésios 2:10). Sem boas obras fluindo de um cristão professo, não há realmente nenhuma evidência da verdadeira fé salvadora. Boas obras não são agradáveis, mas necessárias para a salvação. Uma pessoa não é salva por boas obras porque a salvação é pela graça de Deus por meio da fé em Jesus Cristo. Nem uma pessoa se mantém salva por fazer boas obras ou esta seria a salvação pelas obras. Uma pessoa é salva pela graça de Deus e o Espírito Santo passa a residir nela e de sua vida fluem as boas obras produzidas pelo Espírito Santo. Um cristão não pratica boas obras para a salvação, mas pratica boas obras porque é salvo.

NOTA: Boas obras espirituais fluem da verdadeira fé salvadora que é gerada por Deus o Espírito Santo (João 3:5; Filipenses 1:29; Efésios 2 8-9). Nos mistérios dos propósitos soberanos de Deus, a fé de um homem é um dom de Deus e, uma vez que a fé é um dom de Deus, o homem não pode perder essa fé. A Graça dá a verdadeira fé salvadora e da verdadeira fé salvadora vêm as verdadeiras boas obras espirituais.

I Tessalonicenses 1:4-6: “conhecendo, irmãos, amados de Deus, a vossa eleição; porque o nosso evangelho não foi a vós somente em palavras, mas também em poder, e no Espírito Santo e em plena convicção, como bem sabeis quais fomos entre vós por amor de vós. E vós vos tornastes imitadores nossos e do Senhor, tendo recebido a palavra em muita tribulação, com gozo do Espírito Santo”

Tiago 2:26: “Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta”

Efésios 2:10: “Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus antes preparou para que andássemos nelas”

João 3:5: “Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus”

Filipenses 1:29: “pois vos foi concedido, por amor de Cristo, não somente o crer nele, mas também o padecer por ele”

Efésios 2:8-9: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. não vem das obras, para que ninguém se glorie”

F. O ouvinte do solo bom também produz frutos “com perseverança”, de acordo com Lucas 8:15. A palavra "perseverança" poderia ser melhor traduzida como "resistência". Ele trabalha, persevera, trabalha para produzir frutos espirituais. Como uma pessoa verdadeiramente salva, ele se empenha em fazer boas obras.

NOTA: Esta doutrina é chamada de perseverança dos santos, pois um verdadeiro cristão prova e demonstra a realidade de sua fé por meio de suas boas obras. A doutrina da perseverança dos santos diz que uma vez que uma pessoa é verdadeiramente salva, ela nunca pode se perder, mas uma vez que uma pessoa é verdadeiramente salva, ela nunca mais será o mesmo que era como um homem não salvo. O verdadeiro cristão avança e persevera na fé para a glória de Deus e para agradar ao seu Salvador.

G. O ouvinte do solo bom produz boas obras, mas observe cuidadosamente que nem todos produzem a mesma quantidade ou grau de boas obras. Alguns produzem “cem, alguns sessenta e alguns trinta”, mas todos produzem. O grau ou a quantidade de boas obras produzidas está diretamente relacionado a quão bem cada pessoa persevera na fé e obediência.

V. A Lição da Parábola do Semeador

- A lição que devemos aprender com esta parábola é que apenas um desses quatro corações é genuinamente uma pessoa salva. O ouvinte do solo bom tem obras para apoiar sua profissão, porque ele persevera na fé que uma vez por todas foi entregue aos santos.

- A semeadura não é salvação. Nem ouvir o evangelho é salvação. Muitos ouvem, mas não são cristãos. Mesmo o brotamento ou germinação da semente da Palavra não é salvação. O entusiasmo, a alegria com que é recebido, os resultados imediatos e aparentes na vida ainda não são a salvação.

- A salvação é conhecida quando o fruto começa a entrar na vida. Salvação não é viver as coisas externas do Cristianismo, que são frutos aparentes, mas por trás das coisas externas não há realidade nenhuma e nenhum compromisso genuíno com Cristo.

- O fruto aparece quando a vontade é genuinamente entregue ao senhorio de Cristo, quando a Palavra é bem-vinda e nutrida e posta em prática e permite que cresça em fruição. A salvação é lançar-nos sobre o Salvador, submetendo-nos a Cristo como Rei e servindo a Cristo como súditos leais em Seu reino.

Conclusão

A. Nesta parábola, nosso Senhor está descrevendo corações e não vidas. Ele não está dizendo que uma vez que uma pessoa é como certo tipo de solo, ela é imutável, que sua vida é para sempre assim. Ele está dizendo que seu coração pode ser assim, mas os corações mudam.

B. Você pode ter um coração endurecido para o evangelho, superficial no evangelho, mundano em relação ao evangelho, mas Deus pode mudar a condição do seu coração. Ele pode arar e torná-lo pronto e desejoso de receber a Cristo como Salvador e Senhor. Deus é o Criador Soberano e Ele é capaz de mudar o seu coração, não importa qual seja a sua condição neste momento.

C. Peça a Deus para salvá-lo de seus pecados e da certeza do juízo eterno que ainda está por vir. Peça a Deus que lhe conceda fé para se apossar de Cristo para que você seja perdoado de seus pecados e receba a vida eterna. Peça a Deus para quebrar sua vontade teimosa e arar seu coração endurecido para que você possa descobrir a “coisa real” em Cristo. Deus, que é rico em misericórdia e amor, pode e dará a você a verdadeira salvação se você apenas receber Jesus Cristo como Salvador, Senhor e Rei de sua vida!

Postar um comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem
Gostou Desse Esboço? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.