22 de dezembro de 2015

Seguindo Uma Estrela e Encontrando um Casebre
Seguindo Uma Estrela E Encontrando Um Casebre
Texto: Mateus 2:1-12
Introdução: Você já reparou como a vida nem sempre sai da maneira como nós planejamos cuidadosamente? Às vezes, as circunstâncias nem sempre seguem nossos planos. Muitas vezes, parece que a vida nada mais é que uma série de sonhos despedaçados. Esses Sábios, haviam passado os últimos dois anos seguindo uma estrela, versos 7, 16. Para seguir esta estrela, eles tinham saído de casa e deixado a família para trás. Eles haviam deixado o seu país e agora eram peregrinos.

Ao longo do caminho, eles sem dúvida enfrentaram perigos e obstáculos. Inclusive se encontraram na presença de um rei. Então, quando eles finalmente chegaram ao seu destino, eles encontraram a estrela que tinham seguido parada sobre uma casa humilde, em vez de um palácio real. Estes homens provavelmente sonharam em encontrar o Messias em um palácio, isso provavelmente explica a ida a Herodes primeiro! Tenho certeza de que, pelo menos, esperavam luxo, e uma bela casa. O que eles encontraram não coincidia com seus sonhos.

Eles encontraram o Rei dos Reis, na casa de um camponês; provavelmente nada mais que um casebre! Sem dúvida, seus sonhos foram destruídos. No entanto, no meio dos escombros de seus sonhos rasgados e torcidos, estes sábios descobriram algumas coisas nesse humilde cenário que mudou suas vidas. Às vezes a vida tem um jeito de quebrar nossos sonhos e destruir nossas esperanças e planos. Eu quero ajudá-lo esta noite. Eu quero te dizer o que fazer quando você está seguindo uma estrela e encontra um casebre.

I. Os Homens Sábios Reconheceram Deus Nos Casebres Da Vida

A. O contexto. Não era o que eles esperavam, mas eles foram para adorar e eles adoraram! Eles viram Deus naquele casebre! Eles viram Deus em Jesus!

B. Quando a vida destrói seus sonhos, seu primeiro dever é encontrar o Senhor. Se você é dele, então nada pode acontecer em sua vida que Ele não permitiu. (Jó 1:1-2).

C. Quando sua estrela leva você a um casebre, lembre-se que Deus está fazendo uma de três coisas:
1. Correção - Hebreus 12:6; Apocalipse 3:19
2. Instrução - Ele está tentando se revelar a você de uma maneira nova; Romanos 8:28. (João 6 - tempestades; João 6 - Fome; João 6 - Medo) (Israel – Se eles nunca tivessem enfrentado o que eles enfrentaram, eles nunca saberiam que Ele podia vê-los através) (Os homens de Samaria - Eles creram porque eles tinham experimentado - João 4:42.
3. Perfeição - Ele está tentando moldá-lo à Sua imagem. Ele deseja um vaso que ele pode usar e escolheu você como esse vaso e ele está preparando o para o serviço! (Moisés - Ele não poderia ter liderado Israel, até que ele liderasse primeiro aquelas ovelhas no deserto!)

D. Quando a estrela leva você a um casebre - Procure por Deus, Ele vai estar lá!

II. Os Homens Sábios Ofereceram Presentes Nos Casebres Da Vida

A. O contexto. Teria sido fácil para estes homens terem se virado, arrumado tudo o que tinham e voltado para casa. Afinal, quem iria culpá-los? Não havia saído como eles haviam planejado. Mas, eles não fizeram! Eles deram a Jesus o que era seu por direito. (O significado dos presentes e da necessidade!)

B. Quando sua estrela leva você a um casebre, é o momento de dar! A resposta da maioria das pessoas para o casebre. A maioria das pessoas vai parar de dar quando chegar nessa situação do casebre. Essa é a resposta errada! A maneira apropriada de receber de Deus é dar a Ele - Malaquias 3:8-10; Lucas 6:38; 2 Coríntios 9:7, 2 Coríntios 9:1-9. Mateus 10:40-42; Mateus 25:34-40.

C. Estes homens sábios receberam de volta muito mais do que deram. Esse é sempre o jeito de Deus.

D. O caminho certo para receber uma bênção é ser uma bênção! (A Parábola dos Talentos - Mateus 25:14-30)

III. Os Homens Sábios Receberam Graça Nos Casebres Da Vida

A. O contexto. Enquanto estavam lá, experimentaram dois tipos de graça. Primeiro, eles experimentaram a graça salvadora. Em segundo lugar, eles experimentaram a Graça sustentadora. Deus os salvou e, em seguida, Ele dirigiu suas vidas.

B. Quando a nossa estrela leva a um casebre, podemos esperar encontrar a graça de Deus nessa hora de necessidade - 2 Coríntios 12:9. A vida raramente é justa, nem o que nós pensamos que deveria ser. Mas, mesmo quando a vida nos decepciona, podemos ter certeza de que Deus nunca o fará! (Hebreus 13:5; Hebreus 4:15) (Hebreus 2:17-18)

C. Quando a nossa estrela leva a um casebre, podemos esperar que Deus irá fornecer liderança e orientação para nós, João 16:13!

D. Como filhos de Deus, nunca estamos sozinhos e nunca sem recurso. Ele sempre fará um caminho para nós e vai nos apoiar através dos barracos da vida!

Conclusão: Você já esteve seguindo uma estrela e acabou em um casebre, cercado por escombros de suas esperanças e sonhos despedaçados? Talvez você esteja no momento. Se assim for, deixe-me dizer-lhe que Jesus ainda está em seu casebre. Ele está trabalhando em seu favor e está preocupado com a sua necessidade. Por que você não faz o que os sábios fizeram, prostraram-se diante dele e o adoraram.

18 de dezembro de 2015

Ana: Uma Investidora Sábia
Ana: Uma Investidora Sábia
Texto: 1 Samuel 1:1-28

Introdução: Tem havido muita atenção recentemente no mercado de ações. Se você assistir as notícias, vai observar que não leva muito tempo para os noticiários mostrar-lhe o quão bem ou ruim o mercado está indo. Na verdade, existem trilhões de dólares, muito mais do que podemos compreender, investido no mercado de ações. As pessoas que colocam seu dinheiro no mercado de ações, o fazem com a esperança e a intenção de que as ações vão subir e elas vão ter um bom lucro. Mas, é claro, que nem sempre é assim! Às vezes, as ações não se dão bem e o investidor perde um pouco ou todo o seu dinheiro.

Bem, eu não tenho nenhum dinheiro investido no mercado de ações. No entanto, embora eu não possa fazer investimentos em ações monetárias, eu ainda sou um investidor ativo em muitas áreas da minha vida. Cada ação, cada atitude, cada atividade é um investimento em algo e vamos colher os dividendos para a glória de Deus ou para a glória da carne. Agora, no mercado de ações, um investidor sensato vai estudar o mercado antes de investir nele para que ele possa maximizar o potencial de retorno do dinheiro que ele está investindo. Aqueles que fazem um investimento sábio de suas vidas fazem o mesmo. As pessoas que são investidores sábios da vida examinam todas as diversas áreas de suas vidas para que eles se certificam de que irá receber o maior dividendo do seu investimento.

Esta passagem nos apresenta uma mulher pelo nome de Ana. Ela é apresentada como uma mulher que era uma investidora sensata de sua vida. Ela fez alguns investimentos muito sábios que continuam a colher dividendos até o dia de hoje. Eu gostaria que nós observássemos a vida de Ana esta noite. Eu quero apontar as áreas onde ela fez investimentos sábios e quero incentivá-lo a fazer os mesmos investimentos na vida que Ana fez. Vamos examinar os investimentos sábios desta grande mulher de fé, enquanto eu prego sobre o pensamento: Ana: Uma investidora sábia.

I. Ela Fez Um Investimento Sábio Na Família

Ana investiu sua vida em sua família, apesar do fato de que as circunstâncias não eram tão agradáveis quanto elas deveriam ser em sua casa. No entanto, ela perseverou em fazer o investimento na família que ela amava.

A. Ela investiu apesar da dificuldade - V. 1-2 - Logo de início ficamos sabendo que Ana estava casada com um homem com duas mulheres. Esta é uma receita para o desastre! No entanto, Ana não estava buscando uma saída do casamento! Ela permaneceu na família e trabalhou para fazer o melhor de uma situação ruim!

Deus nunca disse que a família seria um lugar fácil de viver! As famílias são importantes e são maravilhosas, mas cada uma delas está cheia de pessoas e é aí que reside o potencial de problemas. Haverá desacordos e haverá problema, mas o segredo está em não fugir! Aprenda a fazer um investimento em sua família, independentemente das dificuldades que enfrentamos na vida! É muito fácil ir embora na nossa sociedade! O povo de Deus precisa aprender a verdade de que o casamento e a família é um investimento para a vida!

B. Ela investiu apesar do desânimo - V. 5-6 – A outra esposa de seu marido, Penina, tinha filhos, porém Ana era estéril. Penina usava a esterilidade de Ana como um meio de zombar dela. Ela zombava de Ana e tornava sua vida miserável! Parece que havia uma pitada de ciúme nesta casa. O versículo 5 diz-nos que Elcana amava a Ana. Aparentemente, ela era a sua favorita e ele demostrava. Penina, no entanto, podia dar a Elcana algo que Ana não podia; filhos, e ela usava isso como alavanca em casa para zombar de Ana. Tudo isso a crítica e o menosprezo tornavam a vida praticamente impossível para Ana, mas ela continuava a investir na família! Que testemunho!

A família é assim às vezes! Claro, eu espero que você não esteja envolvido em uma relação poligâmica, mas eu estou me referindo ao desânimo que surge de tempos em tempos no lar. Maridos, esposas e filhos todos sentem que não são apreciados, dado como certo e alvo de críticas constantes. Às vezes as pessoas ficam desanimados com seus companheiros e membros da família, com o que eles dizem e fazem, mas o desânimo não é motivo para fechar a porta para a família! Não, você deve continuar investindo sua vida nas pessoas que você ama, sabendo que, no devido tempo, você vai colher uma grande colheita para a glória de Deus!

Amigo, você pode estar derrotado e desanimado com a maneira como as coisas estão indo em sua família, mas deixe-me encorajá-lo: Continue investindo. Você pode não estar vendo os resultados que deseja, mas há um princípio bíblico que fala com sua necessidade hoje: Gálatas 6:7 e 9. Quando semeamos as coisas certas, vamos fazer a colheita certa. Continue investindo na vida das pessoas e deixe a colheita na mão de Deus. Ele nunca falha!

C. Ela investiu apesar do desespero – v. 5-6 -. Ambos estes versículos nos dizem que Ana era estéril, porque Deus tinha escolhido isto muito por ela! Ela estava em uma situação que era de obra do Senhor e nada que pudesse fazer jamais iria mudá-lo! O que Ana não sabia era que os planos de Deus para sua vida eram bons planos. Seu plano era não a machucar, seu plano era de surpreendê-la em seu tempo!

Os planos de Deus para nós são bons planos - Jeremias 29:11; Romanos 8:28
Pode parecer que os investimentos que você faz em sua família não estão dando frutos no momento. Pode parecer que seu cônjuge e seus filhos não são tudo que você planejou, orou e esperava que seria, se for esse o seu caso, deixe-me encorajá-lo a continuar investindo! Sua família é muito importante para você parar de investir nela agora. Pode parecer que você faz tudo; você dá e não recebe nada, mas para quem faz investimentos sábios em suas famílias, seus dividendos vêm em momentos inesperados e de formas maravilhosas. Estou apenas tentando encorajá-lo a continuar investindo!

II. Ela Fez Um Investimento Sábio Na Fé

Parece que a família era importante para Ana, mas também parece que a fé era muito importante para ela. Ela fez um investimento sábio na fé.

A. Sua fé era pessoal - v 10-11; 2:1-10 - Nestes versos, eu vejo uma mulher que conhece o Senhor em um nível pessoal. A sua oração e seu louvor. Ela tinha um relacionamento pessoal com o Deus de Israel. Ela era uma crente e ela era abertamente ativa na prática da sua fé.

Sabe qual o maior presente que você pode dar a sua família? O conhecimento de que você está salvo! O maior investimento que você pode fazer na vida é investir em um relacionamento pessoal com Deus através de Jesus Cristo! Não apenas um relacionamento ocasional contra as coisas de Deus, mas um relacionamento real e vital com Ele que controle a maneira como você vive sua vida a cada dia! Em outras palavras, você precisa ter certeza de que você é salvo pela graça e se dirige para o Céu! Nada no tempo ou na eternidade é tão importante quanto o seu relacionamento pessoal com Jesus Cristo! Certifique-se de fazer esse investimento!

B. Sua fé era prática - v. 10-18 - A sua oração e seu diálogo com Eli. Ana era uma mulher que possuía uma fé prática em Deus! Ela não somente sabia sobre Ele, ela o conhecia e ela confiava nele para todas as suas necessidades. Ela se inclinou sobre ele e confiou nele para o impossível em sua vida. Ela não apenas falava sobre a fé em Deus, ela demostrava pela forma como ela vivia.

Mais uma vez, Ana define o padrão que devemos resolver cumprir. Não só devemos possuir um testemunho a respeito de nossa fé, mas temos de viver esse testemunho dia a dia à medida que avançamos pela vida. Nada faz um investimento na vida dos outros ao nosso redor como uma verdadeira vida vivida para a glória de Deus. Uma fé prática é uma fé que proclama e sempre aponta outros a Jesus Cristo! Faça um investimento em uma fé que você pode viver dia a dia!

C. Sua fé era profunda – v. 11, 20-23 - Mais do que qualquer coisa no mundo Ana queria um filho. Ela queria dar esse presente ao seu marido e ela queria experimentar a realização da maternidade. Ela sabia que isso era impossível sem a obra do Senhor, por isso ela creu em Deus para o impossível e prometeu a Deus o incrível em retorno! Ela pediu a Deus um filho e prometeu dar esse filho de volta para o Senhor para a Sua glória!

Ana não tinha uma fé superficial! Ela tinha uma profundidade de fé que é rara neste mundo. Que bênção é quando chegamos ao lugar, como investidores na fé em que podemos crer em Deus para as situações impossíveis em nossas vidas e de bom grado dar tudo a Ele para a Sua glória. Esse é o tipo de fé que Deus está procurando desenvolver em você e em mim, e esse é o tipo de fé que Deus pode usar para a Sua glória! Você tem?

Esse tipo de fé é sempre honrado pelo Senhor - v. 19-20

III. Ela Fez Um Sábio Investimento No Futuro

A. Através da extensão de seu compromisso – v. 11, 22; 2:18-21 - Ana fez o compromisso final que uma mãe pode fazer. Ela deu totalmente seu filho ao Senhor! Ela não segurou nada! Ela comprometeu ele ao Senhor, antes que mesmo de ele ser concebido, ela o dedicou ao Senhor quando ele nasceu e ela deu-lhe ao Senhor quando ele foi desmamado. Ela não fez um compromisso momentâneo, mas foi uma vez para sempre a partir do qual ela nunca olhou para trás! Ela semeou as sementes que seriam aproveitados para as gerações! Ela fez um investimento no futuro!

Imagine o quão difícil deve ter sido deixar Samuel no templo! Imagine o quanto ela deve ter antecipado essas viagens anuais para vê-lo. Imagine seu coração partido quando ela o deixava a cada ano. Mas, imagine o seu orgulho ao vê-lo tornar-se um homem de Deus, 2:26! Ela estava vendo seu investimento render! Ele tinha valido a pena o sacrifício!

Este é o tipo de compromisso Deus está procurando em Seu povo! Ele quer que investimos a totalidade de nossas vidas em Seu altar, Romanos 12:1-2. Ele quer que demos tudo que temos e somos a Ele, sem reservas! Ele quer de uma vez por todas o compromisso para a Sua glória!

Alguns de vocês têm filhos que precisam ser colocados no altar esta noite! Quanto tempo se passou desde que você, com um coração quebrantado, veio diante do Senhor e se derramou diante dEle pelas almas de seus filhos desobedientes? Talvez eles estão lá fora hoje em parte por causa das inconsistências que testemunharam em sua vida. Talvez estejam lá fora, porque eles rejeitaram a fé que você exibiu. Independentemente do motivo pelo qual eles estão lá, eles precisam de alguém orando por eles! Precisamos de mães e pais que se derramem por seus filhos e leve-os ao altar de Deus e confie nele para tocá-los!

B. Através da vida de seu filho - v. 21-28; 2:26 - Ana apresentou seu filho Samuel ao Senhor, e ele, pela graça de Deus, tornou-se um poderoso homem de Deus. Ele estabeleceu um padrão de justiça para a nação de Israel. Ele era um homem muito usado pelo Senhor. Ele era o homem que ungiu Davi como rei. Ele era o homem que serviu como o líder espiritual de Israel por muitos anos. Ele era o homem que era por causa do investimento que sua mãe fez em sua vida antes de ele nascer e durante todos aqueles anos. Porque ela fez o tipo de investimentos que ela fez, uma nação inteira foi abençoada por muitos anos. Na verdade, o investimento de Ana em Samuel continua a colher dividendos em nossos dias cada vez que alguém é ajudado, alimentado, desafiado ou abençoado através da história de sua vida! O investimento de Ana em Samuel continuou a viver por muito tempo depois ela estava morta! Esse é o tipo de dividendos que todos nós devemos querer colher! 

Alguns de vocês estão fazendo o mesmo investimento no futuro hoje! Você traz seus filhos para a casa de Deus. Você os traz quando não é fácil ou conveniente. Você está incutindo-lhes a ideia de que a casa de Deus é um lugar importante para estar. Você está ensinando-lhes que o certo e o errado não importam. Você está ensinando-lhes sobre Jesus Cristo. Você está ensinando-lhes as importantes lições de vida. Eles estão aprendendo lições de sua fé. Você pode pensar que eles não estão vendo muito de você, você pode pensar que eles não estão recebendo a mensagem, mas um dia, você vai ver o investimento pago em dividendos gloriosos na vida dos seus filhos! Continue investindo e permaneça fiel e o Senhor abençoará os seus esforços para a glória de Deus!

Conclusão: Vamos ser honestos por alguns minutos. Eu sei que Ana fez os investimentos certos em sua família em sua fé e no futuro. Ela demostrou uma vida de fé que é um corte acima do comum! No entanto, o que ela fez é um desafio para você e para mim hoje! Que tipo de investimentos que você está fazendo na vida das pessoas à sua volta? Se você sabe ou não, você está investindo cada dia que você vive! Que tipo de dividendos desses investimentos você está recebendo?

A coisa boa sobre investimentos espirituais é: se você está investido em ações erradas, Deus lhe permitirá mudar a forma como seus investimentos são investidos hoje. Se você enxerga áreas que precisam de atenção, o lugar para fazer as mudanças está bem aqui neste altar!

Alguns de vocês têm filhos que você precisa trazer a este altar. Alguns têm pais e outros membros da família que precisam do Senhor, por que não vir um fazer um investimento neles? Outros têm sido literalmente tolos com suas vidas. Você desperdiçou os recursos que o Senhor lhe deu e sua carteira está muito vazia. Por que não vir e liquidar esses títulos podres e mercados ruins que você está investindo e colocar seus recursos em algo que vai colher uma grande colheita para o Senhor? Outros ainda não têm nenhuma relação com o Senhor. Eu convido você a vir diante dele para que você possa começar com Deus hoje. Se Ele tem falado ao seu coração, não deixe para depois. Esta noite, faça algo diferente. Venha para o altar e tenha um encontro com Deus! Ana era uma investidora prudente, não?

Pr. Aldenir Araujo

14 de dezembro de 2015

A Conversão De Saulo De Tarso - Parte 2
A Conversão De Saulo De Tarso - Parte 2
Introdução: Atos 9
1. Uma grande quantidade de espaço no Novo Testamento é dada a conversão de Saulo. Isto fala de sua importância.
a. Isso nos mostra o que realmente significa a conversão. Até onde eu vou?
b. Isso nos mostra que Deus não faz acepção de pessoas na conversão. Um apóstolo teve que confiar e obedecer igual você.
c. Isso nos mostra que a resposta adequada quando se tinha pecado gravemente é submissão e não lamentar que pecou em demasia para ser salvo.
d. Isso nos introduz ao homem através do qual nos é dado tanto do Novo Testamento.
2. Este não pode ser um estudo de vida de Paulo, mas deve ser limitado a um estudo sobre a conversão de Saulo.

I. Quem Era Saulo? Atos 9:1-2

1. Um jovem que recebeu as roupas de Estêvão quando este foi apedrejado (Atos 7:58).
a. "dei o meu voto contra eles", Atos 26:10. Membro do conselho ou Sinédrio.
b. "enfurecido cada vez mais contra eles", Atos 26:11. "enfurecido cada vez mais contra eles". "como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a assolava", Gálatas 1:13.
2. Um homem de posição no judaísmo (Filipense 3:5-6; Gálatas 1:14) e fora do judaísmo (cidadão romano, Atos 22:25-28).
3. Um homem culto (Atos 22:3; 5:34).
4. Um incrédulo. Parece ter visto os milagres e contestado com Estevão ("da Cilícia" Atos 6:9; 22:3). Se ele estava entre estes, então, isso explica Atos 9:5, 26:14, "Dura coisa te é recalcitrar contra os aguilhões"
5. Saulo tinha se dedicado à erradicação do Cristianismo. Talvez ele se viu no papel de Finéias em Baal-Peor (Números: 25:1-11).

II. O Elemento Miraculoso Na Conversão De Saulo. Atos 9:3-9

1. Saulo estava, talvez, à vista das muralhas de Damasco, quando Jesus apareceu para ele.
a. Apenas Saulo viu a visão e ouviu as instruções de Jesus.
b. Seus companheiros não viram nada e só ouviram a voz sem entendimento.
2. O aparecimento de Jesus não foi com o propósito de converter Saulo milagrosamente. Enquanto se dirigia em direção a Damasco novamente ele ainda estava em seus pecados (Atos 22:16).
3. Foi com o propósito de qualificar Saulo a fazer uma obra particular, ou seja, o trabalho de testemunha, Atos 22:14-15; 1:8, 22; 2:32.
4. Deve ser salientado que não há nada na Escritura que nos leve a acreditar que a conversão de Saulo foi milagrosa, ou seja, que Deus converteu-o.
a. Jesus apareceu para ele e apresentou provas do Senhor ressuscitado, mas Saulo teve que crer.
b. Jesus mostrou que Saulo estava errado, mas Saulo ainda teve de se arrepender.

III. Os Termos Da Conversão De Saulo. Atos 9:10-18

1. É glorioso para mim pensar que os termos da minha conversão são precisamente os mesmo que os de Saulo.
2. Desde o primeiro giro das chaves do Reino (Atos 2) os termos da conversão foram:
a. Ouvir o evangelho (Atos 2:14, 37, 41; Romanos 10:17)
b. Crer que Jesus é o Filho de Deus (Marcos 16:16; Atos 8:37)
c. Arrepender-se dos pecados (Lucas 13:3, 5; Atos 2:38)
d. Confessar a Cristo diante dos homens (Mateus 10:32-33; Romanos 10:9-10)
e. Ser batizado para a remissão dos pecados (Marcos 16:16; Atos 2:38).
f. Viver fielmente até a morte (Mateus 28:20; Apocalipse 2:10).
3. Saulo:
a. Ouviu o evangelho pregado por Estevão (Atos 6:8-10), Jesus (Gálatas 1:11-12) e, em seguida, de Ananias (Atos 22:12-16).
b. Creu que Jesus é o Filho de Deus (Atos 9:20).
c. Se arrependeu dos pecados (João 3:8; Atos 9:20-21).
d. Confessou Cristo diante dos homens (Atos 22:16; 9:20).
e. Foi batizado para a remissão dos pecados (Atos 22:16; 9:18).
f. Viveu com fidelidade até a morte (Atos 9:23-25).

IV. A Extensão Da Conversão De Saulo. Atos 9:19-25

1. Muitos são convertidos, ... mais ou menos.
a. Tornou-se clichê dizer "crente membro de banco" e "crente domingueiro"
b. Muitos “obedeceram ao Evangelho," mas nunca congregam.
c. Muitos "se arrependeram", mas continuam em uma vida de pecado.
2. Saulo nos mostra o que é realmente conversão.
a. Ele estava disposto a viajar para perseguir os cristãos. Agora disposto a viajar para pregar Cristo a eles.
b. Ele estava disposto a açoitar os cristãos. Ele agora está disposto a ser açoitado por Cristo.
c. Ele deu a sua vida à defesa do judaísmo, agora, para Cristo.
d. Imediatamente ele pregou Cristo, Atos 9:20-22.
e. Pregou em Damasco, Jerusalém, Judéia e aos gentios, Atos 26:20.
f. O perseguidor prega a fé, Gálatas 1:23.
g. Saulo sofreu por sua fé, 2 Coríntios 11: 23-28; 2 Timóteo 4:6-8.

7 de dezembro de 2015

Não Saia Do Lugar Que Deus O Colocou
Não Saia Do Lugar Que Deus O Colocou
Texto: Neemias 6:1-4
Introdução: Observe o contexto do livro e as muitas tentativas dos inimigos de Neemias para impedi-lo de fazer a obra do Senhor. A dedicação e o trabalho de Neemias se destacam como testemunhas fortes do que um verdadeiro servo de Deus deve ser. Satanás e sua multidão, estão sempre tentando levar o servo de Deus a descer, mas quando o fazemos, há certas coisas que podemos perder.

Há algumas coisas grandes e maravilhosas que abandonamos quando descemos do lugar que Deus nos chamou para ocupar.

Eu gostaria de pregar por um tempo sobre este pensamento: “Não saia do lugar que Deus O colocou”. Se o fizermos aqui está o que nós abandonamos.

I. Nós Abandonamos A Obra. V. 3b

A. O chamado e a comissão de Neemias eram para uma "grande" obra.
1. Qualquer obra que fazemos para o Senhor é uma grande obra (atitude de Davi - Salmos 84:10)
B. Satanás vai tentar todos os truques em seu arsenal para levá-lo a sair (descer), mas você não pode sair do lugar que Deus lhe colocou - Tiago 4:7; 2 Pedro 3:14
C. O plano de Deus e sua obra são simplesmente muito grandes para nós abandoná-los pela loucura do diabo! Precisamos estar na obra 24 horas por dia! (É difícil desistir - João 21:3 - Os Apóstolos)

II. Nós Abandonamos O Caminho Certo. V. 3a

A. Neemias estava decidido a entregar 100% da sua vida ao seu trabalho. Descer teria sido desistir. Ele teria sido obrigado a virar as costas para o caminho certo.
B. Quando descemos da obra do Senhor, estamos afastando-se do caminho da retidão e piedade. O chamado de Deus para nós é andar em linha reta - Provérbios 4:23-27.
1. O nosso dever diante do Senhor é cumprir fielmente os seus mandamentos e fazer a Sua obra com eficiência, alegria e fidelidade.
C. Descer é se comprometer, (Israel e o bezerro de ouro!). Devemos sempre nos apegar ao que é certo, mesmo se permanecermos de pé sozinho quando a poeira baixar!

III. Nós Abandonamos O Nosso Testemunho. V. 3b

A. Neemias ocupava um lugar de grande autoridade e respeito entre as pessoas. Se ele tivesse descido, o trabalho teria parado e poderia nunca ter sido concluído. Toda a Jerusalém estava observando a sua liderança.
1. Em Jerusalém, Neemias era o líder, o povo o observava e faziam o que viam seu líder fazer.
2. Seu testemunho teria sido arruinado! As pessoas teriam sido convencidas de que havia realmente uma obra maior que a obra do Senhor!
B. Nós precisamos perceber que estamos sendo observados por um crescente corpo de crentes mais novos, impressionáveis. Se você descer da obra do Senhor, eles podem tropeçar - Mateus 18:6. Deus nos ajude a andar em linha reta diante dos mais fracos!
C. As pessoas de fora de Jerusalém estavam observando também! Um movimento em falso e a credibilidade de Neemias teria sido destruída. (1 Tessalonicenses 5:22 -. Nossa vida deve ser completamente limpa e sem mancha diante de um mundo que está nos observando!
1. O perigo de um testemunho manchado
D. O que podemos fazer? Fique no lugar onde Jesus lhe colocou e continue a viver para Ele - João 6: 63-69!

IV. Nós Abandonamos O Bem-Estar Das Nações

A. Jerusalém era conhecida por todos, judeus e pagãos igualmente, como o lugar onde Deus era adorado.
1. Neemias amava a Deus e queria reconstruir a cidade destruída para que Deus pudesse ser adorado e os perdidos pudessem se converter a Ele.
2. Descer do muro teria sido igual a esquecer o perigo eterno que o pecador está correndo.
B. Sempre que Deus é adorado e proclamado na verdade e na sinceridade, almas serão salvas. Se descermos da nossa soberana vocação nEle, nós abandonamos os perdidos e os entregamos para o inferno.
C. Você e eu somos a única luz que algumas pessoas podem ver. Portanto, não devemos ser ofuscados pelo mundo, mas temos de brilhar intensamente. Nós somos a única Bíblia que muitos vão ler. Portanto, temos de ser claros e puros! (1 Coríntios 14:7-8)

Conclusão: Nosso dever é claro. Recuse-se a ouvir os apelos e desafios do diabo, permaneça na batalha por Jesus e não desça por qualquer razão! Qualquer coisa que não seja o centro prefeito da vontade de Deus não é o lugar para você. Se Neemias tivesse descido, ele teria estado em perigo - Você vai ser demasiado!

Permaneça no lugar, termine a tarefa e Deus abençoará sua vida, esforço e dedicação.

Pr. Aldenir Araujo

4 de dezembro de 2015

A Conversão De Saulo De Tarso
A Conversão De Saulo De Tarso
Texto: Atos 9:1-9
Assunto: Conversão
Título: A conversão de Saulo de Tarso
Proposição: Na conversão de Saulo vemos 1) confronto seletivo, 2) sincera contrição, 3) séria preocupação, e 4) conversão escandalosa.
Objetivo: estudar e compreender a conversão de Saulo para que possamos explicá-la aos outros.
Alvo: Que cada um possa entender como a conversão de Saulo serve como um modelo para a conversão de todos.

Introdução:

1. Leia: Atos 9:1-9
2. Sobre o Texto:
a. Atos capítulo 7 mostra para nós a morte de Estevão.
b. Aqueles que apedrejaram Estêvão colocaram suas vestes aos pés de Saulo.
c. No início de Atos 8 lemos sobre uma grande perseguição que se levantou contra a igreja.
d. Saulo estava à frente deste esforço perseguidor.
e. Por causa dessa perseguição, a igreja se espalhou por toda a Judéia e Samaria.
f. Coisas boas aconteceram como percebemos a partir de Atos 8.
g. No entanto, Saulo continuou seu ataque fazendo suas perseguições a estas novas áreas.
h. A ameaça contra a igreja era séria.
i. Alguma coisa tinha que ser feita sobre Saulo, o maior inimigo da igreja.
Discussão: Na conversão de Saulo vemos ...

I. Confronto Seletivo

1. As perseguições de Saulo continuaram
a. Saulo perseguia os discípulos.
b. Ele foi ao sumo sacerdote para solicitar cartas.
c. Essas cartas eram para ele prender os discípulos em Damasco e trazê-los a Jerusalém
d. Sua perseguição a igreja se expandiu para além Jerusalém.
e. Atos 22:4-5 "E persegui este caminho até à morte, prendendo, e pondo em prisões, tanto homens como mulheres. Como também o sumo sacerdote me é testemunha, e todo o conselho dos anciãos: de quem também recebi cartas para os irmãos, seguia para Damasco, para trazer aqueles que ali estivessem presos a Jerusalém, para ser punido".
f. Atos 26:9-12 "Eu, na verdade, cuidara que devia praticar muitas coisas contra o nome de Jesus, o nazareno; o que, com efeito, fiz em Jerusalém. Pois havendo recebido autoridade dos principais dos sacerdotes, não somente encerrei muitos dos santos em prisões, como também dei o meu voto contra eles quando os matavam. E, castigando-os muitas vezes por todas as sinagogas, obrigava-os a blasfemar; e enfurecido cada vez mais contra eles, perseguia-os até nas cidades estrangeiras. Indo com este encargo a Damasco, munido de poder e comissão dos principais sacerdotes"
2. Jesus confronta Saulo.
a. Saulo estava na estrada para Damasco.
b. Era perto do meio-dia (Atos 22:6, Atos 26:13).
c. Ele viu uma grande luz do céu brilhando ao seu redor, mais brilhante que o sol (Atos 22:6, 26:13)
d. Esta luz também foi vista por aqueles que viajavam com ele (Atos 26:13).
e. Ele e os que estavam viajando com ele caíram por terra (Atos 26:14).
f. Saulo, em seguida, ouviu uma voz em língua hebraica (Atos 26:14).
g. A voz diz: "Saulo, Saulo, por que me persegues? Dura coisa te é recalcitrar contra os aguilhões" (Atos 26:14).
h. Saulo pergunta: "Quem és tu, Senhor"
i. A voz responde: "Eu sou Jesus, a quem tu persegues" (Atos 9:5).
3. Jesus seleciona Saulo.
a. Saulo responde e diz: "Senhor, o que devo fazer? O que você quer que eu faça?"
b. Há uma resposta dupla à pergunta de Saulo.
c. Em primeiro lugar, Atos 26:16-18 nos diz o pleno propósito do Senhor para Saulo: "mas levanta-te e põe-te em pé; pois para isto te apareci, para te fazer ministro e testemunha tanto das coisas em que me tens visto como daquelas em que te hei de aparecer; livrando-te deste povo e dos gentios, aos quais te envio, para lhes abrir os olhos a fim de que se convertam das trevas à luz, e do poder de Satanás a Deus, para que recebam remissão de pecados e herança entre aqueles que são santificados pela fé em mim".
d. Para o futuro imediato, Jesus diz a Saulo:
1) "Levanta-te, e entra na cidade, e lá te será dito o que te convém fazer" (Atos 9:6).
2) "Levanta-te, e vai a Damasco; e lá te será dito de todas as coisas que te é ordenado a fazer" (Atos 22:10).
e. Não foi dito a Saulo o que fazer imediatamente para receber o perdão; isso seria deixado para outro.
4. Lições
a. Perseguir a igreja é perseguir Jesus.
1) Podemos descansar porque Jesus conhece as perseguições que enfrentamos com os outros.
2) Jesus toma a perseguição de Sua Igreja pessoalmente.
b. A sinceridade é necessária, mas não suficiente.
1) Paulo disse que ele viveu com uma boa consciência (Atos 23:1).
2) No entanto, ele estava sinceramente errado.
c. Deus pode usar as pessoas mais improváveis para realizar a Sua vontade.
1) Quem teria pensado que Deus pegaria seu maior adversário e o transformaria em seu maior defensor?
2) Saulo era o inimigo do Cristo que se tornou a maior testemunha de Cristo (Atos 26:9-12)
d. Deus não usou um milagre para salvar Saulo.
1) Deus sempre salva as pessoas por meio de palavras.
2) Atos 2:40 "E com muitas outras palavras dava testemunho, e os exortava, dizendo: salvai-vos desta geração perversa".
3) A Cornélio foi dito: "o qual te dirá palavras pelas quais serás salvo, tu e toda a tua casa" (Atos 11:14).
4) Tiago 1:21 "Pelo que, despojando-vos de toda sorte de imundícia e de todo vestígio do mal, recebei com mansidão a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar as vossas almas"

II. Sincera Contrição

1. O tempo de Contrição de Saulo - três dias.
a. Atos 9:9 "E esteve três dias sem ver ..."
b. O número três certamente tem algum significado na escritura.
1) O Egito ficou sem o sol por três dias de escuridão (Êxodo 10:22).
2) Israel foi punido com três dias de pestilência por Deus por causa do pecado de Davi (2 Samuel 24:13).
3) Jonas esteve no ventre do grande peixe por três dias e noites (Jonas 1:17).
4) Ester convocou um jejum por três dias e três noites (Ester 4:16).
5) A ressurreição de Jesus foi no terceiro dia (Marcos 8:31).
c. O tempo parece estar associado na Escritura com um período de sofrimento e punição.
d. Certamente Saulo sofreu por estes três dias enquanto contemplava o mal que tinha feito contra Deus.
2. O juízo da contrição de Saul - cegueira.
a. Em Atos 22:11 Paulo disse: "Como eu nada visse por causa do esplendor daquela luz, guiado pela mão dos que estavam comigo cheguei a Damasco"
b. Atos 9:9 "E esteve três dias sem ver ..."
c. A cegueira era um castigo que Deus havia usado historicamente para o pecador.
1) Em Gênesis 19:11 os homens de Sodoma foram golpeados com a cegueira.
2) Foi uma das maldições reservadas para os desobedientes (Deuteronômio 28:28).
3) Eliseu feriu os inimigos de Israel com a cegueira em 2 Reis 6:18.
4) Elimas também foi punido com a cegueira pelo próprio Saulo em Atos 13:11.
d. A cegueira também tornava uma pessoa imprópria para o sacerdócio (Levítico 21:18).
e. Não há dúvida de que Saulo entendeu a gravidade de seus erros ao ser atingido pela cegueira por Deus.
3. O rigor da contrição de Saulo - o jejum.
a. Atos 9: 9 "E esteve três dias sem ver, e não comeu nem bebeu"
b. Saulo jejuou da forma mais completa nem comeu ou bebeu qualquer coisa.
c. O jejum era um modo habitual de expressar arrependimento sincero e profundo.
1) Davi jejuou quando seu filho estava doente (2 Samuel 12:16).
2) Samuel manda as pessoas jejuar em relação a seus pecados (1 Samuel 7:6).
3) Neemias jejuou e orou quando ouviu a condição de Jerusalém (Neemias 1:4).
d. O jejum estava associado com a oração também.
1) Em Atos 9:11 o Senhor disse a Ananias que Saulo estava orando também.
2) Atos 13:3 diz que isto foi feito antes de enviar Paulo e Barnabé em sua primeira viagem.
3) Ele também foi feito quando na ordenação de presbíteros (Atos 14:23).
e. O jejum é um ato que estava associado com a mais grave das circunstâncias.
4. Lições
a. Deus pune o pecado.
1) Há punição na igreja para o pecado (2 Coríntios 2:6).
2) Deus usa o governo para punir o pecado (1 Pedro 2:14).
3) Há também a punição eterna (2 Tessalonicenses 1:9).
b. É correto e apropriado para se arrepender dos nossos pecados.
1) 2 Coríntios 7:10 "Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, o qual não traz pesar; mas a tristeza do mundo opera a morte"
2) Salmo 51:3 "Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim"

III. Séria Preocupação

1. O Senhor aparece a Ananias.
a. Ananias era um discípulo em Damasco (Atos 9:10).
b. O Senhor lhe apareceu em uma visão.
c. Ananias ouviu.
d. O Senhor disse a Ananias:
1) Vai a "rua chamada direita"
2) Vá para a casa de Judas.
3) Informe-se lá por Saulo de Tarso.
4) Ele está orando.
5) Ele viu em uma visão você impondo as mãos sobre ele para receber a visão.
2. Ananias expressa sua preocupação.
a. Ananias conhecia Saulo de Tarso.
b. Ele expressou o quanto mal Saulo tinha feito para os santos em Jerusalém.
c. Ele relatou como Saulo tinha autoridade para prender a todos os que invocam o nome de Jesus.
3. Jesus explica a Ananias ainda mais.
a. Vá.
b. Saulo é um vaso escolhido.
c. Ele vai levar o meu nome perante os reis e aos gentios.
d. Ele vai sofrer muito por causa do meu nome.
4. Lições
a. Jesus usa a pregação para levar sua mensagem aos perdidos.
1) 1 Coríntios 1:21 "Visto como na sabedoria de Deus o mundo pela sua sabedoria não conheceu a Deus, aprouve a Deus salvar pela loucura da pregação os que crêem"
2) Tito 1:3 "e no tempo próprio manifestou a sua palavra, mediante a pregação que me foi confiada segundo o mandamento de Deus, nosso Salvador"
b. A fé exige confiança em Deus e Cristo.
1) Ananias tinha preocupações legítimas.
2) No entanto, ele foi de acordo com a vontade do Senhor.
3) Estamos lembrados das palavras de Pedro: "Ao que disse Simão: Mestre, trabalhamos a noite toda, e nada apanhamos; mas, sobre tua palavra, lançarei as redes" (Lucas 5:5).
c. Servir a Cristo envolve uma quantidade de sofrimento.
1) 2 Timóteo 3:12 "Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos".
2) 1 Pedro 4:16 "mas, se padece como cristão, não se envergonhe, antes glorifique a Deus neste nome"

IV. Conversão Escandalosa

1. Ananias encontrou Saulo e disse a ele o que fazer.
a. Ele entrou na casa.
b. Ele colocou as mãos sobre Saulo.
c. Ele disse: "Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, enviou-me para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo" (Atos 9:17).
d. Nós temos as palavras prolongadas de Ananias em Atos 22:13-16 "vindo ter comigo, de pé ao meu lado, disse-me: Saulo, irmão, recobra a vista. Naquela mesma hora, recobrando a vista, eu o vi. Disse ele: O Deus de nossos pais de antemão te designou para conhecer a sua vontade, ver o Justo, e ouvir a voz da sua boca. Porque hás de ser sua testemunha para com todos os homens do que tens visto e ouvido. Agora por que te demoras? Levanta-te, batiza-te e lava os teus pecados, invocando o seu nome".
e. Nós vemos a ordem dos eventos aqui.
1) Ananias vai à casa de Judas.
2) Ele coloca as mãos sobre Saulo.
3) Saulo recobra a vista.
4) Ananias diz a Saulo que ele deve se tornar uma testemunha.
5) Ananias diz a Saulo para ser imediatamente batizado para lavar seus pecados.
f. Atos 9:18 resume estes acontecimentos, "Logo lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista: então, levantando-se, foi batizado"
2. Testemunho de Saulo em Damasco e etc.
a. Atos 9:19-22 "E, tendo tomado alimento, ficou fortalecido. Depois demorou-se alguns dias com os discípulos que estavam em Damasco; e logo nas sinagogas pregava a Jesus, que este era o filho de Deus. Todos os seus ouvintes pasmavam e diziam: Não é este o que em Jerusalém perseguia os que invocavam esse nome, e para isso veio aqui, para os levar presos aos principais sacerdotes? Saulo, porém, se fortalecia cada vez mais e confundia os judeus que habitavam em Damasco, provando que Jesus era o Cristo"
b. Paulo descreve o que ele fez depois de sua conversão em Atos 26:19:20 "Pelo que, ó rei Agripa, não fui desobediente à visão celestial, antes anunciei primeiramente aos que estão em Damasco, e depois em Jerusalém, e por toda a terra da Judéia e também aos gentios, que se arrependessem e se convertessem a Deus, praticando obras dignas de arrependimento"
3. O testemunho de Saulo era tão grande que os judeus de Damasco planejaram matá-lo (Atos 9:23-24).
4. Lições
a. O batismo foi ordenado a Saulo "lava os teus pecados" (Atos 22:16).
1) Saulo foi um homem que viu e ouviu Jesus.
2) Jesus não disse a ele o que fazer.
3) Ananias disse a Saulo o que fazer.
4) Saulo não foi salvo antes que seus pecados foram lavados.
5) Ele foi salvo quando foi batizado.
b. Saulo foi obediente ao Senhor.
1) Ele obedeceu a ordem para ser batizado.
2) Ele saiu e pregou que Jesus era o Cristo.
c. Saulo mostrou obras de arrependimento em sua vida.
1) Atos 26:20 "antes anunciei primeiramente aos que estão em Damasco, e depois em Jerusalém, e por toda a terra da Judéia e também aos gentios, que se arrependessem e se convertessem a Deus, praticando obras dignas de arrependimento"
2) Ele praticava o que pregava.
d. Que escândalo para o sumo sacerdote ver seu maior servo se tornar seu maior inimigo.
1) Que golpe de Estado para a igreja.
2) O Senhor resolveu o problema imediato da perseguição.
3) A igreja continuou a crescer.
4) Deus pode pegar o maior dos problemas e transformá-lo na maior das soluções.
5) Lucas 1:37 "Porque para Deus nada é impossível"
6) É assim que olhamos para o evangelismo?

Conclusão:

1. Na conversão de Saulo vemos ...
a. Confronto Seletivo
b. Sincera Contrição
c. Séria Preocupação
d. Conversão Escandalosa
2. A conversão de Paulo é um exemplo maravilhoso do perdão de Deus.
a. Paulo disse a Timóteo: "Dou graças àquele que me fortaleceu, a Cristo Jesus nosso Senhor, porque me julgou fiel, pondo-me no seu ministério, ainda que outrora eu era blasfemador, perseguidor e injuriador; mas alcancei misericórdia, porque o fiz por ignorância, na incredulidade; e a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e o amor que há em Cristo Jesus. Fiel é esta palavra e digna de toda a aceitação; que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais sou eu o principal; mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, o principal, Cristo Jesus mostrasse toda a sua longanimidade, a fim de que eu servisse de exemplo aos que haviam de crer nele para a vida eterna" (1 Timóteo 1:12-16).
b. Isso vai mostrar que, se Saulo pode ser salvo, qualquer um pode.
3. Convite

Pr. Aldenir Araujo

2 de dezembro de 2015

Bênçãos Ocultas Nas Tempestades Da Vida
Bênçãos Ocultas Nas Tempestades Da Vida
Texto: Mateus 14:22-33
Introdução: Nesta passagem das Escrituras, encontramos os discípulos de nosso Senhor presos nas garras de uma tempestade feroz. Eles se envolveram nessa tempestade por terem sido ordenados pelo Senhor para atravessar o Mar da Galileia, v. 22. Esses homens estavam na vontade do Senhor e, no entanto, nós os vemos lutando contra a tempestade. Por mais que tentassem, no entanto, parece que eles eram incapazes de fazer qualquer progresso. O vento era contrário, v. 24. Estes 12 homens estavam presos em uma tempestade e eram incapazes de sair.

Alguma vez você já se encontrou nessa situação? Alguma vez você já se encontrou preso em uma das tempestades da vida, e não importa o quanto você tenta, não importa o que você faz, parece que você não consegue fazer nenhum progresso? Bem, todos nós temos momentos como esse! Pode parecer que a tempestade nunca vai acabar e que nenhuma possibilidade pode vir do que você está enfrentando. Felizmente, no entanto, há algumas boas notícias para nós esta noite a partir da palavra de Deus. Enquanto as tempestades da vida nunca são agradáveis, elas produzem certos benefícios em nossas vidas que nós faríamos bem em anotar esta noite. "Na verdade, nenhuma correção parece no momento ser motivo de gozo, porém de tristeza; mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos que por ele têm sido exercitados”. Hebreus 12:11.

Eu gostaria que observássemos os discípulos esta noite na tempestade. Ao fazermos isso, eu quero te mostrar que as tempestades da vida contêm algumas bênçãos ocultas para os filhos de Deus. Eu não sei que tipo de tempestade que você está enfrentando esta noite, mas eu sei que o Senhor tem um propósito em permitir essa feroz tempestade em sua vida. Talvez o efeito ficará claro esta noite enquanto eu prego por um tempo sobre as bênçãos ocultas nas tempestades da vida.

I. As tempestades são meios de transporte de Deus. V. 25

A mesma coisa que os discípulos temiam. O mar, era a mesma coisa que o Senhor usou como veículo para se revelar a ele. Ele vai fazer o mesmo em sua vida e na minha. Observe como Jesus veio a eles naquela noite.

A. Ele veio em face da escuridão - A Bíblia diz que Jesus veio a eles na "quarta vigília". Entre 3:00 – 6:00, durante as horas mais escuras da noite, foi Jesus caminhando sobre as águas!
Você pode estar andando em trevas esta noite e se perguntando onde está Jesus. Você pode estar enfrentando alguns dos dias mais negros da sua vida. Deixe-me lembrá-lo que o nosso Deus está sempre com você, Hebreus 13:5! Deixe-me lembrá-lo que, mesmo nas horas mais sombrias da vida, Deus ainda é Deus e Ele ainda está no controle de sua vida. 1 Reis 8:12, "Então falou Salomão: O Senhor disse que habitaria na escuridão"; Salmo 139:11-12: "Se eu disser: Ocultem-me as trevas; torne-se em noite a luz que me circunda; nem ainda as trevas são escuras para ti, mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa". Nem mesmo as horas mais escuras da vida podem escondê-lo da face de Deus. Ele está lá, mesmo quando você não pode vê-Lo.

B. Ele veio em face do desastre - Os discípulos estavam em uma luta por suas vidas. Marcos 6:48 diz que eles estavam "fatigados a remar". Ou seja, eles estavam lutando contra a tempestade. Tenho a impressão de que estes homens estavam com medo por suas vidas. Quando eles achavam que toda a esperança tinha ido e que eles estavam condenados, veio Jesus caminhando sobre as ondas!

Há momentos em que todos nós sentimos como se tivéssemos perdido a batalha com a nossa tempestade, mas devo lembrar que, assim como certamente o Senhor está no controle de suas bênçãos, Ele também é responsável por suas tempestades? Quando as coisas parecem mais sombrias, basta olhar em volta, Jesus está prestes a a se revelar! Lembre-se, Ele pode não livrá-lo da tempestade, mas ele vai livra-lo na tempestade! Pense nos 3 jovens Hebreus, Daniel e Noé. Deus não impediu que qualquer um destes entrasse na tempestade, mas Ele salvou todos eles no meio de sua tempestade. O que Ele fez por eles, Ele vai fazer por você!

C. Ele veio em face do abismo - A mesma coisa que os discípulos temiam, o mar revolto, era a mesma coisa que Deus usou como Seu veículo para chegar a eles. Que testemunho este! Ele não estava dizendo a eles que a tempestade não era feroz, ele estava dizendo a eles que Ele era maior do que a tempestade!

Essa continua sendo a palavra de Deus para você esta noite! Independentemente do que você está enfrentando na vida, lembre-se que Jesus é maior do que a tempestade que você pode estar enfrentando. Se você for paciente e esperar por Ele, Ele vai aparecer na hora certa. Você vai ver que a tempestade foi usada pelo Senhor se revelar a você. A mesma coisa que você teme será o veículo que Ele usará para se revelar em sua vida!

O Apóstolo Paulo - 2 Coríntios 12:1-10 Deus usou a tempestade de Paulo, um espinho na carne, para se revelar em e na vida de Paulo.

O que estou tentando dizer é isto: "Não tenha medo das tempestades da vida! ” Elas foram concebidas pelo Senhor como um meio de trazê-lo para mais perto de você. Ele as planejou e elas são para o seu bem – Romanos 8:28

II. As tempestades são meio de provas de Deus. V. 25-31

A. Elas revelam o salvador. V. 25-27 - Quando Jesus veio andando sobre as águas, os discípulos não O reconheceram. Eles pensavam que ele era um fantasma. Eles gritaram com medo. Mas, graças a Deus, Jesus veio com uma mensagem de paz e de poder. Ele veio a eles com uma palavra de paz, "tende bom ânimo". Ele veio a eles com uma palavra de poder, "Sou eu". Ele veio a eles com uma palavra de potencial, "não temais".

As tempestades da vida têm o potencial de revelar o Salvador a nós de uma forma que talvez nunca teríamos considerado antes. Quando Ele vem a nós, andando em nossa tempestade, Ele nos dá a mesma mensagem de esperança que Ele deu aos discípulos naquela noite de tempestade.

1. Uma mensagem de paz - Nota: Eles ainda estavam na tempestade quando Ele lhes disse para ter bom ânimo. Pelo Seu poder, o Filho de Deus pode nos dar paz no meio de nossas tempestades. Essa é a paz que Ele se refere em Filipense 4:6-7.

2. Uma Mensagem de poder - Quando Jesus apareceu, Ele veio declarar sua identidade. "Sou eu", é um pronome pessoal enfático. É a mesma afirmação que Jesus usou quando Ele disse: "Eu sou a porta"; "Eu sou o caminho, a verdade e a vida."; "Eu sou o pão da vida"; "Eu sou o bom pastor". Você entendeu o quadro? Jesus está dizendo a seus discípulos para "animar, Deus está aqui!" Se nós podemos compreender a verdade de que Jesus é o grande EU SOU. Que Ele tem todo o poder no céu e na terra, Mateus 28:18, então podemos desfrutar de paz no meio das provações.

3. Uma mensagem de potencial - Jesus também emitiu um comando aos seus discípulos: "não temais". Esta declaração diz literalmente: "parem de temer e não tenham medo de novo". Você vê, se é que podemos sempre se apossar do fato de que Jesus está no controle de todas as áreas de nossas vidas, que Ele é Deus, e que Ele possui todo o poder, então podemos chegar a esse lugar onde podemos confiar nele plenamente através todas as tempestades da vida.
As tempestades da vida são uma bênção porque revelam o Salvador de uma maneira completamente nova.

B. Elas refinam o santo. v. 28-29 - Quando Pedro ouviu que era o Senhor, Pedro quis se juntar a Jesus andando sobre as águas. Jesus simplesmente disse a Pedro para ir. Pedro obedeceu e ele também andou sobre as águas. Jesus usou a tempestade como um meio de ajudar Pedro crescer na fé.

Quando as tempestades da vida estão uivando tudo sobre nós, podemos nos apossar da verdade de que Jesus é o Mestre da tempestade, então nós também podemos subir acima de nossas circunstâncias e andar sobre as ondas com o Senhor. Eu percebo que a caminhada de Pedro não durou muito tempo. Em apenas um momento, ele tirou os olhos do Senhor, e ele começou a afundar. No entanto, Pedro teve uma história que nenhum dos outros discípulos tiveram! Pedro foi o único que poderia dizer: "Eu andei na minha tempestade!" As tempestades da vida vão concentrar nossa fé se permitirmos que elas façam. Deus vai usar os dias difíceis para nos ensinar mais sobre Ele e nos ajudar a crescer no Senhor. Ele vai usar as tempestades para nos tornar mais como Ele. Lembre-se, havia 12 homens naquele barco, mas apenas um poderia dizer que ele andou sobre a tempestade como Jesus.

C. Elas lembram o santo. V. 30-31 -. Pedro queria andar sobre a água como Jesus. Ele colocou o Senhor à prova e pisou sobre as ondas. No entanto, ele logo tirou os olhos do Senhor, e quando o fez, ele se viu em apuros. Ele se lembrou de quem estava no controle e clamou ao Senhor e encontrou a ajuda que precisava.

As tempestades da vida também servem para nos lembrar quem está no controle. Como Pedro, há momentos em que tiramos nossos olhos do Senhor durante nossas tempestades. Quando o fazemos, estamos condenados ao fracasso. Precisamos nos lembrar de quem está no controle de toda a situação. Se você navegar com sucesso as águas turbulentas da vida, saiba que nós não merecemos o crédito por nossas habilidades ou o nosso sucesso. Se formos bem-sucedidos, é porque existe um que é maior do que nós; e Ele está segurando nossa mão! Nosso sucesso nas tempestades da vida depende de estarmos dispostos a reconhecer Jesus como o Mestre da tempestade.

III. As tempestades são meios de testemunho de Deus. V. 32-33

A. Elas dão testemunho de seu poder - Jesus acalma a tempestade! Ele não disse nada, ele apenas entrou no barco com os discípulos e o mar se acalmou.

Um dia, ele vai fazer o mesmo em sua vida! A tempestade irá assolar até que ele cumpra seu propósito e então Ele fará com que os ventos cessem para você. Tudo o que Ele está tentando levar-nos a ver esta noite é que Ele está no controle das tempestades da vida. Não sou eu e não é você. Jesus é o Mestre do Mar e Ele é o Mestre da tempestade também.

B. Elas dão testemunho de sua pessoa - Quando Jesus acalmou a tempestade, os discípulos sabiam que estavam na presença de Deus. Eles confessaram a Ele e eles se curvaram diante dele em adoração. Seu poder nas tempestades e sobre as tempestades da vida testificam de sua pessoa. Dizem-nos que Ele é Deus e que Ele está no controle de todas as situações da vida. Quando as tempestades vêm, elas são projetadas para levar-nos ao lugar, os discípulos se encontravam no final: em nossos joelhos em adoração perante Ele.

Aqui está um segredo para tornar a tempestade muito mais suportável para você: Não espere até que a tempestade passe para se curvar diante dEle. Se curve agora, enquanto as ondas ainda estão ameaçando seu barco. Se curve agora, enquanto os ventos ainda são contrários a você. Não espere até o céu azul ser visto para se humilhar perante o Senhor. Nada revela a sua fé no Senhor mais do que você estar disposto a aceitar a Sua vontade e amá-lo, mesmo quando as coisas parecem o pior para você. Se prostre perante ele, isso é honrar o Senhor!

Conclusão: Às vezes, é difícil ver as bênçãos na tempestade, não é? Às vezes é difícil imaginar o Senhor trazendo algum bem do que você está passando. Eu não conheço a natureza da tempestade você está enfrentando esta noite, mas eu conheço Aquele que ainda caminha sobre as ondas. Eu sei que você vai trazer a sua necessidade diante dEle, Ele vai ouvir você e Ele irá ajudá-lo esta noite. Quem sabe, Ele poderia simplesmente aparecer esta noite andando a passos largos em sua tempestade. Se você precisa da ajuda daquele que anda sobre as ondas, então este altar está aberto para você. Traga a sua necessidade para Jesus e deixe que Ele faça a vontade dele em sua vida. Você vai fazer isso agora?

Pr. Aldenir Araujo

30 de novembro de 2015

Não Perca A Sua Canção
Não Perca A Sua Canção
Texto: Salmo 137:1-9
Introdução: Cantar pode ser uma expressão de tristeza. Mas quando encontramos alguém cantando na Escritura é geralmente apontando para momentos de grande alegria. Cantar está também ligado ao nosso culto para com Deus.
O problema em nosso texto foi que o povo do Senhor foi levado para o cativeiro. Como resultado, eles haviam perdido a canção.
Muitos do povo de Deus hoje perderam sua canção. Eles não têm a alegria, a emoção, e a devoção para com Deus que eles deveriam ter.
Na sequência do arrependimento de Davi, ele orou e pediu a Deus para restaurar-lhe a "alegria" da salvação. Não que ele tivesse perdido seu relacionamento com Deus, mas por causa do pecado em sua vida, ele tinha perdido a "alegria" que deve acompanhar um relacionamento correto com Deus.
Para Davi, foi sua desobediência a Deus. Para Israel, foi seu orgulho e rebelião.

I. Não deixe a perseguição tirar sua canção.

João 16:33 “Tenho-vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”.
A. O Senhor nos lembra que, enquanto estamos neste mundo, teremos tribulação ou provações.
1. Esta é a regra de vida para um crente.
2. Tiago nos lembra que devemos nos alegrar quando nos encontramos no meio de todos os tipos de provações. (Tiago 1:2)
3. Pedro explicou que as provações vêm para aperfeiçoar a nossa fé. (1 Pedro 1:7).
B. Jesus disse: "... tende bom ânimo, eu venci o mundo"
1. Enfrentamos muitas dificuldades e provações nesta vida, mas devemos lembrar ... este mundo é apenas temporário!
2. Se nascemos de novo, nós temos a vitória através de Jesus Cristo!

II. Não deixe a dor tirar sua canção.

A. A dor vem em muitas formas.
1. A dor física e o sofrimento vêm para todos nós em nossa carne.
2. As dores, as aflições e fraquezas são uma parte da nossa existência.
3. Muitas vezes, a dor emocional e o sofrimento que experimentamos pode tirar a nossa música.
B. Deus é o Deus de toda consolação.
1. Dor e tristeza lembra que precisamos ser consolados, e que o conforto vem de Deus.
2. Deus usa a nossa dor para nos preparar para ministrar aos outros.

III. Não deixe as pessoas tirar sua canção

João 16:22 “Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas eu vos tornarei a ver, e alegrar-se-á o vosso coração, e a vossa alegria ninguém vo-la tirará”
A. Quanto mais eu vivo, mais eu estou convencido da depravação do homem!
1. Depravação = fala da natureza decaída da humanidade.
2. A Bíblia declara que todos pecaram.... Não há justo, nem um sequer!
3. Eu acredito nisso! Quando você vê o que as pessoas fazem umas às outras ... como você pode não entender esta verdade bíblica?
B. As pessoas machucam umas às outras.
C. Até mesmo o povo cristão machuca uns aos outros!
1. Eles mentem e fazem fofocas sobre os outros.
2. Eles falham conosco, nos abandona e nos decepciona!
3. Eles fazem o que nunca imaginamos que eles fariam ... Salmos 27:10 “Se meu pai e minha mãe me abandonarem, então o Senhor me acolherá”
4. Deus promete estar conosco quando os outros nos abandonam!
5. A frase "me acolherá" literalmente significa reunir para Si.

Conclusão: A Bíblia nos diz: "Celebrai com júbilo ao Senhor ..." Como é que vamos cantar? Alto e claro! Não deixe que nada nem ninguém tire sua canção!
Talvez você ainda não conhece Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. É Deus quem coloca uma canção em nossos corações, é Deus que nos dá uma razão para cantar! Eu estou falando sobre a canção da redenção. Quando você coloca sua fé e confiança na obra consumada de Cristo no Calvário, Ele vai colocar uma nova canção em seus lábios.

Pr. Aldenir Araujo
Sobrevivendo Aos Ataques Do Inimigo
Sobrevivendo Aos Ataques Do Inimigo
Texto: II Samuel 5:17-25

Introdução: No dia 7 de dezembro de 1941 os japoneses lançaram um ataque surpresa contra a base militar americana em Pearl Harbor. O ataque tirou a vida de mais de 2.300 militares norte-americanos. A maior parte da frota de aeronaves foram danificadas ou destruídas. Oito navios de guerra, 3 destroiers, e 3 cruzadores foram tirados de ação. Dois navios de guerra, Oklahoma e Arizona, foram completamente destruídos. O sucesso do ataque foi devido em grande parte ao elemento surpresa. As forças americanas não estavam preparadas para o ataque.

Os americanos aprenderam muito com o ataque surpresa naquela manhã fatídica. Muitos cristãos foram atacados e derrotados espiritualmente pela surpresa de Satanás. Nossas vidas cristãs são vividas em um campo de batalha espiritual. Eu sou grato por aqueles momentos de descanso, mas parece que a vida consiste em uma batalha após a outra. Nosso texto revela uma batalha na vida de Davi. Há lições valiosas que podemos aprender sobre preparação e sucesso na batalha. Vamos considerar: Sobrevivendo aos ataques do inimigo.

I. A Invasão Do Inimigo (17-18)

- Aqui, mais uma vez, como tantas vezes antes, o povo de Deus é confrontado pelos filisteus. Eles eram uma ameaça constante para a alegria e o bem-estar do povo.

· Nos filisteus vemos uma imagem do sistema mundial, o mal guiado por Satanás, que se destaca como uma ameaça para os remidos. Nós temos um adversário que deseja minar e roubar nossa alegria e bem-estar. Ele não pode tirar a nossa alma; ele não pode mudar o que Cristo fez por nós, mas ele pode criar confusão e causar interrupções em nossas vidas.

· Para superar precisamos entender quem é o inimigo e como ele opera. O ataque de Satanás é ilustrado nos filisteus. Observe:

A. O momento deles (17) - Este era um momento alegre e vitorioso na vida de Davi. O sofrimento de anos foragido havia terminado. Ele havia sido ungido rei sete anos antes, mas esses anos foram cheios de batalha e desânimo. É agora, depois da morte de Saul, que ele foi ungido novamente, rei de todo o Israel. O plano de Deus para Davi como rei estava cumprido.

· Assim que ele assumiu o trono, os filisteus atacaram. Eles não perderam tempo, querendo surpreender Davi antes que ele tivesse tempo para construir suas defesas.

· O inimigo gosta de atacar quando menos esperamos. Muitas vezes a alegria do topo da montanha é interrompida devido ao ataque. Ele gosta de vir enquanto estamos desfrutando das bênçãos de Deus. Não podemos presumir que só porque está tudo bem, estamos imunes ao confronto. Temos de estar vigilantes em todos os momentos. É fácil baixar a guarda quando a vida está boa.

B. A tenacidade deles (17) - Davi não estava lidando apenas com alguns renegados ou um pequeno destacamento; ele foi confrontado com todos os filisteus. Eles tinham vindo com um objetivo em mente, derrubar o novo rei. Eles não iriam parar diante de nada para realizar seu objetivo, trazendo todos os homens disponíveis.

· Devemos estar conscientes de que estamos diante de um adversário determinado. Ele é perigoso, como um cão que tenha sido ferido. Ele sabe que foi eternamente derrotado. Jesus conquistou totalmente Satanás no Calvário. Ele foi mortalmente ferido, mas ele deseja ferir o Senhor através da nossa derrota no pouco tempo que lhe resta.

· Nunca devemos subestimar o poder do inimigo. Ele não está preocupado com o seu bem-estar; ele não se preocupa com a sua casa, a sua saúde ou a sua família. Ele é implacável e vai fazer o que pode para nos derrotar. Esta viagem que nós estamos não é um passeio no parque; é uma batalha, vidas estão em jogo!

C. As táticas deles (18) - Eles se estenderam pelo vale. Este era um filme de intimidação. Eles queriam criar medo no coração de Davi. Queriam que eles se concentrassem em seus números em vez de seus próprios planos para a batalha.

· Satanás gosta de usar táticas de medo. Ele gosta de se concentrar sobre os nossos medos e problemas em vez de o Senhor. Deixe-me lembrá-lo que ele é um inimigo derrotado! Mantenha seu foco em Jesus; olhe para Ele e nunca baixe a guarda. Defenda sua posição em face da adversidade, através do poder de Deus.

· Uma vez que você ganhou a vitória, permaneça vigilante, porque ele virá novamente. Satanás está buscando toda e qualquer oportunidade para atacar.

II. A Reação De Davi (19-23)

- As coisas pareciam difíceis para o novo rei. A alegria de seu reino tinha sido interrompida pelo inimigo. Ele não tinha solicitado, mas o problema veio com ele.

Não temos de procurar problemas; eles vão nos encontrar! A chave para superar as batalhas da vida é encontrada dentro da nossa reação, e a reação de Davi resultou em vitória. Estes versículos ensinam a grande verdade na forma como a nossa resposta pode e vai trazer a vitória. Observe:

A. A prioridade de Davi (19a) - Ele consultou ao Senhor; Davi orou! A primeira coisa que fez foi procurar a ajuda de Deus. Ele não chamou as tropas, procurou um compromisso, ou planejou uma estratégia de saída, caso as coisas ficassem ruins, ele orou. Ele tinha estado nesta posição antes e Deus tinha fornecido, mas ele consultou a Deus.

· A nossa prioridade quando o inimigo ataca deve ser a oração. Ele conhece a batalha que enfrentamos, a força que precisamos, e como isso tudo vai dar certo. Quando o problema vem; busque a Deus! Não comece tentando descobrir como sair do problema ou resolvê-lo. Não comece tentando reunir as tropas. E por todos os meios não aceite a derrota. Buscai o Senhor em todas as situações. Salmos 25:5 – “Guia-me na tua verdade, e ensina-me; pois tu és o Deus da minha salvação; por ti espero o dia todo”.

B. A obediência de Davi (20-21) - Depois de consultar a Ele, o Senhor instruiu Davi para subir contra o inimigo. Ele prometeu entregá-los na mão de Davi. Davi não perdeu tempo. Ele não esperou alguns dias, discutiu com Deus, ou procurou outra opinião. Ele fez o que Deus ordenou.

· A força e a graça de Deus são dadas para aqueles que são obedientes. Alguma vez você já orou e não gostou da resposta de Deus? Ele já mostrou algo em Sua Palavra que você não gostou? Nós não podemos debater com o Senhor; Ele sabe melhor. Uma vez que nós fomos ensinados à Sua maneira, somos obrigados a seguir.

· Observe que Davi não apenas derrotou os filisteus; ele também destruiu os seus ídolos, V.21. Há algumas coisas que sabemos que são corretas. Os caminhos de Deus são sempre corretos. Seja obediente!

C. A dependência de Davi (22-23) - Depois da derrota inicial, os filisteus vieram novamente. Lembre-se que o inimigo sempre retornará. Devemos ser cautelosos em tempos como estes. Davi tinha garantido uma batalha, mas ele não assumiu que a vitória estava garantida. Ele tinha estado em situações semelhantes, mas ele não tinha esquecido a sua necessidade de Deus.

· A batalha não é nossa; ela pertence a Deus. Muitos cristãos têm ficado em apuros, tentando lidar com problemas por conta própria. Você pode ter estado nessa situação antes, mas sempre dependa de Deus.

· Israel sofreu a derrota em várias ocasiões, porque eles entraram em uma batalha com orgulho em vez de Deus. Há momentos em que o Senhor nos quer parados e deixá-lo trabalhar. Ele pode estar pronto para lutar a batalha por nós.

III. A Provisão de Deus (23-25)

- A derrota de Davi seria muito provável se ele tivesse passado na frente de Deus. Sua reação trouxe a provisão de Deus.

A. Sua Orientação (23) - Na segunda ocasião, Deus não queria que ele enfrentasse o inimigo. Ele queria mostrar Seu poder. Deus levou-os a um monte de amoreiras.

· Davi, um homem valente, teria provavelmente desejado cortar a cabeça do inimigo, mas ele seguiu a Deus. A vontade de Deus não vai levar você onde a Sua graça não pode mantê-lo. Estar na vontade de Deus é sempre o lugar mais seguro para estar. Salmo 48:14 – “Porque este Deus é o nosso Deus para todo o sempre; ele será nosso guia até a morte”.

B. Sua Presença (24) - Davi foi instruído a esperar até que ele ouvisse o som de uma marcha pelas copas das amoreiras. A presença do Senhor estaria com ele e passaria adiante dele!

· Você não está feliz que nós não temos que lutar nossas batalhas sozinho? Nós podemos encontrar descanso, segurança e vitória na presença de Deus. Quando a presença e o poder de Deus estão do nosso lado o inimigo tem que fugir.

· Eu não sei o que pode vir hoje ou o que vou enfrentar o amanhã, mas sei que ele vai estar lá comigo cada passo do caminho! Deus vai estar lá em sua fornalha ardente, na sua cova do leão, ou mesmo em sua prisão.

C. Sua libertação (25) - Davi seguiu a Deus e Ele trouxe a vitória. Ele livrou Davi e derrotou o inimigo.

· Houve momentos em que senti a derrota era iminente, mas Deus interveio em meu favor! A batalha pode estar furiosa em sua vida hoje, mas, coragem no Senhor. Ele é capaz de lutar nossas batalhas e livrar-nos do mal.

· Satanás pode causar-lhe sofrimento e dor, mas ele não pode destruir aqueles que pertencem a Deus. Servimos Aquele que pode fazer uma estrada no meio do mar. Ele pode fazer grandes e poderosas paredes ruir. Ele pode derrubar os gigantes em nossas vidas. Temos Seu poder para nos libertar. Salmos 34:7 – “O anjo do Senhor acampa em redor dos que o temem, e os livra”. Quando a batalha se trava, basta ouvir o som nas amoreiras!

Conclusão: A vida é dura, mas Deus é maior do que o que quer que nós enfrentamos. Nós todos teremos batalhas para lutar, mas nós não estamos sozinhos. Talvez você precisa buscar a orientação do Senhor em sua vida para sobreviver ao ataque do inimigo.

Talvez você nunca confiou em Cristo para a salvação. Você não conhece a alegria de Cristo lutando suas batalhas. Por que não vir e buscar o Senhor para receber a salvação para que você também possa desfrutar de Seu grande poder em sua vida também?

Pr. Aldenir Araujo

27 de novembro de 2015

Abundantemente Rico, Tragicamente Pobre
Abundantemente Rico, Tragicamente Pobre
Texto: Marcos 10:17-22

Introdução: Vivemos em um mundo onde grande ênfase é colocada na posição social. Nós geralmente somos medidas pelo nosso status financeiro e social. A maioria acredita que o sucesso envolve grandes contas bancárias, acompanhados por uma vida de poder e prestígio. As pessoas já não são julgadas pelo caráter e integridade, mas pelo que elas possuem e os cargos que ocupam.

Nosso texto revela uma jovem, que pelos padrões dos nossos dias, tinha tudo. Ele era rico, bem conhecido, e influente. No entanto, Jesus considerou-o sem a única coisa que importa mais, o que garante a vida eterna!

Você já desejou uma vida de luxo? Você já sentiu que sua vida não é bem-sucedida?
Você está constantemente buscando mensurar os padrões estabelecidos pelo mundo em que vivemos? Quando olhamos para esta passagem, compare sua vida com este jovem. Você pode encontrar-se faltando, ou você pode ser muito mais rico do que você imagina! O homem só vê a aparência, mas Deus vê o coração. As coisas nem sempre são como parecem. Eu quero examinar as qualidades que este jovem possuía enquanto nós consideramos o pensamento: abundantemente rico, tragicamente pobre.

I. Ele Estava Procurando. v. 17

"E quando ele tinha saído pôr a caminho, veio alguém correndo, e ajoelhou-se para ele e perguntou-lhe: Bom Mestre, que devo fazer para que eu possa herdar a vida eterna?"
1. Primeiro de tudo, precisamos entender a posição do homem. Nosso texto, bem como os Evangelhos de Mateus e Lucas, nos diz que ele era rico. Mateus 19:22 revela que ele era jovem, e Lucas 18:18 nos diz que ele era um governante.
2. Ele tinha se tornado muito bem-sucedido na vida. Ele parecia ter tudo, juventude, riqueza e poder. Estas são coisas que a maioria das pessoas deseja. Mesmo com tudo isso, havia algo faltando. Sua vida tinha um vazio com necessidade de enchimento. Encontramo-lo em busca de uma coisa para tornar sua vida completa.
3. Há um senso de urgência sobre ele. Ele veio correndo para Jesus na esperança de encontrar o que lhe daria a paz em sua alma. Ele tinha tudo o que se desejaria aproveitar a vida, mas ele não estava preparado para morrer. Ele tinha obtido riqueza e poder e ainda assim ele não estava satisfeito.
4. Pode haver alguém aqui hoje como ele estava. Você pode ser muito bem-sucedido na vida, gozando de boa saúde, muito dinheiro, um bom trabalho, mas você não possui a verdadeira paz. Se você está à procura de paz em sua alma, ela pode ser encontrada em Jesus. Só Ele pode satisfazer o anelo da alma.

II. Ele Era Leal. v. 19-20

"Sabes os mandamentos: Não matarás; não adulterarás; não furtarás; não dirás falso testemunho; a ninguém defraudarás; honra a teu pai e a tua mãe. Ele, porém, lhe replicou: Mestre, tudo isso tenho guardado desde a minha juventude".
1. Ele estava vivendo uma vida boa e moral. É possível que ele era um governante na sinagoga. Ele havia seguido a expectativas que a religião exigia. Ele havia guardado os mandamentos desde a sua juventude.
2. Ele estava contando com boas ações e vida limpa e moral para garantir a sua salvação. Mateus 19:20 “Disse-lhe o jovem: Tudo isso tenho guardado; que me falta ainda? ” O rico, jovem príncipe estava confuso e angustiado. Em sua mente, ele tinha feito tudo o que era necessário para ser aceitável a Deus.
3. É evidente que nossas igrejas estão cheias de pessoas leais. Há muitos, como ele era, fiéis em frequentar a igreja. Eles vivem uma boa vida e presume que é suficiente. Isto é duro, mas é verdade: o inferno vai estar cheio de boas intenções. Mateus 7:21-23 “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade”. A salvação não é obtida através de ser membro de uma igreja, recitar as Escrituras, boas obras ou uma vida moral; mas por meio da fé no Senhor, Jesus Cristo. Você pode ser leal à igreja, mas deve haver um relacionamento pessoal com Cristo. Necessário vos é nascer de novo!

III. Ele estava em falta. V. 21

"E Jesus, olhando para ele, o amou e lhe disse: Uma coisa te falta; vai vende tudo quanto tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, segue-me".
1. Ele tinha um currículo impressionante. Ele era um homem de riqueza e posição. Ele certamente era bem estimado por aqueles que o conheciam. Ele era provavelmente causava inveja em muitos. Ele deve ter pensado que a vida era boa. Em meio a todo esse sucesso, ele descobriu que lhe faltava algo.
2. Nossa aceitação ao Senhor não é baseada em realizações terrenas. Nosso status na sociedade não tem nada a ver com a salvação. É um dom gratuito de Deus que deve ser aceito com um coração aberto. Exteriormente pode parecer que temos tudo em ordem, mas Deus conhece o coração. Se você está confiando em membros da igreja, boas obras, ou em outras coisas para chegar ao céu, está lhe faltando algo também.
3. Ele tinha religião, mas nenhuma relação. Ele era um líder, mas não tinha Senhor. Jesus estava interessado em uma vida que se rendesse. Suas riquezas ficaram no caminho da salvação.
4. Deus não espera que você liquide seus bens e dê tudo para a igreja, mas Ele espera uma vida de renúncia. Isto exige obediência. Devemos tomar a nossa cruz e segui-Lo. Qualquer coisa que se interpõe entre você e Jesus deve ser abandonado. Marcos 8:36 “Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua vida? ” Sem rendição completa, (negar a si mesmo, tomar a nossa cruz e seguir a Jesus), você vai estar em falta diante do Senhor!

IV. Ele Estava Perdido. v. 22

"Mas ele, pesaroso desta palavra, retirou-se triste, porque possuía muitos bens".
1. Aqui está a grande tragédia desta passagem. Ele tinha conhecido Jesus e aprendeu o caminho para a vida eterna. Ele escolheu agarrar a vida que ele tinha. Ele escolheu as posses terrenas sobre Jesus.
2. Ele enfrentou uma escolha, assim como nós. Você pode ter que escolher sobre o dinheiro, o pecado, os prazeres da vida, a família, ou amigos. No entanto, antes de decidir, deixe-me perguntar uma coisa: essa escolha vale a sua alma? Não há nada que vale a pena negociar sua alma em troca.
3. Eu não encontro nenhum registro deste homem, depois deste dia. Vamos supor que ele viveu uma vida longa e próspera. Houve um dia, no entanto, que a morte começou a chegar ao seu corpo. Sua juventude foi embora. Sua posição de autoridade teria sido entregue a outra pessoa. Toda a riqueza que ele tinha acumulada não poderia prolongar sua vida; ele não poderia comprar um segundo de tempo. É possível, que deitado em seu leito de morte, ele considerou a conversa com Jesus anos antes? Quando ele fechou os olhos na morte, ele encontrou-se no inferno porque ele tinha escolhido status sobre a salvação. Tudo o que ele tinha se tornou nada. Não seja como o jovem rico. Há esperança para você hoje!
4. Este é um relato trágico nas Escrituras, mas não tem que terminar desta forma. No meio de tal tragédia, há esperança. Por último observe:

V. Ele Era Amado. V. 21

"E Jesus, olhando para ele, o amou".
1. O jovem estava focado em sua riqueza e posição. Ele queria ter a certeza da vida eterna, mas ele não estava disposto a entregar-se, a fim de seguir a Jesus. Isso é trágico porque Jesus o amava. Certamente Jesus conhecia o seu coração. Ele sabia que o jovem rico, governante não tinha real desejo de seguir a Cristo, e ainda assim ele o amava de qualquer maneira. Este jovem se afastou de salvação sendo amado por Jesus.
2. Você é amado também. Você pode estar vivendo a vida e procurando tudo o que este mundo pode oferecer. Seu foco pode ser consumido com o desejo de obter mais do que você possui atualmente. Você talvez não tenha dado qualquer pensamento para Jesus ou a condição eterna de sua alma. Independentemente de onde você está na vida ou como você se sente a respeito de Cristo, por favor, saiba que você é amado por Ele. Romanos 5:8, “Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós”. Ele deseja salvá-lo hoje.

Conclusão: Você está procurando por esse meio de paz e conforto que este mundo não tem sido capaz de fornecer? Eu acredito que você já percebeu que a frequência à igreja e a vida moral não são suficientes. Eles são bons e devemos ser fiéis em ambos, mas eles não podem salvar. Você já percebeu o que está faltando?

Se assim for, você não tem que continuar nesse estado. Se você está confiando em outra coisa, e não no sangue derramado de Jesus, venha a Ele hoje e receba a salvação. Toda a riqueza e influência nesta vida não pode evitar a morte e não pode assegurar a salvação.

Pr. Aldenir Araujo

23 de novembro de 2015

Poderá Deus?
Poderá Deus?
Texto: Salmo 78:12-20

V. 19 "Também falaram contra Deus, dizendo: Poderá Deus porventura preparar uma mesa no deserto?"

Introdução: Parece com a gente, às vezes, não é? Dizemos que queremos servir o Senhor e conhecer a Sua vontade, então quando Ele nos diz o que Ele quer que façamos, muitas vezes nos recusamos ao que o Senhor está fazendo. Este era o problema de Israel. Eles foram chamados para fora do Egito para seguir o Senhor pela fé. No entanto, eles pareciam duvidar constantemente do poder, das promessas e da presença de Deus enquanto viajavam pelo deserto. Toda a atitude de seus corações é resumida na questão de duas palavras que expressaram: "Poderá Deus?"

Quando eles fizeram essa pergunta, eles duvidaram tudo a respeito do Senhor. Eles precisavam de uma lição de confiança. Esta noite, eu percebo que nós somos muito parecidos com Israel. Nós muitas vezes perguntamos "Poderá Deus?" Hoje, eu quero que nos vejamos pelas Escrituras que "Deus pode!" O Deus que servimos ainda é o Senhor da glória. Ele ainda é o Rei dos reis e ele ainda é capaz de fazer todas as coisas que ele afirma ser capaz de fazer.

I. A Condição Do Povo

A. Eles eram infiéis - (v. 20, 41)
1. Aqui está um povo que chamavam a si mesmos pelo nome de Deus.
2. Aqui está um povo que deveria ter confiado no Senhor sem reservas.
3. No entanto, eles pareciam alheios ao poder de Deus em seu meio.
4. Não é muito parecido com o povo do Senhor hoje?
5. Em vez de confiar em Deus e viver pela fé, preocupamo-nos e nos afligimos.
6. Mas isso não tem que ser assim!
7. Temos um Deus em quem podemos confiar, sem reservas e sem medo. (João 20:27) “Depois disse a Tomé: Chega aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; chega a tua mão, e mete-a no meu lado; e não mais sejas incrédulo, mas crente”.
B. Eles eram esquecidos - (v. 7; 42)
1. Parece que a nação de Israel simplesmente não conseguia se lembrar de todos os milagres maravilhosos que Deus havia realizado em favor deles.
2. A nação de Israel sofreu um ataque grave de esquecimento.
a. Esqueceram de como Ele os havia libertado do Egito pelas pragas.
b. Como Ele dividiu o Mar Vermelho.
c. Como Ele purificou as águas de Mara.
d. Como ele colocou os seus inimigos em fuga.
e. Como ele mesmo tinha provado ser Deus e ser todo poderoso uma vez e novamente.
3. Eles esqueceram do poder de Deus que tinham testemunhado em suas vidas.
4. Novamente, isso nos descreve, não é?
a. Quantas vezes Deus vem através de nós?
b. Quantas vezes Ele moveu montanhas, separou as águas em nossa vida?
c. Quantas vezes Ele levantou o véu da aflição e sofrimento em nossas vidas e permitiu que a luz de Sua glória alegrasse o nosso dia?
d. Quantas vezes Ele tornou em paz a nossa tempestade?
e. Quantas vezes ele conheceu a nossa necessidade, fez o impossível, e provou ser o nosso Deus?
f. E, quantas vezes nós esquecemos tudo o que Ele fez ontem, quando as provações de hoje vêm à tona?
5. Precisamos dar uma olhada de volta esta noite e lembrar de todas as coisas que Deus fez por nós.
6. Se Deus fez, então, podemos ter certeza de que Ele vai fazê-lo hoje; agora!
7. Precisamos fazer um inventário e lembrar do poder do Senhor quando a próxima tempestade começa a soprar em nossas vidas.
C. Eles eram tolos
1. Ao perguntar "Poderá Deus?", eles demonstraram a ignorância deles com relação ao poder e a pessoa de Deus.
2. Esta mesma cena se repetiu muitas vezes durante o curso da peregrinação no deserto de Israel, e depois que eles chegaram em Canaã.
3. Uma das vezes que vem à mente é quando os 12 espiões foram enviados a Canaã.
4. Enquanto estavam lá, eles encontraram uma raça de pessoas conhecidas como os anaquins que eram gigantes.
5. Quando os 10 infiéis espiões viram os gigantes, olharam para eles e, em seguida, eles olharam para si mesmo e se compararam a gafanhotos, Números 13:33.
6. Na realidade, eles estavam comparando Deus aos problemas.
7. Mais uma vez, somos culpados do mesmo tipo de comparações.

II. O Caráter De Seu Deus

A. Suas Promessas. v. 5-7
1. Israel tinha visto Deus cumprir a Sua Palavra uma vez e outra.
2. Ele sempre foi fiel a fazer o que Ele prometeu fazer por eles.
3. Deus não mudou!
4. Ele ainda é um Deus que cumpre a Sua Palavra!
5. Tudo o que Deus prometeu, Ele vai fazer!
a. (Romanos 4:21) “e estando certíssimo de que o que Deus tinha prometido, também era poderoso para o fazer”.
b. (Tito 1:2) “na esperança da vida eterna, a qual Deus, que não pode mentir, prometeu antes dos tempos eternos”.
B. Sua Atuação. V. 4; 12
1. Ao longo da sua história, Israel tinha disfrutado da presença e do poder de Deus Todo-Poderoso.
2. Uma e outra vez Deus demonstrou seu poder no meio do Seu povo.
3. Imagine ver Ele abrir o Mar Vermelho, cair o maná do céu todos os dias durante 40 anos.
4. Imagine ver Deus derrotar todos os seus inimigos.
5. Imagine a emoção de ver a Sua glória quando Ele desceu sobre o Tabernáculo.
6. Imagine a coluna de nuvem e de fogo. O próprio Deus tinha provado uma e outra vez para Seu povo.
7. Olhe para trás ao longo dos anos e recorde os momentos que o Senhor demostrou seu grande poder em sua vida.
8. Ele provou a você e eu repetidamente!
C. Seu Poder
1. Ao longo da história, Deus tinha provado que Ele era mais forte do que todos os obstáculos que enfrentavam.
2. Ele era mais poderoso do que o Egito e os Amalequitas.
3. Ele provou ser maior do que a sede e a fome deles.
4. Ele foi capaz de superar tudo o que eles enfrentaram por Seu grande poder.
a. (Efésios 3:20) “Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera”
D. Sua Paciência. V. 38
1. Enquanto Deus continuou a mostrar-se forte a favor de seu povo, Israel continuamente faltava a fé para confiar no Senhor como deveriam.
2. No entanto, a Bíblia nos diz que "muitas vezes” desviou deles a sua cólera.
3. Ele foi paciente com eles e os guiou ao longo do caminho com amor e graça.
4. Graças a Deus nós servimos a um Deus paciente!

III. O Desafio Para Hoje. V. 6-8

A. Ter confiança em Deus
1. (Marcos 11:22) “Respondeu-lhes Jesus: Tende fé em Deus”
2. (Salmo 62:8) “Confiai nele, ó povo, em todo o tempo; derramai perante ele o vosso coração; Deus é o nosso refúgio”.
3. (João 14:1) “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim”
B. Esses versículos nos ensinam que devemos confiar nele em todas as nossas necessidades e em cada situação.
1. Quando o mundo torce suas mãos em desespero e dúvida e faz a pergunta "Poderá Deus?"
2. Nós, que cremos na Bíblia nos levantamos e gritamos: "Sim! Deus pode!"
3. O rei Dario perguntou se Deus poderia livrar Daniel, mas na manhã seguinte, ele descobriu que Deus pode!
4. Nabucodonosor questionou se Deus poderia livrar os três jovens hebreus da fornalha ardente, mas logo viu que Deus pode!
5. Os discípulos no barco no meio da tempestade ficaram espantados quando Jesus acalmou o vento e o mar, e descobriram que Deus pode!
6. A viúva de Sarepta, Jairo, Maria e Marta perceberam que mesmo na morte, Deus pode!
C. Guardar os Seus Mandamentos.
1. A fé genuína no Senhor se manifesta sempre em obediência ao Senhor e à Sua Palavra.
2. Lembre-se que, a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus.
3. Quando entramos em Sua Palavra e permitimos que ela entre em nossos corações, transformando nos, então vamos aprender a confiar mais nEle mais e mais.

Conclusão: Lembre-se do caráter de Deus esta noite e lembre-se que Deus pode ... suprir nossa necessidade, superar todos os obstáculos, e nos fortalecer. Você está sem Cristo hoje, Deus pode salvá-lo! Você quer vir a Ele com fé hoje?

Pr. Aldenir Araujo

18 de novembro de 2015

Estudos em Daniel - Proteção de Deus
Estudos em Daniel - Proteção de Deus
Texto: Daniel 6:1-10
Assunto: Deus, o povo de Deus
Título: Estudos em Daniel - Proteção de Deus
Proposição: Na história de Daniel na cova dos leões vemos 1) conspiração, 2) confrontação e condenação, 3) conservação, 4) consternação.
Objetivo: Que o ouvinte esteja familiarizado com a história de Daniel na cova dos leões e esteja familiarizado com as lições desse capítulo.

Introdução:

1. Leia: Daniel 6:1-10
2. Sobre o Texto:
a. Daniel capítulo seis começa exatamente onde o capítulo cinco termina.
b. Dario assumiu o controle do império babilônico.
c. Agora é o império dos medos e persas.
d. Ciro, o persa, eventualmente, assume o controle do reino.
e. Ciro, então, fez voltar os judeus do cativeiro para sua terra natal.
f. A história de Daniel agora acontece sob o domínio de Dario.
Na história de Daniel na cova dos leões vemos ...

I. Conspiração (Daniel 6:1-10)

1. A organização de Dario.
a. Depois que Dario assumiu, ele nomeou 120 príncipes ou governantes sobre o reino.
b. Dentre estes príncipes, havia três presidentes.
c. Daniel foi eleito o primeiro presidente, "porque havia um espírito excelente nele" (versículo 3).
d. Isso deu a Daniel uma influência extraordinária.
2. A insatisfação dos Governadores.
a. Os príncipes não gostaram deste arranjo.
b. Não temos seus motivos em detalhes.
c. No entanto, eles tentaram remover Daniel.
d. Portanto, eles estavam procurando uma ocasião contra ele, mas não conseguiam encontrar.
e. Daniel era um jovem totalmente honesto.
3. A invenção dos Governadores.
a. Os governadores se reúnem e eles bolam um plano.
b. Eles farão o rei aprovar uma lei que se alguém fizer petições a Deus ou outro homem por trinta dias, exceto o rei, seja lançado na cova dos leões.
c. O rei, não sabendo o que eles estavam planejando, assina a lei.
d. Sem dúvida, seu ego ficou bastante elevado por este gesto dos governadores.
4. A prostração de Daniel.
a. Daniel viu que a lei tinha sido assinada.
b. Ele foi para casa e abriu as janelas.
c. Ele orou a Deus como era seu costume.
5. Algumas lições.
a. Lidar com sabedoria com nossos assuntos de negócios vai nos colocar em posições de influência. Provérbios 22:29 "Vês um homem hábil na sua obrar? Esse perante reis assistirá; e não assistirá perante homens obscuros"
b. A honestidade e a integridade de Daniel o manteve fora de problemas. Provérbios 11:3 "A integridade dos retos os guia; porém a perversidade dos desleais os destrói"
c. Ouvir aqueles que massageia nosso ego nos cega para os nossos verdadeiros propósitos. Provérbios 26:28 "A língua falsa odeia aqueles a quem ela tenha ferido; e a boca lisonjeira opera a ruína"
d. Algumas coisas não podem ser comprometidas; a oração é uma delas.
1) A oração é um mandamento (1 Tessalonicenses 5:17).
2) No entanto, o povo de Deus deve ter o desejo de orar. Salmo 55:17 "De tarde, de manhã e ao meio-dia me queixarei e me lamentarei; e ele ouvirá a minha voz"

II. Confrontação e Condenação (Daniel 6:11-17)

1. O Plano consumado.
a. Eles viram Daniel orando como era seu costume.
b. Eles confirmaram a lei.
c. Eles relataram ao rei.
2. O livramento Procurado
a. O rei estava descontente consigo mesmo.
b. O rei procurou fazer com que Daniel fosse salvo.
c. A lei dos medos e dos persas, no entanto, não poderia ser revertida.
3. Daniel condenado
a. Daniel foi jogado na cova dos leões.
b. O rei professou sua confiança de que Deus iria livrar Daniel.
c. A pedra foi trazida e selou a cova do leão com o selo do rei.
4. Algumas lições.
a. Os ímpios estão sempre em busca de capturar os justos em violação de alguma coisa.
1) Salmo 37:32 "O ímpio espreita o justo, e procura matá-lo"
2) Salmo 35:21 "Escancararam contra mim a sua boca, e dizem: Ah! Ah! Os nossos olhos o viram"
b. Devemos pensar bem sobre uma coisa antes de agir sobre ela.
1) Provérbios 16:20 "O que atenta prudentemente para a palavra prosperará; e feliz é aquele que confia no Senhor"
2) Provérbios 25:2 "A glória de Deus é encobrir as coisas; mas a glória dos reis é esquadrinhá-las"
c. Devemos confiar em Deus mesmo nos momentos mais desesperados.
1) Salmo 91:2 "Direi do Senhor: Ele é o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus, em quem confio"
2) Provérbios 3:5-6

III. Conservação (Daniel 6:18-23)

1. A antecipação do rei.
a. O rei em jejum durante toda a noite.
b. Ele não ouviu qualquer reprodução de música.
c. Ele não dormiu.
2. A inspeção do rei.
a. Quando a manhã chegou, o rei correu para a cova dos leões.
b. Ele clamou com voz triste.
c. Ele perguntou se Deus tinha livrado Daniel dos leões.
3. O alívio do rei.
a. Daniel gritou: "Ó rei, vive para sempre"
b. Daniel disse que Deus tinha enviado um anjo e fechou a boca dos leões.
c. Daniel declara sua inocência e diz ao rei que ele não fez nada para machucá-lo.
d. O rei ordenou que Daniel fosse tirado da cova dos leões.
e. Daniel não tinha sido ferido de nenhuma forma.
4. Algumas lições.
a. Temos de levar a sério o verdadeiro perigo dos outros.
1) Parece que a sociedade gosta de rir dos problemas dos outros.
2) Provérbios 24:17-18 "Quando cair o teu inimigo, não te alegres, e quando tropeçar, não se regozije o teu coração; para que o Senhor não o veja, e isso seja mau aos seus olhos, e desvie dele, a sua ira"
b. A realização da esperança traz grande alegria. Provérbios 13:23 "Abundância de mantimento há, na lavoura do pobre; mas se perde por falta de juízo"

IV. Consternação e Proclamação (Daniel 6:24-28)

1. A ira do rei.
a. Aqueles que conspiraram contra Daniel também fizeram uma burla do rei.
b. Ele os levou e os lançou na cova dos leões com suas famílias.
c. Isto demonstrou a ira do rei contra aqueles que manipularam o sistema para seus próprios propósitos.
2. A proclamação do rei.
a. O rei decretou que os homens temessem diante do Deus de Daniel.
b. Este é o Deus vivo.
c. Este é o Deus cujo reino jamais será destruído.
d. Este é o Deus que livra e salva.
e. Este é o Deus que opera sinais e maravilhas.
3. Algumas lições.
a. Se fizermos o mal, devemos esperar a ira do governo. Romanos 13:3-4 "Porque os magistrados não são motivo de temor para os que fazem o bem, mas para os que fazem o mal. Queres tu, pois, não temer a autoridade? Faze o bem, e terás louvor dela; porquanto ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador em ira contra aquele que pratica o mal".
b. Não há nenhuma razão para não crer em Deus. Romanos 1:20 "porquanto, tendo conhecido a Deus, contudo não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes nas suas especulações se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu"

Conclusão:

1. Da história de Daniel na cova dos leões vemos ...
a. Conspiração
b. Confrontação e Condenação
c. Conservação
d. Consternação e Proclamação
2. Convite

Pr. Aldenir Araujo