Continuando nosso sermão sobre a vida do Profeta Elias. Elias, homem de caráter bem fundado, fé e coragem…

A Vida do profeta Elias
Continuando nosso sermão sobre a vida do Profeta Elias.

Elias, homem de caráter bem fundado, fé e coragem… Se você não leu a primeira parte do estudo sobre a vida do profeta Elias, pode fazê-lo aqui

VIII. Elias em Sarepta

Porque Elias era um homem como nós, ele indubitavelmente se perguntou o que Deus tinha reservado para ele quando viu o riacho começar a secar. Uma vez que ele estava confiando em Deus, ele creu e a ajuda chegou. "Veio-lhe então a palavra do Senhor, dizendo: Levanta-te, vai para Sarepta, que pertence a Sidom, e habita ali; eis que eu ordenei a uma mulher viúva ali que te sustente" (I Reis 17:8-9). Elias deveria se levantar, ir para Sarepta e habitar lá. Somente em Sarepta uma viúva lhe daria comida. A palavra Sarepta significa "refino" ou "lugar de fundição". O Senhor estava preparando um vaso limpo para o próximo grande passo em Seu plano de libertação e purificação para Israel.

A. Elias se levantou e foi para Sarepta, v. 10
1. Elias teria que viajar mais de 100 quilômetros a pé, através de um país atingido pela seca, para chegar a Sarepta.
2. Quando chegou à cidade, não procurou um lugar para descansar ou se refrescar.
3. Em vez disso, ele encontrou a pessoa que estava procurando.

B. A viúva foi testada por Elias.
1. Seu nome não é mencionado nem quaisquer outros detalhes.
2. Se ela era rica ou pobre, uma judia ou uma gentia não lhe foi dito.
3. O artigo definido indica que esta era a mulher que Deus tinha em mente.
4. Elias não sabia disso no início, mas testou-a para ver se ela era mesma. V. 10-12
a. Ele pediu-lhe que lhe trouxesse um pouco de água num recipiente que pudesse beber.
b. Quando ela saiu para buscar um pouco de água, ele a chamou para lhe trazer pão também. Note sua resposta no V. 12
1) Ela era pobre e destituída.
2) Ela não tinha recursos, exceto um punhado de farinha e um pouco de azeite.
3) Elias tinha aprendido a confiar em Deus para sua provisão.
4) Ele também tinha aprendido que Deus frequentemente usava caminhos e circunstâncias não convencionais para realizar Sua vontade.
c. Então ele testou sua fé. V. 13-14
1) Na superfície, este terceiro teste de Elias pode parecer egoísta.
2) Ela deveria lhe trazer algo antes que ela ou seu filho fossem servidos.
3) Elias estava testando o coração da mulher.
4) Ela acreditaria na promessa do verso 14?
5) A fé age e espera que os resultados aconteçam.
6) Quando Deus ordena, devemos obedecer, mesmo se o que Deus disse é oposto ao que esperamos.
7) A fé vai em frente e confia em Deus para os resultados.
8) Muitas vezes queremos ver o fim desde o início, mas a fé se contenta em aceitar o que Deus diz.
9) A fé não é ocupada com as dificuldades, mas com o Senhor com quem todas as coisas são possíveis.
10) A fé não é envolvida nas circunstâncias, mas é ocupada com o Deus que controla as circunstâncias.
"Temei ao Senhor, vós, seus santos, porque nada falta aos que o temem" (Salmo 34:9)
"Porquanto o Senhor Deus é sol e escudo; o Senhor dará graça e glória; não negará bem algum aos que andam na retidão". (Salmo 84:11)
Elias, a viúva e seu filho olharam para Deus e se encorajaram em Sua grandeza. Então a viúva iria a vasilha e acharia comida suficiente para aquele dia. Ela levaria o que era necessário, acreditando que, por causa da grandeza e do poder de Deus, haveria refeição suficiente na vasilha novamente no dia seguinte. O mesmo ocorreu com o azeite.
d. Outro teste para a viúva. "Depois destas coisas aconteceu adoecer o filho desta mulher, dona da casa; e a sua doença se agravou tanto, que nele não ficou mais fôlego. Então disse ela a Elias: Que tenho eu contigo, ó homem de Deus? Vieste tu a mim para trazeres à memória a minha iniquidade, e matares meu filho?" (1 Reis 17:17-18)
1) Seu filho ficou doente até o ponto em que já não estava respirando.
2) Isso significa que ele estava morto!
3) Ela estava com medo que isto fosse juízo sobre ela por algum pecado passado.
4) Elias encontrou enfrentou essa situação difícil com segurança tranquilidade. “Respondeu-lhe ele: Dá-me o teu filho. E ele o tomou do seu regaço, e o levou para cima, ao quarto onde ele mesmo habitava, e o deitou em sua cama” (1 Reis 17:19)
a) Elias tinha sido falsamente acusado pela viúva.
b) Elias tinha passado muito tempo na presença do Senhor; de modo que a morte deste rapaz e a injusta acusação de sua perturbada mãe não afetaram seu equilíbrio espiritual.
c) Ele tomou o menino em seus braços e orou. "E, clamando ao Senhor, disse: Ó Senhor meu Deus, até sobre esta viúva, que me hospeda, trouxeste o mal, matando-lhe o filho? ” (1 Reis 17:20)
d) O Senhor o enviara para a casa da viúva, e ela havia cuidado dele durante muitos meses, possivelmente um ano ou mais até então.
e) Elias se perguntou por que Deus tinha permitido que isso acontecesse.
f) Então, somos informados: "Então se estendeu sobre o menino três vezes, e clamou ao Senhor, dizendo: Ó Senhor meu Deus, faze que a vida deste menino torne a entrar nele" (1 Reis 17:21)
5) É claro que Elias cria plenamente que Deus responderia a sua oração.
a) Ele não orou em uma reunião pública, pois alguns assuntos são discutidos com Deus somente.
b) Algumas coisas são realizadas somente quando lutamos em privado na oração.
6) Elias mostrou perseverança.
a) Ele não desistiu, mas estendeu-se sobre a criança três vezes.
b) Somos inclinados a desistir cedo demais.
c) Pedimos a Deus uma vez ou talvez duas vezes, e então, porque não recebemos nenhuma resposta, paramos de pedir. (Lucas 11:8-9) "digo-vos que, ainda que se levante para lhos dar por ser seu amigo, todavia, por causa da sua importunação, se levantará e lhe dará quantos pães ele precisar. Pelo que eu vos digo: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á"
d) Jesus nos adverte a ser persistentes em nossa oração.
e) Quando estamos orando segundo a vontade de Deus, devemos continuar a pedir.
7) Elias estava pedindo algo que não tinha sido previamente registrado em toda a história humana.
a) Não há registro de que Deus tenha ressuscitado alguém dentre os mortos desde o tempo de Adão até o momento em que Elias orou pelo filho da viúva.
b) Elias estava pedindo algo novo na experiência humana, mas ele podia pedir isso porque conhecia a Deus. (Efésios 3:20) "Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera"
c) A vida fluía novamente para o corpo do menino, e Elias o colocou nos braços de sua mãe. (1 Reis 17:24) "Então a mulher disse a Elias: Agora sei que tu és homem de Deus, e que a palavra do Senhor na tua boca é verdade"
d) Não seria ótimo se esse fosse o nosso testemunho?
e) Talvez fosse se confiássemos e obedecêssemos a Deus, mostrando o mesmo espírito de confiança e submissão que Elias demostrou.

IX. Elias se aproxima do dia de seu triunfo

A. Elias era o homem que Deus havia escolhido.
1. Três anos e meio se passaram antes que o profeta dissesse que o fim da fome estava à vista. (1 Reis 18:1-2) "Depois de muitos dias veio a Elias a palavra do Senhor, no terceiro ano, dizendo: Vai, apresenta-te a Acabe; e eu mandarei chuva sobre a terra. Então Elias foi apresentar-se a Acabe. E a fome era extrema em Samaria"
2. O momento do triunfo de Elias estava se aproximando rapidamente.
3. Elias estava correndo perigo de vida ao se aproximar de Acabe após três anos e meio de fome.
4. Ele precisava estar escondido para passar tempo com Deus, assim como para ser protegido do vingativo Acabe.
5. Elias era um homem de obediência.
a. Quando Deus lhe disse: "retira-te" e enviou-o para o ribeiro de Querite, Elias foi.
b. Quando o ribeiro se secou, Deus lhe disse: "Levanta-te, vai para Sarepta... ordenei a uma mulher viúva ali que te sustente" (verso 9).
c. Novamente ele obedeceu e foi abençoado em sua obediência.
d. O terceiro mandamento e promessa foi: "Vai, apresenta-te a Acabe; e eu mandarei chuva sobre a terra" (18:1).
e. Em cada caso houve uma ordem e uma promessa.
f. Como a ordem foi obedecida, a promessa foi cumprida.
g. Elias cumpriu a condição de obediência prontamente em cada caso.
6. A obediência às instruções de Deus é um ato de fé em que a pessoa envolvida se compromete inteiramente nas mãos do Senhor.
a. Trata-se de comprometer a vontade e os propósito humanos na obediência de um Deus soberano. (Salmos 37:5) "Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará".
b. Não se pode encontrar maior ilustração de obediência a Deus do que a do próprio Senhor quando Ele disse: "Minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou" (João 4:34).
c. Elias tinha aprendido o segredo do Mestre, e isso era para ouvir a Sua palavra.
d. Ele também tinha aprendido que devia crer em Deus, o que foi demonstrado por suas ações.
e. Ouvir a Deus foi o primeiro, e crer Nele foi o próximo.
f. Então, quando ele obedeceu a Deus, os resultados que Ele prometeu seguiram-se automaticamente.
7. A vida para nós é também uma vida de fé. (Gálatas 2:20) "Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé no filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim”
a. Se nos comprometemos ao Senhor completamente e sem reservas, Ele trabalhará em nós de tal maneira que Seus propósitos serão cumpridos em nossas vidas.
b. A obediência a Deus é a chave para Suas bênçãos sobre nós.
c. Os israelitas haviam sofrido por 3 anos e meio por causa da sua desobediência, mas por causa da obediência de um homem de Deus, o juízo do Senhor seria retirado.

B. Elias e Obadias. V. 3-7
1. O primeiro homem que Elias conheceu foi Obadias, o mordomo da casa de Acabe.
2. Tudo o que sabemos sobre Obadias é apresentado a nós neste capítulo.
a. Sua vida, como a de Elias, é muito instrutiva para nós.
b. Obadias era um homem temente a Deus que tinha uma posição muito influente na casa de Acabe em Samaria.
c. Obadias ficou chocado quando viu Jezabel matar os profetas de Deus, e sua conduta em preservar um número deles foi altamente louvável.
d. Aparentemente, a fé de Obadias foi mantida oculta daqueles que o rodeavam.
e. Escondemos nossa fé? Mateus 5:16
3. Acabe e Obadias haviam dividido a terra entre eles na busca de pasto.
a. Enquanto Obadias estava procurando, Elias o encontrou.
b. Ele cumprimentou o profeta com estas palavras: "Tu és meu senhor Elias?" (1 Reis 18:7).
4. O medo de Obadias. v. 8-14
a. Elias mandou que Obadias dissesse a Acabe que o estava procurando.
b. A resposta de Obadias foi de medo.
c. Quando a comissão foi dada, ele ficou relutante em obedecer.
d. Ele estava com medo de que Elias desaparecesse antes que ele pudesse voltar com Acabe e que Acabe o mataria.
e. Mas Obadias finalmente aceitou a comissão de Elias e levou a mensagem ao seu senhor.

C. Uma visão do caráter de Acabe
1. Já vimos Acabe como um infiel, um blasfemador, ainda que ele era o rei das dez tribos de Israel.
a. No que diz respeito à sua vida em casa, ele poderia ser descrito como um "marido dominado".
b. É óbvio que sua esposa forte, Jezabel, dominava sua vida.
c. Já vimos que ela impôs sua religião a seu marido e ao seu reino.
2. Enquanto Elias estava a caminho de ver Acabe, o rei também partiu em uma viagem.
a. Elias estava em uma missão pela honra de Deus, o Deus de Israel.
b. Acabe procurava comida para seus cavalos e mulas.
c. Ele não tinha nenhuma preocupação com Deus.
d. Acabe, como rei de Israel, deveria estar mais preocupado com seu povo do que com seus animais.

D. A ousadia de Elias v. 15-16
1. Foi com a ousadia dada por Deus que Elias saiu para encontrar-se com Acabe.
2. A atitude que caracterizou Elias, foi que ele era o servo de Deus e se preocupava apenas com a mente e a vontade de Deus.
3. Elias estava sozinho com Deus.
a. Ele havia sido testado, treinado e ensinado.
b. Conhecia o seu Deus e estava pronto para o que quer que Acabe tentasse fazer.
4. Elias encontra Acabe. V. 17-18
a. Acabe fez uma acusação tola.
b. Ele acusou Elias de ser a causa de todos os problemas.
c. Embora os guarda-costas de Acabe estivessem com ele e podiam matar Elias por ordem do rei, Elias iria entregar a mensagem de Deus.
d. Ele fez de forma simples e direta. V. 18
e. A acusação de Elias contra Acabe e sua casa foi que eles tinham se afastado de Deus e tinha rejeitado Sua Palavra.
f. Qualquer grupo ou nação que fizer isso acaba em problemas, como Acabe e Israel acabaram.
1) Acabe não permitiu que Deus governasse sobre ele nem sua casa nem seu povo.
2) Esta é a atitude de muitas pessoas hoje.
3) Infelizmente, é a atitude de muitos de nós que não negam verbalmente o senhorio de Jesus Cristo.
4) Podemos não rejeitar Seu governo em tantas palavras, mas nossas ações mostram que a rejeitamos.
5) Nossa falta de rendição indica isso.
6) Nosso fracasso em dar nossa vida a Ele sem reservas é a prova de que não estamos permitindo que Ele reine sobre nós.
7) Não o recusamos como Salvador pessoal, mas recusamos-Lhe o lugar de Senhor e Mestre. (Lucas 6:46) "E por que me chamais: Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu vos digo?"
5. Elias desafia Acabe. V. 19
a. Elias, como representante de Deus, deu ordens a Acabe, e o rei cumpriu.
b. Esta era uma situação incomum.
c. Aqui estava um homem sem uma posição governamental.
d. O rei o via como um inimigo mortal.
e. Acabe queria prendê-lo e matá-lo.
f. Mas agora Deus, por meio de sinais, prodígios e ações poderosas, ia derrubar Baal em um dia.
6. Acabe cumpre. V. 20
a. Acabe não ousou desobedecer.
b. Embora ele estivesse procurando a vida de Elias, quando Elias estava diante dele, ele teve medo.
c. O rei viu que Elias era um homem de Deus e que o poder de Deus era com ele.
d. Então Acabe enviou ao povo de Israel e reuniu os profetas de Baal juntamente com eles no Monte Carmelo.

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Aldenir Araujo

Postar Um Comentário:

0 comentário, adcione o seu

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!