Permaneça em Vós a Sã Doutrina

Permaneça em Vós a sã Doutrina
Texto: 1 João 2:24-29

Introdução: Teologia é o estudo de Deus e, embora os teólogos usem o termo regularmente, não é um termo que a pessoa comum usa todos os dias. A palavra “doutrina” pode ser menos intimidante para algumas pessoas, mas raramente se ouve uma pessoa comum falando sobre “sã doutrina”. Podemos substituir a palavra “Evangelho”, mas para a maioria dos cristãos a palavra pode sugerir uma mensagem evangelística sobre Jesus - e muito pouco mais. É verdade, mas João aqui está falando sobre a sã doutrina que o crente deve aprender e permitir que o Espírito Santo armazene em seu espírito para uso diário.

Então, que palavra usaríamos para enfatizar aos novos crentes a importância da sã doutrina? Podemos usar a palavra "verdade" para enfatizar a sã doutrina, mas em uma época em que tantos que professam ser crentes procuram a igreja para se sentirem bem consigo mesmos, e a Escola Dominical como um lugar para ver o amigo, não tenho certeza se muitas pessoas desejam qualquer coisa além do básico.

As pessoas “eu” estão preocupadas com o que vão tirar da experiência cristã. Elas mudarão de igreja ou denominações sem nenhum motivo aparente. Tudo o que elas precisam ouvir é que a música “tal” é um pouco mais emocionante. Elas pensam na oração simplesmente como uma forma de obter algo de Deus, não em termos do que Deus está obtendo delas. Muitos estão procurando por algo que os faça se sentir bem consigo mesmos e que os acelere em seu caminho para o McDonald's, e depois para o cinema, e depois para o shopping e para casa para assistir a um filme na TV.

O que devemos fazer? A maioria dos pregadores sabe o que é pregação popular, e deve haver uma tentação de dar às pessoas o que elas querem - e se o pregador está mais preocupado com moedas e narizes do que alimentar as ovelhas, ele pode muito bem tentar dar a elas o que elas querem. No entanto, Paulo desafia o pregador a “prega a palavra, insta a tempo e fora de tempo, admoesta, repreende, exorta, com toda longanimidade e ensino” (2 Timóteo 4:2).

Após uma reflexão fervorosa, concluí que Deus não me chamou para entreter as ovelhas. Ele não me chamou para traumatizar as ovelhas. Nem me chamou para psicanalisar as ovelhas. Ele me chamou para alimentar Suas ovelhas. Isso exige muito estudo e preparação. Também exige muito mais pregação expositiva do que pregação temática. Há um lugar para sermões tópicos, mas precisamos ter certeza de que o Espírito Santo é Aquele que está nos guiando para preparar e pregar a mensagem.

Sermões sensacionais obtêm uma resposta imediata. Os sermões doutrinários produzem resultados mais duradouros. No entanto, o pregador pode ter que esperar anos para ver os resultados em seu povo.

Deixe-me enfatizar uma coisa - a pregação expositiva deve ser interessante. A pregação doutrinária não deve ser seca e entediante. Estamos proclamando a maior mensagem que o mundo já ouviu - Deus nos livre de que a apresentemos de maneira seca e monótona. Nossa passagem hoje enfatiza a importância da sã doutrina. Duas etapas são absolutamente essenciais. Precisamos primeiro ouvir ou aprender a sã doutrina e, depois, armazená-la em nosso espírito para uso diário.

I. Deixe Que a Sã Doutrina “permaneça em vós”. V. 24-27.

“Portanto, o que desde o princípio ouvistes, permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também vós permanecereis no Filho e no Pai” v. 24

A. Este versículo oferece um contraste entre os verdadeiros crentes e aqueles que negam a Cristo.

1. Os anticristos e os mentirosos negam o Pai e o Filho (2.22).

2. Mas vocês (verdadeiros crentes) devem permanecer na sã doutrina.

a. Eles haviam aprendido a sã doutrina desde o início.

Você pode imaginar alguma igreja tendo instruções melhores do que aquela que recebeu de Paulo, seu fundador; de Timóteo; e por muitos anos, João o discípulo amado?

Independentemente do estilo de pregação, volume ou personalidade do orador, todo pregador deve conscientemente ensinar às pessoas a Palavra de Deus sob a unção do Espírito Santo. Além disso, todo ouvinte precisa entender que está ouvindo um homem de Deus, chamado a pregar a Palavra de Deus; que coloca aquele ouvinte sob a obrigação divina de orar por aquele que está pregando a Palavra, de ouvir e aprender, e de fazer uma aplicação da mensagem sob a liderança - e no poder do Espírito Santo.

B. O que você ouve deve permanecer em você.

1. O que eles ouviram foi o que seus pregadores pregaram e os professores ensinaram.

2. Quando o pregador estava pregando, eles deveriam ouvir e aprender a sã doutrina.

a. Sem dúvida, alguns deles estavam ouvindo.

b. Alguns deles provavelmente não estavam ouvindo.

Você pode deixar o Evangelho habitar em seu coração, ou não. O modo subjuntivo mostra potencial. Os resultados são baseados em sua disposição de receber a Palavra e permitir que o Espírito Santo ilumine seu coração para que você possa entendê-la e guie-o para que possa aplicá-la. Se você estiver disposto, o Evangelho continuará a estar em seu coração e você continuará a permanecer na Palavra.

3. Quando o Evangelho é pregado hoje, as pessoas deveriam estar ouvindo e aprendendo.

Jesus fala ao nosso coração quando ouvimos a pregação do Evangelho. Por favor, nunca permita que ninguém o venda por uma visão inferior da pregação. Se o Espírito Santo conduz a preparação de um sermão, e se Ele está ungindo o pregador quando ele está entregando a mensagem, então Jesus falará aos corações, e Ele falará unicamente quando o Evangelho for pregado. Quando Paulo escreveu: “Portanto, a fé vem pelo ouvir e ouvir pela Palavra de Deus” (Romanos 10:17), o contexto tem a ver com a pregação da Palavra. Isso não minimiza a leitura ou o estudo da Bíblia, mas estabelece uma visão muito elevada da pregação. Quando o Evangelho é pregado no poder do Espírito Santo, Jesus afirma essa mensagem nos corações dos crentes. Infelizmente, a igreja moderna frequentemente não tem a pregação ou os pregadores em alta consideração. Mas a Bíblia sim, e há uma necessidade de voltar à verdade bíblica.

Isso significa que o pregador deve ter uma visão elevada da pregação, e nunca pregar, exceto sob a unção divina para pregar a Palavra. Também significa que aqueles que o ouvem devem fazê-lo com o coração preparado pelo Espírito Santo para ouvir a palavra com humildade. Quando isso acontecer. O Espírito Santo armazenará o que ele ouve em seu coração para uso futuro. Então, o Espírito Santo pode trazê-lo à mente consciente quando ele precisa tomar certas decisões. O lugar para começar a construir respeito pelos pastores e outras pessoas que pregam o Evangelho é no lar. Muita coisa foi boa na ênfase dada ao ministério dos leigos durante o último período do século XX. Também houve um lado negativo, que foi a perda de respeito pelos pastores. Isso não é de Deus, e qualquer um que seja culpado disso precisa se arrepender.

C. Se a palavra permanecer em você, você permanecerá na palavra.

1. Há uma mensagem muito importante para nós aqui.

a. Você pode ouvir a pregação do Evangelho e pode aprender com o ouvir.

b. Você é responsável pela parte de ouvir e aprender.

c. O Espírito Santo está encarregado da parte de permanecer.

d. Você ouve ou lê e aprende em um nível.

e. O que você aprender em sua mente, o Espírito Santo armazenará em seu espírito.

f. O que Ele armazena em seu espírito, Ele “lembrará” conforme você precisar.

“Mas o Ajudador, o Espírito Santo a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto eu vos tenho dito” (João 14:26).

g. Quando você precisar tomar decisões, o Espírito Santo chamará à mente as Escrituras de que você precisa para tomar essas decisões.

Para que você se lembre da Palavra, você deve tê-la ouvido ou lido e o Espírito Santo, que inspirou cada palavra, deve armazenar milagrosamente a sã doutrina - a verdade do Evangelho - em seu espírito (em seu coração) para sua edificação e orientação . Esta é a verdadeira espiritualidade. Sinto muito, pessoal, mas a verdadeira espiritualidade não tem tanto a ver com o quão alto você pula, mas com o quão reto você anda.

II. A Unção de Deus Habita Nos Corações Dos Crentes. V. 25-27.

A. E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna. V. 25.

Se este versículo parece não fazer parte deste contexto, pense novamente. Cada pessoa que recebe Jesus Cristo pela graça por meio da fé recebe a vida eterna. Jesus disse: “Eu lhes dou a vida eterna, e nunca hão de perecer” (João 10:28). Sua salvação eterna está na promessa de nosso Senhor. Estou tão seguro Nele quanto Sua promessa de vida eterna. Além disso, a promessa de vida eterna é a resposta aos críticos da fé, ateus, agnósticos e falsos mestres que professam fé em Jesus Cristo. Esta foi a primeira linha de defesa contra o gnosticismo, pois é a primeira linha de defesa contra os cultos e o paganismo hoje.

Quando estiver em dúvida sobre a sua salvação, lembre-se da promessa. Quando você for atacado por todos os lados pelas forças do diabo, lembre-se da promessa. Quando você estiver confuso com falsos mestres, lembre-se da promessa. Quando outros propagarem uma religião falsa e tentarem convertê-lo, lembre-se da promessa.

B. Estas coisas vos escrevo a respeito daqueles que vos querem enganar. V. 26.

1. “Estas coisas” são as palavras desta epístola.

2. “Estas coisas” denotam a sã doutrina.

3. “Estas coisas” incluem a promessa de vida eterna.

C. O Senhor coloca Seu Espírito em você. V. 27.

“E quanto a vós, a unção que dele recebestes fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como vos ensinou ela, assim nele permanecei”

1. Esta é a “permanência” do Espírito Santo.

2. Aqueles que são habitados precisam ser continuamente cheios do Espírito Santo.

D. Você não precisa de ninguém para ensiná-lo.

1. Isso parece contradizer o ensino claro sobre ensino e exortação.

2. Parece ir de encontro ao ouvir e aprender no versículo 24.

3. Quando parece haver uma contradição, precisamos cavar um pouco mais fundo.

Ryrie, em seu Study Bible Notes diz que “O Espírito que eles receberam os ensinaria a distinguir a verdade do erro” (João 16:13). Ele acrescenta: “O Espírito pode usar professores humanos para fazer isso” (Efésios 4:11-14). Ambos os pontos merecem nossa atenção. No entanto, a ênfase está no ministério do Espírito Santo em ajudar o cristão a distinguir entre a sã doutrina e o falso ensino. Não importa o quão brilhante ou talentoso um professor possa ser, somente o Espírito Santo pode afirmar em seu coração se o que você está ouvindo é verdade bíblica.

O Espírito Santo permitirá que você faça a distinção entre o Cristianismo e o Islã. O Espírito Santo irá capacitá-lo a distinguir entre a Palavra inerrante de Jesus da Palavra de Deus e o Jesus do Mormonismo ou qualquer um dos movimentos da Nova Era. O Espírito Santo o ajudará a distinguir entre a verdadeira Palavra de Deus e uma cópia corrompida como a das Testemunhas de Jeová.

III. Aqueles Que Permanecem em Cristo Não Serão Confundidos na Sua Vinda. V. 28-29.

A. Os filhos de Deus são admoestados a permanecer em Cristo. V. 28.

1. Você vai olhar para o retorno do Senhor com confiança.

a. Isso não significa; se Ele retornar.

b. Significa quando Ele retornar.

c. “para que, quando” significa que o tempo de Seu retorno é incerto.

2. Aqueles que permanecem em Cristo não se envergonharão diante Dele em Sua vinda.

B. A justiça de Jesus Cristo pode ser imputada às pessoas. V. 29.

1. Precisamos saber que Ele é justo.

2. “Todo aquele que pratica a justiça é nascido Dele” V. 29.

Você pode saber disso ou não - mas se você sabe que Ele é justo, você também saberá que todo aquele que pratica a justiça é um crente nascido de novo em Jesus Cristo. A única justiça aceitável a Deus Pai é a justiça de Jesus Cristo, que é imputada àqueles que colocam sua fé e confiança Nele. Deus exige justiça de todos os que desejam estar em Sua presença, mas ninguém pode produzi-la sozinho. Sua maior tentativa é como trapos imundos; é repugnante para Deus. Então, como recebemos a justiça se não podemos produzi-la? É imputado pela graça de Deus a todos os que colocam sua fé em Seu Filho.

Há uma outra coisa que deve ser enfatizada aqui. Não somos salvos praticando a justiça - fazendo boas obras. A prática da justiça é a prova de nossa salvação, não a base para ela. Não podemos ser salvos fazendo boas obras, mas se estamos em Cristo, devemos praticar a justiça. Mas como podemos praticar a justiça se não podemos produzi-la? Nós praticamos a justiça de Jesus Cristo, que é imputada a nós quando cremos Nele. A justiça que praticamos não é a justiça humana, mas a justiça de Cristo, e essa justiça só pode ser produzida em nós por meio do ministério do Espírito Santo.

Conclusão: Se a Palavra de Deus “permanecer em vós, vocês também permanecerão no Filho e no Pai”. Se você permanecer no Filho e no Pai, o Espírito Santo produzirá justiça em e por meio de você. Praticar a justiça é uma questão de graça. A ênfase aqui está em sermos justos. A prática da justiça flui de nosso relacionamento com Jesus Cristo. Somos salvos pela graça e vivemos pela graça. A graça de Deus é a base de todo crescimento e maturidade para todo crente.

A Palavra de Deus está habitando em seu coração? Você está habitando no Pai e no Filho? Você pode dizer honestamente que está “praticando a retidão”? Todo crente tem esse potencial. Confie em Jesus Cristo e o Espírito Santo produzirá justiça em e por meio de você. É pela graça que somos salvos, não por qualquer mérito nosso. E é pela graça que vivemos em retidão, não por qualquer mérito nosso. Se alguém aqui nunca recebeu Jesus Cristo como Salvador e Senhor, você só pode receber se simplesmente colocar sua fé Nele. Se você conhece Jesus Cristo como Salvador, você O coroou como Senhor em sua vida? Hoje é o dia da salvação e este é o momento aceitável.

Postar um comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem
Gostou Desse Esboço? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.