TEORIA DA EVOLUÇÃO
Lição 6

TEORIA DA EVOLUÇÃO

Gênesis 1:1-31

I. INTRODUÇÃO

A. Embora os criacionistas rejeitem a teoria da evolução baseada na verdadeira ciência e na Bíblia, é muito importante que os criacionistas saibam o que os evolucionistas acreditam e porque acreditam nela.

B. A cosmogonia (teorias da criação ou origem do mundo) é um problema entre criacionistas e evolucionistas. Os criacionistas dizem que o mundo veio à existência por um ato direto de Deus. Os evolucionistas dizem que o mundo surgiu por processos naturais. Os evolucionistas fazem uma distinção entre a origem do mundo e a origem do homem. A evolução inorgânica lida com o começo do universo e nosso sistema solar. A evolução orgânica lida com o começo da vida, incluindo o homem.

C. Os evangélicos devem estar cientes do ensino da evolução e ser capaz de refutá-lo, se necessário. Os cristãos não podem refutar a evolução ateísta se não tiverem uma compreensão inteligente do que está envolvido nessa teoria.

D. O objetivo das próximas duas lições será informar os evangélicos de uma maneira geral sobre a teoria da evolução no que se refere à cosmogonia (evolução inorgânica)

II. DEFINIÇÃO DE EVOLUÇÃO INORGÂNICA

A evolução é uma teoria que propõe que a origem do mundo surgiu pelo desenvolvimento natural. Ensina que o universo e nosso sistema solar aconteceram por acaso durante um período de bilhões de anos.

III. INÍCIO DA EVOLUÇÃO

A. Até onde podemos determinar, o conceito da evolução teve seu início por volta de 700 a.C. entre os gregos antigos. A evolução começou com Tales de Mileto (640-546 a.C.) em um esquema muito simples. Outros gregos desenvolveram a teoria, mas ela foi destacada por Platão (427-347 aC) aC e seu aluno Aristóteles (384322 aC), que acreditavam “que uma força proposital criava uma massa primordial de matéria viva a partir da qual todas as formas de a vida das plantas mais simples até os animais mais complexos evoluiu”. No entanto, o principal impulso para a teoria da evolução veio com a publicação da Origem das Espécies, de Charles Darwin, em 1859. Parece que a teoria da evolução de Darwin atingiu um ponto vulnerável da história, o mundo estava se tornando mais secular e estava pronto para aceitar qualquer coisa, exceto uma solução cristã para as origens.

B. A evolução não é uma nova teoria. De fato, ela pode ser encontrada de várias formas entre as tribos mais primitivas da atualidade. Isso indica que a evolução é um produto do raciocínio sem ajuda do homem.

NOTA: Em nenhum lugar da literatura antiga, exceto na Bíblia, é apresentada a ideia de criação ex nihilo.

IV. PRESSUPOSIÇÕES DA EVOLUÇÃO

A. Tempo. Com tempo suficiente, tudo pode acontecer; portanto, os evolucionistas pensam em termos de milhões e até bilhões de anos. Um evolucionista deve ter tempo para fazer seu sistema funcionar.

B. Naturalismo. Os evolucionistas começam com o pressuposto de que o sobrenatural não é possível ou, na melhor das hipóteses, não é provável. Afastando-se de Deus e da revelação direta na Bíblia, o homem buscará respostas naturalistas e racionais para o problema das origens.

V. TEORIAS EVOLUCIONÁRIAS DA ORIGEM DA TERRA

A. Teoria Nebular. O material que formava o sol e os planetas tinha a forma de uma massa rotativa quente, e os gases lançados do meio dessa massa rotativa na forma de anéis foram divididos e resfriados, dando origem a vários planetas do sistema solar.

B. Teoria das Estrelas Errantes. Estrelas errantes no universo retiram massas de gás, que esfriaram e se tornaram planetas.

C. Teoria do estado estacionário. Um número infinito de átomos está sendo formado no espaço. À medida que a matéria é criada, começa a formar nuvens; estes então condensam-se em planetas, estrelas, galáxias e aglomerados galaxiais. Os grupos se afastam de todos os outros grupos e, finalmente, passam além do limite de observação. Assim, a criação é contínua e perpétua no universo. O planeta Terra era apenas uma das nuvens condensadas.

D. Teoria do "Big Bang". De acordo com George Gamow, o universo partiu de um núcleo altamente condensado de prótons e nêutrons que explodiu em um big bang cerca de cinco bilhões de anos atrás. A terra e seu sistema solar faziam parte do big bang.

VI. OBJEÇÕES À TEORIA EVOLUCIONÁRIA DA ORIGEM DA TERRA

A. Matéria Eterna. Nenhuma teoria evolucionária da cosmogonia é capaz de explicar como o material original surgiu. Eles devem dizer que a matéria é eterna. Essa lacuna em nosso conhecimento permanecerá sempre, pois a verdadeira ciência não pode lidar na área de origem. A filosofia pode especular com base em fatos aparentes da ciência, mas mesmo a filosofia não pode ser dogmática. Os evolucionistas ateístas nos dizem que a matéria é eterna, mas não há evidências científicas para provar que algo saiu do nada.

B. Ciência contraditória. A evolução contradiz as leis básicas da termodinâmica (a ciência que trata das ações ou relações mecânicas da energia térmica em relação a outras formas de energia). A lei específica violada é a primeira lei da termodinâmica, chamada de princípio da conservação da matéria e da energia, e afirma que agora nada está sendo criado ou destruído. Ou, dito de outra maneira, hoje nada pode ser criado diretamente, exceto materiais pré-existentes, e os processos presentes não podem ser processos de criação.

C. Acidente. A evolução ateísta afirma que o universo e a terra aconteceram apenas por acidente; que foi por puro acaso que o mundo surgiu. A fórmula dos evolucionistas é matéria eterna, mais tempo, mais chance, é igual a um universo bem ordenado. No entanto, essa fórmula, na realidade, é contraditória a toda ciência observável conhecida.

NOTA: É preciso mais fé para ser um evolucionista do que para ser um criacionista!

D. Rejeição do sobrenatural. A evolução ateísta rejeita a criação direta como uma possível explicação das origens, porque aceita arbitrariamente o pressuposto de que fenômenos sobrenaturais não existem. Ele deve explicar o universo pelo raciocínio humano se rejeitar o conceito de que Deus existe.

NOTA: Talvez um dos grandes problemas do evolucionista seja o conceito de Deus. Pois se Deus existe, todos os homens devem ser diretamente responsáveis ​​perante Ele (Romanos 1:28).

VII. EVOLUÇÃO TEÍSTICA

Os defensores dessa visão sustentam que a evolução foi o método de Deus para criar o mundo e a vida. A evolução teísta é mantida por alguns cientistas e por muitos estudiosos religiosos que ficam embaraçados pelas afirmações confiantes de cientistas incrédulos. Johannes. G. Vox afirma,
Se alguém for evolucionista, sem dúvida é melhor ser teísta do que ateu. Mas é questionável se a evolução teísta pode ser considerada uma forma consistente da hipótese da evolução e se ela pode realmente ser reconciliada com a verdade divina dos três primeiros capítulos de Gênesis. (Johannes. G. Vox, Surrender Evolution: Inevitable or Inexcusable?)

VIII. OBJEÇÕES À EVOLUÇÃO TEÍSTICA.

(1) A Bíblia fala de criações imediatas, não de criação por longos períodos de tempo; (2) Os evolucionistas teístas são forçados a tomar grande parte dos três primeiros capítulos de Gênesis como linguagem figurativa, poética ou mitológica, a fim de adequá-lo ao seu sistema; (3) As várias teorias evolucionárias sobre a origem do mundo não são consistentes com o relato bíblico; (4) Os evolucionistas teístas podem explicar a origem do mundo de maneira satisfatória, mas têm grandes problemas quando se trata de animais e homens; e (5) Essa teoria destrói a distinção entre criação e providência, pois sustenta que Deus criou as coisas por meio de um processo providencial. Zimmerman faz um bom argumento quando diz:
Algumas pessoas acreditam que a evolução é o método de criação de Deus. Eles acreditam em Cristo como Deus e Redentor. Muitos fazem isso. Mas essa posição é baseada em um método altamente questionável de interpretação das Escrituras. (Paul A. Zimmerman, A Brief Catechism on the Theory of Evolution)

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem

Gostou? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.