Caim: O Poder Consumidor do Pecado

Caim: O Poder Consumidor do Pecado
Texto: Gênesis 4

Introdução: Talvez seja o momento de voltarmos à estaca zero e começarmos a repensar nossa compreensão do pecado. Eu gosto de pensar nos seis primeiros capítulos de Gênesis como uma espécie de prefácio da Bíblia. Eu penso nesses capítulos como uma introdução ao resto da Bíblia. Esses capítulos servem de introdução à obra redentora de Deus e aos efeitos do pecado. Em um estilo muito breve, você lê sobre a criação, a beleza de um mundo sem pecado, homem e mulher, e como tudo era bom. Então o pecado é introduzido, e imediatamente vemos as forças destrutivas do pecado na família de Adão e Eva e através de Caim e seus descendentes. Então você lê a violência que o pecado traz e como culmina em Gênesis capítulo seis com o plano de Deus para destruir o mundo. Em seis breves capítulos, temos um vislumbre do poder consumidor do pecado e do plano de Deus de redimir a humanidade do poder e dos efeitos do pecado. Para mim, este é um prefácio do que a toda a Bíblia trata.

Esses capítulos não se destinam apenas a nos apresentar a Deus, mas também a nos introduzir ao pecado. Nesses breves capítulos, temos um vislumbre de como e por que Deus está trabalhando através de sua Palavra para deter as forças malignas do pecado. Mais tempo e espaço é dado às forças malignas do pecado nos capítulos iniciais do que qualquer outra coisa. É extremamente importante que entendamos o pecado e seu poder que tudo consome. Em nenhum lugar isso é mais ilustrado graficamente do que nos efeitos e afetos do pecado em Caim e seus descendentes.

Caim era um lavrador do solo. Ele sabia o que era cultivar o solo, plantar a semente e esperar a colheita. Mas havia outro tipo de semente que foi plantada e cultivada em seu coração. A semente do pecado havia sido plantada no Éden. Caim foi a primeira pessoa totalmente consumida pelo pecado. Em breve forma, Gênesis capítulo quatro começa a desvendar as consequências do pecado sobre a humanidade. Em Gênesis, capítulo quatro, vemos a semente do pecado plantada no coração de Caim. Vemos Caim se tornar um seguidor permanente da "antiga serpente, chamada o Diabo". (Apocalipse 12:9; João 8:44). Deus havia avisado a Caim que o pecado estava à porta de seu coração e desejava consumi-lo. Isso é exatamente o que vemos o pecado fazendo no capítulo quatro.

Tiago nos adverte sobre o poder consumidor do pecado. "então a concupiscência, havendo concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte" (Tiago 1:15). Começa com luxúria. A luxúria vem em muitas formas, mas as formas básicas são desejo de sabedoria, reconhecimento e prazer. Desejo de ser seu próprio Deus, desejo de ser tão sábio quanto Deus e desejo de satisfazer os prazeres dos apetites carnais. Essas são as avenidas pelas quais Satanás tentou Eva. Quando esses desejos são autorizados a assumir o controle, eles trazem o pecado e quando o pecado entra, deixa sua vida em ruínas. Você estará separado de tudo que poderia estar perto e querido para você. Você será uma casca de uma pessoa.

Deus Adverte Caim do Perigo do Pecado

Deus tentou tão gentilmente raciocinar com Caim. Se você fizer bem, você não será aceito? Se você não fizer bem, o pecado que está batendo na porta do seu coração consumirá você.

O que quer que o pecado tenha feito a você e a mim, criou em nós um buraco negro atraindo tudo para si. É como um vácuo; suga tudo para si.

1 Pedro 5:7-10 7 lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. 8 Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar; 9 ao qual resisti firmes na fé, sabendo que os mesmos sofrimentos estão-se cumprindo entre os vossos irmãos no mundo. 10 E o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes sofrido por um pouco, ele mesmo vos há de aperfeiçoar, confirmar e fortalecer”.

Não há substituto para o autocontrole e o estado de alerta quando se trata do pecado. Deus diz que o pecado está à porta desejando entrar como mestre. Pedro retrata o pecado como um leão rugindo à procura de alguém para devorar.

O pecado não está satisfeito em viver em um quarto em seu coração. Quer tomar conta completamente da casa. O pecado não fica satisfeito até que ele domine completamente toda a sua vida. O pecado inicialmente prejudicou o relacionamento de Caim com Deus. Convenceu Caim de que o dano era irreparável. No entanto, não ficou satisfeito até que destruiu o relacionamento de Caim com sua família. Jesus disse: "todo aquele que se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo". (Mateus 5:22) João diz que Caim matou seu irmão porque suas próprias ações eram más e as de seus irmão eram justas. (1 João 3:12)

O Pecado é Progressivo

A primeira prioridade do pecado é reorientar seu pensamento em si mesmo. A Bíblia apresenta apenas duas maneiras de focar sua vida, focar em si mesmo ou focar em Deus. Uma vida focada em si mesmo é como um buraco negro no espaço sugando tudo para ele. Quando nos concentramos em nós mesmos, o pecado nos ajuda a desenvolver muitas filosofias para colocar o eu no centro do nosso mundo. Tudo é feito para melhorar a si mesmo. Considerando que uma vida focada em Deus tem um foco externo. Esta é uma vida que se concentra em Deus e trata os outros como gostaríamos de ser tratados. (Mateus 22:37-39)
Caim focou muito sutilmente seu sacrifício em si mesmo. Tudo o que ele podia ver era o trabalho de suas mãos. Caim preferiu oferecer a Deus os frutos de seus labores. Ele era como muitos hoje que reconhecem a Jesus como o Filho de Deus. Mas eles se recusam a se submeter a Ele como Senhor. Eles desejam vir a Deus em seus próprios termos. A Bíblia é clara, não há aproximação a Deus exceto através daquilo que Cristo conquistou através de sua morte na cruz.

Para mudar seu foco para um foco interno, o pecado procura endurecer o coração. O escritor hebreu diz: "antes exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado" (Hebreus 3:13). O pecado torna o coração de um homem obstinado. Bem, como um coração se torna obstinado? É simples, através do engano. Para tornar um coração obstinado, dá ao coração uma ilusão que distorce a realidade. O coração é iludido por desenvolver uma casca dura em torno dele que torna impenetrável a forças externas. Tudo que o coração endurecido sabe é o que sente, pensa, quer e quais são suas necessidades. Tudo isso é distorcido porque seu foco é limitado a si mesmo, pois tem dificuldade em entender as necessidades de qualquer um fora de si mesmo.

Como o pecado distorce a realidade? Inicialmente, como dissemos mudando seu foco. Então você permite que o coração fique zangado com qualquer coisa que entre em conflito com o que ele sente, precisa ou deseja. A ira é uma excelente maneira de distorcer a realidade.

Gênesis 4:4-5 4 Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura. Ora, atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta, 5 mas para Caim e para a sua oferta não atentou. Pelo que irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante”.

Todo mundo já teve a infelicidade de ter que lidar com uma pessoa irada. Tenho certeza de que muitos tiveram a infelicidade de lidar com cada um de nós em nossa ira. Você já tentou falar racional com uma pessoa que está queimando de raiva? Se já, você sabe que o raciocínio não funciona. Você já esteve em um país estrangeiro onde todos falavam uma língua diferente da sua? Quando eles falavam, você não tinha ideia do que eles estavam dizendo. Até mesmo a linguagem de sinais parece falhar. Bem, quando você fala racionalmente com uma pessoa irritada, a mesma coisa acontece. É como se um de vocês estivesse falando chinês e o outro falando russo, e nenhum de vocês é bilíngue. Essa pessoa não consegue entender sua língua e você não consegue entender a dela. Uma pessoa com ira não consegue entender a razão.

A propósito, aprendi que levantar a voz também não aumenta a compreensão deles. Eu costumava pensar que isso funcionaria. O problema não é cera nos ouvidos. O problema é que, em sua ira, seus olhos se cruzam e isso parece distorcer sua audição e o coração se enche. Um coração duro fecha os olhos e fecha os ouvidos para todos os estímulos externos. Jesus coloca um giro diferente nisso.

Mateus 13:15 “Porque o coração deste povo se endureceu, e com os ouvidos ouviram tardiamente, e fecharam os olhos, para que não vejam com os olhos, nem ouçam com os ouvidos, nem entendam com o coração, nem se convertam, e eu os cure”.

Algumas pessoas pensam que a maneira como você converte almas a Cristo é deixá-las loucas. Elas são realmente mais difíceis de se ensinar dessa maneira. Se você quer preparar alguém para uma queda, faça algo para eles que os deixará irritados. Essa é uma ótima ferramenta do diabo. A ira é o oposto do autocontrole e é uma coisa perigosa. Ela fará com que você faça o que não faria em um momento mais racional.

Uma pessoa com ira é facilmente cegada para a realidade e, portanto, facilmente enganada. Caim estava com raiva. Você percebe o interruptor sutil? Caim era na verdade como muitos de nós, ele estava zangado consigo mesmo, mas o orgulho do nosso coração direciona a ira a outra pessoa.

O Pecado Recusa a Responsabilidade

O pecado recusa a responsabilidade persuadindo um coração irado a olhar para fora de si mesmo em busca de uma causa para sua ira. Na ira de Caim, ele foi enganado e acreditou que sua ira era culpa de outra pessoa. O pecado não permite que você assuma a responsabilidade por seu comportamento. A última coisa que um homem em fúria quer fazer é aceitar a responsabilidade por sua ira. Alguém o deixou irritado. Não é culpa dele. O coração maligno de Caim moveu Caim para atrair seu irmão para um campo e quando ninguém estava olhando, ele matou Abel. O descontentamento de Deus com Caim não teve nada a ver com Abel. Mas um coração irado procura um alvo para desabafar e Abel era seu alvo.

O pecado recusa a responsabilidade convencendo suas vítimas de que seu pecado não será descoberto. Este é o caminho do pecado de nos enganar e acreditar que não haverá consequências para o nosso comportamento. Então Caim engana Abel e o mata pensando que ninguém veria.

Gênesis 4:8-9 8 Falou Caim com o seu irmão Abel. E, estando eles no campo, Caim se levantou contra o seu irmão Abel, e o matou. 9 Perguntou, pois, o Senhor a Caim: Onde está Abel, teu irmão? Respondeu ele: Não sei; sou eu o guarda do meu irmão?”

2 Coríntios 5:10 “Porque é necessário que todos nós sejamos manifestos diante do tribunal de Cristo, para que cada um receba o que fez por meio do corpo, segundo o que praticou, o bem ou o mal”.

Eclesiastes 12:13-14 13 Este é o fim do discurso; tudo já foi ouvido: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é todo o dever do homem. 14 Porque Deus há de trazer a juízo toda obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau”.

Jó 22:12-17 "12 Não está Deus na altura do céu? Olha para as mais altas estrelas, quão elevadas estão! 13 E dizes: Que sabe Deus? Pode ele julgar através da escuridão? 14 Grossas nuvens o encobrem, de modo que não pode ver; e ele passeia em volta da abóbada do céu. 15 Queres seguir a vereda antiga, que pisaram os homens iníquos? 16 Os quais foram arrebatados antes do seu tempo; e o seu fundamento se derramou qual um rio. 17 Diziam a Deus: retira-te de nós; e ainda: Que é que o Todo-Poderoso nos pode fazer?”

O Pecado Traz Juízo

Quão gracioso foi Deus procurar Caim e confrontá-lo gentilmente com sua ira pecaminosa. Mas Caim concentra sua raiva e mata seu irmão.

Gênesis 4:9-10 9 Perguntou, pois, o Senhor a Caim: Onde está Abel, teu irmão? Respondeu ele: Não sei; sou eu o guarda do meu irmão? 10 E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue de teu irmão está clamando a mim desde a terra".

A insolência de Caim é incrível. Ele não apenas está em negando qualquer conhecimento do paradeiro de Abel, como ele parece repreender Deus pela pergunta. Alguns sugerem que pode até haver um jogo sarcástico de palavras para o efeito: "Eu não sei. Devo pastorear o pastor?"

O solo foi amaldiçoado por causa de Adão e Eva. (Gênesis 3:17). Agora a terra foi manchada com o sangue do homem. Agora esse sangue clama a Deus por justiça. Agora Deus vem em juízo para confrontar Caim com seu pecado.

Gênesis 4:11-12 11 Agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para da tua mão receber o sangue de teu irmão. 12 Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e vagabundo serás na terra"

Esta é a primeira vez que vemos os efeitos temporais do pecado em um indivíduo. Este foi um julgamento específico sobre Caim por seu pecado. Foi diferente do solo sendo amaldiçoado (3:17), que foi uma maldição geral do pecado sobre todos, aqui vemos Deus julgando Caim. O juízo foi um julgamento pessoal contra Caim.

O Pecado Diz Que a Vida é Injusta.

Quando olhamos para Caim, não vemos sua ira diminuindo. Nós vemos um indivíduo que a ira consome. Não há arrependimento e a ira só se aprofunda. Observe que ele está irritado com suas circunstâncias. Então ele culpa a Deus pelo juízo severo. A maioria dos pecadores não enfrentará o fato de que suas circunstâncias são criadas por si mesmos. Em outras palavras, Deus estava dizendo a ele que sua ira era sua própria culpa. Se você fizer certo, você se sentirá melhor consigo mesmo.

Gênesis 4:13-14 13 Então disse Caim ao Senhor: É maior a minha punição do que a que eu possa suportar. 14 Eis que hoje me lanças da face da terra; também da tua presença ficarei escondido; serei fugitivo e vagabundo na terra; e qualquer que me encontrar matar-me-á"

Observe que o foco continua a ser o eu: "Minha punição ... eu posso suportar ... você está me expulsando da terra ... eu ficarei escondido de ... quem me encontrar me matará". A ira o impedia de pensar no que ele tinha feito.

Deus garante Caim de sua proteção e coloca uma marca em Caim que será um sinal de que ninguém deve tirar sua vida. Deus assegurou a Caim que, embora a vida humana significasse pouco para ele, Ele o valorizava muito. Ele nem sequer permitiria que o sangue de Caim fosse derramado neste momento.

Gênesis 4:15 “O Senhor, porém, lhe disse: Portanto quem matar a Caim, sete vezes sobre ele cairá a vingança. E pôs o Senhor um sinal em Caim, para que não o ferisse quem quer que o encontrasse”

O Pecado se Torna Desafiador.

Para cegar ainda mais, o pecado se torna desafiador. Uma genealogia parcial é dada dos descendentes de Caim. Moisés relatou isto, creio eu, para evidenciar a impiedade de Caim e a pecaminosidade do homem iniciada na Queda.

Caim estabeleceu-se na terra de Node. Após o nascimento de seu filho, Enoque, Caim estabeleceu uma cidade com o nome de seu filho. Parece que a fundação desta cidade foi um ato de rebelião desafiadora contra Deus, que disse que ele seria um vagabundo e um errante (4:12).

Gênesis 4:19-24 19 Lameque tomou para si duas mulheres: o nome duma era Ada, e o nome da outra Zila. 20 E Ada deu à luz a Jabal; este foi o pai dos que habitam em tendas e possuem gado. 21 O nome do seu irmão era Jubal; este foi o pai de todos os que tocam harpa e flauta. 22 A Zila também nasceu um filho, Tubal-Caim, fabricante de todo instrumento cortante de cobre e de ferro; e a irmã de Tubal-Caim foi Naama. 23 Disse Lameque a suas mulheres: Ada e Zila, ouvi a minha voz; escutai, mulheres de Lameque, as minhas palavras; pois matei um homem por me ferir, e um mancebo por me pisar. 24 Se Caim há de ser vingado sete vezes, com certeza Lameque o será setenta e sete vezes”.

Devemos fazer uma pausa para observar que até mesmo o homem em seu pior momento não está sem a capacidade de produzir aquilo que é considerado benéfico para a humanidade. Para os ímpios, a linhagem de Caim foi a fonte de muito que é louvável. Mas os verdadeiros frutos do pecado são revelados nas palavras de Lameque às suas esposas.

Lameque nos leva ao ponto da história do homem, onde o pecado não é cometido com audácia, mas com orgulho. Ele se gabou para suas esposas de seu assassinato. "Se Caim for vingado sete vezes, então Lameque setenta e sete." Você vê a arrogância. "Se você me matar, então você será vingado setenta e sete vezes"

Deus falou estas palavras para proteger Caim de ser morto das mãos do homem. Lameque torceu e as distorceu para se vangloriar de sua violência e hostilidade. Aqui o homem despencou rapidamente para o fundo do barril! O pecado consumiu a sociedade.

Judas 1:11-13 11 Ai deles! porque foram pelo caminho de Caim, e por amor do lucro se atiraram ao erro de Balaão, e pereceram na rebelião de Coré. 12 Estes são os escolhidos em vossos ágapes, quando se banqueteiam convosco, pastores que se apascentam a si mesmos sem temor; são nuvens sem água, levadas pelos ventos; são árvores sem folhas nem fruto, duas vezes mortas, desarraigadas; 13 ondas furiosas do mar, espumando as suas próprias torpezas, estrelas errantes, para as quais tem sido reservado para sempre o negrume das trevas”.

O Pecado Traz Morte.

O poder consumidor do pecado é visto nos descendentes de Caim. A ironia do caminho de Caim é claramente marcada. Aqueles que são ímpios não podem suportar aqueles que são verdadeiramente justos. Eles alegam amor fraternal, mas eles não conseguem praticar.

Há um caminho melhor.

Hebreus 11:4 “Pela fé Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho das suas oferendas, e por meio dela depois de morto, ainda fala”.

Gostou Desse Esboço? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.

Caim: O Poder Consumidor do Pecado Caim: O Poder Consumidor do Pecado Reviewed by Aldenir Araújo on agosto 20, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.