Não Ameis o Mundo

Não Ameis o Mundo
Texto: 1 João 2:15-17

Introdução: João advertiu contra amar o mundo - algo que os cristãos devem constantemente se proteger. É enganoso porque parece inocente / inofensivo. No entanto, nos afasta de Deus, nos leva pelo caminho do pecado e nos fará perecer.

Precisamos ter certeza de que tomamos nota da advertência de João.

I. O que significa amar o mundo?

A. Primeiro o que NÃO significa

1. Não significa não amar as pessoas (1 João 4:7; 1 Tessalonicenses 3:12)
2. Não apreciar as bênçãos físicas (Tiago 1:17; 1 Timóteo 4:4)
3. Não reconhecer a beleza na criação (Romanos 1:20; Salmos 8:3-4)

B. Isso é sobre um conflito entre as coisas de Deus e as coisas deste mundo

C. Isso significa que estamos colocando coisas físicas / carnais / temporais no lugar de Deus ou como um rival para Ele - não podemos servir a outros “deuses” (Êxodo 20: 3; Mateus 6:24); não é apenas errado servir a outros "deuses" junto com Deus, NÃO PODE ser feito; Deus exige o primeiro lugar em nossas vidas (Mateus 6:33; Colossenses 1:18)

II. O que acontece se amarmos o mundo?

A. O amor do Pai não está em nós (v. 15) - por quê?

B. Serviremos a um mestre diferente

1. Não podemos servir a Deus e à riqueza (Mateus 6:24)
2. A amizade com o mundo é hostilidade para com Deus (Tiago 4: 4)
3. Cada um de nós servirá algo / alguém (Mateus 6:24; Filipenses 3:19; João 19:15)
4. em última análise, se não estivermos servindo a Deus, serviremos ao pecado (Romanos 6:16)

C. Nós pecaremos e nos separaremos de Deus (Isaías 59:2)

1. Todos nós pecamos (Romanos 3:23; 1 João 1:8, 10)
2. No entanto, como cristãos, devemos evitar o pecado (1 João 2:1; 3:6, 9)
3. devemos exercitar o autocontrole para que não percamos nossa recompensa (1 Coríntios 9:27)

III. As avenidas da tentação

A. Há certas “avenidas” que o diabo usa para tentar nos atrair de volta ao mundo - ele usou isso contra Jesus quando o tentou no deserto (Mateus 4:1-11).

1. A concupiscência da carne (Mateus 4:2-3) - nos faz sentir bem; para satisfazer desejos carnais
2. A concupiscência dos olhos (Mateus 4:8-9) - atraída pelos OLHARES de alguma coisa; desperta a imaginação; muitas vezes pensamos em cobiçar alguém (Mateus 5:27-28), mas não se limita a isso
3. O orgulhoso orgulho da vida (Mateus 4:5-6) - eleva-nos ACIMA dos outros; procura atenção, louvor e honra dos outros para nós mesmos

IV. Como isso afeta nosso destino eterno?

A. O mundo está passando - um dia será destruído (2 Pedro 3:10)

B. Ao escolher o mundo, estamos escolhendo perecer - a mentalidade na carne é a morte (Romanos 8:6); se ganharmos o mundo inteiro e perdermos a nossa alma, isso não trará nenhum lucro (Mateus 16:26)

C. Aquele que faz a vontade de Deus vive para sempre - nós queremos o amor do Pai em nós (v. 15)

1. isso requer obediência (1 João 2:3-6)
2. devemos fazer a vontade de Deus para entrar no reino (Mateus 7:21)
3. Jesus é o autor da salvação para aqueles que lhe obedecem (Hebreus 5: 9)

Conclusão

A. Como cristãos, seremos tentados a amar o mundo - mas isso não deve ser visto como melhor, igual ou complementar ao nosso amor por Deus.

B. Devemos amar a Deus e colocá-lo em primeiro lugar - não permitir que este mundo nos distraia Dele

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá á  disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Nenhum comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!