Vencendo Nosso Gigante Como Davi

Vencendo Nosso Gigante Como Davi
Texto: 1 Samuel 17:40-51

Introdução: Nosso texto hoje vem de um dos relatos mais familiares e reconhecíveis de toda a Escritura. Israel estava enfrentando um inimigo formidável no campeão dos filisteus. Os exércitos haviam se reunido em lados opostos do vale de Elá, a aproximadamente quinze milhas a oeste de Belém. Por quarenta dias, o campeão filisteu, Golias, havia insultado os israelitas para mandar um homem para lutar com ele. O lado perdedor se renderia para servir o vencedor. Ninguém dentro dos exércitos de Israel teve a coragem de lutar com Golias. Tudo isso mudou quando Davi foi enviado por seu pai para levar provisões para seus irmãos, que estavam entre a guarnição dos israelitas.

Essa história ressoa com a humanidade porque é uma história de coragem e vitória. Ela revela que o inimigo pode ser derrotado pela provisão e pelo poder de Deus. Davi era um candidato improvável para enfrentar Golias, e mesmo assim Deus trouxe uma grande vitória. Não somos páreo para o nosso inimigo, mas nunca somos forçados a enfrentá-lo sozinho. Jesus garantiu a vitória para nós e podemos vencer por meio Dele! Como Davi, nós também podemos superar as probabilidades impossíveis e desfrutar da vitória através de Cristo, nosso Senhor.

Vamos aproveitar alguns momentos para visitar os momentos intensos registrados nesta temporada na vida de Davi, conforme consideramos: Vencendo Nosso Gigante Como Davi.

I. A Dificuldade que Davi Enfrentou

- Ao examinar este capítulo, as dificuldades aparecem imediatamente. Para entender completamente a enormidade da situação, devemos considerar outros versículos. Nós podemos ver:

A. Aparentes Diferenças - Esta é a maior “desigualdade” de todos os tempos. Ninguém esperava que Davi tivesse uma chance contra Golias. Havia grandes diferenças em:

- Tamanho – Vv. 4, 42 - “Então saiu do arraial dos filisteus um campeão, cujo nome era Golias, de Gate, que tinha de altura seis côvados e um palmo. [42] Quando o filisteu olhou e viu a Davi, desprezou-o, porquanto era mancebo, ruivo, e de gentil aspecto”. Golias tinha quase 3 metros de altura, e Davi era apenas um jovem, ruivo e de gentil aspecto. Ele parecia uma criança diante de Golias.

- Experiência - V. 33“Saul, porém, disse a Davi: Não poderás ir contra esse filisteu para pelejar com ele, pois tu ainda és moço, e ele homem de guerra desde a sua mocidade”. Davi não tinha experiência em batalha e Golias vinha lutando desde que era jovem. Não havia comparação no nível de experiência dos dois homens.

- Armamento - Vv. 5-7, 40 - “Trazia na cabeça um capacete de bronze, e vestia uma couraça escameada, cujo peso era de cinco mil siclos de bronze. Também trazia grevas de bronze nas pernas, e um dardo de bronze entre os ombros. A haste da sua lança era como o órgão de um tear, e a ponta da sua lança pesava seiscentos siclos de ferro; adiante dele ia o seu escudeiro. [40] Então tomou na mão o seu cajado, escolheu do ribeiro cinco seixos lisos e pô-los no alforje de pastor que trazia, a saber, no surrão, e, tomando na mão a sua funda, foi-se chegando ao filisteu”. A armadura de Golias pesava 125 libras e a ponta da sua lança pesava cerca de 8 quilos. Este gigante estava bem armado para a batalha. Davi foi para a batalha levando o cajado de um pastor, o alforje, que continha cinco pedras lisas e uma funda.

- De uma perspectiva humana, isso não seria uma grande batalha. Parecia que Davi não tinha chance de derrotar um inimigo tão bem preparado e formidável. No entanto, descobriremos que Davi tinha uma vantagem decisiva - ele tinha o Senhor ao seu lado!

B. Acusação e Dúvida. V. 28, 33“Eliabe, seu irmão mais velho, ouviu-o quando falava àqueles homens; pelo que se acendeu a sua ira contra Davi, e disse: Por que desceste aqui, e a quem deixaste aquelas poucas ovelhas no deserto? Eu conheço a tua presunção, e a maldade do teu coração; pois desceste para ver a peleja. [33] Saul, porém, disse a Davi: Não poderás ir contra esse filisteu para pelejar com ele, pois tu ainda és moço, e ele homem de guerra desde a sua mocidade”. Golias tinha ido diante dos israelitas por quarenta dias seguidos, desafiando-os a enviar alguém para lutar contra ele, e todos permaneceram em seus lugares, encolhidos de medo. Logo vem um pastor com coragem suficiente para lutar contra o gigante, e ainda ninguém acredita em sua habilidade. Todos supunham que Davi morreria nas mãos do inimigo.

- O mundo ao nosso redor e o inimigo que enfrentamos nos fazem acreditar que estamos destinados à derrota. Eles presumem que não temos a capacidade de superar e experimentar a vitória. Se estivermos dependendo de nossas habilidades, suas suposições estarão corretas, mas podemos descansar no poder e provisão de nosso Senhor.

II. A Certeza que Davi Tinha

- Enquanto continuamos a examinar este relato milagroso, descobrimos a certeza na vida de Davi e a fé que ele possuía. Observe:

A. Sua Confiança. V. 36-37a“O teu servo matava tanto ao leão como ao urso; e este incircunciso filisteu será como um deles, porquanto afrontou os exércitos do Deus vivo. Disse mais Davi: O Senhor, que me livrou das garras do leão, e das garras do urso, me livrará da mão deste filisteu”. A partir de experiências passadas, Davi expressou sua confiança no Senhor. Saul não acreditava que Davi fosse capaz de derrotar Golias, mas Davi assegurou-lhe que Deus proveria. Sua confiança não estava em sua própria capacidade, mas no Senhor.

- O medo muitas vezes prejudica nossas vidas e nos impede de buscar o que o Senhor nos chamou para fazer, mas podemos descansar com confiança no poder e provisão de Cristo. Ele venceu tudo o que o inimigo jogou nele, derrotando o pecado, a morte e o inferno. Ele ressuscitou triunfante sobre a sepultura, assegurando vitória e vida eterna para todos os que crêem. Não temos nada a temer. Somos mais que vencedores em Cristo!

B. Seu Compromisso. V. 45-47 - Ninguém deveria esperar menos de Davi, mas isso revela muito sobre seu caráter e compromisso com o Senhor. Ele havia falado corajosamente cercado pelos exércitos de Israel, bastante seguro dentro da guarnição. Agora ele estava sozinho diante de Golias. Não havia mais ninguém com ele. Teria sido tentador ponderar a gravidade da situação. A maioria teria questionado - em que eu me meti? Poucos teriam ficado ali, preparando-se para enfrentar Golias na batalha. Davi nunca vacilou; sua coragem permaneceu, mesmo quando estava na presença do inimigo.

- Precisamos do compromisso que Davi possuía. É fácil servir ao Senhor e permanecer corajosamente no conforto do santuário. É fácil compartilhar nossa fé quando estamos cercados por pessoas de fé semelhante. Achamos mais fácil ficar de pé quando não estamos sozinhos e, no entanto, há momentos em que não temos o luxo de outros conosco. Nós também devemos estar dispostos a permanecer comprometidos com o Senhor, mesmo diante de grande oposição.

C. Sua Coragem. V. 48“Quando o filisteu se levantou e veio chegando para se defrontar com Davi, este se apressou e correu ao combate, a encontrar-se com o filisteu”. Davi possuía coragem que excedia as limitações humanas. Quando se deparou com o inimigo, Davi não hesitou. Na verdade, ele correu em direção a Golias, pronto para enfrentá-lo em batalha. Seu medo foi substituído pela fé, proporcionando coragem inabalável diante da morte.

- Admito que essa é uma pregação fácil, mas difícil de praticar na vida diária. Demasiadas vezes permitimos que as nossas preocupações e medos ditem a nossa existência. Em vez de ficarmos corajosamente com o Senhor, corremos de nossas batalhas, procurando um lugar para nos escondermos. Não há razão para o crente temer o inimigo. Ele é um inimigo derrotado. Sua derrota foi decidida para sempre quando Cristo expiou nosso pecado na cruz e ressuscitou na vida da ressurreição! Não devemos procurar problemas, mas não há razão para temer quando o inimigo vem contra nós. Nós não estamos lutando para garantir a vitória; a vitória já foi ganha por nós!

III. A Vitória que Davi Desfrutou. V. 49-51

- Estes versos finais descrevem a grande vitória que Davi desfrutou sobre Golias. Ninguém esperava que ele fosse vitorioso, mas eles não imaginaram Deus na equação. Observe:

A. Sua Dependência. V. 49“E Davi, metendo a mão no alforje, tirou dali uma pedra e com a funda lha atirou, ferindo o filisteu na testa; a pedra se lhe cravou na testa, e ele caiu com o rosto em terra”. Isso revela a dependência que Davi colocou sobre o Senhor. Ele ficou de pé contra o gigante, com nada além de uma funda e uma pedra, esperando que Deus providenciasse para ele. Deus provou ser fiel quando a pedra de Davi atingiu a marca, derrotando Golias com apenas uma das pedras em seu alforje.

- Você já se sentiu como se estivesse enfrentando um poderoso gigante de oposição, e tudo o que você tem são algumas pedras na sua mochila? Se sim, você não está sozinho. O grande encontro de Davi pode ter sido a primeira vitória deste tipo a ser registrada, mas certamente não seria a última vez que Deus proveria para aqueles que dependem Dele. Nossos gigantes não se parecem em nada com o descrito no texto, mas ainda assim têm medo em nossos corações. Como Davi, não temos nada a temer. Nosso Senhor é fiel em prover cada crente e podemos confiar Nele em nosso tempo de necessidade.

B. Sua Libertação. V. 50“Assim Davi prevaleceu contra o filisteu com uma funda e com uma pedra; feriu-o e o matou; e não havia espada na mão de Davi”. Isto afirma que Davi não obteve a vitória através de suas ações, mas Deus proveu a vitória para ele, livrando-o da mão do inimigo. Em seu momento de maior necessidade, Deus providenciou a libertação.

- Isso não foi surpresa para Davi; era exatamente o que ele esperava. Lembre-se do que ele disse a Golias momentos antes - a batalha é do SENHOR, e Ele te entregará em nossas mãos. Não somos páreo para o inimigo, mas não precisamos ser. As batalhas que enfrentamos não são nossas para lutar. A vitória já foi ganha. Nós fomos libertos em Cristo nosso Salvador. Haverá momentos em que devemos agir em obediência ao Senhor, mas Ele nunca espera que lutemos sozinhos em nossas batalhas!

C. A Garantia. V. 51“Correu, pois, Davi, pôs-se em pé sobre o filisteu e, tomando a espada dele e tirando-a da bainha, o matou, decepando-lhe com ela a cabeça. Vendo então os filisteus que o seu campeão estava morto, fugiram”. Em lados opostos do vale, dois exércitos estavam sem acreditar. O gigante havia sido derrotado por um pastor e sua cabeça havia sido cortada como prova. Não podia haver dúvida de que Golias havia sido derrotado e Deus havia trazido uma grande vitória para a nação de Israel. Isto permaneceu como um testemunho duradouro da fidelidade e poder do Senhor.

- Vamos avançar alguns milhares de anos. A cena é muito diferente e, no entanto, há semelhanças. Jesus foi crucificado na cruz. Aqueles que se opunham a Ele achavam que tinham livrado o mundo daquele encrenqueiro blasfemo. Seu corpo sem vida foi enterrado em um túmulo emprestado, e uma pedra foi colocada no lugar para selar o túmulo. Três dias depois, quando Maria foi para ungir o corpo de Jesus, ela fez uma profunda descoberta. A pedra foi rolada e o Senhor não estava mais no túmulo. Ele havia se levantado, exatamente como Ele disse! Isto também permanece como um testemunho eterno do poder e fidelidade de nosso Senhor. Ele já conquistou todos os inimigos que poderíamos enfrentar. O inimigo foi esmagado quando Jesus cumpriu o plano de redenção e ressuscitou na vitória! O que devemos temer? Nosso Senhor está vivo e bem, sentado à direita do Pai, intercedendo em nosso favor. Os recursos do céu estão à nossa disposição através de Cristo, nosso campeão!

Conclusão: Todos nós enfrentamos gigantes que trazem medo e consternação às nossas vidas. Você pode estar enfrentando um gigante de dúvida ou incerteza hoje. Talvez seja um gigante de medo ou culpa. Talvez seja o gigante do pecado. Seja qual for o gigante que você enfrenta, venha a Jesus para obter a vitória completa. Ele já derrotou nossos inimigos e podemos descansar em Sua graça e provisão!

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!


Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá á  disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Vencendo Nosso Gigante Como Davi Vencendo Nosso Gigante Como Davi Reviewed by Aldenir Araujo on abril 12, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.