Vencendo Nossa Relutância Como Gideão

Vencendo Nossa Relutância Como Gideão
Texto: Juízes 6:11-16

Introdução: Viver a vida cristã nem sempre é fácil. Na verdade, somos frequentemente forçados a lidar com dificuldades e lutas. Às vezes nos rendemos à derrota e nos sentimos como se não tivéssemos a capacidade de superar. Tenho certeza de que todos nós lidamos com momentos de insegurança, sem a fé necessária para continuar. O inimigo ama nos ver vivendo com medo e incerteza. Enquanto estamos imobilizados com medo, estamos realizando pouco para a causa de Cristo. Contudo, o Senhor deseja que vivamos vidas vitoriosas Nele. Nós podemos vencer em Cristo. Somos mais que vencedores Nele.

Nosso texto revela dias difíceis e desesperados para o povo de Deus. Eles estavam vivendo na Terra Prometida, mas haviam se desviado do Senhor e O haviam abandonado. Em um ato de castigo divino, Deus permitiu que os midianitas escravizassem Israel e o povo sofreu sob sua pesada mão. Muitas vezes, em tempos de dificuldade, Deus levantará alguém para conduzir seu povo para fora da escravidão e para a vitória. Gideão era um candidato improvável, mas Deus escolheu usá-lo. Muitas vezes o Senhor usa os fracos e inadequados para realizar Sua vontade.

Nós nos encontramos em dias desesperados, mas Deus está procurando aqueles que permanecerão para Ele apesar das dificuldades de nossos dias. Isso exigirá uma forte fé e sacrifício de nossa parte, mas isso pode ser feito. Gideão não teria sido escolhido por seus colegas para liderar esse desafio; mas não foram eles que o escolheram, Deus escolheu Gideão! Podemos pensar que somos incapazes, mas Deus pode nos capacitar para vencer.

Quero considerar os fatores na vida de Gideão que eventualmente resultaram em vitória enquanto refletimos: Vencendo Nossa Relutância Como Gideão.

I. A Ansiedade de Gideão

- Ao considerarmos a vida de Gideão, descobrimos que ele não tinha confiança e estava cheio de ansiedade. Nós também devemos aprender a superar nossa ansiedade quando confiamos no Senhor para fazer o impossível em nossas vidas. Observe:

A. Atividade de Gideão. V. 11“Então o anjo do Senhor veio, e sentou-se debaixo do carvalho que estava em Ofra e que pertencia a Joás, abiezrita, cujo filho Gideão estava malhando o trigo no lagar para o esconder dos midianitas”. Normalmente, naquele dia, o trigo era debulhado na eira, um local reservado perto do campo de colheita, usando bois para estender o grão. É nobre que Gideão esteja trabalhando na colheita, mas ele estava tomado pelo medo. Ele não estava usando tudo o que estava disponível para ele para garantir a colheita. Ele levou uma pequena porção do trigo ao lagar e estava trabalhando em segredo, escondido dos midianitas.

- Infelizmente este é o caso de muitos crentes hoje. Abandonamos a colheita, contentando-nos com um pequeno trabalho em torno da igreja, escondido do mundo. Nós descobrimos que isso é muito mais fácil. Enquanto o mundo não estiver ciente do que estamos fazendo, não teremos que tomar uma posição para o campo. Nós nos tornamos complacentes com o pouco que está sendo feito. Podemos ver um pequeno grão trazido para o celeiro, mas grande parte da colheita permanece no campo. Você provavelmente será atacado enquanto trabalha no campo, mas devemos trabalhar para a colheita. Estou feliz que alguém tenha suportado as dificuldades de trabalhar pela minha alma!

B. A apreensão de Gideão. V. 13“Gideão lhe respondeu: Ai, senhor meu, se o Senhor é conosco, por que tudo nos sobreveio? E onde estão todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o Senhor subir do Egito? Agora, porém, o Senhor nos desamparou, e nos entregou na mão de Midiã”. Ao ouvir o chamado de Deus, Gideão começa a questionar se é uma tarefa digna. Ele reclama da situação que Israel está enfrentando. Se Deus não nos abandonou, por que tudo isso veio sobre nós? Por que Deus não realizou um poderoso milagre e destruiu os midianitas? Gideão parece resignado com o fato de que o sofrimento que eles enfrentavam nunca melhoraria; esta deve ser a vontade de Deus para nossas vidas. Ele decidiu aceitar as coisas como elas estavam.

- Satanás quer que acreditemos que Deus nos abandonou. Ele quer que acreditemos que nossos esforços não farão diferença. Deus é soberano e Ele pode fazer todas as coisas, mas Ele deseja que sejamos trabalhadores na colheita. Não podemos supor que as coisas nunca serão melhores.

- Se você e eu não estivermos dispostos a defender o Senhor e tentarmos fazer a diferença, quem o fará? Eu posso te dizer que não é a vontade de Deus que os homens morram perdidos. Ele veio para quem quiser. Ele não quer que nenhum pereça. O homem trouxe muito sobre si mesmo, mas isso não é o que o Senhor deseja. Há esperança enquanto vivermos no dia da graça.

C. A suposição de Gideão. V. 15“Replicou-lhe Gideão: Ai, senhor meu, com que livrarei a Israel? Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na casa de meu pai”. Gideão começa a questionar a escolha que Deus fez. Ele começa a dizer ao Senhor sobre sua incapacidade em relação à sua herança. “Certamente o Senhor cometeu um erro. Ele não quer que eu me torne um líder”.

- Quem somos nós para questionar a autoridade de Deus? Ele sabia tudo sobre Gideão e Ele nos conhece também. Gideão não foi chamado por causa de quem ele era e ele não era esperado em sua própria capacidade. Este tipo de suposição é a natureza humana. Certamente há alguém que poderia fazer essa tarefa melhor que eu. Quem sou eu para que Deus me queira? Muitas vezes perdemos as bênçãos de Deus porque duvidamos que Deus possa realmente nos usar!

II. A Possibilidade Dentro de Gideão

- Gideão olhou para si mesmo de uma perspectiva humana. Ele descansou apenas em sua própria capacidade. Gideão não tinha ideia do que ele era capaz de realizar. Deus sabia muito sobre Gideão que ele nunca tinha visto antes. Observe:

A. Sua coragem não descoberta. V. 12“Apareceu-lhe então o anjo do Senhor e lhe disse: O Senhor é contigo, ó homem valoroso”. Tudo o que Gideão podia ver era um coração cheio de medo, mas Deus viu um homem valoroso. Essa coragem não seria encontrada dentro de si, mas dada pelo Senhor.

- A adversidade tem uma maneira de trazer o melhor das pessoas. É incrível o que podemos realizar quando somos colocados a prova. Eu me pergunto o que está dentro de nós que está esperando para ser descoberto se nós apenas nos submetermos à vontade de Deus para nossas vidas. Eu nunca sonhei que poderia fazer o que estou fazendo. Eu não estou sozinho ou dentro da minha própria força, mas Deus pode ver mais do que eu poderia imaginar.

- Deus nunca pedirá que você permaneça sem fornecer a força e a sabedoria necessárias em seu coração. Você pode nem perceber que está lá, mas Deus faz porque Ele é Aquele que o colocou lá! Por que não permitir que Deus estenda Sua mão tenra e remova a dúvida para revelar o que Ele colocou em nossos corações?

B. Sua habilidade inegável. V. 14“Virou-se o Senhor para ele e lhe disse: Vai nesta tua força, e livra a Israel da mão de Midiã; porventura não te envio eu? ” Gideão pode não ter entendido completamente ou ter descansado inteiramente no Senhor, mas não lhe foi pedido que se posicionasse contra os midianitas em sua própria capacidade. O Senhor nunca nos enviará para sermos devorados por nossos inimigos. Quando nos posicionamos pelo Senhor, permanecemos em Sua força. Pode parecer que o inimigo logo nos alcançará, mas Deus está no controle.

- Salmo 73:26 – “A minha carne e o meu coração desfalecem; do meu coração, porém, Deus é a fortaleza, e o meu quinhão para sempre”. Deus nunca vai te levar onde a graça dele não pode te manter! Quando percebemos que não estamos em pé em nossa própria capacidade, mas no Senhor, estamos bem no caminho de nos tornarmos vitoriosos. Romanos 8:31 - Se Deus é por nós, quem pode ser contra nós? Se Deus nos enviou, Ele proverá!

C. Seus recursos ilimitados. V. 16“Tornou-lhe o Senhor: Porquanto eu hei de ser contigo, tu ferirás aos midianitas como a um só homem”. Gideão era um homem humilde de meios escassos. Ele não era um homem de poder ou experiência militar. Ele enfrentou uma série de homens valentes que foram temperados em batalha. Eles podiam ter desfrutado do melhor em armas modernas da época, mas Gideão tinha o Senhor. Ele forneceria os recursos necessários para vencer o inimigo.

- Há muito que não podemos resolver por conta própria, mas a batalha não é nossa; pertence a Deus. Não podemos começar a compreender o que o Senhor é capaz de fornecer. Ele livrou os israelitas em face da morte certa no Mar Vermelho. Ele trouxe a vitória através de um pastor e cinco pedras lisas. O cristão tem à sua disposição tudo o que Deus pode fornecer. O que mais poderíamos precisar? Efésios 3:20 – “Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera”.

III. A vitória de Gideão

- Muito poderia ser dito sobre o velo de Gideão e buscar um sinal, mas no final ele foi obediente ao chamado de Deus. Se quisermos permanecer fortes na batalha e continuar na colheita, devemos aprender os princípios que Gideão realizou. Existem alguns passos que devemos praticar para garantir a vitória.

A. Presença da Adoração. V. 25-27a - Gideão estava cercado por aqueles que rejeitaram o Senhor e se voltaram para adorar Baal, incluindo seu pai. Ele teve que restabelecer o altar e a adoração ao Senhor para ser vitorioso. Nós nunca ganharemos a vitória se Deus não tiver a preeminência em nossas vidas. Demasiadas vezes tentamos garantir a vitória sem ele. Em todas as situações que enfrentamos, devemos buscar o Senhor e adorá-lo. Teria sido um esforço fútil sem se submeter ao senhorio de Deus.

- Se quisermos vencer em nossos dias, devemos restaurar os altares em nossas vidas. Deus tem sido negligenciado e ignorado por muito tempo! É hora de lembrar quem Ele é e nossa obrigação de adorar. Uma batalha nunca será vencida sem adoração. Gideão estabeleceu o altar e adorou a Deus antes de avançar contra o inimigo! A adoração deve vir em primeiro lugar, sem exceções.

B. O Poder da Fé. 7:7“Disse ainda o Senhor a Gideão: Com estes trezentos homens que lamberam a água vos livrarei, e entregarei os midianitas na tua mão; mas, quanto ao resto do povo, volte cada um ao seu lugar”. A missão que Gideão tinha sido chamado para fazer era impossível com o homem. Ele começou com 32.000 homens e Deus reduziu esse número para 300. Deus sabia que se Gideão tivesse um grande exército, eles acreditariam que haviam vencido por suas próprias capacidades e força. Esses 300 homens não eram páreos para os midianitas, Juízes 7:12. Gideão ia ter que confiar no Senhor para derrotar o inimigo. Isso requereria fé.

- Muitas vezes enfrentamos situações que estão além do nosso controle. Nós tendemos a nos preocupar com o resultado. A falta de fé impedirá nosso progresso no trabalho que Deus nos chamou para realizar. O trabalho pelo qual somos responsáveis ​​é esmagador. Nós nunca conseguiremos isso sem a ajuda do Senhor. Precisamos desenvolver uma fé como a de Gideão, marchar confiantemente na batalha e confiar no Senhor para dar a vitória. Sem fé nós realizaremos muito pouco, mas através da fé podemos realizar muito! A vitória não é alcançada pela luta. Ela é alcançada pela fé. Fé não é acreditar que Deus pode fazer alguma coisa. Fé é saber que Ele irá fazer!

Conclusão: Gideão estava muito relutante em sair na fé e seguir o Senhor. Sua ansiedade por um futuro incerto o paralisou com medo. Embora ele não pudesse compreender como Deus proveria a vitória, ele escolheu responder com fé. Deus nunca esperou que Gideão derrotasse o inimigo; Ele só desejava obediência. Precisamos perceber que Deus não está nos pedindo para lutar sozinho em nossas batalhas. Ele está nos pedindo para confiar nEle para trazer a vitória para nós.

Você vai responder com fé e seguir o Senhor, mesmo quando o caminho é incerto? Ele está lidando com você sobre uma área da sua vida e você relutou em responder? Venha a Ele e receba a força que você precisa para segui-lo. Ele nunca te conduzirá ao caminho errado. Se você ainda não foi salvo, nunca obterá uma vitória genuína. Vida vitoriosa é encontrada somente em Cristo. Venha a Ele hoje, arrependendo-se do pecado e crendo Nele pela fé!

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!


Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá á  disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Vencendo Nossa Relutância Como Gideão Vencendo Nossa Relutância Como Gideão Reviewed by Aldenir Araujo on abril 08, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.