O Tipo de Pregação que Precisamos
Texto: Neemias 8:4-8

Introdução:

1. Sinto que hoje não há um desafio mais importante do que ouvir a partir do púlpito uma pregação que agrada a Deus.

2. Temo que em alguns lugares a pregação se tornou algo que Deus não pretendia que se tornasse.

3. Eu ouvi muitas vezes a frase: "Como o púlpito vai, assim vai a congregação", e eu descobri que isso geralmente é verdade.

4. Neste sermão, gostaria de abordar algumas necessidades do púlpito.

I. Um Livro Aberto

A. (Neemias 8:4-5).

B. A Bíblia foi fechada em muitos púlpitos em toda a nossa terra.
1. Filosofia, psicologia e narração de histórias substituíram a pregação livro, capítulo e verso.

C. (2 Reis 22:8) O livro da lei foi perdido na casa do Senhor.

D. (1 Samuel 3:1) A palavra do Senhor era preciosa (rara) naqueles dias.

E. (Deuteronômio 17:17-18). Os reis eram obrigados a escrever uma cópia da lei.

F. Há ironia no fato de que muitos são biblicamente analfabetos em uma época em que temos uma proliferação de Bíblias.

II. Pregação que produz respeito por Deus

A. (Neemias 8:5-6).

B. Leia o livro dos Salmos e observe a reverência e o respeito por Deus.

C. (Hebreus 12:28) Sirva a Deus aceitavelmente com reverência e temor piedoso.

D. (Isaías 6:1-5) A visão de Isaías da presença celestial.

III. Pregação que pode ser entendida

A. (Neemias 8:7-8,12).

B. (1 Coríntios 1:21) O objetivo da pregação é a salvação das almas.

C. (2 Coríntios 3:12) Paulo falou com grande ousadia (clareza) de falar.

D. Alguém disse que “pregadores profundos são realmente profundos; eles apenas sujam a água para que você não veja o fundo”

IV. Pregação que faz a aplicação às necessidades presentes

A. (Neemias 8:13-14).

B. (Atos 20:20, 26-27) Paulo está pregando em Éfeso.

C. A pregação precisa ser direta e aplicável à situação da igreja.

D. Examine o livro de 1 Coríntios.

Conclusão:

1. Deixemos de lado nossas preferências humanas e nossas falsas noções sobre o que a pregação deve ser, e exijamos o tipo de pregação que agrada a Deus.