A Benção da Comunidade - Série: Igreja - Um modelo do Novo Testamento

A Benção da Comunidade - Série: Igreja - Um modelo do Novo Testamento
Texto: Atos 2:44-47

Introdução: Os versículos que lemos oferecem uma visão da composição da igreja primitiva. Este foi um momento muito emocionante nas vidas daqueles dentro da igreja. Os primeiros crentes tinham apenas uma coisa em suas mentes - servir ao Senhor de tal maneira que o honraria e alcançaria aqueles que ainda não conheciam o Senhor.

Não há dúvida de que somos abençoados pela comunhão, mas às vezes pergunto se estamos realmente recebendo todo o benefício da comunidade dentro da igreja. Quando estudamos as vidas e o compromisso dos primeiros crentes, é evidente que desfrutaram muito do que perdemos ao longo dos anos. À medida que o Senhor projetou a igreja, Ele pretendia que fosse uma comunidade de crentes se beneficiando um dos outros, contribuindo para o bem de todo o corpo.

À medida que continuamos em nossa série: Igreja - Um modelo do Novo Testamento, eu quero examinar os atributos dentro da igreja primitiva enquanto consideramos: A Bênção da Comunidade.

I. A Comunhão da Igreja. V. 44a

- “Todos os que criam estavam unidos”. Observamos que os primeiros cristãos se uniram. Este não era um número seleto de pessoas que se encontravam para adoração; TODOS se uniram. Havia uma grande sensação de comunhão entre todos os crentes. Eles não tinham mini congregações dentro do corpo; todos permaneceram unidos e em comunhão uns com os outros.

- Se quisermos ser tudo o que podemos ser, todos, devemos nos unir. Todos compartilhamos um vínculo comum – a graça salvadora através do nosso Senhor. Todos iremos passar a eternidade no céu juntos. Devemos estar dispostos a comunhão juntos nesta vida?

- A verdadeira comunhão dentro da igreja requer mais do que apenas se reunir sob o mesmo teto. Todos devemos unir-nos, desejando estar juntos. A igreja nunca prosperará e será tudo o que pode e deve ser sem unidade e comunhão entre os crentes.

II. O Foco da Igreja. V. 44b

- “Todos os que criam estavam unidos e tinham tudo em comum”. Eles eram um grupo de crentes que não só gozavam de uma estreita comunhão, mas compartilhavam um foco em comum. Eles compartilhavam seus bens, mas, mais importante, eles compartilhavam um desejo pelas coisas de Deus. Quando eles se uniam para a adoração, havia um desejo comum de servir o Senhor de uma maneira que o agradava. Eles estavam dispostos a se sacrificar pelo bem da igreja. Eles não estavam atolados com pequenos debates e disputas sem sentido. Eles tinham todas as coisas em comum.

- Se quisermos ser o que precisamos ser, todos devemos compartilhar um foco em comum. Todos devemos concordar por que estamos aqui. Não viemos para agradar a nós mesmos, mas servir ao Senhor. Não é sobre nós; é tudo sobre ele! Jesus é a razão pela qual chegamos aqui hoje e devemos torná-Lo o foco e o desejo de nossos corações.

- Muitas igrejas nunca prosperam porque nunca podem concordar com o que precisam realizar. Você já pensou por que estamos aqui? Qual é o nosso propósito de estar aqui? Você pode imaginar o que essa congregação poderia alcançar se tivéssemos todas as coisas em comum? Precisamos abraçar a visão e ver o grande quadro. Temos uma oportunidade maravilhosa para fazer a diferença na vida das pessoas, mas devemos nos unir para alcançá-las!

III. A Fé da Igreja. V. 45

- “E vendiam suas propriedades e bens e os repartiam por todos, segundo a necessidade de cada um”. Há muito que poderia ser dito sobre os feitos da igreja primitiva. Eles estavam dispostos a dar sacrificialmente pelo bem dos outros. Eles vendiam suas posses pessoais e levavam o produto à igreja para que pudessem ser distribuídos entre aqueles que eram menos afortunados. Eles estavam mais preocupados com as necessidades dos outros do que por eles mesmos.

- Ao considerar este grande ato, tomei consciência da fé que levou para que fizessem tal coisa. Eles chegaram ao lugar em suas vidas espirituais que estavam dispostos a depender unicamente do Senhor para atender às suas necessidades. Estas eram pessoas de fé. Eles não tinham como saber o que o futuro aguardava, mas eles estavam dispostos a confiar em Deus.

- Agora, não estou de modo algum defendendo que você deve vender tudo o que possui e colocar o dinheiro no gazofilaço de oferta, mas estou dizendo que precisamos aprender a confiar no Senhor e viver pela fé. Muitas vezes perdemos nossas bênçãos porque falta a fé para obedecer ao Senhor. Se não podemos ver como é possível, presumimos que não pode acontecer. Se quisermos tornar-nos o que o Senhor deseja de nós, devemos aprender a confiar no Senhor e segui-Lo. Não tenho dúvidas de que Deus quer fazer grandes coisas para nós; devemos ter fé!

IV. O Fervor da Igreja. V. 46-47a

- Aqui descobrimos o grande zelo e fervor que a igreja possuía para com o Senhor. Observe:

A. A assistência deles. V. 46a“E, perseverando unânimes todos os dias no templo”. Você percebeu onde eles estavam e quando? Eles não conseguiam o suficiente do Senhor. Todos os dias se dirigiam para a casa de Deus. As coisas estavam disponíveis no templo que o mundo não oferecia. Eles estavam sendo alimentados espiritualmente, crescendo e amadurecendo no Senhor. Eles tinham fome da casa de Deus que simplesmente não podia ser satisfeita.

- Ah, como precisamos disso em nossos dias. Precisamos de uma igreja com fome do Senhor. Precisamos daqueles que estão comprometidos em chegar aos cultos e encontrar seu lugar entre o povo de Deus. Vivemos em tempos difíceis. Preciso de toda a ajuda e instruções disponíveis. Precisamos fazer tudo o que pudermos para estar na casa de Deus em todas as oportunidades possíveis! Faça com que seja uma prioridade estar na casa de Deus. Você encontrará ajuda e força para sua alma.

B. A atitude deles. V. 46b“E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração”. Se eles não estivessem no templo, eles estavam em comunhão uns com os outros. Suas vidas eram consumidas com atividades espirituais. Eu sei que temos que trabalhar e fazer outras coisas, mas não há nada melhor do que construir sua vida em torno da igreja e do povo de Deus.

- Eu notei esse atributo também. Eles estavam cheios de alegria e singeleza de coração. Este não era um grupo descontente. Eles não estavam reclamando e murmurando. Eles estavam felizes por estar em torno de outros fiéis e se contentarem com o que tinham. Nós certamente precisamos encontrar isso em nossos dias. Eu amo a igreja; não há nada parecido no mundo, mas você não precisa estar perto das pessoas da igreja muito antes de começar a ouvir alguém se queixar. Nos damos muito mais do que merecemos. Devemos nos alegrar de que Deus tenha poupado nossas almas do inferno. Temos um lindo lugar onde podemos vir e adorar. Há aqueles de fé semelhante com quem podemos ter comunhão. Precisamos reorientar nossa atenção e desenvolver uma atitude piedosa.

C. O afeto deles. V. 47a“louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo”. Eles simplesmente amavam o Senhor. Ele havia providenciado a salvação deles e não podiam deixar de louvá-lo. Se você é salvo, eu sei que você ama o Senhor, mas precisamos redescobrir nosso carinho. Precisamos desenvolver uma genuína paixão pelo Senhor.

- O afeto deles não era reservado apenas para o Senhor. Eles tinham favor com todas as pessoas. Olhe a palavra TODOS novamente. Não eram pessoas que excluíam os outros. Eles amavam a todos. A palavra graça é uma palavra interessante. Significa "o que proporciona alegria, prazer, delícia, doçura, charme e beleza: graça da fala; boa vontade, bondade amorosa". Eles estavam literalmente felizes em ver um ao outro. Eles se cumprimentavam com graça e alegria. O amor que eles tinham para com os companheiros crentes era demonstrado abertamente.

- O mal e a discórdia não sobreviverão onde o amor está presente. Gostaria de ver a nossa comunidade transformada para a glória de Deus? Pode acontecer se determinarmos que vamos amar Jesus e os outros como deveríamos.

V. O Fruto da Igreja. V. 47b

- “E cada dia acrescentava-lhes o Senhor os que iam sendo salvos”. Seria errado presumir que a igreja primitiva era perfeita. Estava composta por aqueles que viviam na carne, mas era uma igreja que desejava viver para o Senhor e agradá-Lo. Eles não eram perfeitos, mas Deus abençoou seus esforços. Ele acrescentava à igreja diariamente, os que iam sendo salvos. As pessoas viviam diariamente pelo Senhor e continuavam vendo as almas salvas.

- Deus não mudou. Ele é capaz de fazer o mesmo por nós. Existe algo mais crítico para a igreja do que alcançar um mundo perdido e moribundo? Esse é provavelmente o aspecto mais fraco da maioria das igrejas em nossos dias. Nós nos reunimos, mas não estamos vendo muito fruto. Eu não sei sobre você, mas me emociona ver um pecador perdido vir a Cristo na salvação. Estamos aqui para ser testemunha para o mundo. Deus quer nos abençoar e salvar as almas perdidas. Não há nenhuma razão para que, ou qualquer outra igreja, exista sem ver almas salvas.

- A igreja primitiva era formada por pessoas comuns como você e eu. Eles estavam apenas empenhados em viver para Deus e Ele os abençoava por causa disso. Você tem familiares e amigos que você gostaria de ver salvos? Certo; todos nós temos. O que podemos fazer para vê-los alcançar a salvação? Se seguirmos o padrão que observamos hoje, não tenho dúvida de que a comunidade começará a ver muitos frutos para o Senhor. Deus nos abençoará se nos conformarmos com os Seus caminhos.

Conclusão: Enquanto a igreja primitiva não era perfeita, ela retrata como uma comunidade saudável de crentes deve parecer e funcionar. Estes elementos da comunidade estão presentes aqui, mas estou convencido de que podemos melhorar. Não há nada como fazer parte do corpo de Cristo, a igreja! Somos abençoados além da medida por ter essa oportunidade.

Você deseja que essa comunidade de crentes seja fortalecida? O Senhor revelou áreas em sua vida que precisam ser abordadas? Você recebeu a salvação em Cristo, sendo agregado à igreja? Se há necessidades hoje, traga-as para Jesus. Ele está pronto e capaz de atender às suas necessidades.

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

MAIS EBOOKS E CURSOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!