29 de outubro de 2013

Mulher do Fluxo de Sangue: O que é preciso para receber a ajuda do Senhor
O que é preciso para receber a ajuda do SenhorTexto: Marcos 5:25-34
 
Introdução: Encontramos aqui uma mulher que tinha uma enfermidade física e que durante 12 anos ela fez tudo o que ela poderia fazer por si mesma para ser curada da doença. Gastou com médicos e com todos os recursos apresentados, mas nem ao menos melhorou. Ela passou toda a sua vida tentando se curar.
 
Muita gente passa a vida inteira tentando se ajudar, mas não conseguem melhorar por conta própria. Elas precisam da ajuda do Senhor.
[post_ad]
O que a mulher do fluxo de sangue fez para receber a ajuda do Senhor?
 
O que nós precisamos fazer para receber a ajuda do Senhor?

I. É preciso perceber que há um problema

A. Esta mulher percebeu que tinha um problema há 12 anos
1. As pessoas muitas vezes esperam um longo tempo antes de perceber que precisam de ajuda
2. Pessoas perdidas não podem ser salvas até que elas percebam que o problema é que elas estão perdidas

II. É preciso estar em uma posição para o Senhor ajudar

A. Ela passou toda a sua vida tentando e nem ao menos melhorou, mas sim piorou.
1. As pessoas buscam de tudo para preencher o vazio e tentar comprar a felicidade em sua vida, mas nunca encontram.
2. Pois para o Senhor ajudá-lo, você deve perceber a sua condição e perceber que a única ajuda que vai beneficia-lo vem dEle

III. É preciso engolir o orgulho

A. Essa mulher pode ter tido um pouco de orgulho, uma vez que ela tinha estado com esta doença por 12 anos.
B. Esta não era a primeira vez que Jesus passava pela área (provavelmente Galileia)
C. O orgulho é a razão número 1 porque as pessoas não recebem a ajuda do Senhor

IV. É preciso ter o propósito no coração de tocar o Senhor

A. (v. 28) “Porque, dizia: Se eu apenas lhe tocar as vestes, ficarei curada”.
1. Ela sabia em seu coração o que seria necessário para ser curada
2. Mesmo que a multidão a impedia de se aproximar ela foi vencendo, abrindo caminho até Jesus e o tocou.
3. Muita gente pode perceber que têm um problema, e estão em uma posição onde Deus pode ajudá-los, mas eles não têm o propósito no coração de chegar ao Senhor por ajuda.

V. Quando a ajuda chega você tem que professar.

A. Quando Jesus percebeu que alguém o tocou, ele perguntou: "Quem me tocou?”.
B. Percebendo que ela tinha sido curada, ela professou a Jesus diante da multidão; “Fui eu Senhor”.
C. Ela não teve vergonha
D. No versículo 20 do mesmo capítulo, encontramos o Gadareno professando o que Jesus fez por ele.
 
Conclusão: Até que você percebe que há um problema, você não pode obter ajuda de Deus.
 
O que é preciso para você chegar a uma posição que o Senhor pode ajudá-lo?
 
O orgulho impede muitas pessoas de receber ajuda do Senhor e é responsável por muitos irem para o inferno. Uma vez que você perceber que não pode fazê-lo sem o Senhor e você propor em seu coração que somente ele pode ajuda-lo; você vai experimentar a vida como você nunca experimentou.
 
Pr. Aldenir Araújo

27 de outubro de 2013

Um coração com um desejo de Deus
Um coração com um desejo de DeusTexto: Atos 13:13-22
 
Introdução: A Bíblia diz nos Salmos 10:4 que os incrédulos não costumam pensar em Deus. Eles não têm tempo para Deus: não há espaço para Ele em suas vidas, mesmo diante dos problemas ou tragédias graves. Infelizmente, se formos honestos, nós cristãos somos só um pouco melhor. Ao observar a história antiga de Israel, há uma pessoa que se destaca entre todos os reis de Judá e Israel, Davi.
 
Em Atos 13:22 lemos que Deus levantou Davi para ser rei de Israel, e deu testemunho acerca de Davi, dizendo: "Achei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que fará toda a minha vontade"
[post_ad]
Você e eu precisamos de um coração como o de Davi, um coração com um desejo de Deus.

I. Nós precisamos de um coração que deseja andar com Deus. Salmo 27:4.

A. Salmos 53:2-3 "Deus olha lá dos céus para os filhos dos homens, para ver se há algum que tenha entendimento, que busque a Deus. Desviaram-se todos, e juntamente se fizeram imundos; não há quem faça o bem, não há sequer um”.
B. Romanos 3:10-12 "como está escrito: Não há justo, nem sequer um. Não há quem entenda; não há quem busque a Deus. Todos se extraviaram; juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só".
C. Esaú em alguns aspectos tipifica a busca dos homens por Deus, Hebreus 12:17 nos diz que mesmo depois de vender seu direito de primogenitura, ele quis herdar a bênção, mas foi rejeitado, porque não achou lugar de arrependimento, ainda que o buscou com lágrimas. O problema foi que Esaú desejava as bênçãos de Deus, mas ele não queria Deus. Ele lamentou o que tinha feito, mas ele nunca realmente se arrependeu de suas ações.
D. Os homens querem as bênçãos de Deus, mas eles não querem Deus. Eles desejam os dons de Deus, o conforto de Deus, a cura física de Deus, as bênçãos materiais de Deus ao invés de ter o desejo de um relacionamento íntimo pessoal com o Deus da Eternidade.
E. No Salmo 73, Asafe olha para o estilo de vida daqueles que vivem sem Deus. Ele os vê prosperar e fica com inveja do que parece um estilo de vida fácil. Por um momento ele tirou os olhos do eterno e fixou no temporal, até que, como vemos no versículo 17, ele foi para a igreja e pôs os olhos de volta no eterno. Ele viu aqueles que acreditavam em Deus e caminhavam com Deus, apesar de suas provas. Ele entendeu e pesou o destino eterno de quem não tem tempo para Deus contra a grandeza e a glória de Deus e de ter um relacionamento com ele.
F. Salmo 73:25 "A quem tenho eu no céu senão a ti? e na terra não há quem eu deseje além de ti"
G. De todas as coisas que eu poderia ter nesse universo, eu tenho Deus! O que no mundo poderia superar isso! Ele é tudo que eu preciso. Se eu o tenho, o que mais importa?
H. Qual é o seu desejo mais ardente?
I. Davi disse no Salmo 42:1-2a "Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo".
J. Salmo 27:4 "Uma coisa pedi ao Senhor, e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor, e inquirir no seu templo"

II. Precisamos de um coração que despreza o pecado e ama a santidade

A. 2 Timóteo 3:1-5 "Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos; pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder. Afasta-te também desses”
B. Paulo pinta um retrato dos últimos dias em que vivemos, onde temos atenuado as linhas e permitido o mundo paganizar nosso cristianismo com compromisso e indiferença para com o pecado.
C. Por que muitos cristãos escolhem o pecado, em vez de escolher o que eles sabem que Deus quer que eles façam? Quatro respostas são comumente apresentadas.
1. Alguns apontam para Romanos 8:16 e explica que muitos cristãos que voluntariamente pecam, se esquecem da sua verdadeira identidade como "filhos de Deus". Embora seja verdade que os cristãos podem se esquecer de quem são e pecar, como resultado, mas, os cristãos também podem estar bem cientes de quem são e pecar assim mesmo.
2. Alguns dizem que os cristãos escolhem pecar, porque eles perderam de vista o que Deus fez por eles. 2 Pedro 1:9 indica que os cristãos podem estar "cegos, vendo somente o que está perto, havendo-se esquecido da purificação dos seus antigos pecados"
3. Alguns sabiamente afirmam que os cristãos conscientemente escolhem pecar, porque eles se esquecem de que Deus vai disciplinar severamente os crentes desobedientes.
4. Alguns dizem que os cristãos que conscientemente pecam, perderam o foco no futuro. Estes cristãos se esqueceram de que Deus recompensará no céu apenas aqueles que viveram com fidelidade a Ele aqui na terra (1 Coríntios 9:24) . Os cristãos que não conseguem manter a eternidade em mente, muitas vezes pecam aqui e agora.
D. Salmo 101:2-4 "Portar-me-ei sabiamente no caminho reto. Oh, quando virás ter comigo? Andarei em minha casa com integridade de coração. Não porei coisa torpe diante dos meus olhos; aborreço as ações daqueles que se desviam; isso não se apagará a mim. Longe de mim estará o coração perverso; não conhecerei o mal".
E. Salmo 119:104b "aborreço todo caminho de falsidade"
F. Salmo 51:10 "Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto"
G. Salmo 119:2 "Bem-aventurados os que guardam os seus testemunhos, que o buscam de todo o coração”.

III. Precisamos de um coração que está determinadamente dedicado a obedecer a Deus e fazer a Sua vontade.

A. Salmo 119:10 "De todo o meu coração tenho te buscado; não me deixes desviar dos teus mandamentos”.
B. Salmo 119:34 "Dá-me entendimento, para que eu guarde a tua lei, e a observe de todo o meu coração”.
C. Salmo 40:8 "Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração”.
D. Davi instruiu seu filho Salomão, em 1 Crônicas 28:9 dizendo: "E tu, meu filho Salomão, conhece o Deus de teu pai, e serve-o com coração perfeito e espírito voluntário; porque o Senhor esquadrinha todos os corações, e penetra todos os desígnios e pensamentos. Se o buscares, será achado de ti; porém, se o deixares, rejeitar-te-á para sempre".
E. Efésios 5:6b “fazer a vontade de Deus de todo o teu coração"
F. 2 Crônicas 16:9 "Porque, quanto ao Senhor, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte a favor daqueles cujo coração é perfeito para com ele..."

IV. Precisamos de um coração que se deleita na adoração e estar envolvido na igreja.

A. Salmos 138:1 "Eu te louvarei com todo o meu coração...”.
B. Salmo 122:1 "Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor".
C. Salmo 111:1 "Louvai ao Senhor. De todo o coração darei graças ao Senhor, no concílio dos retos e na congregação”
D. Devemos oferecer a Deus o melhor louvor que temos para oferecer. Nosso louvor deve expressar a nossa adoração e amor a Deus. Qualquer coisa menos é inaceitável.
E. Colossenses 3:16 "A palavra de Cristo habite em vós ricamente, em toda a sabedoria; ensinai-vos e admoestai-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, louvando a Deus com gratidão em vossos corações"
 
Conclusão: Nós precisamos de um coração que deseja andar com Deus, precisamos de um coração que despreza o pecado e ama a santidade, precisamos de um coração que está determinadamente dedicado a obedecer a Deus e fazer a Sua vontade e precisamos de um coração que se deleita na adoração e estar envolvido na igreja.
 
Pr. Aldenir Araújo

25 de outubro de 2013

Vencendo o desânimo e o desespero
Vencendo o desânimo e o desesperoTexto: Salmo 77
 
Introdução: O desânimo é o resfriado comum das emoções. Eventualmente, ele afeta a todos nós.
 
Elias, homem de ferro de Deus do Antigo Testamento tornou-se tão desanimado que ele sentou-se debaixo de um zimbro e orou para morrer. De acordo com Marcos 8:12, até mesmo o próprio Jesus muitas vezes "suspirou" profundamente dentro de seu espírito.
[post_ad]
Paulo teve muitas experiências difíceis na Ásia, que de acordo com 2 Coríntios 1:8 ele disse, "até da vida desesperamos" A palavra "desesperado" significa, "estar em uma perda total" Em outras palavras, a situação de Paulo parecia tão desesperado que ele não via saída, mas a morte.
 
O homem que nos encontramos neste Salmo suportou todas as marcas que hoje seriam diagnosticadas como depressão. Ele sentiu-se esquecido e abandonado por Deus. Ele não conseguia dormir. Ele não conseguia articular seus pensamentos por causa da exaustão emocional. Ele estava cansado o tempo todo. Ele vivia no passado procurando por um dia que havia passado. Lembrou-se de quando ele era feliz e tinha uma música em seu coração, mas não mais, e ele não conseguia voltar para lá, não importa o quanto ele tentasse.
 
Ele ficou tão deprimido que ele mesmo começou a questionar Deus (7-9). "Será que Deus rejeitou o seu povo?" "Será que Deus não se importa?" "Será que Deus perdeu a compaixão?" Estas são perguntas penetrantes, mas eram as perguntas que viam do salmista quando ele se revolvia em desespero.
 
Ele não chegou a tal situação da noite para o dia. Existe sempre a progressão em tais experiências emocionais. O desespero começa com uma decepção que não é tratada de forma construtiva. O padrão é o seguinte: a decepção leva a dúvida, dúvida leva à depressão, e a depressão leva ao desespero. A decepção é o pai do desespero.
 
Alguns de vocês podem estar como o salmista e questionando se Deus te deixou sem ajuda no seu tempo de angústia. Mas ele teve uma visão surpreendente que o salvou de seu desespero. Vemos isso no versículo 10, "isto é a minha aflição", diz ele. Ele reconheceu que o problema era com ele e não com Deus.
 
Ele viu que suas dúvidas eram devido a sua própria fraqueza, e não negligência de Deus. Foi neste momento que ele decidiu fazer algo sobre o seu problema. Quatro vezes nos versículos 10 e 11, ele diz: "Eu...”.
 
Isto é significativo. Nós não somos vítimas indefesas de nossas emoções. Nós não temos de ser sequestrado por nossas atitudes. Podemos agir. Nossos pensamentos governam nosso humor, pois se pensarmos corretamente vamos nos sentir bem.
 
A maioria das depressões surge de um pensamento errado e nós temos dentro de nós o poder de mudar ou controlar nossos pensamentos. Para lidar com essas emoções prejudiciais devemos ser mentalmente fortes. Se você não lidar com suas emoções elas vão lidar com você. Você deve tomar a decisão de não permitir suas circunstâncias derrotá-lo.
 
Como os cristãos deveriam lidar com o desânimo e o desespero?
 
Na divisão por diante deste Salmo (11-20) o salmista nos diz o que ele fez. E nós podemos ser vitoriosos, fazendo as mesmas coisas.

I. Concentre-se na grandeza de Deus. (11-12)

A. Estude a Palavra de Deus e recorde Suas poderosas obras em outros dias.
B. Eu li recentemente que 93% dos cristãos deprimidos admitem gastar menos do que uma hora por semana no estudo da Bíblia.
C. Sempre haverá circunstâncias que nos decepcionará, e elas podem nos levar a um ponto de desespero, mas elas são muito menos propensas se permanecermos no estudo da Bíblia, observando a grandeza de Deus.
D. Concentrar-nos na maneira como Deus agiu no passado de Deus, vai nos convencer de que ele vai fazer isso de novo.

II. Consistentemente dar graças por sua grandeza. (13-14)

A. Quando o salmista se concentrou no que Deus tinha feito no passado, ele começou a cantar e louvá-Lo por Sua grandeza.
B. Não devemos encontrar a nossa alegria em nosso sucesso, mas no próprio Deus.
C. Se encontrarmos a nossa alegria em nossas realizações, então quando falharmos ou não tivermos sucesso ao nível que pensamos que deveríamos ter; ficaremos abatidos e nos moveremos na direção do desespero.
D. Nossa alegria não pode vir de coisas ou realizações, mas deve vir da pessoa de Jesus Cristo.
E. Devemos aprender a ser feliz com Deus.

III. Considere suas obras passadas. (19-20)

A. Olhe para a história do Êxodo.
B. Lembre-se do profeta que foi alimentado durante toda a seca com a pequena quantidade de refeição da panela de uma viúva.
C. Lembre-se que a vida de Jesus foi poupada quando todos os outros meninos de sua idade foram mortos.
D. Lembre-se que a vida de Paulo foi poupada, diversas vezes para que o Evangelho pudesse seguir adiante.
E. Deus nunca falhou; o que te faz pensar que ele vai falhar no seu caso?
 
Conclusão: Muitas vezes, Deus está trabalhando em nossas vidas quando não podemos ver as suas pegadas, mas ele não deixa de estar trabalhando. Ele nunca nos deixará nem nos abandonará.
 
Em tempos de desanimo e desespero é necessário...
 
1. Concentrar-se na grandeza de Deus.
2. Consistentemente dar graças por sua grandeza.
3. Considerar suas obras passadas.
 
Pr. Aldenir Araújo

23 de outubro de 2013

Deus Fala Alto e Claro
Deus fala alto e claroIntrodução:
A. Às vezes as pessoas perguntam se realmente Deus existe...
1. Por que ele não se fez mais claramente conhecido?
2. Por que Ele falou apenas através do que muitos veem como um livro antiquado (a Bíblia)?
B. Eu gostaria de afirmar que Deus se fez conhecido...
1. Ele tem falado de várias maneiras (não só através de um livro que está longe de ser antiquado)
2. Ele tem falado bastante alto (para aqueles dispostos a ouvir)
C. No que eu gosto de chamar de "A voz alta e clara de Deus", note que...
[post_ad]

A. Deus fala alto e claro através de sua criação

1. A voz de Deus através de Sua criação...
a. Revela a Sua glória e Sua obra... Salmo 19:1-4
b. Revela seu eterno poder e sua natureza divina... Romanos 1:19-20
c. Através do design inteligente do universo, Deus diz: "Eu existo”.
2. Como nós podemos ouvi-la?
a. Nós reservamos tempo para considerar as maravilhas da criação?
b. O salmista teve tempo para contemplá-las...
1) Salmo 8:3
2) Salmo 104:24-25
3) Salmo 139:14
c. Ela levou Einstein a acreditar em "uma inteligência que produziu a complexidade integrativa da criação"
d. O design inteligente do universo levou até mesmo um ateu proeminente a se tornar um deísta
e. Se abrirmos nossos olhos para o mundo que nos rodeia, vamos dizer: "Eu acredito”.
3. Através de Sua criação podemos saber que Deus existe.
a. Mas o que esse Ser Supremo deseja de nós?
b. O que Ele quer que a gente conheça ou faça?
c. Por isso...

B. Deus fala em voz alta e clara através de sua palavra

1. A voz de Deus em sua palavra...
a. É projetada para produzir fé (confiança, convicção)... Romanos 10:17
b. A profecia cumprida é projetada para produzir fé em Deus
1) Isaías 42:8-9
2) Isaías 44:6-8
3) Isaías 45:18-21
4) Isaías 46:9-11
c. O testemunho ocular oferece evidências para acreditar em Jesus
1) Atos 10:39-42
2) 1 João 1:1-4
3) 2 Pedro 1:15-16
d. Através de sua providência, a palavra de Deus se espalhou para todas as nações e foi traduzida em praticamente todas as línguas - Romanos 10:17-18
e. A evidência do manuscrito que atesta a sua autenticidade como um documento histórico supera de longe qualquer outro documento antigo (como os de Sócrates, Platão, Homero, etc.).
f. Através de sua palavra Deus diz de Jesus: "Este é o Meu Filho muito amado, escutai-o”.
2. Como nós podemos ouvi-la?
a. Nós reservamos tempo para ler a Palavra de Deus?
b. Davi fez, e ele a elogiou muito.
1) Salmos 19:7-11
2) Salmo 119:97-105
c. Nós temos muito mais da Palavra de Deus do que Davi tinha, não devemos lê-la?
d. Ela foi escrita para produzir fé em Jesus... João 20:30-31
e. Se abrirmos os nossos ouvidos à Palavra de Deus, vamos dizer: "Eu acredito em Jesus”.
3. Note-se que Deus não somente revelou a Sua Palavra, mas enviou Jesus a este mundo.
4. Desta forma...

C. Deus fala alto e claro através de seu filho

1. A voz de Deus através de seu filho...
a. Deus fala agora através do Seu Filho Jesus... Hebreus 1:1-2
b. Através de Jesus, Deus manifestou-Se mais plenamente.
1) Hebreus 1:3
2) João 1:14-18
c. A vida, os ensinamentos, a morte e a ressurreição de Jesus tem mudado a história.
d. Incontáveis ​​vidas e nações inteiras foram afetadas pelo envio de seu Filho
e. Por meio de Seu Filho, Deus diz: "Isso é quem eu sou, isso é o que eu desejo de você"
2. Como nós podemos ouvi-la?
a. Será que ouvimos o que Jesus revela sobre Deus? João 14:6-9
b. Não damos ouvidos Suas advertências sobre a vida eterna? Mateus 7:13-14 , 21-23
c. Como Jesus disse tantas vezes: "Aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça" Marcos 4:9
d. Se nós ouvirmos Jesus, vamos dizer "Tu tens palavras de vida eterna”.
3. Deus não só enviou Jesus ao mundo, mas enviou seus discípulos em todo o mundo...

D. Deus fala alto e claro através de seu povo

1. A voz de Deus através de seu povo...
a. Os discípulos de Jesus receberam uma grande comissão
1) Mateus 28:19
2) Marcos 16:15-16
b. Seu dever como povo de Deus é proclamar louvores... 1 Pedro 2:9-10
c. Eles estão proclamando a Sua mensagem em palavras e atos, provando o que é a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Romanos 12:1-2
d. O amor e a unidade são para falar mensagens poderosas ao mundo
1) Através do amor um pelo outro, somos discípulos de Cristo. João 13:34-35
2) Através da unidade, Deus nos ama e enviou o Seu Filho ao mundo. João 17:20-23
e. Através de seu povo, Deus diz: "Eu te amo, e enviei o meu Filho para salvá-lo"
2. Como nós podemos ouvi-la?
a. Sua mensagem tem se espalhado pelo mundo, hoje em dia todo o mundo tem a oportunidade de ouvir Deus através da vida e palavras de Seu povo.
1) Romanos 10:18
2) Colossenses 1:23
b. Não percebemos a transformação na vida dos verdadeiros discípulos? 1 Pedro 2:12
c. Estamos dispostos a ouvir a boa notícia que eles estão dispostos a partilhar? Atos 17:11
d. Se nós, darmos-lhe a nossa atenção, vamos dizer: "O que devemos fazer?"
 
Conclusão:
 
A. Meu argumento é que Deus tem falado em voz alta e clara...
1. Através de Sua Criação
2. Através de Sua Palavra
3. Através de Seu Filho
4. Através do Seu Povo
5. Através dessas "vozes" Deus fala alto e claro
B. Quem são os que não conseguem ouvir "a voz alta e clara de Deus"? Somente aqueles...
1. Que fecham os olhos
2. Que fecham os ouvidos
3. Que endurecem o coração
4. Infelizmente, muitos se recusam a ouvir a voz de Deus (Mateus 13:15)
C. Como o salmista escreveu: “Diz o néscio no seu coração, não há Deus” (Salmo 14:1), e o ímpio que não o busca (Salmo 10:4).
D. No entanto, o profeta Isaías apela a toda a humanidade: "Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos; volte-se ao Senhor, que se compadecerá dele; e para o nosso Deus, porque é generoso em perdoar" (Isaías 55:6-7).
E. Você está disposto a buscá-Lo e prestar atenção "A voz alta e clara de Deus?”.
 
Pr. Aldenir Araújo

19 de outubro de 2013

Davi e Golias (1 Samuel 17:1-5)
Davi e Golias (1 Samuel 17:1-5)Introdução:
 
A. Provavelmente, uma das histórias mais conhecidas da Bíblia é a de Davi e Golias.
1. É uma história da coragem e confiança de um pastor em Deus
2. É uma história sobre um jovem que está sendo preparado
B. A cena da batalha (1 Samuel 17:1-3 )
1. Visualize em sua mente duas montanhas com um grande vale que corre entre eles
2. De lado da montanha você tem os israelitas e, do outro você tem os filisteus - ambos vêm para a batalha.
[post_ad]
C. A descrição de Golias e seu desafio (1 Samuel 1:4-11 )
1. Enquanto os israelitas e os filisteus estavam olhando uns aos outros, o "campeão" guerreiro saiu do acampamento filisteu.
2. Seu nome - "Golias de Gate", cuja altura era de "seis côvados e um palmo", ou seja, quase 3 metros de altura 1 Samuel 17:5-7
3. Observe
a. Golias estava coberto com a melhor armadura da época
b. Sua enorme armadura pesava cinco mil siclos de bronze
c. Golias tinha um escudo que era carregado por um dos filisteus (v. 7, 41), e sua lança pesava seiscentos siclos de ferro. 1 Samuel 17:8-11
4. O desafio de Golias
a. Golias com toda a sua ferocidade estava diante dos israelitas insultando-os
b. Golias queria que eles enviassem o seu campeão para lutar - e isso iria decidir a batalha
c. Quando os israelitas ouviram isso - eles se mostraram covardes - eles ficaram com "muito medo"
D. Davi chega à cena (1 Samuel 17:12-30 )
1. Davi, o filho mais novo de Jessé foi ao acampamento dos israelitas para transportar alimentos
2. Quando Davi se aproximou e cumprimentou seus irmãos, Golias sai e provoca os israelitas, como ele vinha fazendo nos últimos 40 dias - cada vez que isso acontecia Israel tremia de medo. 1 Samuel 17:26
3. Observe o que diz Davi
4. As pessoas diziam que Saul oferecia sua filha em casamento e riqueza a qualquer um que pudesse derrotar Golias
E. Davi se dispõe a lutar contra Golias (1 Samuel 17:31-37 )
1. Davi diz: Não desfaleça o coração de ninguém - ele vai lutar 1 Samuel 17:36-37
2. Observe
3. Davi parece com raiva ao dizer que Golias vai acabar como o leão e o urso - porque ele "afrontou os exércitos do Deus vivo" - uma atitude real
F. Davi é armado para a luta (1 Samuel 17:38-40 )
1. Saul coloca sua melhor armadura em Davi, mas Davi não estava acostumado a armadura e a removeu
2. Em vez da armadura, Davi tomou o seu cajado, a funda e cinco pedras lisas que ele apanhou do riacho no Vale de Elá.
G. Davi batalha contra Golias (1 Samuel 17:41-54 )
1. Davi vai ao encontro de Golias, e quando Golias viu Davi. 1 Samuel 17:43-44; 1 Samuel 17:45-47
2. Observe a reação de Davi
3. 1 Samuel 17:48-54
4. Davi foi vitorioso!
H. Vamos observar este grande evento na história dos hebreus e aprender algumas lições valiosas que vão nos ajudar a ser mais fieis hoje.

I. David lutou para o Senhor

1. 1 Samuel 17:32
a. Davi viu como todo Israel estava com medo de enfrentar Golias
b. Davi sabia que era para ele
c. Golias tinha "afrontando os exércitos do Deus" e precisava ser punido!
d. Observe como Davi "CORREU" para a luta (1 Samuel 17:48 )
2. Nem toda a luta para o Senhor aconteceu em uma batalha física. Há muitos grandes homens e mulheres da Bíblia que estavam dispostos a lutar para o Senhor
a. Noé lutou para o Senhor, mesmo que ele e sua família eram os únicos justos na terra (Gênesis 6-7)
b. Abraão estava disposto a fazer o que o Senhor exigia dele - sem dúvida (Gênesis 12 e 22)
c. José se manteve firme para o Senhor diante da esposa de Potifar. José disse: "Como posso eu cometer este grande mal e pecar contra Deus" (Gênesis 39:9).
d. Elias lutou para o Senhor, a ponto de Acabe e Jezabel quererem matá-lo (1 Reis 17-19)
e. João Batista literalmente perdeu a cabeça para lutar pela verdade e moralidade (Mateus 14)
f. Pedro e João em Atos 4 e 5, lutou para o Senhor mesmo que o Sinédrio advertiu-lhes que não o fizesse
g. Paulo lutou para o Senhor a tal ponto que ele foi apedrejado e deixado para morrer (Atos 14:19 )
3. Precisamos lutar para o Senhor, assim como estes grandes homens do passado fizeram.
a. Judas 3
b. "Combate o bom combate da fé" (1 Timóteo 6:12)
c. 2 Timóteo 4:7-8
d. Hebreus 11:32-40
e. Estes grandes homens e mulheres de fé passaram por grandes dificuldades no combate ao Senhor - eles foram apedrejados, torturados, presos e até mesmo sofreram a morte.
f. Eles não tinham recebido a promessa, mas nós temos, quanto mais, então, devemos estar lutando para o Senhor!
4. Precisamos ser como Davi, que lutou para o Senhor - mesmo quando ninguém mais o faria.

II. Davi colocou sua confiança no Senhor

1. A falta de confiança em Deus foi a razão porque todo o exército de Saul tinha medo de enfrentar Golias na batalha.
2. Davi, porém, confiava em Deus e estava disposto a enfrentar essa tarefa incrível.
a. Davi confiou no Senhor antes e não se decepcionou
b. Sem a confiança em Deus, Davi teria sido como qualquer outro israelita.
c. A confiança de Davi em Deus é claramente visto em 1 Samuel 17:47
3. Precisamos desse mesmo tipo de confiança hoje!
a. Precisamos deste tipo de confiança em tempos de adversidade
1) Tiago 1:2-4,12
2) Não confiamos em Deus o suficiente para acreditar nesses versículos?
b. Precisamos confiar em Deus e não nos homens
1) Os israelitas estavam colocando a confiança em si mesmos - e, portanto, tinham medo
2) O homem pode nos decepcionar - Deus não vai nos decepcionar nunca
3) Salmo 20:6-9, Salmo 7:10
4) Precisamos da atitude de Davi

C. Davi foi para a batalha preparado. 1 Samuel 17:40

1. Observe
a. Sabemos que Davi confiava em Deus, mas ainda assim vemos Davi coletar cinco pedras em vez de uma - Davi queria ter certeza de que ele estava preparado
b. Deus era a armadura de Davi, mas Davi ainda tinha que fazer a sua parte se preparando.
c. Deus sempre quer que façamos a nossa parte
2. Estamos em uma batalha hoje e devemos nos preparar
a. Como? Revesti-vos de toda a armadura de Deus (Efésios 6:13-17 )
b. Nós adquirimos a armadura através do estudo e aplicamos a palavra para as nossas vidas
1) 2 Timóteo 2:15
2) 1 Timóteo 4:13
 
Conclusão:
 
A. Você está pronto para lutar contra os Golias dos nossos dias?
1. Os Golias do pecado?
2. Os Golias da falsa doutrina?
3. Os Golias da apatia? E etc.
B. Será que vamos ser vitoriosos como Davi?
 
Pr. Aldenir Araújo

17 de outubro de 2013

Lições da parábola do filho pródigo
Lições da parábola do filho pródigoTexto: Lucas 15:11-32
 
Introdução
A. A parábola do filho pródigo é, talvez, a mais conhecida parábola de Jesus.
B. Um "pródigo" é alguém que não tem restrição; gasta excessivamente até que não tenha nada.

I. Da parábola do filho pródigo, aprendemos a verdadeira natureza do pecado.

A. Ela nos lembra de que os prazeres do pecado só duram um curto período de tempo (verso 13-14; Hebreus 11:25, 1 João 2:16-17).
[post_ad]
B. Aprendemos que as consequências do pecado podem permanecer mesmo depois de ter recebido o perdão (v. 31, Atos 26:10-11, 1 Coríntios 15:9).
C. Aprendemos o pouco que importamos para o mundo (vv. 14-16).

II. Da parábola do filho prodigo, aprendemos como Deus lida com os pecadores.

A. Embora Jesus comia com pecadores, nunca aprovou o comportamento deles (vv. 1-2; Lucas 13:3-5).
B. Nós aprendemos que Deus não quer que nenhuma alma se perca (vv. 4-10, 1 Timóteo 2:4, 2 Pedro 3:9).
C. Aprendemos que Deus nos permite fazer nossas próprias escolhas na vida sobre a maneira como usamos suas bênçãos (v. 12).
D. Aprendemos que Deus nos perdoará apesar de quão longe tenhamos ido ou por quanto tempo a nossa estadia no mundo (vs. 13), desde que nos arrependemos.
E. Aprendemos que não há membros de segunda classe na família de Deus (vv. 17-24).

III. Você é um pródigo?

A. Pode ser um pródigo no que diz respeito às bênçãos de Deus (v. 12).
B. Pode ser um pródigo em relação ao uso do seu tempo (Efésios 5:16).
 
Conclusão: Se você tem vivido como um filho pródigo, Deus o quer de volta, e haverá grande gozo se você retornar a casa do pai (Lucas 15:7)!
 
Pr. Aldenir Araújo

16 de outubro de 2013

Como Ser Restaurados a um Relacionamento Correto Com Deus
Como ser restaurados a um relacionamento correto com DeusTexto: Lucas 15:11-32
 
Introdução: Jesus conta essa história para ilustrar, entre outras coisas, como as pessoas podem ser restauradas a um relacionamento correto com Deus.

Este assunto deve ser de grande interesse de todos, porque todos nós temos a tendência de fracassar ou sair de um relacionamento saudável e feliz com Deus.
 
Esta parábola certamente se aplica para aqueles que não são cristãos, mostrando-lhes como ter um relacionamento correto com Deus. Esta parábola se aplica também aos cristãos, cuja relação com Deus não é o que deveria ser. Em qualquer caso, essa história nos mostra como podemos ser restaurado a um relacionamento correto com Deus.

Esta parábola serve como uma analogia do relacionamento de nosso Pai Celestial com seus filhos. O pai nesta história representa Deus, enquanto os dois filhos representam pessoas. O filho mais novo representa aqueles que deixaram um relacionamento correto com o Pai.
 
Como uma pessoa pode ser restaurada um relacionamento saudável com Deus?
 
Vejo neste texto três coisas necessárias para restaurar o relacionamento com Deus.
 
Antes que eu compartilhe com você essas três coisas, vou compartilhar os versos 11-16 que nos mostram duas questões importantes.
 
- Primeiro estes versos revelam como uma pessoa destrói seu relacionamento com Deus.
- Segundo esses versículos nos mostram as consequências de um relacionamento quebrado com Deus.
 
Leia Lucas 15:11-16
 
Como é que este filho mais novo acabou tão longe da abundância da casa do pai?
 
Em outras palavras, por que ele estava tão distante da alegria e satisfação de um relacionamento correto com Deus?
 
Foi seu pai que o expulsou para fora da casa, porque ele era indesejável? Não. Ele só tinha uma má sorte? Não. Ele nunca deu uma chance na vida? Não.
 
A razão pela qual ele estava perdendo as bênçãos de um relacionamento saudável com seu pai eram seus próprios desejos e decisões. Nosso relacionamento com Deus, e as consequências de um relacionamento quebrado com Deus, é o resultado de nossas próprias escolhas.
 
Há duas decisões, em particular, que levaram este homem a esta condição terrível.

Primeiro, ele decidiu que queria ser independente de seu pai. Ele disse a seu pai: "Dê- me a minha parte da herança" Ele queria assumir o controle por possuir a propriedade. Desta forma, ele seria capaz de tomar suas próprias decisões, independente de seu pai. O primeiro passo em direção à ruína em nossas vidas é decidir viver nossas próprias vidas, independente de Deus. Quando fazemos as regras vêm à ruína.

A segunda decisão tola deste homem foi buscar sua realização no pecado. O versículo 13 nos diz que ele ajuntou tudo o que tinha e "dissipou os seus bens, vivendo dissolutamente” Ele procurou saciar seus desejos mais selvagens. Ele foi às festas mais selvagens. Ele bebeu o melhor licor. Ele dormia com as mulheres mais bonitas, mas no final não disso o satisfez.
 
Como sabemos que este estilo de vida não foi satisfatório?
Bem, Jesus não disse que ele "gastou sua riqueza em uma vida selvagem", mas Jesus diz que ele "dissipou (desperdiçou) sua riqueza vivendo dissolutamente (indulgência pecaminosa)" Foi um desperdício, porque isso não realizou a satisfação que prometeu.
É o mesmo com o pecado. Jesus usa a palavra "desperdiçou" ou "perdeu" porque o pecado não entrega a satisfação que ele promete.
 
Houve duas decisões que levaram a ruína desse homem.
· A primeira foi viver independente de seu pai.
· A segunda foi buscar satisfação no pecado.
 
Quais foram às consequências dessas duas escolhas?
Nos versículos 14-16 Jesus nos diz que houve uma grande fome, e ele começou a passar necessidade desesperada. Ele acabou aceitando um trabalho de alimentar porcos que comiam melhor do que ele! Agora, tenha em mente que Jesus estava falando para um público judeu e presumimos que o filho era um judeu. Um jovem judeu alimentar os porcos de um homem gentio não é kosher! Naquela cultura, isto seria o que chamamos de "fundo do poço" Isso era o mais baixo e mais vergonhoso que uma pessoa podia ir. É aí que fugir de Deus e executar a sua própria vida vai levá-lo.
 
Johnny Cash foi perguntado por um repórter: “Você acredita no inferno?” Ele respondeu afirmativamente e então, o repórter perguntou: "Como você sabe que o inferno existe?" Ele respondeu: "Porque eu estive lá (referindo-se a sua dura vida de pecado)". A resposta pode não ser teologicamente correta, mas existe um ponto a ser considerado. “Viver para Deus não é apenas a coisa certa a fazer, mas também é a coisa mais gratificante a fazer”.
 
As consequências de viver independente de Deus e tentar encontrar satisfação no pecado são terríveis. Em certo sentido, você tende a criar o seu próprio inferno. A boa notícia é que você não tem que ficar nesse estado! Assim como a relação deste homem com o seu pai foi restaurada, o seu relacionamento com Deus pode ser restaurado.
 
Não importa o quão distante você está de Deus, hoje, não importa quais escolhas erradas você pode ter feito; você pode ser restaurado a um relacionamento saudável, alegre e correto com Deus. Como?
 
Há três coisas necessárias para restaurar o seu relacionamento com Deus, a primeira coisa está no versículo 17.
 
Leia Lucas 15:17
 
Qual é o primeiro passo para a restauração do relacionamento com Deus?

1. O primeiro passo para um relacionamento restaurado com Deus é admitir a estupidez de ficar onde está.

Isso é em essência o que esse rapaz fez. "Ele caiu em si" Ele finalmente abriu os olhos e disse: "Isso é estupidez; até mesmo os servos de meu pai têm comida de sobra" Até mesmo a vida como um escravo na casa de seu pai teria sido melhor do que a chamada liberdade que ele estava experimentando.
 
Antes de a pessoa ser restaurada a um relacionamento feliz com Deus, ela tem que “cair em si” e admitir que a vida que está vivendo e a direção que ela está indo é tolice! Cada pessoa tem que chegar ao ponto onde elas estão insatisfeitas com a maneira como as coisas estão.
O primeiro passo para um relacionamento restaurado com Deus é admitir a estupidez de ficar onde está.
 
Espanta-me quantas pessoas não estão dispostas a chegar a esta conclusão. A vida está desmoronando ao seu redor, que figurativamente falando estão alimentando porcos, e ainda assim elas tentam convencer-se de que a vida está boa. A coisa surpreendente é a forma como muitos deles, mesmo sabendo que suas vidas é uma bagunça, ainda estão tentando manter a sua antiga vida e torná-la melhor. Eles tiveram um relacionamento fracassado após o outro, eles não têm dinheiro, eles estão deprimidos e sem paz em sua vida, e ainda assim eles vão dizem coisas como: "Minha vida não é tão ruim, eu só precisa colocar as coisas em ordem" Eu quero lhe dizer: "Caia em si, a sua vida é uma bagunça!" Isto não é para desencorajar as pessoas, mas para levá-los a reconhecer a realidade, para que corram com todo o coração a Deus.
 
O primeiro passo para um relacionamento restaurado com Deus é admitir a estupidez de ficar onde está.
 
Satanás está lá fora, preenchendo as mentes das pessoas com mentiras. Ele está tentando impedi-las de chegar a seus sentidos, convencendo-os que a vida não é tão ruim assim. Se as pessoas derem uma olhada e forem honestas elas vão admitir que a direção em que estão indo só termina em ruína.
 
Leia Lucas 15:18 –20a 

2. O segundo passo para um relacionamento restaurado com Deus é voltar para Deus com uma atitude de arrependimento e humildade.

Algumas pessoas admitem que suas vidas está uma bagunça, mas nunca fazem nada sobre isso. Algumas pessoas chegam a dizer: "Eu preciso consertar a minha vida com Deus", mas nunca realmente voltam para Deus. Este homem não somente planejou se acertar com seu pai, como ele realmente tomou medidas para fazê-lo. Ele não ficou onde estava e escreveu uma carta para seu pai pedindo dinheiro, mas ele voltou com uma atitude de humildade e arrependimento. Ele sabia que seu pai não podia abençoá-lo onde ele estava.
 
Algumas pessoas simplesmente querem que Deus as abençoe onde elas estão, mas para ter um relacionamento restaurado com Deus, você deve deixar a antiga vida para trás e voltar para Deus.
 
Agora eu quero que você observe a atitude que este homem teve ao voltar para seu pai, porque ilustra a atitude que precisamos ter ao voltar para Deus. Ele não minimizou o seu comportamento, como se não fosse grande coisa. Ele disse: "Eu pequei contra o céu e contra ti" Ele assumiu plena responsabilidade pessoal por suas decisões e ações. Ninguém foi responsabilizado e ele não ignorou sua própria pecaminosidade.
 
Ele foi humilde e modesto em seu retorno a casa seu pai como devemos ser no nosso retorno a Deus quando tivermos estragado tudo. Ele admitiu: "Eu não sou digno de ser chamado teu filho...” Em outras palavras, ele estava reconhecendo que ele não merecia nada de seu pai. Isso é algo que todos nós precisamos reconhecer ao voltar a Deus. Deus não nos deve nada e não é obrigado a nos abençoar de qualquer maneira. Nós não viemos para Deus dar desculpas ou fazer exigências, mas sim que vêm reconhecendo delito pessoal e pedindo misericórdia.
 
Até agora, vimos duas coisas necessárias para restaurar o relacionamento com Deus.
 
O primeiro passo para um relacionamento restaurado com Deus é admitir a estupidez de ficar onde está.
 
O segundo passo para um relacionamento restaurado com Deus é voltar para Deus com uma atitude de arrependimento e humildade.
 
Leia Lucas 15:20b – 24 

3. O terceiro passo para um relacionamento restaurado com Deus é reconhecer que Deus amorosamente o recebe de volta a casa.

As pessoas que têm fracassado em seu relacionamento com Deus também precisa saber que Deus vai aceitar e recebê-las em casa com amor. Muitas vezes as pessoas que estão realmente perdidas não estão dispostas a voltar para casa para Deus, porque elas não têm certeza que elas são bem-vindas.
 
O terceiro passo para um relacionamento restaurado com Deus é reconhecer que Deus amorosamente o recebe em casa.
 
Não faça como eu fiz por muitos anos. Eu realmente estraguei tudo por cometer os mesmos pecados de novo e de novo, apesar de muitas promessas de nunca mais fazer de novo. Depois de estragar tudo em repetidas ocasiões e sério, eu hesitava em ir a Deus, porque no fundo do meu coração, eu não tinha certeza de como Deus sentia em relação a mim e como ele iria me receber. Hoje eu não hesitaria em voltar para o meu Pai, não importa o quão mal eu possa ter se desviado de sua vontade. Agora reconheço que, não importa o quê eu tenha feito Deus vai me acolher amorosamente. Nós certamente vemos esta verdade ilustrada nesta parábola.
 
Existem sete coisas que o pai faz na história que todos transmitem a profundidade do seu amor e ilustra o amor do Pai Celestial, para aqueles que estão totalmente perdidos.
Primeiro, o pai viu o filho quando ele ainda vinha longe. Isso só poderia acontecer se o pai estivesse olhando e esperando o retorno do filho rebelde. Deus quer que você volte para casa e ele está olhando esperando você tomar qualquer passo em sua direção.
 
Segundo o pai não estava cheio de raiva ao ver seu filho rebelde, ele estava "cheio de compaixão" por isso que ele "correu para seu filho" Isto em si é uma notável exibição de amor, mas é ainda mais extraordinário se considerarmos o protocolo do Oriente Médio e da cultura. Na cultura do Oriente Médio seria muito indigno para um pai correr para o seu filho, mas o pai não estava preocupado com o que os outros pensavam. Seu amor por seu filho veio antes de sua própria reputação. Após estes dois exemplos de uma recepção amorosa há uma terceira exibição de aceitação. O pai "jogou os braços ao redor do filho e o beijou" Jesus saiu do seu caminho nesta parábola para mostrar que as boas-vindas do amor de Deus aos pecadores é clara.
 
O terceiro passo para um relacionamento restaurado com Deus é reconhecer que Deus amorosamente o recebe amorosamente.
 
No versículo 22 , o pai continua o seu acolhimento amoroso . Ele disse aos seus servos: "depressa (sem hesitação) trazei a melhor túnica e vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés. Trazei também e matai o novilho cevado" para uma festa. Ele fez mais quatro coisas, todas expressando amor e aceitação do pai. Cada um dos três itens (roupas, anel, sandálias) eram símbolos de aceitação, posição e status. De maneira semelhante que a minha aliança de casamento fala de minha condição de homem casado.
 
Estes três itens eram símbolos de status de filiação, porque um escravo nunca seria autorizado a usar essas coisas. Em outras palavras, o pai totalmente aceita e restaura o filho. O perdão de Deus e a restauração daqueles que vêm a ele com uma atitude de arrependimento e humildade é 100% completa! A festa ou as celebrações é como a cereja do bolo. Todas as sete essas coisas (olhando, correndo, beijando, roupas, anel, sandálias, festa ) são destinados a ilustrar um ponto. Deus amorosamente recebe-o em casa quando você retornar a ele com uma atitude de humildade e arrependimento.
 
Leia Lucas 15:25-32
 
O filho mais velho nesta história ilustra a atitude de justiça própria que muitos têm sobre a graça abundante de Deus para com os pecadores. Este homem perdeu a festa, porque ele estava muito ocupado falando sobre como ele tinha sido fiel e quão injusto é abençoar aqueles que não merecem. Esta parte da história é um alerta para aqueles que não estão dispostos a perdoar, restaurar e alegrar-se quando os pecadores voltam para casa. Você vai perder a festa, porque você está do lado de fora fazendo beicinho quando você deveria estar dentro da festa! Deus é um Deus amoroso e misericordioso que ama e restaura aqueles que caíram; isso é algo para comemorar.
 
Conclusão: Talvez você se desviou ou se afastou de Deus. Talvez você esteja começando a experimentar algumas das consequências de viver independente de Deus ou buscar satisfação no pecado. A boa notícia é que hoje você pode ser restaurado a um relacionamento correto com Deus.

Há três passos necessários...

1. O primeiro passo para um relacionamento restaurado com Deus é admitir a estupidez de ficar onde está.

2. O segundo passo para um relacionamento restaurado com Deus é voltar para Deus com uma atitude de arrependimento e humildade.

3. O terceiro passo para um relacionamento restaurado com Deus é reconhecer que Deus amorosamente o recebe de volta.

Deus também só quer um final feliz e esse pode ser o caso se você parar de ignorar ou fugir dele e responder à sua oferta de restauração.

7 de outubro de 2013

Requisitos para ser um bom Pregador
Requisitos para ser um bom PregadorJá apareceram grandes pregadores neste mundo, mas Jesus Cristo é o modelo de pregador eficiente.
 
Qual era Seu segredo?
 
Seu segredo era que Suas mensagens não vinham dEle mesmo. Ele mesmo afirmou:“Porque eu não tenho falado por Mim mesmo, mas o Pai, que me enviou, esse Me tem prescrito o que dizer e o que anunciar”. João 12:14.
 
O segredo do êxito de Jesus em mudar vidas com Sua forma de pregar é que Sua fonte de inspiração era o Deus Pai. Suas palavras surtiam efeito.
[post_ad]
Transformavam vidas. Através das palavras, Jesus conseguia atrair as pessoas e levá-las a uma nova experiência de vida, esperança e confiança em Deus.
 
Por que as vezes nossos sermões são fracos e pobres em transformar vidas?
 
Por que não conseguimos levar almas contritas aos pés de Jesus?
 
Por que as vezes pregamos e nada acontece em nossa vida e na vida de nossos ouvintes?
 
É que falta-nos o poder da Palavra de Deus. Jesus estava sempre em harmonia com a vontade da Palavra de Deus. Deus era Sua fonte em todos os momentos. “Não tenho falado de Mim mesmo”. Jesus possuía uma mensagem vinda de fora dEle. O Pai conduzia o que Ele deveria falar. “O Pai, que me enviou, tem prescrito o que dizer e anunciar“ João 12:49.

Como pregar de tal forma que transformemos vidas?

Poderemos fazê-lo, quando permitirmos que o Espírito Santo nos guie, iluminando nossa mente para entendermos as necessidades de nossos ouvintes e supri-las com o poder da pregação bíblica. “Assim diz o Senhor!” Esta deve ser a tônica de nossa pregação.
 
Mostrar aos nossos ouvintes qual a vontade de Deus para eles, e como podem colocar suas vidas em conformidade com esta vontade; eis a mais urgente necessidade em nossas pregações.

Requisitos para ser um bom Pregador Cristão:

  • Desejo sincero de trabalhar para Cristo e de apressar Sua volta.
  • Humildade e disposição para aceitar a direção do Espírito Santo.
  • Disposição para auxiliar espiritualmente outras pessoas.
  • Disposição para doar-se (tempo, talentos, recursos).
  • Gostar de aprender.
  • Gostar de ensinar.
  • Capacidade para observar e entender as reações dos ouvintes.

Qualidades Desejáveis num bom Pregador Cristão:

  • Conhecer bem o assunto que vai apresentar.
  • Ser fiel à Palavra de Deus.
  • Dar sempre destaque à mensagem, sem chamar a atenção para o mensageiro.
  • Ser reverente na exposição do assunto e fazer bom uso do tempo.
  • Usar de tato e bom senso na exposição de assuntos delicados, particularmente quando houver visitas ou pessoas de outras denominações.
  • Ser humilde para com seus irmãos (nunca tentar ser o “dono da verdade”).
  • Prestar a devida atenção às reações e necessidades dos ouvintes.
  • Vestir-se e portar-se de maneira condigna com seu caráter cristão.
  • Usar um vocabulário simples e compreensível por todos, evitando uso de gírias.
  • Desenvolver boa dicção e um timbre de voz agradável.

Conselhos Úteis para pregadores:

  • Lembre-se que o púlpito é um lugar sagrado; prepare-se espiritualmente para ir ocupá-lo, examine seu coração e entregue-se a Jesus.
  • Ninguém nasceu sabendo, e todos ainda tem o que aprender; ainda assim, você está aí porque aceitou o compromisso de abrir a Palavra de Deus. Faça o seu melhor, ciente de que está fazendo um trabalho para Deus.
  • Sempre faça tudo quanto estiver ao seu alcance e depois, se necessário, queixe-se a seu Senhor; cobre o cumprimento de Suas promessas e se ponha a trabalhar com confiança. Ficará surpreso com os resultados. Lembre-se que Deus deseja os decididos; decida-se a ficar ao lado dEle, trabalhando com Ele e para Ele.
  • Evite abordar assuntos polêmicos, que possam dar origem a discussões desnecessárias.
  • Prepare-se apoiado no poder do Céu; dê o melhor de si; separe o melhor de seu tempo; pesquise, estude muito, escreva, informe-se.
  • Aperfeiçoe sua leitura em voz alta, treine até que consiga ler de forma tão natural como se estivesse contando o assunto, como se fosse um apresentador de televisão. Se puder, use um gravador para ouvir sua própria voz, para encontrar possíveis pontos a serem melhorados, e treine, treine, treine exaustivamente, até conseguir a naturalidade necessária. Todos podem, e você ainda mais, pois terá ao seu lado, se pedir, o poder do Deus do universo, que lhe dará mais do você espera.
Resumindo: se você tirou tempo para preparar-se, se buscou a inspiração do Espírito Santo e se está indo com humildade para o trabalho, com o sincero desejo de ajudar outros a se aproximarem de Jesus, então não tenha medo; faça sua parte cheio de confiança, porque o poder do Céu vai suprir todas as suas deficiências, e vai aperfeiçoá-lo para fazer um trabalho cada vez melhor.
 
Lembre que só a prática aperfeiçoa; quanto mais se repete uma tarefa, melhor se pode executá-la. Com a pregação acontece o mesmo: quanto mais prega com fidelidade a Palavra de Deus, melhor e mais competente fica o pregador.
 
Não Esqueça: a palavra é uma ferramenta que quanto mais é usada, tanto mais fica afiada.
A importância de uma vida frutífera
A-importancia-de-uma-vida-frutiferaTexto: João 15:1-5
 
Introdução: A vida cristã é uma vida sobrenatural. Nenhum cristão, de si mesmo, tem o que é preciso para vivê-la. Jesus não poderia ter colocado isso de forma mais clara quando disse: "Sem mim nada podeis fazer"
 
Poderíamos interpretar que significa "sem a Sua ajuda”, ou "sem a Sua bênção", mas não é o que Jesus queria dizer. Ele quis dizer que só ele é a fonte de uma vida espiritual abundante e fecunda.
 
Assim como o ramo vai murchar e morrer sem a sustentação da vida da videira, assim também todas as nossas tentativas de produzir um caráter cristão será infrutífero e frustrante sem uma permanecia contínua em Cristo.
[post_ad]
Até entendermos isso nunca vamos experimentar a vida cristã que Deus planejou. É verdade que algumas pessoas conseguem produzir muito boas imitações, mas são como fruto falso em uma cesta.
 
Está tudo bem para a exposição, mas não pode satisfazer a fome de verdade. O fruto real deve crescer para fora da vida. Cristo é a vida do crente. Só Ele pode produzir um cristão que se caracteriza pelo amor, alegria e paz.
 
Só Ele pode realizar o ministério cristão que glorifica a Deus. Só o Espírito pode fornecer o caráter cristão descrito em Gálatas 5.

I. Um ramo na videira - O princípio do relacionamento

A vida em sua plenitude e perfeição reside na videira. João 15:4 “Permanecei em Mim e Eu em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim”.
1. Cristo é a videira - toda a vida espiritual flui d'Ele.
2. Como o ramo só pode receber a vida da videira, assim também só podemos receber vida espiritual de Cristo.
a. Jesus disse que Ele habita em nós. Ele teria uma presença viva no crente.
b. Isto foi conseguido quando o Espírito Santo veio habitar dentro de nós.
· Ter o Espírito de Deus dentro de você é ter Cristo em você. (Romanos 8:9-10)
· O Espírito Santo é o elo vivo entre Cristo no céu e o crente na terra.
· Tudo o que Cristo é e tem se torna nosso por meio do Espírito Santo.
Deus nunca pretendeu que você e eu, vivêssemos a vida cristã abundante, mas sim permitir que Cristo vivesse através de nós. Ele é a videira - o produtor do fruto. Nós somos os ramos - portadores do fruto.
 
Através do Espírito Santo que habita em nós recebemos a vida de Cristo. Através do preenchimento do Espírito Santo carregamos o Seu fruto.

II. O princípio da reprodução.

A vida da videira é fornecida para os galhos e se reproduz através dos ramos em forma de fruto.
1. Os ramos não são projetados para produzir frutos somente para suportá-los. Eles são totalmente dependentes da videira para o fruto.
a. O fruto do Espírito é produzido no crente, e não pelo crente.
b. A responsabilidade do crente é permanecer em Cristo, viver em dependência através de uma constante submissão ao Espírito Santo para a vida.
c. O cristão que, assim, permanecer em Cristo produz "muito fruto".
2. Para o fruto atingir a maturidade, o ramo deve continuar desfrutando a vida da videira.
a. O fruto não se desenvolve de uma vez. Primeiro, há a flor ou uma flor, em seguida, um pequeno fruto, que se desenvolve até ao amadurecimento.
b. Para que o processo seja concluído no cristão ele deve diariamente declarar sua dependência de Cristo e render-se ao Espírito Santo: momento a momento.

III. O princípio sobre o fruto.

- É a evidência predominante de uma vida cheia do Espírito.
- O verdadeiro teste de uma vida espiritual é o caráter que se exibe no dia a dia.
- O fruto do Espírito não é afetado por mudanças em nosso ambiente ou circunstâncias.
- O substituto mais comum para o fruto é o desempenho.
 
Conclusão: O justo será “como a árvore plantada junto às correntes de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cuja folha não cai; e tudo quanto fizer prosperará”. Salmo 1:3
 
Pr. Aldenir Araújo

5 de outubro de 2013

Duas coisas no Inferno que toda Igreja Precisa
Duas coisas no Inferno que toda Igreja PrecisaTexto: Lucas 16:19-31
 
Introdução: Espero que você tenha tirado um momento para olhar para o título desta mensagem, porque esta noite vamos considerar duas coisas que precisamos que estão no inferno. Nesta passagem, Jesus retirou o véu entre este mundo e o outro e nos mostrou que há um céu e um inferno. Há apenas dois destinos eternos e todos neste lugar vai acabar passando a eternidade no céu ou no inferno.
 
Existem apenas duas direções que você pode ir depois da morte.
[post_ad]
As pessoas não gostam de falar sobre o inferno, e, francamente, eu não gosto de pregar sobre isso. Mas porque eu estou empenhado em ensinar todo o conselho de Deus, eu vou dedicar duas mensagens a esta poderosa passagem da Escritura sobre o céu e o inferno.
 
Algumas pessoas chamam esse episodio de uma parábola de Jesus, mas eu concordo com muitos estudiosos que acreditam que Jesus está descrevendo uma ocorrência real. Nas 38 parábolas que Jesus contou, ele nunca chamou alguém pelo nome. Nesta história, ele identifica dois dos personagens pelo nome, Lázaro e Abraão. Eu acredito que realmente era um homem rico e um mendigo, chamado Lázaro, e depois que eles morreram Jesus relatou o que aconteceu. Foi real. Você já ouviu falar de reality show - isso é ainda melhor, é realidade Bíblica.
 
Na próxima mensagem, eu vou entrar em um pouco mais detalhadamente sobre Lázaro, mas hoje eu quero focar o homem rico no inferno. Há duas coisas no inferno que realmente precisamos.
 
Na verdade, estas são duas coisas no inferno que toda igreja do Novo Testamento precisa.

I. No inferno, o homem rico olhou para cima - Precisamos ter uma visão do céu.

Jesus nunca revelou o nome do homem rico, talvez porque ele era alguém bem conhecido. Eu suspeito que o homem rico teve um grande funeral em que muitos dignitários compareceram. Orador após orador relatou quão grande, maravilhoso, religioso homem ele era. Ele tinha que ter sido abençoado por Deus por causa de toda a riqueza que ele disfrutava. Tenho certeza de que eles relataram que ele tinha ido para sua recompensa no céu.
 
Mas em uma fração de segundo depois que o homem rico morreu, ele teve a estranha sensação de que algo não estava certo. Jesus simplesmente disse: "No inferno, ele estava em tormentos, ergueu os olhos" Ele estava literalmente no "hades". Hades é um lugar aonde vão os mortos ímpios até a sentença final no Grande Julgamento do Trono branco em Apocalipse 20. É um lugar de tormento e agonia assim como o inferno.
 
Observe duas coisas sobre a agonia do inferno:
 
1. Ele viu as pessoas no céu
A primeira coisa que ele viu foi o tormento, mas a próxima coisa assustadora que ele viu foi que ele pudesse ver o céu! Quando o mendigo Lázaro morreu, o texto não diz que ele foi enterrado como o homem rico. Seu corpo foi provavelmente jogado em alguma pilha de lixo. Mas Jesus disse que os anjos escoltaram a sua alma a presença de Abraão. O seio de Abraão ou paraíso era o lugar aonde as almas de todos os justos mortos iam antes da cruz. Depois da cruz, Jesus levou essas pessoas para o céu. Não há problema em chamá-lo de céu. Para todos os judeus, sentar-se com Abraão era uma palavra para o céu.
 
Muitas vezes as pessoas me perguntam se vamos reconhecer uns aos outros no céu. Acredito que a maioria certamente. O homem rico olhou para cima e reconheceu Lázaro e Abraão. Se eles puderem nos reconhecer do inferno, então eu acho que nós vamos reconhecer uns aos outros.
 
Esqueça o fogo e as chamas. Uma das piores agonias do inferno será a capacidade das pessoas no inferno ver aqueles que estão no céu. Você pode imaginar maridos perdidos vendo suas esposas no céu? Pais perdidos vendo seus filhos no céu? Eu não quero fazer parte de um lugar como o inferno.
 
Como o homem rico, precisamos levantar os nossos olhos e ter um vislumbre do céu também. O céu é real, e ele vai ser preenchido com as pessoas. Como você chegará ao céu? Não por ser bom ou fazer o bem - ninguém é bom o suficiente. Você não irá para o céu por ser religioso. O homem rico era um judeu religioso. Ele chamou "pai Abraão" e Abraão mesmo disse "filho". Pai Abraão teve muitos filhos, muitos filhos tem por pai a Abraão. Eu sou um deles e você também - mas isso não garante lugar no céu. Só por ser um filho de Deus, você pode entrar no céu!
 
Outra agonia do inferno foi:
 
2. Ele se lembrava de sua vida na Terra
No versículo 25, Abraão disse: "Filho, lembre-se..." Eu acredito que essas são duas das palavras mais assustadoras que serão ouvidas no inferno. Pessoas no inferno vão levar suas memórias com eles. Eu acredito que uma pessoa no inferno vai lembrar-se de cada mensagem do evangelho que já ouvi. Eles vão lembrar de cada vez que alguém tentou dar-lhes um folheto explicando como se tornar um cristão.
 
A vida é dura por si mesma, e às vezes as pessoas desejam apagar suas memórias como eles apagam um vídeo. É por isso que muitas pessoas cometem suicídio: querem apagar as memórias. Não há mal de Alzheimer no inferno. Todo mundo vai ter uma memória cristalina. O inferno será um lugar de recordação eterna e arrependimento. Alguma vez você já comprou algo por impulso e depois se arrependeu? Eu chamo isso de "remorso do comprador"
 
Felizmente, você pode trocar um monte de coisas ou receber um reembolso. No inferno haverá o que eu chamo de "remorso do convite" Não será sobre algo que você fez, mas será remorso por algo que você não fez: aceitar Jesus. Se você está aqui hoje sem Jesus e você morrer em seus pecados, você vai lembrar estas palavras exatas que eu estou falando agora. Você vai se lembrar de pé em poucos minutos e ouvir o Espírito de Deus diz a você: "Venha como você está..." E se você rejeitar a oferta gratuita de Jesus da vida eterna; você vai se arrepender para sempre.
 
Deus te ama e Ele não quer que você vá para o inferno. O inferno nunca foi destinado para a habitação humana. Jesus disse em Mateus 25:41 , "Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos" O inferno foi criado para Satanás e seus demônios, e não para pessoas. Mas por causa de nossos pecados, todos nós nascemos com uma reserva para o inferno. Quando nos arrependemos de nossos pecados e vamos a Jesus, Ele nos perdoa e cancela a reserva no inferno, e faz uma nova reserva para nós no céu. Deus te ama tanto que Jesus morreu para que você não passe a eternidade no inferno.
Então, a primeira coisa no inferno que precisamos é de uma visão do céu. Levantai as vossas cabeças, e levantai os vossos olhos, porque a vossa redenção está próxima! Há outra coisa no inferno que precisamos.

II. No inferno, o rico gritou: Precisamos ouvir as vozes do inferno.

Será que você percebe que há oração no inferno? O homem rico gritou a Abraão e ergueu a petição para o céu. Mas suas orações não foram respondidas.
 
Observe seus dois gritos para o céu:
 
1. Um grito de agonia pessoal: “Tem misericórdia de mim"
O primeiro pensamento do homem rico foi sobre si mesmo e suas necessidades. Isso não deveria ser surpresa, porque um dos pré-requisitos para o inferno é passar toda a sua vida pensando apenas em si mesmo e às suas necessidades. Quando ele reconheceu o tormento do inferno, ele gritou a Abraão para enviar Lázaro para molhar o dedo em um pouco de água para tocar sua língua. Ele estava em agonia no fogo. Esse é um ponto interessante sobre a vida após a morte. Vamos ser equipado com corpos espirituais que possuem um senso de dor ou prazer. Lázaro tinha um dedo e o homem rico tinha uma língua.
 
Eu acredito que a sede que o homem rico tinha era a mesma sede toda a gente tem nesta vida, é uma sede de Deus. Esta sede não pode ser satisfeita com qualquer coisa que o mundo tem para oferecer. Só Jesus pode satisfazer esta sede. Jesus disse: "Se alguém tem sede, venha a mim e beba" (João 7:37) Esta sede de Deus só se torna mais intensa e angustiante no inferno.
 
O inferno é um lugar de trevas exteriores, choro e ranger de dentes. É um lugar de trevas, isolamento e frustração eterna. Lembre-se: este não é um profeta estranho tendo uma visão da vida após a morte, é o próprio Senhor Jesus falando claramente sobre como é o inferno.
 
Abraão informou que esta sede de Deus e agonia física não poderia ser aliviada. Há um grande abismo que é fixado de forma permanente entre o céu e o inferno e ninguém pode atravessá-lo. Após a morte, é tarde demais para mudar o seu destino eterno. Assim, a sua oração para o alívio foi sem resposta.
 
Mas o ponto principal desta mensagem está na próxima declaração do homem rico.
 
Ele também soltou um:
 
2. Um grito de preocupação com sua família: "avisa-os"
Após a resposta de Abraão, o homem rico percebe que não há esperança para si mesmo de modo que seus pensamentos se voltam para sua família. Ele tinha cinco irmãos, e todos eles eram como ele: religiosos, mas perdidos. Então ele diz no versículo 27-28: "Eu te peço, Pai Abraão, manda Lázaro à minha casa, pois tenho cinco irmãos. Deixe-o adverti-los, de modo que eles não venham também para este lugar de tormento”.
 
De repente, o homem rico no inferno torna-se um ganhador de almas. Ele desenvolve um espírito missionário. Ele expressa uma preocupação para com as pessoas perdidas em sua família. É uma pena ele não ter o mesmo medo do inferno antes de morrer!
 
Há um aviso poderoso aqui para todas as pessoas que ainda não confiou em Jesus para salvá-los dos seus pecados e do inferno. Abraão dá uma resposta surpreendente para a oração do homem rico. Ele diz que seus irmãos têm a Bíblia (a Lei e os Profetas), e é tudo que eles precisam para escapar do inferno. Se eles apenas lerem e acreditar, eles podem ser salvos do inferno. Mas o homem rico insiste em que, se um homem morto pudesse voltar e falar com seus irmãos, eles iriam se converter dos seus pecados e se arrepender. Com certeza, o homem rico no inferno sabia como ser salvo, arrepender-se, ele só nunca chegou a arrepender-se. Estou convencido de que milhares de pessoas sabem como ser salvas, elas simplesmente nunca fizeram isso. Então, ele quer que Lázaro volte e avise seus irmãos para ficar longe do inferno. Quando eles virem um homem que saiu da sepultura adverti-los, ele está certo de que eles vão se arrepender.
 
Eu tendo a concordar com o homem rico não é? Imagine se eu não sou um cristão e alguém bate na minha porta à noite. Quando eu abro a porta, eu fico chocado ao ver uma pessoa, cujo funeral eu assisti há algumas semanas antes. Ele diz: "Eu vim para conversar com você sobre Jesus, posso entrar?" Depois do meu choque inicial, eu digo: "É cadáver você pode entrar" O homem começa a dizer: "Eu acabei de voltar do céu especialmente para avisá-lo que existe um inferno, porque o seu irmão mais velho está lá agora. Ele me pediu para vir avisá-lo para não ir para aquele lugar. Então, se você vai admitir que é um pecador, abandonar seus pecados e confiar em Jesus, você pode ser perdoado hoje. Gostaria de abaixar a cabeça agora e receber a Cristo? "Algo como isso literalmente me assustaria muito – faria de tudo para escapar do inferno.
 
Mas Abraão disse: "Se eles não acreditam na Palavra de Deus, eles não vão acreditar que ressuscite alguém dentre os mortos" Algumas semanas depois ele contou essa história para os judeus, Jesus ressuscitou e alguns ainda zombaram e rejeitaram. Hoje em dia, não é muito diferente. As pessoas têm a Bíblia e Jesus ressuscitou dentre os mortos, e muitos ainda o rejeita. Eu estou compartilhando a Palavra de Deus com você hoje, e eu estou proclamando que Jesus está vivo. Se isso não é o suficiente para você escapar do inferno, você não iria se arrepender se um cadáver batesse à sua porta em pessoa.
 
Há também uma poderosa mensagem aqui para todos nós, que somos cristãos. A única coisa que se destaca nesta passagem para mim é a preocupação que o homem rico tinha por seus irmãos. No inferno, as pessoas tem uma preocupação constante e crônica de pessoas perdidas que ainda estão vivos e estão indo para o inferno. E isso é algo no inferno que nós precisamos; uma fervorosa preocupação, compaixão para as pessoas ao nosso redor que estão indo para o inferno.
 
Aqui está a aplicação pessoal desta mensagem. Deixe-me fazer uma pergunta muito pessoal: Você tem uma preocupação para com as pessoas que estão indo para o inferno? Você já derramou alguma lágrima pelas pessoas perdidas em sua família ou círculo de amigos? Alguma vez você já ficou acordado durante toda a noite orando pela salvação de um ente querido perdido que está indo para o inferno? Tenho orado para que Deus me dê o mesmo sentimento para com os perdidos que Paulo expressa em Romanos 9: "tenho grande tristeza e incessante dor no meu coração. Porque eu mesmo desejaria ser separado de Cristo, por amor de meus irmãos, que são meus parentes segundo a carne; ... Irmãos, o bom desejo do meu coração e a minha súplica a Deus por Israel é para sua salvação" (Romanos 9:2-3, 10:1).
 
Ele disse que estava constantemente angustiado com o fato de seus irmãos judeus não serem salvos. Sua carga era tão pesada, que ele disse que estaria disposto a perder a sua salvação e tornar-se "amaldiçoado e separado de Cristo" se isso resultasse na salvação de seus irmãos. Que fardo!
 
Enquanto eu preparava esta mensagem eu estava fortemente envergonhado, porque eu acredito que as pessoas mortas no inferno tem uma preocupação maior para com as pessoas sem Cristo do que eu. Às vezes eu fico tão envolvido em passar o tempo com os crentes e desfrutando da comunhão com eles que eu esqueço que há pessoas ao nosso redor que estão indo para o inferno. Você pode orar: "Deus, você pode me enviar para o inferno se isso significasse cada pessoa de Lajinha ir para o céu?" Eu me perguntava esta semana se eu poderia honestamente orar: "Senhor, eu estou disposto a morrer e ir para inferno se isso significasse a salvação de cada pessoa nessa cidade" Na verdade, não é mesmo possível para mim ser separado de Cristo. Você vai se juntar a mim como pedimos a Deus para nos dar o mesmo tipo de sentimento que Paulo tinha?
 
Imagine. Se Deus lhe oferecesse deixá-lo passar 30 segundos no céu ou 30 segundos no inferno hoje, o que você escolheria? Isto não é para sempre, é só uma visita de 30 segundos. Qual o local você acha que faria de você um seguidor mais forte, mais maduro de Cristo? Ver a glória e majestade do céu, provavelmente, faria de você um cristão mais forte. Mas lhe daria uma preocupação maior para com as pessoas perdidas?
 
Se Deus me desse a opção de deixar que cada membro de nossa igreja passasse 30 segundos no céu ou 30 segundos no inferno, eu pediria a Deus para que todos nós passássemos apenas 30 segundos no inferno. Porque aqueles de nós que conhecem o Senhor vai passar a eternidade no céu, mas eu acho que 30 segundos no inferno iria mudar-nos para o resto de nossas vidas. Se pudéssemos ver a agonia e ouvir essas vozes; far-nos-ia voltar e ser os cristãos mais evangelizadores sobre a terra. As pessoas no inferno estão preocupados com as pessoas perdidas que estão indo para o inferno. Isso é algo no inferno que precisamos.
 
Do que no inferno precisamos? Precisamos de uma nova visão do céu, e precisamos ter a mesma preocupação para com as pessoas que se dirigem para o inferno.
 
Pr. Aldenir Araújo
4 Elementos que Marcam os Últimos Dias
4 Elementos que Marcam os Últimos DiasTexto: Lucas 17:26-27
 
Introdução: Esta é uma descrição gráfica dos dias de Noé. (As atividades descritas não são pecaminosas, simplesmente indicam uma cultura onde não há pensamento acerca de Deus ou as consequências da atividade de cada um).
 
Jesus está nos ensinando a verdade que os últimos dias se assemelham aos dias antes do diluvio que destruiu o mundo nos dias de Noé. Ele nos diz isso para que possamos ser capazes de discernir os tempos e sabermos que o fim está próximo. Esta noite, eu gostaria de dizer que há forças em operação hoje, muito similares as ativas nos dias de Noé.[post_ad]Há quatro elementos ativos agora que estavam ativos nos dias de Noé.
 
Estes quatro elementos nos lembram de que estamos nos últimos dias e que temos uma missão a cumprir, antes de deixar este mundo. Vamos analisar juntos estes quatro elementos que marcam os últimos dias.

I. Aceleração do Pecado

A. A falta de separação espiritual. Genesis 6:4
- Deus exige total separação do liberalismo, da falsa religião e assim por diante - 2 Coríntios 6:17.
B. A falta de padrões morais. Gênesis 6:5
- Parece com os nossos dias. Vale tudo! No entanto, o padrão de Deus para nós é uma santidade total e uma vida limpa diante dele - 1 Pedro 1:16 ( Amós 3:3 )
C. A falta de discernimento espiritual. Lucas 17:26-27
- Os homens estão cegos para a verdade das Escrituras, para as exigências de um Deus santo e o juízo iminente de Deus. (Satanás é responsável por uma parcela desta cegueira)
- O homem é responsável também. 2 Coríntios 4:4.
- O homem sempre tem uma escolha. Josué 24:15

II. Uma Tempestade que se Aproxima

A. O diluvio estava chegando, e os homens não estavam preparados para ele. Gênesis 6:7
B. O arrebatamento e a grande tribulação estão no horizonte e o homem ainda não está preparado para o encontro com Deus - Mateus 24:44.
C. Este mundo caminha para o juízo e ainda não percebeu a magnitude e a força da tempestade que enfrentará. (Inferno, As terríveis calamidades do período de tribulação).
Uma tempestade está se aproximando, e os homens devem ser alertados. (Muitos não vão acatar – II Timóteo 4:3, mas eles precisam ser avisados assim mesmo).

III. Um Salvador Ativo

A. Deus estava ocupado nos dias de Noé. Gênesis 6:5-6
- Ele estava observando e catalogando a atividade e a condição do mundo. Provérbios 15:3; Hebreus 4:13. Ele ainda vê tudo o que acontece no mundo, na mente e no coração do homem!
B. Deus ficou preocupado com o que viu – Gálatas 6:7. Ele ainda está preocupado por causa do pecado!
C. Deus estava trabalhando no mundo de Noé, e devemos sempre lembrar que, independentemente de quão ruim o mundo está, Deus está sempre fazendo a Sua obra. Ele está sempre trabalhando! Salmo 121:3-4.

IV. Um Porta-voz Capaz

A. Noé foi o porta-voz de Deus naqueles dias! (2 Pedro 2:5; 1 Pedro 3:20; Gênesis 6:3 )
Ele pregou o juízo vindouro por 120 anos sem uma única conversão. No entanto, ele pregou! (Que graça, mesmo quando Deus estava planejando juízo, ele ainda estava estendendo a mão para os pecadores. Ele poderia ter destruído o mundo instantaneamente, mas ele deu-lhes 120 anos de graça! Isso é Deus!)
B. Nós somos porta-vozes de Deus nestes últimos dias! (Atos 1:8; Mateus 28:20, Marcos 16:15; 1 Pedro 3:15)
C. O nosso dever diante do Senhor é ter a certeza de que cumprimos o nosso dever diante do Senhor. Temos que ir e dizer. Não são garantidos os resultados, somos apenas ordenados a fazê-lo. (Noé na Arca. Ele poderia descansar com a certeza de que ele tinha feito o que Deus havia ordenado que ele fizesse. O coração do cristão descansa, cumprindo o mandamento de Deus).
 
Conclusão: Estes são os últimos dias! Olhe ao seu redor, qualquer um pode ver que estamos lá. Eu sou grato a Deus porque sou salvo, porque eu nunca vou ter que enfrentar a tribulação, o juízo, ou ir para o inferno.
 
Mas, há um mundo perdido que precisa ouvir sobre a salvação através de Jesus Cristo. Pergunto a você esta noite, à luz do fato de que estes são os últimos dias, você está fazendo tudo o que o Mestre mandou você fazer?
 
Pr. Aldenir Araújo

2 de outubro de 2013

A fé de Miquéias em Tempos Difíceis
A fé de Miquéias em tempos difíceis
Texto: Miquéias 7:1-9

Introdução: O profeta Miquéias descreve uma época de grande corrupção em todos os níveis da sociedade. Os que estavam no poder eram corruptos e estavam comprometidos. Os fundamentos da moral haviam sido destruídos.

A. Os homens de autoridade venderam a justiça, e sem nenhuma vergonha. Eles estavam abertos ao suborno.
1. O príncipe pede recompensa
2. O juiz aceita suborno
3. Os nobres falam de seus desejos de maldade
4. Aqueles que professavam ser religiosos; a Bíblia diz: "O melhor deles é como um espinheiro" que infectava tudo o que tocava.
a. O mais reto eram levados com os pecados do dia.
5. Nos círculos sociais a fé não era encontrada em lugar nenhum.
b. O amigo não era confiável
c. Os chefes de família não ajudavam
d. Os membros das famílias estavam em um estado de anarquia
e. O filho chamava o pai de tolo
f. A filha se levantava contra sua mãe
 
Esta é uma descrição dos últimos dias e a condição moral desse dia.
 
Leia 2 Timóteo 3:1-3- Eu acredito que esses versículos descrevem o tempo em que estamos vivendo agora.
 
Leia o jornal ou assista ao noticiário da noite. Estrelas ou políticos que têm dinheiro suficiente, ou conhece as pessoas certas nos lugares certos parecem se livrar de qualquer coisa, até mesmo de assassinato.
 
Nós nos perguntamos, onde está a justiça para ser encontrada?
 
B. Você pode ter certeza que as ações e as vidas desses homens são vistas pelo próprio Deus.
 
Chegará o dia da visitação.
 
Quando chegou o momento que Miqueias não conseguia encontrar ajuda no seu companheiro, a sua fé se voltou para Deus.
 
Sugiro cinco coisas que levaram a fé de Miquéias se fortalecer em tempos difíceis.

1. Miqueias disse, "Eu, porém olharei" v. 7

As promessas de Deus nos encorajam hoje.
Salmos 32:10 - "O ímpio tem muitas dores, mas aquele que confia no Senhor, a misericórdia o cerca"
Salmos 125:1 - "Aqueles que confiam no Senhor são como o monte Sião, que não pode ser abalado, mas permanece para sempre"
Salmos 28:8 - "O Senhor é a força do seu povo; ele é a fortaleza salvadora para o seu ungido"
Salmos 91:10 - "Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda"

2. Miquéias disse: "Vou esperar no Deus da minha salvação" v. 7

A. O tempo de Deus é o melhor
B. Por Sua bênção vale a pena esperar
C. Porque eu sei que não vou me decepcionar
"Os que esperam no Senhor renovarão as suas forças"
Quando Josafá enfrentou uma invasão dos moabitas em (2 Crônicas 20:17) Deus disse: "Nesta batalha não tereis que pelejar; postai-vos, ficai parados e vede o livramento que o Senhor vos concederá, ó Judá e Jerusalém. Não temais, nem vos assusteis; amanhã saí-lhes ao encontro, porque o Senhor está convosco"
Em outras palavras, Deus disse: "Espera em mim!"

3. Miquéias disse: "Deus vai me ouvir" v. 7

Por Suas bênçãos vale a pena esperar!

A. Quando a minha fé é fraca, "Deus ouve o meu clamor”.
B. Quando as minhas necessidades são grandes, "Deus ouve o meu clamor”.
C. Quando estou sozinho, “Deus ouve o meu clamor”.
 
2 Crônicas 7:14 - "e se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se desviar dos seus maus caminhos, então eu ouvirei do céu, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra"
 
Jeremias 33: 3 - "Clama a mim, e eu te responderei, e te mostrarei coisas grandes e ocultas, que não sabes".

4. Miqueias disse "Quando eu cair, me levantarei" v. 8

A. 2 Coríntios 4:8-9 - "Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desesperados; perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos"

B. Eu acredito que Miqueias começou a louvar a Deus, e a sua fé começou a fortalecer.
Há um termo aeronáutico chamado de "pressão diferencial" É a pressão exercida contra a força da gravidade que faz com que um avião ou helicóptero decole do chão.
Eu acredito que quando Miqueias chegou ao versículo oito ele falava no ouvido dos demônios, ele estava dizendo a satanás "Na escuridão há uma luz para mim”.
Aleluia! A escuridão da tristeza tem que sair
A escuridão do pecado tem que sair
A escuridão da dúvida tem que sair
C. "O Senhor será para ti uma luz eterna"

5. Miquéias disse: "Eu verei a sua justiça" v. 9

Louvado seja Deus, se resistirmos, manter a fé em tempos difíceis como Miqueias e combater o bom combate, nós também veremos a sua justiça.

1 de outubro de 2013

A Lei da Colheita: Você Colhe o Que Você Planta
A Lei da Colheita: Você colhe o que você plantaTexto: Gálatas 6:6-8
 
Introdução: Nesta passagem, Paulo afirma um dos princípios mais poderosos da Bíblia. É chamado de "a lei da colheita" É normalmente expressa da seguinte maneira: Você colhe o que você planta.
 
Aqui não usamos muito os termos da semeadura e da colheita, assim eu quero que pensemos sobre essa lei nos seguintes termos: Você colhe o que você planta.
 
Gálatas 6:6-8 "E o que está sendo instruído na palavra, faça participante em todas as boas coisas aquele que o instrui. Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque quem semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas quem semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna”.

A lei da colheita é tanto uma lei natural como é uma lei espiritual. É verdade que na agricultura você colhe o que você planta. Mas também é uma grande verdade espiritual que você colhe o que planta. Quero aproveitar esta lei irrefutável da colheita e observa-la a partir de dois ângulos diferentes.

I. O que você é hoje é o resultado das escolhas que você fez no seu passado

Sua vida agora é basicamente a colheita de seus hábitos. Isso é muito profundo para se perder então me permita dizer isso de novo. Sua vida é a colheita de seus hábitos.
 
A lei da colheita pode ser resumida da seguinte forma: cada escolha tem consequências. Boas escolhas têm consequências boas e más escolhas têm consequências desagradáveis​​.
 
Pais, um dos valores mais importantes que você deve ensinar aos seus filhos é que eles precisam fazer escolhas sábias, porque as escolhas têm consequências. Mas o que é verdade para crianças é também verdadeiro para os adultos.
 
Quem você é e onde você está agora na vida é o resultado de uma combinação de fatores. Seus pais e familiares influenciaram você. Nossa sociedade e as circunstâncias influenciaram você também. Mas suas escolhas têm sido os principais fatores para a sua atitude, a sua posição, e seu caráter. Suas circunstâncias tiveram um impacto. Mas uma grande parte de sua situação atual é o resultado direto de uma série de escolhas que você fez no passado.
 
Há três realidades sobre a lei da colheita:
 
A. Você sempre colhe o que você planta.
Se você plantar sementes de grama, você não espera colher milho. Um agricultor que planta soja sabe que ele vai colher soja. Todo tipo de semente cresce exatamente o que é. Sementes de tomate geram tomates. Sementes de abóbora geram aboboras.
 
Jacó é um bom exemplo deste princípio espiritual. Ele não era o filho primogênito, ele e sua mãe arquitetaram um plano para roubar a primogenitura e a bênção que justamente pertencia a seu irmão mais velho. Quando Isaque estava velho e cego, Jacó entrou em seu quarto com as roupas de caça de Esaú. Ele cobriu os braços com pelos de cabra para que seu pai pensasse que ele era Esaú, cujo nome significa “peludo”. Jacó plantou as sementes do engano em sua família, e anos mais tarde, ele foi vítima de engano também. Seu tio Labão o enganou para que se casasse com Leia em vez de Raquel. E anos mais tarde, os filhos de Jacó o enganaram novamente, dizendo-lhe que o seu filho favorito, José, tinha sido morto por um animal selvagem.

Se você é uma pessoa amarga, irrita os outros, não se surpreenda se você recebe a hostilidade dos outros. Mas se você está plantando sementes de bondade e amor, você vai achar as outras pessoas gentis e amorosas. Jesus disse: "Cada árvore é conhecida pelo seu próprio fruto. As pessoas não colhem figos de espinheiros, nem uvas dos abrolhos" (Lucas 6:44 ). Você colhe a mesma coisa que você planta.
 
B. Você sempre colhe mais do que você planta
As sementes não se reproduzem uma por uma; elas se multiplicam exponencialmente. Quando você planta um feijão, um pé de feijão cresce, e produz varias vagens de feijão contendo dezenas de feijões. Uma pequena semente de abacate se torna um pé de abacate poderoso, que produz milhares de abacates ao longo de sua vida.
 
Uma palavra pequena, ação, ou uma escolha pode parecer pequeno, mas pode resultar em uma colheita em massa. Quatro mil anos atrás, Deus prometeu a Abraão e Sara que eles teriam um filho. Mas os anos se passaram e não veio o filho. Então, Sara decidiu ajudar a Deus e sugeriu a Abraão que tomasse por mulher sua serva, Agar. Abraão concordou. O que foi uma escolha trágica! Hagar deu à luz um filho chamado Ismael. Mais tarde, Sara deu à luz Isaque. Estes dois irmãos não se davam bem. Eles se odiavam. Mas essa escolha não era apenas sobre dois irmãos, trata-se de duas raças de pessoas hoje. Ismael foi o antepassado de todos os povos árabes e Isaque foi o antepassado dos israelitas. A razão pela qual; milhões de judeus e árabes se odeiam hoje é por causa de uma má escolha feita há 4.000 anos. Você colhe mais do que você planta!
 
As sementes são pequenas, mas eles se transformam em grandes plantas. Você pode pensar que uma pequena palavra ou ação é insignificante, mas sempre se multiplica e cresce em grandes consequências. Há um ciclo de colheita que é verdade na vida, bem como na agricultura: "Semeie um pensamento, colha um ato; semeie um ato, colha um hábito, semeie um hábito, colha um caráter; Semeie um caráter, colha um destino" Você vai sempre colher mais do que você planta.
 
C. Você sempre colhe depois que você planta
Na história de João é o pé de feijão; os feijões mágicos que ele comprou cresceram e se tornou um enorme pé de feijão durante a noite, mas isso é um conto de fadas. Quando você planta uma semente, ela não sai do chão imediatamente. Leva tempo para que uma semente cresça e se torne uma planta. É preciso ter paciência para ser um bom agricultor, porque você tem que esperar a colheita.
 
Espiritualmente falando, as escolhas que você faz pode não ter consequências imediatas. Mas não deixara de ter consequências, porque você sempre colhe depois que você planta.
 
Com certeza, a lei da colheita não se aplica apenas a pessoas físicas, aplica-se às nações também. No Antigo Testamento, Israel se afastou de Deus e começou a adorar os ídolos de seus vizinhos. O resultado foi calamidade nacional. Deus falou por meio do profeta Oséias estas palavras: “Israel rejeitou o que é bom... com a sua prata e ouro fazem ídolos para si para sua própria destruição" Então Deus deu a versão do Velho Testamento sobre a lei da colheita. Ele disse: "Eles semeiam o vento e colhe tempestades" (Oséias 8:3-4 , 7)
 
Agora, neste momento, você pode estar se sentindo desanimado sobre a condição do nosso país. Ou você pode estar se sentindo desanimado com as más escolhas que você fez no passado.
 
Mas aqui está a boa notícia. Há esperança para você e há esperança para o Brasil. E a esperança é ter apenas expectativas positivas. Há uma grande promessa na lei da colheita também. Você não pode fazer nada sobre o seu passado, mas certamente você pode fazer algo sobre o seu futuro. Vejamos a lei da colheita a partir de um ângulo diferente.

II. O que você vai ser amanhã será o resultado das escolhas que você faz hoje

É verdade para você, pessoalmente, e é verdade para a nossa nação.
 
A Bíblia diz que podemos estar envolvido em apenas dois tipos de plantio - plantar na natureza pecaminosa, ou plantar no Espírito. Então, há a admoestações que podemos tirar desta verdade.
 
A. Cuidado! A vida egoísta é autodestrutiva
A Bíblia diz: "Aquele que semeia na sua carne, da carne ceifará a destruição" (Gálatas 6:8) Alguém disse que muitas pessoas passam toda a semana semeando ervas selvagem, e então eles vêm à igreja no domingo e oram para o fracasso da safra.
 
John Stott, o estudioso do Novo Testamento, escreveu: "semear na carne é agrada-la, abraçar e acariciá-la, em vez de crucificá-la. As sementes que plantamos são em grande parte pensamentos e ações. Toda vez que nós permitimos nossa mente abrigar um rancor, uma queixa, entreter uma fantasia impura, ou chafurdar na auto piedade, estamos semeando para a carne. Toda vez que deito na cama, quando deveríamos estar orando, cada vez que lemos literatura pornográfica, cada vez que corremos um risco brincando com nosso autocontrole, estamos semeando, plantando, semeando para a carne”.
 
A Bíblia não diz se você plantar más escolhas você pode colher uma safra de más consequências. É uma lei irrefutável. É por isso que Paulo começou este versículo com a seguinte advertência: "Não se deixem enganar. Deus não se deixa escarnecer" Você não pode viver em pecado e achar que Deus não está te vendo. Só não chegou o tempo da colheita ainda.
 
B. Seja paciente! Você pode não desfrutar da sua colheita até a eternidade
Quando a maioria das pessoas fala sobre Gálatas 6:7, eles falam sobre o aspecto negativo de uma plantação de más escolhas. Mas acho que realmente devemos focar o lado positivo. A Bíblia diz: "Aquele que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna" (V. 8)
 
Recebi um e-mail com esta citação de um autor desconhecido: "Há dois dias em todas as semanas sobre o qual não deveríamos nos preocupar. Um destes dias é Ontem com seus erros e cuidados, seus fracasso e enganos. Ontem passou para sempre e está fora do nosso controle. Outro dia que você não deve se preocupar é Amanhã com seus possíveis cuidados e encargos. O sol de amanhã vai surgir ou em esplendor ou por trás de uma máscara de nuvens, mas vai surgir”.
 
Isso deixa apenas um dia: Hoje. Qualquer pessoa, pela graça de Deus, pode lutar as batalhas de apenas um dia. Quando nos concentramos apenas na amargura dos erros do passado ou o medo do que pode acontecer amanhã, perdemos o dom de hoje.
 
Vamos, portanto, viver um dia de cada vez. "Isso é o que Jesus quis dizer quando disse: "Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal" (Mateus 6:34) Jesus não quis dizer que é preciso se preocupar com hoje, Ele disse que quando você faz boas escolhas o amanhã cuidará de si mesmo. No versículo antes Ele disse: "Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mateus 6:33)
 
Você não pode fazer nada sobre a colheita do ano passado, mas você ainda tem tempo para fazer algo sobre a colheita do próximo ano. A Bíblia diz: "Não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desistir" (Gálatas 6:9)
 
Conclusão: Se você está apenas plantando para que você possa colher pessoalmente, então você perdeu o ponto. Nós plantamos boas escolhas para que os outros que virão depois de nós tenham uma boa colheita. É por isso que eu estou preocupado com a nossa nação. Que tipo de país que vamos deixar para nossos filhos e netos?
 
O que será amanhã se baseia nas escolhas que fazemos hoje. E o que nosso país será daqui a 20 anos baseia-se nas decisões que tomamos hoje como nação. Se continuarmos a isolar Deus de nossa vida pública, nossos filhos e netos vão colher uma colheita amarga.
 
Então, vamos continuar plantando boas sementes, boas escolhas levam a bons hábitos, o que leva a uma boa colheita. Não desanime se você não vir a colheita de seus esforços nesta vida. Se você plantar boas sementes, haverá colheita de bênção. Você pode não vê-la até chegar ao céu, mas haverá outros que irão beneficiar de suas boas escolhas. Que tipo de legado você vai deixar para os outros?
 
Estamos experimentando o benefício do serviço e do sacrifício das gerações que vieram antes de nós. A Nova Vida está aqui por causa de pessoas que tinham uma visão e se sacrificaram para tornar esta visão uma realidade.
 
Você já deve ter ouvido falar sobre John Wycliffe, deixe-me contar a história. No século 14, um padre católico chamado John Wycliffe era professor altamente educado em Oxford. Ele leu a Bíblia nas línguas originais; hebraico e grego. Ao ler a Bíblia, ele comparou-a com a igreja de seu dia e percebeu que os dois não se alinhavam. Não havia nenhuma base bíblica para um Papa e para o punho de ferro da Igreja Católica usado para controlar os membros. Então John Wycliffe fez algo revolucionário e que era ilegal. Ele teve a audácia de traduzir a Bíblia para o Inglês. A Igreja Católica ordenou-lhe para não fazer a tradução, mas ele perseverou. Ele foi preso e acusado de heresia. Ele foi removido de seu cargo de professor na Universidade de Oxford e despojado de todos os seus direitos. Desolado, ele morreu de um acidente vascular cerebral, alguns anos depois, enquanto ele estava pregando a um pequeno grupo de cristãos.
 
Quarenta e quatro anos depois que ele morreu, ele ainda era tão odiado pela Igreja que o Papa ordenou que seu corpo exumado. Seu corpo foi queimado junto com seus livros e Bíblias e suas cinzas foram aspergidas sobre o rio Tâmisa, em Londres.
 
Os inimigos de John Wycliffe comemoraram: "Wycliffe está morto e esquecido" Mas se você está segurando uma Bíblia em sua mão hoje. Esta é a colheita que John Wycliffe deixou para nós. Ele nunca viu em sua vida, mas ele foi fiel ao plantar as sementes da obediência. O que você vai deixar para trás?
 
Hoje, estamos aproveitando a colheita do sacrifício e serviço de fiéis que vieram antes de nós. Então, seja fiel e seja paciente. Você não pode ver a sua recompensa de uma boa colheita até chegar ao céu.
 
"Oxalá, que todos os que vêm atrás de nós nos encontre fiéis, que o fogo da nossa devoção ilumine seu caminho, que as pegadas que deixamos; leve-os a crer. E a vida que vivemos inspire-os a obedecer”.