Sermões doutrinários deve se conectar a experiência humanaNós pregadores às vezes pensamos que pregar a "verdade" é tudo o que é necessário.

O sermão não é uma palestra bíblica destinada a informar o ouvinte de alguns fatos interessantes. Não é apenas um lugar onde você pode aprende diversas histórias da Bíblia. Certamente, que inclui, mas é mais do que isso.

O sermão é um veículo para um encontro com o Deus Altíssimo. Este encontro significa "informar", mas também dá esperança, cura, direção, salvação, etc.

Devido a isso, os pregadores devem incorporar no sermão uma expectativa de uma resposta da congregação.
[post_ad]
Esta resposta pode ser uma pergunta sincera como, "O que devo fazer para ser salvo?" A resposta pode ser uma garantia de que Deus estará conosco por meio de uma circunstância dolorosa. A resposta pode ser uma vontade de viver com mais fidelidade a vinda do Reino de Deus. Pode haver outras respostas, mas o ponto é que o encontro com Deus muda a humanidade, e que a mudança vai se manifestar de alguma forma.

Todo sermão deve pedir às pessoas algum tipo de resposta. No entanto, antes que se possa fazer tal coisa, o pregador deve conectar o que é ensinado a experiência vivida da congregação.

Os sermões doutrinários precisa se conectar a experiência humana

Muitos sermões, especialmente os "doutrinários", negligenciam esta conexão com a experiência humana. Nós pregadores às vezes pensamos que pregar a "verdade" é tudo o que é necessário.
Então nós pregamos sermões que seguem um esquema muito parecido com o seguinte:
  • Ensinar a doutrina.
  • Defender a doutrina de alguns ângulos.
  • Dizer às pessoas que precisam acreditar na doutrina.
Eu ouvi um sermão sobre a Trindade como este que mencionei.

O pregador leu alguns textos que ensinavam a doutrina da Trindade. O pregador, em seguida, defendeu a doutrina de alguns ataques que às vezes são ouvidos. O pregador então concluiu o sermão chamando todos nós para crer na doutrina. Ele então se sentou. Note-se que as pessoas não foram informadas por que a doutrina é importante. Eles não aprenderam como aplicá-la na vida diária.

Seja qual for o caso, quando vamos pregar uma doutrina, deve ser conectada a experiência humana se esperamos ser capazes de fazer um apelo a importância da doutrina.

Agora, é verdade que algumas pessoas negligência a doutrina como se não fosse importante. Essa é outra questão que devemos abordar mais tarde. Mas quando você pregar doutrina, informar os outros é importante, mas ajudar as pessoas a compreender a doutrina de tal forma que ela mude a maneira como elas vivem também é importante.

E o mais importante é permitir que a doutrina facilite o encontro com o Deus que esperamos experimentar no culto de adoração.

Confira: 10 passos para escrever um sermão que realmente funciona

Pr. Aldenir Araújo

Gostou Desse Esboço? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá á disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem