Ajuda para a nossa cura

Ajuda para a nossa curaTema: Cura

Texto: Tiago 5:13-20

Introdução: Em vez de olhar nos livros, devemos estudar o que a Bíblia nos fala sobre o corpo humano. Deus diz que o corpo de um crente é o templo do Espírito Santo (1 Coríntios 6:19-20). Nossos corpos não pertencem a nós, porque foram comprados com o sangue de Cristo. Saber isto deve nos motivar a manter uma boa saúde assim o Senhor pode nos usar como Ele deseja. No entanto, uma vez que nem sempre é possível evitar a doença, precisamos entender o que a Bíblia nos diz para fazer quando precisamos de cura.
[post_ad]

I. A ajuda para a cura começa quando entendemos o ensino bíblico básico sobre o assunto.

O Senhor nos dá um padrão a ser seguido em Tiago 5:13-20. Os cristãos do primeiro século não tinham as farmácias e médicos que dependemos. Embora Deus tenha nos abençoado com esses recursos tremendos, somos tão dependentes dEle para a cura de como eles eram. Quando estamos doentes, devemos perguntar-nos:
A. Essa doença é resultado do pecado? Às vezes é devido ao pecado pessoal, mas nem sempre.
B. É a vontade de Deus curar todos? Não, mas há momentos em que é.
C. Qual o papel que desempenham os médicos? Deus chama muitos deles para ajudar. Por exemplo, Paulo frequentemente invocava Lucas, o médico amado.
D. Como devemos responder quando o Senhor não nos curar? Sabendo que ele promete trabalhar todas as coisas para o nosso bem, podemos confiar nEle para cumprir o Seu propósito, mesmo com a doença (Romanos 8:28).
E. Os incrédulos podem esperar que Deus responda suas orações para a cura? Uma vez que eles não têm um relacionamento com Ele, Ele não é obrigado a responder a suas orações. No entanto, ele estende sua misericórdia e dá a cura para atrair as pessoas para o Salvador.
F. A doença na vida de um crente pode ser útil? O salmista testifica: "Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos" (Salmo 119:71). Embora ninguém gosta de aflição, o Senhor usa-a para o Seu propósito final moldar-nos à imagem de Seu Filho (Romanos 8:29).

II. A cura deve envolver outras pessoas.

A igreja primitiva demonstrou a interdependência, e seu objetivo era que as necessidades de todos fossem atendidas. O padrão de Tiago é uma forma de garantir que cada membro do corpo de Cristo receba a ajuda de que necessitam. Os crentes devem saber:
A. Eles devem pedir ajuda. Sempre que os crentes estão lutando com problemas físicos ou emocionais, o primeiro passo é procurar a ajuda dos anciãos (Atos 20:28).
B. Há um curso de ação a seguir. Tiago descreve claramente os passos que devem ser tomadas pelos anciãos e a pessoa em necessidade (Tiago 5:14-15).
1. A pessoa doente deve pedir ajuda. Aqueles que querem receber oração por cura devem estar dispostos a pedir.
2. Os presbíteros oram, ungindo-o com óleo. A oração é o elemento mais importante na cura. Não há nada de mágico sobre o óleo, que era uma forma de tratamento, no primeiro século. No entanto, é um símbolo da presença do Espírito Santo.
3. Isso deve ser feito em nome do Senhor. Essas ações são realizadas em obediência à vontade de Deus e é uma indicação de que os presbíteros confiam no Espírito Santo para trabalhar no corpo da pessoa.
C. A pessoa que ora deve atender a certos critérios. Porque a intervenção de Deus é essencial para a cura, os intercessores devem ser pessoas de caráter divino. Nada na vida pode impedir o Senhor de ouvir suas orações (Tiago 5:15-16). Eles possuem:
1. Corações de fé. Isso significa que suas orações são baseadas na Palavra de Deus e na confiança de que o Senhor vai fazer o que Ele disse.
2. Corações Puros. Desde que o pecado é uma barreira para as bênçãos do Senhor e dificulta seu trabalho na vida de um crente, deve ser tratado antes de a intercessão eficaz ocorrer.
3. Estilos de vida justo. Cada crente que está comprometido com Cristo e deseja andar obedientemente em Sua vontade pode interceder por aqueles em necessidade.
D. Por que os cristãos não seguem esse padrão? Apesar das orientações do livro de Tiago, muitos cristãos não conseguem aplicá-los por causa de vários mal-entendidos e desculpas:
1. Eles acham que este padrão só é aplicado a igreja do primeiro século.
2. Eles não acreditam que ele funciona hoje.
3. Eles tem vergonha de admitir que precisam de ajuda.
4. Eles são orgulhosos demais para pedir ajuda.
5. Eles têm medo de orar pelos outros, porque suas orações podem não ser respondidas.
6. Eles têm vergonha de confessar os seus pecados a alguém.
7. Eles são tão consumidos com as suas próprias necessidades que eles não têm tempo para simpatizar ou orar pelos outros.
8. Eles têm pecado em suas vidas e a dúvida de que Deus pode curar.
9. Eles não se sentem digno de ser usado pelo Senhor.
10. É mais fácil enviar um cartão ou flores do que se envolver em séria oração para os outros.

Conclusão: Você está permitindo que o Senhor te use como um agente de cura na família de Deus?
Muitas pessoas estão passando por dificuldades e precisa de alguém para ouvir e orar por elas. Você não tem que ser um pastor ou ancião para ser usado pelo Senhor. Se você permitir que o Seu Espírito lhe dê sensibilidade para com as pessoas feridas ao seu redor e procurar tornar-se uma pessoa com um coração de fé e pureza, que tem um estilo de vida justo, suas orações eficazes vai conseguir muito.

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Ajuda para a nossa cura Reviewed by Aldenir Araujo on sábado, maio 18, 2013 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.