Colocando Sua Esperança em Deus

Colocando Sua Esperança em Deus
Texto: 1 Timóteo 6:17-21

Introdução: Por favor, abra suas Bíblias comigo no livro de 1 Timóteo. Hoje é a última mensagem da série. Investimos as últimas quinze semanas juntos estudando o livro de 1 Timóteo e aprendendo as instruções de Deus para Edificar a Igreja Juntos. Agora chegamos aos versículos finais, onde Paulo instrui Timóteo e a igreja a colocarem sua esperança em Deus.

1 Timóteo 6:17-21-17 17 manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a sua esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que nos concede abundantemente todas as coisas para delas gozarmos;18 que pratiquem o bem, que se enriqueçam de boas obras, que sejam liberais e generosos,19 entesourando para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar a verdadeira vida.20 Ó Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, evitando as conversas vãs e profanas e as oposições da falsamente chamada ciência;21 a qual professando-a alguns, se desviaram da fé. A graça seja convosco”.

O que você está esperando esta noite? O que você espera terminar antes do fim do ano? O que você espera para o seu trabalho ou educação? O que você espera para sua família, seu casamento, seus filhos?

Estamos sempre esperando por muitas coisas. E isso é bom. É bom ter esperança. A esperança nos mantém olhando e seguindo em frente. Já foi dito: "Onde há vida, há esperança". Acho que funciona ao contrário também. “Onde há esperança, há vida”. Quando você perde sua esperança, quando suas esperanças são frustradas, quando não há mais nada em que se agarrar, é difícil seguir em frente.

Claro, a dura realidade é que muitas de nossas esperanças na vida muitas vezes são frustradas. Nosso casamento e nossos filhos nem sempre acontecem da maneira que esperávamos. O novo emprego, novo relacionamento ou novo lar não é tudo o que esperávamos que fosse. A grama é sempre mais verde do outro lado, mas, lembre-se, a sujeira é tão suja quanto!

Vamos ser sinceros, nem mesmo somos as pessoas que esperávamos ser. Estabelecemos metas elevadas para nós mesmos que raramente alcançamos. Nossas esperanças muitas vezes são frustradas.

É por isso que acho que as palavras finais de Paulo a Timóteo são tão importantes aqui. Existe apenas um lugar onde você pode colocar sua esperança e você nunca ficará desapontado: é quando você coloca sua esperança em Deus. Se você colocar sua esperança nas pessoas, elas irão decepcioná-lo. Se você colocar sua esperança na igreja, ela o desapontará. Se você colocar sua esperança no Flamengo, Atlético ou no Cruzeiro. . . não diga mais. (Alguém aqui já ficou desapontado com o Atlético ou o Cruzeiro?) Mas Deus nunca irá desapontá-lo. Precisamos aprender a colocar nossa esperança em Deus.

I. Coloque Sua Esperança em Deus, Não Nas Riquezas (Versículo 17)

Paulo começa esta seção dirigindo-se aos ricos. Uma das tentações para os ricos é colocar sua esperança em sua riqueza, em vez de em Deus. No versículo 17, Paulo nos diz por que isso é retrógrado e por que você deve colocar sua esperança em Deus, não nas riquezas.

A. Não meça o seu valor pela sua riqueza.

Em primeiro lugar, ele diz: "Não meça o seu valor pela sua riqueza". Leia o versículo 17: “manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos”.

O comando é direcionado para "aqueles que são ricos no mundo presente." “Este mundo presente” refere-se à época presente, a esta época em que vivemos, a história do mundo inteiro. A Bíblia fala de duas épocas diferentes. Existe a era presente em que vivemos e a era vindoura quando Cristo retornará. A era atual está marcada pelo pecado. A era vindoura será marcada pela perfeição. A era atual é temporária. A era vindoura é eterna. A era atual é vivida aqui na terra. A era vindoura será vivida na presença de Deus no céu.

Aqueles que são ricos neste mundo atual são aqueles que possuem uma abundância de recursos relacionados a este mundo físico. Eles têm tudo o que precisam e muito mais. Eles têm muito para hoje e muitos armazenados para amanhã. Muitas vezes são invejados por aqueles que não têm a mesma abundância de recursos.

Paulo diz àqueles que são ricos neste mundo: “Não sejam altivos”. A palavra significa literalmente “arrogantes”, pensar que você está de alguma forma acima das outras pessoas porque tem mais. É o erro de medir seu valor próprio pelo valor líquido. Você não é mais valioso do que as outras pessoas porque tem mais. Você não é menos valioso do que as outras pessoas porque tem menos.

Estamos tão acostumados a medir as coisas pelo dinheiro. Deus diz: “Não faça isso. Você não é valioso por causa do que você tem. Você é valioso porque eu te criei e porque te amo”. Não meça o seu valor pela sua riqueza.

B. Não meça sua segurança por sua riqueza.

Em segundo lugar, não meça sua segurança por sua riqueza. Todos nós tendemos a fazer isso. Quanto mais dinheiro acumulamos, mais seguros nos sentimos. Quanto menos dinheiro temos, menos seguros nos sentimos. Mas veja como Deus descreve a riqueza no versículo 17. Ele diz: "nem ponham a sua esperança na incerteza das riquezas"

Você já pensou nisso? Você já considerou que a riqueza é incerta? Quase nunca fazemos isso até que a riqueza se vá de repente. O ganhador da loteria, o investidor em ações bem-sucedido, o funcionário da multinacional - todos eles se sentem seguros em sua riqueza até que os ganhos da loteria sejam gastos rapidamente, o mercado de ações afunde ou o plano de aposentadoria vai à falência. Provérbios 23:5 diz: “Fitando tu os olhos nas riquezas, elas se vão; pois fazem para si asas, como a águia, voam para o céu”. Dinheiro fala mais alto. Eu ouvi isso uma vez. Você sabe o que diz? Diz: “Adeus!”

É tolice basear sua segurança em sua riqueza. Somente quem coloca sua esperança em Deus está verdadeiramente seguro. Provérbios 3:25-26 diz o seguinte sobre a pessoa que espera em Deus: “Não temas o pavor repentino, nem a assolação dos ímpios quando vier. Porque o Senhor será a tua confiança, e guardará os teus pés de serem presos”. Coloque sua esperança em Deus, não na riqueza. A riqueza é muito incerta.

C. Não espere que o prazer na vida venha da riqueza.

Em terceiro lugar, não espere que o prazer na vida venha da riqueza. Mais dinheiro nunca fez ninguém feliz. Se você não acredita em mim, vá falar com uma pessoa rica. O dinheiro pode comprar muitas coisas, mas não pode comprar felicidade e não pode comprar amor. Veja o final do versículo 17: “nem ponham a sua esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que nos concede abundantemente todas as coisas para delas gozarmos”

Tudo o que você tem vem de Deus, mas você só pode desfrutá-lo quando recebe como um presente de Deus. Ouça estas sábias palavras de Eclesiastes 5:19-20: “E quanto ao homem a quem Deus deu riquezas e bens, e poder para desfrutá-los, receber o seu quinhão, e se regozijar no seu trabalho, isso é dom de Deus. Pois não se lembrará muito dos dias da sua vida; porque Deus lhe enche de alegria o coração”

Mas então Eclesiastes 6:1-3 prossegue dizendo o seguinte: 1 Há um mal que tenho visto debaixo do sol, e que pesa muito sobre o homem:2 um homem a quem Deus deu riquezas, bens e honra, de maneira que nada lhe falta de tudo quanto ele deseja, contudo Deus não lhe dá poder para daí comer, antes o estranho lho come; também isso é vaidade e grande mal.3 Se o homem gerar cem filhos, e viver muitos anos, de modo que os dias da sua vida sejam muitos, porém se a sua alma não se fartar do bem, e além disso não tiver sepultura, digo que um aborto é melhor do que ele”

Veja, o prazer vem de Deus. O prazer não vem da riqueza, posse ou honra, mas sim o prazer na vida é um presente de Deus. É Deus quem ricamente nos fornece tudo para nosso desfrute. Deus nos dá tantas coisas para desfrutar: família, pessoas, igreja, relacionamentos, uma bela criação, oração, a Palavra de Deus, o tempo gasto na presença de Deus. Não espere que o prazer na vida venha da riqueza. Coloque sua esperança em Deus.

II. Acumule Tesouros no Céu, Não na Terra (Versículos 18-19)

A próxima instrução de Paulo é encontrada nos versículos 18-19. Armazene tesouros no céu, não na terra. Como você acumula tesouros no céu em vez de na terra?

A. Seja rico em boas ações.

Em primeiro lugar, seja rico em boas ações. Veja o versículo 18 comigo; “que pratiquem o bem, que se enriqueçam de boas obras, que sejam liberais e generosos”. Paulo ainda está falando com os ricos aqui, mas essas palavras se aplicam a todos nós. Deus diz, não se preocupe se você é rico em dinheiro. Você é rico em boas ações? Você é gentil com as outras pessoas? Você procura maneiras de ajudar outras pessoas? Você coloca os outros em primeiro lugar? Alguém certa vez descreveu “alegria” na vida desta forma: alegria significa Jesus, os Outros, Você. Você coloca Cristo em primeiro lugar, depois os outros e depois a si mesmo? Isso é evidente por uma vida repleta de boas ações?

Por favor, entenda, você não é salvo por suas boas ações. Você é salvo pela graça de Deus quando coloca sua fé em Jesus Cristo. Mas você ainda é chamado para boas ações e para servir aos outros com sua vida. Jesus disse: “Vós sois a luz do mundo. . . Deixe sua luz brilhar diante dos homens, para que possam ver suas boas ações e louvar a seu Pai que está no céu” (Mateus 5:14-16) Como você acumula tesouros no céu em vez de na terra? Seja rico em boas ações.

B. Seja generoso e esteja disposto a compartilhar.

1 Timóteo 6:18 prossegue dizendo: “Seja generoso e esteja disposto a compartilhar”. Assim como Deus é generoso conosco e fornece ricamente tudo o que precisamos para desfrutar a vida, também Deus ordena que você seja generoso e liberais. Quanto mais você tem, mais você deve estar disposto a compartilhar o que você tem com outras pessoas, especialmente com aqueles que precisam.

Observe que quando você coloca as duas partes do versículo 18 juntas, a instrução é compartilhar você e seus recursos. Em outras palavras, não basta preencher um cheque, mas depois deixar de se envolver pessoalmente na vida das pessoas. Ou não esteja disposto apenas a dar uma mão, mas seja mesquinho com seu dinheiro. Torne-se disponível para outras pessoas e, então, pegue o que Deus lhe deu e torne isso disponível para os outros também. Seja rico em boas ações e seja generoso e participativo.

C. Construa uma base sólida para o futuro.

O versículo 19 nos diz o resultado de tudo isso; “entesourando para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar a verdadeira vida”. Quando você acumula um tesouro no céu em vez de na terra, está construindo uma base sólida para o futuro.

Observe que o futuro aqui não é apenas seus anos de aposentadoria, mas o versículo 19 se refere especificamente à "era vindoura". O versículo 17 começou abordando aqueles que são ricos nos dias de hoje. Quando você é rico em boas ações e generoso e disposto a compartilhar, você está construindo um alicerce para a era vindoura, quando Cristo voltar e esta era presente não existir mais.

O objetivo aqui é assumir a vida que é verdadeiramente vida, ou seja, vida com Deus por toda a eternidade, vida abundante com Deus agora. Jesus disse em Lucas 12:15: "A vida de um homem não consiste na abundância dos seus bens". A vida não é encontrada nas coisas, mas em Deus.

Como você acumula tesouros no céu em vez de na terra? Seja rico em boas ações. Seja generoso e esteja disposto a compartilhar. Construa uma base sólida para o futuro.

III. Apegue-se à fé do Evangelho (versículos 20-21)

Finalmente, Paulo diz a Timóteo para se apegar à fé no evangelho. Veja os versículos 20-21. “Ó Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, evitando as conversas vãs e profanas e as oposições da falsamente chamada ciência; a qual professando-a alguns, se desviaram da fé. A graça seja convosco"

A. Guarde o que Deus confiou a você.

Guarde o que Deus lhe confiou. Paulo está falando aqui sobre a mensagem do evangelho, os verdadeiros ensinamentos de Jesus em contraste com a mensagem dos falsos mestres.

A frase "guarda o depósito que te foi confiado" era uma frase comum nos dias de Paulo. "Era usada no mundo antigo pela alta obrigação de ter em confiança o bem precioso de outra pessoa, de mantê-lo seguro e devolvê-lo como estava. Eu gosto disso. Você pode imaginar se você emprestasse seu carro novo para alguém e ele o devolvesse todo amassado e arranhado sem desculpas ou explicações? Não, quando você confia algo valioso aos cuidados de alguém, você espera recebê-lo na mesma condição em que o emprestou.

O evangelho é o bem precioso de Deus com o poder de salvar todos os que creem. Deus confiou a você o evangelho para mantê-lo seguro e devolvê-lo como antes. Não o substitua. Não mude isso. Não o danifique de forma alguma, especialmente pelo testemunho de sua própria vida. Apegue-se à fé do evangelho guardando o que Deus confiou a você.

 B. Afaste-se de discussões vazias e falsos ensinamentos.

O outro lado disso é abandonar as discussões vazias e os falsos ensinos. O falso ensino foi um tema em toda a carta porque este era um problema real na igreja de Timóteo em Éfeso. Ainda é um problema real hoje. Existem muitas igrejas que não pregam o evangelho de Cristo. Sempre que a ênfase principal da igreja se torna algo diferente de Jesus Cristo e a fé do evangelho, ela se distrai e se afasta do foco principal de Deus.

Paulo descreve essas distrações como "conversas vãs e profanas e as oposições da falsamente chamada ciência". Devemos afastar-nos de qualquer coisa que se oponha ao evangelho de Jesus Cristo, por mais que fale alto, por mais atraente que pareça. Existem muitos ensinamentos por aí que se apresentam como conhecimento, mas precisamos ser sábios e ter discernimento e rejeitar corretamente o que é falsamente chamado de conhecimento.

Paulo avisa que “alguns professaram [essas idéias opostas] e, ao fazê-lo, se desviaram da fé”. Eles se afastaram da verdadeira fé no evangelho e de sua fé pessoal em Jesus Cristo por meio do evangelho. No início desta carta, Paulo falou de tais pessoas como tendo “naufragado sua fé”. (1 Timóteo 1:19)

Guarde o que Deus lhe confiou. Afaste-se de discussões vazias e falsos ensinamentos. Apegue-se à fé no evangelho. Coloque sua esperança somente em Deus.

Conclusão: Finalmente, Paulo conclui esta carta com quatro palavras simples. "A graça seja convosco”. O “convosco” aqui está no plural: “A graça esteja com todos vocês”, mostrando que embora Paulo tenha escrito esta carta pessoalmente a Timóteo, na verdade a carta foi escrita para o benefício de toda a igreja.

Paulo termina todas as suas cartas com uma bênção da graça. Para Paulo, a graça de Deus em enviar seu Filho Jesus Cristo foi fundamental para a salvação e para toda a vida. Somos salvos pela graça de Deus, servimos pela graça de Deus e permanecemos pela graça de Deus.

E assim, ao terminarmos esta série, vamos nos lembrar especialmente da graça de Deus. E ao praticarmos a igreja juntos, aplicando tudo o que aprendemos em 1 Timóteo, façamos isso com consciência constante da incrível graça que Deus nos deu em Jesus Cristo. Esse é o evangelho. Esse é o nosso chamado como igreja.

Postar um comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem

Gostou Desse Esboço? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.