O PRIMEIRO HOMEM: ADÃO

O PRIMEIRO HOMEM: ADÃO
Lição 15

Gênesis 2:5-25

I. O AMBIENTE DO HOMEM. (2:5-5)

A. Verso 5: É óbvio que diferentes condições prevaleciam na Terra naqueles primeiros dias do que prevalecem agora. Não chovia; havia vegetação exuberante. O homem foi criado para cultivar o solo.

B. Verso 6: Não havia chuva sobre a terra, mas um orvalho molhava o solo (um dossel de água). Essa condição provavelmente permaneceu até os dias do dilúvio, quando choveu pela primeira vez na terra.

II. A CRIAÇÃO DO HOMEM. (2:7)

Deus criou o corpo de Adão primeiro a partir do pó da terra e não é indicado como ele fez isso. É interessante notar que os mesmos elementos encontrados no pó do solo também são encontrados no corpo humano. A Bíblia também nos diz que o homem volta ao pó. O homem é mais do que corpo. O homem também é uma alma e espírito. A Escritura diz que Deus criou a parte imaterial do homem e ele se tornou uma alma vivente. Até os animais têm alma, mas este versículo também afirma que Deus “soprou em suas narinas o espírito da vida. O homem também recebeu um espírito de Deus, que o distingue do mundo animal, pois é o espírito do homem que lhe dá sua natureza religiosa e a capacidade de se comunicar com Deus (Romanos 6:16).

NOTA. O homem não é animal. Ele é uma criação especial de Deus projetada com o propósito de glorificar a Deus.

NOTA. Por causa do pecado, o espírito do homem ficou estragado. Agora o espírito do homem está morto para Deus. Deus pretendia que o espírito do homem se comunicasse com ele. O homem natural sempre estará inquieto, insatisfeito e terá uma busca interminável de respostas até ser recriado por meio de Cristo.

III. O LAR ORIGINAL DO HOMEM. (2:8-14)

A. Verso 8: Deus criou um jardim (local protegido e de abrigo) na área do Éden (deleite). O nome do jardim não nos é dado. O nome dele não era Éden; era um jardim colocado na terra do Éden. Alguns sugeriram que esse jardim estava no (1) Golfo Pérsico; (2) Armênia; ou (3) Babilônia. Nós simplesmente não podemos ter certeza.

B. Verso 9: Havia no jardim duas árvores: a árvore da vida e a árvore do conhecimento do bem e do mal. A literalidade desse relato foi questionada, mas não deve ser difícil entender como comer do fruto pode afetar a humanidade. Na cultura moderna das drogas, sabemos agora que existem drogas e agentes químicos, como os presentes em frutas e outras plantas, que podem afetar o homem. Talvez essas árvores fossem terrivelmente potentes para a imortalidade e para o bem e o mal.

C. Verso 10-14: Embora ninguém possa estar absolutamente certo, parece que o jardim do Éden provavelmente estava em algum lugar da Armênia. Dois dos rios ainda podem ser identificados. O rio Tigre e o Eufrates ainda levam esse nome. Os outros dois rios são talvez idênticos a certos riachos, que ainda fluem, um no mar Negro e o outro no mar Cáspio; ambos surgem da montanha de Ararate, na Armênia, onde a arca descansou após o dilúvio. Este relato descreve algo que existia antes do dilúvio mudar a geografia da terra.

NOTA. A mitologia grega, na história de Jason e o Velocino de Ouro, tem o cenário na mesma área. Talvez essa fosse uma área onde havia muito ouro.

IV. O TRABALHO DO HOMEM. (2:15)

Desde o início, o homem pretendia trabalhar e o trabalho é um dos princípios fundamentais da existência do homem. O homem foi criado para adornar e manter o jardim para a glória de Deus. Um homem que não trabalha em algo morre logo.

NOTA. Talvez a tarefa do homem naquele jardim fosse aprender lá os segredos que lhe permitiriam transformar o resto da terra em um jardim. Mas como o homem falhou no jardim, ele não conseguiu descobrir esses segredos e, em vez de transformar o mundo em um jardim, ele está transformando-o em um depósito de lixo.

V. A RESPONSABILIDADE DO HOMEM. (2:16-17)

A. Verso 16: Deus deu ao homem muita liberdade dentro do jardim e ele podia comer de todas as árvores, exceto uma.

B. Verso 17: Adão não devia comer da árvore do conhecimento do bem e do mal, senão morreria (espiritualmente e um dia fisicamente). Deus colocou essa proibição no jardim para lembrar a Adão que ele era uma criatura e tinha a responsabilidade de um Ser Supremo. A vida do homem deveria ser limitada pela obediência, a lei de Deus sendo o padrão de sua vida. O futuro da raça humana centrou-se na escolha de Adão.

NOTA. As consequências de comer esta árvore podem ser vistas em Gênesis 3:5, quando Satanás disse a Eva: “e sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal”. Satanás disse uma verdade, mas a perverteu quando o homem comeu da árvore que ele tornou-se como Deus em um sentido - ele agora conhecia o bem do mal. Deus não pode experimentar o mal, mas conhece o mal no que se refere à Sua perfeita santidade. Ele relaciona o mal consigo mesmo. Deus é o único que pode fazer isso corretamente. Deus é o único Ser em todo o universo que tem o direito de relacionar todas as coisas consigo mesmo. Quando uma criatura tenta isso, ele entra em problemas, pois o homem, por causa do pecado, pensa que é Deus e começa a relacionar todas as coisas consigo mesmo. Ele se torna excêntrico e pensa que o mundo gira em torno dele. Agora, o bem que ele conhece é pervertido e o mal que ele pratica é racionalizado. O conhecimento do bem e do mal fez o homem pensar que ele era o centro do universo; ele se tornou como Deus. Mas era realmente tudo mentira. O homem não é o centro do universo, e ele não pode ser. Deus é o centro e só então o homem está corretamente relacionado a Deus, ele pode entender que Deus está no centro do universo.

NOTA. O problema com nossa sociedade e mundo desequilibrados hoje é que temos uma terra cheia de 6 bilhões de excêntricos, todos fazendo "suas próprias coisas".

NOTA. Mas o evangelho ensina que Cristo redime o homem pela fé e, mais uma vez, uma vida equilibrada é mantida e tudo mais uma vez se relaciona com Deus. Deus agora se torna o centro das coisas, embora possa levar muito tempo para o cristão entrar nisso experimentalmente.

VI. A COMPANHEIRA DO HOMEM. (2:18-25)

A. Verso 18
1. Em toda a criação anterior de Deus, Ele disse que era bom, mas agora vê que Adão precisa de companheirismo humano e diz: "não é bom".

NOTA. Deus estava satisfeito com Adão, mas foi Adão quem estava incompleto porque o homem é um ser social.

2. Adão estava sozinho e Deus lhe trouxe uma companheira para preencher esse vazio em sua vida.

NOTA. A solidão é uma experiência humana perfeitamente natural. A solidão destrói a felicidade e é o maior fator de suicídio.

PONTO: A solidão é realmente uma atitude, pois é possível ter companheira e ainda estar sozinho, pois as verdadeira satisfação vem de conhecer a Deus como Adão descobriu. No entanto, a mulher foi feita para a companhia do homem.

3. A mulher também deveria ser uma ajudadora do homem. Ela deveria ser alguém para compartilhar não apenas sua vida como companheira, mas também seu trabalho e responsabilidades! Muito do casamento é compartilhar e se comunicar.

4. A mulher também é um complemento para o homem, pois as palavras "que lhe seja idônea" literalmente significa "adequada para ele", falando do fato de que a mulher deveria ser a contrapartida do homem.

NOTA. É muito humilde para um homem perceber que ele não é completo sem uma mulher. Todo homem precisa de uma mulher, a menos que tenha o dom de celibato dado por Deus.

B. Verso 19-20: Esta seção sobre Adão nomeando todos os animais parece estar fora de contexto, pois o que isso tem a ver com sua companheira ajudadora? Deus deu a Adão o projeto de nomear os animais para mostrar a ele que sua esposa deveria ser diferente dos animais. Adão não poderia ter dado nomes aos animais sem conhecer o caráter de cada um, porque um nome sempre reflete o caráter. Há três coisas em nomear os animais que Adão aprendeu sobre sua esposa:

1. Mulher não é escrava. Deus ensinou a Adão que a mulher não deveria ser um animal de carga, como tantas vezes tem sido na raça humana. Algumas sociedades tratam os animais melhor que as mulheres.

NOTA. Quando uma mulher sente que é apenas uma “coisa”, uma escrava, ela se rebelará e não será uma boa esposa.

2. A mulher não é apenas para reproduzir filhos. Os animais são a razão básica da existência para gerar filhos, e não uma mulher. Uma mulher deve ser amada e cuidada.

3. Mulher não deve ser usada. O homem tem que aprender que uma mulher não é uma “coisa” fora dele para ser usada como achar melhor e depois descartada, como o homem usa animais.

C. Verso 21-22: Deus fez da mulher parte de um homem, ensinando ao homem que, se ele pode amar a si mesmo, pode amar uma mulher, pois a mulher é parte dele. Talvez Deus tenha tirado uma costela para mostrar a igualdade da mulher com o homem; Ele não tirou um pé para mostrar inferioridade ou a cabeça para mostrar superioridade.

D. Verso 23
1. Ser “osso dos meus ossos, e carne da minha carne” mostra que a mulher é um ser com o homem.

NOTA. O homem que machuca a esposa está se machucando.

2. “ela será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada”, parece falar da chefia do homem sobre a mulher, pois a mulher foi feita para o homem.

NOTA. É o homem que é responsável perante Deus pela natureza e caráter do lar. É o homem que deve exercer liderança para determinar a direção em que o lar deve seguir e, portanto, deve prestar contas a Deus por essa liderança. A responsabilidade da mulher é reconhecer essa liderança.

E. Verso 24: Este versículo mostra a permanência do casamento. É um pensamento entre parênteses colocado pelo autor para explicar a permanência da união matrimonial.

NOTA. O homem deve deixar o pai e a mãe e estabelecer a união básica da vida (marido e mulher), estabelecendo seu próprio lar. Supõe-se que a mulher siga o homem. O ato de se tornar uma só carne refere-se ao ato sexual, que é o direito e o privilégio daqueles que são casados. Por aplicação, isso pode se referir à unidade da alma, propósito e ser.

F. Verso 25: A afirmação de que “ambos estavam nus, o homem e sua mulher; e não se envergonhavam”, mostra a beleza e santidade do sexo quando não havia pecado. O sexo é ordenado por Deus e somente o homem o perverte. Isso também pode se referir à abertura entre homem e mulher sem nada a esconder. É o fracasso em alcançar esse tipo de abertura que está por trás de tantos fracassos no casamento hoje. É uma falha na comunicação.

Gostou Desse Esboço? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.

O PRIMEIRO HOMEM: ADÃO O PRIMEIRO HOMEM: ADÃO Reviewed by Aldenir Araújo on novembro 19, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.