Satanás é Fiel à Sua Palavra?

Satanás é Fiel à Sua Palavra?
Texto: Gênesis 3:16-24

Introdução: As consequências temporais do pecado podem ser tão sutis quanto o processo de envelhecimento que surge sobre nós a cada tic tac do ponteiro dos segundos em um relógio. Esse corpo em decadência em que vivemos é um lembrete do juízo de Deus contra o pecado. A visão deteriorante, os pneus sobressalentes, a pele enrugada e os cabelos grisalhos. No entanto, o juízo temporal de Deus também vem em muitas outras formas. Os lembretes sutis estão à nossa volta, nossa vergonha, a picada de um espinho, a dor, o suor da testa, os relacionamentos rompidos e até as roupas que vestimos são indicativos das consequências temporais do pecado. Ah, sim, esses são indicadores de que o pecado e suas consequências são reais!

Se a queda do homem ocorresse em nossos dias, dificilmente se poderia conceber as consequências. Eu imaginaria que os direitos humanos entraria imediatamente com uma ação - contra Deus e em defesa de Eva e seu marido (a ordem dos dois não é acidental), Adão. O processo provavelmente seria processado com base em um despejo ilegal. Afinal, é-nos dito que esse suposto ato pecaminoso foi realizado na privacidade do jardim e por dois adultos consentidos. Mas, acima de tudo, seríamos informados de que o crime (se é que houve um) e a punição eram totalmente desproporcionais. Deus poderia realmente ser sério no que esse relato afirma denunciar? Por causa de uma mordida em alguns "frutos proibidos", homem e mulher são despejados e sofrerão uma vida inteira de consequências? E mais do que isso, que devido a esse ato o mundo inteiro e toda a humanidade continuam sofrendo os males que nos cercam?

Satanás é Fiel à Sua Palavra?

As promessas de Satanás têm uma maneira indireta de se tornar realidade. Satanás disse a Adão e Eva: "Porque Deus sabe que no dia em que comerdes desse fruto, vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal". (Gênesis 3:5) e a palavra de Satanás era verdadeira: "Então disse o Senhor Deus: Eis que o homem se tem tornado como um de nós, conhecendo o bem e o mal. Ora, não suceda que estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente. O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden para lavrar a terra, de que fora tomado" (Gênesis 3:22-23)

Embora exista alguma semelhança, há uma grande diferença em como conhecemos o mal e como Deus conhece o mal. Um médico pode conhecer o câncer em virtude de sua educação e experiência como médico. Ele leu sobre câncer, ouviu palestras sobre câncer e viu câncer em seus pacientes. Ele estudou o câncer sob um microscópio. Mas o paciente experimentou câncer como vítima. Tanto o médico quanto o paciente podem conhecer o câncer, o paciente desejaria nunca ter ouvido falar dele. O conhecimento do paciente é o tipo de conhecimento que Adão e Eva passaram a possuir sobre o bem e o mal.

Paulo estava experimentando um conhecimento pessoal do pecado ao escrever: "Pois o que faço, não o entendo; porque o que quero, isso não pratico; mas o que aborreço, isso faço. E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. Agora, porém, não sou mais eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; com efeito o querer o bem está em mim, mas o efetuá-lo não está.... Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?" (Romanos 7:15-18, 24) Sim, certamente conhecemos o mal. Satanás foi fiel à sua palavra!

O Caminho do Transgressor é Difícil (Provérbios 13:15)

Satanás estava certo sobre nós conhecermos o mal porque o caminho de um transgressor é difícil. Seria um erro grave esquecer a devastação temporal e eterna que o pecado trouxe a cada uma de nossas vidas. Salomão disse: "O bom senso alcança favor; mas o caminho dos prevaricadores é áspero: Em tudo o homem prudente procede com conhecimento; mas o tolo espraia a sua insensatez. O mensageiro perverso faz cair no mal; mas o embaixador fiel traz saúde. Pobreza e afronta virão ao que rejeita a correção; mas o que guarda a repreensão será honrado. O desejo que se cumpre deleita a alma, mas apartar-se do mal é abominação para os loucos. Quem anda com os sábios será sábio; mas o companheiro dos tolos sofre aflição. O mal persegue os pecadores; mas os justos são galardoados com o bem" (Provérbios 13:15-21) Satanás é fiel à sua palavra!

Colheremos o Que Semeamos (Gálatas 6:7-8)

Satanás estava certo sobre nós conhecermos o mal, porque o que colhemos torna claro o que semeamos. Meus pais costumavam dizer aos filhos: "Se você tornar sua cama dura, terá que dormir nela". Eles costumavam nos avisar: "É melhor você ter cuidado, suas galinhas voltarão para casa para se esconder". Paulo diz tudo isso de outra maneira: "Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque quem semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas quem semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna". (Gálatas 6:7-8). Devo admitir que colhi o que semeei. . . Eu dormi em uma cama dura ou duas. . . Eu tive algumas galinhas que voltaram para casa também. Você também! Satanás foi fiel à sua palavra!

Paulo diz: "Os pecados de alguns homens são manifestos antes de entrarem em juízo, enquanto os de outros descobrem-se depois. Da mesma forma também as boas obras são manifestas antecipadamente; e as que não o são não podem ficar ocultas". (1 Timóteo 5:24-25). Toda a vida é um tempo de semeadura! Todos os dias estamos plantando por pensamento, palavra e ação para uma colheita futura. Embora um período de espera normalmente separe a colheita da semeadura, a colheita é certa. Alguns feixes serão colhidos antes de morrermos, e outros serão colhidos na eternidade.

Um homem rico que envelheceu entregou todas as suas propriedades a seu único filho e planejou viver com ele o resto de sua vida. Mas depois de um tempo a nora se cansou de tê-lo por perto e disse ao marido que seu pai teria que sair. O filho, não querendo perder a riqueza que recebera, decidiu colocar o pai no lar de idosos mais barato que pôde encontrar. Cerca de uma semana depois, os dois homens caminharam lentamente pela estrada até o local onde morava o senhor idoso. Parando para descansar por um momento, o pai começou a chorar. A consciência do filho começou a incomodá-lo, então ele deu algumas desculpas fracas pelo que estava fazendo. Finalmente, o homem rejeitado se controlou o suficiente para dizer: "Filho, eu não estou chorando porque você está me enviando para este velho lar degradado para idosos. Estou chorando por causa dos meus próprios pecados. Quarenta anos atrás, desci esta mesma estrada com meu pai e o levei para o mesmo lugar. Só estou colhendo o que semeei!"

Devemos lembrar que também colhemos a boa semente que plantamos. Salomão diz que o caminho do transgressor é difícil, mas quase com o mesmo fôlego, diz que os justos serão recompensados ​​com o bem. "O bom entendimento favorece, mas o caminho dos prevaricadores é áspero. Todo prudente procede com conhecimento, mas o insensato espraia a sua loucura. O que prega a maldade cai no mal, mas o embaixador fiel é saúde. Pobreza e afronta virão ao que rejeita a instrução, mas o que guarda a repreensão será honrado. O desejo que se alcança deleita a alma, mas apartar-se do mal é abominável para os insensatos. O que anda com os sábios ficará sábio, mas o companheiro dos tolos será destruído. O mal perseguirá os pecadores, mas os justos serão galardoados com o bem" (Provérbios 13:15-21)

Há recompensa por viver uma vida justa. A história foi contada por um vendedor de carros que se esforçou para oferecer a um estudante estrangeiro um acordo honesto sobre um automóvel novo. Quinze anos depois, o jovem se tornara o único agente de compras da Associação Iraniana de Empreiteiros. Ele mostrou sua gratidão pela gentileza que recebeu ao fazer um pedido multimilionário com o revendedor de 750 caminhões pesados ​​e 350 pick-ups. "É inacreditável!" exclamou o empresário. O bem que ele fez foi recompensado anos depois, além de sua imaginação mais louca. Fazer o certo também estende se os retornos demorados.

Assim como a recompensa do vendedor veio mais tarde, Deus também nos recompensará na Glória.

Seus Pecados o Encontrarão (Números 32:23)

Satanás estava certo sobre nós conhecermos o mal, porque nossos pecados nos encontram. No livro de Daniel, Belsazar deu um banquete e trouxe os vasos sagrados do templo dos judeus que seu pai Nabucodonosor havia retirado do templo em Jerusalém. Ele queria que todo mundo bebesse naqueles recipientes, zombando do desafio dos estúpidos judeus de Deus. Imediatamente ele viu a mão escrevendo na parede e imediatamente seus joelhos reais começaram a bater. Ele chamou Daniel e Daniel lhe disse: "Esta, pois, é a escritura que foi traçada: MENE, MENE, TEQUEL, UFARSlM. Esta é a interpretação daquilo: MENE: Contou Deus o teu reino, e o acabou. TEQUEL: Pesado foste na balança, e foste achado em falta. PERES: Dividido está o teu reino, e entregue aos medos e persas". (Daniel 5:25-28). Belsazar morreu naquela mesma noite! Às vezes, o juízo temporal de Deus por nossos pecados pode ser mais sutil e mais lento do que a mão que estava escrevendo na parede para Belsazar. Mas Moisés disse: "Seu pecado o descobrirá". (Números 32:23)

O colunista Bob Green, do Chicago Tribune, tem uma teoria sobre o que há de errado com o mundo. Ele culpa o que chama de "Morte do Registro Permanente". Ele lembra que as crianças do ensino fundamental viviam com medo de ter seu mau comportamento anotado no “Registro Permanente”. Por causa disso, as pessoas aprenderam na juventude a parar antes de fazerem algo enganoso ou antiético. Elas não pararam porque eram muito boas, mas por medo de ter suas ações escritas.

Hoje, de acordo com Bob Green, as pessoas chegaram à conclusão de que não existe registro permanente. Na verdade, elas acreditam que ninguém tem o direito de fazer esse registro permanente. Green diz que, com a ênfase de hoje em nossos direitos de privacidade, se uma criança em idade escolar fosse ameaçada com algo em seu registro permanente, provavelmente abriria uma ação sob a Lei da Liberdade de Informação e obteria posse de seus arquivos antes do recreio.

Por trás do humor de Green existe um ponto excelente. Onde não há medo de um registro permanente, as pessoas tendem a fazer o que acham que podem se safar. O problema para a humanidade, no entanto, é que existe um registro permanente - e é mantido por Deus.

A Alma Que Pecar Morrerá (Ezequiel 18:20)

Satanás estava certo sobre nós conhecermos o mal porque isso traz um fardo pessoal pesado. Quando Adão foi abordado por Deus a respeito de seu pecado, Adão disse: "A mulher que me deste me deu o fruto e eu o comi". Quando Deus se aproximou de Eva, ela disse: "A serpente me enganou". Os israelitas no tempo de Ezequiel colocaram de outra maneira: "Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos se embotaram?" (Ezequiel 18:1-2). Assim, o profeta os fez encarar sua responsabilidade, dizendo: "A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniquidade do pai, nem o pai levará a iniquidade do filho, A justiça do justo ficará sobre ele, e a impiedade do ímpio cairá sobre ele” (Ezequiel 18:20). Satanás foi fiel à sua palavra!

Satanás estava certo; quando escolhemos o pecado, conhecemos a morte. Paulo disse: "Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que abunde a graça?" (Romanos 6:1), porque suas consequências são devastadoras. Testemunhamos juízo temporal contra o pecado à nossa volta. A morte do feto. Abuso infantil. A criança nascida fora do casamento. Mãe solteira. Pais abandonados. A morte de um viciado em drogas. Os lares disfuncionais. As promessas e votos quebrados. Os lares desfeitos. As prisões lotadas. As doenças sexualmente transmissíveis. Você já parou e pensou em quanto da dor hoje pode ser atribuída ao sexo ilícito. Mas Satanás diz: "água roubada é doce; e pão consumido em segredo é agradável". Quanto mais tempo continuamos em pecado, piores são as consequências.

Paulo disse: "Mas a que vive em prazeres (ou pecado) embora viva, está morta" (1 Timóteo 5:6). O pecado destrói a alegria, a felicidade, a paz, as próprias coisas que tornam a vida digna de ser vivida. É por isso que Deus está chamando cada um de nós para um modo de vida mais elevado.

O Pecado Abre Nossos Olhos Para a Bondade

Satanás é fiel à sua palavra porque, de maneira contrária, aprendemos sobre a bondade enquanto ansiamos por nossa inocência. É a nossa luta desafiante de morte com o juízo temporal e eterno do pecado contra o pecado que torna a graça tão grande. Eu entendo que foi numa cela de prisão de um navio que John Newton finalmente chegou ao fim de sua corda e olhou para cima e escreveu "Maravilhosa Graça! Que doce o som! Isso salvou um desgraçado como eu! Eu estava cego, mas agora eu Vejo!" Sofrendo as consequências de suas ações erradas e enfrentando sua incapacidade de ajudar a si mesmo, finalmente o fez erguer os olhos e descobrir a graça de Deus!

A bondade de Deus torna possível nos vangloriar de nossas fraquezas. No Éden, vemos a mão graciosa de Deus pegando peles de animais e vestindo nossa nudez. Deus no Éden, em terrível antecipação, sabia o que estava reservado para ele quando matou e esfolou o primeiro animal para vestir seus filhos. Pois todo sacrifício de animais, do Éden a Cristo, apontava para o dia em que ele viria em carne como o Cordeiro de Deus experimentando e conhecendo o pecado da perspectiva da vítima. Ele também deveria morrer, Ele também deveria conhecer o pecado, Aquele que não conheceu o pecado, deveria se tornar pecado por cada um de nós. (2 Coríntios 5:21). Quão dolorosa deve ter sido a jornada da eternidade para a cruz.

Satanás estava certo, eu conheço o mal enquanto procuro esconder minha vergonha. "Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus" (Romanos 3:23)

O juízo de Deus contra o pecado no jardim do Éden pode parecer um castigo cruel e incomum, mas era essencial. Mas pense por um momento. O que teria acontecido se Deus não tivesse expulsado Adão e Eva do Jardim? Você pode responder em uma palavra. . . inferno. Inferno é dar aos homens o que eles querem e o que merecem.

Em Apocalipse, um anjo é retratado clamando: "Justo és tu, que és e que eras, o Santo; porque julgaste estas coisas; porque derramaram o sangue de santos e de profetas, e tu lhes tens dado sangue a beber; eles o merecem" (Apocalipse 16:5-6). João diz que aqueles que derramaram o sangue dos santos obtiveram o que queriam, na medida em que desejavam derramar seu sangue, e Deus se certificou de que obtivessem o que mereciam.

Este é o maior medo para o nosso país. Um país onde as pessoas têm tudo o que querem e conseguem tudo o que merecem.

Paulo nos encoraja a escolher a vida como ele escreve: "Porque a graça de Deus se manifestou, trazendo salvação a todos os homens, ensinando-nos, para que, renunciando à impiedade e às paixões mundanas, vivamos no presente mundo sóbria, e justa, e piamente, aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus, que se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniquidade, e purificar para si um povo todo seu, zeloso de boas obras. Fala estas coisas, exorta e repreende com toda autoridade. Ninguém te despreze" (Tito 2:11-15)

Nossa desobediência manifesta a bondade de Deus. Não é a criança obediente que prova nossa paciência e resistência, é a desobediente. A criança desobediente exige mais atenção e um amor mais profundo. Deus demonstrou a profundidade de sua bondade em sua vontade de nos salvar.

A bondade da graça de Deus não apenas perdoa, mas também me fortalece para lidar com as poderosas consequências devastadoras do meu erro pessoal. Paulo indica que a graça é uma experiência amarga e doce. Paulo escreveu: "E, para que me não exaltasse demais pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de que eu não me exalte demais; acerca do qual três vezes roguei ao Senhor que o afastasse de mim; e ele me disse: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. Por isso, de boa vontade antes me gloriarei nas minhas fraquezas, a fim de que repouse sobre mim o poder de Cristo. Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco, então é que sou forte" (2 Coríntios 12:7-10)

Em seu livro The Hurting Parent, Margie Lewis fala de um pai que recebeu uma ligação uma noite de sua filha na faculdade. Ela foi expulsa por violar as regras. Após um longo silêncio, o pai sábio disse: "Bem, Cindy, acho melhor você pegar o próximo avião para casa". Ele fez uma pausa, tentando pensar em uma maneira significativa de transmitir a lição que ela deveria aprender. Então ele disse: "Lembre-se, quando você se afasta de uma imagem, geralmente são as linhas escuras que lhe conferem caráter e beleza".

Paulo orou para que, ao enfrentar sua morte espiritual, "sendo iluminados os olhos do vosso coração, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos, e qual a suprema grandeza do seu poder para conosco, os que cremos, segundo a operação da força do seu poder, que operou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos e fazendo-o sentar-se à sua direita nos céus, muito acima de todo principado, e autoridade, e poder, e domínio, e de todo nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro; e sujeitou todas as coisas debaixo dos seus pés, e para ser cabeça sobre todas as coisas o deu à igreja, que é o seu corpo, o complemento daquele que cumpre tudo em todas as coisas". (Efésios 1:18-23)

É através da graça de Deus, poder e proteção soberana que posso receber a força para salvar minha vida através do ensino de Jesus Cristo.

Efésios 2:8-10 “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. não vem das obras, para que ninguém se glorie. Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus antes preparou para que andássemos nelas”.

Romanos 5:6-10 “Pois, quando ainda éramos fracos, Cristo morreu a seu tempo pelos ímpios. Porque dificilmente haverá quem morra por um justo; pois poderá ser que pelo homem bondoso alguém ouse morrer. Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós. Logo muito mais, sendo agora justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Porque se nós, quando éramos inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida”.

Conclusão:

Ezequiel disse: "A alma que pecar, morrerá". No entanto, ele disse na mesma respiração:

Ezequiel 18:30-32 “Portanto, eu vos julgarei, a cada um conforme os seus caminhos, ó casa de Israel, diz o Senhor Deus. Vinde, e convertei-vos de todas as vossas transgressões, para que a iniquidade não vos leve à perdição. Lançai de vós todas as vossas transgressões que cometestes contra mim; e criai em vós um coração novo e um espírito novo; pois, por que morrereis, ó casa de Israel, Porque não tenho prazer na morte de ninguém, diz o Senhor Deus; convertei-vos, pois, e vivei”

Ezequiel 33:11 “Dize-lhes: Vivo eu, diz o Senhor Deus, que não tenho prazer na morte do ímpio, mas sim em que o ímpio se converta do seu caminho, e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois, por que morrereis, ó casa de Israel?”

Paulo escreveu: “Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Graças a Deus, por Jesus Cristo nosso Senhor! De modo que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado". (Romanos 7:24-25)

Jesus veio para nos libertar como Senhor de nossas vidas. Jesus veio para se entregar para que pudéssemos ter "vida e tê-la mais abundante". (João 10:10) Jesus disse: "Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo e leve" (Mateus 11:28-30)

Não continue escolhendo a morte ao longo da vida, recusando-se a aceitar sua responsabilidade por seu pecado. Deus tem uma túnica de justiça esperando por você para cobrir sua nudez pecaminosa.

Apocalipse 7:9-10 “Depois destas coisas olhei, e eis uma grande multidão, que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, que estavam em pé diante do trono e em presença do Cordeiro, trajando compridas vestes brancas, e com palmas nas mãos; e clamavam com grande voz: Salvação ao nosso Deus, que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro".

Gálatas 3:26-27 “Pois todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. Porque todos quantos fostes batizados em Cristo vos revestistes de Cristo”.

Gostou Desse Esboço? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.

Satanás é Fiel à Sua Palavra? Satanás é Fiel à Sua Palavra? Reviewed by Aldenir Araújo on outubro 14, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.