O Propósito de Deus em Meio a Nossa Experiência no Deserto

O Propósito de Deus em Meio a Nossa Experiência no Deserto
Texto: Êxodo 33:21-23

Introdução

· A vida é doce, mas às vezes cruel.
· É por isso que 15% da população dos países mais desenvolvidos sofre depressão grave. Será a segunda maior causa de morte após as doenças cardíacas até 2020.
· Muitos cristãos hoje em dia que passaram por depressão espiritual denominaram “experiência no deserto”. Quando isso acontece, o Deus onipresente parece inacessível, ou se escondendo atrás de uma grande pedra em algum lugar.
· Aqui está o que Ele disse: “Disse mais o Senhor: Eis aqui um lugar junto a mim; aqui, sobre a penha, te porás. E quando a minha glória passar, eu te porei numa fenda da penha, e te cobrirei com a minha mão, até que eu haja passado. Depois, quando eu tirar a mão, me verás pelas costas; porém a minha face não se verá" (Êxodo 33:21-33)
· Ele nos deixa passar pelos desafios e dores do crescimento, mas sempre está nos vendo e pronto a nos levantar se cairmos.

I. É um Período de Inatividade Espiritual

A. Os cristãos têm medo da experiência no deserto (estado de esterilidade espiritual).
1. Idealmente, os cristãos sempre querem estar no meio de um culto dinâmico ou de um grande SIM a todas as orações.
2. Nenhum cristão em “sã consciência” deseja um ponto baixo em sua vida (experiência no deserto).
3. É um período sem revelação / sem crescimento; em vez de avançar, está retrocedendo.
B. Heróis da Bíblia que passaram pela experiência no deserto:
1. Abraão (quase) perdeu seu filho Isaque no Monte Moriá.
2. Moisés perdeu sua posição no Monte Sinai. Ele foi criado, educado e treinado para ser o próximo faraó do Egito.
3. Nabucodonosor perdeu sua sanidade e seu reino. Ele era o rei da Babilônia. (Daniel 4)
4. Jó perdeu tudo, menos a esposa.
5. Elias perdeu a ousadia e fugiu de Jezabel com medo de sua própria vida. Ele era um poderoso profeta que podia orar para que a chuva parasse e viesse, multiplicou farinha e azeite, abriu o rio Jordão, pediu fogo do céu e matou os falsos profetas de Baal.
6. Jesus foi despido de sua gloria / majestade como Deus no Monte Calvário. (Filipenses 2:6-8)

II. É Uma Preparação Para um Crescimento maior

A. Ele remove nossa auto dependência.
1. Às vezes, dependemos de nossas próprias habilidades naturais, qualificações, qualidades, talentos, influências, etc.
2. Diamante: Seu brilho, qualidade e preço dependem de como é cortado. Os diamantes são cortados de maneira complexa para um valor maior; Os cristãos são cortados (provações, disciplina, perseguições) delicadamente para um crescimento maior.
3. Ouro: Para obter 99,99% de ouro puro, ele é purificado por eletrólise (passando a corrente elétrica por uma solução de ouro).
B. Heróis da Bíblia que estavam preparados para um crescimento maior:
1. Moisés foi preparado no deserto do Monte Sinai.
a. Sua vida de 120 anos: primeiros 40 anos, criado e treinado para ser o próximo faraó do Egito; segundo 40 anos, treinado no Monte Sinai; terceiro 40 anos, levou o povo hebreu para fora do Egito.
b. Deus falou pessoalmente com ele, escreveu os dez mandamentos com suas próprias mãos e deu-lhe instruções individuais.
2. Nabucodonosor estava preparado para se humilhar diante de Deus no deserto. (Daniel 4:34)
3. Paulo foi preparado por três anos na Arábia antes de iniciar seu ministério.
a. Ele também experimentou o seguinte: Recebeu 39 chicotadas 5 vezes; açoitado com vara 3 vezes; apedrejado uma vez; 3 vezes naufrágio; esteve em perigo na cidade e no mar; passou dias e noites sem dormir e sem comer enquanto ministrava.

III. É um Caminho Para Uma Colheita Mais Abundante

A. Abre as comportas das bênçãos.
1. O único caminho que resta quando chegamos ao fundo é subir. Há uma luz no fim do túnel.
B. Heróis da Bíblia que foram recompensados ​​por uma colheita mais abundante:
1. Abraão tornou-se o "Pai da Fé". (Gênesis 22:15-18)
2. Jó ficou duas vezes mais rico.
3. Moisés se tornou o profeta mais humilde de todos os tempos.
a. Confrontou e realizou milagres diante do faraó.
b. Conduziu milhares de israelitas para fora do Egito.
c. Dividiu o Mar Vermelho.
d. Escreveu os cinco primeiros livros da Bíblia e alguns salmos.
4. Nabucodonosor voltou ao seu palácio com maior honra. (Daniel 4:36,37)
5. Paulo tornou-se o campeão dos apóstolos.
a. Escreveu 14 livros dos 27 livros do Novo Testamento.
b. Suas próprias palavras se tornaram parte da Palavra de Deus. (1 Coríntios 7:25)
c. Recebeu as revelações e ensinamentos especiais (salvação pela graça, circuncisão do coração, arrebatamento etc.) diretamente de Jesus. (Gálatas 1:12)
6. Jesus recebeu todo poder, autoridade, honra e glória (Filipenses 2:9-11)

Conclusão: O deserto pode nos levar a experimentar Deus de uma maneira nova e diferente. Por mais doloroso que seja o deserto, pode ser uma imensa bênção em nossa vida e um evento divisor de águas em nossa jornada espiritual. Amém

Gostou Desse Esboço? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.

O Propósito de Deus em Meio a Nossa Experiência no Deserto O Propósito de Deus em Meio a Nossa Experiência no Deserto Reviewed by Aldenir Araújo on outubro 08, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.