A Grande Mulher Sunamita

A Grande Mulher Sunamita
Texto: 2 Reis 4:8

Introdução: Suném estava a sete milhas a leste de Megido, com vista para o vale de Jezreel. A mulher nesta passagem é chamada de “uma grande mulher”. A palavra hebraica traduzida como “grande” também pode significar proeminente ou rica. No entanto, veremos que ela também era "grande" de outras formas.

Mas não precisamos procurar a palavra hebraica para saber que ela era grande em muitos aspectos. A Bíblia fala de outras mulheres ricas que não eram grandes, como a esposa de Potifar, Atalia, a esposa de Ló e muitas outras. Todas essas mulheres eram ricas, mas eram mulheres más. Elas certamente não estavam na mesma categoria da “grande mulher” de Suném. Eu vejo neste capítulo que esta mulher era grande de várias maneiras.

Nesta ocasião, quero que pensemos em algumas dos atitudes dessa mulher sunamita que a tornaram grande.

I. Ela Era Grande em Sua Generosidade.

Enquanto o profeta Eliseu e seu servo Geazi viajavam de ida e volta entre Samaria, Jezreel e outras cidades, eles frequentemente iam a Suném, onde moravam esta mulher e seu marido. Quando o profeta passou por sua casa, ela o convidou para jantar. “Sucedeu também certo dia que Eliseu foi a Suném, onde havia uma mulher rica que o reteve para comer; e todas as vezes que ele passava por ali, lá se dirigia para comer” (II Reis 4:8).

Mas sua generosidade foi mais longe do que simplesmente dar-lhe uma refeição. Ela tinha um “quarto” construído para ele ficar quando ele passasse. Dr. Ryrie disse que era "um quarto à prova de intempéries no telhado plano da casa".

II. A Mulher Sunamita Era Grande Espiritualmente.

Ela tinha uma grande visão sobre as coisas espirituais. Ela disse ao marido: “Tenho observado que este que passa sempre por nós é um santo homem de Deus” (II Reis 4:9). Ela acreditava em Deus, e ela reconheceu que o profeta Eliseu era um homem piedoso.

Ela tinha grande fé em Deus. Como veremos, ela foi ao homem de Deus para orar por seu filho. Ela era uma mulher de grande fé. O trigésimo primeiro capítulo de Provérbios descreve a mulher virtuosa. No verso seguinte ao último, diz: “O amor é enganoso e a beleza é vã: mas a mulher que teme ao Senhor, ela será louvada” (Provérbios 31:30).

III. A Mulher Sunamita Tinha Grande Amor Por Seu Filho.

Um dia, quando o profeta Eliseu estava hospedado no quarto da mulher sunamita, ele fez Geazi, seu servo, chamar por ela. Quando ela chegou, Geazi perguntou-lhe o que o profeta poderia fazer para ela retribuir sua bondade. Ele perguntou se poderia falar com o rei ou o capitão do exército para fazer algo por ela. O profeta tinha influência com esses homens, embora ele se opusesse às suas políticas religiosas. Mas a mulher simplesmente disse: “Eu habito no meio do meu povo”. Ela estava contente com sua vida e sentia que não tinha necessidades especiais.

Depois que ela saiu do quarto, o profeta ainda estava determinado a fazer algo para ela retribuir sua gentileza. Geazi indicou que ela não tinha filho e provavelmente nunca teria um. O profeta a chamou de volta e disse que ela teria um filho em cerca de um ano. Ela não acreditou nele no começo, mas um ano depois seu filho nasceu.

O menino ainda era muito jovem quando foi com o pai para o campo na época da colheita. De repente, o menino teve uma dor de cabeça violenta, provavelmente uma insolação de muito calor no campo. Ele clamou ao pai: “Minha cabeça, minha cabeça” (II Reis 4:19). O pai disse a um rapaz que trabalhava no campo para levar o menino para a mãe. Ela o segurou no colo até o meio-dia, e então o menino morreu.

A Bíblia deixa bem claro que o menino realmente morreu. O que a grande mulher sunamita fez então? Parece que ela não contou ao marido. Em vez disso, ela levou o corpo do menino até o telhado, para o quarto de Eliseu, e o colocou na cama do profeta, fechou a porta e pegou um jumento e andou o mais rápido que pôde para encontrar Eliseu, que estava a poucos quilômetros de distância. Quando ela chegou ao profeta, ela caiu a seus pés. Ela deixou escapar alguma coisa para ele sobre o menino morto. Eliseu disse a seu servo que levasse seu bordão, que era um símbolo de sua autoridade como profeta. Ele disse para seu servo colocar seu bordão no rosto da criança.

Mas a mulher sunamita disse a Eliseu que ela não o deixaria. Finalmente o profeta a seguiu. O criado correu na frente e colocou o bordão no rosto da criança morta, mas ele não voltou à vida.

Quando o profeta chegou à casa, descobriu que o menino estava realmente morto. O profeta Eliseu fechou a porta, deixando seu servo e a mulher do lado de fora. Então o profeta orou ao Senhor. Então o homem de Deus estava em cima da criança, “a carne do menino aqueceu”. Então o profeta andou de um lado para o outro enquanto orava pelo menino. De repente "a criança espirrou sete vezes e ... abriu os olhos" (II Reis 4:35). O profeta chamou a mulher. Ela entrou e encontrou seu filho vivo e bem. Ela imediatamente caiu aos pés do profeta com uma expressão de grande respeito. Ela pegou o menino nos braços e saiu da sala cheia de alegria e gratidão pelo que Deus havia feito.

IV. A Mulher Sunamita Tinha Grande Fé.

Por todo esse relato, vemos a fé da mulher. Deus recompensou sua fé Nele, dando-lhe um nascimento miraculoso e uma ressurreição milagrosa que trouxe o menino de volta à vida. O povo de Israel estava desviado e adorando ao deus pagão Baal. A fé dessa mulher foi uma grande testemunha para os israelitas incrédulos.

Ela viveu em um tempo como o nosso. A maioria das mulheres eram adoradoras de Baal. Elas nunca pensavam em Deus. Há mães aqui esta noite que vivem nessa condição. Alguns de vocês não conhecem outra mulher que tenha forte fé em Deus. Algumas delas são membros de outras religiões. Algumas delas são apenas cristãos nominais. Elas não têm fé real em Deus.

É minha oração que você confie em Jesus Cristo e se torne um verdadeiro cristão. É uma coisa maravilhosa ser um verdadeiro cristão como essa grande mulher Sunamita! Amém!

Gostou Desse Esboço? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.

A Grande Mulher Sunamita A Grande Mulher Sunamita Reviewed by Aldenir Araújo on junho 07, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.