Adoção: Filhos de Deus

Adoção: Filhos de Deus
Texto: Romanos 8:14-17

Introdução: Leslie Lynch King Jr. nasceu em 14 de julho de 1913 em Omaha, Nebraska. Logo após seu nascimento, sua mãe fugiu de casa com o bebê Leslie devido a um marido violento. Ela se mudou para Grand Rapids, Michigan e, eventualmente, se casou com um vendedor de tinta de sucesso. Seu atual marido adotou o jovem Leslie, efetivamente alterando o curso de sua vida. Leslie fez o juramento de posse como presidente dos Estados Unidos em 9 de agosto de 1974. A história não lembra de Leslie Lynch King Jr., mas eles se lembram de Gerald R. Ford Jr. O vendedor em Grand Rapids era Gerald Ford, e ele deu ao seu filho adotivo seu nome.

Claramente, a prática da adoção pode ter um tremendo impacto na vida de um indivíduo. Aquele que não nasceu em uma determinada família é recebido por essa família, recebe um novo nome e uma nova vida. À medida que continuamos nossa série, quero concluir com a doutrina da adoção. Como aqueles adotados em famílias hoje, todo crente foi adotado na família de Deus, recebeu um novo nome e uma nova vida gloriosa. Aqueles que antes eram separados pelo pecado agora são recebidos como filhos de Deus, com todos os direitos e privilégios associados a ser parte da família.

Ao concluirmos nosso estudo, quero considerar os benefícios associados a fazer parte da família de Deus, conforme discutimos: Adoção - Filhos de Deus.

I. Uma Família Garantida. V. 14-15

- Uma vez que alguém é salvo, ele é colocado dentro da família de Deus. Observe os benefícios que essa nova família garante.

A. Nossa Associação. V. 14“Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus”. Nós vamos lidar com os maravilhosos benefícios de ser um filho de Deus; mas ao considerar esta afirmação, lembrei-me da multidão dentro da família de Deus. Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. Todo aquele que vem para a salvação em Cristo é colocado dentro da família. Todo crente compartilha da família. Somos todos filhos de Deus! Não é bom saber que temos o apoio e o amor de todos os nossos irmãos e irmãs em Cristo?

- Há outro grande benefício que não podemos esquecer. Nascidos na carne, todos nascemos em uma família particular. Eu nasci na família Araújo. No entanto, independentemente da família em que nascemos, todos nascemos na família de Adão. Todos nós nascemos com uma natureza pecaminosa e nos tornamos parte do grande número separado de Deus. Através da graça pela fé, fomos colocados dentro da família de Deus. Eu ainda sou um Araújo por nascimento, mas eu sou um filho de Deus pelo novo nascimento. Eu não estou mais associado aos que estão separados de Cristo, mas fui inserido à Sua gloriosa família!

B. Nossa Adoção. V. 15b - “Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes com temor, mas recebestes o espírito de adoção, pelo qual clamamos: Aba, Pai”. Paulo fala da transformação milagrosa que ocorre no momento em que somos salvos. Nós recebemos o Espírito de adoção. Isso significa literalmente que aqueles que estão em Cristo foram “postos como filhos”. Estar em Cristo nos torna filhos do Deus vivo!

- Eu quero por um momento para considerar o significado da adoção. Na cultura romana, a adoção era um assunto muito sério, para ser digerido com ligeireza. Havia três verdades significativas relacionadas a cada adoção:

1. O filho adotivo era adotado permanentemente. Ele não podia ser adotado hoje e deserdado amanhã. Ele se tornava um filho do pai - para sempre. Ele estava eternamente seguro como filho.

2. O filho adotado imediatamente tinha todos os direitos de um filho legítimo na nova família.

3. O filho adotivo perdia completamente todos os direitos em sua antiga família. O filho adotivo era visto como uma nova pessoa - tão nova que antigas dívidas e obrigações relacionadas à sua antiga família eram canceladas e abolidas como se nunca tivessem existido.

Não é um lindo quadro? Na verdade, ilustra perfeitamente a nossa adoção na família de Deus. Nossa adoção nos permite o benefício da proximidade com o Pai. Temos o privilégio de chamá-lo de Abba Pai. Este é um termo carinhoso que significa literalmente "papai!"

C. Nossa Libertação. V. 15a“Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes com temor”. Enquanto vivíamos em pecado, sem Cristo, vivíamos com medo e desesperança. Nós não desfrutávamos de paz e segurança em nossos corações. Não tínhamos certeza do futuro e sentíamos a culpa e a condenação do pecado. Estávamos presos aos desejos da carne e não podíamos viver de uma maneira que agradasse a Deus. Uma vez que fomos salvos e colocados dentro da família de Deus, todo o medo foi removido quando fomos libertados da escravidão do pecado. Não temos mais medo de nos aproximarmos de Deus, mas desfrutamos de uma proximidade que nos permite a intimidade com Ele que não existia antes!

- Não é bom saber que temos tal privilégio com o Senhor? Quando uma família está cheia de amor como deve ser, os filhos não têm medo do pai. Na verdade, eles se confortam em sua presença. Eles encontram segurança em sua força e sabem que podem chamá-lo a qualquer momento por qualquer motivo. Isto é o que temos agora em Deus Pai através de Cristo, o Filho.

II. Uma Comunhão Graciosa. V. 16

- Também temos o benefício da comunhão com o Espírito. Observe:

A. A Comunhão. V. 16aO Espírito mesmo testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus”. Este é um benefício gracioso que não consideramos com frequência, mas é uma benção genuína. Há momentos em que tropeçamos e caímos depois da salvação. Há até momentos em que podemos duvidar se somos verdadeiramente salvos. Aqueles momentos de fracasso e dúvida seriam devastadores e até mesmo debilitantes se não fosse o Espírito dando testemunho com o nosso espírito. Em tempos de dúvida e fracasso, o Espírito nos assegura da nossa salvação. Ele fornece o conforto e orientação que precisamos para avançar na jornada. Ele nos conduz para as coisas de Deus e confirma a Palavra em nossos corações! Seria uma jornada difícil se não tivéssemos o Espírito para confortar, guiar e até condenar. João 16:13 – “Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras”.

B. A Confirmação. V. 16b - “O Espírito mesmo testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus”. Isso anda de mãos dadas com a comunhão que temos com o Espírito. Ele é a constante em nossas vidas quando tudo muda continuamente. Ele oferece a paz que precisamos para continuar pelo Senhor. Ele provê a fé que precisamos para olhar além das dificuldades presentes para um futuro eterno. Quando as dúvidas surgem, Ele nos lembra que pertencemos ao Senhor. Ele é aquela voz ainda pequena que oferece orientação quando enfrentamos uma encruzilhada, a coragem quando enfrentamos a adversidade e a alegria quando adoramos. Não podemos começar compreendendo tudo o que temos no Espírito, mas Ele confirma continuamente nosso lugar na família de Deus.

III. Um Futuro Glorioso. V. 17

- Quando Paulo conclui suas palavras de louvor por ter sido colocado na família de Deus, ele se alegra com o futuro promissor que todo crente possui. Nossa bênção no Senhor não se limita a este momento ou a esta vida. Há muito mais pela frente! Observe:

A. Nossa Identidade. V. 17a“e, se filhos, também herdeiros...”. O Espírito testifica que somos filhos de Deus e, se somos filhos, somos também herdeiros. Nós todos sabemos que a um herdeiro é prometido uma parte da herança. Um herdeiro é um beneficiário da propriedade. Nós não somos apenas colocados dentro da família e esquecidos, somos identificados como herdeiros de Deus.

- Muitas vezes as pessoas lutam nesta vida simplesmente tentando sobreviver. Muitas vezes o dinheiro acaba antes do mês. As pessoas têm que viver de acordo com seus meios, ou pelo menos deveriam. Não conheço nenhum de nós que viveu uma vida de luxo e excesso, embora eu tenha certeza de que outros ao redor do mundo escolheriam diferir. No entanto, somos herdeiros de Deus. Nosso pai é dono de tudo. Não há escassez em sua vasta oferta, independentemente da necessidade. O céu excederá qualquer coisa que possamos imaginar. Nosso Pai é mais do que capaz de fornecer tudo o que podemos precisar. Filipenses 4:19 – “Meu Deus suprirá todas as vossas necessidades segundo as suas riquezas na glória em Cristo Jesus”. 1 Coríntios 2:9 – “Mas, como está escrito: As coisas que olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram o coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam”.

B. Nossa herança. V. 17a“e, se filhos, também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo”. Somos herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo. Ouvimos dizer isso muitas vezes, tenho certeza, mas realmente compreendemos o que isso significa? Um herdeiro comum tem uma parte igual com o outro herdeiro ou herdeiros. A propriedade é dividida igualmente entre os herdeiros. A porção destinada a um é destinada a todos. Somos vistos pelo Pai assim como Ele vê a Cristo o Filho. Nós apreciaremos o esplendor e a graça do céu, assim como Cristo.

- Eu quero esclarecer, para que alguns não me acusem de heresia. Isso não implica que possuímos a divindade de Cristo ou compartilharemos em Sua glória, mas revela o grande amor que o Pai tem por todos os Seus filhos. Seremos recebidos do Pai assim como Cristo o filho é recebido. 1 João 3:2 - “Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é, o veremos”.

C. Nossa Imortalidade. V. 17b“se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados”. Aqui descobrimos uma lembrança do estado eterno no céu. Aqueles que sofrem com Cristo, suportando o ridículo do mundo e as adversidades que ele traz, seremos glorificados com Cristo. Nossas vidas estão cheias de mágoa e dor. Muitos sofrem perseguição horrível por sua fé, mas esta vida não durará para sempre. Acabaremos por deixar de lado este tabernáculo da carne em que nos encontramos e quando o Senhor voltar para a igreja, seremos ressuscitados a Ele portando um novo corpo glorificado. 1 Coríntios 15:51-54 - “Eis aqui vos digo um mistério: Nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque é necessário que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade. Mas, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então se cumprirá a palavra que está escrito: Tragada foi a morte na vitória”.

Conclusão: Claramente ser um filho de Deus tem benefícios além da imaginação. Somos adotados na família com direitos plenos e iguais, para nunca mais sermos deserdados. Através do nosso relacionamento com Cristo nos é prometida a vida eterna com Ele no céu. Nós agora desfrutamos da presença e orientação do Espírito Santo enquanto fazemos nossa jornada em direção à herança prometida. Você faz parte da família de Deus, graciosamente adotado como um dos Seus filhos? Se sim, regozije-se na promessa que você recebeu. Se não, peço-lhe que entre em arrependimento e fé. A família de Deus é grande, mas sempre há espaço para mais alguém!
Adoção: Filhos de Deus Adoção: Filhos de Deus Reviewed by Aldenir Araujo on março 31, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.