Quatro responsabilidades para com a verdade de Deus

Quatro responsabilidades para com a verdade de DeusTexto: 2 Tessalonicenses 2:13 - 3:5
 
Introdução: Paulo tinha um ministério equilibrado. Nessas cartas, ele se move da profecia a prática da vida cristã. Do negativo (mentiras de Satanás) para o positivo (a verdade de Deus) e da advertência à ação de graças e a oração.
 
Precisamos desesperadamente de ministérios equilibrados em nossas igrejas de hoje.
 
A ênfase de Paulo era na verdade da Palavra de Deus, em contraste com a grande mentira de Satanás. Cada crente tem quatro responsabilidades para com a verdade de Deus.
[post_ad]

I. Crer na verdade. 2:13-14.

Nestes dois versículos, Paulo analisou as etapas na experiência de salvação deles.
1. Deus os amou (2:13a). Tudo o que Deus faz para o mundo perdido é pelo seu amor eterno. Deus provou seu amor por nós, dando o seu Filho por nós.
2. Deus os escolheu (2:13b). Não é só o amor que nos salva, pois Deus ama o mundo inteiro, e mesmo assim todo o mundo não será salvo. O amor se revela na graça e misericórdia.
3. Deus os separou (2:13c). A palavra santificar significa "separado". Paulo está se referindo ao trabalho do Espírito em conduzir o incrédulo a fé em Cristo.
4. Deus os chamou ( 2:14). Deus tem usado instrumentos humanos para levar o Evangelho aos perdidos.
5. Deus lhes deu glória (2:14b). Estamos aguardando o retorno de Cristo, e então a glória será revelada.

II. Guardar a verdade. (2:15).

Paulo lhes tinha dito sobre a rebelião futura contra a verdade, a grande apostasia encabeçada pelo Anticristo. Mas ele também alertou que havia um perigo atual, e que a igreja deveria guardar a verdade de Deus e não se desviar dela.
 
Deus age no mundo através da verdade da Sua Palavra, e Satanás se opõe a esta verdade, tentando substitui-la por suas mentiras. A natureza humana é propensa a acreditar em uma mentira e resistir à verdade. Satanás realiza melhor seu trabalho através de pessoas que se dizem cristão, mas não creem na verdade de Deus. Eles têm "aparência de piedade", mas nunca experimentaram o poder da verdade salvífica de Deus.
 
A palavra tradição significa simplesmente "aquilo que é transmitido de uma pessoa para outra" (ou seja, a verdade do Evangelho). Ele não está se referindo as ideias religiosas criadas pelo homem que não são baseadas na Palavra de Deus.

III. Praticar a verdade. (2:16-17 ).

Não é o suficiente crer na verdade e guardá-la, devemos também praticá-la. Se ouvirmos a Palavra, mas não a obedecemos, estamos apenas enganando a nós mesmos.
 
Estes dois versos registram o desejo e a oração de Paulo pelos seus amigos: ele queria encorajá-los e confirmá-los "em toda boa obra e palavra"
 
Quando Paulo estava com eles, encorajou-os individualmente como um pai a seus filhos. Ele os encorajou a caminhar para agradar a Deus, e crescer em amor para com os outros.
 
Firmar-se no Senhor também é importante. Paulo enviou Timóteo de volta a Tessalônica para que ele pudesse se estabelecer em sua fé, e Paulo orou para que Deus pudesse estabelecê-lo. A criança deve ser ensinada a ficar de pé antes que ela possa aprender a andar ou correr.
 
É Deus quem estabelece, mas Ele usa pessoas para realizar a Sua obra. A grande necessidade em nossas igrejas é de cristãos que dedicam tempo para estabelecer os novos crentes.
 
Paulo estava preocupado com dois aspectos da vida cristã deles: a palavra e o trabalho, o dizer e o fazer. Se a nossa caminhada contradiz nossas palavras, perdemos o nosso testemunho.

IV. Compartilhar a verdade. (3:1-5).

Nós não podemos compartilhar o que não cremos, e melhor podemos compartilhar o que nós temos praticado.
 
A Palavra de Deus é glorificada na vida de quem a compartilha e daqueles que a recebem. Hoje muito trabalho cristão é realizado por planos humanos e promoção, e não pela Palavra de Deus.
 
Não é suficiente que somente o pastor ou os líderes da igreja compartilhem a Palavra, cada cristão deve ser uma parte deste ministério vital. A palavra de ordem que Paulo usou em 3:4 significa "uma ordem militar transmitida de um oficial superior"
 
Cristo é o Capitão da nossa salvação, nós somos seus soldados. Em uma batalha não é suficiente apenas os oficiais lutar, cada homem deve fazer o seu dever. Isto também é verdade no trabalho da igreja local.
 
E se um exército for a uma batalha com a mesma falta de obediência, ordem e disciplina que muitas vezes vemos na igreja local?
 
Eles nunca iriam ganhar a guerra. Se os soldados participassem do treinamento somente quando sentissem desejo ou vontade, eles nunca seriam equipados para enfrentar o inimigo. Se os recrutas desobedecerem às ordens de seus oficiais da forma como alguns membros da igreja desobedecem a Palavra de Deus, eles seriam enviados para a corte marcial.
 
Um soldado obedece principalmente por lealdade e medo. Mas o cristão tem motivos muito maiores para a obediência: o amor de Deus e a volta de Cristo.
 
Conclusão: Ele está voltando para nós. Este é o tema das duas cartas de Paulo aos tessalonicenses, e ele relacionou esta verdade a vida prática diária. Como soldados de Deus, devemos estar compartilhando a Palavra, pois Ele um dia vai voltar e pedirá uma prestação de contas de nossas vidas. Todos nós cristão temos quatro responsabilidades para com a verdade de Deus
 
Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!


Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá á  disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Quatro responsabilidades para com a verdade de Deus Quatro responsabilidades para com a verdade de Deus Reviewed by Aldenir Araujo on novembro 11, 2013 Rating: 5

Um comentário:

  1. Gostei demais,onde realmente encontramos sermões muito bom.
    Inspiração para uma pregação valiosa.

    ResponderExcluir

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.