O significado bíblico da Ceia do Senhor
Tema: Santa Ceia do Senhor

Texto: Mateus 26:26-30

Introdução: Antes de o Senhor Jesus Cristo deixar a terra, ele estabeleceu duas ordenanças para a igreja local. Elas são o Batismo e a Ceia do Senhor.

Nenhuma ordenança tem qualquer poder salvador, mas, o batismo é uma ordenança de identificação, enquanto a Ceia do Senhor é uma ordenança de comemoração!

Enquanto muitos cristãos podem ter participado centenas de vezes da Ceia do Senhor, isso não significa necessariamente que eles entendem tudo o que há para saber sobre ela!

Vamos buscar na Palavra de Deus, e ver se podemos descobrir o significado bíblico desta comemoração, a ceia do Senhor.

I. Considere a origem da ordenança. (Vv. 26-28).

1. A instituição veio do próprio Jesus. Não é um ritual religioso feito pelo homem. Em vez disso, ela se originou no Cenáculo de Jerusalém, a poucas centenas de metros do jardim onde Cristo seria traído e o jardim, onde Ele seria crucificado e sepultado!

2. A instrução para a Ceia do Senhor veio do próprio Jesus.

II. Considere a observância da ordenança. (Vv. 24-26).

1. Serve como um lembrete da redenção do corpo de nosso Salvador (Lucas 24:26, 46).

2. Serve como um lembrete do resgate sangue de nosso Salvador (Atos 20:28).

3. Serve como um lembrete do retorno abençoado de nosso Salvador (1 Coríntios 11:26)

Quando um crente participa da Ceia do Senhor, ele está se lembrando de e declarando aos outros a obra consumada de Cristo na cruz! A ordenança foi dada como um lembrete para manter fresco em nossas mentes tudo o que Jesus fez por nós.

III. Considere os observadores da ordenança. (1 Coríntios 11:27-31).

O versículo 27 poderia ser parafraseado em uma pergunta simples pergunta: "Por que uma pessoa perdida quer comemorar um evento que ressalta a sua própria perdição e rebelião contra o plano redentor de Deus?”.

1. A Ceia do Senhor confronta o observador que não foi salvo (vv. 27, 29).

2. A Ceia do Senhor desafia o observador, que é indigno (v. 28).

Assim como seria insensato para homens perdidos comemorar a morte de Cristo, participando da Ceia do Senhor, seria insensato para os homens salvos celebrar o seu perdão, enquanto vive uma vida de rebeldia e pecado aberto (vv. 30-31).

Conclusão: A Ceia do Senhor é um momento de reflexão, lembranças e regozijo! Ela nunca deve ser celebrada sem um exame aprofundado do nosso coração. Você está salvo? Você está em pecado?

Você está disposto a preparar o seu coração e sentar-se à mesa do Senhor?