31 de agosto de 2012

Nossa pedra angular
Nossa pedra angularTexto: Isaías 28:16
Salmos 118:22, "A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular”.
Efésios 2:20, "edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a pedra angular"
1 Pedro 2:4-8, "4 Chegando-vos para ele - pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, 5 Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo.
6 Pelo que também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa; e quem nela crer não será confundido.[post_ad]
7 E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas, para os rebeldes, a pedra que os edificadores reprovaram essa foi a principal da esquina; 8 E uma pedra de tropeço e rocha de escândalo, para aqueles que tropeçam na palavra, sendo desobedientes; para o que também foram destinados".

1. O propósito de uma pedra angular

A. Ela une, em (Efésios 2:19-22), o apóstolo Paulo nos diz que Cristo é Ele quem todo o edifício se encaixa, trazendo uma casa espiritual para Deus habitar.
B. Ela embeleza. Você nunca vai ver uma pedra de rio ou um pedaço de carvão utilizado como uma pedra angular. Geralmente, será de mármore ou de granito que foi polido. A peça central da igreja é Cristo.
C. Ela fornece direção. Em cada pedra angular haverá orientação ou informação sobre o edifício, e o construtor.

2. A fundação é estável.

A. A Bíblia nos diz que esta fundação foi conhecida ainda antes da fundação do mundo.
a. Veja (Apocalipse 13:8, 1Pedro 1:20).
B. A fundação foi colocada no sofrimento de Jesus Cristo. Veja 2 Coríntios. 5:21, assim como Gálatas 3: 13).
C. Esta fundação é dito nas escrituras - Lucas 24:47 "E o arrependimento e a remissão dos pecados deve ser pregado em seu nome entre todas as nações, começando por Jerusalém". Este evangelho também é pregado em (Atos 13:38-39).

3. A fundação é feita de pedra.

A. Nossa pedra angular é uma pedra viva: Nossa pedra está viva e capaz de dar vida a todos os que confiam nele. (Romanos 8:2)
B. Nossa pedra angular é uma pedra já provada: O mundo tentou, Satanás tentou, Seu amor foi tentado, o Seu espírito manso foi tentado, e Ele foi tentado na carne. Todavia! Nossa pedra dura, a nossa pedra está firme. "Nele não mudança ou sombra de variação"
C. Nossa pedra angular é uma pedra preciosa:
a. Precioso para mim, porque Ele tomou a forma de servo, pôs de lado Sua realeza, assumiu a forma de homem e morreu por meus pecados.
D. Nossa pedra angular fornece um alicerce seguro.
Não é uma fundação pelo qual temos que saber se ele vai segurar. Não! Meus amigos esta fundação tem sido confiável e comprovada por santos do passado. Em um mundo onde a beleza decai, nossa pedra angular permanece. Tempestades da perseguição tentaram destruí-la, mas ela ainda está de pé. Você pode construir sobre essa fundação, você pode ancorar sua fé sobre a sua estabilidade.

Pr. Aldenir Araújo

29 de agosto de 2012

Profetas verdadeiros ou falsos?
Profetas verdadeiros ou falsos?Texto: I João 4:1-6
Introdução: Estamos ouvindo os verdadeiros profetas ou os Falsos? - 1 João 4:1-6

1. Todos os tipos de pessoas afirmam ter uma "palavra" do Senhor.

A. João sabia que os falsos profetas estavam em movimento no início da igreja.
B. Antoinette Franks - A policial que assassinou uma família.
C. Há um grande perigo para os crentes ingênuos.
D. Deus nos chama a diligência em nossa busca de sua verdade.[post_ad]

2. A Palavra julga todas as outras palavras.

A. João escreveu que Jesus é o padrão da verdade.
B. A melhor maneira de mostrar que um pau é torto não é discutir sobre ele ou passar o tempo denunciando-o, mas, colocar um pau reto ao lado dele.
C. Reivindicações de um profeta sobre Jesus revelam o espírito por trás de suas palavras.
D. Podemos conhecer quem é Jesus!

3. Nós não estamos sozinhos na luta para discernir a verdade.

A. João assegurou a seus leitores que eles não precisam ter medo desta luta.
B. O mundo fez o seu melhor para destruir Jesus - até mesmo ao ponto de matá-lo. Mas ele se levantou vitorioso, e prometeu estar com seu povo para sempre.
C. O povo de Deus não vai enfrentar derrota final nas mãos do Inimigo.
D. O poder do Espírito de Deus está aqui para nos guiar na busca da verdade.

4. O espírito de um profeta pode ser revelado por seu apelo.

A. João deu um contraste final entre o falso e o verdadeiro profeta, com base em sua apelação.
B. Palavras que apelam para o espírito deste mundo devem ser rejeitadas como falso.
C. Quando passamos a pensar sobre isso, que é uma verdade óbvia. Como pode um homem cujo lema é a concorrência começar a entender uma ética cujo lema é o serviço? Como pode um homem cujo objetivo é a exaltação de si mesmo e que defende que o mais fraco deve ir para a parede, começar a entender um ensino cujo princípio para a vida é o amor? Como pode um homem que acredita que este é o único mundo e que, portanto, as coisas materiais são as únicas que interessam, começar a compreender a vida vivida à luz da eternidade, onde as coisas invisíveis são os maiores valores?
D. Ao ouvirmos a Palavra de Deus, podemos encontrar a verdade para guiar nossas vidas.

Conclusão: O falso profeta rouba a Graça de Deus, aprisiona seus seguidores. Ele quer devorá-los, escravizá-los pelos sinais, propostas de curas e bem estar terreno. Note, jamais um falso profeta se valerá do Sermão do Monte (Mateus 5) e ensinará aos seus fieis as bem aventuranças; jamais pregará Cristo crucificado; jamais pregará que temos algo melhor na glória celestial.

Pr. Aldenir Araújo

27 de agosto de 2012

O dom da Satisfação
O dom da SatisfaçãoTexto: Eclesiastes 3:1-15
Introdução
A. Satisfação é algo que todos desejam, mas poucos realmente alcançam.
B. Dois pontos de vista de satisfação:
1. Humano: "Estou satisfeito quando as coisas estão indo bem e quando eu consigo o que eu quero"
2. Bíblico: "Estou satisfeito quando eu permito que Deus encha minha vida e enriqueça minha vida com sua presença"
C. A satisfação bíblica não é uma experiência natural ou fácil. Ele não ocorre a menos que nós a recebamos de Deus. (Ver Filipenses 4:12 - "o segredo de estar contente")[post_ad]D. Salomão explica alguns princípios que, ao aplicá-los em nossas vidas, nos permitem experimentar a satisfação; o presente de Deus...

1. A satisfação ocorre quando contamos com a soberania de Deus (v. 1-8).

A. Soberania de Deus = Deus é a fonte de toda a criação e todas as coisas vêm dele e depende dele, Deus é tudo e sobre todos.
1. A soberania de Deus significa que Deus está no controle; não nós.
B. A satisfação não chegará até nós permitimos que Deus tenha o controle completo de nossas vidas.
C. Os sete pares nos versos 2-8 são polos opostos, o par que abre e fecha a seção (nascer/ morrer/ guerra / paz) são eventos que o homem não tem controle.
D. Se a satisfação está baseada sobre o que podemos controlar, só estaremos satisfeitos quando tivermos o controle. No entanto, nós vamos perder a satisfação quando nos deparamos com situações que estão além do nosso controle (muitas e variadas).
E. A satisfação que Deus dá é baseada em seu controle... a sua soberania.
F. Nossa tarefa: Ceder o controle de nossas vidas a Deus e permitir-lhe estar no comando de nossas vidas

2. A satisfação ocorre quando descansamos na providência de Deus (v. 9-11a).

A. Versículo 11: "Ele fez tudo formoso [adequado; apropriado] em seu tempo”.
B. A providência de Deus: ele controla a adequabilidade dos acontecimentos em nossas vidas
1. Providencia: cuidado fiel e eficaz e orientação de Deus em tudo o que ele fez para o fim que ele escolheu
C. A providência de Deus significa que Deus vai cuidar de seu povo, mesmo em circunstâncias perturbadoras e difíceis.
D. A satisfação ocorre quando acreditamos que, não importa o que aconteça, Deus vai cuidar de nós e nos guiar pela vida.
E. A satisfação humana é baseada em circunstâncias; a satisfação bíblica é baseada na natureza de Deus.

3. A satisfação ocorre quando buscamos significado eterno (v. 11b).

A. "Pôs a eternidade no coração dos homens" = desejo de fazer algo que tem um impacto eterno (um tema de Eclesiastes)
B. A satisfação ocorre quando entregamos nossas vidas a um propósito.
C. A única coisa que faz a diferença? O Evangelho
D. Mateus 6:19-21

4. A satisfação ocorre quando nós confiamos no plano de Deus (v. 11c).

A. Os planos que fazemos muitas vezes são diferentes dos planos de Deus = Isaías 55:8-9
B. Às vezes o plano de Deus não faz sentido para nós. Quando isso ocorre, temos duas opções:
1. Ignorar, evitar, ou rebelar-se contra o plano de Deus [nenhuma satisfação], ou...
2. Confiar no plano de Deus [satisfação]
C. As pessoas na Escritura que apreciaram o dom da satisfação confiaram no plano de Deus, mesmo que isso não fazia nenhum sentido (ou seja, Noé, Moisés, Davi, Gideão; Jó; Maria / José; Jesus).

5. A satisfação ocorre quando nos unimos à obra de Deus (v. 14-15).

A. A obra de Deus: a redenção
B. A obra de Deus é diferente de todos os outros tipos de trabalho...
1. A obra de Deus é eterna (v. 14)
2. A obra de Deus é perfeita (v. 14b)
3. A obra de Deus é constante (v. 15)
C. Nossa tarefa é simplesmente unir-se a Deus em sua obra

Pr. Aldenir Araújo

24 de agosto de 2012

Vida Plena em Jesus
Vida plenaTexto: Provérbios 1:1-7
Introdução: Salomão declarou que havia escrito seus provérbios para que as pessoas soubessem como viver.
Precisamos saber como viver a vida em sua plenitude.
Como podemos viver a vida em sua plenitude?
Observe as formas de encontrar a vida em sua plenitude.

I. Devemos estar dispostos a admitir nossa necessidade de sabedoria.

A. Salomão usou vários termos para descrever a sabedoria que o seu povo precisava.
B. Há uma arrogância quase idólatra em nosso mundo hoje.[post_ad]C. Temos que reconhecer que precisamos de verdadeira sabedoria para esta vida ser significativa.

II. Nós temos que ter um coração ensinável.

A. Salomão descreveu a pessoa sábia em termos concretos.
1. As pessoas sábias sabem ouvir e aprender.
2. As pessoas sábias sabem quando pedir ajuda.
B. Se quisermos ser sábios, é preciso ser humilde.
C. O orgulho humano tem destruído muitas vidas: está na hora de aprender a aprender.

III. Devemos ter reverência ao Senhor.

A. A verdadeira sabedoria não vem de um livro, Salomão declarou.
B. Como é que nós achamos que superamos a Deus?
C. Se queremos a verdadeira sabedoria - se quisermos que a vida seja mais do que a mera existência - temos de recapturar um espírito de reverência em nossas vidas.
1. Como é que é possível recuperar o nosso "medo do dia Senhor?”.
2. Se você quiser uma fórmula fácil, eu sinto muito, eu não conheço nenhum "programa de doze passos" para o "temor do Senhor".

Pr. Aldenir Araújo 

23 de agosto de 2012

A confiança do Amor
A confiança do AmorTexto: I João 4:16-19
Introdução: João escreveu a um grupo de crentes; dizendo lhes que eles poderiam encontrar confiança em uma relação de amor com Deus.
Nós não temos que viver paralisados pelo medo!
Como podemos superar o medo?
Nosso texto revela vários segredos para conquistar o nosso medo.

I. Nós podemos conquistar nossos medos, conhecendo o amor de Deus.

A. João lembrou aos seus leitores que eles já conheciam o amor de Deus.
C. Para todos aqueles que querem ouvir, a questão do amor de Deus foi resolvido, de uma vez por todas.[post_ad]D. Quando nossos corações estão cheios de medo, vamos nos lembrar do amor eterno de Deus em Cristo.

II. Nós podemos conquistar nossos medos confiando no amor de Deus.

A. João lembrou aos seus leitores que eles poderiam contar com o amor de Deus.
B. O amor humano pode ser tão fugaz.
C. Não importa quantas vezes o amor nos falhou neste mundo, o amor de Deus não falhará - ele não vai virar as costas para seus filhos.
D. Sempre que o medo nos assaltar, lembremos-nos que o amor de Deus pode ser confiável.

III. Nós podemos conquistar nossos medos, vivendo o amor de Deus.

A. João escreveu que o amor de Deus para com os seres humanos; constrange-nos a amar uns aos outros.
C. Amor uns aos outros é a prova do nosso amor por Deus.
D. Sempre que somos confrontados pelo medo, vamos comprometer a amar uns aos outros mais profundamente do que nunca.

Conclusão: “... o perfeito amor lança fora todo medo...”.

Pr. Aldenir Araújo

22 de agosto de 2012

A vitória é nossa
A vitória é nossaTexto: I João 5:4-5
Introdução: Vamos ser realistas. Há momentos na vida que parece que a derrota, não a vitória, é iminente. Nós lutamos e lutamos, e parece que não conseguimos chegar à frente da dor. Às vezes a dor é tão poderosa, podemos pensar que nunca vamos nos recuperar. Então, como podemos ter certeza de que a vitória é real para as nossas vidas? Quando eu digo que nós podemos agradecer a Deus pela vitória, como você pode ter certeza que eu sei o que estou falando?

Bem, no nosso texto, João escreveu que a batalha sobre o mundo poderia ser vencida. Deus fez possível a vitória, vamos olhar para o texto e descobrir as verdades que nos mostram que podemos verdadeiramente dizer: "A vitória é nossa!”.[post_ad]É verdade que,

I. O mundo lançou uma batalha contra o povo de Deus.

A. João usou a palavra "mundo", em um sentido muito técnico aqui.
1. Ele não se referiu ao "planeta Terra"
2. Ele não se referia simplesmente a massa da humanidade que Deus amou o suficiente para enviar seu Filho.
3. Aqui, o mundo representa tudo o que se opõe a Deus, um sistema de vida que luta contra a vontade e os propósitos de Deus.
B. E esse mundo tenta influenciar o povo de Deus de tal forma que perdem sua identidade.
C. Ataques projetados para roubar nossa fé parecem nos atingir todos os dias.
D. Sentença de Transição: Sim, o mundo tem nos envolvido em uma batalha tremenda, mas não precisamos desistir, porque também é verdade que. . .

II. Através da fé podemos ter a vitória nessa batalha.

A. Vamos ser muito claro o que queremos dizer com fé.
1. Eu não estou falando sobre "fé na fé", um tipo de pensamento, desejo positivo.
2. Mas a fé que traz a vitória é a fé que se baseia em Jesus, o Filho de Deus.
B. Por causa do que Cristo fez, a vitória oferecida é real.
1. Cristo nos oferece uma defesa contra as infecções deste mundo.
2. Cristo nos oferece força para resistir aos ataques do mundo. Cristo nos oferece a esperança indestrutível da vitória final sobre este mundo.
C. À medida que nós colocamos a nossa confiança nele, a vitória pode ser real para nós.
1. O preço de nossa vitória já foi pago.
2. Agora, temos de receber o dom - caminhar na graça que nos foi dada.
3. Nós podemos ser mais do que vencedores em Cristo!

Conclusão: Hoje, você pode estar enfrentando um milhão de provas. Saiba que você pode ter vitória em meio à luta. Confie no dom que Deus deu em Cristo. Lance-se em seus braços. E dê-lhe "Obrigado pela vitória!”.

Pr. Aldenir Araújo

21 de agosto de 2012

O Oleiro Bendito
O Oleiro BenditoTexto: Jeremias 18:1-6
Introdução: Várias observações de Jeremias:

1. O oleiro tem um propósito.

A. O propósito de Deus na criação é amar você! Efésios 1:4-5 Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em caridade; E nos predestinou para filhos de adopção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o benefício da sua vontade”.
B. Você foi criado para ter um relacionamento pessoal com Deus e desfrutar de toda a Sua criação! Gênesis 1:27-28 E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou. E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra”[post_ad]a. “... que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos" 1 Timóteo 6:17b
b. Jesus disse: "eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância" João 10:10
C. Deus nunca muda. Seu propósito original para nossas vidas; exige paciência.
D. É difícil desfrutar de um vaso "arruinado" pelo pecado.
E. Deus pode refazer um vaso estragado.

2. O oleiro tem uma casa.

A. A casa do oleiro é a "igreja".
B. É em sua casa que ele faz sua maior obra. "Deus está sempre trabalhando"
C. Na Bíblia não existe cristão que não vão à igreja! Hebreus 10:19-27 19 Tendo pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus, 20 Pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne, 21 E tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus, 22 Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé; tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa, 23 Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu.
24 E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos à caridade e às boas obras: 25 Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia.
26 Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, 27 Mas uma certa expectação horrível do juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários.”

3. O oleiro tem um povo.

A. Eu tenho um problema; barro: Meu barro tem uma vontade livre.
B. A coisa mais inteligente que o barro pode fazer é submeter-se mão do Oleiro.
C. O desejo de Deus é fazer-me Santo não... Feliz.
D. Eu devo optar por ficar na roda, a fim de cumprir o propósito do oleiro mestre.
E. Eu devo suportar o processo de se tornar o produto!
F. Eu posso parecer nada, mas barro, mas para o oleiro é perfeito!
G. Na roda eu nunca estou fora de contato com a mão do Mestre.

Conclusão: Não subestime o que Deus pode fazer na sua vida, se você se render.
Não minimize o custo de um coração duro.
Coloque sua vida nas mãos do Oleiro Mestre.

Pr. Aldenir Araújo
Agora somos filhos de Deus
Agora somos filhos de DeusTexto: I João 3:1-3
Introdução: Um antigo filósofo grego disse uma vez "Homem, conhece-te a ti mesmo" Isso pode ser mais fácil de dizer do que fazer. Quantos de nós realmente conhecemos quem somos? Quantos estão dispostos a olhar profundamente para dentro de si mesmos? Mesmo entre os cristãos, nós realmente entendemos quem somos? Será que vivemos como devemos?
Em nosso texto, João queria que seu povo conhecesse a sua verdadeira identidade. João declarou que os crentes eram filhos de Deus. Se nós queremos que nossas vidas tenha significado, precisamos conhecer a nós mesmos. Amigos, precisamos entender quem somos em Cristo. Exatamente quem somos nós em Cristo?[post_ad]Considere as seguintes verdades sobre a nossa identidade no Senhor.

1. Somos destinatários de uma relação atual.

A. João estava encantado com o pensamento de amor do Pai.
B. "O amor do Pai é tão sobrenatural, tão estranho a este mundo, que João fica maravilhado”.
C. A razão do amor de Deus é trazer as pessoas para a família de Deus.
D. Nós precisamos ser libertos de uma mentalidade que diz que somos inúteis: Nós somos filhos do Rei!

2. Somos herdeiros de uma promessa futura.

A. João compreendeu que a experiência cristã presente estava incompleta.
B. Há um "ainda não" no aspecto de nossas vidas, como filhos de Deus.
D. Quando a vida parece sem esperança, precisamos lembrar o que um dia será.

3. Somos detentores de uma chamada em andamento.

A. João escreveu que a esperança de futuro dos filhos de Deus deve levá-los a viver uma vida santa. V. 3
B. Ilustração: Bom Samaritano.
C. A vida cristã nunca foi concebida para ser uma fuga da responsabilidade.
D. Nós precisamos viver como realmente somos; filhos de Deus.

Pr. Aldenir Araújo 

17 de agosto de 2012

Pregando Com Poder
Pregando com poderTexto: Colossenses 1:25-29
Introdução: Abraham Lincoln disse uma vez: "Eu gosto de assistir a um pregador que parece que está lutando contra um enxame de abelhas enquanto prega."
Existe vários estilos de pregação, alguns emocionante, alguns muito poderosos. No entanto, é triste, mas é verdade, muitos são chatos.
Um cara descreveu alguns pregadores como sendo, "mais secos do que suco de cream cracker”.
Vejamos o grande tema de nossa pregação.

I. Jesus é o tema

A. "A quem nós pregamos". V.28[post_ad]De todos os grandes homens de todos os tempos, não importa qual a sua contribuição para o mundo, não importa quantos livros foram escritos por eles ou sobre eles, nenhum deles influenciou o mundo como Jesus. A influência deles dura apenas um pequeno espaço de tempo; a influência de Jesus abrange o passado, presente e o futuro.
B. Jesus teve duas naturezas, a divina e a humana e as colocou juntas. Por quê? Era necessário que Ele fosse ambos; Deus e homem para realizar a obra que Ele se propôs a realizar. Como Deus, Ele preenche todos os requisitos da divindade, como homem se colocou em nosso lugar, Ele experimentou todas as nossas necessidades. Ele assumiu a nossa natureza pecaminosa, mas Ele não conheceu pecado.

II. Jesus operou no ofício de profeta, sacerdote e rei.

A. Em Mateus 16, Jesus foi descrito como um dos profetas. Como um profeta Ele testemunhou da verdade de Deus.
B. Como sacerdote, Ele se ofereceu como sacrifício na cruz do Calvário como propiciação pelos nossos pecados.
C. Como Rei, Ele destruiu o nosso adversário, o diabo. Ele pede agora a nossa submissão ao Seu governo sobre nossas vidas.

III. Pregue-o como o único salvador.

A. Olha a frase "todo homem", repetida por três vezes no versículo 28. Temos: Admoestação, Instrução e apresentação.
a. (Admoestação) "advertindo a todo homem" A pregação deve advertir!
O pecador está em grave perigo, o seu coração está endurecido, e ele não pode ver o perigo que está correndo. Nossa pregação deve despertá-lo, deve despertar sua preocupação por sua alma.
b. (Instrução) "ensinando a todo homem" Nossa pregação não deve apenas despertar o pecador, mas também instruí-los. O pecador não tem a necessidade de alguém para dizer que ele está perdido, ele precisa ser informado que alguém está procurando por ele. Ele precisa ser convencido de que Jesus não é apenas um caminho para a salvação, Ele é o único caminho.
c. (Apresentação) "Apresentemos todo homem perfeito em Cristo Jesus"
Pregar o evangelho como um espelho no qual modelamos nosso caráter.
Nossa missão como um pregador do evangelho não é para que as pessoas se sintam bem consigo mesmos, não é para distrair ou acalmá-los, mas é para fortalecer o santo na batalha contra satanás, para suprir o santo com o mais sagrados dos motivos para o serviço, e a promover o progresso espiritual, a fim de "apresentar todo homem perfeito em Cristo Jesus”.

Conclusão: Termino dizendo a cada pregador que diz que não tem assunto para pregar, desde que Jesus está vivo, enquanto Ele reina, nunca vai ficar sem material para pregar. Se nós apenas pregarmos que Jesus, nasceu, viveu, morreu e ressuscitou; nós temos um efetivo e inesgotável tema para pregar. Esta é a maior noticia que este mundo já ouviu. Vamos anunciar o Evangelho!

Pr. Aldenir Araújo

13 de agosto de 2012

Jesus: Sua primeira aparição
Jesus sua primeira apariçãoTexto: Gálatas 4:4-7
Introdução: Qual foi o significado do nascimento de Jesus? Deus reconciliou o mundo consigo mesmo.
I. Análise da passagem bíblica
A. "Na plenitude dos tempos". Assim como Deus deu ao povo de Israel os Dez Mandamentos no momento perfeito, Ele enviou Cristo ao mundo em um momento crítico na história.
1. Anos antes, Alexandre o Grande conquistou o mundo conhecido e instituiu o grego como língua oficial. Os judeus, em seguida, traduziram o Antigo Testamento para o grego, para que todas as pessoas pudessem aprender sobre Deus.
2. Na época de Cristo, os romanos controlavam o mundo e construíram estradas excelentes, o que facilitou a propagação do evangelho após a morte e ressurreição de Jesus.[post_ad]3. Maria e José tiveram que viajar a Belém por causa do decreto de Herodes que todos tinham que viajar de volta para a terra de seus antepassados. Isto permitiu que Jesus nascesse em Belém (Miquéias 5:2).
4. Como não encontravam um lugar para descansar, eles tinham que ficar com os animais. Deus queria que Jesus fosse capaz de se relacionar com "o menor destes"
5. Deus planejou uma estrela brilhar intensamente quando Jesus nasceu. Os homens sábios viram a estrela e viajaram para ver o novo rei.
B. "Deus enviou o Seu Filho"
1. Jesus não apenas afirmou ser o Filho de Deus; Seus milagres também confirmam sua divindade.
2. Jesus "nasceu de Maria," não de Maria e José. Ele nasceu de uma virgem e não tinha uma natureza pecaminosa.
3. Como homem, Ele poderia se identificar com a nossa fraqueza humana.
4. Ele não tinha pecado, para que Ele pudesse morrer pelos nossos pecados.
C. "nascido sob a lei de forma a fim de remir os que estavam sob a lei"
1. Jesus foi obrigado a obedecer a lei de Moisés, incluindo os Dez Mandamentos.
2. Porque Cristo obedeceu perfeitamente a lei, ele poderia tomar o nosso lugar na cruz.
3. "Fazer melhor" não vai leva-lo ao céu. Você deve nascer de novo, aceitando o filho que morreu para redimi-lo.
D. "que recebêssemos a adoção de filhos" Quando você se tornou um crente, você foi enxertado na família de Deus. Como uma criança adotada, você tem...
1. Um nome e posição.
2. Irmãos e irmãs (a igreja).
3. Uma relação pessoal com o Pai celestial (1 João 3:1-2).
4. Garantia de que suas orações são ouvidas, uma garantia que os não crentes não têm (Efésios 2:1-3).
5. A presença do Espírito Santo.
6. Disciplina de Deus quando você se desviar da Sua vontade.

Conclusão: Por que Jesus veio à terra? Sua missão é salvar-nos da penalidade do pecado. Se você ainda não é um crente em Jesus, receba-o como seu Salvador pessoal e se torne um membro da família de Deus.

Pr. Aldenir Araújo

11 de agosto de 2012

Eu Vos Escrevi Pais
Eu vos escrevi pais
Tema: Dia dos pais
Texto: I João 2:13-14I. Eu vos escrevi pais...
A. Há duas formas de olhar para estes versos.
B. Representa diferentes grupos dentro da igreja.
1. Os anciãos que tinham visto Cristo e Seus seguidores desde o início
2. Aqueles que haviam sido salvos por um tempo e eram discípulos, fundamentados na fé.
3. Aqueles que eram crianças no Senhor, recentemente vindo a Cristo.
C. O papel de liderança dos homens na igreja e no lar.
1. Os mais velhos; homens mais experientes especialmente, pais.
2. Os jovens em sua prima apenas começando na vida[post_ad]3. As crianças que um dia iria crescer até serem os homens na igreja
D. Porque hoje é o dia dos Pais, eu quero focar o aspecto final das palavras de João.
E. Estas palavras foram inspiradas pelo Espírito Santo, enviado pelo Pai Celestial, com amor. Deus está falando aos pais de hoje, lembrando-nos da nossa responsabilidade dada por Deus para ser o líder da casa.

II. Pais - líderes designados por Deus

A. Os pais foram os destinatários porque eles eram os líderes na igreja e em casa.
B. Sempre foi desígnio de Deus que os homens, os pais sejam líderes.
1. Não ditadores, tiranos, abrasivos, prepotentes governando com uma vara de ferro.
2. Gentil, amoroso, carinhoso.
C. A palavra "Pai" - vem da palavra grega "Pater", que tem três significados.
1. nutre ou provedor, 2 - protetor, 3 - sustentador.
D. Estamos diante de um dilema na nossa sociedade - o papel que Deus determinou está sendo negligenciado pelos homens
E. Muitos dos problemas que vemos hoje é resultado de os homens não assumirem sua posição de liderança piedosa
1. 25 milhões de crianças (36,3%) não vivem com seus pais.
2. 40% das crianças em lares sem pai não tem visto seu pai, em pelo menos 1 ano. Enquanto 50% das crianças que vivem sem seus pais nunca puseram os pés na casa de seu pai.
3. 63% de suicídios de jovens são de famílias sem pai
4. 85% das crianças que apresentam distúrbios de comportamento são de lares sem pai
5. 80% dos estupradores são de lares sem pai
6. 71% dos casos de abandono do ensino médio são de lares sem pai
7. 75% de todos os pacientes adolescentes em centros de dependência química são de lares sem pai
8. 70% dos jovens em instituições vêm de lares sem pai
9. 85% dos jovens presos são de lares sem pai
10. 70% de gravidez na adolescência são de lares sem pai
F. Vamos dar uma olhada no projeto de Deus para a paternidade e eu quero que todos os pais perguntem a si mesmo "Como eu estou medindo as minhas responsabilidades dadas por Deus?”.

III. Pais devem ser provedores

A. É a principal responsabilidade do homem, ser o provedor de sua família.
1. Mesmo eu que sou um ministro e um pastor, a minha primeira vocação é a minha família.
B. Deus criou o homem primeiro e deu-lhe domínio sobre a terra
C. Quando Deus amaldiçoou Adão pelo seu pecado, Ele reforçou a responsabilidade.
1. Genesis 3:19 No suor do teu rosto, comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado, porquanto és pó e em pó te tornarás”
D. Se um homem não consegue sustentar sua família, ele falhou com Deus da pior maneira.
1. I Timóteo 5:8 Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel”
E. Nossa sociedade está contaminada com famílias sem pai, famílias sem os homens que prove o sustento dos seus. Os meninos que querem provar sua masculinidade, mas não querem as responsabilidades que vão junto com ela.
1. Mães solteiras estão trabalhando em 2 ou 3 postos de trabalho para sustentar seus filhos enquanto as crianças estão entregues a si próprios
2. Os avós estão criando seus netos porque os filhos estão tendo bebês que não podem cuidar

IV. Pais devem ser protetores

A. Até recentemente proteger a família era a responsabilidade primária dos homens.
B. Hoje temos os militares as forças de defesa nacional e a polícia para a proteção civil. As mulheres têm um papel cada vez mais em tudo isso.
C. O maior perigo para as nossas famílias não é carne e sangue, mas as forças espirituais das trevas e do mal.
1. Muitas pessoas pensam que um inimigo invisível é um inimigo irreal, um que não represente ameaça.
D. É o poder do inimigo trabalhando através de pessoas; por isso temos que proteger nossas famílias.
1. Efésios 2:2 “... o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência”.
E. Muitos pais não levam a sério esta questão e deixam de proteger seus filhos de más influências. Eles não lutam para o enriquecimento espiritual da família.

V. Pais devem ser defensores.

A. Defensores; significa manter meios para defender alguma coisa, manter um padrão, cumprir as regras.
B. A nossa sociedade está gravemente carente de pais que defendem, aplicam e honram os valores bíblicos.
C. Nossa sociedade está muito carente de pais que amam a disciplina, que incutem nos seus filhos o respeito pelas leis da terra, outras pessoas e a si mesmos.
D. Nossa nação está carente de pais que ensinam seus filhos a orar, ensina-lhes os princípios da Palavra de Deus e levam seus filhos à igreja ao invés de enviá-los à igreja.
E. Nossa nação está cheia de crianças correndo pelas ruas, se envolvendo em violência de gangues e experiências com drogas, álcool e sexo, porque ou o pai não está lá ou pai não se importa.
F. Meninos estão crescendo sem saber como serem homens, porque eles não têm nenhum exemplo a ser seguido.
1. 88% dos motoristas embriagados são homens.
2. 83% de pessoas presas por crimes graves são homens.
3. 85% de todos os assassinatos são cometidos por homens.
4. Um homem tem 25 vezes mais probabilidade de acabar em prisão.
5. Homens são mais propensos a ter úlceras, e de morrer de câncer, pneumonia, doença hepática, acidentes vasculares cerebrais, o endurecimento das artérias e insuficiência cardíaca.
6. 75% de todos os suicídios são homens.

Conclusão
A. Onde estão os homens? Onde estão os pais?
B. Graças a Deus pelos homens estão fazendo as coisas certas, que estão fazendo o seu melhor para cumprir o maior chamado de Deus sobre sua vida, que estão oferecendo, proteção e defesa.
C. Que Deus abençoe os pais que são e condene aqueles que não são.
D. Para os pais que fizeram o seu melhor e os seus filhos escolheram o caminho errado, entregue seus filhos nas mãos do Pai Celestial.
E. O mais importante é lembrar pais, vamos dar conta a Deus pelo trabalho que fazemos.

Pr. Aldenir Araújo
O fracasso de um pai
O fracasso de um pai
Tema: Dia dos pais 
Texto: II Samuel 18:33b
"Meu filho Absalão, meu filho, meu filho Absalão! Quem me dera que eu morrera por ti, Absalão, meu filho, meu filho!"
Pergunta: Por que Davi perdeu seu filho Absalão?

I. Em primeiro lugar, observe a esfera do fracasso de Davi.

1. Não como um guerreiro - 1 Samuel 17:32 e 45 (Golias)
2. Não como um filho adotivo - 1 Samuel 24:9-11 (Saul na caverna)
3. Não como um rei - II Samuel 8:15 e 19,9-11[post_ad]4. Davi falhou como um pai 

II. Observe a razão para o fracasso de Davi.

1. Ele mudou a sua responsabilidade paterna:
a. Ele era um rei muito ocupado para ver o problema de Amom. II Samuel 13:1-2 (O amor é soletrado: Tempo)
b. Ele não conseguiu punir Amnom. II Samuel 13:21
c. Ele não conseguiu ver o ódio de Absalão e fazer a paz entre seus filhos. - Mais uma vez ele estava ocupado para ir a qualquer lugar com seus filhos. I Samuel 13:24-25
d. Davi não conseguiu perdoar seu filho completamente. II Samuel 14:24 e 28 - Não é assim que Deus havia ensinado Davi.
2. Ele não conseguiu passar sua própria fé para seu filho: a. Este é o mais triste de todos! Não é assim Davi tinha aprendido com seu pai Jessé.
3. Ele enganou seu filho por suas ações:
a. Absalão tinha cerca de 16 anos, quando Davi teve o seu caso com Bate-Seba! Na verdade Absalão realizou o julgamento de Deus 47 anos mais tarde. (Absalão 63 - Davi 83) – II Samuel 12:11 e 16:22

III. Observe o resultado do fracasso de Davi.

1. Ele teve de deixar o seu trono para poupar a cidade. II Samuel 15:6 e 14
a. Quantos servos de Deus foram deixados de lado por causa do pecado sexual?
2. Ele suportou vergonha e repreensão de seus inimigos. veja II Samuel 16:5-11 3. Acima de tudo Davi perdeu seu filho. a. As falhas dos nossos filhos são nossos fracassos. Os sucessos dos nossos filhos são nossos sucessos.
4. A desesperança do eco do choro de Davi é o fato de que não haveria segunda chance. a. Conselheiros dizem que alguns pais também perderam suas filhas por estarem ausente. As filhas, então:
i. Tem uma necessidade de afeto
ii. Elas se sentem rejeitadas - também se interessaram por homens mais velhos
iii. Elas têm um problema com a aparência
iv. Elas têm dificuldade de se relacionar com Deus, o Pai.
b. Observe que Deus não: i. Retira o seu amor
ii. Nunca disciplinas com ira (I Coríntios 13:5)
iii. Nunca força a nossa vontade
c. Observe o que Deus faz: i. Estabelece limites
ii. Adverte-nos (Gálatas 6:7)
iii. Procura-nos para o nosso benefício
iv. Está disposto a nos perdoar quando voltamos

Conclusão: Há algo na vida que vale a pena perder os seus filhos, Jesus e Sua obra? Davi perdeu Absalão entre a idade de 16 e 23 anos. Você vai prometer a Deus hoje cuidar dos seus filhos, não importa o quê aconteça? Você primeiro deve se entregar ao Senhor Jesus Cristo, para que através dele você possa ser o pai que Deus quer que você seja?

Leia também: Pai: Há um homem em sua casa?

Pr. Aldenir Araújo

10 de agosto de 2012

Pai: Tem um homem em sua casa?
Pai: Há um homem em sua casa?
Tema: Dia dos pais
Texto: I Samuel 16:7 (Dia dos pais)
Introdução: Deus não vê os homens como o mundo vê.
A. A ideia do mundo de um homem de verdade.
1. Atraente
2. Forte
3. Rico
4. Poderoso, etc...
B. O homem Deus pode ser qualquer ou todas estas coisas, mas ele é muito mais!
C. A visão do mundo de um verdadeiro homem é covarde, covarde, covarde![post_ad]Vamos tentar responder à pergunta: Pai tem um homem em sua casa?, tentando definir o que um verdadeiro homem é aos olhos de Deus...

I. Ele é antes de tudo um homem cristão.

A. "Ao Senhor teu Deus..." (Mateus 4:10)
B. "Dai a César... e a Deus..." (Mateus 22:21)
C. Jesus é o ÚNICO caminho para Deus! (João 14:6)
D. O homem que rejeita. (João 3:36)

II. Ele não é apenas um cristão, mas ele está em contato com Deus. Isaias 66:1-2

A. Palavra, oração, comunhão!
B. Cristão através de e através! (Nem todos os cristãos estão em contato com Deus!).

III. Ele é um discípulo de Cristo.

A. A ordem para fazer discípulos. (Mateus 28) [seguidor, aprendiz].
B. Significa que ele aceita negar a si mesmo para seguir. (Mateus 16:24)
C. Significa produzir frutos. (João 15:8)
D. Jesus disse que Seus seguidores andam na luz. (João 8:12)

IV. Ele é um homem amoroso. [versos apenas sexo] (Mateus 22:37-40)

A. Atitude!
B. Deus, Família, Humanidade!
C. Aqueles que odeiam estão andando na escuridão! (I João 2:11)

V. Ele é um homem que aceita a responsabilidade.

A. Líder em sua casa. (Gênesis 3:16, Efésios 5:23, I Timóteo 3:4)
B. Ele entende e aceita a responsabilidade de sua família.
C. Ele aceita o seu dever de viver uma vida piedosa para os outros seguirem!

VI. Há um homem na sua casa?

A. Onde estas características são encontradas um homem de verdade é encontrado!
B. Se essas características não são encontradas o homem de verdade não é encontrado!

Pr. Aldenir Araújo
Como vencer o desânimo
Como vencer o desânimoTexto: Jeremias 20:7-12
Introdução: Na sociedade que vivemos que é de mais de sete bilhões de pessoas, todos nós seres humanos passamos por circunstâncias difíceis; e desanimamos.
1. Ninguém pode dizer que jamais adoeceu, por que todos nós já adoecemos pelo menos uma vez.
2. Ninguém pode dizer que jamais se entristeceu, por que todos nós já nos entristecemos mais de uma vez.
3. Ninguém pode dizer jamais desanimei, porque todos nós alguma vez nos sentimos desanimados.
Todos nós passamos por dificuldades; no aspecto econômico, aspecto de saúde e nos desanimamos.
Assim também, na área espiritual passamos circunstancias que são difíceis, que nos desanimam.[post_ad]Toda pessoa pode vencer o desânimo.

Neste texto de Jeremias 20:7-12 encontramos o segredo para vencer o desanimo.

I. Toda pessoa pode vencer o desanimo, não escutando o que outros dizem negativamente. V. 10.

A. Murmuração do grego (Gonguzo) murmúrio, murmurar, dizer algo em tom baixo. Falar entre os dentes, manifestar queixa ou desgosto por alguma coisa.
B. Jeremias 20:10 “Porque ouvi a murmuração de muitos”, esta expressão de Jeremias reflete a razão, o motivo que o levou a um estado de desanimo profundo.
C. Ilustração: a Bíblia apresenta exemplos de pessoas que não deram ouvidos ao que outros falaram de forma negativa contra eles (Davi - Golias; Bartimeu o cego, Ana mãe de Samuel, etc.).
D. Aplicação: Você e eu devemos aprender desta expressão do profeta, que nos ajuda a não dar ouvidos o que os outros falam negativamente de nós.

II. Toda pessoa pode vencer o desanimo, não esquecendo de quem o chamou. V. 9.

A. Chamar do grego (Epikaleo, Klesis) significa ser chamado pelo nome, escolhido.
B. Jeremias 20:9 “Quando pensei: não me lembrarei dele e já não falarei no seu nome...”.
1. Esta é uma magnífica expressão da luta em que se debatia a alma do profeta: por um lado, o desejo de abandonar um ministério que só lhe produzia sofrimentos; e por outro, a impossibilidade de resistir a uma compulsão interior muito mais forte que ele.
C. Ilustração: Amós: 3:8; I Coríntios 9:16. “Pois se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar; pois sobre mim pesa essa obrigação; porque aí de mim se não pregar o evangelho!”; (Moisés, Ministros, famílias, etc.).
D. Aplicação: Nós nunca devemos nos esquecer de quem nos chamou; de quem teve misericórdia de nós quando não éramos nada e nem ninguém.

III. Toda pessoa pode superar o desanimo, reconhecendo que Deus sempre lhe dará vitória. V.11.

A. Vitoria do grego. (Niké, Nikao) Conquistar, superioridade, vantagem ou triunfo que se consegue contra o oponente em uma disputa.
B. Exemplo: Jeremias 20:11 “Mas o Senhor está comigo como um poderoso guerreiro; por isso, tropeçarão os meus perseguidores e não prevalecerão; serão sobremodo envergonhados; e, porque não se houveram sabiamente, sofrerão afronta perpetua, que jamais se esquecerá”
C. Ilustração: Na Bíblia há exemplos de pessoas que conquistaram a vitória colocando toda sua confiança em Deus. Ex. Moisés, Elias, Davi, Samuel, Paulo.
D. Aplicação: Da mesma maneira, você e eu devemos colocar toda nossa confiança na obra poderosa de Cristo na Cruz do Calvário; na cruz ele obteve por nós uma vitória total.

Conclusão: Ao concluir este sermão quero mais uma vez enfatizar que toda pessoa pode superar o desanimo; não dando atenção ao que os demais digam negativamente, não se esquecendo de quem nos chamou e reconhecendo que aquele que nos chamou sempre nos dará a vitória sobre qualquer problema.
Portanto, devemos superar o desanimo como os grandes homens de Deus que também desanimaram, mas que confiaram em Deus; receberam novas forças e assim seguiram adiante lhe servindo.

Querido irmão, este é o momento de sair desse estado no qual você se encontra, somente creia, confie em Deus e Ele lhe dará vitória total.

Pr. Aldenir Araújo

6 de agosto de 2012

Autoexame: Ceia do Senhor
Autoexame: Ceia do Senhor
Tema: Santa Ceia do Senhor

Texto: I Coríntios 11:28

Introdução: É importante celebrarmos a Ceia do Senhor corretamente. Os irmãos de Corinto não estavam celebrando a ceia do Senhor corretamente e sua reunião estava fazendo mais mal do que bem. V. 17.

Eles haviam ligado a Ceia do Senhor a uma festa de amor. Era um momento de doce comunhão e partilha. Cada família trazia comida e os ricos partilhavam com os pobres. Do alimento provido, o pão e o vinho para a Ceia do Senhor era fornecido.

Tudo isso funcionou muito bem até que o pecado começou a exercer sua influência e algumas coisas muito desagradáveis ​​aconteceram.

Aqueles que tinham mais comida começaram a desprezar e negligenciar os pobres. A congregação foi dividida em grupinhos e cada um só comia com aqueles que estavam "em" com eles. Alguns passavam fome e outros ficavam bêbados.

O apóstolo Paulo diz que, nestas circunstâncias, seria impossível adequadamente observar a Ceia do Senhor e que seria melhor nem tentar. Ele convida-os a examinar a si mesmos para que eles pudessem participar de maneira correta.

Nós podemos não estar pecando da mesma forma que eles pecaram, mas continua sendo um bom conselho examinar a nós mesmos e não necessariamente apenas na mesa do Senhor.

Algumas reflexões sobre o autoexame:

I. Por que devemos examinar a nós mesmos?

A. Por que examinar a si mesmo em tudo?
1. Afinal, não é mais fácil julgar alguém?
2. Porque nós não podemos ajudar a nós mesmos, a menos que estejamos cientes dos problemas que enfrentamos.
3. Porque Deus nos julgará e Ele conhece até mesmo os nossos corações.
4. Não podemos julgar o coração de ninguém. Conhecemos apenas o nosso.

B. A Escritura diz que Deus irá julgar-nos se não limparmos nossas próprias vidas.
1. Os cristãos de Corinto estavam doentes e fracos por causa de seu abuso. I Coríntios 11:30-32
2. Deus usou meios drásticos para lidar com eles, mas era para seu próprio bem. Disciplina.
3. Deus deu-nos da mesa do Senhor como um meio de levar nossas vidas de acordo com a Sua vontade.

C. Por que examinar a nós mesmos à mesa do Senhor?
1. Não excluir alguns como algumas religiões ensinam. “... e, assim, coma”.
2. Aqui vemos uma demonstração do grande amor de Deus. Devemos nos perguntar se estamos vivendo uma vida digna do Calvário.
3. Além disso, podemos tomar consciência de algo de bom em nós, bem como ruim. Alguma habilidade ou oportunidade.

II. O que estamos procurando no autoexame? Vamos focar no positivo. O que a cruz nos ensina?

A. A disposição de sacrificar-se pelos outros:
1. Os irmãos de Corinto se fizeram indignos por causa do egoísmo.
2. Se nós egoisticamente recusamos a ajudar os outros, como podemos ajudar os desconcertados na Mesa do Senhor?
3. Se não queremos levar as cargas uns dos outros, como podemos contemplar o portador do pecado?

B. Um senso de reverência e devoção a Cristo, que exclui as reivindicações do mundo sobre nós.
1. Vir à mesa com outras coisas em nossas mentes é indigno.
2. Se preocupado com coisas mundanas, como podemos discernir Seu corpo?
3. Somente Cristo, como pensamento deve ocupar as nossas mentes.

C. Um espírito de amor e unidade.
1. Não deve haver raiva ou ódio em nossos corações.
2. Não podemos amar verdadeiramente a Deus e odiar o próximo.
3. Ao pensar no amor visto no Calvário, podemos deixar de amar os outros?

III. O que devemos fazer se o nosso autoexame revela deficiências?

A. Confessarmos os nossos pecados a Cristo:
1. Novamente, é mais fácil confessar os pecados dos outros.
2. Mas, ninguém conhece os nossos pecados como nós conhecemos. Ninguém é tão qualificado para confessá-los e não estamos qualificados para confessar os pecados dos outros.
3. Nós não podemos manter os nossos pecados em segredo diante de Deus.
4. Um médico pode curar o corpo apenas se formos a ele e dizer-lhe que estamos doentes. Jesus é o médico da alma.

B. Arrepender e pedir perdão:
1. Arrependimento não é apenas sentir pena, mas mudar o seu comportamento.
2. O pecado pode ser divertido por um tempo, mas é perigoso.
3. O arrependimento é como uma cirurgia. Dói, mas é necessário.
4. Não adianta pedir perdão se não estamos dispostos a arrepender-se.

C. Tenha a certeza, Deus vai perdoar se o arrependimento for sincero.
1. Ele fez essa promessa. I João 1:8, 9

Conclusão: O autoexame é uma parte muito importante da vida cristã. É mais necessário do que um exame físico anual. Não é apenas para os domingos na mesa do Senhor. É uma necessidade diária para o nosso bem estar espiritual. "Examine-se, pois, o homem a si mesmo...”.

Veja também: 

4 de agosto de 2012

Enfrentando o Impossível
Enfrentando o impossívelTexto: Êxodo 14:9-14

Introdução: Quais são as situações impossíveis que você está enfrentando hoje? Eu tenho uma boa notícia para você meu amigo: Você não precisa entrar em pânico! Você não tem que desistir! Você não tem que fechar os olhos para ignorar o problema e fingir que eles não existem!

Vamos ler o nosso texto de hoje. Êxodo 14:9-14
9 E os egípcios perseguiram-nos, todos os cavalos e carros de Faraó, e os seus cavaleiros, e o seu exército e alcançaram-nos acampados junto ao mar, perto de Pi-Hairote, diante de Baal-Zefom. 10 E, chegando Faraó, os filhos de Israel levantaram seus olhos, e eis que os egípcios vinham atrás deles, e temeram muito; então, os filhos de Israel clamaram ao SENHOR. 11 E disseram a Moisés: Não havia sepulcros no Egito, para nos tirares de lá, para que morramos neste deserto? Por que nos fizeste isto, que nos tens tirado do Egito? 12 Não é esta a palavra que te temos falado no Egito, dizendo: Deixa-nos, que sirvamos aos egípcios? Pois que melhor nos fora servir aos egípcios do que morrermos no deserto. 13 Moisés, porém, disse ao povo: Não temais; estai quietos e vede o livramento do SENHOR, que hoje vos fará; porque aos egípcios, que hoje vistes, nunca mais vereis para sempre. 14 O SENHOR pelejará por vós, e vos calareis.

Na leitura do texto, encontramos o povo de Deus enfrentando uma situação impossível. Em sua volta estão os inimigos marchando para levá-los. À sua esquerda e direita estão torre de rochas e deserto quando em sua frente o Mar Vermelho. Eles estão literalmente cercados por grandes problemas e eles têm pouco tempo para pensar e encontrar a solução para sua fuga.

Especialista em gestão de risco pode dar algumas sugestões:

1. Levante a bandeira da rendição antes que o inimigo possa matar todos
2. Tenha chances, rapidamente mobilizando o povo para lutar contra o inimigo.
3. Atrasar a sua captura, escondendo-se nas rochas ou correndo no deserto.

No entanto, Deus através de Seu profeta Moisés deu a solução tríplice e é completamente diferente do ponto de vista humano. Moisés fala a palavra de Deus ao povo:

Êxodo 14:13-14 - 13 Moisés, porém, disse ao povo: Não temais; estai quietos e vede o livramento do SENHOR, que hoje vos fará; porque aos egípcios, que hoje vistes, nunca mais vereis para sempre. 14 O SENHOR pelejará por vós, e vos calareis.

A tríplice fórmula de Deus para enfrentar o impossível:

I. Não tenha medo - (Não há necessidade de render-se)
II. Fique parado - (Não há necessidade de lutar)
III. Veja a salvação do Senhor (Não há necessidade de esconder)

Nós todos sabemos que não é uma coisa fácil relaxar em face do perigo; não parece prático não fazer nada em tempo de aflição ou esperar que algo bom aconteça quando tudo o que você pode ver é escuridão em toda parte.

Meu amigo,
1. Você não pode superar o seu medo, a menos que você leve o problema a Deus em oração.
2. Você não pode ficar parado e manter sua paz a menos que você aprenda a confiar plenamente no poder de Deus.
3. Você não consegue visualizar a salvação do Senhor a menos que você mergulhe em louvor e adoração.

Estas são as 3 coisas importantes: o segredo para que você possa fazer o que Moisés ordenou ao povo de Deus. Sim, você precisa dessas três importantes armas para vencer o impossível.
• Oração
• Poder de Deus
• Louvor e adoração

Quando a situação impossível atingiu o povo de Deus, o profeta de Deus revelou as coisas específicas para fazer.
I. Não entrem em pânico, mas leve o problema a Deus em oração ("Não tenha medo").
II. Não resolva o problema por si mesmo, mas confia no poder de Deus. (“Ficai parados”)
III. Não se queixe, mas visualize a vitória através do louvor e adoração. ("Vede a salvação do Senhor")

Orar, confiar no poder de Deus, Louvar e adorá-Lo. Estas são coisas simples de fazer. Mas estas coisas são provadas funcionar para resolver as situações mais complicadas na vida?
Para responder a esta pergunta, vamos colocar essas três armas em uma verdadeira prova de fogo para a vida. Vamos usar o perigo nacional que Israel enfrentou durante o reinado de Josafá.

O perigo nacional: II Crônicas 20:1-2

1 E sucedeu que, depois disso, os filhos de Moabe, e os filhos de Amom, e, com eles, alguns outros dos amonitas vieram à peleja contra Josafá. 2 Então, vieram alguns que deram aviso a Josafá, dizendo: Vem contra ti uma grande multidão dalém do mar e da Síria; e eis que já estão em Hazazom-Tamar, que é En-Gedi.

No texto que ora lemos, encontramos mais uma vez Israel em perigo nacional. Eles estão realmente enfrentando três grupos diferentes de pessoas: os moabitas, os amonitas e os meunitas. Aqui vamos ver se a arma Trina que mencionamos acima vai funcionar com eles.

Enfrentando o impossível: eles usaram a arma da oração: II Crônicas 20: 3-6;12-13

3 Então, Josafá temeu e pôs-se a buscar o SENHOR; e apregoou jejum em todo o Judá. 4 E Judá se ajuntou, para pedir socorro ao SENHOR; também de todas as cidades de Judá vieram para buscarem o SENHOR.
5 E pôs-se Josafá em pé na congregação de Judá e de Jerusalém, na Casa do SENHOR, diante do pátio novo. 6 E disse: Ah! SENHOR, Deus de nossos pais, porventura, não és tu Deus nos céus? Pois tu és dominador sobre todos os reinos das gentes, e na tua mão há força e poder, e não há quem te possa resistir.
12 Ah! Deus nosso, porventura, não os julgarás? Porque em nós não há força perante esta grande multidão que vem contra nós, e não sabemos nós o que faremos; porém os nossos olhos estão postos em ti. 13 E todo o Judá estava em pé perante o SENHOR, como também as suas crianças, as suas mulheres e os seus filhos.

Enfrentando o impossível: eles ficaram parados e confiaram no poder de Deus. II Crônicas 20:14-17

14 Então, veio o Espírito do SENHOR, no meio da congregação, sobre Jaaziel, filho de Zacarias, filho de Benaías, filho de Jeiel, filho de Matanias, levita, dos filhos de Asafe, 15 e Jaaziel disse: Dai ouvidos todo o Judá, e vós, moradores de Jerusalém, e tu, ó rei Josafá. Assim o SENHOR vos diz: Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão, pois a peleja não é vossa, senão de Deus. 16 Amanhã, descereis contra eles; eis que sobem pela ladeira de Ziz, e os achareis no fim do vale, diante do deserto de Jeruel. 17 Nesta peleja, não tereis de pelejar; parai, estai em pé e vede a salvação do SENHOR para convosco, ó Judá e Jerusalém; não temais, nem vos assusteis; amanhã, saí-lhes ao encontro, porque o SENHOR será convosco.

Enfrentando o impossível: eles louvaram e adoraram a Deus. II Crônicas 20:18-21

18 Então, Josafá se prostrou com o rosto em terra; e todo o Judá e os moradores de Jerusalém se lançaram perante o SENHOR, adorando o SENHOR. 19 E levantaram-se os levitas, dos filhos dos coatitas e dos filhos dos coraítas, para louvarem o SENHOR, Deus de Israel, com voz muito alta. 20 E, pela manhã cedo, se levantaram e saíram ao deserto de Tecoa; e, saindo eles, pôs-se em pé Josafá e disse: Ouvi-me, ó Judá e vós, moradores de Jerusalém: Crede no SENHOR, vosso Deus, e estareis seguros; crede nos seus profetas e prosperareis. 21 E aconselhou-se com o povo e ordenou cantores para o SENHOR, que louvassem a majestade santa, saindo diante dos armados e dizendo: Louvai o SENHOR, porque a sua benignidade dura para sempre.

O vale de bênção: o resultado da oração, do poder de Deus e o louvor. II Crônicas 20:22-27

22 E, ao tempo em que começaram com júbilo e louvor, o SENHOR pôs emboscadas contra os filhos de Amom e de Moabe e os das montanhas de Seir, que vieram contra Judá e foram desbaratados. 23 Porque os filhos de Amom e de Moabe se levantaram contra os moradores das montanhas de Seir, para os destruir e exterminar; e, acabando eles com os moradores de Seir, ajudaram uns aos outros a destruir-se. 24 Entretanto, chegou Judá à atalaia do deserto; e olharam para a multidão, e eis que eram corpos mortos, que jaziam em terra, e nenhum escapou. 25 E vieram Josafá e o seu povo para saquear os despojos e acharam neles fazenda e cadáveres em abundância, como também objectos preciosos; e tomaram para si tanto, que não podiam levar mais; três dias saquearam o despojo, porque era muito. 26 E, ao quarto dia, se ajuntaram no vale de Beraca, porque ali louvaram o SENHOR; por isso, chamaram àquele lugar vale de Beraca, até ao dia de hoje. 27 Então, voltaram todos os homens de Judá e de Jerusalém, e Josafá, à frente deles, para irem a Jerusalém com alegria, porque o SENHOR os alegrara acerca dos seus inimigos.

Você pode usar as armas que Deus nos deu para enfrentar o impossível. Oração! Fé no poder de Deus! Louvor e adoração!

Conclusão: Da próxima vez que enfrentar o impossível, você sabe o que fazer:
I. Não entre em pânico, mas leve o problema a Deus em oração ("Não tenha medo").
I.I. Não resolva o problema por si mesmo, mas confia no poder de Deus. (“Ficai parados”)
III. Não se queixe, mas visualize a vitória através do louvor e adoração. ("Vede a salvação do Senhor")

Deus nos deu a garantia da sua palavra:
Jeremias 32:27 "Eis que eu sou o SENHOR, o Deus de toda a carne. Acaso, seria qualquer coisa maravilhosa demais para mim?”
Lucas 18:27 "...As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a Deus"
Lucas 1:37 "Porque para Deus nada é impossível"

1 de agosto de 2012

Refletindo sobre a fidelidade de Deus
Refletindo sobre a fidelidade de DeusTexto: Lamentações 3:23-24
Introdução: Os princípios eternos de Deus nunca mudam: quando seguimos Seus mandamentos, somos abençoados. Vamos examinar as maneiras como Deus é fiel; vamos refletir sobre a fidelidade de Deus.
I. Deus é fiel.
A. Para responder quando desejamos a salvação (Romanos 10:13; João 3:16).
1. Ex. Minha esposa foi salva aos 9 anos.
B. Para suprir as nossas necessidades (Provérbios 3:5-6).
1. Ex. Não tinha dinheiro para o seminário. Deus usou pessoas para ajudar.[post_ad]C. Para nos dar direção. Deus falou a Moisés, Josué, Davi e Daniel, e Ele é o Deus que nunca muda. Se ouvir e obedecer, Ele vai fazer coisas interessantes em e através de nós.
D. Para equipar-nos com o Seu Espírito.
E. Para controlar todas as circunstâncias de nossas vidas (Salmo 103:19).
1. Quanto mais difícil o caminho, mais claro Deus fará sua direção.
F. Para nos disciplinar (Josué 1:6-8).
1. Deus pode disciplinar-nos de uma maneira que dói, ou pode simplesmente parar de trabalhar através de nós.
2. Ex. Não se desviar para a direita ou para a esquerda da sua vontade, mas andar bem no centro, não importa o que os outros estão fazendo.
3. Quando somos obedientes, Deus cuida das consequências.

Conclusão: Tudo ao nosso redor tem o potencial de mudar. Mas Deus é sempre o mesmo. Ele é uma rocha inabalável e uma firme fundação na qual podemos confiar plenamente.

Pr. Aldenir Araújo