O pecado da preguiçaTexto: Provérbios 6:6-11

Introdução:

1. Observe apenas uma das muitas advertências da Bíblia contra a preguiça - Provérbios 6:6-11.

I. Características de um preguiçoso

A. Em sua relação com sigo mesmo.
1. Adora dormir.
a. "Como a porta se revolve nos seus gonzos, assim o preguiçoso, na sua cama" (Provérbios 26:14).
b. "O que tendo eu visto, o considerei; e, vendo-o, recebi instrução. Um pouco de sono, adormecendo um pouco, encruzando as mãos outro pouco, para estar deitado, assim sobrevirá a tua pobreza como um ladrão, e a tua necessidade, como um homem armado" (Provérbios 24:32-34).
2. Arruma desculpas para sua incapacidade para o trabalho.
a. Frio demais - "O preguiçoso não lavrará por causa do frio; pelo que mendigará na sega e nada receberá” (Provérbios 20:4).
b. Muito perigoso - "Diz o preguiçoso: Um leão está lá fora; serei morto no meio das ruas" (Provérbios 22:13).
c. Muito nada - "Quem observa o vento nunca semeará, e o que olha para as nuvens nunca segará" (Eclesiastes 11:4).
3. Falha ao concluir uma tarefa.
a. "O preguiçoso não assará a sua caça, mas o bem precioso do homem é ser diligente" (Provérbios 12:27).
4. Constantemente frustrado.
a. "O desejo do preguiçoso o mata, porque as suas mãos recusam-se a trabalhar. Todo dia avidamente cobiça, mas o justo dá e nada retém" (Provérbios 21:25-26).

B. Em seu relacionamento com os outros.
1. Fala sobre o que ele vai fazer.
a. "Em todo trabalho há proveito, mas a palavra dos lábios só encaminha para a pobreza" (Provérbios 14:23).
2. Sempre cheio de conselhos.
a. "Mais sábio é o preguiçoso a seus próprios olhos do que sete homens que bem respondem" (Provérbios 26:16).

II. Consequências de ser um preguiçoso.

A. Física / consequências materiais.
1. Causas da pobreza
a. "O que lavra a sua terra se fartará de pão, mas o que segue os ociosos é falto de entendimento" (Provérbios 12:11).
b. "Passei pelo campo do preguiçoso e junto à vinha do homem falto de entendimento; E eis que tudo era cultivado ao longo de espinhos, e urtigas tinha coberto o rosto da mesma, e o seu muro de pedra estava derribado. Então vi, e considerei; e, vendo-o recebi instrução. Um pouco de sono, um pouco adormecendo, encruzando as mãos outro pouco para estar deitado, assim sobrevirá a tua pobreza como um ladrão, e a tua necessidade, como um homem armado" (Provérbios 24:30-34).
2. Acarreta perda de independência
a. "A mão dos diligentes dominará, mas os negligentes serão tributários” (Provérbios 12:24).
3. Dificuldades com o empregador.
a. "Como vinagre para os dentes, como fumaça para os olhos, assim é o preguiçoso para aqueles que o mandam" (Provérbios 10:26).

B. Consequências espirituais.
1. Rouba-nos de nossas almas. Assim como uma construção física requer manutenção, o mesmo acontece com a alma de uma pessoa.
a. "e vós também, pondo nisto mesmo toda a diligência, acrescentai a vossa fé a virtude, e a virtude, a ciência, e a ciência, a temperança, e a temperança, a paciência e à paciência, a piedade, e à piedade, o amor fraternal, e ao amor fraternal a caridade. Porque, se em vós houver e aumentarem estas coisas, não vos deixarão ociosos nem estéreis no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo. Pois aquele em quem não há estas coisas é cego, nada vendo ao longe, havendo-se esquecido da purificação dos seus antigos pecados. Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis" (II Pedro 1:5-10).
2. A nossa preguiça impede outros de ouvir o evangelho.
a. "E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: Todo o poder é dado a mim no céu e na terra. Portanto, ide e ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém!”  (Mateus 28:18-20).

Conclusão:

1. Alguém disse: "A aspiração nos aponta para a própria meta, mas é a transpiração que nos leva lá”.