A preeminência da pregação no plano de Deus

A preeminência da pregação no plano de Deus
Deus usava poderosamente a pregação de Jesus, dos apóstolos e dos pregadores cristãos mais tarde. O Apóstolo Paulo testifica, "...aprouve a Deus salvar pela loucura da pregação os que creem. Pois, enquanto os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria, nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos, mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus" (1 Coríntios 1:21b-24).

Segundo Paulo, os judeus queriam muitos sinais milagrosos e os gentios (os de língua grega naquele momento) queriam discutir filosofia, mas o plano de Deus era diferente. Aprouve a Deus salvar aqueles que creem por que o mundo considerava como "loucura", a "loucura da pregação", a pregação de Cristo crucificado, Cristo o Cordeiro de Deus, o único Salvador.

Hoje, há muitos que dizem: "O mundo não vai crer a menos que vejam sinais miraculosos". Outros acreditam que o mundo sofisticado somente ouve quando ouvem elegantes argumentos filosóficos. Mas o plano de Deus ainda é o mesmo, Ele nos ordena a pregar Cristo crucificado. E aqueles que são salvos são aqueles que creem em Cristo através da "loucura da pregação". Para todos os que recebem a Cristo como Senhor e Salvador, Cristo torna-se para eles o poder de Deus e a sabedoria de Deus.

O que é pregação?

Muitos se emocionam quando pensam na possibilidade de se tornarem grandes pregadores. A maioria deles estão pensando possivelmente, conscientemente ou não, que vão ter alguma fama em falar com tantas pessoas. Isso nos adverte que devemos ter muito cuidado com a motivação que nos leva a ser pregadores.

No entanto, parte do problema é que essas pessoas não entendem o que significa "pregar". Pregar não significa necessariamente falar alto de um púlpito com um grande auditório. "Pregar" em seu sentido original, no Novo Testamento significa "anunciar". Muitas vezes, significa "ensinar". Não significa necessariamente que o pregador está na frente de um grande público. Alguns dos maiores sermões de Jesus foram pregados para uma pessoa. Considere o sermão de Jesus a Nicodemos e a mulher de Samaria. Há pregadores hoje, que dizem com efeito, "Dá-me o púlpito e pregarei; que os demais visitem os lares e conversem com as pessoas". Pode muito bem ser que os melhores sermões são pregados a uma pessoa na visitação em casa.

Meu objetivo é dar uma maior ênfase na pregação pública. Ainda assim, é importante compreender que os melhores pregadores, começando com o próprio Cristo pregou mais para indivíduos ou pequenos grupos do que para grandes multidões. Somente através de comunicar o evangelho a indivíduos ou pequenos grupos, o pregador pode ouvir e não apenas falar. Conversas e visitas pessoais ajuda o pregador a compreender as ideias e as necessidades dos outros. Assim, ele se prepara melhor para pregar para grupos maiores e as massas.

Para reflexão:

1. Porque hoje algumas pessoas acreditam que a pregação é inútil, ou "loucura"?
2. Compare o efeito dos sinais milagrosos com o efeito de simplesmente pregar a mensagem de Cristo.
3. Biblicamente, o que significa a palavra "pregar"?
4. Quais as vantagens de pregar regularmente para indivíduos ou pequenos grupos?

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

A preeminência da pregação no plano de Deus Reviewed by Aldenir Araujo on segunda-feira, agosto 29, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.