Roboão: Mau Conselho e Más Escolhas

Roboão: Mau Conselho e Más Escolhas
Texto: 2 Crônicas 10:1-19; Salmo 1
Introdução: Roboão, único filho mencionado de Salomão, teve a oportunidade de continuar a dinastia de Davi seu avô e Salomão seu pai, com as mesmas bênçãos que eles desfrutaram. Em vez disso, ele procurou o mal conselho e perdeu as bênçãos que poderia ter se tivesse ouvido os conselhos sábios. Ele sofreu muito por suas más escolhas ... O reino que seu avô e seu pai conheciam estava dividido e ele começou a reinar em Judá.

I. O conselho que Roboão recebeu (vv. 1-11)

Os anciãos disseram a Roboão "Se te fizeres benigno para com este povo, e lhes agradares, e lhes falares boas palavras, então eles serão teus servos para sempre" Para aqueles de vocês que estão querendo aumentar a suas habilidades de liderança este é, certamente, um conselho muito bom. Mesmo como pastores, devemos perceber o valor de ser gentil com o nosso povo.[post_ad]A bondade é muitas vezes um ingrediente que falta em nossas casas, em nossos postos de trabalho, e até mesmo em nossos púlpitos. Agradar a alguém não é necessariamente um sinal de fraqueza. Não é nem mesmo um sinal de compromisso. Com a verdadeira liderança acontecendo, deve haver um esforço deliberado para agradar aqueles que estão nos seguindo com o espírito de ser um servo.
 
A palavra; servo é usada em 1 Reis 12 para descrever a maneira que o líder deve conduzir para inspirar servidão em seus seguidores. O maior servo de todos foi o Senhor Jesus Cristo... Então, o conselho de "falar boas palavras para eles" também é um bom conselho. Muitas vezes deixamos de usar boas palavras ou palavras mais adequadas ao comunicar instruções e durante o exercício da liderança.
A. O sábio conselho recusado (vv. 1-9)
O sábio conselho foi recusado. Isto pode ter acontecido devido ao orgulho ou até mesmo insegurança por parte de Roboão. Duas razões vêm à minha mente por que isso pode ter acontecido. Ele era o filho de Salomão. Ele pode ter pensado orgulhosamente que por ser o filho de Salomão dava-lhe o direito de exercer um controle forte e a liderança de uma forma mais intensa e maior do que seu pai exerceu. Ou, porque ele era o filho de Salomão, ele pode ter se sentido intimidado ao andar na sombra de seu pai, apesar de seu pai já ter falecido. Tão sábio como Salomão foi, ele não deu um bom exemplo para sua família.

Ele teve mais de 700 esposas e também muitas concubinas. Ele, obviamente, não podia dar tempo de qualidade para os seus filhos, se era apenas uma ou mais de uma centena. Como Roboão não recebeu um bom conselho de seu pai, ou porque ele recusou o conselho que encontramos no Livro de Provérbios, que seu pai tinha escrito, ele agora busca o mau conselho de alguém e não tem o caráter para receber o bom conselho que lhe foi dado pelos anciãos.
 
Observe o que Provérbios 1: 2-6 nos ensina: “Para se conhecer a sabedoria e a instrução; para se entenderem as palavras de inteligência; para se instruir em sábio procedimento, em retidão, justiça e equidade; para se dar aos simples prudência, e aos jovens conhecimento e bom siso. Ouça também, o sábio e cresça em ciência, e o entendido adquira habilidade, para entender provérbios e parábolas, as palavras dos sábios, e seus enigmas”.
B. O mau conselho recebido (Vv.10-11)
Ele foi instruído pelos jovens conselheiros: “E os jovens que haviam crescido com ele responderam-lhe Assim dirás a este povo, que te falou, dizendo: Teu pai fez pesado nosso jugo, mas tu o alivia de sobre nós; assim lhe falarás: o meu dedo mínimo é mais grosso do que os lombos de meu pai. Assim que, se meu pai vos carregou dum jugo pesado, eu ainda aumentarei o vosso jugo; meu pai vos castigou com açoites; eu, porém, vos castigarei com escorpiões”.
 
Por razões já expostas, Roboão acatou o conselho dos jovens. Esta não é uma acusação contra todos os jovens, mas é um alerta de que pode haver momentos em que a gravidade de uma situação implicará aos mais experiente e mais maduro oferecer conselhos. Esta não é uma lei necessária, mas é um princípio forte.

II. A escolha terrível que Roboão fez (vv. 12-15)

A escolha feita por ele foi uma escolha horrível porque ele foi mal aconselhado e foi muito imprudente por parte das pessoas que serviam em seu reino. Um líder forte não tem que forçar a sua liderança. Um cavalo ou uma mula teimosa lhe ensina isso. Esta é a razão para o velho ditado que diz: "Você pode levar um cavalo à água, mas você não pode fazê-lo beber". O professor disse ao menino na escola para ficar sentado. Ele relutantemente fez. O menino ao fazê-lo disse ao professor: "Eu posso estar sentado do lado de fora, mas eu estou em pé no interior".
 
As pessoas estavam dispostas a servir Roboão para sempre se ele tivesse seguido o conselho dos anciãos. Infelizmente, ele não o fez e seu coração frio calculista, insensível não tinha compaixão pelas pessoas que ele liderava.
Jesus foi tocado pelo sentimento de nossas fraquezas e nos amou com esse espírito e guia-nos com esse espírito.
A. Foi uma escolha muito insensível (vv. 12-14)
Usar escorpiões como chicotes para bater nos servos demonstra o quão insensível ou duro Roboão realmente era. Este tipo de dureza encontrada em líderes não demonstra uma liderança de qualidade.
Eu conheço pastores que tentam pastor suas igrejas com essa mentalidade. Eles e suas igrejas estão fadadas ao fracasso. Muitas vezes, Deus permite o pastor passar por experiências de vida muito difíceis antes que ele possa ternamente liderar seu povo.
B. Foi uma escolha que teve consequências terríveis (V. 15; cf. 16-19)
O Salmo primeiro diz-nos das consequências de receber maus conselhos: “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores; antes tem seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e noite. Pois será como a árvore plantada junto às correntes de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cuja folha não cai; e tudo quanto fizer prosperará. Não são assim os ímpios, mas são semelhantes à moinha que o vento espalha. Pelo que os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos; porque o Senhor conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios conduz à ruína”.

III. As consequências que Roboão enfrentou (vv. 16-19)

Assim como Roboão enfrentou terríveis consequências, o mesmo acontece aqueles que rejeitam o conselho de Deus. É muito perigoso desprezar o conselho de Deus. Isso significa que cada um "comerá do fruto da sua própria escolha".
 
Ouça a prova disso em Provérbios 1:30-33. “...não quiseram o meu conselho e desprezaram toda a minha repreensão; portanto comerão do fruto do seu caminho e se fartarão dos seus próprios conselhos. Porque o desvio dos néscios os matará, e a prosperidade dos loucos os destruirá. Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará tranquilo, sem receio do mal”.
Roboão enfrentou a rebelião de seu reino e isso poderia ter sido evitado se tivesse ouvido os sábios conselhos. (V.19)
A. Ele não pôde desfrutar de seu reinado (vv. 16-19)
Como ele poderia apreciar o seu reinado com seus súditos em rebelião? Quando Deus permite que você receba um conselho bom e piedoso, como encontrado em Sua Palavra, por favor, receba-o. Um dos principais propósitos da pregação é entregar um bom conselho. Deus usa o pregador, seus pais, e sua devoção pessoal com a Palavra de Deus para alcançar este objetivo.
B. Ele não pôde escapar da rebelião (V. 19)
Haverá consequências concretas que não podem ser evitadas quando se recebe e segue mau conselhos. Devemos ouvir com muito cuidado o conselho que vem de Deus e também dos verdadeiros servos de Deus. Como o primeiro Salmo diz, não devemos apenas ouvir a Palavra de Deus, mas devemos meditar sobre ela. A lei do Senhor é o conselho que Provérbios fala e para meditar sobre ela e ao ser por ela estabelecido traz uma felicidade divina.
 
Conclusão: Talvez você está aqui hoje e você reconhece que você tem procurado o conselho errado. Um dos piores conselheiros é a televisão. Se você escutá-la e assisti-la sem restrições você está sendo programado por seus maus e perversos conselhos.
 
As mensagens e os conselhos que a televisão tem para oferecer são muito degradantes e anti-Deus. Nossa última eleição, mostra quão perversa nossa nação se tornou. Parece que temos alguém na presidência que não abraçar os valores da Palavra de Deus.
As universidades seculares dos nossos dias não abraçam o conselho da Palavra de Deus e isso se expressa na filosofia dos seus diplomados. Esforcemo-nos para o conselho bom e piedoso.
 
Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Roboão: Mau Conselho e Más Escolhas Reviewed by Aldenir Araujo on quinta-feira, março 19, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.