A fé de Abraão - Parte 12

A fé de Abraão - Parte 12Texto: Gênesis 21:22-34
Introdução: Ao longo das últimas semanas observamos a primeira parte deste capítulo e vimos uma ilustração dos altos e baixos da caminhada do crente com Deus.

Consideramos Abraão no topo do monte com o nascimento de Isaque, e vimo-lo no vale de conflitos em casa. Todos nós gostaríamos de ficar no alto dos montes e evitar os vales, mas isso não é realista. A verdade que deve sustentar a nós é que Deus é o mesmo, não importa qual a nossa circunstância!
[post_ad]
Esta noite vamos observar um indivíduo com o nome de Abimeleque, rei de Gerar. No capítulo vinte ele descobriu da maneira mais difícil, que o Deus de Abraão era muito poderoso e protegeria Abraão. Agora que Abraão está habitando na área de Berseba, ele recebe a visita de Abimeleque.

I. O apelo de Abimeleque. V. 22-23

A. O plano de fundo do seu apelo.
1. Quando Deus falou previamente com Abimeleque, em sonhos, Ele lhe disse várias coisas sobre Abraão. (Gênesis 20:7) “agora, pois, restitui a mulher a seu marido, porque ele é profeta, e intercederá por ti, e viverás; se, porém, não lha restituíres, sabe que certamente morrerás, tu e tudo o que é teu”.
a. Ele lhe tinha dito que Abraão era um profeta.
b. Também que ele iria orar por ele e que ele viveria.
c. Ele, então, lhe disse das consequências da desobediência: "... Sabe tu que tu certamente morrerás, tu e tudo o que é teu”.
2. A passagem implica que Deus havia ferido a saúde de Abimeleque... ele estava precisando de oração!
3. As escolhas de Abimeleque eram simples: ele poderia escolher desobedecer a Deus e morrer ou ele poderia obedecer a Deus e viver.
4. Isso soa como um “acéfalo”, mas muitas pessoas hoje estão optando por seguir seu próprio caminho e rejeitar a Palavra de Deus. ( Provérbios 14:12 ) “Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz à morte”.
5. Abimeleque acreditou na mensagem de Deus e fez o que Deus lhe tinha instruído a fazer.
6. O resultado? (Gênesis 20:17) “Orou Abraão a Deus, e Deus sarou Abimeleque, e a sua mulher e as suas servas; de maneira que tiveram filhos”.
B. A base para seu apelo.
1. Abimeleque era mais poderoso do que Abraão em força militar.
2. Mas, ele temia Abraão, por causa do Deus de Abraão.
3. Ele pede a Abraão para lidar com ele e seus filhos na honestidade e com bondade.
4. Ele lembra a Abraão que ele havia tratado gentilmente com ele... mas...
5. Lembre-se de que ele não tratou Abraão com bondade pela bondade de seu coração, mas por medo, porque Deus disse que ele era um homem morto se não lhe obedecesse!

II. O penhor de Abimeleque. V. 24-31

A. A reprovação de Abraão.
1. Abraão concordou com os pedidos de Abimeleque, mas não sem limpar o ar.
2. Abraão tinha cavado previamente um poço na área, o que era uma posse valiosa em uma terra tão seca e árida.
3. Os servos de Abimeleque haviam tomado o poço pela força e Abraão tinha recuado do confronto.
4. Uma vez que Abimeleque queria ser tratado com bondade e honestidade, aqui está uma maneira de começar.
5. Abimeleque nega qualquer conhecimento prévio deste incidente.
B. A aliança de Abraão.
1. Abraão deu-lhe ovelhas e vacas como uma demonstração de amizade.
2. Isto é exatamente o que Abimeleque tinha feito por ele anteriormente. (Gênesis 20:14) “Então tomou Abimeleque ovelhas e bois, e servos e servas, e os deu a Abraão; e lhe restituiu Sara, sua mulher”.
3. Eles se comprometeram juntos em como eles iam tratar uns aos outros no futuro.
4. Em seguida, ele colocou a parte sete cordeiras além do presente anterior.
5. Abimeleque questionou o propósito destes cordeiros adicionais e Abraão explica seu significado.
6. A aceitação de Abimeleque indicou que ele estava reconhecendo o fato de que o poço pertencia a Abraão.
7. Eles chamaram o lugar Berseba, que significa "poço do juramento”.

III. A despedida de Abimeleque. V. 32-34

A. Abimeleque e seu assessor militar voltaram para a terra dos filisteus.
1. Eles haviam conseguido seus objetivos.
2. Eles tinham uma aliança com Abraão que iria protegê-los de quaisquer possíveis ataques futuros.
3. Eles renderam um poço que não era deles, e receberam presentes de Abraão também.
B. Abraão adorou o Senhor em Berseba.
1. Ele plantou um bosque como um memorial para o que tinha acontecido lá.
a. A palavra "bosque" muitas vezes é usada para descrever um grupo de ídolos, mas aqui se refere a uma árvore.
b. Por que uma árvore? Estaria ali por um longo tempo, como seria com Abraão e seus descendentes.
2. Abraão adora o Deus eterno.
a. Isto indica que Abraão sabia que o que aconteceu foi obra de Deus.
b. Abimeleque fez o impensável, ele veio a Abraão a pedido de proteção.
c. Isso é contrário à forma como ele trataria qualquer outro indivíduo ou nação... como ele tinha mostrado anteriormente, tomando o poço pela força... ele não tinha reconhecido o direito de Abraão de até mesmo estar na terra.
d. Agora ele está chegando com “chapéu na mão” e pedindo a bênção de Abraão.
3. Abraão vive na terra muitos dias.
a. Não nos é dito quanto tempo, mas foram dias de paz.
b. Durante esse tempo, Isaque iria crescer e se tornar um homem jovem.
c. E Deus estava preparando Abraão para, sem dúvida, a maior prova de sua vida de fé.

IV. A Aplicação para nós

A. Os eventos anteriores deste capítulo não tem relação com o que aconteceu com Abimeleque.
1. Deus ordenou a Abraão para fazer o que era necessário com Agar e Ismael.
2. Abraão obedeceu ao Senhor... ainda que não foi fácil para ele fazê-lo.
3. Deus abençoa nossa obediência! (Provérbios 16:7) “Quando os caminhos do homem agradam ao Senhor, faz que até os seus inimigos tenham paz com ele”.
B. Aqui, novamente, é um lembrete da influência da nossa vida sobre aqueles que nos rodeiam.
1. Estamos no mundo, mas não somos do mundo.
2. Deus espera que possamos impactar aqueles que nos rodeiam. (Mateus 5:16) “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus”.
C. Também somos lembrados de que não precisamos temer o homem, quando Deus é a nossa força.
1. Quando Abraão conheceu Abimeleque temia o que ele poderia fazer.
2. Mas Deus lhe ensinou e nos ensina uma lição importante. (Salmos 4:5) “Oferecei sacrifícios de justiça, e confiai no Senhor”.
(Salmos 27:1) “O Senhor é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é a força da minha vida; de quem me recearei?”

Conclusão: Onde estamos em nossa caminhada de fé? No monte ou no vale. Será que estamos vendo a vitória ou estamos no meio do conflito. De qualquer maneira, temos de colocar a nossa confiança... a nossa fé ... no Senhor. Que tipo de relação com aqueles que nos rodeiam nós temos? Como é o nosso testemunho? Ouça o que Abimeleque tinha a dizer: (Gênesis 21:22) “Naquele mesmo tempo Abimeleque, com Ficol, o chefe do seu exército, falou a Abraão, dizendo: Deus é contigo em tudo o que fazes”

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

A fé de Abraão - Parte 12 Reviewed by Aldenir Araujo on domingo, agosto 03, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.