Quando o deserto chega

Deserto
Texto: Mateus 4:1-11

Introdução

1. Tétis (deusa da água) queria deixar seu filho Aquiles invencível por isso mergulhou-o num rio que o deixaria invulnerável, porém, quando ela o mergulhou o segurou pelo calcanhar, onde as aguas do rio não o tocaram, foi nesse ponto onde era vulnerável, que ele foi atingido por uma flecha envenenada e acabou morrendo. A partir daí, a expressão calcanhar-de-Aquiles indica um ponto franco de uma pessoa.
2. Depois de um reavivamento sentimos que estamos espiritualmente invulneráveis.
3. Todos devem passar por um deserto.
4. O Espírito levou Jesus ao deserto  

I. A primeira tentação é a de confiar em nós mesmos e não em Deus. (2-4)

1. Devemos entender que não podemos fazer nada sem Deus.
2. II Coríntios 5:17 - Portanto, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram, tudo se fez novo!
3. Somos todos pecadores.
a. Representa os desejos físicos
b. Jesus tinha a capacidade de transformar a pedra em pão.
c. Mas Jesus estava disposto a confiar em Deus.  

II. A segunda tentação é a de não confiar na palavra de Deus. (5-7)

1. A palavra de Deus deve ser confiável quando devidamente interpretada.
2. A doutrina é importante!
3. Hb 4:12 - Porque a palavra de Deus é viva e eficaz. Mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão de alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e as intenções do coração.
4. Representa poder
a. Somos tentados a seguir o “poder” em vez de Deus.  

III. A terceira tentação é acreditar que o mundo tem mais oferta do que Deus. (8-10)

1. Três vezes no evangelho de João, Jesus refere-se a Satanás como o príncipe "deste mundo" (12:31, 14:30, 16:11)
2. Glória ou fama
a. Às vezes buscamos a glória e a fama deste mundo.
b. Mesmo em posições na igreja.
 

Conclusão

1. Jesus foi tentado a ser o messias que o povo queria que ele fosse.
2. Hb 4:15 - Porque nós não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer das nossas fraquezas, mas temos alguém que foi tentado em todos os sentidos, assim como nós somos - porém, sem pecado.
3. Você não está feliz de, termos um salvador, que esteve no deserto.
4. Nós somos tentados a
a. Confiar em nós mesmos (necessidades físicas)
b. Desconfiar da palavra de Deus (o poder)
c. Confiar no mundo (glória / fama)
5. O deserto é para que possamos provar a nossa fé

Pr. Aldenir Araújo
Quando o deserto chega Reviewed by Aldenir Araujo on 3:35:00 AM Rating: 5

Nenhum comentário:

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Powered By Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *