O espírito imundo

O espírito imundo
Texto: Marcos 1:21 – 27

Introdução: Em um tranquilo dia de sábado Jesus entrou na sinagoga de Cafarnaum, para declarar a vontade do Pai. Observe que quando o Senhor faz um bom trabalho, há também o diabo que procuram resistir a ele. Em nosso texto, Jesus se depara com um homem com um espírito imundo. É um dia de graça e de salvação para este pobre homem.
 
Há várias coisas curiosas sobre este homem. Observe...

1. Sua pessoa –um homem possesso de espírito imundo”. V. 23.

Aqui está um homem habitado e controlado por um espírito imundo. Um homem com um espírito imundo é, naturalmente, um homem impuro. É perfeitamente possível, um homem ser totalmente possuído por um espírito maligno. Existe um espírito que agora opera na vida dos crentes. Efésios 2:2 – nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência;” Satanás - o deus deste mundo continua a cegar as mentes dos incrédulos. Se o espírito que trabalha no interior do homem é imundo, todo o homem se corrompe!

2. Sua localização – “no dia de sábado”. V. 21 “... na sinagoga deles.” V. 23.

Aqui está um homem profano guardando o Dia do Senhor e reverenciando a sinagoga - um diabo religioso! Os atos externos de um homem nem sempre revelam seu verdadeiro estado moral e espiritual. É possível ter uma forma de piedade que é vazia de poder espiritual. II Timóteo 3:5 – tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes”. Repare, há espíritos imundos, muito ativos no mundo religioso. I Timóteo 4:1 –Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios”.

3. Sua pergunta – “O que temos nós contigo, Jesus de Nazaré?” V. 24a.

Estes adoradores falsos não tem nada a ver com o Senhor Jesus. Este espírito maligno grita: "Que temos nós contigo?" Observe que, o homem e o espírito imundo são como um só. Nós somos um com o espírito que nos possui, seja ele o Espírito de Deus ou um espírito maligno. "Sois servos de quem vós obedeceis" (Romanos 6:16).

4. Sua confissão – Bem sei quem és: o Santo de Deus!” V. 24b.

Observe, porque ele não diz nós conhecemos você? Este diabo agora fala por si mesmo e expõe um conhecimento muito superior do que o pobre homem possuído pelo diabo. Observe as suas palavras, “... Vieste para nos destruir? Eu sei quem és..." (cf v. 24c. Marcos 5:7). Jesus não veio para destruir, mas para salvar (Lucas 9:56). Esta confissão é semelhante a de muitos espíritos imundos nas modernas pessoas religiosas. É uma confissão de boca, sem a verdadeira fé sincera. Tiago 2:19 –Crês, tu, que Deus é um só? Fazes bem. Até os demônios creem e tremem”. Lembre-se do Apóstolo Judas. João 6:70-71 –Replicou-lhes Jesus: Não vos escolhi eu em número de doze? Contudo, um de vós é diabo. Referia-se ele a Judas, filho de Simão Iscariotes; porque era quem estava para traí-lo, sendo um dos doze”.

5. Sua súplica – “Deixa-nos”. V. 24a.

Estas palavras expressam o desejo intenso de todos os espíritos imundos. Todo amante do pecado quer ser deixado em paz pelo Senhor Jesus. Eles amam e desfrutam das trevas espirituais e morais, mais do que a pura luz de Deus, desde as suas obras são más. João 3:19-20 – O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más. Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem arguidas as suas obras”. Bem, se Jesus deveria deixar o diabo que possuía o homem, e então? O homem certamente irá permanecer sob o poder incriminador de Satanás e do pecado, para ser logo lançado com Satanás e seus anjos no lago de fogo.

6. Sua opressão – Então, o espírito imundo, agitando-o violentamente e bradando em alta voz...”. V. 26.

Cuidado com o diabo e a escravidão que ele traz. Primeiro, ele grita: "Deixem-nos em paz", em seguida, traz prejuízos. Ele tem o poder de contaminar e destruir o corpo e a alma. Buscar a independência de Deus é uma das obras mais perigosas dos espíritos enganadores. Só Jesus pode parar um espírito imundo de destruir as mentes e os corpos de muitos! Quando o diabo é permitido entrar na vida das pessoas, ele vai tentar matar, roubar e destruir as suas esperanças e vidas!

7. Sua libertação – Mas Jesus o repreendeu, dizendo: Cala-te e sai desse homem”. V. 25.

Reprimiu-o e expulsou-o. O espírito imundo tem de ser repreendido, mesmo quando ele fala religiosamente, dizendo: "Tu és o Santo de Deus" (cf v.24d. Atos 16:16-18). É fácil para um espírito imundo superar o homem profano, mas a presença e o poder do Santo é suficiente para silenciá-lo e expulsá-lo. Se o poder do pecado é para ser reprimido e vencido dentro de um homem, o Senhor Jesus - o Santo de Deus - deve ser autorizado e confiado para exercer sua autoridade poderosa na alma do homem. Pois com grande autoridade Ele ordenou o espírito imundo, e ele imediatamente obedeceu. Então, o espírito imundo, agitando-o violentamente e bradando em alta voz, saiu dele”. (v.26).

Conclusão: A verdade é assustadora, só existem dois espíritos que controla um homem - Espírito Santo de Deus ou espírito imundo de Satanás. Amigo, qual o espírito está no controle sobre você? Se você não confiou em Cristo como Salvador, você é uma casa aberta para o diabo!

Pr. Aldenir Araújo

Faça uma contribuição
Seja um investidor financeiro e colaborador deste ministério. MAIS OPÇÕES

Próximo
« Anterior
Anterior
Próximo »

2 comentários

Clique aqui para comentários
22 de março de 2011 22:37 ×

A paz do amado, gostei deste sermão ....muito bom mesmo vou publicalo na integra no meu blog...achei exelente ...faz justo o sub-titulo por exelencia ...parabens...pelos sermões, Deus em Cristo Jesus te abençoe ainda mais.
att.: Pr. Misael Ferreira.

Responder
avatar
Autor
26 de março de 2011 09:39 ×

@Blog do Pr. Misael Ferreira
Graça e paz amado.
Que bom que você gostou. Agradeço de coração a sua participação prestigiando o nosso trabalho. Desejo que te vá bem em todas as coisas.

Um forte abraço.

Responder
avatar
Autor
Obrigado pelo seu comentário