Desonestidade: Desvio de caráter?

Desonestidade: Desvio de caráter? Os desafios bíblicos para uma vida de integridade.

Texto: Amós 5:18-27

Introdução: Vamos estudar os ensinos bíblicos acerca da honestidade. Ela é um requisito fundamental para o nosso bem-estar.

Ainda que o indivíduo tenha todas as condições fundamentais para a sua subsistência, como as de alimentação, de saúde, instrução, etc, se lhe faltarem os requisitos de natureza moral, espiritual, relacionados ao caráter, nada irá bem.
[post_ad]
Haverá apenas sofrimentos, desprestígio e fracassos constantes. Por isso, vamos analisar o que a Bíblia ensina sobre o nosso caráter, no que diz respeito à honestidade.

I. Deus ama os honestos

As Escrituras Sagradas são repletas de ensinos em torno da honestidade, especialmente na vida dos crentes. O pecado de Adão foi ato de dolosa desonestidade. O primeiro homem falhou, não honrando ao seu Criador e Pai, e pecou, Gênesis 3:1-7. É fato que Deus sempre fez questão de que seus servos fossem honestos, decentes, corretos; homens justos, SaImo 101:6. Abraão foi escolhido como homem bom, amigo, honesto, Gênesis 12:1-9.
O Salmo 24 descreve o cidadão do Reino de Deus: é o homem de mãos limpas, de coração puro, sem subterfúgios ocos e que sabe cumprir a palavra empenhada, v. 3, 4. São pessoas que desfrutam de intimidade com Deus: Buscam a presença do Deus de Jacó " v. 5. Judas se arruinou antes de trair seu Mestre, sendo desonesto e falso no seu trato com os outros.
O Brasil precisa de homens de caráter e honrados. Alguém já escreveu na imprensa brasileira "que a crise da Nação não é outra senão crise de caráter, a falta de mais homens de bem, decentes e honrados''. E verdade, e devemos orar ao Senhor, rogando-lhe cidadãos desse tipo para o país. E nós mesmos devemos nos empenhar em sermos esse padrão de homens que o mundo espera ver no crente. Vejamos como isso é possível.

II. A honestidade pessoal - que é?

As palavras honestidade, honesto e derivados vêm de uma raiz latina que significa "aquilo que dá lustro, brilho, adorno, honra". Que sentido tem esse termo? De modo geral, a honestidade é qualidade do caráter, e se manifesta na conduta do homem. É a prática da retidão em tudo. Daí, significa aquilo que é decoroso, honrado, digno, decente. É a maneira de portar-se com honorabilidade, justiça, com irrepreensível modo de viver.
A Bíblia faz diversos comentários sobre o significado da honestidade. O texto de Filipenses 4:8-9 é uma boa fórmula da honestidade cristã: "Tudo o que é verdadeiro, respeitável, justo. puro, amável, de boa fama, virtuoso e digno de louvor”. São oito ingredientes simples, claros, que toda a gente aprecia e louva.
Ser justo, em essência, é ser honesto. De acordo com o apóstolo Paulo, no texto de Efésios 4:24-32, isso é uma consequência da regeneração, v. 24. Todo o homem honesto anda em justiça e retidão que provém da verdade, v. 24; foge de qualquer malícia, v. 31; anda na luz, fugindo às trevas do erro, do mal, da falsidade e da hipocrisia. A honestidade pessoal é, sem dúvida, um efeito da nossa "santa vocação", pois fomos chamados por Deus a uma vida digna, mansa, humilde e boa, Efésios 4:1-2.
De acordo com os ensinos bíblicos, a honorabilidade consiste em viver de acordo com as coisas elevadas, Colossenses 3:1-2. Jesus afirmou que "são bem-aventurados os limpos de coração", Mateus 5:8. A comunhão com o Pai exige sinceridade, retidão, probidade espiritual. Probidade é a integridade de caráter, próprio do homem honrado e reto. Deus espera tais atitudes dos que o amam e afirmam ser seus servos.

III. Perigos da falta de caráter

Nos textos proféticos indicados para as leituras diárias, você pode observar alguns fatos chocantes na história de Israel. Entre eles a inexistência da honestidade, da retidão na vida e nos atos do povo e dos líderes. Veja Amós 8:4-7. São revelações terríveis. Deus teve que suscitar Amós, um pastor de ovelhas, acostumado ao serviço árduo do campo, como profeta, para despertar os que pecaram em Israel, e que agiam contra, a justiça. Vejamos as críticas que ele fez ao seu povo:
1. ". . . anelais o abatimento do necessitado, e destruís os miseráveis da terra", Amós 8:4 - Era o abuso praticado contra os que nada tinham, tornando a vida difícil e cara, oprimindo-se aos menos favorecidos. Havia gente aproveitando-se da situação para explorar os pobres, Amós 8:4-5. Tão grande era a avareza, a ganância e a vontade de fazer comércio, para obter maiores lucros, que desejavam que os dias santos e de cultos, bem como as festas religiosas e os sábados semanais, passassem depressa, pois nesses dias os negócios ficavam parados, II Reis 4:23; I Samuel 20:5, 18; Oséias 2:11.
2. ". . . diminuindo o efa, e aumentando o siclo, e procedendo dolosamente com balanças enganosas", Amós 8:5 Assim se originava a desonestidade. Nos dias de Amós já roubavam nas medidas e pesos. O efa era medida de sólidos, valendo cerca de 36 litros; e os siclos, peças de prata ou de ouro, que se trocavam por gêneros, grãos, hortaliças, etc. Também já estava em uso o sistema de balanças, fraudulentamente preparadas. Era a fraude, o engano na vida comercial. Pura desonestidade!
3. ". . . para comprarmos os pobres por dinheiro, e os necessitados por um par de sapato. E depois vendermos o refugo do trigo", Amós 8:6 - Era a opressão, o abuso da situação de necessidade dos menos favorecidos, dos pobres. Faziam-se empréstimos com juros extorsivos, e exigiam-se tremendas hipotecas, de modo que os pobres, não tendo com que pagar, então eram obrigados a entregar aquilo que haviam empenhado. Cobrava-se caríssimo até o que era mais barato no mercado: um par de sapato! Era a tirania, a falta de caridade, a desonesta transação carregada de ambições sem medida. Por outro lado, enganava-se o pobre, vendendo-se-lhe o gênero já depreciado, de má qualidade, como se fosse bom, de primeira e sadio, v. 6. Quanta gente há hoje que tem esse mesmo tipo de atitude em seus negócios.
Uma leitura de Efésios 4:24-32 revela como o apóstolo Paulo teve que reagir, no seu tempo, contra os males da improbidade, tão comuns na época e que não podiam ser admitidos na vida dos novos conversos ao Evangelho. O crente não pode continuar desonesto, como era no mundo, porque é "homem novo", Efésios 4:24. O apóstolo cita uma série de pecados: a mentira, 4:25; ira, 4:26; furto, 4:28; mau exemplo, desde as palavras até os costumes, 4:29, 30; a malícia e suas consequências, 4:31. Em nossos dias há muitos hábitos que mostram que vivemos uma crise de retidão, justiça e dignidade. Enumeraremos alguns deles. É muito comum hoje:
1. Tomar emprestado objetos, livros ou recursos e não devolvê-los e nem pagar.
2. Não honrar a palavra ou compromissos assumidos.
3. Faltar com a pontualidade e horário.
4. Mentir por "brincadeira" e por exagero, principalmente nos negócios.
5. "Colar" em estudos e exames.
6. Praticar lucros exagerados e usura criminosa.
7. Fazer negócio ou "arranjos", por linhas às avessas.
8. Lançar tropeços, fraudes para enganar outros.
9. Expor objetos à venda com nomes falsos: algodão por seda, mercadoria nacional por estrangeira, objetos frágeis como se fossem fortes; produtos misturados, como se fossem puros.
10. Falsificar remédios.
11. Empregados que fazem mau uso do tempo.
12. Fraudar o fisco, nos impostos, nas taxas.
13. Firmar namoro e noivado fictícios, isto é, sem o real propósito da concretização de lares.
14. Manter falsa espiritualidade na religião.
15. Iludir de qualquer forma a terceiros.

Conclusão: Que atitude você vai tomar? O crente tem que ser sal e luz, mesmo vivendo numa sociedade corrupta e corruptora.

Pr. Márcio Pereira de Andrade – Maringá - PR

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Desonestidade: Desvio de caráter? Reviewed by Aldenir Araujo on segunda-feira, junho 28, 2010 Rating: 5

11 comentários:

  1. Pr.Araújo,como o senhor bem descreveu,uma consciência limpa livre da desonestidade,agrada o coração de Deus e nos enche de paz,também gostei muito dos itens enumerados do que são ações desonestas,devemos estar atentos.
    Abraços.
    Cecília

    ResponderExcluir
  2. Saudações!
    PR. Araújo:
    Mais um super mensagem que nos presenteia com lições devidamente fundamentas nas sagradas escrituras, elevam os valores do homem e prima pela retidão. Alguns até argumento evasivamente que ser honesto ou desonesto é uma questão de ponto de vista individual, eu não concordo. Vamos ao sacrifício e sejamos honestos com todos, afinal, levando-se uma vida com princípios já é difícil, que dirá desonesta.
    Parabéns por mais um magnífico Post!
    Abraços,
    LISON.

    ResponderExcluir
  3. Olá querido amigo e irmão em Cristo, Pastor Araújo,

    Excelente estudo bíblco.

    Muitas pessoas fazem a sua própria justiça, achando que estão cumprindo as leis divinas, seguindo os ensinamentos, mas negligenciam preceitos importantes deixados como mandamentos de Deus.

    Precisamos nos lembrar sempre de que que não há meia verdade nem meio certo e que precisamos agir de forma que agrade a Deus, sendo honestos e não ignorando seus ensinamentos.

    Deu o cubra de bênçãos.
    Carinhoso e fraterno abraço,
    Lilian

    ResponderExcluir
  4. Pastor a Lilian disse tudo e até mais do que eu pensava em dizer, concordo plenamente com o comentário dela.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  5. @Cecília Avenca
    Sem dúvida querida, alguém já disse: "Nenhum homem desonesto é feliz, muito menos o corruptor."

    Abraço forte

    ResponderExcluir
  6. @LISON
    Saudações! Amigo Lison!
    A revista Seleções do Readers Digest fez uma pesquisa em trinta e um paises do mundo para testar a honestidade das pessoas, o Brasil ficou em décimo quarto lugar, foram trinta celulares "esquecidos" em locais estratégicos para ver quem devolvia e o país que ganhou o titulo de mais desonesto foi a china.(Hong Kong) onde foram recuperados apenas treze celulares ficando em 31º lugar. Segundo a pesquisa, uma das pessoas ao invés de devolver, deu o celular para o filho pequeno, só porque ele pediu... Em Hong Konk, um guarda que achou um celular perguntou; -Que celular?, segurando o telefone. Pessoas desonestas tem em todos os lugares, infelizmente.
    Agradeço de coração a participação.

    Um forte abraço

    ResponderExcluir
  7. @Lilian
    Graça e paz querida, obrigado pela participação. Gostei da sua colocação, não existe meio honesto, ou é honesto, ou não. Com Deus não existe meio termo.

    Deus te abençoe.

    Um forte abraço

    ResponderExcluir
  8. Muitos fazem descupas e dizem que o imposto é alto e acabam no mesmo erro que os próprios ladrões e muitos estao não só no mundo mas nas igrejas se vestem de ovelhas mas São lobos devoradores e Jesus disse não herdarao o reino dos céus maa só aquele que faz a vontade de meu pai que está no céu e vamos persevera porque o inimigo que nos pegar nisso em ser desonestos valew pastor muito bom amém

    ResponderExcluir
  9. É um absurdo um cristão ser a favor dessas práticas e digo que ser farizeu é isso pregar uma coisa que não vive desonestidade muito bom pastor amado gostei. Deus abençôoe amém

    ResponderExcluir
  10. Estudo maravilhoso, muito edificante!
    Que Deus posso continuar abençoando para que venha compartilhar mais estudos como esse.

    ResponderExcluir

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.