I. Luta Com o Chamado ao Ministério

A. O que constitui um chamado?

1. Deus chama e pode ser espetacular ou comum, mas há uma convicção interior de que Deus colocou Sua mão em uma pessoa para um serviço especial.

O Pastor - Conflitos Dentro de Si

2. Deus pode chamar várias vezes e confirmar o chamado várias vezes ao pastor.

3. O chamado tem pouco a ver com aparências externas, mas com o coração.

4. Responder ao chamado é uma disposição de deixar a família e os bens para seguir a Cristo.

5. O chamado é acompanhado por uma poderosa unção do Espírito Santo.

B. Uma pessoa motivada: (1) é gratificada por realizações; (2) ama poder; (3) adora o sucesso; (4) compromete a integridade para o sucesso; (5) é projeto e objetivo orientado para a exclusão de pessoas; (6) é altamente competitivo; (7) fica zangado com a oposição, (8) é obcecado e dá a impressão de estar ocupado; (9) procura controlar tudo; (10) tem um grande ego, mas é interiormente inseguro.

C. Uma pessoa chamada: (1) sabe que Deus a chamou; (2) sente que é uma pessoa de destino; (3) sabe quem ele é em Cristo e não precisa ser alguém que ele não é; (4) entende que tudo foi dado por Deus e pode ser levado por Deus; (5) serve a Deus para louvor a Deus, não aos homens; (6) compreende que ele não é indispensável à obra de Deus; (7) deseja fazer o melhor para Deus e não está de acordo com os caprichos do homem; (8) comprometido a fazer a vontade de Deus a todo custo, mesmo que isso diminua sua própria glória; (9) está contente em seu ministério; (10) tem um senso de alegria e paz ao fazer o ministério.

II. Luta Contra o Pecado (Gálatas 5:16-18; Romanos 7:13-25)

A. O pastor terá conflito com o pecado (natureza do pecado).

B. O pastor que depende da dependência do Espírito não irá gratificar (cumprir, realizar, satisfazer) os desejos pecaminosos da carne. Não diz que ele não terá desejos, mas ele não os realizará.

C. O pastor luta com maus pensamentos (luxúria, sexo, rancores, poder, ciúmes, raiva, etc.). O pastor pode resistir os desejos pecaminosos da natureza pecaminosa se ele estiver dependendo do Espírito momento a momento.

D. O Espírito e a natureza do pecado estão em conflito (guerra), para que o crente nem sempre faça o que ele quer fazer. Pastores pecam e às vezes gravemente. Conflito com o pecado é normal, não uma experiência anormal.

E. A natureza pecaminosa interior é capaz de todos os tipos de mal. Se o pastor não estiver andando ou vivendo pelo Espírito Santo, qualquer pecado pode ser cometido. O pecado tem efeitos devastadores sobre todos os cristãos, especialmente o pastor. A maioria dos conflitos continua na mente antes que o pecado seja cometido.

F. Os pastores que contínua e habitualmente praticam atos da natureza pecaminosa não podem ser salvos (herdar o reino de Deus). Eles são hipócritas e charlatães que nunca foram salvos. Se não há desejo de controlar a natureza pecaminosa, deve-se questionar a salvação.

III. Luta Contra Satanás e Demônios (Efésios 6:10-20).

A. Um pastor luta em três frentes: o mundo, a carne e o diabo.

B. O trabalho de Satanás é um assassino (João 8:44); desperta o ódio (João 13:27, cf. João 6:70); acusa os irmãos (Apocalipse 20:20); engana (2 Coríntios 11:3); personifica a luz e a justiça (2 Coríntios 11:13-15); dificulta (1 Tessalonicenses 2:17-18); planeja (Efésios 6:11); e devora os cristãos (1 Pedro 5:8).

C. Qualquer cristão ou não cristão pode ser demonizado, mas apenas os incrédulos podem ser possuídos por demônios. Cristãos, até pastores, podem ser obcecados e altamente influenciados por demônios, mas não podem ser possuídos.

D. Um pastor luta com Satanás resistindo ao diabo (Tiago 4:7, 1 Pedro 5:9); vestindo a armadura de Deus (Efésios 6:10-17); e orando (Efésios 6:18-20).

IV. Luta Com a Vida Devocional

A. Um pastor deve encontrar tempo para adorar, mostrar devoção e cultivar um relacionamento com Deus. Sem devoção a Deus, o pastor (1) perde a perspectiva de Deus, (2) não tem um relacionamento que dê vida e amizade com Cristo, (3) tem uma vida de culpa e vergonha, (4) perde um senso de responsabilidade por Deus, (5) pensa mais em si mesmo e menos em Cristo, (6) abre-se a todo tipo de possibilidade de pecar, (7) não tem reserva espiritual para tempos de crise.

B. As maneiras de cultivar uma vida devocional são: (1) silêncio e solidão, (2) jejum, (3) observando o princípio do descanso, (4) ouvir Deus, (5) memorizar as escrituras, (6) meditar nas escrituras, (7) adoração pessoal e privada, (8) ler livros devocionais, (9) ler um salmo e orar, (10) orar com lápis e papel para anotar pensamentos, (11) ler biografias missionárias, (12) ) ler as escrituras em voz alta, (13) orar antes de adormecer e ao acordar, (14) planejar um tempo para adorar com outros cristãos, (15) escrever um comentário devocional sobre vários Salmos, (16) orar continuamente, (17), diário para se lembrar da bondade de Deus e da disciplina amorosa.

V. Luta Com o Gerenciamento do Tempo

A. Os princípios gerais do uso do tempo são: (1) comprometer-se todos os dias com o Senhor, arrependendo-se do pecado e pedindo orientação a Deus; (2) orar com papel e lápis para deixar de lado os pensamentos; (3) faça um trabalho criativo na hora em que você estiver no seu melhor; (4) aprender a conviver com interrupções.

B. Alguns desperdiçadores de tempo são: (1) itens extraviados; (2) falta de preparação; (3) longas distâncias de e para o trabalho; (4) uso indevido do telefone; (5) leitura não rentável; (6) ansiedade por coisas que você fez ou não fez; (7) televisão; (8) conversar em círculos; (9) interrupções; (10) sonhando durante o dia; (11) fofocas.

C. Algumas dicas sobre gerenciamento de tempo: (1) no início de cada semana e todos os dias, faça uma lista das coisas que precisam ser feitas e priorize; (2) anote tudo e faça anotações, se possível; (3) desencorajar interrupções; (4) aprender a dizer "não"; (5) quando solicitado a fazer algo, nunca diga "sim" imediatamente; (6) tenha sua própria área de trabalho; (7) estar relaxado e descansado; (8) ser um bom ouvinte; (9) usar o tempo de espera efetivamente; (10) possuir um sistema de arquivamento; (11) ser pontual; (12) evitar procrastinação; (13) ir para a cama a uma hora decente; (14) tirar cochilos à tarde, se necessário; (15) não reclame de coisas que precisam ser feitas; (16) leia seu e-mail uma vez e responda imediatamente; (17) mantenha um calendário ou horário diário com você; (18) acordar cedo e começar bem o dia; (19) faça suas devoções a primeira coisa de manhã; (20) reconhecer que as interrupções são divinas; (21) tente pensar em maneiras de fazer as coisas com mais eficiência; (22) proteger o uso excessivo do telefone; (23) limpar sua mesa após o dia de trabalho. 

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem

Gostou? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.