Judá e Tamar: Mais do Que Uma História Suja
Texto: Gênesis 38:6-26

I. Expondo a hipocrisia.

A. Hipocrisia e escândalo não são novidade.
1. A passagem de hoje tem o mesmo conteúdo.
2. É famosa por sua qualidade "suja".
a. Regras esquisitas de casamento.
b. Uma bela mulher posando como prostituta.
c. O patriarca na vertical apadrinha a prostituta.
d. No final, a mulher é elogiada.
3. Um comentarista chama isso de "história suja e imunda"
a. A última edição da Newsweek revisa dois livros recentes sobre como a Bíblia retrata o sexo.
b. Gênesis 38 é citado como um exemplo de como os valores da Bíblia não são muito tradicionais. É mais como, vale tudo.

B. Há mais nessa história do que sexo e hipocrisia.
1. Obviamente, admitamos ou não, ela representa um espelho para nossa sociedade moderna.
2. Mas a história também é um poderoso testemunho da graça de Deus e de sua capacidade de mudar as pessoas.
3. Em última análise, fornece informações importantes sobre o próprio Jesus.

II. Uma História Com Uma Reviravolta.

A. A configuração da história.
1. Judá teve alguns problemas.
a. Ele é o quarto filho de Jacó, então ele não é o mais importante.
b. Foi ele quem teve a ideia de vender seu irmão José como escravo.
c. Mudou-se para o território cananeu e levou uma esposa para lá.
a) Literalmente, o texto diz que a "viu" e a "tomou", o que implica que ele foi motivado pela luxúria.
b) Abraão fez um grande esforço para garantir que seu filho tivesse uma esposa adequada. Judá não.
d. Judá parece insensível - ele não parece sofrer pela morte de seus filhos.
e. Ele trata sua nora com desdém.
2. Uma jovem mulher em uma situação impossível.
a. Tamar provavelmente era judia, não cananeia como a esposa de Judá.
b. Seu primeiro marido, o filho de Judá, Er, morre.
a) Nós não sabemos o que ele fez, mas Deus o matou, então deve ter sido algo muito ruim.
b) O hebraico apresenta isso como um trocadilho. Um comentarista sugeriu "Er errou".
c. Seguindo as regras daquele período, ela se casou com o irmão do falecido marido.
a) O objetivo era produzir um herdeiro que pudesse herdar a propriedade do marido falecido.
b) (A viúva não se qualificava para herança naquela época)
d. Este homem, Onã, assegura que ela não se engravide.
a) Ele provavelmente era egoísta e não queria diluir sua própria herança.
b) Deus o mata também.
e. Mais um filho de Judá é morto.
a) Judá diz que Selá é jovem demais para se casar.
b) Na realidade, Judá sente que essa mulher é azar e espera que ela desapareça.
c) Ele é obrigado a dar seu filho a ela, mas não o faz. Afinal, o que ela pode fazer sobre isso?

B. A Trama.
1. Tamar espera até o tempo da colheita.
a. É um momento feliz, uma festa.
b. Judá provavelmente está desperdiçado como a maioria das outras pessoas.
2. Tamar se posiciona na estrada, usando um véu.
a. Parece ser o equivalente a uma "luz vermelha".
a) Há alguma discordância sobre se ela é apresentada como prostituta regular ou prostituta de culto.
b) Muitas mulheres na época faziam votos em templos pagãos e cumpriam o voto agindo como prostituta.
b. Judá se apaixona pela isca.
a) Eles organizam condições de pagamento futuro.
b) Ele deixa um depósito (equivalente a cartões de crédito).
c) Eles fazem sexo.
1) Ironia - ele a faz esperar para sempre para ter sexo legítimo, mas ele próprio não espera nada.
2) Ela fica grávida.
3. O escarlate "A" de Tamar.
a. A gravidez dela logo se torna óbvia.
b. Tecnicamente, ela é uma mulher noiva.
a) A lei de Moisés não menciona a pena de morte para prostituição.
b) Menciona para adultério.
c. Judá está justamente indignado.
a) Ele até exagera.
1) A maioria dos adúlteros eram apedrejados naquela época.
2) Nas leis posteriores, apenas uma filha adúltera de um sacerdote seria queimada. Levítico 21:9
b) Judá é juiz e júri e não há recurso.
1) Ele detém todo o poder.
2) Ele está impondo um código moral estrito que ele mesmo não segue.

C. A revelação.
1. Na sua execução, Tamar produz a evidência.
a. Judá é pego em hipocrisia e ele sabe disso.
b. Ele reconhece que estava errado ao reter seu terceiro filho.
2. Tecnicamente, Tamar não era prostituta.
a. O casamento levirato diz que, quando uma mulher fica sem irmãos para se casar, o sogro deve cumprir o dever.
b. Tamar estava realmente fazendo algo que Judá negligenciou - mantendo uma linha hebraica pura para os descendentes de Abraão.
3. Judá ainda estava sendo injusto?
a. Alguns dizem que se ele fosse consistente, Judá deveria ter se sentenciado à morte.
a) Dormir com sua nora era definitivamente um crime capital.
b. Mas a regra do casamento levirato deixa os dois fora do gancho.

III. Nossos Problemas Com Essa Passagem.

A. Hipocrisia por parte de um "pilar" bíblico.
1. De certa forma, isso é muito realista.
2. A Bíblia nunca retrata seus heróis como perfeitos, exceto Jesus.
a. Todos os outros são tão humanos quanto nós.
b. Mas não devemos usar isso para desculpar nosso próprio pecado.
3. Você está ignorando valores morais?

B. Honrar alguém que quebra as regras.
1. É aceitável fazer algo errado para obter algo bem?
a. (filme britânico de 1996 "Ondas do Destino", em que a heroína inocente salva seu homem, tornando-se prostituta e sendo expulsa da sociedade)
b. Embora Tamar não fosse realmente uma prostituta, ela era culpada de enganos e subterfúgios.
2. "Ela é mais justa do que eu" v. 26
a. Todo pecado é pecado, mas devemos reconhecer que alguns pecados trazem maiores consequências.
b. Tamar escolhe o caminho da vergonha e da culpa por um bem maior, a continuação da linhagem de Abraão.
c. Na parábola do mordomo infiel, Jesus elogia um trapaceiro.
a) Não por ser um trapaceiro.
b) Ele é elogiado por assumir riscos e ser ousado.
c) Tamar é assim. Nós também devemos.

IV. Tudo Faz Parte de Uma História Maior.

A. Judá e José.
1. A passagem de hoje está imprensada com material sobre José.
a. Há um contraste deliberado.
2. Judá representa um crente mundano.
a. Ele escolhe viver entre pessoas do mundo.
b. Ele toma uma esposa mundana.
c. Sua moral sexual é frouxa.
a) No entanto, ele se importa o suficiente com as aparências e envia um amigo para pagar a taxa da prostituta.
b) Ele está muito preocupado em parecer tolo.
3. José é um crente piedoso.
a. Ele rejeita os avanços sexuais da esposa de seu senhor.
b. José não renunciou às suas marcas de identidade pessoal como Judá.
a) O oposto acontece - o faraó o exalta com o mesmo tipo de marcadores.
4. Que tipo de crente você é?

B. A herança de Tamar.
1. Quando os judeus entraram no Egito em busca de refúgio, Judá levou consigo os filhos gêmeos de Tamar.
2. Tamar se torna uma sétima-bisavó do rei Davi.
3. Ela até se torna um ancestral do próprio Jesus. Mateus 1:3
a. Cada uma das quatro mulheres mencionadas teve um passado vergonhoso.
b. No entanto, a graça de Deus triunfou sobre sua desgraça.
4. Suas ações são muito parecidas com o mordomo infiel da parábola de Jesus.
a. Você não deve elogiar a maneira como ela fez isso, mas deve imitar a maneira como ela teve um plano ousado.

V. A Redenção de Judá.

A. O episódio de Tamar é um momento decisivo em sua vida.
1. Judá aparece novamente no capítulo 44, implorando por Benjamim em nome de seu pai.
2. Ele está disposto a se tornar escravo no lugar de Benjamim.
3. Judá se torna um homem mudado.

B. Mudança é o que importa.
1. Este é um grande tema do livro de Gênesis, de fato, de toda a Bíblia.
2. Judá vai da insensatez mundana ao amor e ternura.
3. Ele até se torna o líder de seus irmãos, substituindo o mais velho, Rubén.
C. Você já experimentou essa mudança?
Postagem Anterior Próxima Postagem

Gostou? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.