Em Antioquia Os Discípulos Pela Primeira Vez Foram Chamados Cristãos
Texto: Atos 11:19-30

Introdução: Lucas nos mostra como a mensagem de Jesus Cristo começou a se espalhar pelo mundo gentio. Atos 10:1 - 11:18 nos conta a história de como Deus lançou as bases para um ministério do evangelho no mundo gentio. Deus deixou claro para Pedro que ele deveria agora considerar todos os grupos de pessoas livres para serem receptores da mensagem de Sua graça por meio de Cristo; e foi nesse espírito que a casa do centurião romano Cornélio ouviu o evangelho e creu.

Pedro foi usado por Deus para iniciar o trabalho (Atos 15:7). No entanto, não era o chamado principal de Pedro, pregar o evangelho aos gentios. Seu chamado foi para os "circuncidados" (Gálatas 2:8). A obra de pregar Cristo aos gentios era um ministério ao qual Deus havia claramente designado Saulo de Tarso (9:15-16).

Nesta parte de Atos, vemos não apenas como Deus progressivamente levou Paulo para o trabalho de ministrar ao mundo gentio; mas também como o evangelho começou a se espalhar para o norte do mundo judaico e para a Europa. Aqui, pela primeira vez em toda a história, descobrimos que os crentes foram chamados de "cristãos".

I. O Evangelho é Pregado Aos Gentios em Antioquia. (vs. 19-21).

A. O contexto desta passagem é a perseguição que começou após o martírio de Estevão (Atos 8:1-4). Os que foram dispersos por causa da perseguição viajaram para as regiões vizinhas além da Judéia e Samaria (Atos 1:8). Alguns foram até Fenícia - a noroeste da Galileia. Outros foram para Chipre - a grande ilha ao largo da costa da Síria (uma ilha importante para a nossa história, porque foi dali que Barnabé surgiu; veja Atos 4:36). E ainda outros viajaram para o norte, para a cidade de Antioquia da Síria. Esta é uma cidade significativa, porque era a terceira maior cidade do antigo império romano.

B. Originalmente, aqueles que viajavam para essas regiões somente pregavam ao povo judeu que lá habitavam. Isso foi mantido não apenas com a ênfase do evangelho - que era primeiro para o judeu (Romanos 1:16); mas também estava de acordo com o padrão que encontramos Paulo usando em seu ministério. Ele adotava como política (ver Atos 17:1-2) ir primeiro às sinagogas judaicas para apresentar o evangelho; e só voltava para os gentios depois que os judeus rejeitavam sua mensagem. Foi o que ele fez em seus ministérios em Chipre (Atos 13:5), Antioquia da Pisídia (13:14), Icônio (14:1), Tessalônica (17:1-3), Beréia (17:10), Corinto (18:4) e Éfeso (18:19); e isso se reflete em suas ações ao chegar a Roma (28:17). Mas alguns dos discípulos dispersos que vieram para Antioquia - especificamente homens de lugares tão diversos como Chipre (na costa da Síria) e Cirene (no extremo norte da Líbia no norte da África) - pregaram o evangelho de Jesus Cristo aos "helenistas "(ou seja, "gregos") que moravam lá. Esses helenistas não eram judeus de língua grega, como em Atos 6:1; porque eles são distinguidos dos judeus mencionados em Atos 11:19.

C. Esse é claramente um movimento ousado - sem dúvida inspirado nas palavras do Senhor em Atos 1:8; e também pela notável experiência de Pedro em 10:1-11:18. Porém, por mais ousado que tenha sido, é claro que o Senhor colocou Suas bênçãos (v. 21). Como resultado, somos informados de que "grande número creu e se converteu ao Senhor". Esta é a primeira vez que o evangelho de Jesus Cristo foi proclamado em uma cidade estabelecida do império romano.

II. Os Crentes em Antioquia Foram Fortalecidos Por Barnabé. (vs. 22-24).

A. Essas notícias surpreendentes não poderiam deixar de alcançar os crentes judeus na Judéia. "Chegou a notícia destas coisas aos ouvidos da igreja em Jerusalém" (v. 22); e, como resultado, eles enviaram o notável líder Barnabé para "ir até Antioquia". Já conhecemos esse homem como alguém chamado José; mas que mais tarde passou a ser chamado de "Filho da Consolação" (Atos 4:36). Ele era um homem destacado em sua generosidade; e que também cumpriu seu nome, porque foi ele quem interveio e apresentou o polêmico jovem convertido Saulo à igreja (Atos 9:27). Ele e Paulo formaram a primeira equipe missionária na história da igreja. Lucas o descreve para nós no versículo 24 como um "homem de bem, e cheio do Espírito Santo e de fé"; portanto, não é de admirar que a igreja tenha achado correto enviá-lo para ajudar nesse notável novo trabalho entre os gentios.

B. Quando Barnabé chegou, ele ficou muito encorajado pelo que viu. Ele viu a graça manifesta de Deus operando entre o povo gentio de Antioquia (v. 23) - sem dúvida, observando em primeira mão a "mão do Senhor" operando entre eles. Ele também encorajou a todos que "com firmeza" ou "com resolutividade" de coração "perseverassem no Senhor". Não se acreditava que a obra que Deus estava fazendo era algo para os crentes em Jerusalém simplesmente ficarem assistindo. Deus estava claramente em movimento no mundo gentio em Antioquia; e eles foram aonde Deus estava trabalhando, e uniram-se para estabelecer os novos crentes na fé. Como resultado, Lucas nos diz no versículo 24 que "muita gente se uniu ao Senhor".

III. Barnabé Leva Saulo Para o Ministério em Antioquia. (vs. 25-26).

A. Barnabé era um homem sábio. Ele não apenas sabia que esse novo trabalho era algo maior do que ele poderia fazer sozinho, mas também sabia quem era que Deus havia designado para ele. Encontramos em Atos 22:21 que Saulo já estava, até certo ponto, trabalhando entre os gentios neste momento - provavelmente em Tarso. E assim, Barnabé partiu do trabalho vital em Antioquia, a fim de encontrar Saulo e leva-lo para Antioquia com ele como parceiro de ministério. Devemos sempre agradecer a Barnabé por compartilhar o trabalho dessa maneira; porque essa decisão fez história!

B. Encontrando Saulo e levando-o para Antioquia, Barnabé e Saulo permaneceram "reunidos" com os crentes em Antioquia por um ano inteiro - ensinando muitos deles. O impacto desse ministério de um ano é demonstrado no fato de que, neste primeiro centro cultural estratégico do império romano, os crentes passaram a ser conhecidos como "cristãos". Pode ser que o nome em si tenha sido originalmente concebido como um insulto (Atos 26:28; 1 Pedro 4:16). O historiador Tácito, ao explicar como Nero procurou desviar a atenção no incêndio de Roma, escreveu que "para se livrar do relatório, Nero jogava a culpa e infligia as torturas mais requintadas a uma classe odiada por suas abominações, chamada pela população de cristãos". Porém, seja por quais motivos o nome tenha surgido, foi uma honra levar o nome de Cristo. E aconteceu que os crentes foram chamados de "cristãos" pela primeira vez em Antioquia.

IV. Os Crentes em Antioquia Ministram Aos Crentes da Judéia Pelas Mãos de Barnabé e Saulo. (vv. 27-30).

A. Esses primeiros cristãos também agiram de maneira fiel ao nome recebido - o que significa "parecidos com Cristo". Alguns profetas vieram naqueles dias de Jerusalém a Antioquia; e enquanto estava lá, um deles chamado Ágabo se levantou e mostrou pelo Espírito Santo que uma grande fome viria sobre todo o mundo habitado (e podemos assumir que isso significa o mundo habitado do Império Romano). Este homem Ágabo faz outra aparição na vida de Paulo em Atos 21:10-11). Essa "fome" ocorreu sob o reinado de César Cláudio (41-54 d.C.); e desde que Herodes (sobre quem lemos em Atos 12) morreu em 44 d.C., podemos assumir que essa grande fome (ou talvez uma série de fomes localizadas) ocorreu naquele período.

B. Os corações dos discípulos em Antioquia foram movidos com amor por seus irmãos judeus, de quem eles receberam tanto (Romanos 15:25-27), e que provavelmente estavam particularmente sujeitos a dificuldades durante esse período. E assim, de acordo com a capacidade de cada um, eles aumentaram seu apoio (agindo como os cristãos judeus agiram pela primeira vez em Atos 2:44-45 e 4:32-35). Os anciãos da igreja (e observe que havia anciãos nesse ponto da igreja de Jerusalém) escolheram enviá-lo pelas mãos de seus servos de confiança Barnabé e Saulo.

De certo modo, a igreja é mostrada aqui fazendo um círculo completo. Começou em Jerusalém e se espalhou para as partes mais remotas da terra. E foi das partes remotas da terra que os cristãos gentios ministraram amorosamente a seus irmãos judeus em Jerusalém!

A partir deste ponto da história, o centro da missão mundial da igreja muda de Jerusalém para Antioquia.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Gostou? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.