José – Sermão Para o Dia Dos Pais

José – Sermão Para o Dia Dos Pais
Introdução: Normalmente, o padrão na maioria de nossas igrejas é exaltar (ou louvar) a maternidade no Dia das Mães e espancar (ou criticar) os Pais no Dia dos Pais. Nunca deixa de me surpreender como que sempre que há uma função masculina de algum tipo na igreja, as pessoas procuram maneiras de lembrar os homens de todas as suas deficiências.

Você vê - nós pregadores não somos exceção; nós geralmente nos juntamos à briga mastigando os pais por não gastar tempo suficiente com a família, ou por sermos mortos-vivos espirituais. E quando o fazemos, acho incrível como temos a audácia de ir à Igreja no domingo seguinte e reclamar da falta de presença masculina.

Eu quero falar com você sobre um homem - um PAI que é muitas vezes negligenciado.

Ele é muitas vezes ofuscado pela proeminência dada à sua esposa. Eu estou falando sobre JOSÉ, o esposo de Maria e o pai adotivo de Jesus.

Assim como Deus escolheu Maria para ser a que daria origem ao Filho de Deus, assim, em Sua poderosa providência, Ele escolheu José para ser um PAI para Jesus e para elevá-lo à maturidade. Maria e José foram escolhidos juntos para serem pais.

Deus vasculhou a terra e encontrou uma jovem - uma adolescente comprometida em se casar - de quem a Bíblia diz: ela “achou graça diante de Deus”. Ela era a jovem escolhida - moça temente a Deus.

Mas NOTE: Deus também foi à procura de um pai. Ele chamou Maria e JOSÉ como um casal. E aqui está o ponto disso - Deus estava demonstrando para nós que o papel do pai é muito importante.

Os pais não são necessários apenas para o ato físico de conceber uma criança; eles também são necessários para o ato espiritual de educar uma criança. Essa criança, Jesus, foi concebida no ventre de Maria “pelo Espírito Santo” - um milagre aconteceu tão tecnicamente que não havia necessidade de um homem se envolver na concepção. Mas um homem ainda era necessário para preencher o papel de pai na infância de Jesus.

Então, José foi escolhido. E assim como Deus procurara uma jovem piedosa para dar à luz o filho, ele procurou um homem piedoso para ser o pai. E que modelo inspirador de paternidade José era. Deus fez uma boa escolha! (Ele é um Deus sábio.) Vamos analisar juntos, por alguns minutos, algumas coisas que a Bíblia nos fala sobre esse homem, José.

Mateus 1:18-25 18 Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, ela se achou ter concebido do Espírito Santo. 19 E como José, seu esposo, era justo, e não a queria infamar, intentou deixá-la secretamente. 20 E, projetando ele isso, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, pois o que nela se gerou é do Espírito Santo; 21 ela dará à luz um filho, a quem chamarás JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. 22 Ora, tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que fora dito da parte do Senhor pelo profeta: 23 Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, o qual será chamado EMANUEL, que traduzido é: Deus conosco. 24 E José, tendo despertado do sono, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu sua mulher; 25 e não a conheceu enquanto ela não deu à luz um filho; e pôs-lhe o nome de JESUS”.

Mateus 2:13-14 13 E, havendo eles se retirado, eis que um anjo do Senhor apareceu a José em sonho, dizendo: Levanta-te, toma o menino e sua mãe, foge para o Egito, e ali fica até que eu te fale; porque Herodes há de procurar o menino para o matar.14 Levantou-se, pois, tomou de noite o menino e sua mãe, e partiu para o Egito”.

Mateus 2:19-21 19 Mas tendo morrido Herodes, eis que um anjo do Senhor apareceu em sonho a José no Egito, 20 dizendo: Levanta-te, toma o menino e sua mãe e vai para a terra de Israel; porque já morreram os que procuravam a morte do menino. 21 Então ele se levantou, tomou o menino e sua mãe e foi para a terra de Israel”.

O que sabemos sobre José da Bíblia?

1. José Era um Homem Amoroso.

As Escrituras desenham a imagem para nós de um homem maravilhosamente carinhoso e afetuoso. E podemos ver isso, em primeiro lugar, em seu relacionamento com Maria.

A. Em relação a Maria - José descobre que Maria está grávida. Como isso faz ele se sentir? Bravo? Traído?

A penalidade por adultério no Antigo Testamento era a morte por apedrejamento. E esta penalidade era aplicada à infidelidade durante o noivado, bem como o casamento. Agora, na época do Novo Testamento, as coisas haviam mudado um pouco, mas o assunto ainda era tratado como uma ofensa grave. Ao descobrir que Maria estava grávida, José teria sido obrigado a se divorciar dela (o divórcio era necessário para romper um compromisso anterior), e isso exporia Maria à vergonha pública e à humilhação.

MAS, mesmo antes de Deus falar com José - José não estava operando por vingança ou amargura de coração. A Bíblia diz: ele "intentou deixá-la secretamente". (Havia maneiras em que um divórcio poderia ser decretado muito silenciosamente, sem o envolvimento de um juiz, e José já estava considerando a melhor maneira de fazer isso.

José foi gentil. Ele amava Maria. É baseado em um compromisso real. E maridos, a Bíblia diz a nós hoje que devemos amar nossas esposas com tudo o que temos.

José era um homem amoroso em relação a Maria.

“A coisa mais importante que um pai pode fazer por seus filhos é amar a mãe deles” - David O. McKay

“Criar um ambiente acolhedor, atencioso, solidário e encorajador é provavelmente a coisa mais importante que você pode fazer pela sua família” - Stephen Covey

Quando Maria estava para dar à luz a Jesus, não havia lugar para eles na Estalagem, mas José fez o melhor que pôde para ver que Maria estava sendo cuidada.

Mas também vemos que José era um homem amoroso em seu relacionamento ...

B. Em relação a Jesus - Quando a criança chegou - a criança que ele não havia concebido - não havia atitude em José de que “ESTE MENINO NÃO É MINHA CARNE E SANGUE”.

Não havia ressentimento ou indiferença para com ele; sem falta de amor. JOSÉ ADOTOU JESUS COMO SEU PRÓPRIO FILHO.
  • Ele protegeu-o do ódio de Herodes.
  • Ele o educou e cuidou dele.
  • Ele ensinou a Jesus seu próprio ofício de carpintaria.
  • ELE ADOTOU AQUELE QUE O RESTO DO MUNDO REJEITARIA.
José pagou um preço para ser pai de Jesus.

2. José Era um Homem Dedicado.

A. Ele foi um homem que obedeceu a Deus - Ele seguiu explicitamente a direção e liderança do Senhor. Ele não seguiu seu próprio plano para a vida - ele queria o plano de Deus para sua vida. Então, quando Deus falou com ele em um sonho e lhe disse para se casar com Maria (mesmo estando grávida), ELE OBEDECEU.

Então, quando Deus falou e disse: “Toma Maria e Jesus e fuja para o Egito por segurança” - ele imediatamente obedeceu. Ele fechou seu negócio e saiu.

Então, quando Deus disse: "É tudo bem; agora, volte para Israel”. Mais uma vez ele fez como lhe foi ordenado. Ele era um homem de obediência.

Outra coisa:

B. Ele era um homem de fé - É preciso fé para fazer as malas e ir para um país estrangeiro, sem perspectivas e sem planejamento; simplesmente com base no que Deus disse. Ele tinha fé e obedeceu ao sonho. Ele poderia ter dado desculpas para ficar onde as perspectivas pareciam boas, mas NÃO - ele era um homem de fé.

José estava se apoiando em Deus. Ele era um homem de fé. E mais uma coisa:

C. Ele era um homem que foi FIEL EM DEVER ESPIRITUAL - Ele deu um exemplo para sua família - indo ao Templo; frequentando as festas. (Nós lemos sobre isso em Lucas 2:41). Ele ia regularmente à casa de Deus.

Lucas 4:16 16 “Chegando a Nazaré, onde fora criado; entrou na sinagoga no dia de sábado, segundo o seu costume, e levantou-se para ler”.

Então, vamos apenas recapitular por um momento.

José era um homem amável. (Para a esposa dele. Para o filho dele. Para a família inteira dele)
Em segundo lugar, ele era um homem DEVOTO. (Um homem de obediência e fé, e sendo fiel no dever espiritual)

Finalmente…

3. José Era um Homem Sábio.

José foi sábio porque viveu como aquele que REMIU O TEMPO.

Segundo todos os relatos parece que José teve uma vida curta.
  • Nós não lemos sobre ele depois da infância de Jesus.
  • Na cruz, Jesus incumbiu João de cuidar de sua mãe - assim, parece que José foi tirado deles prematuramente.
Mas José tinha usado o tempo que ele tinha sido dado honradamente - sabiamente!
  • Ele proveu para sua família.
  • Ele havia dado um exemplo para que eles se lembrassem.
  • Ele os criou na criação e na admoestação do Senhor.
Jesus não era o único filho que ele tinha; ele também criou outros meninos para o Senhor e possivelmente filhas. Ele tinha outros filhos - DOIS DELES (pelo menos) foram muito usados ​​por Deus. Eles escreveram livros da Bíblia (Tiago e Judas). Tiago era o líder da igreja em Jerusalém.

José criou seus filhos nos caminhos do Senhor e deixou um legado depois de sua vida.

Conclusão:

Estamos realmente andando no amor de Deus como José andou?
  • Andando com amabilidade
  • Andando em benevolência
  • Andando em misericórdia
Estamos vivendo vidas devotas, honradas e piedosas?
  • Obediência
  • Fiel em nossos deveres espirituais
Estamos remindo o tempo como Jesus fez?
  • Encorajando nossas famílias em todas as oportunidades?
  • Estabelecendo um exemplo?
  • Provendo para suas necessidades?
Ao conversar com os pais, o verso é frequentemente usado ...

1 Timóteo 5:8 “Mas, se alguém não cuida dos seus, e especialmente dos da sua família, tem negado a fé, e é pior que um incrédulo”.

Alguns dizem: “Ah sim. Eu sou provedor da minha família” - quando o que eles querem dizer é que eles colocam um cheque de pagamento na mesa toda semana. Mas e as outras provisões que eles precisam de você?
  • Afeição?
  • Exemplo?
  • Conselho divino?
  • Riso e calor?
  • Preocupação amorosa?
Nós devemos prover para as nossas família; homens. Vamos ser desafiados juntos.

Esse homem, José, me inspira. Tenho certeza de que ele não era perfeito - MAS ERA DEDICADO, e ele fez o melhor possível - remindo o tempo.

Gostou Desse Esboço? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.

José – Sermão Para o Dia Dos Pais José – Sermão Para o Dia Dos Pais Reviewed by Aldenir Araújo on agosto 07, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.