O Projeto e Propósito da Pregação
Deus tem um propósito para tudo. A Bíblia diz em Provérbios 19:21, "Muitos são os planos no coração do homem; mas o desígnio do Senhor, esse prevalecerá". Deus tem um propósito específico para a pregação, e Seu propósito é muito mais importante do que o seu propósito ou o meu propósito de pregar.

Se o propósito da pregação não é claro para o pregador, não será para os ouvintes! Charles Swindoll disse: "Se há uma névoa no púlpito, há um nevoeiro no banco!". Sem um propósito claro, a pregação é um mau uso da Bíblia, uma perda de tempo para o povo e uma frustração para o pregador.

Todo pregador deve ter uma teologia sólida da pregação para que entendamos porque estamos fazendo o que estamos fazendo. E uma teologia sólida da pregação sempre começa com os propósitos de Deus para o homem, para a Bíblia e para a pregação.

I. O Que é Uma Boa Pregação?

A. Uma boa pregação não é:
1. Um desfile do conhecimento de alguém.
2. Uma vitrine de sua capacidade de falar.
3. Uma exibição de moda.
4. Um esforço para construir um seguimento pessoal.

B. Uma boa pregação é:
1. É centrada na Bíblia. (2 Timóteo 3:16; 4:1-2; 1 Coríntios 2:2)
2. Harmoniza com a verdade. (Gálatas 1:6-7)
3. É simples (Marcos 12:37)
4. Revela o horror do pecado. (Romanos 7:7,13)
5. Revela o amor de Deus através de Cristo. (João 3:16; Romanos 5:8)
6. É bem arredondada. (Atos 20:20, 26-27; 31-32, 35)
7. Realiza seus propósitos pretendidos.
a. Levar pessoas a Cristo para que possam ser salvas. (João 6:44-45)
b. Fazer com que os cristãos cresçam espiritualmente. (1 Pedro 2:1-2; Hebreus 5:12-14)
c. Manter os cristãos salvos. (Tiago 1:21; 1 Coríntios 15:1, 2)

II. Alguns Exemplos de Boa Pregação

A. O apóstolo Paulo
1. Ele se considerava um devedor. (Romanos 1:14-17)
2. Ele tinha respeito pelo evangelho. (1 Coríntios 1:17; Romanos 1:16)
3. Ele era honesto e sincero. (2 Coríntios 4:1-7; Gálatas 4:16)
4. Ele declarou aquilo que era proveitoso. (Atos 20:18-35)
5. Sua mensagem foi limitada. (1 Coríntios 2:1-5; Filipenses 2:5)
6. Ele não recuou diante daqueles que ensinavam contrariamente à doutrina de Cristo. (Romanos 16:17-18)

B. Jesus, o professor mestre.
1. Ele estava preparado para ensinar - Ele conhecia a lei. (Mateus 12:3-8; Lucas 4:16-21)
2. Ele possuía as características próprias que um pregador deveria ter. Ele era:
a. Franco e sincero. (Mateus 5-7; Lucas 13:1-5; Marcos 8: 31-38; João 15:1-5)
b. Alegre e enérgico. (Mateus 14:16; 15:32)
c. Otimista. (Mateus 10:17-26; 24:1-51; Lucas 17:20-37)
d. Tinha tato e engenhoso. (João 8:1-11; 4:4-26)
e. Puro na mente e no corpo. (Mateus 5:22, 28, 34; 7:12)
f. Simpático e gentil. (João 11:35; Marcos 7:31-37; Mateus 19:13-15)
g. Aquele que amava a humanidade. (João 13:34; Gálatas 2:20; 1 João 3:16)
h. Mente espiritual e consagrada. (Lucas 2:40, 49)
i. Paciente e de oração. (João 6:15; Mateus 27:14; 14:23; 26:36; Marcos 1:35; 6:46; Lucas 6:12; 9:28; 22:32; João 17:9)
j. Indignado com o pecado. (Mat. 23; 21:13; Marcos 11:17)
3. Ele tinha atitudes apropriadas para com os ouvintes. Ele:
a. Amou-os. (João 11:35-36)
b. Reprovou-os. (Lucas 9:37-43)
c. Se associou a eles. (Mateus 9:9-13)
d. ansiava por eles. (Mateus 23:37-39)

III. Algumas Chaves Para Uma Boa Pregação

A. Bom estudo e preparação.
1. Ideias básicas para um bom estudo.
a. Observação: O que a passagem diz?
b. Interpretação: o que significa a passagem?
c. Aplicação: Como a passagem se relaciona comigo?
d. Comunicação: Como eu relaciono o significado da passagem para os outros?
2. Dez regras para um bom estudo.
a. Aceite a Bíblia como a palavra de Deus.
b. Espere aprender e entender.
c. Ame a verdade e desejo de conhecer e fazer isso.
d. Seja mente aberta. Mostre o motivo certo.
e. Seja diligente e metódico.
f. Respeite as divisões da Bíblia.
g. Considere o contexto.
h. Reúna todas as instruções sobre um determinado assunto.
i. Lembre-se de orar.
j. Não vá à palavra para provar uma conclusão. Deixe que ela te ensine.
3. Algumas ajudas para o seu estudo.
a. Várias versões da Bíblia.
b. Concordâncias, dicionários, estudos bíblicos de palavras.
c. Comentários e trabalhos de referência.
d. Estudos tópicos.
e. Estudos de evidências.

B. Boa apresentação.
1. Algumas sugestões práticas
a. Esposa ao marido: “Abotoe o seu paletó para que sua barriga não seja a parte mais proeminente do seu sermão”
b. "X-Y-Z." (Examine seu zíper)
2. Algumas sugestões reais.
a. Tenha a atitude certa. (2 Timóteo 2:14,16-18, 21-26)
b. Tenha os motivos certos. (1 Timóteo 3:5)
c. Tenha persistência e paciência. (2 Timóteo 4:1-5)
d. Comece a lição corretamente.
e. Apresente a Bíblia como a palavra de Deus. (2 Pedro 1:16-21)
f. Ensine a verdade através da verdade já conhecida, ou seja, explicar o novo e desconhecido pelo familiar e conhecido.
g. Faça sua conclusão pessoal e decisiva. (Atos 26:29)

C. Vida santa.
1. Como um mensageiro da palavra de Deus, você deve estar vivendo de acordo com a Sua vontade.
2. Duas coisas que um pregador deve sempre considerar são encontradas em 1 Timóteo 4:16.
a. Ele deve ter cuidado de si mesmo. Se não, sua atitude e conduta podem reprovar completamente o que ele está pregando.
b. Ele deve prestar atenção ao seu ensino. Ele deve ensinar a verdade.
3. O pregador deve ser “um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza” (1 Timóteo 4:12).

Conclusão: Para que sua pregação seja eficaz, tenha sinceridade na apresentação, clareza na linguagem, adequação do material, simplicidade da lição e brevidade do sermão.


Gostou Desse Esboço? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem