28 de abril de 2015

Lições da Vida de Adão e Eva
Lições da Vida de Adão e Eva
Texto: Gênesis 3:20
Assunto: Biografia
Título: Lições da Vida de Adão e Eva
Proposição: Neste estudo vamos observar algumas lições da vida de Adão e Eva. 1) Deus é nosso criador. 2) Os mandamentos de Deus são para o nosso benefício. 3) Satanás é nosso inimigo. 4) O pecado separa o homem de Deus.
Objetivos: Cada ouvinte deve ser capaz de aplicar essas lições da história de Adão e Eva em Gênesis 1-3.
Alvo: Avaliar os três primeiros capítulos da Bíblia especificamente como se aplica para o homem e para aprender a não repetir os erros que foram cometidos por Adão e Eva.

Introdução:

1. Leia: Gênesis 3:20
2. Sobre o Texto:
a. Adão e Eva foram os primeiros homem e mulher criados por Deus.
b. Eles viveram no Jardim do Éden, um paraíso criado para eles por Deus.
c. Deus criou Adão e Eva perfeito, mas com a possibilidade de escolher livremente.
d. Eles tinham tudo o que precisavam, até Satanás chegar e destruir tudo.
e. Eva foi tentada e violou a uma proibição que Deus lhes deu.
f. Como resultado, eles foram expulsos do Jardim do Éden.
3. Sobre nós.
a. A história de Adão e Eva é a nossa história também.
b. Quando nascemos, somos perfeitos.
c. Mas a influência de Satanás nos faz pecar.
d. As lições que aprendemos com Adão e Eva são lições que podem ser aplicadas diretamente para nossas vidas hoje.

I. Deus é nosso Criador

1. Deus criou Adão e Eva. Genesis 1:27
a. Ele criou Adão do pó da terra. Genesis 2:7
b. Eva ele criou a partir de uma costela de Adão. Genesis 2:21-22
c. Ele os colocou em uma habitação perfeita. Genesis 2:8-9
a) Deu-lhes abundância de alimentos para comer.
b) Ele lhes deu belos cenários.
d. Ele deu-lhes companheirismo pessoal. Genesis 2:18
e. Ele lhes deu a Sua própria comunhão. Genesis 3:8
2. Ser o nosso criador significa muito mais do que ser o nosso fabricante.
a. Deus não é um engenheiro, mas um artista.
b. Ele sustenta. Colossenses 1:17 "Ele é antes de todas as coisas, e nele subsistem todas as coisas".
c. Ele prove. Atos 17:24-26 "O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; nem tampouco é servido por mãos humanas, como se necessitasse de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, a respiração e todas as coisas; e de um só fez todas as raças dos homens, para habitarem sobre toda a face da terra, determinando-lhes os tempos já dantes ordenados e os limites da sua habitação"
d. Ele nutre. Atos 14:17 "Contudo não deixou de dar testemunho de si mesmo, fazendo o bem, dando-vos chuvas do céu e estações frutíferas, enchendo-vos de mantimento, e de alegria os vossos corações"
3. Ele sabe o que é melhor para nós.
a. Ele sabe o que é bom para nós.
b. Ele sabe o que é ruim para nós.

II. Os mandamentos de Deus são para o nosso benefício

1. Deus deu alguns mandamentos para Adão e Eva.
a. Gênesis 2:15-17 "Tomou, pois, o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e guardar. Ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim podes comer livremente; mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dessa não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás".
b. Eva sabia desse mandamento também. Gênesis 3:2-3 "Respondeu a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim podemos comer, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais"
c. A ordem de não comer da árvore não estava lá para machucar Adão e Eva ou para tirar algo deles de um espírito malicioso.
d. O mandamento estava lá para o benefício e proteção deles.
e. Enquanto eles foram obedientes a este mandamento, disfrutaram da comunhão de Deus.
2. A obediência aos mandamentos de Deus traz vida e comunhão.
a. João escreve a respeito dos mandamentos de Deus: "Porque este é o amor de Deus, que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são penosos" (1 João 5:3). Onerosos, incomodo, muito difícil de realizar.
b. A obediência aos mandamentos de Deus traz a salvação. Hebreus 5:8-9 "ainda que era Filho, aprendeu a obediência por meio daquilo que sofreu; e, tendo sido aperfeiçoado, veio a ser autor de eterna salvação para todos os que lhe obedecem"
c. Nossa obediência aos mandamentos de Deus nos permite desfrutar da comunhão de Deus também. 1 João 1:7 "mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus seu Filho nos purifica de todo pecado"
3. A desobediência aos mandamentos de Deus traz a morte e a separação.
a. A desobediência aos mandamentos de Deus traz fardos difíceis. A vida do filho pródigo ilustra isso. Lucas 15:16 "E ele desejava encher o estômago com as alfarrobas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava nada"
b. A desobediência leva alguém a perder sua alma para sempre. Hebreus 2:2-3a "Pois se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda transgressão e desobediência recebeu justa retribuição, como escaparemos nós, se descuidarmos de tão grande salvação?"
c. Aqueles que são desobedientes não desfrutam da comunhão de Deus, mas a ira de Deus. Efésios 5:6 "Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência"

III. Satanás é nosso inimigo

1. Satanás mente.
a. Deus disse: "tu certamente morrerás".
b. Satanás disse: "tu não morrerás".
c. Ele é o pai da mentira. "Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira" (João 8:44).
2. Ele pode parecer amigável.
a. 2 Coríntios 11:14 "E não é de admirar, porquanto o próprio Satanás se disfarça em anjo de luz"
b. Ele não foi até Eva como um inimigo, mas como um amigo, desejando que ela fosse sábia.
c. Ele não foi para tentar Jesus como um inimigo, mas como alguém que supostamente estava querendo o bem-estar de Jesus. (Comer pão, Anjos salvar, dá todos os reinos para você)
3. Ele pode até usar a verdade para seus próprios dispositivos.
a. Satanás citou as escrituras para Jesus em Mateus 4:6 “porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito; e: eles te susterão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra”. Salmo 91:11-12.
b. Ilustração veneno para ratos.
4. Esteja ciente que ele é nosso inimigo.
a. Ele é o nosso adversário / inimigo. 1 Pedro 5:8-9 "Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar; ao qual resisti firmes na fé, sabendo que os mesmos sofrimentos estão-se cumprindo entre os vossos irmãos no mundo".
b. Devemos tomar toda a armadura de Deus e batalha contra ele. Efésios 6:11 "Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais resistir às ciladas do diabo"
c. Temos que resistir a ele. Tiago 4:7 "Sujeitai-vos, pois, a Deus; mas resisti ao Diabo, e ele fugirá de vós"

IV. O pecado separa o homem de Deus

1. O resultado do pecado de Adão e Eva foi a separação de Deus.
2. O pecado não trazer nenhuma das coisas que Satanás diz que vai trazer.
a. O pecado não traz alegria duradoura. Hebreus 11:25 "escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus do que ter por algum tempo o gozo do pecado"
b. O pecado não traz sabedoria; é loucura.
a) Provérbios 14:9 "A culpa zomba dos insensatos; mas os retos têm o favor de Deus”.
b) Provérbios 24:9 "O desígnio do insensato é pecado; e abominável aos homens é o escarnecedor"
c. O pecado não traz honra, mas reprovação e vergonha. Provérbios 14:34 "assim sobrevirá a tua pobreza como um salteador, e a tua necessidade como um homem armado"
d. O pecado não traz o amor verdadeiro. 1 João 3:10 "Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do Diabo: quem não pratica a justiça não é de Deus, nem o que não ama a seu irmão"
3. O pecado traz a morte. Romanos 6:23 “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor”.
4. O pecado traz sofrimento. Salmo 32:10 "O ímpio tem muitas dores, mas aquele que confia no Senhor, a misericórdia o cerca"
5. O pecado indica que você é do diabo. "quem comete pecado é do Diabo; porque o Diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo" (1 João 3:8).

Conclusão:

1. Vamos aprender as lições de Adão e Eva.
a. Deus é nosso criador.
b. Os mandamentos de Deus são para o nosso benefício.
c. Satanás é nosso inimigo.
d. O pecado só leva a separação de Deus.
2. Convite
a. Se você é um cristão, mas se afastou...
a) Você ouviu as lições de Adão e Eva hoje?
b) Os mandamentos de Deus são para o seu benefício. Por que rejeitá-los neste momento.
c) Arrependa-se.
b. Se você não é um cristão, esta noite...
a) Você está separado de Deus.
b) Você precisa se reconciliar com ele hoje.
c) Preste atenção o plano que ele tem para a salvação do homem hoje!
1) Ouça a palavra; Romanos 10:17 "A fé vem pelo ouvir. . . "
2) Creia de todo o coração; Hebreus 11:6 "Porque sem fé é impossível..."
3) Se arrependa dos seus pecados (Atos 17:30).
4) Confesse Jesus como o Filho de Deus (Mateus 16:16).
5) Seja batizado para a remissão de seus pecados (Marcos 16:15-16).

Pr. Aldenir Araújo

22 de abril de 2015

O Que Significa Ser um Cristão Carnal?
O Que Significa Ser Um Cristão Carnal?
Texto: I Coríntios 3:1-5

Introdução: Alguns dos melhores exemplos de por que alguém deveria ser um cristão pode ser encontrado na forma como alguns cristãos vivem suas vidas.

Da mesma forma, alguns dos piores exemplos de por que alguém não deveria ser um cristão pode ser encontrado na forma como alguns cristãos vivem suas vidas.

Com estas duas verdades, muitas atitudes sobre o cristianismo são formadas, infelizmente, muitas vezes com consequências mortais.

A Bíblia se refere aos cristãos que são um mau exemplo para o cristianismo como cristãos carnais. Portanto, vamos examinar o que significa ser um cristão carnal?

O Que Significa A Palavra Carnal?

A palavra carnal é comumente definida como: adj. Relativo à natureza animal: prazer carnal, especialmente sexuais. "O desejo carnal" Que diz respeito à carne (por oposição ao espírito).

A Bíblia define a palavra carnal como: "sarkikos", pertencente a carne, ou seja, (por extensão) do corpo, ou (por implicação) animal, temporais, não regenerado - mundano.

Por essas duas definições, vemos que a palavra carnal descreve algo que diz respeito a carne ou de natureza física. A Bíblia acrescenta a isso a ideia de ser temporal, o que significa que é terreno e temporário e não celestial ou eterno.

O Que É Um Cristão Carnal?

Com essas definições em mente, um cristão carnal seria um cristão que se comporta de maneiras que são motivadas por desejos carnais. Estes desejos são descritos pela Bíblia como sendo de origem humana, não de Deus, e demonstrada em paixões humanas. Estes três são concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba (1 João 2:15-16).

Estes desejos são o que nos afastam de Deus e nos tenta para o pecado. Da mesma forma, essas paixões são o que Satanás usa para nos atrair para o pecado. Vemos o primeiro uso desses desejos no Jardim do Éden, em (Gênesis 3:1-6).

Nesta passagem, Satanás seduziu Eva, dizendo-lhe que o que Deus disse a respeito de comer da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal não era verdade. Quando sua mente foi alterada, ela queria o fruto por três razões. Ela viu que o fruto era bom para comer por causa de sua fome (concupiscência da carne). Ela viu que era agradável aos olhos na aparência (concupiscência dos olhos). E ela o desejou para torna-la sábia como Deus (soberba da vida). Infelizmente, ela ouviu Satanás, comeu o fruto junto com seu marido, e o pecado entrou na humanidade.

Da mesma forma, avançando vários milhares de anos, vemos a mesma abordagem utilizada por Satanás com Jesus em Lucas 4:1-13. Nesta passagem, Satanás tentou seduzir Jesus, dizendo-lhe que, se Ele era de fato o Filho de Deus ele deveria transformar uma pedra em pão por causa de Sua fome de 40 dias de jejum (concupiscência da carne). Satanás então tentou seduzir Jesus levando-o a um monte alto e dizendo-lhe que se ele se inclinasse e adorasse Satanás, ele poderia ter tudo o que estava vendo (concupiscência dos olhos). Finalmente, Satanás colocou Jesus no alto do templo e tentou seduzi-lo, dizendo-lhe que se ele era o Filho de Deus, deveria se jogar do pináculo do templo, porque está escrito que os anjos iriam pegá-lo (o orgulho da vida).

Nós aprendemos com esses eventos que, ao contrário de Eva, Jesus usou as Escrituras cada vez que Satanás tentou seduzi-lo, mesmo quando Satanás usou a Escritura fora do contexto. Este é o lugar onde os cristãos carnais tropeçam e caem. Eles não sabem o que a Bíblia diz, ou sabem e a ignora quando se trata de paixões carnais. Isso demonstra nenhum amor a Deus ou ao nosso próximo.

Quais São Os Exemplos Bíblicos De Cristãos Carnais?

A passagem mais notável é quando Paulo se dirigiu à igreja em Corinto como segue:

“E eu, irmãos não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a criancinhas em Cristo. Leite vos dei por alimento, e não comida sólida, porque não a podíeis suportar; nem ainda agora podeis; porquanto ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja e contendas, não sois porventura carnais, e não estais andando segundo os homens? Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; não sois apenas homens? Pois, que é Apolo, e que é Paulo, senão ministros pelos quais crestes, e isso conforme o que o Senhor concedeu a cada um? ” I Coríntios 3:1-5

Nesta passagem, Paulo havia acabado de falar sobre como as pessoas não salvas não conseguia entender a Bíblia, nem tomar decisões sensatas, porque eles não tinham a sabedoria do Espírito Santo (1 Coríntios 2). Paulo chamou o homem não salvo de homem natural. Paulo continuou em 1 Coríntios 3, dizendo que ele não poderia falar coisas espirituais para esses cristãos porque eles eram carnais em seus pensamentos.

Paulo passou a descrever como ele os havia treinado nas coisas básicas, mas eles não tinham crescido em sua fé, portanto eles só poderiam lidar com o "leite" da Palavra e não a "carne" da Palavra. Quando Paulo usou essas palavras, ele estava fazendo uma comparação entre um bebê e um adulto. Estes cristãos ainda eram bebês e ainda não tinham aprendido os ensinamentos simples das Escrituras (1 Coríntios 3:1-2).

A imaturidade destes cristãos resultou em comportamentos que eram baseados em motivações carnais, ou carnais. Eles tinham inveja um do outro, contendiam e a igreja se dividiu. Ele passou a descrever como eles tinham se espalhado para o que chamaríamos hoje de denominações. O resultado desse cristianismo carnal foi que eles estavam se comportando como os não-crentes (1 Coríntios 3:3).

Ser carnal, como cristãos, não se limitou à igreja em Corinto. Até mesmo o apóstolo Paulo por vezes lutou com isso (Romanos 7:7-25). Ele descreveu como era uma luta constante, lutar contra as motivações carnais dentro dele. As coisas que ele sabia que não deveria fazer, ele fez, e as coisas que ele sabia que deveria fazer, ele não fez.

O Que Deus Diz Sobre Ser Carnal?

A Bíblia nos diz que o pendor da carne é um inimigo de Deus (Romanos 8:7). É o mesmo pensamento que os não-crentes têm e é um resultado da queda do homem no pecado (Gênesis 3:15). Deus nos diz que o remédio para um cristão carnal é lembrar que Cristo morreu por nós e vai nos ressuscitar. Devido a isso, devemos procurar viver para Ele porque Ele nos amou primeiro (1 João 4:19) e devemos a nossa salvação a Ele (Romanos 8:10-17).

Finalmente, ser carnal não só mostra que não apreciamos o que Cristo fez por nós, isso mostra aos não-cristãos que ser cristão não é diferente de qualquer outra pessoa. Isso geralmente resulta em os não-crentes olharem para os cristãos como hipócritas. Pior ainda, eles veem Cristo como nada de especial ou diferente de qualquer outra figura religiosa. Infelizmente, esse pensamento, veda sua morte e deve quebrar o coração de cada pessoa que se diz cristão.

Conclusão: A Bíblia chama um crente que age como um não-crente de cristão carnal. A palavra carnal significa temporal ou terrestre. Comportamentos carnais são aqueles que são motivados pela concupiscência dos olhos, concupiscência da carne e a soberba da vida. A Bíblia dá vários exemplos de cristãos carnais, incluindo uma confissão de Paulo que ele lutou com os desejos carnais. Ser carnal demonstra que nós não amamos a Deus ou ao próximo e leva os outros a acreditar que ser um crente e seguidor de Cristo é inútil.

Pr. Aldenir Araújo

21 de abril de 2015

Queimem Os Navios
Queimem Os Navios
Texto: Hebreus 11:24-28
Introdução: Em 21 de abril, no ano de 1519, o explorador espanhol Hernando Cortez navegou no porto de Vera Cruz, no México. Ele levou consigo apenas cerca de 600 homens. Nos próximos dois anos, suas forças em número bem menor foram capazes de derrotar Montezuma e todos os guerreiros do império asteca, tornando Cortez, o conquistador de todo o México. Como esta incrível façanha foi realizada, quando duas expedições anteriores não tinham conseguido estabelecer uma colônia em solo mexicano? Aqui está o segredo. Cortez sabia que ele e seus homens enfrentariam desafios incríveis. Ele sabia que o caminho diante deles seria perigoso e difícil. Ele sabia que seus homens seriam tentados a abandonar a sua missão e voltar para a Espanha. Assim que Cortez e seus homens chegaram em terra e descarregaram as suas disposições, ele ordenou que toda a sua frota de onze navios fosse destruída. Seus homens se apresentaram na praia e viram a única possibilidade de recuo queimada e afundada. Daquele ponto em diante, eles sabiam que não havia retorno, não tinha volta. Nada estava por trás deles, mas o vazio oceano. A única opção era ir para a frente, vencer ou morrer.[post_ad]No reino espiritual surgem ocasiões quando você e eu devemos decidir queimar os navios. Durante esses momentos fazemos um compromisso de seguir em frente com Cristo. Durante esses momentos fazemos um compromisso de viver para Deus. Durante esses momentos nós decidimos que a fé vale a pena o esforço. Hoje olhamos para um homem que queimou os navios do seu passado e decidiu viver para Jesus Cristo e o reino de Deus. Olhe para o texto! "Pela fé Moisés, sendo já homem, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus do que ter por algum tempo o gozo do pecado, tendo por maiores riquezas o opróbrio de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa. Pela fé deixou o Egito, não temendo a ira do rei; porque ficou firme, como quem vê aquele que é invisível. Pela fé celebrou a páscoa e a aspersão do sangue, para que o destruidor dos primogênitos não lhes tocasse". Hebreus 11:24-28
 
Este é um assunto oportuno. Alguns de vocês estão considerando seguir a Jesus Cristo. Para que isso aconteça você deve queimar alguns navios em sua vida. Alguns de vocês estão considerando uma decisão em seu relacionamento com Deus. Para que isso aconteça você deve queimar alguns navios em sua vida. Para que você faça o que Deus deseja, existem alguns navios que devem ser queimados. A questão permanece, você vai fazer o que Deus deseja? Jesus uma vez falou algumas palavras que revela essa verdade. Ele disse: "Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás é apto para o reino de Deus'' Lucas 9:62 Vamos ver o que podemos aprender com Moisés sobre queimar os navios.

I. Quando queimamos os navios, há uma decisão que deve ser feita.

Algumas decisões são fáceis.
• A decisão de ir para a cama descansar é fácil.
• A decisão de comer uma refeição é fácil.
• A decisão de tomar um copo de água é fácil.
Algumas decisões são difíceis.
• A decisão de ir ao dentista é difícil.
• A decisão de fazer uma dieta é difícil.
• A decisão de fazer uma cirurgia é difícil.
A decisão de viver para Deus pode ser uma decisão difícil. Trata-se de questões eternas. Trata-se de mudança. Trata-se de pressão. Trata-se de uma mudança de estilo de vida. Trata-se de um cabo de guerra entre dois mundos. Observe a decisão que Moisés enfrentou.
• No Egito, ele tinha honra. Com o povo de Deus ele enfrentou a humilhação.
• No Egito, ele tinha todos os prazeres da vida. Com o povo de Deus ele enfrentou perseguição.
• No Egito, ele desfrutava de riquezas. Com o povo de Deus ele enfrentou o ridículo.
A decisão de viver para Deus é uma decisão convincente. Algumas decisões são tão convincentes que devem ser feitas ou enfrentar consequências terríveis.
A decisão de viver para Deus é uma decisão de mudança de vida. As três primeiras palavras do versículo 24 contam a história. Ele diz: "Pela fé Moisés". Moisés tomou a decisão. Essa decisão mudou para sempre a vida de Moisés. Ele mudou suas prioridades. Ele mudou seus amigos. Ele mudou seus valores. Ele mudou sua perspectiva.
 
Ilustração: William P. Barker fala de um mecânico na Ford Motor Company, em Detroit, que se tornou um cristão. Ele respondeu ao convite de Jesus e foi batizado. A medida que o Espírito Santo começou a renovar este homem, ele se tornou condenado por sua necessidade de fazer a restituição de algumas peças e ferramentas que ele havia roubado da empresa antes de se tornar um cristão. Assim, na manhã seguinte, ele levou todas as ferramentas e peças de volta ao seu empregador. Ele explicou como ele tinha acabado de ser batizado e pediu perdão ao seu chefe. Esta foi, uma virada incrível de acontecimentos que o Sr. Ford, que estava visitando uma fábrica na Europa na época, foi notificado dos detalhes do acontecimento e solicitado a sua resposta. O sr. Ford retornou imediatamente um telegrama com a sua decisão: "Represe o Rio Detroit, e batize toda a cidade"
A decisão de seguir a Cristo é uma decisão desafiadora e uma decisão maravilhosa que vai mudar sua vida.

II. Quando decidimos queimar os navios existe uma pressão que temos de superar.

Esta pressão atrapalha nossa caminhada com Deus. A pressão a que me refiro são as coisas que experimentamos neste mundo.
A. Olhe para a pressão que Moisés enfrentou.
1. Moisés tinha o poder em suas mãos. Ele foi criado pela filha do Faraó. Faraó era o líder do Egito. (24) Eles eram como a família real. Todo o governo estava centrado em torno deles. O faraó governante tinha autoridade absoluta. Abraham Lincoln disse uma vez "Quase todos os homens podem suportar a adversidade, mas se você quer testar o caráter de um homem, dê-lhe poder".
2. Moisés tinha todos os prazeres da realeza (25). Não há nada de intrinsecamente errado com prazer. No entanto, ele pode dividir sua lealdade. Pode ganhar o seu foco.
Benjamin Franklin disse uma vez "Muitos homens pensam que está comprando o prazer, quando eles realmente estão vendendo a si mesmo como escravo dele"
3. Moisés tinha riquezas abundantes (26) à sua disposição. Não há nada de intrinsecamente errado com o dinheiro, contanto que o possuímos e ele não nos possua. Há dois versos em I Timóteo que explica a atitude de Deus sobre a riqueza. O primeiro versículo identifica o problema real. A Bíblia diz: "Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males, para que alguns se desviaram da fé em sua ganância, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores." I Timóteo 6:10 Note que este versículo nos diz "o amor ao dinheiro é raiz de todos os males".
O segundo verso discute a atitude de Deus sobre as pessoas ricas.
"Ordene aos que são ricos no presente mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que nos dá abundantemente todas as coisas para desfrutar" I Timóteo 6:17
4. Moisés enfrentou a autoridade do rei. O versículo 27 nos diz que Moisés não temeu a ira do rei.
B. Poder, prazer, dinheiro e autoridade pode dificultar a nossa fé, nos deixar vazios e comprometer os dons maravilhosos que Deus tem para nós. Estas são algumas das pressões que enfrentamos quando nós procuramos viver pela fé em nosso mundo.

III. Quando queimamos os navios, devemos ser motivados pela recompensa.

No versículo 26, encontramos uma frase importante. A frase é "ele olhou para a recompensa". Moisés foi motivado pela recompensa daquilo que Deus tinha preparado para ele. Qual era a recompensa? Deus tinha cinco recompensas reservadas para Moisés. Ele também tem estas para você.
• Deus ofereceu-lhe um lugar para pertencer. Ele tinha um lugar com o "povo de Deus" (vs. 25).
• Deus ofereceu-lhe um propósito. Ele iria conduzir o povo de Deus (25).
• Deus ofereceu-lhe uma promessa (26). Ele olhou para a recompensa.
• Deus ofereceu-lhe uma paixão de viver (27). Moisés passou seus dias adorando a Deus e lembrando da sua bondade.
• Deus ofereceu-lhe viver debaixo de um poder. No versículo 29, ele diz que eles passaram "através" do Mar Vermelho.
Moisés rejeitou a riqueza, o poder, o prazer e os privilégios do Egito, porque eles não ofereciam a satisfação que ele encontrou em seguir a vontade de Deus. A satisfação da vontade de Deus superou as atrações do Egito.
Moisés viu as promessas de Deus como melhores do que as coisas que ele recebeu no Egito.
Moisés preferia um pouco de Deus do que a riqueza, riqueza, poder e autoridade do Egito.
Há alguns navios que precisam ser queimados em sua vida?
• Pode ser o navio da desobediência!
• Pode ser o navio das desculpas!
• Pode ser o navio da culpa!
• Pode ser o navio de viver os velhos hábitos!
 
Conclusão: Que possamos queimar os navios que nos impedem de seguir em frente com Deus. Ele tem grandes recompensas reservadas para aqueles que obedientemente o segue.
 
Pr. Aldenir Araújo
Lições Do Jovem Rico
Lições Do Jovem Rico
Texto: Marcos 10:17-22
Assunto: Atitudes
Título: Lições do Jovem Rico
Proposição: Estudar a história do jovem rico e observar quatro lições particulares.
Objetivos: Cada pessoa deve ser capaz de explicar estes quatro elementos desta história.
Alvo: Fazer com que todos pensem sobre a situação e se há alguma coisa em sua vida que está entre você e Deus

Introdução:

1. Leia: Marcos 10:17-22
2. Sobre o Texto:
a. Jesus estava perto do rio Jordão, quando esse evento ocorreu (versículo 1).
b. Quando Jesus ia seguir caminho para outro lugar, um jovem rico foi correndo até ele com uma pergunta.
c. O jovem rico queria saber o que fazer para herdar a vida eterna.
d. Ele foi buscar a salvação.
e. Jesus respondeu à sua pergunta, embora não foi a resposta que ele estava esperando.

I. O jovem rico foi a fonte certa

1. Ele reconheceu que Jesus era o único a quem ele precisava para obter respostas espirituais.
2. João 8:24 "Por isso vos disse que morrereis em vossos pecados; porque, se não crerdes que eu sou, morrereis em vossos pecados"
3. Atos 4:12 "E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos"
4. 1 Timóteo 2:5-6 "Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, o qual se deu a si mesmo em resgate por todos, para servir de testemunho a seu tempo"
5. Ele até teve a atitude certa, ele correu, ele se ajoelhou. Ele parecia ser sincero.

II. O jovem rico fez a pergunta certa e recebeu uma resposta certa

1. "O que devo fazer para herdar a vida eterna?"
a. A mesma pergunta foi feita em Atos 2:37 "Que faremos, irmãos?"
b. Saulo fez esta pergunta em Atos 9:6: "Senhor, que queres que eu faça?"
c. O carcereiro disse em Atos 16:30: "O que devo fazer para ser salvo?"
2. Esta é uma pergunta que muitos fazem hoje na religião.
a. Alguns dizem que não há nada que se possa fazer para herdar a vida eterna.
b. Há outros que dizem que você deve fazer certas ações para merecer a sua salvação.
c. A verdade é que temos que obedecer, mas isso não nos faz merecer a nossa salvação. Atos 2:40 "Salvai-vos desta geração perversa."
d. Filipense 2:12 "De sorte que, meus amados, do modo como sempre obedecestes, não como na minha presença somente, mas muito mais agora na minha ausência, efetuai a vossa salvação com temor e tremor"
3. A resposta de Jesus aqui foi consistente com a verdade a esse respeito.
a. Jesus diz ao jovem rico para obedecer aos mandamentos de Deus.
b. Esta foi a primeira resposta de Jesus à pergunta do jovem rico.
c. Hoje, temos a mesma obrigação de obedecer a Deus.
d. 1 João 5:2-3 "Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus, se amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos. Porque este é o amor de Deus, que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são penosos".
e. Não deve haver nenhuma dúvida em nossas mentes que quando se trata de vida eterna, é preciso obedecer a Deus.
f. Não houve, no entanto, um elemento adicional que esse homem precisava para ser salvo.

III. O jovem rico recebeu uma segunda resposta

1. A resposta do jovem rico para Jesus foi que ele tinha feito todas estas coisas desde a sua juventude.
2. Parece que ele estava dizendo a verdade, porque o texto diz que Jesus o amou.
3. Foi a segunda resposta, no entanto, este homem não estava esperando a resposta que Jesus deu - vai vende tudo quanto tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, segue-me.
a. Será que isso significa que devemos vender tudo o que temos e dá aos pobres?
b. Não necessariamente.
c. Jesus estava chamando este homem a renunciar uma coisa que estava entre ele e Deus.
d. Com a gente, pode ser outra coisa.
e. O que é, só nós podemos dizer.
4. Jesus pediu ao homem que se dedicasse a Ele sem reservas.
a. Mateus 6:33
b. Mateus 16:24-26 "Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me; pois, quem quiser salvar a sua vida por amor de mim perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á. Pois que aproveita ao homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua vida? Ou que dará o homem em troca da sua vida?"
c. Devemos dedicar tudo o que temos a Deus.

IV. O jovem rico, aparentemente, não estava disposto a fazer as mudanças que ele precisava fazer

1. A Bíblia diz que ele se retirou triste, porque possuía muitos bens.
a. Ele estava triste: o seu semblante, sua expressão facial mudou de emoção para aflição.
b. Este é o mesmo homem que correu para Jesus e caiu de joelhos na presença de Jesus.
c. Triste: aborrecido, amargurado, chateado.
2. A verdade é que ele não possuía os bens, mas, os bens possuíam ele.
a. Quando estamos possuídos por algo diferente de Deus, Deus vai exigir de nós a renuncia
b. Romanos 6:16 "Não sabeis que daquele a quem vos apresentais como servos para lhe obedecer, sois servos desse mesmo a quem obedeceis, seja do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?"
c. João 8:34 "Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade eu vos digo: todo aquele que comete pecado é escravo do pecado."
3. Assim, o texto diz que ele "retirou-se"
a. O Salvador não teve culpa nisso.
b. Quantas vezes ouvimos as pessoas hoje dizendo: "Se a igreja não fosse tão exigente, então teríamos maiores multidões, respostas e influência!"
c. Esta não foi a escolha de Jesus.
d. Jesus não compromete seus princípios um milímetro para ganhar a influência de um homem rico.
e. De quem é a culpa hoje, quando as pessoas não ouvem a mensagem do evangelho?
f. Gálatas 1:10-12 "Pois busco eu agora o favor dos homens, ou o favor de Deus? Ou procuro agradar aos homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo. Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens; porque não o recebi de homem algum, nem me foi ensinado; mas o recebi por revelação de Jesus Cristo".
4. Devemos estar dispostos a mudar para seguir Jesus.
a. Isso é arrependimento.
b. Lucas 13:3,5 "Não, eu vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis. Ou pensais que aqueles dezoito, sobre os quais caiu a torre de Siloé e os matou, foram mais culpados do que todos os outros habitantes de Jerusalém? Não, eu vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis".
c. Atos 17:30 “Mas Deus, não levando em conta os tempos da ignorância, manda agora que todos os homens em todo lugar se arrependam”

Conclusão:

1. Vamos aprender com este jovem rico que...
a. Jesus é a fonte certa para respostas a questão espiritual.
b. Jesus sempre nos dará a resposta certa para nossas questões espirituais.
c. Jesus sempre nos desafia a renunciar o que está entre nós e Ele.
d. Devemos estar dispostos a fazer as mudanças que precisamos fazer para seguir Jesus.
2. Convite
a. Se você é um cristão, há alguma coisa entre você e Deus?
b. Se você não é um cristão, há algo entre você e Deus - PECADO.
a) Ouça a palavra; Romanos 10:17 "A fé vem pelo ouvir ..."
b) Creia de todo o coração; Hebreus 11: 6 "Porque sem fé é impossível ...".
c) Arrependa-se dos seus pecados (Atos 17:30).
d) Confesse Jesus como o Filho de Deus (Mateus 16:16).
e) Seja batizado para a remissão de seus pecados (Marcos 16:15-16).

Pr. Aldenir Araújo

17 de abril de 2015

Lições Da Vida De Josué
Lições Da Vida De Josué
Texto: Josué 1:1-9
Assunto: Biografia
Título: Lições da Vida de Josué
Proposição: Nesta noite vamos observar brevemente quatro eventos na vida de Josué e tirar algumas lições desses eventos. Vamos observar como o crescimento de Josué no serviço a Deus o transformou em um líder capaz do povo de Deus.
Objetivos: Cada ouvinte deve estar mais familiarizado com a vida de Josué e como Deus usou essa vida para transformar Josué em seu poderoso servo.
Alvo: Encorajar todos a reconhecer que Deus pode usá-los para um grande propósito, se você com fé, livremente e generosamente entregar sua vida a Deus.

Introdução:

1. Leia: Josué 1:1-9
2. Sobre o Texto:
a. A maioria de nós se lembra de Josué como o líder dos filhos de Israel depois que Moisés morreu.
b. Nós também lembramos que ele era um dos doze espiões que entraram na terra de Canaã.
c. Ele foi um dos dois espias que voltaram com um bom relatório depois de espiar a terra. Números 14:6
d. O serviço de Josué para Deus, no entanto, começou muito antes desse dia.
e. Josué foi o único outro homem que foi permitido subir no Monte Sinai, quando Deus deu a lei a Moisés. Êxodo 24:13; 32:17.
f. A primeira menção de Josué está em Êxodo 17:9, onde os israelitas lutaram contra os amalequitas.
g. Vamos observar algumas lições da vida de Josué.
h. O nome Josué é equivalente ao nome de Jesus e significa Deus salva.

Discussão: Nós aprendemos as seguintes lições da vida de Josué...

I. Josué buscou o Senhor em sua juventude.

1. Êxodo 33:11 – Josué é descrito como um homem moço.
2. Eclesiastes 12:1 "Lembra-te do teu Criador ...".
3. Exemplo de Jesus em Lucas 2:49 "o negócio do pai"

II. Em seu zelo, Josué cometeu um erro no discernimento.

1. Números 11:24-30
2. João, o apóstolo, uma vez cometeu o mesmo erro. Marcos 9:38-40
3. Devemos ter cuidado para que o nosso zelo seja temperado com paciência, conhecimento e amor.

III. Josué expressou grande fé em Deus.

1. Números 14:5-10
2. Como resultado, Deus o recompensou, mas puniu aqueles que não creram.
3. Temos a mesma obrigação hoje de perceber e mostrar a mesma fé em Deus.
4. Mateus 17:20 "Disse-lhes ele: Por causa da vossa pouca fé; pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele há de passar; e nada vos será impossível"

IV. Devido a fé e o serviço de Josué, Deus usou Josué para realizar uma grande obra.

1. Deuteronômio 31:7
2. Josué 1:1-9
3. Quando dedicamos nossa vida a Deus, Ele nos usará para realizar grandes coisas para ele também.
4. Isso não significa necessariamente que vai acontecer da noite para o dia. "Pela vossa perseverança ganhareis as vossas almas" Lucas 21:19.
5. É um serviço ao longo da vida. Marcos 8:35 "Pois quem quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, salvá-la-á"
6. Romanos 12:1-2

Conclusão:

1. Lembremo-nos destas lições da vida de Josué.
a. Ele buscou a Deus em sua juventude.
b. Ele era zeloso, mas cometeu erros.
c. Ele expressou grande fé em Deus.
d. Deus usou Josué para realizar uma grande obra.
2. Se nós entregarmos a Deus como fez Josué, então Deus operará poderosamente em nossas vidas também.
3. Convite
a. Se você é um cristão, mas se afastou
1) Você está permitindo que Deus use sua vida para seus propósitos, ou você está vivendo para si mesmo?
2) Nós convidamos você a voltar para ele hoje.
b. Se você não é um cristão, esta noite...
1) Comece entregando a sua vida a Deus hoje.
2) Preste atenção ao plano que ele tem para a salvação do homem hoje!
a) Ouça a palavra; Romanos 10:17 "A fé vem pelo ouvir ..."
b) Creia de todo o coração; Hebreus 11:6 "Porque sem fé é impossível ...".
c) Se arrependa dos seus pecados (Atos 17:30).
d) Confesse Jesus como o Filho de Deus (Mateus 16:16).
e) Seja batizado para a remissão de seus pecados (Marcos 16: 15-16).

Pr. Aldenir Araújo

15 de abril de 2015

Lições Da Morte De Arão
Lições Da Morte De Arão
Texto: Números 20:22-29
Assunto: Biografia
Título: Lições da morte de Arão
Proposição: Nesta noite, vamos observar o relato bíblico da morte de Arão. A morte de Arão tem uma mensagem para nós hoje. Devemos aprender essas lições. 1) Deus leva o pecado a sério. 2) Temos um melhor sumo sacerdote. 3) aos homens está ordenado morrerem uma vez. 4) Devemos chorar com os que choram. 5) Deus não faz acepção de pessoas.
Objetivos: Aprender mais sobre Deus e como ele se relaciona com o homem através do exemplo que ele fornece para nós através da morte de Arão.
Alvo: Ajudar todos a compreender como aprender com o Antigo Testamento (Romanos 15:4).

Introdução:

1. Leia: Números 20:22-29
2. Sobre o Texto:
a. Os filhos de Israel estavam no meio da peregrinação no deserto.
b. Moisés tinha que tirá-los do Egito.
c. Arão tinha sido o porta-voz de Moisés durante este tempo.
d. Arão foi então ordenado como sumo sacerdote.
e. Mas o tempo de Arão estava limitado sobre a terra como o tempo de todos os homens é limitado.
f. Era a hora de Arão morrer.
g. Números 33:39 diz que Arão tinha 123 anos no momento da sua morte.
A partir da morte de Arão, aprendemos que...

I. Deus Leva A Sério O Pecado

1. A morte de Arão ocorreu neste momento por causa de seu fracasso com Moisés junto às águas de Meribá.
a. Olhe para os versículos 6-13
b. Arão deixou de fazer o que Deus disse a ele e a Moisés para fazer.
c. Como resultado, Arão não ia entrar na terra prometida.
d. Seu oficio deveria ser transferido para seu filho, Eleazar.
2. Esse fato nos mostra que Deus leva o pecado a sério.
a. Isaías 59:2 “mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados esconderam o seu rosto de vós, de modo que não vos ouça”.
b. Romanos 6:23 “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor”.
c. Provérbios 6:16-19 "Há seis coisas que o Senhor detesta; sim, há sete que ele abomina: olhos altivos, língua mentirosa, e mãos que derramam sangue inocente; coração que maquina projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal; testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos"
3. Nós também devemos levar a sério o pecado.
a. Salmo 97:10 diz: "O Senhor ama aos que odeiam o mal"
b. Salmo 119:104 "Pelos teus preceitos alcanço entendimento, pelo que aborreço toda vereda de falsidade"
c. Provérbios 8:13 "O temor do Senhor é odiar o mal; a soberba, e a arrogância, e o mau caminho, e a boca perversa, eu os odeio"

II. Nós Temos Um Melhor Sumo Sacerdote

1. Arão foi o primeiro sumo sacerdote dos filhos de Israel (Levítico 8:12; 21:10).
a. Ele entrava no Santo dos Santos para aspergir o sangue da expiação de cada ano (Êxodo 30:10).
b. Ele oferecia para o povo e para si mesmo.
c. Mas, mesmo assim, Arão morreu.
2. No livro de Hebreus 7:22-27, lemos: "de tanto melhor pacto Jesus foi feito fiador. E, na verdade, aqueles foram feitos sacerdotes em grande número, porque pela morte foram impedidos de permanecer, mas este, porque permanece para sempre, tem o seu sacerdócio perpétuo. Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, porquanto vive sempre para interceder por eles. Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime que os céus; que não necessita, como os sumos sacerdotes, de oferecer cada dia sacrifícios, primeiramente por seus próprios pecados, e depois pelos do povo; porque isto fez ele, uma vez por todas, quando se ofereceu a si mesmo"
3. Observe então Hebreus 8:1-2 "Ora, do que estamos dizendo, o ponto principal é este: Temos um sumo sacerdote tal, que se assentou nos céus à direita do trono da Majestade, ministro do santuário, e do verdadeiro tabernáculo, que o Senhor fundou, e não o homem"
4. Nós temos um melhor Sumo Sacerdote hoje.

III. Aos Homens Está Ordenado Morrerem Uma Vez

1. Quem foi Arão?
a. Arão era um líder do povo de Israel.
b. Ele era o irmão de Moisés.
c. Ele era o sumo sacerdote.
d. Mas ele ainda era um homem e os homens devem morrer.
2. Gênesis 3:19 "Do suor do teu rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, porque dela foste tomado; porquanto és pó, e ao pó tornarás".
3. Jó 30:23 "Pois eu sei que me levarás à morte, e à casa do ajuntamento destinada a todos os viventes"
4. Salmo 90:10 "A duração da nossa vida é de setenta anos; e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, a medida deles é canseira e enfado; pois passa rapidamente, e nós voamos".
5. Hebreus 9:27 "E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez"
6. Salmo 90:12 "Ensina-nos a contar os nossos dias de tal maneira que alcancemos corações sábios"

V. Devemos Chorar Com Os Que Choram

1. Quando toda a congregação de Israel ouviram falar que Arão estava morto, choraram durante 30 dias.
2. A morte afeta cada pessoa sobre a face da terra.
3. Inclusive afetou Jesus, nosso Senhor.
4. Talvez o versículo mais terno nas escrituras é, "Jesus chorou" (João 11:35).
5. A Bíblia diz que Jesus foi feito semelhante a seus irmãos. Hebreus 2:17 "Pelo que convinha que em tudo fosse feito semelhante a seus irmãos, para se tornar um sumo sacerdote misericordioso e fiel nas coisas concernentes a Deus, a fim de fazer propiciação pelos pecados do povo"
6. Romanos 12:15 "Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram"

V. Deus Não Faz Acepção De Pessoas

1. Percebemos que Arão era (Sumo Sacerdote, irmão e porta-voz de Moisés, Amado do povo, líder).
2. No entanto, ele ainda morreu.
3. O pecado que Arão cometeu não foi ignorado por causa de sua posição, poder ou prestígio.
4. Deuteronômio 10:17 "Pois o Senhor vosso Deus, é o Deus dos deuses, e o Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e terrível, que não faz acepção de pessoas, nem recebe peitas”
5. Atos 10:34 "Então Pedro, tomando a palavra, disse: Na verdade reconheço que Deus não faz acepção de pessoas"
6. Romanos 2:11 "pois para com Deus não há acepção de pessoas"
7. 1 Pedro 1:17 "E, se invocais por Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo a obra de cada um, andai em temor durante o tempo da vossa peregrinação"
8. A punição de Arão por parte de Deus foi feita sem parcialidade.
9. E o perdão de Arão foi sem parcialidade também, e veio através da mesma fonte que somos perdoados - o sangue de Cristo.
10. Hebreus 9:12-15 "e não pelo sangue de bodes e novilhos, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez por todas no santo lugar, havendo obtido uma eterna redenção. Porque, se a aspersão do sangue de bodes e de touros, e das cinzas duma novilha santifica os contaminados, quanto à purificação da carne, quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará das obras mortas a vossa consciência, para servirdes ao Deus vivo? E por isso é mediador de um novo pacto, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões cometidas debaixo do primeiro pacto, os chamados recebam a promessa da herança eterna"

Conclusão:

1. Nós aprendemos com a morte de Arão que...
a. Deus leva o pecado a sério.
b. Temos um melhor sumo sacerdote.
c. Aos homens está ordenado morrerem uma vez.
d. Chorar com os que choram.
e. Deus não faz acepção de pessoas.
2. Convite
a. Se você é um cristão, mas se afastou
1) O juízo está chegando.
2) Você tem levado o seu pecado tão a sério como Deus levou o pecado de Arão?
b. Se você não é um cristão, nesta noite...
1) Deus não vai fazer uma exceção para a sua salvação.
2) Você precisa se lavado no sangue de Jesus hoje!

Pr. Aldenir Araújo

14 de abril de 2015

As Bodas de Caná
As Bodas de Caná
Texto: João 2:1-11
Introdução:
1. A situação ocorreu em um evento alegre, que poderia ser totalmente arruinado. (Reputações destruídas, escândalo, lágrimas, manchetes)
2. O noivo e o governante da festa não tinham solução. A preocupação e o conhecimento de Maria transformaram um desastre em um evento lendário.
3. Existem princípios nesta história que precisam ser observados e levados a sério.

I. Maria conhecia uma fonte que ninguém conhecia

1. Ela viu o desastre nascendo e sua mente naturalmente lembrou de seus recursos pessoais. Seu filho era o Filho de Deus.
2. 2 Reis 7:9 (leprosos, acampamento sírio).
3. Quando vemos o desastre de uma alma perdida lembremo-nos do Salvador.

II. Maria pediu aos servos que obedecessem a Jesus

1. "Fazei tudo quanto ele vos disser", v. 5.
2. Não existe conselho melhor que esse na face desta terra.
3. Porque os servos fizeram o que Jesus mandou, o problema foi resolvido.
4. Como pregador, exorto-vos e ao mundo, "Fazei tudo quanto ele vos disser"

III. A solução de Jesus foi adequada e muito mais

1. O problema foi completamente resolvido, assim como Maria esperava, v. 10.
2. Quando temos necessidades podemos confiar que Jesus é capaz e está disposto a nos ajudar. Mateus 6:33; Salmo 37:25; Filipenses 4:19.

IV. Seus discípulos creram nele

1. Eles creram no Seu ensino por causa do milagre.
2. Como Nicodemos, João 3:2 “Este foi ter com Jesus, de noite, e disse-lhe: Rabi, sabemos que és Mestre, vindo de Deus; pois ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele”
3. Como João colocou, João 20:30-31 “Jesus, na verdade, operou na presença de seus discípulos ainda muitos outros sinais que não estão escritos neste livro; estes, porém, estão escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome”.

Conclusão:
1. Existe um desastre nascendo em sua vida? Se você fosse morrer hoje...?
2. Eu conheço alguém que pode fornecer o que lhe falta.
3. Faça o que ele diz!

Pr. Aldenir Araújo

13 de abril de 2015

Lições Da Vida De José
Lições Da Vida De José
Texto: Gênesis 30:23-24
Introdução
A. O nome de José indica que seu nascimento foi considerado um sinal de coisas futuras grandiosas (Gênesis 30:24).
B. A história da vida de José é uma das mais conhecidas na Bíblia, mas o que a torna tão notável não é o que aconteceu com José, mas como José reagiu a tais circunstâncias. Vamos aprender nesta noite algumas lições da vida de José...

I. De José, aprendemos que a vida nem sempre é justa.

A. José não cresceu em uma família ideal (Gênesis 34; 35:22; 37: 2; 38).
B. Seus irmãos o odiavam sem causa (Gênesis 37: 3-9).
C. José foi maltratado quase o tempo todo (Gênesis 37: 12-28).

II. De José, aprendemos que podemos fazer a coisa certa, não importa as circunstâncias.

A. José não deixou que as circunstâncias ditassem suas ações (Gênesis 39:7-12).
B. José permitiu que a razão (não as emoções) orientasse suas ações (Gênesis 42: 8-24; 43: 24-31; 44: 14-34).
C. Em grande parte, Daniel e seus companheiros sofreram o mesmo que José em suas próprias vidas na Babilônia (Daniel 1: 3-4,8,18-21; 2: 27-30; 6: 1-4).

III. De José, aprendemos que devemos lembrar algumas coisas e esquecer outras.

A. José teve de esquecer algumas coisas amargas (Gênesis 41:51; 50: 15-21).
B. José nunca esqueceu o Deus de seus pais (Gênesis 37: 5-11; 50: 24-26).
C. Deus nunca se esqueceu de José (Gênesis 39: 1-6,20-23).

Conclusão

A. José nos ensina que não devemos deixar que as circunstâncias nos controlem.
B. Ele também nos ensina que não devemos nos exaltar, uma vez que Deus exaltará o fiel em seu devido tempo (Tiago 4:10; Filipenses 2: 5-11)

Pr. Aldenir Araújo

12 de abril de 2015

Lições Da Vida De Moisés
Lições Da Vida De Moisés
Texto: Êxodo 2:1-3
Assunto: Biografia
Título: Lições da Vida de Moisés
Proposição: Observar as quatro lições da vida de Moisés em relação a: 1) Evitar o pecado, 2) Paciência, 3) Desculpas, e 4) Mansidão
Objetivos: Cada um deve sair desse sermão com um pouco mais de conhecimento sobre Moisés e sua vida.
Alvo: Ajudar todos a compreender mais sobre Moisés e o bom exemplo de fidelidade que ele estabelece para nós hoje.
Introdução:
1. Leia: Êxodo 2:1-3
2. Sobre o Texto:
a. Estamos, assim, apresentados ao homem que Deus usou para salvar o povo de Israel da escravidão do Egito.
b. Moisés viveu 120 anos e fornece um grande exemplo para nós de como devemos viver hoje.
c. Sua vida contém muitas grandes lições, além das que estamos discutindo esta noite.
Discussão: A vida de Moisés nos ensina lições a respeito de...

I. Evitar o Pecado

1. Leia Hebreus 11:24-26 "Pela fé Moisés, sendo já homem, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus do que ter por algum tempo o gozo do pecado, tendo por maiores riquezas o opróbrio de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa".
2. Moisés recusou o que provavelmente teria sido uma vida de luxo. Observe Atos 7:22 "Assim Moisés foi instruído em toda a sabedoria dos egípcios, e era poderoso em palavras e obras"
3. Moisés escolheu ser maltratado com o povo de Deus.
a. Observe Êxodo 2:11-15 "Ora, aconteceu naqueles dias que, sendo Moisés já homem, saiu a ter com seus irmãos e atentou para as suas cargas; e viu um egípcio que feria a um hebreu dentre, seus irmãos. Olhou para um lado e para outro, e vendo que não havia ninguém ali, matou o egípcio e escondeu-o na areia. Tornou a sair no dia seguinte, e eis que dois hebreus contendiam; e perguntou ao que fazia a injustiça: Por que feres a teu próximo? Respondeu ele: Quem te constituiu a ti príncipe e juiz sobre nós? Pensas tu matar-me, como mataste o egípcio? Temeu, pois, Moisés e disse: Certamente o negócio já foi descoberto. E quando Faraó soube disso, procurou matar a Moisés. Este, porém, fugiu da presença de Faraó, e foi habitar na terra de Midiã; e sentou-se junto a um poço"
b. Atos 7:24 "E vendo um deles sofrer injustamente, defendeu-o, e vingou o oprimido, matando o egípcio"
c. Ele acabou de sair do Egito para estar com os midianitas, e lá ele continuou a sofrer aflição.
4. E Moisés considerou o vitupério de Cristo por maiores riquezas do que os tesouros do Egito.

II. Paciência

1. Observe Atos 7:25-28 "Cuidava que seus irmãos entenderiam que por mão dele Deus lhes havia de dar a liberdade; mas eles não entenderam. No dia seguinte apareceu-lhes quando brigavam, e quis levá-los à paz, dizendo: Homens, sois irmãos; por que vos maltratais um ao outro? Mas o que fazia injustiça ao seu próximo o repeliu, dizendo: Quem te constituiu senhor e juiz sobre nós? Acaso queres tu matar-me como ontem mataste o egípcio?"
2. Moisés queria ser o libertador para o povo de Israel, mas não no tempo de Deus.
3. Moisés, em seguida, trabalhou por mais 40 anos antes que Deus estivesse pronto para ele. Atos 7:30 "E passados mais quarenta anos, apareceu-lhe um anjo no deserto do monte Sinai, numa chama de fogo no meio de uma sarça"
4. Lucas 8:15 "Mas a que caiu em boa terra são os que, ouvindo a palavra com coração reto e bom, a retêm e dão fruto com perseverança"
5. Salmo 27:14 "Espera tu pelo Senhor; anima-te, e fortalece o teu coração; espera, pois, pelo Senhor"
6. Lucas 21:19 "Pela vossa perseverança ganhareis as vossas almas”.

III. Desculpas

1. Leia Êxodo 3:11-12; 3:13; 4:1-2; 4:10-11; 4:13-14
2. Moisés apresentou desculpas para não querer fazer a vontade de Deus, mas Deus não aceitou de bom grado essas desculpas.
3. Hoje, Deus diz: "Buscai em primeiro lugar..." Mateus 6:33
4. Deus diz: "fazei tudo para a glória de Deus" 1 Coríntios 10:31
5. Quantas vezes dizemos: "Eu não posso, porque ________________?"
6. Nós podemos fazer todas as coisas através de Cristo! Filipenses 4:13
7. Será que estamos buscando nos desculpar de nossas responsabilidades ou nós humildemente nos submetemos a vontade de Deus?

IV. Mansidão

1. Lemos em Números 12:3 "Ora, Moisés era homem mui manso, mais do que todos os homens que havia sobre a terra"
2. Moisés era manso, mas ele não era fraco!
3. Devemos ser humildes, mas não comprometer a verdade de Deus. Moisés nunca fez isso.
a. Em vez disso, vemos Moisés como o homem que estava no Monte Sinai 40 dias e noites.
b. Podemos vê-lo como um líder ousado e corajoso do povo de Deus.
c. Podemos vê-lo como alguém que desafiou a rebelião de Coré, Datã e Abirão.
4. A mansidão é uma característica que todos nós, como cristãos, devemos ter. Observe Mateus 5: 5 "Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra"
5. A mansidão é uma das virtudes listadas do fruto do Espírito. Gálatas 5:23
6. É algo que devemos ter para receber a palavra de Deus. Tiago 1:21 "Pelo que, despojando-vos de toda sorte de imundícia e de todo vestígio do mal, recebei com mansidão a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar as vossas almas”.

Conclusão:

1. A vida de Moisés tem muitas lições a nos ensinar. Vamos aprender sobre essas poucas...
a. Evitar o Pecado
b. Paciência
c. Desculpas
d. A mansidão
2. Convite
a. Se você é um cristão, mas se afastou
1) A vida de Moisés serve como um exemplo de fidelidade e, como tal, o chama de volta a Deus.
2) Moisés não deixou os prazeres deste mundo interferir com suas responsabilidades para com Deus.
b. Se você ainda não é um cristão, esta noite...
1) Seja um neste momento.
2) Preste atenção ao plano que ele tem para a salvação do homem hoje!
a) Ouvir a palavra; Romanos 10:17 "A fé vem pelo ouvir ..."
b) Crer de todo o coração; Hebreus 11:6 "Porque sem fé é impossível ...".
c) Se arrepender dos seus pecados (Atos 17:30).
d) Confessar Jesus como o Filho de Deus (Mateus 16:16).
e) Ser batizado para a remissão de seus pecados (Marcos 16:15-16).

Pr. Aldenir Araújo

11 de abril de 2015

3 Razões Porque Muitos Não Se Arrependem
3 Razões Porque Muitos Não Se Arrependem
Texto: Mateus 11:23
“E tu, Cafarnaum, porventura serás elevada até o céu? até o hades descerás; porque, se em Sodoma se tivessem operado os milagres que em ti se operaram, teria ela permanecido até hoje”.
 
Introdução: Porque tem pessoas que ouve o evangelho e não crê? Porque tem pessoas que recebe milagres de Deus mas não se converte? Porque essas três cidades do texto viram Jesus pessoalmente, ouviram seus ensinamentos, viram ele fazer prodígios, mas mesmo assim não se arrependeram, porque?

I.  Incredulidade

A. Consequências da incredulidade
1. Impossibilita Cristo de fazer uma grande obra. Mateus 13:58
2. Impede as pessoas de crer em Cristo Marcos 16:14[post_ad]3. Leva o homem a condenação eterna. Apocalipse 21:8 “Mas, quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre, que é a segunda morte”

II. Cegueira espiritual

A. Duas coisas gera a cegueira
1. Incapacidade de conhecer a Cristo. João 1:10 “Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu”
2. Resistencia a palavra de Deus. Lucas 4:28-29 “Todos os que estavam na sinagoga, ao ouvirem estas coisas, ficaram cheios de ira e, levantando-se, expulsaram-no da cidade e o levaram até o despenhadeiro do monte em que a sua cidade estava edificada, para dali o precipitarem”.

III. Indiferença a pessoa de Cristo

A. Consequências da indiferença
1. Leva o homem aproximar-se Deus superficialmente. Mateus 15:8 “Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim”
2. Leva o homem a rejeitar a Cristo como salvador. Lucas 10:16 “Quem vos ouve a vós, a mim me ouve; e quem vos rejeita a vós, a mim me rejeita; e quem a mim me rejeita, rejeita aquele que me enviou”
 
Conclusão: Pecado e inferno estão casados, a não ser que o arrependimento anuncie o divórcio

Esboço de sermão enviado por: Mailson Santos | olivercardoso18@hotmail.com

9 de abril de 2015

A Desobediência de um Profeta Novo
A Desobediência De Um Profeta Novo
Texto: 1 Reis 13:1-32

Introdução:

A. Logo após a morte de Salomão, o reino de Israel foi dividido
1. Jeroboão ... Israel
2. Roboão ... Judá
a. Mal conselho seguido
b. Em parte responsável pela divisão

B. Jeroboão instituiu a falsa adoração
1. 1 Reis 12:25-30
2. Ele queria que as pessoas esquecessem Jerusalém
3. Ele queria tornar as coisas fáceis para eles

C. Logo após isso um jovem profeta de Judá foi dirigido por Deus para entregar uma profecia contra o altar de Jeroboão
1. 1 Reis 13:1-3
2. Isto foi literal e precisamente se cumpriu 330 anos depois
3. O cumprimento é visto em 2 Reis 23:15-20

D. Jeroboão estava chateado que o jovem profeta estava lá para causar-lhe problemas
1. 1 Reis 13:4
2. Para se livrar dele, Jeroboão tentou a força, mas o Senhor estava com o jovem profeta
3. Jeroboão a seguir oferece-lhe dinheiro ... 1 Reis 13:7

E. Mas o jovem profeta entendeu a ordem do Senhor
1. 1 Reis 13:8-10
2. Deus disse não fique em Betel - eles haviam se afastado de Deus naquele lugar
3. Deus queria que Seu fiel permanecesse assim - por isso Ele diz não tenha comunhão com eles
4. Este é um princípio do Novo Testamento ... 1 Coríntios 5:11

F. A sedução terrível (1 Reis 13:11-19)
1. O profeta novo resistiu aos convites de Jeroboão, e estava a caminho de casa por um caminho diferente
2. Um profeta velho tinha ouvido falar sobre o jovem profeta e saiu para vê-lo
a. 1 Reis 13:15-18
b. O profeta velho mentiu
c. Assim, o profeta novo foi com o profeta velho

G. A punição anunciada
1. 1 Reis 13:20-22
2. O velho profeta neste momento falou por Deus
3. O velho profeta profetizou que o jovem profeta nunca iria fazer isso em casa
4. O jovem profeta foi morto por um leão (1 Reis 13:29-32)

H. Vejamos agora algumas lições valiosas

I. O povo de Israel primeiro viram o sinal do profeta, então viram o profeta como um sinal (vs. 2-3, 29)

1. Você pode imaginar a surpresa que as pessoas devem ter tido ao ver o profeta sendo levado para a cidade - morto - em um jumento?
2. Eles precisavam entender que este homem, mesmo que ele era um homem de Deus, teve de pagar a pena por sua desobediência
3. Mas eles aprenderam a lição? - 1 Reis 13:33-34
4. O homem sábio aprende com os erros dos outros - ele sabe que não tem que cometer os próprios erros para aprender
5. Não há nada de sábio em aprender da maneira mais difícil

II. Se Satanás não pode pegá-lo de uma forma - ele vai tentar de outra (vs. 4, 7, 28)

1. As táticas de Satanás com o jovem profeta:
a. Ele tentou força
b. Ele tentou simpatia e dinheiro
c. Ele usou um profeta
2. Satanás é versátil em suas tentações:
a. Efésios 6:10-11 ... "artimanhas" = engano, trapaça
b. 2 Coríntios 2:11 ... tem maus propósitos e desejos
c. 2 Coríntios 11: 3 ... astuciosamente tenta corromper
d. 2 Tessalonicenses 2: 9 ... tenta nos impressionar - mentiras
e. Apocalipse 12:9 ... engana

III. Só porque alguém diz algo não faça

1. Muitos hoje afirmam estar falando a palavra de Deus
a. Você ouve alguns, todos ou nenhum?
b. 2 Coríntios 11:13-15
1) Hoje muitos estão tentando fazer com que você acha que eles são algo que eles não são
2) Eles mentem!
c. O jovem profeta, recebeu a palavra do profeta velho sem comprova-la
d. "Não confie em palavras falsas" (Jeremias 7:4)
e. Será que vamos ser tão ingênuos?
2. Devemos ter cuidado para acreditar somente na verdade
a. 1 Tessalonicenses 5:21
b. Atos 17:11
c. 1 João 4:1
d. Gálatas 1:6-10

IV. O homem de Deus deve permanecer fiel

1. O jovem profeta começou muito bem
a. Resistiu a força
b. Resistiu o dinheiro
2. Mas ele baixou a guarda
3. Permanecer fiel é uma batalha constante
a. Apocalipse 2:10
b. Gálatas 5:7
c. Mateus 10:22

V. O profeta velho estava no lugar onde Deus disse ao jovem profeta para não ficar

1. Alguma vez você já se perguntou o que possuía o velho profeta para mentir como ele fez?
2. Será que onde ele morava tinham começado a se desgastar com ele?
3. Em alguns lugares, e com algumas pessoas é encontrado grande mal
a. Para Pérgamo foi dito ... Apocalipse 2:13
b. Ló armou suas tendas até Sodoma (Gênesis 13:12-13)
c. 1 Coríntios 15:33
4. Tenha cuidado com onde você está e com quem você se associa

VI. A letalidade da língua

1. Na verdade, foi a língua do profeta velho, não o leão, que matou o jovem profeta
2. O profeta velho disse uma mentira, ele usou a língua para o mal
3. A Bíblia tem muito a dizer sobre a língua, aqui está uma amostra:
a. Sepultura aberta (Salmos 5:9).
b. Afiada (Salmo 52:2)
c. Afiada espada (Salmo 57: 4)
d. Flechas (Salmo 64:3)
e. Incêndio (Provérbios 16:27)
f. Freio na boca de um cavalo (Tiago 3:3)
g. Leme do navio (Tiago 3:4)
h. Indomável fera (Tiago 3:7-8)
i. Veneno mortal (Tiago 3:8)

Conclusão: Você vai aprender as lições do profeta novo?

    Pr. Aldenir Araújo

    8 de abril de 2015

    10 Verdades de Romanos 8
    10 Verdades De Romanos 8
    Outras ideias de Título:

    O capítulo de todos os capítulos para o crente
    Dez verdades para tempos difíceis
    Dez verdades que vão mudar o seu amanhã
    Dez coisas que você precisa saber para crescer

    A seguir, um esqueleto de Romanos 8. Os pontos principais e a Escrituras estão presentes. Você vai precisar adicionar seu próprio conteúdo nele.

    Espero que você goste, bem como a sua congregação.

    1. O poder da condenação foi quebrado. v. 1-4

    1 Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.
    2 Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte.
    3 Porquanto o que era impossível à lei, visto que se achava fraca pela carne, Deus enviando o seu próprio Filho em semelhança da carne do pecado, e por causa do pecado, na carne condenou o pecado.
    4 para que a justa exigência da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.

    2. Devemos colocar nossas mentes nas coisas do Espírito. v. 5-9

    5 Pois os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito.
    6 Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.
    7 Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem em verdade o pode ser;
    8 e os que estão na carne não podem agradar a Deus.
    9 Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.

    3. Nós somos possuidores da vida de ressurreição. v. 10-13

    10 Ora, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça.
    11 E, se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo Jesus há de vivificar também os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.
    12 Portanto, irmãos, somos devedores, não à carne para vivermos segundo a carne;
    13 porque se viverdes segundo a carne, haveis de morrer; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.

    4. Nós somos filhos e filhas de Deus e devemos ser guiados pelo Espírito Santo. v. 14-17

    14 Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.
    15 Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes com temor, mas recebestes o espírito de adoção, pelo qual clamamos: Aba, Pai!
    16 O Espírito mesmo testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus;
    17 e, se filhos, também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.

    5. Nós somos dirigidos através das dificuldades para a glória. v. 18-19

    18 Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada.
    19 Porque a criação aguarda com ardente expectativa a revelação dos filhos de Deus.

    6. Temos a liberdade por meio de Cristo. v. 20-25

    20 Porquanto a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa daquele que a sujeitou,
    21 na esperança de que também a própria criação há de ser liberta do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.
    22 Porque sabemos que toda a criação, conjuntamente, geme e está com dores de parto até agora;
    23 e não só ela, mas até nós, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, aguardando a nossa adoração, a saber, a redenção do nosso corpo.
    24 Porque na esperança fomos salvos. Ora, a esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, como o espera?
    25 Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos.

    7. O Espírito Santo ora por nós e através de nós. v. 26-27

    26 Do mesmo modo também o Espírito nos ajuda na fraqueza; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inexprimíveis.
    27 E aquele que esquadrinha os corações sabe qual é a intenção do Espírito: que ele, segundo a vontade de Deus, intercede pelos santos.

    8. Nós temos uma promessa insuperável. V. 28

    28 E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

    9. Temos um destino com proposito. v. 29-30

    29 Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos;
    30 e aos que predestinou, a estes também chamou; e aos que chamou, a estes também justificou; e aos que justificou, a estes também glorificou.

    10. Deus nos ama e é por nós. v. 31-39

    31 Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?
    32 Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como não nos dará também com ele todas as coisas?
    33 Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica;
    34 Quem os condenará? Cristo Jesus é quem morreu, ou antes quem ressurgiu dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós;
    35 quem nos separará do amor de Cristo? a tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?
    36 Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia todo; fomos considerados como ovelhas para o matadouro.
    37 Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou.
    38 Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades,
    39 nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.

    7 de abril de 2015

    Nossas Atitudes Determinam A Vitória Ou O Fracasso
    Nossas Atitudes Determinam A Vitória Ou O Fracasso
    Texto: Provérbios 23:7-8

    Introdução: Nossa atitude diante das condições adversas deve ser de fé. Nossa atitude determina o fracasso ou a vitória. A atitude é que marca a diferença. Muitas de nossas atitudes são incorretas e nos causam problemas. Se a perspectiva diante dos demais e as circunstancias que nos rodeiam são equivocadas, sem dúvida nossas reações serão equivocadas.

    Como cristãos devemos pedir a Deus a sabedoria necessária para assumir em todo momento de nossa vida cristã uma atitude correta. É preciso identificar onde está o erro e nos preparar para a mudança.

    I. Nossa atitude diante das circunstancias é determinante para o fracasso ou a vitória

    1. De acordo com nossos pensamentos que estão ligados a nossas ações, demostramos quais são as nossas atitudes (Provérbios 23:7)
    a. A atitude começa com nossos pensamentos
    b. Uma atitude incorreta em meio as circunstancias difíceis pode nos levar a derrota ou ao fracasso
    2. A atitude é como o vidro. Tudo depende do vidro que utilizamos: podemos ver a imagem clara ou também ofuscada
    3. Se tivermos fé em Deus, sabemos que qualquer circunstância; boa ou ruim é para nosso bem (Romanos 8:28)
    4. Se tivermos fé em Deus enfrentaremos as circunstancias adversas com uma disposição diferente, deixando de lado a inclinação para a derrota e com disposição vencer os obstáculos. (2 Coríntios 1:22-24)

    II. O cristão deve mudar as atitudes que o inclina a derrota

    1. Uma pessoa com uma atitude positiva não olha somente as circunstancias presentes, mas a glória que vem após as provas (Romanos 8:17-18)
    a. Como cristãos devem os reconhecer que há situações difíceis temos que enfrenta-las
    b. Como cristãos enfrentamos as circunstancias adversas com fé
    2. O apóstolo Paulo não se afastou de Deus apesar das circunstancias adversas
    3. Deus honrou a fé do apóstolo Paulo dando-lhe a vitória em meio as circunstancias adversas
    4. Através de algumas circunstancias adversas, Deus trata com nossa vida. Trabalha em nosso carácter.

    III. Uma atitude de fé honra e glorifica a Deus

    1. Se não tivermos fé, as circunstancias adversas poderá nos afastar do caminho
    2. Jó nos ensina sobre a boa atitude em meio as circunstancias adversas (Jó 1:21)
    3. As circunstancias adversas não devem roubar a nossa alegria

    Conclusão: Todos nós podemos enfrentar exitosa mente os momentos difíceis. Tudo depende da disposição que há em nosso coração. Se tivermos uma atitude positiva, de fé, de vitória e sem dúvidas; poderemos superar os obstáculos; do contrário, se nos assalta a dúvida ou um pensamento negativo, qualquer pequena dificuldade nos conduzirá diretamente a derrota.

    Com a ajuda de Deus podemos mudar nossa atitude diante das circunstancias da vida. É Ele quem nos conduz a vitória.

    Pr. Aldenir Araújo

    6 de abril de 2015

    O Que Jesus Deixou Para Trás
    O Que Jesus Deixou Para Trás
    Texto: João 20:1-10
    Introdução: Hoje pela manhã o pastor Romeu pregou sobre a morte de Cristo na cruz, no Calvário. Ouvimos esta manhã que Jesus Ele escolheu a cruz e os cravos. Mas esse não é o fim da história! Jesus morreu, mas Ele não ficou morto. Ele foi enterrado, mas Ele não ficou no sepulcro. A mensagem da Páscoa é que Ele está vivo! Ouvindo uma conversa entre dois homens após a morte de um vizinho rico. Um perguntou o outro, “Quanto ele deixou para trás?” O outro respondeu: "Tudo!" Isso é verdade, não é? Não importa o quanto podemos acumular nesta vida, quando morremos ... nós deixamos tudo para trás. Quando Jesus morreu na cruz, foi sepultado e ressuscitou dentre os mortos; Ele deixou várias coisas para trás.

    I. Ele Deixou Para Trás Um Túmulo Vazio

    A. Seu túmulo, que era emprestado ficou vazio.
    1. Jesus não precisava mais dele.
    2. Ele venceu a morte, inferno, e a sepultura.
    3. O túmulo é um lugar para a morte, mas Jesus é a vida. (João 11:25) "Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá"
    B. As especiarias não foram utilizadas.
    1. As especiarias, serviam par dois propósitos.
    a. Eram usadas ​​como um conservante, para retardar o processo de decomposição
    b. Elas também eram usadas para cobrir o cheiro de morte.[post_ad]2. Jesus não precisava de nenhum dos dois.
    a. O Salmo 16:10 fala da profecia de Davi que Cristo não iria sofrer a corrupção.
    b. Quando Jesus ressuscitou dos mortos, não havia cheiro de morte, apenas o cheiro doce da vitória!
    C. Suas roupas sepulcrais foram deixadas para trás.
    1. Os panos de linho estavam como uma concha vazia.
    a. Não estavam embrulhados
    b. Não estavam empilhados no canto
    c. Eles estavam ali, mas seu corpo tinha desaparecido.
    2. O lenço que cobria Sua cabeça foi cuidadosamente dobrado e colocado em um lugar separado no túmulo.
    a. Ocasionalmente, quando eu tiro a roupa, eu a coloco sobre a cama ou em um canto.
    b. Digo a mim mesmo que eu vou dobrá-las e guardá-las quando voltar.
    c. Mas, Jesus não estava pensando em voltar para o túmulo.
    d. Apocalipse 1:18, "Eu sou o que vivo; fui morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos; e tenho as chaves da morte e do inferno".

    II. Ele Deixou Para Trás Uma Porta Aberta

    A. A porta do túmulo estava aberta.
    1. Não para que Jesus pudesse sair!
    a. Em Seu corpo ressuscitado, Ele já não estava limitado pelo tempo e espaço
    b. Depois de Sua ressurreição Jesus apareceu aos seus discípulos, enquanto eles estavam no cenáculo com as janelas e portas fechadas e trancadas.
    2. A porta estava aberta para que os homens pudessem ver que o túmulo estava vazio!
    3. Ela serve como um testemunho da Sua vitória sobre o poder da morte e da sepultura.
    B. A porta para o serviço estava aberta.
    1. Os anjos declararam, "Ele ressuscitou!"
    2. Em seguida, eles disseram: "Vá dizer a Seus discípulos"
    3. Mais tarde, Jesus comissionou a igreja para ir dizer ao mundo que Ele ressuscitou!
    4. Jesus disse à igreja de Filadélfia, "Eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar" Apocalipse 3:8
    C. A porta da salvação estava aberta.
    1. Jesus disse: "Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, será salvo..." (João 10:9).
    a. Jesus morreu para pagar o preço do pecado para o mundo inteiro.
    b. Romanos 6:23, "O salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor"
    c. Observe Romanos 10:9 "Porque, se tu confessares com a tua boca o Senhor Jesus e creres no teu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo"
    2. Não há muitas portas a partir do qual cada um de nós pode escolhe a que mais gosta.
    3. Há apenas uma porta: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim" João 14:6
    4. Esta noite, a porta da salvação ainda está aberta a todos e para cada um que ainda não se arrependeu e recebeu Jesus Cristo como Senhor e Salvador de sua vida.

    III. Ele Deixou Para Trás Um Convite

    A. Mateus 11:28: "Vinde a mim, vós todos os que estão oprimidos, e eu vos aliviarei"
    1. Você está sobrecarregado com culpa e pecado? Venha para Jesus.
    2. Vem, lançar o seu fardo ao pé da cruz, Jesus irá encontrá-lo lá.
    B. Isaias 45:22: "Olhai para mim, e sereis salvos, vós, todos os confins da terra; porque eu sou Deus, e não há outro"
    1. Não olhe para a educação e a filosofia, não há salvação lá.
    2. Não olhe para a ciência e a razão, não há salvação lá.
    3. Não olhe para as suas próprias opiniões ou conclusões, porque não há salvação lá.
    4. Não olhe para o seu patrimônio, ou suas experiências na vida, pois não há salvação lá.
    5. Olhe para Jesus: Ele disse: "Eu vim para que tenham vida". João 10:10
    C. Apocalipse 22:17: "E o Espírito e a noiva dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, receba de graça a água da vida"
    1. Você está sedento hoje? Só Jesus pode satisfazer o seu desejo.
    2. Ele disse: "Todo aquele que" isso significa qualquer um!
    3. "Receba da água da vida, gratuitamente"
    4. Jesus pagou tudo, a salvação é gratuita para todos os que se arrependem e recebe o dom de Deus.
     
    Conclusão: Jesus deixou para trás um túmulo vazio, uma porta aberta, e um convite.
    Você quer receber Cristo como seu Salvador pessoal, esta noite? Você conhece o poder da Sua ressurreição? Você deseja receber a vida eterna hoje?
     
    Crente, que tipo de influência você vai deixar para trás? Quando você deixar essa vida, sua vida terá feito um impacto para a eternidade? Você está vivendo no poder da Sua ressurreição? Talvez você precisa renovar a sua aliança com Ele esta noite. Não entristeça o Espírito Santo de Deus. Seja obediente à Sua direção. Jesus está vivo!
     
    Pr. Aldenir Araújo

    4 de abril de 2015

    O Impacto Do Túmulo Vazio
    O Impacto Do Túmulo Vazio
    Texto: João 20:1-29
    Introdução: A ressurreição de Jesus Cristo foi um evento "impactante". Ela tem causado um enorme impacto sobre as pessoas de fé ao longo dos tempos. Deus o planejou para que pudesse ter um impacto sobre a vida das pessoas. Ele foi planejado para que você possa conhecer, aceitar e crer em seu Filho.

    Vamos considerar o impacto que a ressurreição pode causar na vida de uma pessoa.

    1. A mensagem por trás do túmulo vazio dá nova paixão para a vida.

    A paixão é uma emoção importante que dá vitalidade à vida. A presença da paixão pode iluminar toda a vida.
    Ilustração: Na semana passada eu li sobre um pastor metodista que estava continuamente se gabando para seus amigos pastores batistas sobre a grandeza de sua igreja. Não importava o que eles diziam, ele sempre encontrava uma maneira de afirmar que os metodistas eram melhores. Ele tinha paixão. Eventualmente seus amigos se cansaram disso e decidiram fazer uma brincadeira com o pastor Metodista. Um dia eles colocaram um sonífero no café do pastor e ele caiu em um sono profundo. Levaram-no até o cemitério, deitaram-no em um caixão emprestado, ao lado de uma sepultura recém cavada. Eles se esconderam atrás dos arbustos para ver o que iria acontecer. Meia hora mais tarde, o pastor Metodista começou a despertar. Bocejando e olhando em volta, ele começou a notar o caixão, as lápides e a cova aberta. Então ele gritou: "Amém! Aleluia Louvado seja o Senhor o dia da ressurreição chegou e os metodistas são os primeiros a ressuscitar!"[post_ad]Olhe para os personagens bíblicos em João 20. Houve uma óbvia falta de paixão em suas vidas. No versículo 11, vemos Maria do lado de fora do túmulo chorando. Ela estava desanimada. No versículo 19, vemos os discípulos trancados em um quarto temendo por suas vidas. Eles estavam paralisados ​​pelo medo. No versículo 24 vemos que Tomé tinha ido sem permissão. Seu nome, antes deste evento, era sinônimo de dúvida. No entanto, ao estudar este capítulo vemos Jesus trazer vida, paixão e vitalidade aos Seus seguidores. No versículo 2, Maria Madalena vai ao sepulcro. No versículo 4 dois dos discípulos de Jesus correm para o túmulo. À medida que os acontecimentos se desdobraram as suas dúvidas foram removidas e o drama emocional tornou-se uma paixão da vida. No versículo 17, depois de descobrir a verdade da ressurreição, Maria abraça Jesus em um aperto de morte. No versículo 20, depois de descobrir a verdade da ressurreição, os discípulos estavam "muito felizes". No versículo 28, encontramos Tomé fazendo uma magnifica declaração de fé. Em todos os três casos, você vê o dom da paixão. Jesus quer dar a você e a mim uma paixão pela vida.
     
    Às vezes a vida tem um jeito de vazar a paixão do seu coração. Alguns meses atrás eu encontrei um parafuso no pneu do meu carro. Ele fez com que o pneu vazasse lentamente até se esvaziar. A vida às vezes faz isso com a nossa paixão. Precisamos de ajuda!
    A. A paixão pela vida deve vir de fora de nós mesmos. A paixão e o entusiasmo que nós inventamos sempre falhará. O apóstolo Paulo escreveu muito bem. Ele disse: "Cristo em vós, a esperança da glória". O segredo da paixão e entusiasmo vem de Jesus Cristo.
    B. A paixão vem do poder da nossa mensagem. Todas; menos quatro das principais religiões do mundo são baseadas em meras proposições filosóficas. As quatro principais religiões do mundo, judaísmo, budismo, islamismo e cristianismo, são baseadas em personalidades. Das quatro só o cristianismo afirma um túmulo vazio de seu fundador. Abraão, o pai do judaísmo, morreu por volta de 1900 aC, mas a ressurreição nunca foi reivindicada por Ele ... escritos budistas dizem que Buda morreu "com aquela passagem absoluta distância em que nada o que ficou para trás" ... Em 6 de junho, 632 dC, com a idade de sessenta e um, Mohammed morreu. Seu túmulo é visitado anualmente por milhares de muçulmanos devotos. Todos os milhões e milhões de judeus, budistas e muçulmanos concordam que os seus fundadores nunca saíram do pó da terra na ressurreição.

    2. A mensagem por trás do túmulo vazio dá um novo propósito para a vida.

    Ao estudar João 20 você nota que os discípulos encontraram um propósito para se viver. No versículo 18, Maria está espalhando a notícia da ressurreição de Jesus. No versículo 20, os discípulos estão cheios de alegria.
    A. O propósito de Deus lhe dá algo grande o suficiente para que morrer.
    Doze homens impotentes, camponeses, na verdade, estavam enfrentando não apenas constrangimento ou vergonha política, mas espancamentos, apedrejamento e execução. Todos os discípulos insistiram, até o último alento, que tinham visto fisicamente o corpo de Jesus ressuscitado. 
    Você não acha que um desses apóstolos teria rachado antes de ser decapitado ou apedrejado? Que um deles teria feito um acordo com as autoridades? Nenhum deles fez.
    Você vê, os homens dão suas vidas por algo que eles acreditam ser verdade. Eles nunca vão dar suas vidas por algo que sabem ser falso. Os apóstolos não podiam negar Jesus, porque o tinham visto face a face, e eles sabiam que Ele tinha ressuscitado dos mortos.
    B. O propósito de Deus ultrapassa os efeitos insuficientes da vida.
    Ilustração: Algum tempo atrás em uma entrevista, Rick Warren, autor do livro “Uma Vida Com Propósitos” disse: "As pessoas me perguntam: Qual é o propósito da vida? E eu respondo: Em resumo, a vida é uma preparação para a eternidade. Nós fomos feitos para durar para sempre, e Deus quer que estejamos com Ele no Céu. Um dia meu coração vai parar, e será o fim do meu corpo - mas não o fim de mim. Eu possa viver de 60 a 100 anos sobre a terra, mas eu vou passar trilhões de anos na eternidade. Aqui é o aquecimento, o ensaio geral. Deus quer que nós pratiquemos na terra o que vamos fazer para sempre na eternidade. Nós fomos feitos por Deus e para Deus, e até você descobrir isso, a vida não vai fazer sentido ... Nós precisamos nos perguntar: Será que vou viver para posses, popularidade, impulsionados por pressões como a culpa, amargura ou materialismo? Ou eu vou ser conduzido pelos propósitos de Deus (para minha vida)?"

    3. A mensagem por trás do túmulo vazio dá um novo Poder para enfrentar a vida.

    No túmulo vazio os discípulos e Maria olharam através de suas lágrimas e perplexidade em busca de respostas. Seu melhor amigo tinha morrido. Sua esperança tinha sido quebrada. Se Jesus era a esperança do mundo, por que ele morreu?
    A. Nós, por vezes, nos sentimos impotentes.
    • Quando não temos respostas.
    • Quando não entendemos.
    • Quando não podemos consertar.
    • Quando não podemos estar por cima ou estar no controle.
    B. A mensagem do túmulo vazio é que temos um novo poder para enfrentar a vida.
    Nós temos o poder sobre a morte. Um grupo de crianças da escola traduz a preocupação da humanidade com a morte.
    Algumas crianças de nove anos foram perguntadas sobre o que pensavam da morte e do morrer.
    • João disse, "Quando você morrer, eles vão enterrá-lo no chão e sua alma vai para o céu, mas seu corpo não pode ir para o céu, porque está muito lotado lá em cima já"
    • Jussara disse, "Só as pessoas boas vão para o céu. As outras pessoas vão para onde é quente o tempo todo como no nordeste"
    • Pedro disse: "Talvez eu vou morrer um dia, mas eu espero que eu não morra no meu aniversário porque não é divertido comemorar aniversário, estando morto"
    • Marta, comentou: "Quando você morrer, você não terá que fazer lição de casa no céu, a menos que seu professor esteja lá também".
    C. Não só temos poder sobre a morte, como também temos poder sobre a derrota.
    "quem nos separará do amor de Cristo? a tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia todo; fomos considerados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor" (Romanos 8:35-39)
     
    Nós todos lutamos contra a derrota. A derrota é difícil de engolir. Estou tão feliz que Jesus Cristo dá vitória definitiva sobre a derrota.
    D. Nós temos o poder sobre a morte, desânimo e sobre a dúvida.
    Isto é ilustrado neste capítulo. Jesus apareceu a Maria, aos discípulos e Tomé para tranquilizá-los. Tomé demonstra um caso extremo de dúvida quanto ele enfaticamente disse que não iria acreditar, a menos que ele colocasse o dedo nas marcas dos cravos. Isso não fase Jesus. Ele permitiu Tomé colocar o dedo nas marcas dos cravos. Você não está feliz que Jesus ajuda as pessoas que duvidam? Ele não vai te rejeitei por causa de suas dúvidas. Ele ajuda os duvidosos.
     
    Conclusão: Jesus quer dar-lhe nova paixão, propósito e poder. Você vai permitir que Ele lhe impacta dessa maneira? Você vai recebê-lo pela fé? Leia também: 13 Esboços De Sermões Sobre A Páscoa
     
    Pr. Aldenir Araújo