O ponto de vista de Deus sobre o dinheiroTexto: I Timóteo 6:9-11
Introdução: Qual é a maneira correta de um crente ver suas finanças? 
A Bíblia nos encoraja a confiar na provisão de Deus e avisa sobre o mau uso do dinheiro
Vamos examinar o que a Bíblia diz sobre a riqueza, e como devemos adquirir, dar e gastar o nosso dinheiro.

I. O que a Bíblia diz sobre as nossas finanças?

A. Deus é a fonte e o dono de todas as riquezas (Salmo 24:1, 50:10).
B. Compreender o ponto de vista do Senhor em nossas finanças pode nos impedir de cometer erros caros.[post_ad]A Palavra de Deus contém mais versículos sobre dinheiro do que sobre céu, inferno, ou oração.
C. A Bíblia incentiva o uso positivo de dinheiro. Nosso dinheiro é simplesmente um meio de troca e não o mal em si (Mateus 25:14-30). Deus nos dá o dinheiro para ser usado sabiamente; para alimentos, roupas e outras necessidades básicas (Lucas 6:38), e para o gozo de Suas bênçãos (Eclesiastes 5:19-20).
D. A Escritura nos adverte sobre o mau uso do dinheiro. Nós não devemos nos fatigar para se tornar rico (Provérbios 23:4-5) ou se apaixonar pelo dinheiro (I Timóteo 6:10). A bênção financeira pode se transformar em uma armadilha se não tivermos cuidado (Provérbios 15:6).

II. Deus nos mostra como adquirir riqueza, através de:

A. Trabalho: Uma forma significativa que o Senhor provê para nós é através do nosso trabalho (2 Tessalonicenses 3:10.)
B. Investimento: Nós podemos colocar o nosso dinheiro para trabalhar e vê-lo multiplicar por meio de investimentos sábios.
C. Dar: O Senhor às vezes usa as pessoas para provê às nossas necessidades ou nos leva a ajudar os outros financeiramente. Quando você e eu compartilhamos a nossa abundância com os outros, Deus nos abençoa com mais: "Dai e vos será dado" (Lucas 6:38).
D. Economia: Até mesmo um Real por semana, se acumula ao longo do tempo. Provérbios 21: 20 diz: "Um homem sábio guarda para o futuro, mas o tolo gasta tudo o que ele recebe"

III. O Senhor nos orienta como usar o dinheiro.

A. Para atender às necessidades pessoais: 4:19 Filipenses diz: "Meu Deus suprirá todas as vossas necessidades segundo as suas riquezas em glória"
B. Para continuar a obra de Deus: No Antigo Testamento, um décimo da renda de uma pessoa ("dízimo") era destinado para a obra de Deus, hoje, esse valor continua sendo uma diretriz adequada para dar para a igreja. O Senhor usa as doações financeiras do seu povo para apoiar o trabalho missionário em todo o mundo. Como Malaquias 3:10 e muitos cristãos testemunham, Deus responde, derramando bênçãos "até transbordar"
C. Para os objetivos dados por Deus: Por exemplo, você pode definir uma meta para comprar uma casa, comprar um carro mais confiável, sair da dívida, ou ajudar seus filhos a frequentar uma faculdade. Enquanto nós não devemos ser gananciosos, não há nada de errado em buscar melhorar nossas vidas.
D. Para atender as necessidades dos outros: Siga levando o Espírito e generosamente ajudando outras pessoas que estão realmente necessitadas.

V. Deus usa o dinheiro para realizar os propósitos específicos.

A. Para treinar-nos: À medida que confiamos no Senhor para provisão financeira, Ele revela a Sua fidelidade. Ele também usa o dinheiro para nos ensinar a autodisciplina.
B. Para provar-nos: Às vezes, Deus retém o que precisamos até que estejamos prontos para confiar totalmente nEle não nos nossos recursos. O que fazemos com nosso dinheiro indica o que ocupa o primeiro lugar em nossos corações (Mateus 6:21) e nossa vontade de obedecer ao Senhor.
C. Para o nosso testemunho: Fale com os outros sobre a maneira como Deus milagrosamente provê para você. Compartilhe como o dízimo é uma parte vital para sair da dívida. Quando nós testemunhamos sobre a provisão maravilhosa do Senhor, o mundo ouve e nosso Pai celestial recebe a glória.
D. Para compartilhar o evangelho: Jesus nos ordena a levar o evangelho a toda criatura (Marcos 16:15). Dar é uma maneira de participar da obra missionaria e uma forma de alcançar os perdidos.
Conclusão: Do ​​ponto de vista do Senhor, não importa quanto dinheiro você tem. Se você é abençoado com muito ou pouco, você pode escolher obedecê-lo nesta área de sua vida. Coloque em prática os princípios de Deus para administrar o seu dinheiro. O Pai vai com certeza te abençoar e suprir para você de maneira interessante.

Pr. Aldenir Araújo