Ads (728x90)

O perigo das dívidas desnecessárias
Texto: Provérbios 22:26-27 e Romanos 13:8

Introdução: Deixe-me começar primeiro dizendo estar em dívida não é um pecado. Ser escravo de sua dívida é pecado. Estamos vivendo em uma sociedade que é absolutamente dependente de crédito. A dívida externa do Brasil estimada em fevereiro de 2011 registrou US$271 bilhões de dólares.
Em 1946 um homem chamado John Biggins inventou o “charge-it” o programa que mais tarde se tornou a base dos primeiros dois cartões de crédito emitidos em 1958 o American Express e o Visa. 

O cartão de crédito, quando usado corretamente, não é mau ou pecaminoso. Pode ser uma ferramenta poderosa e útil. O problema com o cartão de crédito é que ele tornou-se objeto de abuso e tem arruinado a vida de milhões de pessoas e vai ceifar mais milhões. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo 71% dos brasileiros estão em dívidas de cartão de crédito. Eu quero pregar esta noite sobre o tema, "O perigo das dívidas desnecessárias”

No entanto, a dívida do cartão de crédito não é o único tipo de dívida que eu quero pregar esta noite. Muitas pessoas hoje assumem uma carga de dívida, sem considerar os perigos que a acompanham. Com toda a dívida existe certo nível de risco que o devedor assume. Quando uma pessoa sobrecarrega a si mesma, então ela se torna escrava dessa dívida. É ai que, a dívida se torna pecado. Agora, se você faz uma dívida você está legalmente obrigado a cumprir as obrigações de pagá-la em termos que você concorda com a inclusão dos juros. No Antigo Testamento a cobrança de juros sobre um empréstimo era proibido aos pobres. Hoje tudo que compramos a prazo é acrescido de juros; carro, casa e até impostos. Agora, quer queiramos ou não somos legalmente obrigados pela Palavra de Deus a nos sujeitar às autoridades superiores desta terra (Romanos 13). Nosso texto nos diz para não se endividar ou ficar por fiador a menos que temos a certeza de que podemos pagar. Muitas vezes, muitos de nós por causa da bondade do nosso coração assinamos como fiador para um amigo ou alguém da família, mas a Bíblia é claramente contra. Provérbios 11:15 - “Quem fica por fiador de outrem sofrerá males, mas o que foge de o ser estará seguro”
É muita reputação que está em jogo quando se trata de dívida e você vai fazer um favor a si mesmo se dizer NÃO a pessoa. Quero mostra-lhe três maneiras que as dívidas desnecessárias podem afetá-lo.

I. A dívida pode afetar sua vida familiar

A. Uma pesquisa recente mostrou que as principais causas do divórcio são as seguintes
1. Dificuldades financeiras
2. Infidelidade
B. Muitos casais jovens assumem mais dividas do que eles podem pagar.
C. Muitas vezes uma mulher que nunca trabalhou um dia em sua vida é obrigada a assumir um emprego (Isto não é seguro!)
D. Eles querem viver uma vida regalada, então eles se sobrecarregam com dívidas
E. Eu acredito que uma família deve passar um tempo juntos em uma atmosfera de férias. As dívidas às vezes impedem.
F. Eu acredito que é certo, às vezes, levar esposa para jantar fora e seus filhos em algum lugar divertido, mas quando você está coberto de dívidas não pode fazer isso.
G. Alguma vez você já viu sua esposa olhando para algo, e você sabia que ela queria muito aquilo, mas você tinha que deixar de comprar por causa das dívidas.
H. A razão para isso é porque você está sempre trabalhando ou tentando pagar por todas as coisas que você comprou ou você está cansado de trabalhar para pagar por tudo o que você comprou
I. Por causa disto a alegria é retirada da vida familiar

II. A dívida pode afetar sua vida na igreja.

A. Muitos cristãos hoje estão em uma bagunça financeira por causa de uma simples razão
B. Eles se recusam a entregar o dízimo.
C. Tenho ouvido que dizimo é um conceito do Antigo Testamento
D. Bem, qual é a coisa certa a fazer...
E. Se você deseja prosperar e crescer sem as bênçãos de Deus retenha o que é de Deus por direito e veja o que acontece
F. Você pode ficar por um tempo com o bolso cheio de dinheiro, mas vai chegar um momento em que ele se dissolverá.
G. Dizimo é uma forma segura de ter alegria com Deus. A falta do dízimo é uma forma segura de ser uma pessoa infeliz.
H. Já se perguntou por que o carro está sempre dando defeito ou por que algo está sempre quebrando na sua casa?
I. Já se perguntou por que você simplesmente não tem dinheiro suficiente para chegar até o próximo dia de pagamento?
J. Dízimo é uma parte essencial da alegria da salvação.
K. Muitas pessoas teriam muito mais alegria se eles dizimassem.
L. Estou falando de tirar o dízimo antes de pagar qualquer outra conta
M. Eu lhe garanto isso. Se você dizimar e for fiel; Deus vai abençoar você por isso. Não dizime no domingo e espere que Deus vá devolvê-lo segunda-feira quatro vezes mais. Faça-o porquê você o ama. Dê à igreja livremente e Deus irá retornar livremente.

III. A dívida pode afetar seu testemunho.

A. Se vamos admitir ou não todos nós temos um pouco de uma vida social
B. Todos nós conhecemos e nos associamos com pessoas de fora da igreja e até mesmo com aqueles que são pecadores
C. Essa é a vida social que estou falando.
D. Devemos ser exemplos para essas pessoas. Esse é o nosso testemunho.
E. Dívidas não paga pode até levar essas pessoas a se perguntarem se somos realmente o que nós dizemos que somos.
F. Eu odiaria ter meu nome entre as pessoas como ruim de paga; ou enrolado.
G. Eu tenho visto muitas pessoas na igreja serem chamadas de ruim de paga.
H. Imagine quantas pessoas perdidas decepcionadas; graças a eles.
I. Ilustração: (Homem que possuía mercearia na cidade e vendia para as pessoas pagar por semana, mas as pessoas da igreja não tinham credito).
 

Conclusão: Dívida não é um pecado até que ela tenha saído do controle e você se tornou escravo. Talvez esta seja uma área em sua vida que você precisa de alguma ajuda. Não tenha vergonha de pedir ajuda a Deus com suas finanças.

Deus vai lhe ajudar!

Pr. Aldenir Araújo

Postar um comentário

Blogger Disqus