As palavras do crente e a sabedoriaTexto: Tiago 3:1-18  

Introdução:  Os especialistas em comunicação estimam que uma pessoa fala em média palavras suficientes para encher vinte, páginas digitadas com espaçamento simples cada dia, seiscentas páginas cada mês, e trezentos e sessenta mil páginas em cinquenta anos.  

A fé precisa trabalhar em nossa conversa.

I. As palavras do crente. (3:1-12)

A marca de um crente maduro é quando Cristo é honrado em sua conversa.
Tiago aborda os perigos do mau uso da língua, mais do que qualquer outro escritor do Novo Testamento. Tiago descreve o uso da língua de três maneiras.

A. A língua controlada, (3:1-5)1. Um sinal de maturidade é a capacidade de demonstrar o domínio sobre a língua, verso 1-2.
2. Ao controlar nossas línguas exercemos o controle sobre as paixões da nossa natureza da mesma maneira que um freio é capaz de controlar as paixões de um cavalo poderoso, v.3
3. Os movimentos de um navio são controlados e dirigidos por um membro pequeno, o leme ou timão.

B. A língua descuidada, (3:6-8)
A mais pequena faísca pode colocar a maior floresta em chamas.
1. A língua é um fogo negligente, ou seja, fora do controle e destrutivo, v. 6.
2. A língua descuidada é um mundo de iniquidade, v. 6b (descrever a natureza destrutiva da língua).
3. A língua descuidada é selvagem e indomável, versos 7-8. A mão deve estar sempre no freio e no leme para controlar a língua.

C. A língua contraditória (3:9-12) Como pode a mesma língua louvar a Deus e amaldiçoar os homens? Tem a sua proclamação correspondido com a sua profissão?

II. A sabedoria do crente. (3:13-18)

A. A prova da sabedoria... Caráter, v. 13. Sua caminhada e suas palavras demonstram a sua sabedoria.

B. A Perversão da sabedoria... Conflito, versos 14-16. "amarga inveja" sugere uma atitude ressentida que se recusa a reconciliação e alimenta os conflitos. Isso não é do Senhor. Quando este espírito prevalece haverá toda sorte de confusões, conflitos e corrupção.

C. A Prática da Sabedoria ... Concórdia, versos 17-18. A sabedoria celestial é ...
1. Pura, "sem mácula"
2. Pacífica, "delicada, fácil de ser suplicada".
3. Cheia de misericórdia e bons frutos ... Ou seja, misericordiosa, compassivos atos de bondade.
4. Sem parcialidade e sem hipocrisia, ou seja, imparcial, sem prejuízo, sincera, verdadeira.  

Conclusão: O que as nossas palavras e sabedoria, revelam sobre a nossa caminhada com o Senhor? A fé genuína deve se manifestar em nossas palavras e nossas ações em relação aos outros.