Confiar em Deus ou no Homem

Confiar em Deus ou no Homem
Texto: Jeremias 17:1-8
Estudar a palavra de Deus sempre é a melhor e mais prazerosa coisa que podemos fazer. Toda a palavra de Deus é útil e tem muito a nos ensinar (2 Timóteo 3:16-17), mas é comum alguns de nós interessamos por uma passagem ou um tema especifico, isso não é ruim, mas não deve ser algo que nos leve a não estudar toda a Bíblia.
 
Esta passagem aqui em Jeremias nos ensina muito sobre o pecado, suas consequências e muito mais que iremos aprender juntos. Vou dividir o nosso estudo, versículo por versículo, e assim podermos entendê-los melhor.
 
1.  O pecado de Judá está escrito com um ponteiro de ferro e com diamante pontiagudo, gravado na tábua do seu coração e nas pontas dos seus altares.
O povo de Judá mesmo tendo os profetas por muitas vezes falado da parte de Deus, e como não bastasse tinham uma história repleta de verdadeiros “milagres” da parte de Deus. Uma nação que tinham o cuidado de Deus, mas mesmo assim era uma nação pecadora. Jeremias diz que esse pecado estava escrito com um ponteiro de ferro, não era superficial, mas profundo e difícil de ser apagado.[post_ad]Além disso, esse pecado estava em total conhecimento de todos, não era algo encoberto não, todos tinham pleno conhecimento, e esse pecado era um dos causadores da falta de adoração ao Deus eterno.
 
Reflexão: Muitas vezes quando lemos passagens na bíblia que relata acontecimentos assim, onde Deus como o pai amoroso que é da tudo para seus filhos, mas mesmo assim eles não dão valor, é comum ficarmos perplexos com tamanho desprezo.
 
Em nossa sociedade quando um filho rebela contra seus pais achamos muitas vezes um absurdo, mas, no entanto, somos muitas vezes pegos agindo da mesma forma com Deus. A nação de Judá tinha tudo, como, puderam fazer aquilo? Da mesma forma hoje temos muito mais que eles e agimos como eles. Um exemplo disso vê-se em João 3:1-17, Jesus veio obedecendo a Deus numa missão de dar uma oportunidade de reconciliação do homem caído com Deus, e para isso morreu em nosso lugar, pois merecíamos a morte (Romanos 6:23), mas mesmo assim sabendo que temos a vitória de graça (Efésios 2:1-10) sem esforço algum, mesmo assim não queremos receber esse presente divino (João 1:11-12).
 
Que possamos refletir o que estamos fazendo com tudo aquilo que Deus fez por nós: vamos dar valor ou desprezar.

2. Seus filhos se lembram dos seus altares e dos seus postes-ídolos junto ás árvores frondosas, sobre os altos outeiros.
Este versículo pode se dizer que é uma consequência natural da nação, igreja ou família que não tem um relacionamento sadio com seu salvador. Vimos no primeiro versículo que Judá não estava mantendo um relacionamento sadio com Deus por causa do seu pecado, aí vem o verso dois e diz que seus filhos estavam voltando seus olhos à idolatria e adorando qualquer coisa menos ao verdadeiro Deus.

Reflexão: Mas se formos olhar é bem isso que sempre acontece. Como aquela nação pecou todos e todos adiante foram no mesmo caminho, assim é hoje em nossos dias. Principalmente os pais por ter uma ação significativa na criação dos filhos e por muitas vezes ser por eles imitados, tem que rever bem quais sementes estão plantando na vida de seus filhos. Ensina o filho o caminho que deve andar quando for velho não se desviará dele, este é um conselho que pode ajudar qualquer pai ou líder a criar verdadeiros servos de Deus no futuro.
 
Em Adão gerou a morte e a morte passou a todos, pois todos pecaram, e destituídos estão da gloria de Deus. Mas Deus enviou Jesus para nos dar vida sendo ainda pecadores. Aleluia. (Romanos 5:12/3:23/João3:16/RM 5:6-8)
 
3. Ó monte do campo, os teus bens e todos os teus tesouros darei por presa, como também os teus altos por causa do pecado, em todos os teus territórios!
Este versículo continua o verso dois quando mostra também a consequência do pecado que após nos enganar, começa uma destruição na vida do pecador.
 
Reflexão: O pecado é como uma balança, que traz num prato ele mesmo e no outro a destruição, quanto mais pesado o pecado mais auto a destruição subira. No verso quatro falarei melhor e com mais entendimento deste assunto.
O que pratica a obediência prosperará sem ver, mas o desobediente destruíra a si mesmo sem que veja.

4. Assim, por ti mesmo te privarás da tua herança que te dei, e far-te-ei servir os teus inimigos, na terra que não conheces; porque o fogo que acendeste na minha ira arderá para sempre.
Este versículo declara bem a situação de Judá nessa época, onde tinham abandonado seu Deus e passado a confiar em homens, Exemplo (Isaias 31). Muitas vezes quando passamos por uma situação difícil na nossa vida colocamos a culpa em Deus, nas pessoas em nossa volta, enfim, em tudo, menos enxergamos que às vezes o culpado é nós mesmos. Judá estava prestes a ser entregue aos Babilônicos, nesse contexto vem Jeremias como boca de Deus e diz: vocês vão ser entregues, escravizados não porque Deus é mal, mas vocês mesmos estão escolhendo isso.

Reflexão: As nossas ações, pensamentos, tudo tem uma influência na nossa vida. Não podemos fazer as escolhas erradas e esperar que dê frutos de alegria. Judá fez o que era errado, e veio à consequência, assim ainda é hoje, por isso é sábio fazermos as escolhas certas.

Quando der errado hoje, não ponha a culpa em Deus, é só ele te mostrando que a escolha de ontem não era a correta.

5. Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço e aparta o seu coração de Senhor!
Maldito o homem que confia no homem- essa é uma frase que frequentemente ouvimos até mesmo na casa dos incrédulos, mas no contexto do versículo, Judá ao saber das profecias de Jeremias, o rei faz aliança com o Egito, que no final não ajudou em nada. Não adiantou nada Judá confiar no homem, assim somos nós. O confiar aqui não é aquele confiar no sentido de amizade, respeito, confiança que muitas vezes temos pelos nossos amigos, pais etc.
 
Mas trata-se de confiar no sentido de depositar sua confiança, sua fé, esperar nele. Frequentemente vemos pessoas confiar tão cegamente nos outros que quando são decepcionadas perdem o rumo, a razão de viver, perde tudo, por quê? Por que confiou totalmente, entregou tudo nas mãos de quem pode falhar, e todos que assim procedem são malditos, sabe por quê?
A. Com isso ele mostra que por si só conseguirá e que não precisa de Deus. (Faz da carne mortal o seu braço).
B. Com essa atitude seu coração fica cada vez mais longe de Deus. (Aparta seu coração do Senhor).
 
Reflexão: Desde que o homem pecou a maldade e a deslealdade com a sua própria espécie só tem aumentado. Ninguém mais se importa com os outros e confiar nem se fala, não dá mais. Mas em meio a essa triste realidade tem alguém que é digno de toda confiança a todo tempo, seu nome Jesus, nesse você pode confiar de olhos fechados.
Confiar só em Deus.
 
6. Porque será como o arbusto solitário no deserto e não verá quando vier o bem; antes, morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável.
Este versículo é muito esclarecedor, pois todo o texto falando do pecado e suas consequências na vida de uma pessoa, mesmo usando essa linguagem figurativa traz luz as reais condições daqueles que “navegam” no pecado.
 
Dá para ver aqui a plena situação dos que são enganados pelo pecado, uma separação é bem esclarecedora:
 
A. Sua Aparência: Uma das primeiras características que podemos nitidamente enxergar naqueles que vivem no pecado é sua aparência, que diga se de passagem é bem diferente daquele que vive em santidade com Deus. Jeremias descreve aqui estas pessoas comparando-as com arbustos solitários no deserto. Copara a algo que por si mesmo não a ação alguma, uma arvore não pode escolher sair andando ou se quer balançar por se mesma, assim infelizmente são aqueles que vivem no pecado, se locomovem vão e vem, mas na maioria das vezes o que os estimula a ação tem origem malignas e egoístas. Outro ponto é que a vida que vivem não é uma VIDA, pois é “solitária”. Solitária em relação não só a companhia, mas amor, respeito, compreensão, enfim a tudo.
 
B. Sua Percepção: Além de ter uma aparência diferente sua percepção e visão das coisas são bem diferentes. Jeremias diz que essas pessoas por estarem atoladas no pecado não veem quando as “bênçãos” vêm.
 
C. Sua morada: Ante a toda essa falta de percepção das coisas boas que poderiam proporciona-los bênçãos, diz que morará no lugar seco do deserto, não é somente no deserto, mas no lugar seco do tal, ou seja, no “pior do pior do deserto”, assim são todos os pecadores, mesmo bilionários, tendo a melhor casa podem não ver, mas ainda está no seco do deserto. No lugar salgado e inabitável, assim é descrito a morada dos pecadores.
 
Reflexão: A vida daqueles que não tem Jesus realmente não é nada fácil, pois sem o amor e o perdão de Deus em suas vidas só lhes restam o resto. Mas ainda bem que o amor de Deus está hoje disponível a todos a aqueles que creem, assim sendo não se deve perder mais tempo vá a Jesus.
 
Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus. (Efésios 2:8)

7. Bendito o homem que confia no Senhor e cuja esperança é o Senhor.
Este versículo é totalmente oposto ao versículo cinco, onde nos mostra que bendito é todo aquele que confia, espera e tem a confiança em Deus. A verdade total é que a pessoa que confia em Deus ela é feliz. Nós devemos confiar em Deus em todo momento, nas dificuldades e nos momentos bons.
 
Reflexão: Confiar em Deus tem que ser vista com a mesma intensidade e necessidade de nos alimentar, pois como a pessoa que não alimenta vai enfraquecer tendo por fim a morte, assim são aqueles que não confiam no Senhor, vão viver a sofrer e por fim o inferno.
 
É meu Deus, a minha rocha, nele [confiar] ei; é o meu escudo, e a força da minha salvação, o meu alto retiro, e o meu refúgio. O meu Salvador; da violência tu me livras. (2 Samuel 22.3)

8. Porque é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto.
Aqui estão descritos os benefícios e aparência daqueles que andam confiantes em Deus, dividirei em tópicos:
A. “...é como a árvore plantada junto às águas” sem dúvidas esta é a realidade de todo aquele que anda com a confiança em Deus, me refiro onde se estabelecem. O que o profeta quis referir aqui é que aqueles que confiam no único Deus estão confiando, andando e vivendo no melhor lugar.  Na nossa realidade de hoje no Brasil as árvores vivem e florescem independente de espécie bem em quase todo lugar, mas na realidade de Jeremias eram bem diferentes, as árvores do deserto do terreno seco (V 6) eram bem diferentes, por isso é que ele conhecendo tudo isso descreve com autoridade que aqueles que no Senhor confiam estão no melhor lugar, estão no “paraíso” por assim dizer. Por isso se queres estar bem longe das sequidões e destruição, fixe suas raízes junto às águas que é Jesus.
B. “...que estende as suas raízes para o ribeiro” o que me chama a atenção aqui que Jeremias não só disse que está plantada, como completa dizendo que a arvore estende suas raízes as águas. Como a planta que continuamente lançam suas raízes, assim devi ser eu e você, para que possamos viver uma vida confiante no Senhor devemos aprofundar nossas raízes no relacionamento com Deus.
C. “...e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga” é comum vermos pessoas que frequentemente vivem sofrendo, passando maus apuros na vida, este versículo da palavra de Deus nos diz que aqueles que continuamente confiam no Senhor passaram por adversidades, mas passaram firmes sem sofrer perda alguma, passaram em vitória. (Isaias 26.3 Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti). Sabe por que você acaba se machucando e sofrendo perdas e muitas áreas de sua vida? Basicamente porque não se entregou 100 % a Deus. E quando precisa, confia mais em você; em métodos diabólicos ensinados em algumas igrejas, quando deveria confiar em Deus. (Salmo 37.5 Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará).
D. “...nem deixa de dar fruto.” Aqui está uma consequência que tenho a certeza que todos almejam. Passar pelos problemas em vitória é bom? Pois bem o versículo diz ainda que além das vitórias, aqueles que no Senhor confiam, tudo que passam não os impedem de dar frutos. A uma escolha a fazer? Você quer continuar confiando em você e em homens e ser o arbusto do verso 6; ou confiar em Deus e ser a árvore do verso 8?
 
Reflexão: Tudo que acontece conosco é resultado das nossas escolhas, por isso pense bem nelas.
Paulo confiava em Deus, leia essas passagens:
2 Coríntios 11.22-28 São hebreus? Também eu; são israelitas? Também eu; são descendência de Abraão? Também eu; são ministros de Cristo? Falo como fora de mim, eu ainda mais; em trabalhos muito mais; em prisões muito mais; em açoites sem medida; em perigo de morte muitas vezes; dos judeus cinco vezes recebi quarenta açoites menos um. Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo; em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha raça, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre falsos irmãos; em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejuns muitas vezes, em frio e nudez.  Além dessas coisas exteriores, há o que diariamente pesa sobre mim, o cuidado de todas as igrejas.
 
2 Timóteo 4.16-18 Na minha primeira defesa ninguém me assistiu, antes todos me desampararam. Que isto não lhes seja imputado.  Mas o Senhor esteve ao meu lado e me fortaleceu, para que por mim fosse cumprida a pregação, e a ouvissem todos os gentios; e fiquei livre da boca do leão, E o Senhor me livrará de toda má obra, e me levará salvo para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém.

O que vai escolher fazer? Este estudo resumido que acabaste de ler lhe mostrou claramente que situação espera a cada escolha, que você possa escolher confiar em Deus.

Amém Gloria a Deus Aleluia.

Autor: Josimar Gomes da Silva | josimargosilva@gmail.com

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Confiar em Deus ou no Homem Reviewed by Aldenir Araujo on sábado, junho 06, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.