4 Coisas que toda igreja precisa para crescer

4 Coisas que toda igreja precisa para crescerTexto: Atos 3:1-10
“Pedro e João subiam ao templo à hora da oração, a nona. E, era carregado um homem, coxo de nascença, o qual todos os dias punham à porta do templo, chamada Formosa, para pedir esmolas aos que entravam. Ora, vendo ele a Pedro e João, que iam entrando no templo, pediu que lhe dessem uma esmola. E Pedro, com João, fitando os olhos nele, disse: Olha para nós. E ele os olhava atentamente, esperando receber deles alguma coisa. Disse-lhe Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho, isso te dou; em nome de Jesus Cristo, o nazareno, anda. Nisso, tomando-o pela mão direita, o levantou; imediatamente os seus pés e artelhos se firmaram e, dando ele um salto, pôs-se em pé. Começou a andar e entrou com eles no templo, andando, saltando e louvando a Deus. Todo o povo, ao vê-lo andar e louvar a Deus, reconhecia-o como o mesmo que estivera sentado a pedir esmola à Porta Formosa do templo; e todos ficaram cheios de pasmo e assombro, pelo que lhe acontecera”.
[post_ad] 
Introdução: As pessoas que realizaram grandes façanhas nas Escrituras; aproveitaram a ocasião quando a oportunidade se apresentou.
 
Moveram-se na fé e no poder e ainda hoje gostamos de ouvir seus testemunhos. Hoje vamos ler de tal ocasião, quando dois homens de Deus responderam a uma oportunidade que abriu o caminho para que a glória de Deus fosse derramada sobre uma cidade inteira.
 
Com este texto em mente, eu gostaria de compartilhar com vocês quatro coisas que permitiu Pedro e João ser usado por Deus de uma forma que satisfez a necessidade de alguém e levou ao crescimento da igreja primitiva de uma maneira poderosa. Claro, há muitas coisas que podem ser adicionadas, mas vamos tirar quatro delas. A primeira é...

1. O conhecimento pessoal de capacidade de Deus para atender às necessidades

A necessidade do homem - Verso 2 “E, era carregado um homem, coxo de nascença, o qual todos os dias punham à porta do templo, chamada Formosa, para pedir esmolas aos que entravam”.
A oferta de Pedro - Versículo 6 “Disse-lhe Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho, isso te dou; em nome de Jesus Cristo, o nazareno, anda”.
A chave para o milagre - Pedro e João sabia que Deus era capaz de dar a este homem o que ele realmente precisava além do que o dinheiro poderia comprar. Em vez de moedas para fornecer uma refeição, deu-lhe a saúde para começar a ganhar a vida e um Salvador para dar-lhe uma eternidade de provisão.
 
Aplicações:
"Deus nos chamou para sermos distribuidores não fabricantes"
Não se concentrar no que você não tem quando ministrar às pessoas. Concentre-se no que você tem. Deus usa o que você tem para trazer milagres.
- O menino tinha dois peixes, mas eles tornaram-se o suficiente para alimentar milhares de pessoas.
- Pedro não tinha dinheiro para os impostos, mas ele tinha uma rede de pesca, que pegou um peixe que tinha o dinheiro.
- Pedro e João não tinham prata ou ouro, mas eles tinham acesso Àquele que tem tudo. Nós temos a mesma coisa não é?
Pedro e João entenderam isso e devemos também. Jesus pode fazer o que nós não podemos! Se estivermos dispostos, Deus é capaz!

2. Espírito que leva a sensibilidade e compaixão para com as necessidades dos outros

A capacidade de ver - verso 4-5. “E Pedro, com João, fitando os olhos nele, disse: Olha para nós. E ele os olhava atentamente, esperando receber deles alguma coisa”.
Precisamos aprender a ser sensível e ver com nossos olhos espirituais o que não pode ser visto com nossos olhos naturais. Quantas vezes nós apenas empurramos as pessoas de lado ou pensamentos de lado quando de fato Deus está tentando chamar nossa atenção. Quando olhamos com sensibilidade e compaixão para a necessidade dos outros, então podemos obter a atenção e ajuda-los a concentrá-la onde ela precisa ser focada. Foi o que aconteceu no texto diante de nós.
A capacidade de perceber - É óbvio, que Pedro percebeu que Deus queria fazer algo sobrenatural. Quando ele tomou-o pela mão, Pedro sabia que a mão de Deus também estava descendo e tocando o homem. Esta sensibilidade ao Espírito Santo é fundamental em nossas vidas diárias.
"Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus" Romanos 8:14
Pedro e João estavam sendo guiados pelo Espírito Santo

3. Envolvimento pessoal na satisfação das necessidades

A fé para agir - versículo 7 “Nisso, tomando-o pela mão direita, o levantou; imediatamente os seus pés e artelhos se firmaram”
- Quando Deus deseja trabalhar com você para ajudar os outros, a fé é necessária. Você estará disposto a confiar nEle para fazer o que você sabe que não pode fazer de si mesmo?
- É quando fazemos o que podemos fazer, o passo é dado para ver Deus fazer o que não podemos fazer.

4. Um objetivo de glorificar a Deus

Versos 8-10 “e, dando ele um salto, pôs-se em pé. Começou a andar e entrou com eles no templo, andando, saltando e louvando a Deus. Todo o povo, ao vê-lo andar e louvar a Deus, reconhecia-o como o mesmo que estivera sentado a pedir esmola à Porta Formosa do templo; e todos ficaram cheios de pasmo e assombro, pelo que lhe acontecera”.
- Os versos acima e as histórias que se seguem demonstram que o homem que foi curado glorificava a Deus. Muitas das pessoas ao seu redor glorificavam a Deus e a história se espalhou e resultou em milhares sendo salvos e glorificando a Deus. Isso tudo começou com Pedro e João escolhendo viver suas vidas de uma maneira que Deus poderia usá-los para trazer glória para Si mesmo.
- Esta é a maneira que Jesus nos disse que isso iria acontecer. Um verso muito familiar das Escrituras confirma isso: Mateus 5:16 “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus”.
- Através da sensibilidade de Pedro e João para chegar uma pessoa, a porta foi aberta para alcançar as massas.
- Quando não vivemos para glorificar a Deus, vivemos para os fins errados.
 
Considere estas alternativas não saudáveis ​​para glorificar a Deus através do que fazemos:
A. Ser cego para os outros e viver apenas para nós mesmos.
B. Tirar proveito das necessidades das pessoas - Isso é usar as pessoas para conseguir o que queremos, em vez de ajudar as pessoas a conseguir o que precisam.
C. Ver as necessidades dos outros e optar por não responder.
 
Conclusão: Ao meditar nessas quatro coisas, como você se sente?
 
Você é desafiado a tornar-se mais sensível, usar a sua fé para ver Deus trabalhar e se envolver mais em ajudar os outros?
 
Você está disposto a acreditar que o que pode parecer uma coisa pequena, pode tornar-se a centelha de um grande reavivamento nas mãos de Deus?
 
Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

4 Coisas que toda igreja precisa para crescer Reviewed by Aldenir Araujo on sábado, março 08, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.