Instruções para a vitória

vitoria
Texto: I Coríntios 15: 57 - II Coríntios 2:14 
Introdução: "Não estamos lutando pela vitória, estamos lutando em vitória" Mas, você pode perguntar, "se nós estamos lutando em vitória ao invés de lutar pela vitória, por que o título da mensagem é, Instruções para a vitória?” A resposta para essa pergunta é simples, enquanto o filho de Deus possui posicionalmente vitória sobre o mundo, a carne e o diabo, por causa de sua fé no Senhor Jesus Cristo, ele nem sempre possui vitória espiritual no sentido prático. Triste, mas é verdade; o fato de que muitos santos estão vivendo em derrota espiritual em uma base regular. Mas como o apóstolo Paulo apontou em nossos textos, a vitória espiritual é a posse de posição de cada cristão.[post_ad]Vários outros fatos bíblicos talvez pudesse ser exposto e elaborado, com referência a este tema, mas quero me concentrar em três princípios que, se praticado, abrirá o caminho para a vitória espiritual na vida dos santos de Deus. Tudo isso, naturalmente, opõe-se o fato de que devemos confiar totalmente na sabedoria e poder de Deus diariamente, à medida que enfrentamos os desafios da vida, e os inimigos espirituais.
Se queremos ser vitoriosos na vida cristã, temos de aprender a...

I. Fugir.

1. Devemos fugir das doutrinas erradas. I Timóteo 6: 3-5 “Se alguém ensina alguma doutrina diversa, e não se conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, injúrias, suspeitas maliciosas, disputas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade é fonte de lucro;”
a. Obviamente, nos versos acima, Paulo não estava criticando os legítimos mestres das Escrituras, mas aqueles que ensinavam falsas doutrinas contrárias aos ensinamentos claros da Palavra de Deus, e utilizavam as escrituras para seu ganho pessoal.
b. Cuidado com as falsas doutrinas.
2. Fugir do descontentamento do mundo. I Timóteo 6: 6-11 “e, de fato, é grande fonte de lucro a piedade com o contentamento. Porque nada trouxe para este mundo, e nada podemos daqui levar; tendo, porém, alimento e vestuário, estaremos com isso contentes. Mas os que querem tornar-se ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, as quais submergem os homens na ruína e na perdição. Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão”
a. A palavra "contentamento" do versículo seis carrega a seguinte ideia: autossuficiência, ao contrário da falta ou o desejo de coisas externas. Era uma palavra favorita estoica, expressando a doutrina da seita que um homem deve ser suficiente para si mesmo para todas as coisas.
b. Paulo estava dizendo que a verdadeira piedade produz autossuficiência. Se o cristão caminha em harmonia com o Senhor, o amor das coisas não vai governar a sua vida, e de fato, encontra a sua comunhão com Deus para ser ganho real. Paulo concluiu que a riqueza e as coisas não devem monopolizar a vida do cristão, já que elas são apenas temporárias (v.7). Portanto, devemos aprender a estar satisfeito com o que Deus escolhe nos dar (v.8).
c. A palavra "querem", como usado no versículo nove, fala de um desejo de ser rico, que não é apenas uma coisa passageira emocional, mas o resultado de um processo de racionamento que consume, acompanhado de planos de ficar rico. É um séria busca pelas riquezas que Paulo menciona aqui.
d. Paulo mostrou que o desejo ardente de riqueza carrega o potencial para levar alguém a, "... cair em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas..." que pode levar a “ruína e destruição" (v. 9) Não é a melhoria de si mesmo que Paulo condena, mas o amor ao dinheiro que controla a vida de uma pessoa. Este não é apenas o pecado de um homem rico. Pessoas de todas as disposições financeiras podem ser culpadas do amor ao dinheiro.
3. Fugir dos desejos perversos. II Timóteo 2:22 "Foge também das paixões da mocidade..."
a. Os cristãos não devem ser governados e controlados por seus desejos ou paixões. Quer se trate de paixões sensuais, raiva, rancor, ou ciúme, Deus nos prometeu que, "... o pecado não terá domínio sobre vós..." (Romanos 6:14). A única maneira dos desejos de um cristão começar a governar a sua vida é se permitir governar por eles. Mais uma vez, Paulo disse: " Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências" (Romanos 6: 12).
b. Ao invés de sermos governados por nossos desejos maus e paixões, devemos nos submeter ao controle do Espírito Santo, pois somos ordenados a: "... enchei-vos do Espírito" (Efésios 5:18b).

II. Seguir.

I Timóteo 6:11b "... segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão”
1. A palavra "seguir" significa "buscar ansiosamente, ardentemente se esforçar para adquirir”.
2. Paulo, então, lista algumas coisas que Timóteo deveria ansiosamente seguir:
a. Justiça - Esta justiça se refere a, "integridade pessoal" Isto tem a ver com o caráter pessoal, incluindo os valores de moral e a retidão básica da vida. Isso acaba com a ética situacional.
b. Piedade – Isto se refere a “piedade pratica” O cristão deve se comportar de tal forma, de modo a estar de acordo com o caráter de Deus (Romanos 12: 2; Efésios 4:11-13).
c. Fé - A palavra traduzida como "fé" na verdade significa "fidelidade" Essa ideia é mencionada em I Coríntios 4:2, onde nos é dito que os mordomos devem ser fiéis.
d. Amor - Esta é a palavra grega ÁGAPE, que se refere ao tipo de amor que é Deus, que é uma espécie de auto sacrifício de amor.
e. Paciência - Esta palavra significa basicamente, "resistência”, aderindo a ela quando as coisas estão difíceis.
f. Mansidão - Esta palavra se refere a, "poder sob controle” Talvez 'gentileza' expressa o significado melhor.

III. Lutar.

I Timóteo 6: 12 “Peleja a boa peleja da fé, apodera-te da vida eterna, para a qual foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas”
1. A luta a que Paulo se refere é uma luta de boxe que fazia parte dos jogos gregos. "As luvas dos pugilistas gregos eram de pele forrada por dentro, mas feito na parte externa do couro de boi com chumbo e ferro costurado dentro dela" Mas esta não era qualquer luta de boxe. O destino do boxeador que perdesse era ter os olhos arrancados.
2. Esta luta deve ser, "... o bom combate da fé" (v. 12). A palavra "fé" se refere, "... a fé, que o corpo da verdade depositado na igreja (veja 6:20)" A ideia básica aqui é que devemos combater o bom combate da vida cristã, praticando as verdades encontrados na Palavra de Deus. Lutamos esse bom combate, com a promessa e perspectiva de vida eterna como nossa recompensa.
a. Lutar confiando na onipotência de Deus. Efésios 6:10 – Filipenses 4:13 "Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece"
b. Lutar vestido com a armadura de Deus. Efésios 6: 11-17 “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do Diabo; pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes. Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, permanecer firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, e calçando os pés com a preparação do evangelho da paz, tomando, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus;”
c. Lutar contra o adversário de Deus. Efésios 6:12 “pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes”
d. Lutar mantendo o equipamento bem lubrificado. Efésios 6:18 “com toda a oração e súplica orando em todo tempo no Espírito e, para o mesmo fim, vigiando com toda a perseverança e súplica, por todos os santos,” 

Conclusão: Se queremos ser vitoriosos na vida cristã, temos de aprender a...
1. Fugir
2. Seguir
3. Lutar

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Instruções para a vitória Reviewed by Aldenir Araujo on sábado, setembro 24, 2011 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.