Restaurando a oração

Serie: Caminhos para o avivamento – Mensagem # 5
Restaurando a oração
Texto: II Crônicas 29:1-11
Introdução: O rei Ezequias reconheceu desde o principio que o movimento de Judá rumo ao avivamento exigiria um retorno à oração! É quase impossível um indivíduo ou uma Igreja experimentar um verdadeiro avivamento que não restaura a vida de oração!
Falamos de oração, ensinamos sobre isso, realizamos seminários sobre oração... mas o que não fazemos é orar!
Muitas de nossas Igrejas e muitos de nós, entendemos que a oração é importante, mas nós não a praticamos! Não podemos simplesmente atribuir importância à oração, devemos também praticá-la!
A Bíblia nos ensina que a oração é o próprio fundamento do poder de Deus em nossas vidas ou da Igreja.[post_ad]Sua casa será chamada casa de oração!

I. Entrando em sua presença. 29:1-9

A. Prioridade. 29:1-3
1. O primeiro movimento de Ezequias, uma vez que seu pai ímpio tinha morrido e já não tinha um co-regência; a prioridade era levar Judá de volta a Deus!
a. Observe que foi "no primeiro mês do primeiro ano do seu reinado" que Ezequias abriu as portas do templo de Deus novamente!
b. Ezequias entendeu que o avivamento não poderia acontecer sem fazer a relação com Deus uma prioridade!
c. O que Judá precisava para entrar na presença de Deus novamente, era a experiência do avivamento e a restauração de Deus.
2. Sem dúvida, para alguns, isto parecia voltar para trás, porque agora eles eram sofisticados como uma nação e tinha aberto a porta para novas ideias... mas para Ezequias isso não era sofisticação, era pecado!
a. Muitas pessoas hoje pensam que orar é algo "ultrapassado”... eles são muito maduros para este conceito infantil!
b. Muitos veem a oração como uma parte pitoresca de nossa história... mas é muito mais o nosso futuro!
3. Ezequias compreendeu o quanto era importante restaurar a oração à nação, e ele percebeu que isso exigiria os líderes mostrar o caminho!
a. Assim, ele não só abre as portas para o templo...
b. Ele também reúne os sacerdotes e levitas para consagrar de novo suas vidas ao serviço espiritual e ser um exemplo de oração diante do povo.
4. Prioridades apropriadas estão sendo definidas por Ezequias... este é o caminho para o avivamento!
B. Pureza. 29:4-9
1. Ezequias quer os sacerdotes e levitas não apenas orando, mas com um coração purificado!
a. Assim, ele os instruiu a lidar com a infidelidade anterior pela confissão.
b. Ele quer que eles realmente levem a sério seu serviço, isso exigiria levar a sério os erros do passado.
2. A menos que houvesse um sentimento de angustia, eles não iriam aprender a orar!
3. Se não sentimos angustia devido os tempos em que vivemos, não vamos sentir nenhuma necessidade de orar também!
4. Ezequias precisava deles para entender o quão sério as questões eram.
a. Havia uma conexão direta entre a oração e a responsabilidade.
b. Enquanto Ezequias chama-os de volta ao serviço, ele também os chama para lidar com a infidelidade do passado.
c. A oração deve ser combinada com uma ação responsável de ter poder!
5. Ezequias explica que a razão de Judá estar no caos; tem a ver com a negligência do passado a oração e a infidelidade à Palavra de Deus.
a. Ezequias liga a condição espiritual do presente ao comportamento passado.
b. Isso ainda é verdade hoje!
6. Ezequias quer que eles entendam a importante conexão entre orações serem respondidas e uma vida santa.
a. Observe que ele faz essa cuidadosa conexão antes de introduzir uma nova aliança para oração e ministério!
b. Isto é consistente com outra passagem do cronista que afirma: "se meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra" 2 Crônicas 7:14
c. A oração deve ser acompanhada por um humilde arrependimento e um abandono do pecado!

II. Expectativa da oração. 29:10-11

A. Promessa. 29:10
1. Ezequias agora dá o exemplo para os sacerdotes, levitas e Judá oferecendo-se para começar de novo com o ministério e oração.
a. Ezequias quer os ministros em seus lugares novamente
b. E ele quer que eles queimem incenso! (O altar do incenso era o símbolo da oração, era as orações do povo de Deus elevando-se a Deus.)
2. Não era só importante que eles soubessem o que Deus tinha para dizer a eles, também era importante que eles tivessem algo a dizer a Deus!
3. Ezequias vê esta aliança para ministrar e orar como um caminho para o avivamento.
4. Nunca poderemos ter avivamento em nossas vidas ou Igreja... ou nação se não envolve oração!
B. Preparado. 29:11 1. Ezequias chama os sacerdotes e levitas para começar o ministério de novo... com oração!
2. É óbvio que Ezequias acreditava no poder da oração, não é?
3. A oração permite Judá participar no poder de Deus para transformar a nação.
a. O Altar de Incenso estava antes da presença de Deus; demonstrado na Arca da Aliança.
b. Foi nesse altar que as orações subiram como um incenso aromático às narinas de Deus... as orações de Seu povo.
c. Aqui é onde o povo de Deus fez contato real com Deus.
4. Ficando os sacerdotes mais uma vez a luz do altar do incenso no lugar santo seria restaurar a conexão do povo a Deus em oração.
5. Eles precisavam estar preparados para falar com Deus, a limpeza adequada do Templo tinha que ser feita primeiro, depois uma abordagem adequada a Deus precisava ser feito, e finalmente o altar vivo novamente com incenso sendo oferecido como as orações do povo para Deus.
6. Um sacerdote em relacionamento correto com Deus poderia corajosamente chegar a Deus através da oração, um tema que ecoou em Hebreus para nós.
7. A oração permite nossos corações se expressar e se conectar ao poder de Deus, podemos chegar com ousadia diante dEle!
8. A oração tem estado sempre no coração de cada avivamento, e isso não vai mudar!
a. Se quisermos ver o avivamento, temos que nos preparar para entrar em oração!
b. A oração é um caminho para o avivamento... estamos nele? 

Conclusão: Avivamento vem de oração e é sustentado pela oração. É impossível entrar na presença de Deus sem oração! Uma igreja avivada é uma igreja orando - você está pronto para o avivamento?

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Restaurando a oração Reviewed by Aldenir Araujo on segunda-feira, julho 18, 2011 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.