Marche pela Fé

Marche pela fé
Texto: Êxodo 14:10, 13-15 
Introdução: Muitos cristãos nos dias de hoje possuem uma visão distorcida da vida de fé. Alguns tendem a pensar em fé como nada mais do que uma atitude positiva, ou a mentalidade de que tudo vai dar certo no final. Esta é uma espécie de filosofia "poder do pensamento positivo".
Outras pessoas bem-intencionadas praticam uma filosofia sobre a vida de fé “Se você deseja algo tome posse”. Esse grupo tende a pensar que se eles querem alguma coisa, tudo o que eles têm de fazer é reivindicar pela fé, já que a Bíblia diz: "Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á." (Mateus 7:7a); "e tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis” (Mateus 21:22), "Até agora nada tendes pedido em meu nome; pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja completa" (João 16:24b).[post_ad]Estas escrituras são absolutamente verdadeiras. No entanto, deve-se considerar todo o conselho de Deus concernente a um tema específico, e não apenas uma das escrituras de estimação. O fato é que se Deus não "nomeou," o cristão não pode legitimamente "reivindicar isso" pela fé. Fé não é dizer as palavras religiosas certas, a fim de receber o que quer um egoísta. Fé é sobre andar com Deus e conhecer a mente de Deus sobre certas necessidades. Então é preciso concordar com o que Deus disse, e acreditar que o que Ele disse, Ele pode e vai fazer. O apóstolo Paulo explica a verdadeira fé assim: 
Romanos 4:20 "Ele (Abraão) não duvidou da promessa de Deus [o que Deus havia dito] por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus; 21 E estando certíssimo de que, o que ele havia prometido [o que Deus havia dito], ele era poderoso para cumprir"

Esta igreja está em uma etapa importante no seu desenvolvimento. Temos a oportunidade de avançar em nosso crescimento e eficácia em um novo local, com novas instalações, para a glória de Deus. No entanto, nos tempos angustiosos em que vivemos, operando na razão humana e criatividade por si só não garantirá o sucesso espiritual e organizacional. Devemos sempre procurar a direção de Deus em cada decisão, enquanto prosseguimos com prudência e cautela. A única maneira que esta igreja pode ir para a frente é pela fé.

A nação de Israel passou 430 anos no Egito, mas assim como Deus havia prometido, Ele os livrou por Seu grande poder. Tudo parecia ir bem até que os judeus encontraram-se bloqueados em ambos os lados pelo deserto, bloqueados na traseira pelo exército egípcio perseguindo, e bloqueados junto ao Mar Vermelho à frente deles. Eles literalmente não tinham para onde ir a não ser que Deus agisse em seu nome. Eles não podiam ir frente ao progresso sem fé em Deus. Que dilema. 

Alguém poderia pensar que uma vez que os israelitas haviam testemunhado o poder de Deus em livrá-los do Egito, apenas algumas horas antes, então eles responderiam com fé no Senhor nesta nova crise. No entanto, permanecer com fé não foi fácil para os judeus. Como resultado, eles estavam prestes a tomar outro curso na fé. Observe o que aconteceu. 

Neste exemplo de seguir em frente pela fé, Deus revela...

I. A origem do medo de Israel

A. Eles operavam apenas na percepção física.  Êxodo 14:9 "Perseguiram-nos os egípcios, todos os cavalos e carros de Faraó, e os seus cavalarianos, e o seu exército e os alcançaram acampados junto ao mar, perto de Pi-Hairote, defronte de Baal-Zefom. 10. E, chegando Faraó, os filhos de Israel levantaram os olhos, e eis que os egípcios vinham atrás deles, e temeram muito; então, os filhos de Israel clamaram ao SENHOR".
Os israelitas tinham um problema perpétuo com a questão de fé para com Deus. Eles poderiam facilmente ver as coisas óbvias acontecendo ao seu redor, mas eles sempre pareciam ignorar a onipotência de Deus que estava sempre disponível para eles. Percepções físicas, muitas vezes não correspondem às percepções de fé: 
Obtenha a perspectiva correta. Quando Golias veio contra os israelitas, os soldados todos pensaram: "Ele é tão grande que nunca podemos matá-lo." Davi olhou para o mesmo gigante e pensou: "Ele é tão grande que não tem como errar o alvo"
2 Coríntios. 5:7 "visto que andamos por fé e não pelo que vemos”.
Jeremias 32:17 "Ah! SENHOR Deus, eis que fizeste os céus e a terra com o teu grande poder e com o teu braço estendido; coisa alguma te é demasiadamente maravilhosa"?
B. Eles negligenciaram a promessa maravilhosa de Deus. 
Êxodo 3:7-8 "Disse ainda o SENHOR: Certamente, vi a aflição do meu povo, que está no Egito, e ouvi o seu clamor por causa dos seus exatores. Conheço-lhe o sofrimento; por isso, desci a fim de livrá-lo da mão dos egípcios e para fazê-lo subir daquela terra a uma terra boa e ampla, terra que mana leite e mel; o lugar do cananeu, do heteu, do amorreu, do ferezeu, do heveu e do jebuseu"
Êxodo 4:31 "E o povo creu; e, tendo ouvido que o SENHOR havia visitado os filhos de Israel e lhes vira a aflição, inclinaram-se e o adoraram"
C. Eles negligenciaram o poder miraculoso de Deus. 
Êxodo 13:3 "Disse Moisés ao povo: Lembrai-vos deste mesmo dia, em que saístes do Egito, da casa da servidão; pois com mão forte o SENHOR vos tirou de lá;..."
Êxodo 14:8b "...porém os filhos de Israel saíram afoitamente"
Não muito tempo depois que Israel deixou o Egito, Moisés disse-lhes para lembrar que Deus os havia libertado pelo Seu poder, e não por qualquer força sua própria (Êxodo 13:3b). Êxodo 14:8b nos diz: "...porém os filhos de Israel saíram afoitamente”. Essas palavras significam, "A mão alta de Jeová com o poder que ela apresentada" 2 O ponto é que Deus demonstrou Seu grande poder em favor do Seu povo pelas pragas terríveis e outros milagres que Ele trouxe sobre os egípcios para que eles pudessem liberar Israel da escravidão.
D. Eles negligenciaram a poderosa proteção de Deus.  Êxodo 11:5-7 "E todo primogênito na terra do Egito morrerá, desde o primogênito de Faraó, que se assenta no seu trono, até ao primogênito da serva que está junto à mó, e todo primogênito dos animais. 6. Haverá grande clamor em toda a terra do Egito, qual nunca houve, nem haverá jamais; 7. porém contra nenhum dos filhos de Israel, desde os homens até aos animais, nem ainda um cão rosnará, para que saibais que o SENHOR fez distinção entre os egípcios e os israelitas".
Nota:
1) O enxame de moscas não afetou a Israel (Ex. 8:22).
2) A pestilência de animais ou o granizo não afetou a Israel (Ex. 9:4, 26).
3) A praga das trevas não afetou a Israel (Ex. 10:23).
4) Deus ainda exerce o cuidado de proteger Seus filhos.
E. Eles negligenciaram a presença majestosa de Deus.  Êxodo 13:21-22 "O SENHOR ia adiante deles, durante o dia, numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho; durante a noite, numa coluna de fogo, para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite. 22. Nunca se apartou do povo a coluna de nuvem durante o dia, nem a coluna de fogo durante a noite"
A presença óbvia de Deus estava continuamente com o Seu povo em toda a sua peregrinação pelo deserto. É bastante significativo que a presença de Deus e orientação foi com Israel na escuridão, assim como na luz. Deus nos diz hoje: "...De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei”. (Hebreus 13:5c).

II. A consequência do medo de Israel.

A. Eles recorreram à acusação. 
Êxodo 14:11 "Disseram a Moisés: Será, por não haver sepulcros no Egito, que nos tiraste de lá, para que morramos neste deserto? Por que nos trataste assim, fazendo-nos sair do Egito?"
É surpreendente que quando estamos apreensivos sobre as nossas circunstâncias, muitas vezes culpamos alguém ou alguma coisa pela nossa condição, ao invés de admitir que estamos com medo e sem fé. Tal foi o caso de Israel. Ao invés de admitir seu medo e falta de fé, começaram a culpar Moisés, e, finalmente, Deus. 
Parece que em algum lugar ao longo do caminho nós tivemos a ideia equivocada de que, se estamos vivendo pela fé, tudo o que virá são rosas. Naturalmente, o oposto é verdadeiro. Satanás sempre resiste aqueles que buscam andar pela fé.
B. Eles recorreram ao absurdo.  Êxodo 14:12 "Não é isso o que te dissemos no Egito: deixa-nos, para que sirvamos os egípcios? Pois melhor nos fora servir aos egípcios do que morrermos no deserto"
Pessoal, acreditem ou não, há algumas coisas que são piores que a morte. Servidão ao longo da vida para o pecado e Satanás em sua vida cristã é uma daquelas coisas. Os israelitas não pareciam perceber que sua vida em cativeiro egípcio não era a vida real, mas era apenas uma forma de morte lenta. Não é preciso fé para fazer o curso de menor resistência.

III. O fortalecimento da fé de Israel.

A. A declaração dos propósitos de Deus.
1. Israel seria ajudado. 
Êxodo 14:13-16 "Moisés, porém, respondeu ao povo: Não temais; aquietai-vos e vede o livramento do SENHOR que, hoje, vos fará; porque os egípcios, que hoje vedes, nunca mais os tornareis a ver. 14. O SENHOR pelejará por vós, e vós vos calareis. 15. Disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem. 16. E tu, levanta o teu bordão, estende a mão sobre o mar e divide-o, para que os filhos de Israel passem pelo meio do mar em seco".
2. Deus seria honrado. 
Êxodo 14:17 "Eis que endurecerei o coração dos egípcios, para que vos sigam e entrem nele; serei glorificado em Faraó e em todo o seu exército, nos seus carros e nos seus cavalarianos; 18. e os egípcios saberão que eu sou o SENHOR, quando for glorificado em Faraó, nos seus carros e nos seus cavalarianos"
A fé sempre honra a Deus. A fé não opera no reino do possível. Não há glória de Deus naquilo que é humanamente possível. A fé começa onde o poder do homem termina.
B. O poder de Deus demonstrado.
1. A presença de Deus com Israel era óbvia. 
Êxodo 14:19 "Então, o Anjo de Deus, que ia adiante do exército de Israel, se retirou e passou para trás deles; também a coluna de nuvem se retirou de diante deles, e se pôs atrás deles, 20. e ia entre o campo dos egípcios e o campo de Israel; a nuvem era escuridade para aqueles e para este esclarecia a noite; de maneira que, em toda a noite, este e aqueles não puderam aproximar-se"
Há um contraste significativo aqui sobre a coluna de nuvem: O que cegou os egípcios com escuridão, trouxe luz aos filhos de Israel, para que eles pudessem ver o seu caminho de fuga através do Mar Vermelho.
2. O poder de Deus abriu um caminho através do obstáculo. 
Êxodo 14:21-22 "Então, Moisés estendeu a mão sobre o mar, e o SENHOR, por um forte vento oriental que soprou toda aquela noite, fez retirar-se o mar, que se tornou terra seca, e as águas foram divididas. Os filhos de Israel entraram pelo meio do mar em seco; e as águas lhes foram qual muro à sua direita e à sua esquerda".
Há um pensamento interessante aqui. Dizem-nos que as "águas foram-lhes como muro" (os israelitas-v.22). Em outras palavras, a água como muros em ambos os lados e na retaguarda, o exército egípcio perseguindo os cercava. Eles só podiam viajar em uma direção, para a frente. A ideia aqui é um pouco como gado conduzido através de uma rampa, para que possam ser carregados em caminhões para o transporte. A estreiteza da calha controla e dirige o movimento do gado. Da mesma maneira, os obstáculos e dificuldades que Deus permite vir o nosso caminho são muitas vezes Seu meio de mover-nos em uma determinada direção que Ele sabe que é melhor para nós. O que parece ser um obstáculo para nós pode realmente ser Deus cercando nos à Sua vontade divina e direção.  É interessante também que o que proporcionou um caminho de libertação para Israel, revelou-se um caminho de morte para os egípcios. Paulo uma vez disse: "Considerai, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas, para contigo, a bondade de Deus, se nela permaneceres; doutra sorte, também tu serás cortado" (Romanos 11:22). Deus ofereceu aos judeus e aos egípcios a oportunidade de crer e obedecê-Lo. Os egípcios se recusaram a confiar e obedecer a Deus, e sofreram a severidade do seu juízo, enquanto os judeus acreditaram e obedeceram a Deus e gozaram de sua bondade e misericórdia.
3. Os perseguidores foram dizimados. 
Êxodo 14:26-28 "Disse o SENHOR a Moisés: Estende a mão sobre o mar, para que as águas se voltem sobre os egípcios, sobre os seus carros e sobre os seus cavalarianos. 27. Então, Moisés estendeu a mão sobre o mar, e o mar, ao romper da manhã, retomou a sua força; os egípcios, ao fugirem, foram de encontro a ele, e o SENHOR derribou os egípcios no meio do mar. 28. E, voltando as águas, cobriram os carros e os cavalarianos de todo o exército de Faraó, que os haviam seguido no mar; nem ainda um deles ficou".
4. Fé dos israelitas aumentou; foi o resultado. 
Êxodo 14:31 "E viu Israel o grande poder que o SENHOR exercitara contra os egípcios; e o povo temeu ao SENHOR e confiou no SENHOR e em Moisés, seu servo”. 

Conclusão: Neste exemplo de seguir em frente pela fé, Deus revela...
I. A fonte dos temores de Israel
II. A consequência da infidelidade de Israel
III. O fortalecimento da fé de Israel.

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Marche pela Fé Reviewed by Aldenir Araujo on quinta-feira, junho 30, 2011 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.