Confiando no Senhor completamente

Confiando no Senhor completamente
Serie: Caminhos para o avivamento – Mensagem # 2
Texto: II Reis 18:5-6b, 17-25; 19:14-19,32-37
Introdução: Se o primeiro passo no caminho para o avivamento é o arrependimento, o segundo passo é a confiança total em Deus! Não é suficiente simplesmente se afastar do pecado, devemos também voltar-se para Deus!
Uma das características do verdadeiro avivamento é uma confiança quase fanática em Deus. Confiança absoluta em Deus era a característica dos grandes campeões de Deus. Muitas vezes a falha de outros personagens na Bíblia foi devido à falta de confiança que tinham em Deus ou Sua Palavra.
A qualidade da nossa vida espiritual pode ser conectada diretamente à qualidade de nossa confiança em Deus.[post_ad]Ezequias descobriu que uma coisa era derrubar os altos (arrependimento) e outra coisa era confiar em Deus completamente quando o inimigo está à sua porta e você está tremendamente em desvantagem! Confiar em Deus completamente, no entanto trouxe uma grande vitória para Deus e Seu povo que mudou o curso de uma nação... isso ainda pode ser verdade hoje! Estamos preparados para confiar em Deus completamente?
A Bíblia nos ensina que Deus nos chama a confiar plenamente Nele, e que ao fazê-lo seremos vitoriosos sobre o nosso inimigo, mesmo quando parece impossível! Como a Bíblia diz, "Tudo é possível àquele que crê". (Marcos 9:23)

I. Confiança que não muda! 18:5-6a

A. Escolha. 18:5
1. Ezequias decidiu desde o principio que sua escolha era confiar em Deus!
a. Isso é notável, tendo em conta o fato de que seu próprio pai era um rei malvado que levou Judá ao pecado!
b. Ezequias não culpa ninguém pelo que acontece ao seu redor, porque sua confiança está em Deus, e não nos outros.
2. A confiança de Ezequias estava em Deus, não em homens ou máquinas, não em exércitos ou armas, mas em Deus!
3. Muitas vezes a nossa felicidade é colocado em coisas ou outros e quando eles nos decepcionam nossa felicidade desaparece.
a. Quando a nossa felicidade e a paz podem ser tiradas de nós pelas ações dos outros, é uma indicação de que a nossa confiança final pode estar equivocada.
b. Embora possamos ficar desapontado com outros, isso não deveria destruir a nossa fé!
4. "A felicidade é uma escolha" - uma questão de fazer a escolha certa!
B. Incessante! 18:6ª
1. Não só estava a confiança de Ezequias completamente no Senhor, como era incessante também!
a. Observe que o texto afirma aqui que ele ”... se apegou ao SENHOR, não deixou de segui-lo...”.
b. Isto significa que Ezequias não apenas confiava em Deus quando as coisas estavam boas, mas também quando tudo parecia indicar desastre!
c. Como nós confiamos em Deus quando tudo vai mal e Deus parece estar longe?
2. Uma relação com Deus não é baseada em quão bem as coisas vão para nós, mas na confiança na bondade de Deus o tempo todo, mesmo em face de circunstâncias que parecem desafiar a bondade de Deus!
a. Ezequias tinha testemunhado Senaqueribe capturar quase todas as cidades de Judá e conquistar todas as outras nações ao redor de Jerusalém, e não se via o bem de Jerusalém e de Ezequias, neste momento, mas Ezequias não altera a sua confiança em Deus com base nas circunstâncias aparentes, não é?
b. Como o casamento, "no melhor ou no pior, mais ricos ou mais pobres, na doença e na saúde”... e até mesmo contra todas as probabilidades somos chamados a confiar no Senhor!
3. Provavelmente uma das maiores fraquezas dos cristãos de hoje é a sua fé vacilante, quando as coisas ficam difíceis.
a. Um homem ou uma mulher com fé vacilante é instável, em muitos aspectos... (ver Tiago 1:8)
b. Precisamos aprender a ter confiança em Deus não apenas quando há sinais visíveis que nos dê essa confiança, mas mesmo quando as evidências não estão presentes! “Nunca tenha medo de confiar um futuro desconhecido a um Deus conhecido”.
4. Os cristãos mais bem sucedidos não deixam sua caminhada fiel com Deus ir para cima e para baixo com as circunstâncias, sua fé está baseada em confiar em Deus.

II. Confiança que conhece os desafios! 18:17-25

A. Conflito. 18,17-18
1. Ezequias embora fiel a Deus em derrubar todos os altos e livrar Judá de ídolos; agora enfrenta uma crise que parece que vai destruí-lo e destruir Jerusalém!
a. Ele faz as coisas certas e em vez de as coisas ficarem boas, elas ficam piores!
b. Quantas vezes você já experimentou isso como um cristão?
2. Em honrar a Deus e confiar nEle Ezequias encontra mais um desafio, não menos!
a. O cristianismo não é sem conflitos!
b. Em muitos sentidos, confiar em Deus nos coloca em conflito com este mundo!
3. Confiar em Deus nos faz continuar quando os outros teriam desistido.
4. Tal conflito terrível que Ezequias enfrentou; não destruiu sua confiança em Deus, mas sim a definiu!
5. Conflito ajuda a definir a nossa confiança real em Deus, nesses momentos é que mostramos nossa fé!
6. Ezequias não tinha outra opção senão confiar em Deus!
a. Às vezes, Deus pode nos levar a este ponto.
b. Nessa junção devemos fazer uma escolha, confiar ou desistir.
c. Assim como Ezequias se "apegou ao Senhor," Deus iria ajudá-lo a ser vitorioso!
B. Catástrofe. 18:19-25
1. Parecia que Senaqueribe tinha todas as cartas vencedoras:
a. Seu exército havia conquistado todos os outros grupos que vieram contra eles.
b. Nenhum outro deus tinha sido capaz de avançar contra o poder da Assíria.
c. Mesmo com a ajuda de Judá o Egito havia recentemente perdido para Senaqueribe.
d. E o próprio Deus de Judá havia declarado que a Assíria ia ser usada para a disciplina de Judá, de modo que Senaqueribe parecia mesmo ter Deus de Judá ao seu lado contra eles!
2. Este era um lugar difícil para estar, inclusive Ezequias sabia que Deus iria usar Assíria para disciplinar Judá, Ezequias, porém, acreditava que isso já tivesse acontecido!
a. O convite de Senaqueribe para fazer uma barganha "amigável" e evitar a dor terrível era uma mensagem mista... ofereceu uma saída, mas não o caminho de Deus!
b. Ezequias reconheceu que era melhor confiar em Deus do que se comprometer com o inimigo!
3. Quantos cristãos têm descoberto o preço triste do compromisso, em vez de confiar em Deus completamente?

III. Confiança que faz campeões. 19:14-19; 32-37

A. Convicção. 19:14-19 1. Assim que Ezequias recebe as demandas do inimigo, ele faz a coisa certa, vai para Deus primeiro com o problema!
a. Vai para a casa de Deus e coloca-o diante do Senhor!
b. Este é um bom modelo para lidar com uma crise!
2. Ezequias ora para que Deus defenda seu próprio nome, não o nome de Ezequias!
a. É importante que nossas orações não sejam feitas para convencer Deus a fazer o que gostaríamos, mas o que vai trazer glória a Deus!
b. A confiança de Ezequias em Deus estava baseada no caráter de Deus, não nos desejos de Ezequias.
3. Aqui é onde Ezequias encontrou o poder de Deus; na confiança, não estava baseado em nenhum homem, estava baseado na bondade de Deus.
4. Note também que a oração de Ezequias não é uma ilusão, ele é honesto em sua oração que Senaqueribe tinha devastado as outras nações, mas ele também reconhece que a diferença entre a derrota e o sucesso de Judá tem a ver com o Deus que Judá acredita; contra os ídolos das outras nações.
a. Deus é uma diferença suficiente para fazer toda a diferença!
b. A confiança suprema de Ezequias, era baseada em Deus ser supremo!
5. A completa confiança de Ezequias estava baseada no fato de que ele sabia que o desejo de Deus era tornar-se conhecido a todas as nações do mundo, assim que esta seria uma oportunidade para isso.
a. Não era uma oportunidade para Ezequias fazer grande o seu nome, era para a glória de Deus, não do homem.
b. Podemos ter confiança absoluta em Deus quando se trata de defender seu nome e torná-lo conhecido.
B. Confiança. 19:32-37 1. A confiança de Ezequias não ficaria sem recompensa!
a. Senaqueribe não ia mesmo atirar uma flecha ao longo dos muros da cidade! (Isso era muitas vezes feito pelo comandante no início para indicar a vitória).
b. O inimigo não virá através das portas ou sobre os muros!
c. Não vai mesmo ser uma oportunidade para o inimigo começar um cerco contra Jerusalém!
2. De fato, embora o inimigo fosse mais de 185.000 soldados e invicto na batalha, Deus lhes daria a vitória!
3. Ezequias não tem sequer que lutar esta batalha, pois ele já tinha lutado em oração.
a. Naquela noite, o anjo da morte de Deus matou 185.000 soldados assírios.
b. Seja qual for o meio que Deus usou, esse foi o ponto... Senaqueribe acordou e encontrou todos os corpos mortos e por isso ele humildemente retorna para a cidade capital da Assíria, Nínive.
c. O Senaqueribe, fanfarrão agora é um homem quebrado, enquanto Ezequias e Judá estão inteiros de novo!
4. Senaqueribe anos mais tarde é perseguido por seus próprios filhos e morto, enquanto ele estava no templo de seu deus Nisroque...
a. Que contraste, Ezequias foi ao templo de Deus e encontrou a vitória.
b. Senaqueribe foi ao templo de um deus falso e encontrou a morte!
5. Confiar no Deus verdadeiro completamente trouxe a vitória completa!
6. Ezequias não poderia se desesperar, mesmo quando confrontados com todas as adversidades, porque ele conhecia e confiava no caráter e na palavra de Deus.
7. Quanta confiança em Deus você tem? 

Conclusão: Confiar em Deus completamente pode não ser sempre uma escolha fácil, mas será sempre a melhor escolha! A confiança não existe num vácuo, cresce com a escolha constante e pelo uso constante nos conflitos da vida. "Confia no Senhor de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento"! Provérbios 3:5 

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Confiando no Senhor completamente Reviewed by Aldenir Araujo on segunda-feira, junho 27, 2011 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.